• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Daniel Britto

B-Membros
  • Content Count

    13
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Daniel Britto last won the day on March 12 2017

Daniel Britto had the most liked content!

Community Reputation

9 Neutral

About Daniel Britto

  • Rank
    Member
  • Birthday 01/03/1985

Recent Profile Visitors

250 profile views
  1. Agora ficou claro... bem provável que seja isso mesmo. Valeu, Sandro!
  2. Valeu, Sandro. Estava buscando algo mais pontual pra exemplificar e lembrei dessa recorrência: em varios sonhos/projeções observo uma dificuldade muito grande em falar, como se estivesse grogue. Isso poderia ser um acúmulo de energia? Lembrei de um vídeo que o Saulo mencionava tirar ectoplasma espesso da boca.. poderia ser isso?
  3. Oi, Sandro, é perda de lucidez no sentido de ter poucas rememorações e ser "sonhado" por um período prolongado.. como se a consciência estivesse muito dopada/anestesiada, sem controle nenhum das projeções.. não existindo sequer a compreensão do físico. Como se fosse anestesia mesmo.
  4. Bom dia pessoal! Tenho me perguntando muito ultimamente o que nos levaria a perder a lucidez em sonhos/projeções. Este ano, nas vésperas do carnaval, reparei que meu grau de lucidez diminuiu muito. Minha primeira conclusão foi a cerca da data, que o clima fica mais denso mesmo e pensei existir uma relação deste com a lucidez em projeção, no entanto essa perda de lucidez se estendeu muito, praticamente até esse mês e fico me perguntando o que poderia estar acontecendo. Com relação à minha rotina, não observo nenhuma mudança que pudesse justificar: stress, desentendimentos, alimentação.. nada mesmo. Moro no Rio e sei que a psicosfera aqui é normalmente bem densa. Alguém pode comentar? Algo maior está acontecendo ou estou tendo dificuldades em observar algum ponto cego? Abraços!
  5. Sim! É maravilhoso saber que estamos sempre sendo amparados pelo lado lá e que nunca estamos sozinhos.. (-: abraço!
  6. Sempre! Fico até amigo pra fugir do dentista hahahah
  7. Oi, Cintia. Eu concordo com sua conclusão; a meditação pode trazer muitas respostas, mas nem sempre estamos prontos para receber algumas informações. Essas rememorações que tive aconteceram ao longo de anos; a primeira em 2004, a segunda em 2009, a terceira em 2012 e a última em 2014. É um assunto muito delicado e acredito que acessar essas informações antes do momento certo pode gerar um desequilíbrio muito grande por dois motivos: você vive novamente uma dor profunda.., é como enfiar o dedo em uma ferida profunda, infeccionada e que ainda não cicatrizou, e depois que você acessa isso, ao menos no meu caso, você não encontra muito apoio aqui com os encarnados, muito pelo contrário, você é questionado e muitas vezes taxado de louco, o que acaba por machucar mais ainda. E quando você não se sente amparado, você passa a procurar pessoas que validem seu passado, e as pessoas são muito céticas.., a dor aumenta exponencialmente.. E por último, a vida continua apesar da rememoração desses traumas. Reviver uma dor tão profunda pode fazer você parar no tempo pra remoer esses acontecimentos, que não beneficia ninguém no final das contas. Eu acredito que tive todo um amparo do plano espiritual no despertar dessa memória. Ela me foi revelada aos poucos e ainda assim foi difícil assimilar. A espiritualidade trata desses assuntos com muito zelo, pois a intenção é a de ajudar e não prejudicar.. inclusive tive oportunidade de conversar com uma amiga desencarnada via incorporação.. e quando perguntei de nossa conexão, ela apenas mencionou que tinha cuidado de mim numa situação em que perdi precocemente minha família., ou seja, ela foi extremamente cuidadosa ao escolher as palavras ao mesmo tempo que se referia a essa dor específica. Quando recebi essas memórias não foi através de meditação. Acredito que foi um trabalho realizado pelo plano espiritual. No total foram 10 anos para que essa lembrança fosse reconstruída. Agora, a parte bonita dessa história veio em 2014, quando fui levado ao encontro do meu pai daquela encarnação, que não é o mesmo dessa. Cheguei num bairro totalmente destruído que desconheço nessa vida, mas que conhecia no astral, e ao entrar no que me parecia uma sinagoga, fui recebido por muitos entes queridos, mas ver meu pai e receber o abraço dele foi tão forte que não prestei atenção em mais ninguém. Fico emocionado só de escrever essa parte, porque bate uma saudade muito grande daquele abraço carinhoso. No final sinto muita gratidão pela oportunidade de encontra-lo pois desde que me entendo por gente, eu tenho esse sentimento de perda, luto, com relação a meus pais. A mãe é a mesma de antes, agora, o pai é diferente, mas sinto um amor e carinho muito grande por ele também, mas a intensidade da conexão não é a mesma com a mãe e com o "pai astral". Um abraço!
  8. Eu fiz iniciação em Reiki no começo do ano num espaço em Vargem Pequena. Gostei muito. No dia da iniciação e que conheci meu mestre de Reiki, senti uma energia muito boa mesmo, e vi muitos pontos de luz (orbs) próximo dele e no espaço. Recomendo. Desde janeiro vinha aplicando Reiki na família, plantas, nos meus gatos e pude comprovar que funciona, é real. Nas últimas duas semanas minha mãe apareceu com um problema digestivo, estava com a barriga muito inchada e não conseguia evacuar. Apliquei Reiki diversas vezes e gradualmente ela foi melhorando... dava pra perceber pela energia dela. Na última sessão com ela, durante a aplicação ela teve uma visão forte. Conforme o intestino ia respondendo à energia Reiki, ela sentiu um embrulho na barriga, subindo até a garganta e ficou como que com um nó. Nesse momento ela viu (estava acordada) uma cobra saindo de sua boca. Descreveu tudo, olho, tamanho, cor da cobra e a pele meio que podre. Dias depois entramos em contato com uma amiga que é médium (pessoa de confiança, conhecemos ha anos) e ela disse que essa cobra seria essa energia negativa que estava instalada naquela região sendo removida. Foi uma experiência bem forte para ela. Eu não vi nada enquanto fazia a aplicação.., mas ela melhorou muito desde o tratamento... Só a medicação alopática não estava fazendo efeito. Abraço!
  9. Em 2003, no começo da faculdade de arquitetura, estava acordado até mais tarde para terminar um trabalho que precisava entregar no dia seguinte. Enquanto fazia a maquete percebi a presença de alguém no quarto, sem contudo ver. Ignorei como de costume e retomei o trabalho. Algum tempo depois fui até a cozinha para tomar um copo d'água.., já era madrugada. Ao sair da cozinha, andando num ritmo apressado, pois estava correndo contra o tempo, vi um espírito vindo em minha direção, também muito rápido. A primeira coisa que pensei foi que daríamos uma cabeçada um no outro (foi assim que quebrei um dente na infância na testa da namoradinha kkkk) então num movimento muito sagaz, desviei instintivamente para o lado para evitar quebrar outro. Segundos depois caiu a ficha que tinha desviado de uma fumacinha plasmada em forma de gente... ?
  10. Oi, Bruno. Nunca fiz regressão, mas consigo fazer uma associação com algumas questões. A primeira poderia ser uma rememoração de morte por asfixia, sei que passei por isso em alguma outra encarnação: já tive "visões espontâneas" que precederam a asfixia. Inclusive quando nasci, tive episódios em que parava de respirar... numa dessas ocasiões minha mãe precisou me enfiar de cabeça pra baixo num balde d'água na tentativa de me despertar.. A outra hipótese é de alguma questão passada muito forte com meu pai, que parece se encaixar nessas visões que tive dessa encarnação, mas não sei qual o papel exato dele no processo. Ainda hoje temos muitos problemas... existe uma animosidade que acredito ter vindo dessa encarnação que mencionei. A rememoração que tenho é de ser encaminhado para algum campo de concentração. A última vez que tive uma visão forte, estava correndo na praia e geralmente quando corro, depois de um tempo, eu fico muito relaxado e algumas informações vem até mim.. parece um estado pré-transe, e nesse dia, por um momento, não consegui respirar, comecei a espumar muito pela boca e caí num choro compulsivo. Pesquisei depois que alguns gases tóxicos nos induzem a espumar antes de ir a óbito.
  11. Legal! Esse ano tive a primeira projeção com ETs. Foi dia 29 de janeiro. Tinha acabado de tomar café da manhã e como estava com muito sono ainda, resolvi dormir um pouco mais. Nunca senti consciente o estado vibracional antes dessa experiência. Dias antes, tive uma pequena experiência com o EV mas fiquei assustado por sentir aquela vibração ainda lúcido e não "permiti" a continuidade do processo. Nesta segunda vez, apesar de receoso, resolvi me entregar à experiência. A vibração começou pelas pernas e foi subindo, até um ponto que não sentia mais o colchão, mas ainda estava acordado. Em seguida me vejo saindo pelo telhado do apartamento e via o entorno como se estivesse acordado, tudo igual. Tentei controlar o medo pois sabia que isso poderia me fazer voltar para o corpo. Depois de passear um pouco, fui atraído para meu quarto e vi que ele era diferente.. não tinha cama e parecia maior. Percebi a presença de dois homens que se comunicaram por pensamento comigo. Disseram "vamos antes que alguém chegue". Nesse momento me dirigi a varanda de meu quarto e vi 2 discos voadores pousados ao lado do prédio vizinho e eram bem diferentes desses que costumamos ver na tv. Quando olhei pro horizonte, vi que uma menina se aproximava até entrar no quarto. Falei para os dois homens que alguém já estava a caminho. Ela tinha cabelos pretos, olhos escuros, pele muito muito clara, altura mediana e trajava como que uma bata cinza médio. Ela se aproximou de mim e me olhou por alguns segundos; senti um carinho e amor como ainda não experimentei nessa vida e tinha a impressão de conhecê-la. Olhei para os dois homens que pareciam se intimidar com a presença dela; ficaram em silêncio e olhando para baixo. Em seguida ela me tomou pelas mãos, saímos flutuando pela varanda e pouco tempo depois, tenho a impressão de que ela me trouxe de volta para o corpo, despertando logo em seguida. Assim que levantei escrevi a projeção no caderninho para não esquecer da experiência... hehehe. Foi um passeio rápido, mas muito válido e estava extremamente lúcido. Na virada do ano, fiz votos por parar de comer carne por um período. Não sei se isso influenciou na percepção da chegada do estado vibracional.... Abraços!
  12. Interessante. Também já tive uma projeção de morte em 2004. Despertei no astral em minha casa, deitado no sofá da sala onde dormi, com meu pai em cima de mim me asfixiando. Não entendia o que estava acontecendo além da agressão. Logo em seguida me vejo "acordando" depois de ser sufocado no mesmo local, com a mesma iluminação.., tudo idêntico ao que observei anteriormente, no entanto sem a presença do pai. Levantei-me do sofá e procurei por minha mãe e observei que todas as luzes da casa estavam acesas. Chamei por ela várias vezes sem ter resposta quando resolvi ir para a garagem/entrada externa. Chegando lá, vi que estavam presentes meu pai, mãe e irmã abraçados; minha mãe chorava muito enquanto o pai e a irmã tentavam dar algum tipo de apoio emocional. Não entendi a cena e perguntei assustado o que tinha acontecido repetidas vezes, no entanto sem ter resposta. Neste momento retomei a memória da asfixia e constatei que tinha morrido. Voltei para dentro de casa confuso e fui para meu quarto.., fiquei abalado com o que vi e resolvi sentar no canto. Nesse momento, a "realidade" visual se transformou, como se estivesse sobre efeito de algum alucinógeno.. não existia tempo nem espaço. Em seguida vi que estava deitado em um desses carrinhos de mineradoras de carvão. Quando virei a cabeça vi que tinham outros corpos debaixo do meu. Foi muito estranho e assustador. Enquanto estava deitado percebi que este carrinho percorria um trilho para ser despejado mais a frente em um grande fogo onde eu e todos os outros corpos caiam.. Acordei logo em seguida e tive dificuldades para dormir. Até hoje tento entender essa projeção, mas a explicação de um experimento planejado parece pertinente. Realmente fiquei confuso quando "descobri que estava morto". Abraços!
  13. Olá, pessoal. Novo aqui pelo fórum. Descobri o trabalho do Saulo em 2014 pelo YouTube procurando informações sobre mediunidade ostensiva e acompanho o canal desde então. Tive minhas primeiras experiências projetivas na adolescência, mas nunca procurei desenvolver este conhecimento. 32 anos e moro no Rio, ou melhor, Hell de Janeiro.. rs Abraços!