• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Toni

B-Membros
  • Content Count

    27
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Toni last won the day on November 8 2018

Toni had the most liked content!

Community Reputation

20 Excellent

1 Follower

About Toni

  • Rank
    Member

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Acho que tem a ver com uma tal de transição planetária que tá rolando, diversas pessoas estão entrando nessa vibe... Tenho certeza que muita gente está se identificando com essa situação.. Ainda bem! Mas o mais bacana disso tudo é que a vida pode ser muito boa se tu estiver nessa vibe, pq tu vai saber que só o que existe é tu mesmo, e a tua percepção, e tu vai começar a te amar e te criar ao longo do tempo, e isso é que é gratificante e maravilhoso... hehee... Não sei se ajuda, mas eu fiz um tópico com um compilado de alguns textos do grande José Renato Soethe, neste tópico: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/20489-adeus-matrix-j-r-s/ Vejam o copo meio cheio, a vida faz mais sentido quando vivemos o agora, livres de identificação com coisas ou ideais, consideração exagerada com pessoas, e principalmente livres de culpa por isso. Quando as pessoas que vivem com a gente captarem o quão plenos estamos, eles vão querer estar mais com a gente, pois assim somos pessoas interessantes... hhehe
  2. E acontece quando tu sente essa necessidade? Tu já teve uma projeção ou um EV ou um contato extra-físico? Pq uma vez já é o suficiente para modificarmos nosso sistema de crenças completamente. Se tu presenciou e foi real pra ti, é real... Crise existencial é muito comum, eu estou nela constantemente, mas acredito que o grande ponto da nossa vida é nós mesmos darmos um sentido a ela, percebendo e moldando nossos sentimentos, pensamentos, emoções... O desapego para com o que é físico não pode ser confundido com o desapego para com a vida... Tu não te importar com economia, por exemplo, é uma evolução e tanto, agora tu não te importar com a tua vida é outra história... A tua vida é única e magnífica, e tu está trilhando uma caminhada só tua, mas com parceiros que também estão nessa mesma doidera, e cada um deles tem a sua perspectiva da vida... Enquanto tu está aqui, tu vive o eterno agora, e a tua percepção dessa realidade é tudo o que tu tem, e ela pode ser ótima, maravilhosa, se tu te perceber e permanecer no agora, e te perceber como parte do todo, e começar a amar o todo... Se tu consegue transcender a realidade física, então, mesmo estando nela, em carne e osso, melhor ainda, pois as tuas possibilidades nesse caso são gigantescas, tu pode vivenciar muita coisa boa, e expandir tua consciência. Enfim, espero ter ajudado!
  3. No meu entendimento, o julgamento por si só é a auto-hipnose e pode nos fazer deixar de perceber as coisas como elas são. Passamos a perceber as coisas como elas se apresentam sob a nossa ótica, então tem uma carga gigantesca de relatividade aí, pois cada um enxerga e entende as coisas de uma forma, e o julgamento pode fechar o entendimento das coisas à nossa própria forma, que já está em nós. Desta forma, não teríamos nada a aprender com o meio, uma vez que julguemos o meio de acordo com o nosso prisma... Obviamente, as noções de julgamento são parte do entendimento das coisas e dos processos, então o julgamento pode ser um resultado das correlações cognitivas que construímos a partir das nossas vivências... O erro está em julgar antes de entender... Acredito que o ponto do julgamento levantado nessa passagem possa ter relação com a "identificação" que é falada nas escolas de quarto caminho. A ideia de que nós nos identificamos com as coisas, nos identificamos com as ideias e com as nossas concepções, e isso faz com que não percebamos as coisas e pessoas como elas são, mas como nós as percebemos e os efeitos dessas para conosco (uma visão egocêntrica do mundo)... Obviamente o julgamento corriqueiro é fundamental para a nossa existência, ao julgar o que é bom e o que é ruim, como já disseram aqui. Mas existem julgamentos inúteis, que muitas vezes são base dos nossos desapontamentos ou são produtos de um inconsciente coletivo (como julgamentos estéticos ou julgamentos a respeito do que é desconhecido, ou julgamentos com base em meias informações - preconceitos), na minha opinião estes são os julgamentos que devem ser eliminados, assim como julgamentos a partir de expectativas, mas o julgamento do que é bom ou ruim é parte do nosso processo de entendimento e memória do que vivenciamos, associando as situações aos respectivos efeitos...
  4. Seríamos todos subdivisões de uma macroconsciência evolutiva, divididos para tratar o desenvolvimento de acordo com as complexidades aplicáveis a essa macroconsciência, para facilitar o processo evolutivo geral? Então na teoria se um dia conseguíssemos tratar do nosso processo evolutivo nesta forma de consciência, passaríamos para próximos níveis, chegando cada vez mais próximos do absoluto?
  5. Apenas para registro, já que não consigo editar os tópicos anteriores: O autor dos textos é o José Renato Soethe (J.R.S.). (informo agora, pois só agora consegui contato com ele e ele permitiu que informasse o autor)
  6. Sim, esse entendimento de que poderia ter algum material anterior era a respeito desse trecho, que está no início do pdf: "Até que se domine a arte de relaxar completamente nossos corpos físicos, e ter feito algum progresso na arte de prestar atenção, todos os esforços que fazemos em aprender a controlar nossas mentes geralmente serão um desperdício de esforço. É por isso que eu recomendo que você domine os dois primeiros exercícios antes de seguir em frente com os exercícios deste capítulo." Beleza! é o desenvolvimento da "vontade", sair do automático, "lembrar-se de si", vigiar, enfim... Beleza... Obrigado pelo PDF original!
  7. Olá Jonas! Não consigo ver a imagem, deve ter quebrado, se puder, posta de novo.. Não que eu fosse ajudar muito, não entendo muito de simbologia... hahaha
  8. Buenas! Sandro, há tempos já tinha visto esse teu material da técnica do Draja (https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsVDhDV3NsVjNUM0k/view), achei muito bom e fez muito sentido como técnica para domínio dos pensamentos e da projeção consciente. Vi que o material parte de um capítulo específico, falando do domínio do pensamento, da "mente livre" ou "vazia", e que existem dois ensinamentos anteriores, que parecem ser o relaxamento do corpo físico e o domínio da atenção. Tem alguma técnica específica ou o ideal é mesclar as ideias no domínio destas duas etapas? O que eu quero dizer é se técnicas comuns de relaxamento do corpo físico (relaxamento induzido, com atenção, por exemplo) e a auto-percepção (lembrança de si) defendida pelo Gurdjieff (ou a técnica da Morte do Ego, da Gnose) podem ser os excercícios pré-Draja? (desculpa desenterrar o tópico, mas como vim parar nele por direcionamento à técnica do Draja, achei pertinente iniciar essa discussão por aqui)
  9. SOLIPSISMO J. R. S. Solipsismo é “a crença de que, além de nós, só existem as nossas experiências. O solipsismo é a consequência extrema de se acreditar que o conhecimento deve estar fundado em estados de experiência interiores e pessoais, e de não se conseguir encontrar uma ponte pela qual esses estados nos deem a conhecer alguma coisa que esteja além deles.” (Dicionário Oxford de filosofia). Aliás, uma livre tradução de solipsismo é “eu sozinho comigo mesmo.” Claro, é notório que a nossa cultura sempre tem criado a crença de que estar sozinho significa sofrimento. Por isso a ideia de prisão, cadeia como forma de castigo. Sob o aspecto da nossa natureza isso chega a ser um verdadeiro absurdo. Nós criamos crenças e verdades que são totalmente contrários à nossa natureza. Pois, nem no passado houve, e nem no futuro do Universo haverá alguém igual a você. Você é único em tudo. Já nasceu sozinho, sempre esteve sozinho e, mesmo assim sofre e tem medo de ficar sozinho? Mas, medo de quê? Claro, medo de encontrar-se com você. Pois, ninguém de nós é ensinado a encontrar-se consigo mesmo. Imagina o poder que você tem quando mantém uma permanente relação de amor para consigo? Imediatamente saberia quem você é, e criaria naturalmente o seu grande projeto evolutivo. O fundamento ontológico do solipsismo é o Um e o múltiplo, a parte e o todo, o Universo e o diverso. A pequena mente e a pequena consciência veem todas as coisas como separadas entre si, como diversidades e multiplicidades. Este é o papel e a função da pequena mente e consciência encarnados na realidade física da terceira dimensão. Esta é a dimensão do medo, do sofrimento e da prisão. Certamente esta é a experiência mais desafiadora para os que chegam nesta realidade. E o desafio é o de transcender este paradoxo do Um e múltiplo, do Uno e do diverso, da parte e do Todo. A transcendência é realizada através da expansão da consciência. Com consciência pequena sempre verá todas as coisas como separadas entre si. Mas, com a consciência expandida experimentará que tudo está conectado entre si, que tudo é Um, e que você é Um com tudo o que existe. Agora tudo o que existe está dentro de você através da consciência expandida. Agora você não tem mais medo, e o sofrimento também acabou. Você não é a pequena mente e a consciência pequena. Você veio para este planeta para fazer esta experiência de expansão da consciência. Este é o jogo. Com a consciência expandida você nunca está a sós, mas sempre conectado com tudo o que existe. Deus é pura consciência e você está dentro de Deus. E, na medida em que expande a consciência, Deus e tudo o que existe também está dentro de você. Mas, para fazer esta experiência você precisa estar a sós. Não há formas de resolver este paradoxo sem experimentar que você é, ao mesmo tempo, Um e múltiplo, Uno e diverso. Este é o sentido de que, além de você, só existem as suas experiências. A expansão da consciência é a base de um processo infinito de autocriação e de evolução. Não há como expandir a consciência e evoluir sem que este processo de produção de conhecimentos esteja fundado em estados de experiências interiores e pessoais. Esse é o sentido e significado de solipsismo. Invertendo a ordem, não há nenhuma possibilidade de expansão da consciência através de conhecimentos racionais, lógicos e objetivos. Estes conhecimentos jamais transcenderão a realidade física do mundo da materialidade. Eles não chegam até à alma. E a sua alma, o seu espírito não são daqui. Eles desejam e necessitam de experiências evolutivas que rompam com esta dimensão racional e objetiva. E é a expansão da consciência que faz esse trabalho. Como se pode perceber, a “matrix” tem desempenhado muito bem o papel de esconder este assunto do inconsciente coletivo humano. Para a ciência lógica e objetiva é uma afronta, um absurdo acreditar que o conhecimento também pode e deve estar fundado em estados de experiência interiores e pessoais. Esta experiência desmontaria e desconstruiria totalmente tudo o que poder hegemônico que governa e controla a humanidade até agora arquitetou. Quando é construída a crença de que o conhecimento não pode estar fundado em estados de experiências interiores e pessoais ocorre a morte do ser humano. A morte da possibilidade de ele se autocriar a partir ontologia quântica, das Energias Cósmicas e do poder Divino. E isso é muitíssimo grave.
  10. OS ARCONTES J. R. S. É muito difícil falar sobre os Arcontes, por dois motivos: um, por falta de informações. Por exemplo, a igreja católica romana destruiu toda a biblioteca de Alexandria, que continha conhecimentos e informações dos gnósticos, que ameaçava o domínio de Roma sobre a Terra. Até agora, qualquer conhecimento que pudesse ameaçar e pôr em perigo o domínio Romano sobre a Terra, ou foi destruído ou escondido. Eu mesmo já fiz centenas de vezes essa pergunta: considerando que são muitas as religiões que existem, por que é que Roma tem o poder e o controle religioso sobre a Terra? É preciso dizer que a humanidade até hoje não sabe de nada, é totalmente cega acerca de si mesma. A sua consciência e conhecimento de quem ela é, de sua origem, não passa de 0,001%, ou seja, nada. Dois, o nosso espírito, nossa mente e consciência sempre foram manipulados totalmente por algumas das civilizações que nos criaram, ou que interferiram na nossa criação. Os Arcontes nos manipulam em termos de energia. Exemplos: o boi, o cavalo e a vaca precisam ser domados para se comportar de acordo com as necessidades dos donos. O boi para usar a canga, o cavalo para a montaria e a vaca para a ordenha. Quem experimentou isso sabe que leva um bom tempo até que cada um deles assuma o comportamento desejado. Mas depois que aprendeu a vida do animal se reduz àquilo. E o animal que aprende para além do esperado, recebe carinho e afetos especiais. Com o ser humano acontece exatamente a mesma coisa. Por isso é que cada um de nós deseja ser rico, por exemplo, pois tornar-se rico, seja só de cabeça, ou na prática é obedecer ao comando de quem nos doma com essa crença. É um comando que está no nosso inconsciente. Assim como nós fazemos com os animais, os Arcontes fazem conosco. Mas, existe um problema ainda pior e mais grave, que diz respeito à genética, tanto à biológica, como à espiritual. Não existe um Deus que nos criou e que cria as coisas. Nós somos feitos à imagem de Deus para que nós mesmos criemos tudo o que desejarmos. A única questão é a de aprender como é que isso funciona. É isso o que fazem todas as centenas de bilhões de civilizações que existem no Universo. Cada uma delas cria o que deseja. Com esse pequeno progresso tecnológico, os humanos já estão criando geneticamente novos animais e aves. Então, por que é que o ser humano não pode criar um novo tipo de ser humano? É claro que isso já está sendo feito, desde Hitler, mas tudo é escondido. É claro que você pode já ter uma ideia do porque é que se estaria criando uma nova espécie de animal ou de humanoide. Nesse sentido, um dos grandes problemas que têm acontecido em relação às civilizações extraterrestres é que aquilo que elas criam às vezes se torna mais inteligente do que elas mesmas. Então precisam destruir, pois isso se torna uma ameaça iminente. De acordo alguns pesquisadores, isso é o que também aconteceu e ainda está acontecendo com a humanidade. A capacidade de inteligência e de consciência de um ser humano, de se emocionar, de sentir e de amar é muito superior a algumas civilizações que nos criaram. São essas as que desejam tirar proveito, como cavalo, boi e vaca. E esse é o maior problema da humanidade agora, de que parte significativa não deseja mais ser rico, não quer mai usar a canga, nem servir de montaria e de ordenha. Então, há uma disputa total sobre a humanidade, neste momento, por civilizações extraterrestres. As que tiram proveito querem que continuemos a usar a canga, servir de montaria e de ordenha. Mas, as civilizações evoluídas, ascencionadas, de onde vem o Sananda (Jesus Cristo), que é um Pleiadiano, estão nos protegendo para que usemos o livre arbítrio e possamos escolher sair da canga, expandir a consciência e aprender a amar e evoluir. Canga, nunca mais!!!
  11. DINHEIRO É DÍVIDA J. R. S. “O dinheiro é criado a partir da ideia de dívida” (Zeitgeist). Se você não tivesse dívidas a pagar, precisaria de dinheiro? Não! Pois é, este é o sentido de que a necessidade do dinheiro está baseada no princípio da dívida. E este é o sentido da percepção de que no sistema em que vivemos você nasce já com dívidas, vive com dívidas e morre com dívidas. Mas, isto é bom? É saudável viver assim? Não é saudável, isto é pura doença. Não é nenhuma novidade dizer que grande parte das doenças que você desenvolve pode ser criada pelo stress provocado pelas dívidas. Por isso, não é saudável ter dívidas. E estar endividado é de algum modo, já estar doente. Lembro-me de muitas pessoas que estavam endividadas, não tinham como pagar, contraíram doenças fatais e morreram. Certamente você também vai lembrar-se de casos assim. Lembro até de uma pessoa que se enforcou por causa disso. Então, a crença inconsciente de ser milionário se reduz ao fato de ter que pagar as dívidas do dia a dia. A pergunta central é: você consegue viver sem se endividar? É claro que não! O acesso à água, energia elétrica, condomínio, comida, transporte, roupa, educação e mais centenas de coisas, tudo implica em dívida. É por isso que você passa a vida inteira somente em função do dinheiro. Mas, é claro que isso não é justo. Não precisaria ser assim. Esta sociedade foi construída desta forma somente para explorar você. É por isso que está no inconsciente coletivo da humanidade, e também seu, que você precisa viver a vida em função do dinheiro. E se você vive a sua vida em função do dinheiro e não reclama disso é porque este é um padrão de crença que está no seu inconsciente. E também está no seu inconsciente que você jamais aceitará um SPC ou Serasa no seu rabo. E você fará de tudo para se livrar deles. E são eles que controlam o modo de como você está conseguindo, ou não, lidar com suas dívidas. Resumindo, você não passa de um paspalhão, de um tolo que não compreende, ou até se nega a compreender que este tipo de sociedade que está aí foi construída só para explorar você. Ora, ora, existem milhares de formas e possibilidades diferentes de organizar a vida e as sociedades humanas. Mas, a forma mais antiga, que está no inconsciente coletivo da humanidade e também no seu, é esta que está aí e que você está experimentando. Esta forma de exploração foi concebida na própria criação do ser humano. Esta é a ideia que está contida na expulsão do paraíso, que é ganhar o pão com o suor do rosto. Ou seja, você foi criado só para isso. Noutras palavras, a sua vida só faz sentido enquanto você pode ser explorado pelo sistema, e você já deve saber que, desde os tempos do paraíso, tem dono. São muitas as religiões de esquina que estão aí para também explorar. E os seus pastores e bispos fazem você acreditar que também Deus gosta de dinheiro. E tudo o que você der, Deus dará em dobro. É um Deus feito de dívida. Claro, se fosse um Deus feito de cocô seria muito melhor. E essa comparação entre Deus dívida e cocô é muito boa para explicar o problema. Basta compreender que o cocô é da sua natureza, mas a dívida não. Então, fazem você acreditar que nasceu para trabalhar, ganhar dinheiro, consumir e servir a um Deus, para que depois da morte possa ir para o céu. Essa é a grande prisão criada pelo dinheiro. E nos fazem até acreditar que é possível comprar um lugar no céu com dinheiro. Então, precisa entrar em cena o Deus cocô para dar um pau no Deus dinheiro. Sacou, meu caro!
  12. VOCÊ É A HUMANIDADE J. R. S. Você se importa com a humanidade? Você quer ajudar a humanidade? Ah, sim? Então, por onde começar? A única forma de resolver esse problema é a partir do conceito de realidade da ontologia quântica. Quantas vezes já se têm falado que a realidade material física é ilusão, por ser de baixa vibração; e que a espiritual é real, por ser feita de alta vibração. Mas, somente falando, provavelmente em nada isso vai ajudar a que você realmente experimente como é que isso funciona. É preciso recordar o princípio fundamental da economia, que é a “escassez de recursos versus necessidades ilimitadas.” É claro que de imediato se precisa dizer que esse princípio é uma grande farsa e sacanagem. E são quatro as observações a serem feitas. Primeira, que os recursos são escassos apenas quando cada ser humano deseja tudo e quer tudo para si. Então começam os conflitos, disputas e guerras como forma de se apossar daquilo que é do outro. Essa atitude é feita de apego e de ego. Esse é o sentido da expressão de que rico não entra no céu. Simplesmente por que não é possível haver evolução espiritual, em termos de consciência e de amor, enquanto estiver apegado aos bens materiais que são de baixa vibração. O apego aos bens materiais cria o ego, que é feito de baixa vibração, para que o indivíduo possa viver nessa baixa vibração. Por isso, para entrar no céu existe a necessidade do desapego, que libera e destranca o indivíduo das baixas vibrações, e o conduz a experimentar altas vibrações de energia, que é a base da evolução espiritual. Por isso, enquanto tiver apego às coisas materiais jamais vai evoluir espiritualmente e poder entrar no céu. Então, os recursos são escassos somente a partir de uma visão do apego e do ego. E repetindo, essa é a grande farsa desse principal princípio que rege a economia até agora. Segunda, no âmbito do mercado é o supérfluo que cria a escassez. Em relação aos bens de primeira necessidade não existe apego. Eles fazem parte da nossa natureza, comida e casa, por exemplo. E sempre que a vida for criada nesse âmbito das necessidades básicas, sempre haverá tudo em abundância para todos. Mas, no âmbito do mercado é o supérfluo que cria o consumismo e escassez, é o apego ao consumo de bens materiais desnecessários que cria a escassez. Terceira, a crença de só poder ajudar o outro no âmbito das energias de baixa vibração, da qual a realidade material é feita. Mas, como a realidade física material é ilusão, por ser de baixa vibração, a sua ajuda também é uma ilusão, por ser de baixa vibração. A maioria das pessoas que faz ajuda material tem a sensação de que está ajudando espiritualmente, mas isso é ilusão. É preciso ter consciência de que a realidade física é ilusão, e que ela é feita só para refletir quem você é, e para escolher quais experiências e emoções que deseja realizar, como se tivesse diante de um espelho. Quarta, no âmbito da realidade espiritual, você só pode ajudar a você. E esse é o maior de todos os equívocos em relação à compreensão de como a vida funciona. Para a ontologia quântica a única realidade que existe é a energia espiritual. Todo o resto é ilusão. Então, somente quando ajuda a você, à sua evolução espiritual é que está ajudando aos outros. Somente quando você está em ascensão espiritual é que pode contaminar aos outros. E de maneira natural, sem nenhum esforço. Você quer ajudar a humanidade? Ora, então ajude a você! Você quer mudar e transformar o mundo e a humanidade? Ora, então mude e transforme a você! Isso é tudo! A sua transformação é que transforma a humanidade.
  13. CABALA ESCURA J. R. S. Quem já leu a bíblia vai lembrar que um determinado texto do antigo testamento fala que os “filhos primogênitos eram sacrificados”. O próprio Abraão teve que se conter para não sacrificar o seu filho. Em uma das pirâmides do Egito existe um lugar feito só para o sacrifício de meninas jovens. E hoje tudo isso está muito pior. Só nos Estados Unidos, por ano, somem ou desaparecem ao redor de sessenta mil crianças. E quantas mil crianças desaparecem por ano também aqui no Brasil? Imagina então, somando todos os países, quantas mil crianças desaparecem por ano? Mas, para onde vão essas crianças? Ora, vão para os lugares secretos da cabala escura onde são, em geral, estupradas e depois sacrificadas. Aliás, a pedofilia que hoje está tão presente entre nós, tem aí a sua origem. Mas onde se quer chegar com isso tudo? A questão é que somente é possível de controlar a humanidade através da energia do medo e do mal. Por isso cabala escura. É a energia da dor e do medo liberada pelas crianças quando são sacrificadas que se instala no inconsciente coletivo da humanidade. E isso contamina a todos. Em termos de polaridade só existem duas principais energias: o amor e o medo. E quando se experimenta cada uma delas, logo se percebe que a energia do amor é superior. O amor sempre dissolve a energia do medo. Por isso, quem ama não tem medo de nada, nada, nada!!! E é por isso que a cabala escura é feita de energia e emoção de medo. O medo é a emoção que até agora tem comandado e controlado a humanidade. Mas, para criar essa emoção de medo é preciso sacrificar e estuprar, por ano, milhares senão bilhões de crianças e mulheres jovens; milhares e bilhões de animais, nas terreiras da umbanda do mal; criar e controlar uma mídia pedófila, estupradora, assassina e psicopata; criar e controlar todos os tipos de ideologias, como: religiosa, acadêmica, política, econômica; fazer guerras e matar milhares de seres humanos que não concordam com a cabala escura, e assim vai. Tudo está dentro do programa de governo secreto que controla a humanidade. Esse governo secreto não conseguiria governar nem por um dia sem a cabala escura. Ah, sim, o governo secreto é composto, principalmente, pelos anunnaki, reptilianos, homo capensis e iluminati. Aliás, essas emoções de medo também são o alimento dos reptilianos. Se alguém quiser pesquisar por conta própria, busque os livros, estudos e documentários de Zecharia Sitchin, David Icke, David Parceriza e dezenas de outros. Ora, ora, eu não estou aqui para inventar nada, mas para experimentar, ver se funciona e evoluir. Você precisa também não acreditar em nada, mas experimentar, ver se funciona e evoluir. E, como se percebe, o grande problema da cabala escura é o amor. Pois, cada vez mais pessoas humanas estão aprendendo a amar. E, cada vez mais, as emoções do amor estão dissolvendo as de medo e as do mal. Certamente você deve lembrar a expressão: a luta do bem contra o mal. É o que se experimenta hoje. Mesmo no Brasil se está experimentando muita energia de ódio. A raiva e o ódio são expressões do medo, quando alguém se sente ameaçado. Ou seja, é a cabala escura sentindo-se ameaçada e chagando ao fim. E o nome disso é transição humana e planetária. Então, o tempo do governo secreto na Terra, através da cabala escura, está chegando ao fim, aliás, já chegou. Pois, são muitíssimos os humanos que estão aprendendo a amar. É por isso que se diz que o amor está vencendo o ódio e o medo. E esse processo evolutivo das pessoas e da humanidade não tem mais volta.
  14. ATAQUE É DEFESA J. R. S. Todo o ataque precisa ser visto como defesa. Esta é a regra hoje. Mas, quem ataca, está atacando e não se defendendo. Isto supõe a compreensão que um ataca, sem atacar, para que o outro sinta a necessidade de atacar para se defender. Mas, este que ataca, sem atacar, está realmente atacando? Não! Ele está ali, sendo apenas ele mesmo. Mas, então, como compreender a necessidade do outro atacar para se defender? Ora, o fantasma!!! Quando você vê e sente o outro como uma ameaça está criando um fantasma. Mas, o que é um fantasma? Fantasma é imaginação, é criado a partir da energia do medo que está em você. Então, como é que um fantasma é construído? Vamos lá! Praticamente todas as ações bélicas no mundo são construídas a partir da criação de um fantasma. A primeira condição para a criação de um fantasma é que você tenha objetivos pessoais, institucionais ou empresariais de amplo espectro, isto é, sempre maior do que aquilo que quer atacar. Quando você tem objetivo e quaisquer destes sujeitos estão no seu caminho, você precisa destruí-lo para conseguir o que você quer. Mas, para destruí-lo você precisa da ajuda de um fantasma. É o fantasma que vai justificar sua ação de destruição do outro. E o tamanho do fantasma precisa ser igual ou maior do que a destruição que você pretende fazer. Exemplo, os donos do petróleo do mundo sentem necessidade de realmente tomar posse de todas as reservas petrolíferas do mundo. Entretanto, existem países com muitas reservas, mas extremamente resistentes a isso. Então, os donos do petróleo precisam criar um fantasma para justificar a destruição destes países. Então, um fantasma foi criado a partir das Torres Gêmeas (world Trade Center). E este fantasma é motivo suficiente para fazer uma guerra. E um país foi destruído por causa disso. Outro fantasma foi construído a partir do suposto perigo da “arma química”. E outro país foi destruído por causa disso. E não havia nada de arma química, era só fantasma. Assim, tanto as torres gêmeas, como a arma química foram fantasmas criados para a destruição destes países. Aliás, vasculhe como a reserva petrolífera do pré-sal brasileiro foi entregue aos donos do petróleo. Qual o fantasma que providenciou esta façanha? E você ainda tem dúvidas acerca da instabilidade política brasileira? Contudo, a criação de um fantasma é muito simples. Cada vez que você precisa mentir para si mesmo, para fazer com que o outro compreenda o que você quer, está criando um fantasma. E o fantasma é sempre, pelo menos, do tamanho da agressão e destruição que você pretende fazer. Fantasma e medo são sinônimos. Um fantasma é uma invenção, uma mentira real, mas que justifica a destruição do outro, para poder se apropriar daquilo que é do outro, como se fosse um direito seu. Por isso, a apropriação material econômica que você pretende conseguir sempre precisa ter aparência menor do que o vulto do fantasma. Então, tudo se justifica. Esta é a estratégia que é utilizada pelos donos das diversas áreas econômicas do mundo. O mundo está sendo controlado por fantasmas. Mas, e você? Ora, você, além de ignorar este assunto, tem medo de fantasma. Você quase não sai de casa com medo de fantasma. A sua vida está cheia de fantasmas. Estes seus fantasmas é que permitem a criação de um grande fantasma que pode destruir o seu país. E você não reage, e nem faz nada, por causa do medo. O mundo agora é feito só de medo, medo de fantasmas. Tudo se origina da cabala escura. E o medo paralisa você. Mas, você precisa acordar!!! Vai, cara!!!
  15. IMPRENSA J. R. S. “Se você não for cuidadoso, a imprensa fará você odiar os oprimidos e amar os opressores” (Malcolm). Então, como compreender este problema? Tudo começa pela famosa pauta jornalística. Mas, o que é uma pauta jornalística? É a escolha acerca de quais notícias aquela empresa de comunicação quer veicular. A realidade política, social, econômica, religiosa, cultural, ambiental é infinita, em termos de notícias. Então, em cada situação, dentre milhares de notícias que a realidade dispõe é preciso escolher apenas uma. Sim, mas por que foi escolhida exatamente aquela notícia e não a outra? E o que vai acontecer com as outras que não foram escolhidas? E algo pior que isso, faz parte do comportamento das mídias dominantes e hegemônicas inventar notícias que nem existem na realidade. Mas, algo ainda pior, as notícias mais importantes para você e para a humanidade são totalmente escondidas. As notícias sobre a origem da humanidade e sobre os nossos possíveis futuros são totalmente escondidas. Mas, por que isto é assim? Porque, para você, a realidade propriamente dita é aquela que passa na imprensa, na grande mídia. Algo que não passou na mídia tende a não fazer parte daquilo que para você é a realidade. Mesmo que aconteçam coisas absurdamente importantes, você sempre irá perguntar: mas, passou na televisão? Então existem dois lados: primeiro, você está sendo totalmente enganado por essa imprensa e mídia; e, segundo, você também é um tolo por deixar-se enganar e não fazer nada. Claro, assim é mais confortável para você. Você nem se importa mais se está odiando os oprimidos e amando os opressores. A mídia faz você perder completamente o controle sobre quem você é, e o que escolhe ser? Aliás, talvez você nunca soube disso. Neste caso é melhor continuar a olhar televisão e acreditar que o que ela transmite é a realidade verdadeira. Bem, finalmente as coisas agora vão acontecer. Existem apenas duas pautas: uma é a sua; e a outra é a da televisão, da mídia. Mas, a única pergunta agora é: o que é a realidade? A realidade é a que você cria e experimenta? Ou aquela que a mídia passa? É claro que todos nós somos condicionados a compreender que a única realidade é a que passa na mídia. Mas, e agora? Agora se acredita na mídia, você é um gado de manada. Você precisa perguntar quem você é, e quem deseja ser, e a partir disso buscar as informações que precisa. A única forma de ser você mesmo é criar e buscar as informações que precisa para a sua evolução. Ao contrário nunca vai passar de gado de manada. Mas, você precisa começar a compreender que a única realidade que existe é a sua alma, o seu ser. Quando entender isso vai sentir necessidade de se assumir como alguém que precisa compreender tudo de modo original e não através da mídia. Você deve ser alguém que busca compreender tudo através das informações que precisa, por causa das perguntas que faz. Isso faz com que você comece a ter desejo e vontade própria. Somente assim pode se autocriar a partir do livre arbítrio. Somente assim pode se autoemancipar e iniciar o seu processo evolutivo. Vai Cara!