Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Marcela_

B-Membros
  • Posts

    11
  • Joined

  • Last visited

Recent Profile Visitors

488 profile views

Marcela_'s Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

9

Reputation

  1. Rh Soares, vc tem consciência durante essas experiências? Vc lembra, ou entende enquanto as está vivendo que está projetado, fora do corpo físico? Se sim, acho que estás projetando sim! Você diz: "tive várias experiencias de acordar como se meu corpo estivesse caindo na cama, era como se eu tivesse levitando e caisse, isso era muito estranho muitas vezes isso ocorreu comigo". Eu tinha isso DIRETO logo que comecei a projetar. Não entendia o que era, acontece muito rápido, como um zoom in/zoom out em um segundo... Também tinha muito os ruídos intracranianos, às vezes cada estalo dentro da minha cabeça que parecia que tinha explodido uma daquelas bombas de São João Hoje minhas projeções são sempre a partir de um EV, rarissimamente aconteceu de eu despertar a consciência já projetada, e mesmo assim essas projeções nunca são tão lúcidas quanto as que começam a partir de um EV, em que fico consciente e lucidíssima desde o momento do início até a volta ao corpo. Essas coisas acredito que a gente vai se aperfeiçoando com a persistência,a prática e o entendimento...
  2. Numa das minhas primeiras projeções conscientes estabeleci um objetivo simples, ir até o quarto da minha filha mais nova ver se ela me percebia de alguma forma. Entrei em EV, deixei o corpo e fui meio flutuando, quicando nas paredes (engraçado isso, às vezes uso até os "pés" astrais para pegar impulso me empurrando pelas paredes e ajustando a direção, fico um pouco sem controle, como se fosse um balão flutuando hehe) e entrei no quarto dela que estava exatamente igual, ela dormindo, a luz do abajur ligada (ela tinha 5 anos na ocasião). Me aproximei da cama dela e não sei se ela acordou de verdade ou foi o seu espiritozinho, mas ela ficou de joelhos na cama olhando pra mim meio em dúvida (talvez meu aspecto estivesse diferente, transparente, mais feio, mais bonito sei lá) e disse "mamãe, é vc?", e foi se aproximando de mim, olhando ainda incerta. Depois foi como se ela se certificasse que era eu mesmo, aí falou "queria ir pra tua cama" e eu não deixei porque tive medo de ela ver meu corpo astral, chegar na cama e ver meu corpo físico lá também e ficar assustada hehehe. Esse medo me fez voltar rápido, involuntariamente, para o corpo físico, mas logo saí de novo e voltei ao quarto dela pra ver se ela estava bem. Quando cheguei lá vi uma ex-babá dela, que eu tive que demitir porque era super-irresponsável, saindo do quarto dela (em astral, lembre-se) carregando um bebê de colo assim de lado, feito índio, e um armário pequeno (plasmado, claro) em cima da cabeça. Eu falei "Fulana, que você tá fazendo aqui, porque tá levando isso?" Ela disse "eu prometi à mulher (não sei que mulher) pra ela me deixar em paz... aí saiu andando em direção á cozinha e saiu pela janela da área de serviço. No outro dia perguntei dela pra outra secretária de casa, que a conhecia (fazia anos que eu não tinha notícia) e ela me disse que ela tinha tido um bebê. Eu nem sabia
  3. É isso mesmo, Sandro! Pior que eu tenho um apego a esses lugares... Como já disse, sempre que vou por lá e quando acordo percebo que a visita não foi física, me dá uma tristeza, uma dor no coração mesmo... Em compensação, outro lugar que eu sempre visitava em astral, há alguns anos terminei por acaso conhecendo e fiquei tão emocionada, tão emocionada ao saber que existia mesmo no físico, e pertinho de mim, que chorei kkk. É a praia de Japaratinga, em Alagoas. Eu moro na vizinha Pernambuco, mas nunca havia visitado essa praia em corpo, apesar de sem saber visitar há anos em espírito. Da primeira vez em que fui lá, tem um trecho da estradinha que é alto e margeia a praia, vc vê a praia lá de cima... instantaneamente reconheci. Desde então tenho ido sempre lá, agora fisicamente
  4. Parte deste meu relato já postei em comentário em outro site dedicado a projeção, mas depois dessa primeira parte houve desdobramento e achei melhor trazer pra cá, adaptado. Eu visitava sempre em sonhos, mas nunca consciente, ou seja, nunca em projeção, dois locais que são sempre os mesmos e estão sempre no mesmo lugar, no astral. Um é tipo uma padaria ou delicatessen que serve café da manhã. Sempre vou tomar café da manhã lá em sonhos, rsrsrs. É um lugar muito agradável, comida deliciosa e variada, do tipo self service e sempre tem muita gente lá, comendo também, e funcionárias simpáticas, fardadas, sorridentes. Esse lugar fica em um local em que no físico está o prédio onde vive minha ex-sogra. E em frente a ele, no sonho, tem uma pracinha, só que no físico ela não existe, é só uma divisória de concreto entre ruas. Às vezes esse sonho é tão real, que acordo pensando confusamente que esse lugar existe sim, que eu já fui lá no físico, e sempre fico muito decepcionada quando percebo que não, porque adoro, adoro mesmo esse lugar. O mesmo se passa com um lugar onde sempre vou almoçar ou jantar em sonhos, esse fica numa esquina de um bairro aqui da minha cidade onde andei muito na minha adolescência, pois tinha muitos amigos que moravam por lá. No físico é uma rua arborizada, sombreada e tranquila, e no lugar onde tem o restaurante no astral, no físico seria os fundos de um restaurante que existe, na verdade – pelos meus cálculos, o dos sonhos ficaria no quintal de uma casa ou fundos de um prédio, mais ou menos. Também é um restaurante lindo, amplo, sempre frequentado mas nunca muito cheio, com uma comida divina… nos sonhos eu levo minhas filhas sempre para comer lá kkkk. As lembranças também chegam a ser tão reais, que me pego ás vezes duvidando de esses lugares não existirem no físico, passo de carro e fico procurando… Há algumas semanas mesmo, dormi depois do almoço e sonhei jantando nesse restaurante… acordei e percebi que era sonho, fiquei tão triste que quase chorei… Queria entender o porque dessa ligação tão grande com esses lugares, a repetição desses sonhos ou visitas... aí me programei para visitar os lugares em projeção consciente, e dito e feito, um sábado à tarde fui bater lá... ou quase... Bem, entrei em EV, saí facilmente, foquei logo: quero ir naquele restaurante dos sonhos (o que levo minhas filhas hehe). Fui planando na direção mais ou menos certa, foi muito consciente essa projeção: era um sábado á tarde, e a luz era do mesmo horário, o movimento lá embaixo era correspondente, distingui pessoas andando nas calçadas e um casal idoso andando junto, a senhora segurando uma sacolinha de supermercado ou padaria... e como vcs sabem, embora no momento da projeção estejamos muito conscientes e absorvendo tudo, quando voltamos ao fisico tem aquela "embotada" que faz a gente esquecer alguma coisas... estava consciente todo o caminho, mas ao acordar não lembro do caminho todo. Enfim, de repente me senti "sendo entregue" ou chegando no lugar que eu foquei, mas não era o restaurante e sim algo parecido com uma miniquadra coberta, dessas de escola pequena,sabe? Cheguei lá tinha um "ser", uma pessoa, sei lá, com feições orientais a quem me dirigi "olá, tudo bem? Olha, eu tô procurando um restaurante que eu sempre venho, pensei que era aqui... não é não?" (Meio confusa), e o "ser" me respondeu em telepatia: "Agora, não", com ênfase no agora, dando a entender que naquele momento, aquele lugar não era o restaurante, mas em outros momentos era, deu pra entender? A sensação que eu tive da resposta dele, claramente, foi que dependendo da necessidade ou algo assim, aquele lugar mudava, tinha várias "vocações". Aí eu engatei numa conversa com esse ser, mas era difícil porque ele era "maroto" que só - não maligno, não senti isso, mas tipo curtindo demais estar ali e poder fazer o que ele fazia enquanto conversava comigo: rodopiava muito muito rápido em volta de si mesmo, flutuava pra cima e pra baixo, mudava sua aparência, as roupas, cor de cabelo etc, mas sempre conversando comigo. Na conversa eu estava muito consciente e entendendo tudo, e era interessante, mas ao despertar, só me lembrei de uma parte que me intrigou: já cansada de lidar com tantas mudanças por segundo na aparência do meu interlocutor, perguntei a ele porque ele ficava fazendo aquilo o tempo todo e ele respondeu "é bom mudar, faz bem pro ego" e eu disse "mas eu pensava que cultivar o ego assim era negativo pra gente... e aqui no astral vc fica fazendo isso?" Ele riu. Depois disso voltei pro corpo (fogos na rua, susto danado). Depois disso ainda não voltei lá, porque fixei outros objetivos. Qualquer dia volto
  5. Não sou, não sigo nenhuma religião. Mas há algum tempo li muito sobre extraterrestres, fiquei meio fascinada com todas aquelas teorias sobre greys, reptilianos, abdução, implantes etc. Mas já faz anos que "desnoiei" disso haha. Quis ouvir a opinião de alguém mais experiente, porque essa foi apenas (mais ou menos) a minha 10a projeção completamente lúcida e a primeira vez que me deparo com uma situação que, depois de acordada, não fez sentido para mim. Agradeço!
  6. Me projeto com muito mais facilidade de dia... até porque ainda não consigo ficar com o corpo bem descansado quando projeto à noite, não acostumei... o melhor horário pra mim é depois do almoço, mas como só consigo deitar nesse horário nos fins de semana, minhas projeções sempre são aos sábados e domingos hehe.
  7. Esse despertar falso me deixa zuada também. Só escrevi um relato aqui no forum, de uma projeção que me intrigou porque aconteceram coisas que eu não soube interpretar... pedi ajuda de alguém pra isso mas ninguém me respondeu lá Agradeço se puder ler e ajudar! Título: Alguma Teoria? Sou iniciante.
  8. Olá! gostaria de saber se alguém pode me ajudar a entender o que vi na minha última projeção, sábado passado (30/07). Saí do corpo à tarde, após intenso EV (minhas saídas são sempre assim) e tomei a decisão de "passear" fora de casa (repito, sou iniciante, só estou tendo coragem de sair de dentro de casa há pouco tempo hehehe). Ao me erguer da cama, fui flutuando em direção à porta do quarto, com o intuito de passar pelo corredor e chegar até a varanda para sair por ela (condicionamentos ainda, fazer o que, vão melhorar), mas antes de chegar à porta visualizei, à minha esquerda e um pouco acima de mim, flutuando em perfeita sincronia comigo, algo como um "rasgão" de cerca de um palmo de largura por um palmo de altura, e através, dele, um único olho bem azul, feminino, bem bonito, até maquiado com um rímel e um lápis azuis também... De início cumprimentei o "olho" e agradeci a presença, pois supus ser uma forma de algum amparador que estivesse ali comigo. Fui até a varanda, saí (atravessando a rede de proteção, me achando o máximo hehe) e voei... fui bem alto, era meio da tarde... estava tudo meio "neblinoso", saí voando e o olho lá... tentei puxar conversa, sorrir, agradecer, sempre achando que era um amparador... mas o olho não alterava sua expressão, nem se manifestava em nada. Aí comecei a desconfiar. E era sempre assim, ele me olhando como se fosse através de um "rasgão", um "furo" na dimensão em que eu me encontrava. Aí eu engrossei, perguntei "peraí, mas afinal quem é você então hein? Quer o quê comigo?" Então o olho começou a mudar de expressão, foi adquirindo um ar de fúria, aí eu PÁ dei um chutão bem no meio dele (heheehe sou brava assim na vida física também) e nesse momento ele se transformou em um rosto extraterrestre, bem tipo grey mesmo, mas com a pele amarronzada, fez uma cara de ódio pra mim, eu dei outro CHUTÃO e voltei pro corpo. Ao voltar, tive um falso despertar, em que achei que tinha acordado no físico e olhei pro teto e o olho estava lá, eu pensei ORA BOLAS, VAI FICAR ME ATAZANANDO AGORA , e já ia me levantando da cama pensando que estava desperta no físico (ia meter o maior socão dessa vez), mas o corpo ficou, aí eu percebi que não tinha de fato despertado, mas fiquei olhando e ele sumiu por si só. Aí eu despertei de verdade. Alguém já passou por algo semelhante ou tem alguma explicação? Umbralinos enchendo o saco? ETs mesmo? Ou o quê?
  9. Olá, meu nome é Marcela e sou de Pernambuco. Sempre me interessei muito por espiritualidade, dimensões paralelas, religiões, psico e parapsicologia, enfim, tudo que pode nos levar a entender ou saber um pouco mais sobre o que o olho físico não vê. Do ano passado pra cá, passei a me condicionar, treinar, enfim, para conseguir me projetar, e após alguns meses de concentração e aplicação de técnicas, tive minha primeira projeção consciente. Desde então tenho me projetado com regularidade (sempre partindo de um EV), mas apenas projeções curtas com permanência dentro de casa ou nos meus arredores. Mesmo assim, coisas estranhas acontecem e apesar de eu ter lido muita teoria e muitos relatos, algumas coisas que experiencio durante as projeções ainda não consigo entender... por isso minha vontade de encontrar um lugar onde eu possa aprender, trocar ideias, conhecer teorias ou explicações sobre algumas coisas que se passam durante minhas projeções. É isso
×
×
  • Create New...