• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

lightium

B-Membros
  • Content Count

    184
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

lightium last won the day on April 5 2016

lightium had the most liked content!

Community Reputation

84 Excellent

1 Follower

About lightium

  • Rank
    Membro Iniciando (100+)

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Olá pessoal... Novamente mil desculpas pela ausência, só agora que fui ver as novas respostas. Andei meio afastado do fórum. Entro de vez em quando ler algum relato, mas acabo não participando. Olá Honeymoon. Peço desculpas novamente pela demora em responder. Li sua resposta e achei seu caso fantástico. Você passou por uma tremenda barra e deu a volta por cima. Isso é bastante inspirador. Gratidão por compartilhar um pouco da sua história conosco. Olá novamente. Excelentes conselhos. Gratidão. Passei por momentos da minha vida quando tive grande interesse por espiritualidade e muitas coisas fantásticas aconteceram. Acho que nesta época eu tinha bem mais contato com seres do bem. Atualmente não sei se desistiram de mim kkkk ou se perdi mesmo a capacidade de receber alguma coisa deles. Abração. Olá Sandro.... Muitíssimo grato pela indicação. Abração.
  2. Que experiência fantástica. Me sinto grato por ter acesso a este espaço e por consequência, a oportunidade de interagir com pessoas incríveis como vocês e de ler relatos maravilhosos como este. Não sou, nem de longe, nem de longe mesmo, tão experiente e dedicado como muitos membros deste fórum. Fui privilegiado, agraciado e presentado com algumas experiências incríveis, as quais me fizeram perceber com grande clareza que a existência vai MUITO além da dimensão física e da preocupação que tenho com pequenos problemas do dia a dia, mas devo confessar que ainda não aprendi a viver e a desfrutar plenamente do potencial que possuo. Como diz o velho ditado "Viver é uma arte". E bota arte nisso, é preciso extrema maestria e domínio nesta arte tão complexa e maravilhosa para evitar aborrecimentos desnecessários com problemas "insignificantes". Administro uma pequena Fanpage no Facebook e certo dia, em um momento de grande inspiração, fiz esta imagem: Ficou com um pequeno erro de ortografia na palavra "significa", no segundo parágrafo, mas são palavras escritas com o coração. Estas que surgiram em um momento de profunda inspiração, quando pude sentir o quanto a vida física é insignificante perante a imensidão da existência. Gratidão amigos.
  3. Pessoal... Em primeiro lugar mil perdões pela demora em responder, minha vida estava uma correia e uma bagunça nestes últimos dias, que acabei deixando o fórum de lado. P Olá Daniel... Poxa vida amigo, porque foi jogar fora todo esse texto? Com certeza eu adoraria lê-lo, mesmo parecendo pessimista aos seus olhos, para mim certamente seria interessante, pois não ando muito otimista também. Acho que aqui estamos todos no mesmo barco, por isso nos damos tão bem assim. Me parece que além de nós, milhares ou milhões de outras pessoas ao redor do globo estão questionando e despertando para a verdade universal. Isso é fantástico e reforça ainda mais minha crença de que tudo isso seja verdade, pois certeza absoluta não tenho de quase nada. kkkk Se ainda tiver algum rascunho do que escreveu, poste aqui. Será um prazer ler seu texto. OBS: Vou ver o vídeo e já respondo aqui amigo. Grato pela indicação. Olha Asharam... Olha, a minha interpretação é a seguinte; pessoas mais "simples" geralmente precisam de certezas para viver e suportar todas as vicissitudes da existência. No meu caso, já não tenho mais certeza de praticamente nada e isso me causa sofrimento, porém talvez seja necessário para me fazer buscar pela verdade, pois caso contrário, eu estaria em uma zona de conforto construída com muitas certezas e jamais questionaria nada. Viver assim, com tantas incertezas, não é uma tarefa fácil e por muitas vezes me sinto absolutamente sem chão. Vocês também não se sentem assim? Vale lembrar que nem todas as pessoas estão preparadas para ver a vida como ela realmente é. Cada um está no seu respectivo nível evolutivo e as coisas acontecem no tempo certo, creio eu. Olá Iogui. Você está certíssimo, nunca é tarde. Nosso tempo aqui na Terra é insignificante em comparação com a infinitude da existência. Por isso nunca é tarde mesmo. Fantástico Lucas Oliveira... Obrigado por compartilhar conosco. É de alguma escritura indiana? Gratidão pelas respostas meus amigos.
  4. sandrofabres Carambaaaa Sandro. ? Perfeitoooooo ????? Você é sensacional mesmo. Olha só que coisa fantástica, você ter tirado seu tempo pra me responder de forma tão completa. Juro que já faz bastante tempo que penso em cuidar de mim nos seguintes aspectos; físico, mental, emocional e espiritual. O interessante é que você resumiu exatamente tudo isso. Meu amigo, não tenho nem palavras para agradecer. Você disse tudo e mais um pouco. Já li sua resposta e vou ler novamente, porque ficou bom demais mesmo. Vou usar como guia pra mim. Agora me falta ler as postagens que você mencionou. Preciso me animar novamente e não deixar mais a peteka cair kkk. Costumo oscilar bastante em tudo o que faço e já passou da hora de eu mudar isso. Muitíssimo grato. Caroline Que legal Caroline. Adorei sua estratégia. É exatamente isso que preciso fazer e tenho certeza que ter uma agenda de tarefas me ajudará bastante a me disciplinar. Costumo ser bastante relapso com minhas tarefas e sempre acabo procrastinando em quase tudo o que faço. Preciso mudar isso, aliás, preciso mudar tantas coisas. Ainda tenho que melhorar em tantos aspectos, mas tenho certeza que só tenho a ganhar com tudo isso. Tenho uma coisa fantástica para lhes contar e tem exatamente relação com isso. Pedi para meu mentor me ajudar a lembrar das experiências que tenho no astral e por vários meses, logo após ter algum "sonho" significativo ou projeção, eu sempre acordava sentindo a presença muito forte de alguém. Certo dia, tive um "sonho" fantástico, em que alguém estava me ensinando alguma coisa que parecia ser importante e acordei logo em seguida. Foi quando me bateu uma baita vontade de urinar e quando estava prestes a levantar, ouvi a seguinte frase: "Não levanta agora não, se você levantar agora, esquecerá de tudo. Aguenta um pouco e se concentra em lembrar o que sonhou". Com o tempo acabei passando por algumas dificuldades e perdendo temporariamente o interesse por qualquer coisa relacionada a projeção. Foi quando este ser que me ajudava parece ter ido embora e desistido, visto que eu não demonstrava mais querer a ajuda dele.
  5. Meu amigo. A minha única certeza é que tenho MUITO a aprender e este é um espaço valiosíssimo para isso. Exatamente, um empurrãozinho sempre ajuda. É o que sempre peço, afinal de contas, toda ajuda é SEMPRE muito bem vinda. Olha só Larissa. Que dica fantástica. Vou prestar mais atenção nisso. Quem sabe meus guias estão me sugerindo o que fazer já há bastante tempo mas o cabeça dura aqui não consegue entender. kkkk Gratidão.
  6. sandrofabres e albaman Compreendendo perfeitamente meus amigos. Gratidão pelas respostas. São tantas técnicas diferentes e tantos caminhos possíveis, que é difícil não ficar confuso. O negócio é ter paciência, pois ainda sou novato neste negócio de espiritualidade, principalmente em comparação com muitos membros mais experientes. Falando nisso. É um privilégio ter acesso a um local como este onde posso interagir com pessoas experientes e com muita coisa a me ensinar. Abração pessoal
  7. Olha que legal amigo. Vou tentar também. Obrigado. sandrofabres Lembro que você mencionou que se recolhia todos os dias em um determinado horário para suas práticas. Se não for muito incomodo, você poderia descrever o que costuma fazer? Estou penando pra me disciplinar e começar a realizar algumas práticas com regularidade. Quando passou algumas horas meditando e/ou faço algum tipo de oração me sinto muito melhor por horas, as vezes até por dias e qualidade dos meus "sonhos" melhora bastante.
  8. Olá Caroline... Também estou aprendendo na marra mesmo. As vezes penso que esta é a única forma que o universo encontrou de me ensinar. Talvez eu seja muito teimoso para aprender de outra maneira. Já passei por inúmeros incômodos físicos originados por problemas emocionais e/ou energéticos. Geralmente quando estou desequilibrado tenho problemas estomacais, dores na coluna, dores pelo corpo, diarreia, tosse e uma série de outros problemas físicos. Também tenho dificuldades de me expressar, de me relacionar com as pessoas e de sentir alguma coisa. Quando estou equilibrado costumo ser muito emotivo e empático, já nos momentos de desiquilíbrio parece que meu coração vira pedra e tudo perde o sentido. Sei que alguns destes sintomas estão relacionados com depressão e ansiedade, mas não acredito mais que estas doenças sejam a causa de alguma coisa e sim a consequência. Olá Sandro... Vou dar uma olhada nas suas dicas amigo. Quem sabe sirvam para mim também, afinal de contas, todo conhecimento é bem vindo. Pessoal, sei que minha postagem ficou confusa e não tem relação com projeção astral, mas meu objetivo é saber se mais participantes deste fórum passam pelas mesmas coisas. Estou muito confuso, pois minha vida mudou muito e tudo se intensificou bastante neste último ano. Já não sei mais o que é físico, o que é emocional ou o que é energético. Nos últimos meses parece que andei perdendo minha conexão com o outro lado. Agora, quando faço uma oração, por exemplo, não sinto mais praticamente nada e as vezes até me sinto ridículo. Antes eu sentia uma conexão muito maior com minha espiritualidade e com o lado bom da força. kkkk Obrigado pessoal.
  9. Olá Camy1. Tudo bem? Muitíssimo grato pelas respostas. Pois é, minha forma de sentir as coisas e de viver mudou muito e não consigo saber se é psicológico ou se realmente mudou porque amadureci e me espiritualizei. Por isso fiz esta postagem, para saber se mais membros do fórum passam pelas mesmas coisas. Quero lhes relatar outro fato curioso. Se passo por um dia de muito estresse, quando discuto com alguém ou tenho algum problema e deixo minha vibe cair muito, no outro dia acordo e tenho a nítida impressão de que passei o dia anterior bêbado. As lembranças ficam turvas, por isso sinto como se eu estivesse alcoolizado e chego inclusive a ter alguns sintomas de ressaca, como dores pelo corpo, dores de cabeça, falta de energia e etc. Antigamente isso não me acontecia e eu podia passar o dia estressado, que acordava super bem no outro dia e era como se nada tivesse acontecido. Agora se deixo a vibe cair, acordo PÉSSIMO no outro dia. Abração pessoal.
  10. Sou um grande curioso e sempre tive interesse em descobrir como as coisas funcionam. Não me bastava simplesmente usar alguma coisa da maneira que foi projetada pra ser usada, eu queria entender quais mecanismos estavam por trás do funcionamento de cada objeto. Com o passar do tempo, comecei a observar uma série de padrões e sincronicidades na minha vida, então me interessei em descobrir como a realidade funciona. Compreender os mecânismos responsáveis pelo funcionamento da realidade foi o que me motivou a estudar espiritualidade. Além de compreender a realidade sempre tive como objetivo compreender a mim mesmo. Nos últimos anos passei por uma série de dificuldades, mas nunca havia desanimado de exercer minha espiritualidade e sempre me dedicava estudando, meditando, orando e praticando vários outros exercícios. Com o passar do tempo, as coisas começaram a ficar mais complicadas, então fui deixando de lado todas as minhas práticas habituais, o que acabou por piorar as coisas. Quando dedico meu tempo a qualquer prática visando meu desenvolvimento espiritual, parece que as coisas fluem com muito mais facilidade. Se deixo minha vibe baixar, tudo piora significativamente. Meus relacionamentos não vão bem, tudo relacionado ao meu trabalho começa a dar errado e até mesmo minha saúde física fica bastante comprometida. Além disso tudo, começo a ter pesadelos e a acordar me sentindo péssimo. Como eu conseguia viver antigamente sem ter praticamente nenhuma noção sobre isso? Será que as coisas se intensificaram tanto assim porque é meu momento de aprender? Como isso funciona com vocês? Vocês acham importante ter uma rotina de práticas visando o desenvolvimento espiritual, elevação de vibração, auto-conhecimento e etc?
  11. Olá Michelle. Que conselho maravilhoso. Muitíssimo grato. Ta aí algo importante a se fazer. Atualmente acredito que toda mudança verdadeiramente significativa começa de dentro para fora. A mudança de fatores externos muitas vezes ajuda, mas precisamos mudar internamente. Ainda mais se realmente temos grande poder de manipulação da realidade física e criação da própria realidade, a mudança interna torna-se extremamente necessária. É o que tenho percebido, preciso mudar internamente, pois enquanto eu não mudar, os fatos continuarão se repetindo. Abração.
  12. Com toda certeza. Depois de todas as experiências "malucas" que já tive, nunca mais conseguirei olhar o mundo e a realidade com os mesmos olhos.
  13. Sempre fui um grande curioso e sempre tive enorme curiosidade em saber como as coisas funcionam. Quando eu era criança, desmontava tudo o que podia para aprender alguma coisa. Meus pais ficavam malucos, pois eles não compreendiam que não me bastava brincar com meu novo carrinho de controle remoto, eu precisava desmontá-lo e descobrir como era possível aquele pedaço de plástico se movimentar e responder aos meus comandos. Que tipo de tecnologia enigmática estava por trás daquilo. Eu precisava saber. Então eu desmontava todos os brinquedos e claro que isso quase sempre significava torná-los inúteis ou pelos menos que não funcionariam mais dentro do propósito para o qual foram fabricados. Não era problema para mim, pois não me interessava muito brincar com alguma coisa do jeito que me disseram que deveria brincar. Eu achava muito mais interessante arrancar os componentes de um brinquedo e construir algo totalmente novo. Quando eu era bem pequeno, meu pai me deu um aparelho de som. Era um excelente sistema de som para a época, principalmente levando em consideração as condições limitantes nas quais vivíamos, o que não nos possibilitava ter muita coisa. Era um aparelho com toca discos e toca fitas e nem preciso dizer o quanto eu ficava maravilhado em ver aquele pedaço de plástico retangular entrar no aparelho e a música sair pelas caixas. Não demorou muito para que eu começasse a desmontar o tal aparelho, o que despertou a ira do meu pai, pois eu estava estragando um bem de valor considerável, ainda mais com o agravante de que eu já havia desmontado e estragado a televisão e outros eletrodomésticos. Felizmente minha mãe e meu pai acabaram por compreender o meu interesse em eletrônica e a minha curiosidade natural, então pude receber o apoio e estimulo da minha família. Com o passar do tempo, comecei a observar a própria vida e a mim mesmo, então percebi uma série de padrões em tudo o que me ocorria e as circunstâncias não me pareciam mais frutos do acaso. Foi quando comecei a procurar explicações, pois eu queria entender como tudo funcionava. Se as coisas não aconteciam por acaso, devia existir algum mecanismo por trás de tudo. Algum tipo de tecnologia que permite a vida e a existência como um todo. Foi assim que descobri a espiritualidade e acabei desmontando a realidade. Mexi tanto com tudo, que não desmontei apenas a realidade, desmontei a mim mesmo, a minha própria mente, a minha personalidade, quem eu achava que eu era, todos os padrões, tudo o que eu pensava saber. Desmontei tudo e me restaram os componentes interessantes que encontrei. Exatamente como eu costumava fazer com meus brinquedos eletrônicos. Nada mais tem o mesmo sentido que costumava ter. Tudo me parece tão diferente e não sou mais quem eu achava que era. Também não sou quem eu gostaria de ser e, na realidade, não sei mais quem sou já tem bastante tempo. Acho que toda essa incerteza perante a tudo é que me permite se aproximar ainda mais de quem verdadeiramente sou. Eu visto isso, sinto isso, durmo com isso e acordo com isso. Para mim, não é mais algo passageiro e faz parte importante da minha vida. A vida física por si só já não me faz o menor sentido e por vezes questiono minha própria sanidade. Não consigo sentir a vida como antes e não consigo sentir meu corpo como antes, por isso a cada probleminha de saúde, a cada sintoma que meu corpo me apresenta, me faz pensar no que está causando aquilo. Não me basta mais procurar um médico e simplesmente tomar um remédio, assim como fazem as pessoas “normais”. Eu preciso entender meu corpo e descobrir o que ele quer me dizer. Cada vez que algum bem meu estraga, que minhas finanças vão mal ou que alguma coisa não funciona da maneira que eu gostaria que funcionasse, não consigo mais simplesmente remediar, tenho que descobrir o porquê disso ter acontecido. As vezes acho que estou ficando maluco, outras vezes penso que estou finalmente compreendendo e sentindo, de coração, verdadeiramente, como a realidade funciona. Era meu sonho e confesso que pensei que seria incrível descobrir tudo isso, porém é muito mais difícil do que eu imaginava. O problema é que não da mais para voltar atrás. É como tomar a pílula vermelha do filme Matrix. Talvez todos esse processo me traga resultados maravilhosos. Talvez eu acabe ficando maluco. Agora não posso mais desistir e só me resta esperar. Se tudo isso existe mesmo, eu teria que descobrir de qualquer forma, mais cedo ou mais tarde. Sempre pedi em oração para que me fosse apresentado a mais pura verdade, sem ilusões, sem máscaras, eu só quero a verdade sobre tudo, por mais difícil que seja. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” João 8:32 “Avalia-se a inteligência de um indivíduo pela quantidade de incertezas que ele é capaz de suportar.” Immanuel Kant
  14. Vou lhes contar meu caso, sobre duas relações amorosas de longa duração que tive e que claramente surgiram em minha vida para me ensinar alguma coisa e a elas também. Primeiro, fiquei quase 10 anos com uma garota que era muito legal, amorosa, carinhosa, sempre apaixonada, mas extremamente ciumenta. Sofri e a fiz sofrer muito também. Como ela implicava e brigava muito comigo, comecei a correr dela. Tadinha, ela correu muito atrás de mim, tanto que agora estamos juntos novamente. Falei que era uma história longa? Fiquei separado desta garota por 5 anos e neste período, tive uma outra namorada, por 3 anos. Sabe o que aconteceu? Essa outra namorada começou a fazer comigo EXATAMENTE o que eu fazia com a primeira e eu me tornei o ciumento e o que corria atrás. Me vi 100% no papel da minha outra namorada. Eu fazia quase tudo o que ela fazia. Não tem lógica uma coisa dessas, foi tudo MUITOOOOOOOOOOOOO COINCIDENTE. Sou bastante observador e costumo prestar atenção nos mínimos detalhes de tudo o que me acontece, pois acredito que a vida fala conosco através de circustâncias e vocês não imaginam quantas coincidências incríveis e malucas consegui observar nestes dois relacionamentos. Como o Sandro disse, muitos relacionamentos (se não todos kkk) surgem em nossas vidas para nos ensinar alguma coisa importante. OBS: Tomara que nenhuma das duas acabe lendo esta postagem kkkk
  15. Olá Michelle. Tudo bem? Eu já medito, aliás, meditava. Já faz algum tempo que não tenho conseguido/tentado/tirado tempo para meditar. Há uns 20 dias tive uma experiência bem interessante com meditação e fiquei bastante empolgado, mas infelizmente não fui disciplinado o suficiente para continuar. Meditação é excelente mesmo, tenho que voltar a praticar. Grato pela indicação. Olá amigo. Imagina, toda critica construtiva é sempre bem vinda. Não tenho emprego fixo, mas tenho profissão. Só não sou muito de procurar trabalho kkkkkk Você acertou em cheio, estou mesmo deixando a vida me levar. Ta aí uma coisa que sempre me deixou dúvidas. Será que devo "fluir" com a vida ou "pressionar" as coisas? Acho que o mais certo é mesmo o caminho do meio, quero dizer, nem fluir totalmente, nem pressionar nada. Meio confuso né? Abração. Olá Caroline... Olha só, que barra você passou. Sofro de vários problemas emocionais e também passei por momentos complicadíssimos, estes que talvez tenham sido necessários para meu desenvolvimento e transformação interior. Não sei de nada mesmo, só tenho certeza de uma coisa, amadureci MUITO com o passar dos anos e hoje vejo o mundo com outros olhos. Algumas coisas em mim melhoraram outras parecem ter piorado. Perdi a inocência de criança e hoje vejo tudo com desconfiança, em contrapartida, fiquei mais sério, mais centrado e mais realista. O problema é que as vezes acho que endureci demais e estou começando a ficar ranzinza. Esses dias li uma frase assim: "Chega um momento na vida que não da mais para negar que você se tornou o Lula Molusco" Abraçoss.