• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Anelise

B-Membros
  • Content Count

    11
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

6 Neutral

About Anelise

  • Rank
    Member
  • Birthday 07/28/1981

Recent Profile Visitors

402 profile views
  1. Boa Noite, Robert! Já tentei outras vezes sim, mas não deu certo. Agora estou tentando corrigir minha sintonia, pois não estava muito bem nos últimos dois meses, devido a muitos conflitos internos e aí preferi esperar um pouco para tentar de novo. A respiração é um grande problema mesmo, eu sou um bocado ansiosa ö.ö Puxa, é muita coisa para dar conta =) hehehe Obrigada pela dica
  2. Queridooo, muito obrigada por seu comentário. Estou relendo um livro bastante especial para mim (OSHO - Coragem-O poder de viver perigosamente), pois foi através dele que tive vários insights e indico muito se você ainda não leu. Está ajudando porque agora estou lendo com um propósito específico para desencanar do medo. E sobre as formas-pensamento tenho muito conhecimento teórico apenas. Sair fora do corpo pode significar desequilíbrio se não tivermos conhecimento e maturidade, concordo contigo. Estava muito triste em uma ocasião, tive uma experiência durante uma sessão de hipnose, em que recebi energias de um amigo espiritual, e simplesmente fiquei uma semana sem parar de pensar naquilo, porque foi algo tão espetacular, uma energia brilhante, de amor , paz e tranquilidade que nunca tinha sentido na vida. Chorei uma hora sem parar, foi demais pra mim e compreendi porque eles não se aproximam tanto. Durante a tal semana eu tentei contato novamente de forma obcecada, e é claro que não obtive sucesso. Aprendi essa lição hehehe O meu amigo espiritual se parecia com esse ator, só que com a pele mais clara e os cabelos e sobrancelhas branquinhas (olha o nível de obsessão )
  3. Boa Noite, Caroline, tudo bem? Eu também estava na casa dos meus pais nesse dia.. que interessante. Sim, eu concordo plenamente contigo, pois quando fui iniciada no Reiki e praticava todos os dias me sentia muito melhor e mais inspirada. Mas acabei perdendo o hábito pela falta de tempo. Você trabalhou o cardíaco de uma outra forma específica? Muito obrigada por responder.
  4. Pois é. O fato é que depois disso enquanto estava acordada, eu vi um ser totalmente desfigurado no lugar do rosto do meu namorado. Me apavorei e acho que esse foi o causador do bloqueio. Mas agradeço mesmo assim e é certo que vou continuar tentando. Eu já tinha sondado esse curso, tem uma introdução dele no youtube, quem sabe depois de passar a crise hehehe
  5. Boa Noite! Estou fazendo terapia há cerca de 1 ano e aprendi algo que tem me ajudado muito nesse sentido. Quando você pensa na pessoa e sente algo muito ruim (como no seu relato), não tente fugir, esquecer ou encobrir, permita-se sentir com toda intensidade. Deixa que todas as emoções e sentimentos se revelem, venham à tona, te inundem, e observa a origem e o modo como eles agem no teu corpo e na tua mente. Percebe qual a parcela dos teus julgamentos são excessos cometidos pelo pensamento condicionado (por exemplo: ele te fez mal (isso é uma situação), o que ele faz e como ele age com as outras pessoas (é outra situação), mas você somatiza tudo isso, toma como pessoal e o teu julgamento não separa as estações, dessa forma o sentimento parece muito pior e maior do que ele realmente é). Se coloque na situação como uma pessoa resignada, que não tem o poder de mudar as circunstâncias, simplesmente aceite aquilo que é. Isso em essência é meditação. Cada vez que você realizar esse exercício, a tua raiva vai se esgotando gradualmente, é como se você "gastasse" essas sensações e em seguida vem a aceitação, que ocorre naturalmente. Tomara que isso possa servir para te ajudar tanto quanto me ajudou. Abs.
  6. Boa Tarde, galera! Já testei quase todas as técnicas de projeção postadas aqui. A técnica do Raduga foi excelente porque funcionou no primeiro dia e sem nenhum esforço. Tive uma experiência que não posso denominar "assédio" , pois notei que vários (não contei, mas eram muitos) espíritos com formato de sombra me cercaram com uma certa curiosidade, não senti agressividade, mas quando voltei para o corpo me senti muito cansada e assustada. O fato é que depois desse dia, quando relaxo completamente o meu corpo eu sinto que estou desprendendo, o medo é tão grande que acabo desistindo. Já estudei muito sobre o medo e sigo sempre fazendo os exercícios de equilíbrio das energias, mas isso não é o suficiente, ainda não consigo lidar com essa dificuldade. Queria pedir a opinião honesta e sincera dos praticantes mais experientes, se há alguma maneira para vencer essa etapa, é só isso que está faltando.
  7. Boa tarde pessoal! Sou a Anelise, de Porto Alegre/RS, 34 anos, tenho muita vontade de aprender e gostaria de utilizar essa ferramenta para poder me comunicar com as pessoas que têm a mente aberta em relação a espiritualidade e também poder trocar informações e experiências. Um grande abraço pra todo mundo!