• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'astral'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 92 results

  1. Hoje passei por uma experiência que foi no mínimo educativa. Acordei as 5:20 e lembrei de tentar projeção. Parecia que não conseguia prestar muito a atenção na OLVE, parei e fiquei simplesmente tentando manter minha consciência ligada. Curiosamente, ouvi meu próprio ronco e pensei em deitar de lado para dormir melhor. Virei e já entrei em estado vibracional bem forte e rápido. Em poucos segundos já sentei na cama no Astral, respirei bem fundo e pedi para clarear o ambiente. Deu certo. Era meu quarto só que a cama estava sem nenhuma coberta, lençóis, etc., e a janela estava sem cortina. Consegui sentir a gravidade do Astral e fui bem leve semi-volitando até o lado onde estaria minha esposa. Não consegui acordar ela e resolvi voltar para a janela. Vi meu reflexo no vidro e atravessei a parede sentindo que estava fazendo um certo frio lá fora. Fiquei com frio e pensei em andar pela casa mesmo mas acho que fiz algo errado e fui atraído para o físico. Nessa "viagem" entre o plano Astral (leve e sutil) minha consciência passou por outro plano antes de chegar no físico. Senti que estava deitado na cama mas tinha uma mulher encostada em mim falando coisas para me "agradar", eu relutava mas estava super pesado e grudado na cama. Ela subiu em mim e começou a se "esfregar" em partes do meu corpo. Era uma moça e parecia uma baladeira drogada. Dessa vez não fiquei assustado mas sim com raiva e consegui acordar no físico. Eu tinha feito Belilim + Circulo mas acho que não da maneira correta. A experiência serviu para me mostrar que existe essa camada entre o físico e o Astral onde habitam essas consciências que violam nossos corpos sem nossa permissão. Ou alguém preparou o ambiente para que eu notasse o assédio...
  2. Olá, Ontem fui deitar cedo (11h) e o ambiente estava propício a projeção. Fiz minha respiração, relaxamento e comecei a meditar sobre tempo, espaço e comecei a pensar que gostaria de que fosse possível rasgar o tecido do espaço-tempo e ver outras realidades. Adormeci e me vi caminhando pelas ruas do meu bairro. Ninguém nas ruas. Quando virei uma esquina e entrei numa rua secundária vi uma casinha velha de madeira (não existe no físico) e um senhor de idade veio bater papo comigo. Achei ele "gente boa" e aceitei entrar na casinha dele. Apesar de pequena tinha 2 pisos. Ele apontou para uma escada bem velha e sugeriu que eu fosse para o segundo piso. Chegando lá, vi um casal preparando alimentos apenas com vegetais e já foram me avisando que estava tudo bem pois não eram desencarnados mas sim projetores! Conversamos sobre projeção e fiquei com medo de sintonizar o plano físico e acordar mas consegui me focar lá. Depois de me servirem com comidas veganas e uns chás, me convidaram para caminharmos pelas ruas do bairro e fomos até uma praça. Lá haviam pessoas se divertindo com jogos de tabuleiros em mesas de cimento. Não era nenhum jogo daqui e tentaram me ensinar. Lembro de que era preciso formar sequencias de números com peças quadradas num tabuleiro. Comecei a sentir que estava perdendo a sintonia por falta de energia. Pensei logo que não tinha praticado OLVE corretamente. Consegui me despedir e nessa fase, entre sair dali e voltar para o corpo físico, vi uma cena me alertando para cuidar quando estivesse próximo a um posto de combustíveis. Acordei as 3:25 e não tive mais sono. Fiquei apenas lendo até umas 5:20 e já acordei de novo as 6. Depois de deixar meu filho no colégio, um carro ameaçou mudar de faixa e eu segurei a tempo de não bater. Era ao lado de um posto de combustíveis.
  3. Olá, Algo de estranho tem ocorrido recentemente comigo. Não sei se por influência da linha de iniciação que adotei ou por algo que desconheço, mas agora meus "contatos" no Astral estão sendo feitos em inglês. Apenas nas rememorações de amparos ou ações (acredito serem de treinamento) é que utilizo o português para contato com as consciências que serão atendidas. O que pode ter causado isso?
  4. Já comentei em outro post sobre minha dificuldade em conseguir sintonia com o meu falecido pai para pelo menos um "oi". Questionava e achava estranho receber mensagens de outros parentes e conhecidos mas nunca do meu pai. Um dos motivos deve ser o efeito que causa. Acho até que esse tipo de aproximação é evitada lá no plano espiritual pois gera um abalo energético na família. O evento ocorreu em partes. Na primeira noite ouvi, bem perto do meu ouvido, a voz do meu pai dizendo: "Mande um beijão para a fulana.". Ele citou um apelido que praticamente ninguém conhece e transmiti o recado para a pessoa que no caso é a minha mãe. Ela ficou super emocionada mas seu frágil equilíbrio orgânico sofreu um grande abalo e ela passou super mal por uns 2 dias. Eu me senti muito fraco também e senti uma grande necessidade de beber muita água. Na segunda parte do evento, fiquei lúcido numa espécie de "festa" com várias pessoas. Era um encontro bem bacana e divertido. Algumas pessoas me chamaram para bater papo e brincavam comigo dizendo que estava com baixa sintonia. Mesmo assim me tratavam bem. Algumas dessas pessoas começaram a me parecer familiares e falavam de como eu era quando criança e de algumas artes que aprontava. hehehe. De repente, virei para o lado e vi meu pai ali. Estava bem mais novo aparentando uns 30 anos mas com o mesmo papo de sempre. Conversamos muito e rimos bastante. Falou que sentia muito mas que não podia me dar dica de nada pois isso nos prejudicaria. Falou dos meus filhos e disse que ele não fica ali nesse ambiente mas fora trazido pois ainda não tem muita prática. Acordei super feliz e realizado. Esse tipo de contato deve gerar uma oscilação muito grande pois foi uma semana bem complicada.
  5. Apesar de não comentar em meus relatos, costumo visualizar sinais, desenhos, fotos, jornais e cartazes no Astral. Parece que são posicionados para que eu os veja. Isso é comum? Acontece com vocês? Devo levar em consideração as mensagens? Visualizei recentemente um cartaz vermelho gigante com a foto de um desconhecido, como se este estivesse sendo promovido lá na Astral. Não tem relação alguma com o plano físico.
  6. Consegui me projetar esta noite e acredito ter quase conseguido despertar minha esposa. Fiquei lúcido já de pé ao lado da cama e consegui desviar o olhar para o meu corpo físico e me aproximei da minha esposa. Ela flutuava a mais ou menos 1 metro acima da cama. Puxei ela pelas mãos mas não consegui deixá-la lúcida. Parecia dopada. Mesmo assim arrastei ela pela casa até sair na rua. Não sei como fui parar numa espécie de mercado cheio de dispositivos eletrônicos a venda. Um rapaz nos estranhou e perguntou de onde viemos. Contei que éramos projetores. Notei que estava com 4 braços e estava difícil volitar (normalmente é mais fácil). Acordei com a experança de que minha esposa lembrasse de algo mas nada.
  7. Oláa pessoal, sou novo aqui. Estou procurando muito os livros de Robert Monroe em português. Já tenho o primeiro em PDF, gostaria muito de conseguir os outros dois. Sou do Rio de Janeiro, qualquer coisa. Muito obrigado
  8. Relato breve: Acordei por volta das 3 da madrugada para ir ao banheiro e na volta movimentei energias e fiz experimentos de respiração. Logo ao entrar em transe, 3 símbolos orientais surgiram na minha tela mental como se fosse uma imagem de abertura. Não reconheci os símbolos nem consigo reproduzi-los. Fui ganhando lucidez e me vi andando num sistema de transporte similar a um trem. Era muito rápido e moderno. Notei que estava acompanhado por uma pessoa que associei a minha esposa mas não tenho certeza. Essa mulher estava um pouco menos lúcida do que eu e ficamos tentando identificar o local onde estávamos. Via edifícios modernos a uma grande distancia e estávamos passando por bairros habitacionais formados apenas de conjuntos de prédios baixos. Tudo muito limpo, organizado, evoluído mas creio que no umbral. Todas as placas indicativas estavam escritas com caracteres orientais e fiquei com medo de onde iriamos parar e tentava lembrar como tinha chegado alí. Depois de uns 10 minutos, o trem parou num terminal que era o fim da linha e descemos parecendo dois bobos perdidos. Parecendo não, éramos mesmo. hehehe. Senti que deveria andar a diante e caminhamos por uns 10-20 minutos até chegar num local onde eu deveria obter acesso a uma hospedagem (não sei como). Entrei num desses conjuntos de prédios baixos e um pessoal nos recebeu. Era um rapaz, uma moça e uma senhora de idade. Todos orientais. A mulher que estava comigo foi levada pela senhora de idade e não vi mais. Fiquei numa salinha com sofás e cheguei a ver recipientes com alguns tipos de chás. Perguntei (em inglês) para o rapaz onde estava e ele respondeu rindo que era Singapura. Falei que não lembrava de ter ido para lá e ele pediu para que nem tentasse racionalizar a situação ou iria perder a sintonia. Percebi que aquilo ali era uma clínica e estava sendo tratado de algo que não consegui descobrir. Lembro que fazia muito calor e que tinha começado a chover. Falei que sou de uma cidade que faz frio no Brasil, ele deu um sorriso, disse mais alguma coisa que não me lembro e... boooom. Perdi a sintonia e acordei no físico ainda sentido cheiro de chás.
  9. Ontem foi um dia corrido e acabei indo assistir televisão na cama cedo. Aqui em Curitiba já está fazendo um certo friozinho a tarde/início da noite e fiquei debaixo das cobertas junto com a minha esposa. Pedimos comida de um delivery e ficamos por ali mesmo. Acabei adormecendo cedo e como vem acontecendo recentemente acabei ficando com vontade de urinar. Para levantar estava difícil. Parecia que meus braços estavam grudados na cama e a minha perna esquerda estava muito pesada. Estranhei mas forcei e levantei de uma só vez. Caminhei até o banheiro (já tenho um relato parecido) e notei que tinha uma porta diferente. Na minha casa a porta é "de correr" e esta era do tipo normal. Mais estranho ainda é que tinha uma mulher tomando banho num box igualmente diferente. Tinha um espelho grande na parede e pude me ver com clareza. Eu tinha uma forma completamente diferente fiquei fazendo testes de movimento. Estava completamente lúcido e consciente da projeção além de maravilhado com o grau de realismo do evento. Em dado momento, meu reflexo no espelho mudou para um outro cara fazendo sinal de alerta e indicando para que eu me comportasse como se tudo aquilo fosse normal. A mulher saiu do box nua e não era a minha aqui do físico. Entendi o recado do estranho cara no espelho e disse meio sem jeito "oi amor". Fiquei sem jeito e já fui saindo do banheiro no exato momento em que ela iria me dar um beijo no rosto e acabei desviando. Ela disse "nossa! Para que isso?". Passei pela porta, atravessei o quarto e sai na sala de um apartamento estranho onde já tinham umas 3 senhoras conversando e vi uma janela grande onde pude ver vários prédios estranhos. Mantendo a dica do estranho cara que me fez sinal no espelho continuei tentando parecer que estava tudo muito normal ali. Uma das senhoras, que parecia ser uma "cunhada" ou algo assim, começou a bater papo comigo na janela e então disse "ela" ja estava vindo (não sabia o nome da esposa/namorada nessa realidade). Para tentar descobrir alguma coisa fiz uma pergunta besta: "tá vendo aqueles prédios lá longe? Que bairro será que é lá?". Fiz isso para tentar me localizar. Ela me olhou estranho e disse que já faz um tempinho que a gente mora "aqui no centro da cidade", mas não disse nenhum nome. Sai daquela situação indo sentar no sofá da sala onde estavam as outras senhoras e notei que uma delas estava com o rosto alternando entre uma desconhecida e a minha sogra aqui do físico. Não sei da onde tirei isso mas falei diretamente com ela assim: "Sabia que eu te conheço de uma outra vida? Sim. Lá você "era" a minha sogra.". Ela ficou maravilhada e disse que também sempre teve a sensação de que já me conhecia. Ficamos ali falando sobre "outras vidas" e "reencarnações" do mesmo jeito que as pessoas fazem aqui. Fiquei me sentindo a "assombração do local". Algumas coisas concordavam, outras não. Depois de uns 40 minutos ( ! ) pensei em voltar lá para o quarto para ver o que tinha acontecido com a minha esposa nessa outra vida pois estava demorando. Ela ainda estava no banheiro e resolvi deitar e forçar para acordar aqui. Consegui. O "problema" é que estava muito "desconectado" com o corpo físico aqui e um sono incrivelmente pesado ficava me derrubando. Foram (sem brincadeira) umas 3 saídas do corpo em seguida sem fazer NADA e para sempre no mesmo local no mesmo momento. Comecei a entrar em pânico pois aquelas pessoas da outra vida iam desconfiar de mim pois estava ficando sem assunto e sem memória. Forcei mais uma vez para acordar me beliscando até doer e deu certo. Acordei aqui mas ainda sentindo o corpo vibrando muito forte. Levantei, acendi a luz, liguei a televisão até esse estado vibratório passar. Na verdade, meus braços estão vibrando levemente até agora 11:03 AM. Dessa vez foi estranho. Detalhe: não tinha a física do Astral. Não dava para atravessar as coisas nem os recursos de iluminar o local ou deslocamento funcionavam. A gravidade estava normal sem possibilidade de volitação. E agora, isso é um flash da minha próxima vida ou outra paralela? Deixei um outro "eu" em apuros ou estava incorporando alguém?
  10. Ontem antes de dormir já sabia que seria uma noite diferente pois sempre que ouço uma espécie de "motor elétrico" ligado significa que passarei por uma intervenção. Como faço parte de uma ordem, alguns eventos costumam ocorrer de acordo com o cronograma de estudos. Dormi bem e em algum momento fui levado para uma praça numa avenida mais ou menos perto daqui que fica numa área alta que permite ver parte da cidade. O céu estava incrivelmente estrelado e fiquei bobo observando tudo mas já aguardando que viria algo. Perdi partes na rememoração e só lembro de estar numa sala conversando com um rapaz de uns 30 anos. Notei que ele usava 3 anéis de ordens com filosofias próximas. Ele estava me instruindo sobre uma parte da cabalah. Era justamente sobre as partes relacionadas a Malkuth, Yesod e Netzach. Sei que comentei que certamente não me lembraria daquilo no físico mas ele pediu para que eu associasse aquela imagem a um esquema de pistas de aeroporto. Deu certo! Depois não sei como fui parar em outra sala (ou pode ser a mesma mas em outro canto) com uma moça de uns 25 anos. Muito bonita e simpática, cabelos curtos e muito sorridente, usava um anel grande Rosacruz. Ela estava querendo saber como andava a minha percepção aqui no físico. Perguntava sobre vibrações, interferências em dispositivos e sobre monitoramento de pensamentos. Em seguida começou a usar termos em inglês para fenômenos como, por exemplo: Dead points, dead lights, entre outros. Perguntou algumas coisas que devem ficar ocultas e depois bateu um papo bem descontraído sobre os assuntos. Nunca tive uma conversa tão simples e fácil assim. Ela, depois de um certo tempo, colocou a mão aberta na minha face e ficou me dando uma espécie de passe. Vi por alguns instantes imagens de detalhes de pequenos eventos que passaria no dia e depois acordei super bem disposto. Muito legal! Logo após o almoço, uma das imagens projetadas para acontecer ocorreu quando passava de carro por um local. Bacana!
  11. Não sei bem se é uma dúvida ou um relato mas vamos lá: Temos um parente que é extremamente fechado num pensamento religioso que consome parte da sua curta renda. Não aceita nada que seja fora do contexto propagado e nem imagina que tenha um praticante de estudos ocultos por perto. A pessoa em questão não acredita em nada, acha que tudo vem do céu (família bancando) e que qualquer pensamento ligado a ocultismo é "macumba", expressando o termo com preconceito geral. Um ser difícil de conviver. Apesar da sua crença fechada ser a "verdade universal", vive numa residência em estado deplorável, objetos acumulados e terreno sem qualquer cuidado. Do ponto de vista dele e de sua comunidade, quem tem sucesso é do mal e não investem nada em cultura ou estudos. Vivem numa egrégora que, acredito, terminará por formar milhões de ovóides que só serão despertos após grande trabalho de consciências elevadas. Minha família é a "bem sucedida" e toda "certinha" que irrita esse tipo de pessoal. Para eles "aí tem...", desconsiderando todo o trabalho e suor que passamos para chegar a este estado atual. Não bebemos, não fumamos e somos extremamente soltos e interessados em todas as teorias possíveis para explicar a nossa existência. Para variar, descobrimos que o parente religioso é dependente diário de álcool já com reação a falta de doses e com apagões + perdas visuais e auditivas. Quando falo para que pare com esse vício, sou tratado como burro, chato, imbecil e como um "menos macho" por não consumir tais substâncias. Todo mês, os chatos e burros aqui é que bancamos a vida dele e ele agradece a sua religião. Nesta sexta, aconteceu um episódio envolvendo a super substancia dos vencedores (alcool) e dessa vez, não fizemos nada. Daí, somos chatos, burros e maus por não fazermos nada. Já falamos sobre clínica de tratamento mas o argumento é que o vinho está na bíblia e blá blá blá blá blá blá. Toda essa situação gera um ambiente difícil com meus dois filhos adolescentes que já sofrem a pressão do marketing do cartel do álcool induzindo jovens a entrarem na cadeia de consumo. ... Em paralelo a essa situação, comecei a fazer uso das técnicas da minha ordem e consegui me aproximar da consciência do indivíduo no astral. Apesar de ser parente não tenho muita conexão com a pessoa e esse acesso foi extremamente difícil. Consigo rememorar apenas parte de uma conversa com uma senhora que vive no astral no mesmo ambiente onde ele habita aqui no físico. Nessa realidade, a casa está perfeita e linda. Gramado bem cuidado e muitas flores. É umbral mas está bem cuidada (MUITO melhor do que aqui no físico). A senhora (não consegui visualizar) tem uma voz suave e me contou que sabe sobre o problema do meu parente e que isso envolve trabalhos feitos contra ele durante a juventude. Ela comentou que ele tem baixa capacidade de entendimento e aceitação de outras realidades e algumas consciências de baixo nível fazem a festa se aproveitando dele. Segundo ela, a situação atrapalha até mesmo o seu ambiente pois sente a carga negativa. Solicitei a ajuda de amparadores e mentores da minha ordem mas não tenho certeza se eles vieram ou se é caso perdido mesmo. Opinião própria: o indivíduo ficará muito tempo adormecido ou na forma de ovóide até que desperte ou alguém tenha a vontade de resgatar. No fim, na cabeça dele, acontecerá igual a sua crença: ficará no "sono eterno". Realmente não sei o que fazer. Já amparei algumas pessoas no astral mas essa parece não ter solução.
  12. Relato estranho de hoje: projetei ali pelas 4:30 da madrugada e me vi num local o qual não sei definir exatamente. Trata-se de uma cópia exata do meu quarto só que com jornais jogados no chão, cartazes colados nas paredes, restos de garrafas e bebidas, cigarros e uma sensação de "negativismo". É diferente das "saídas astrais" normais. Notei uma voz falando de política no meu ouvido e me induzindo a um comportamento durante os próximos dias. Fingi estar sem lucidez e em determinado momento dei um susto na consciência que estava fazendo isso. Ela estava tentando parecer com meu pai mas estava muito imperfeito e caricato. Uma mente com baixo QI mesmo no astral para tentar um disfarce deste nível. Com o susto que dei, a consciência ficou em pânico e respondi dizendo que faria algo exatamente ao contrário e que agora ficaria alerta e compartilharia a experiência. Avisei que não bebo, não fumo e não caio em indução de massas. Ao tentar despertar no físico ainda ouvi a voz tentando se justificar e respondi mentalmente que ele era apenas um escravo de um esquema sujo. Que tenho pena da sua condição. É uma turma das antigas que não desiste e não percebe o ambiente vibracional que estão criando para si mesmos. Não adianta alertar. Já foram fisgados pela coleira do ego e servirão nesse ambiente durante muito tempo até perderem a forma humana.
  13. Tenho passado por experiências com espelhos em minhas projeções. Gostaria de saber o que vocês normalmente veem?
  14. Numa noite dessas me dei conta de perceber a lucidez aumentando e de me ver caminhando numa avenida aqui perto da minha casa. Percebi que estava no Astral e senti a possibilidade de volitação. Em determinado momento vi uma consciência sofredora numa esquina tendo um tipo de surto e percebi que estava ali para amparar. Meio com receio de fazer alguma bobagem ou de perder a sintonia (sou craque nisso), parti para a lógica de tentar acalmar o indivíduo e conversei dizendo que não tá fácil para ninguém mesmo e perguntei se ele sabia que estava desencarnado. Ele respondeu bem surtado que não entendia/aceitava a condição mas ficou mais calmo. Comentei que ele estava desencarnado e que deveria achar isso um alívio pois a coisa "lá embaixo" estava numa pior. Ele concordou comigo e ficou pensativo. Notei que usava roupas de mendigo e que estava habitando um terreno na esquina. Tentei emitir uma energia boa para ele mas não tenho certeza se funcionou. Pedi para que uma consciência mais elevada me desse um help alí na situação e meio que sabia que estava sendo monitorado/treinado por alguém que não conseguia ver. Acredito que tenha dado certo. ][
  15. Olá, desejo a todos um ótimo dia. Eu fiquei muito curioso sobre esses seres porque já li muito material sobre, me parece muito com aquelas teorias de conspiração, reptilianos e tal, coisas que...eu não acredito muito. Gostaria de saber o que vocês acham sobre os magos negros, sobre ter colônias inteiras de escravos e usam seu conhecimento energético e hipnótico para manipular espíritos e atrapalhar a humanidade. Não consigo saber qual é a ideologia desses caras,não me parece concreto. Se alguém aqui já teve algum relato com mago negro também ficaria feliz em escutar. Dizem muuuuuuita coisa sobre eles nos materiais que encontro na internet. Como sei que existe bastante gente experiente aqui, apenas gostaria de ler algo sobre. Peço desculpas pelo pedido meio bobo
  16. Bom dia, amigos. Sou um dos moderadores do grupo de whatsapp Experiência Astral e gostaríamos de fazer um convite para uma nova fase de nosso projeto. O EA existe há algum tempo e agora com duas moradas: EA Básico e EA Intermediário. Nosso convite é para o EA Básico e se direciona tanto a pessoas que estão iniciando seus estudos e/ou tiveram poucas experiências, quanto aqueles que desejam auxiliar no desenvolvimento de nossos membros. Lá teremos cursos e leitura de livros para que o básico da viagem astral fique bem fundamentado. Caso deseje se juntar a nós, mande seu número por mensagem privada. PS: O ingresso no EA Intermediário é exclusivamente por convite dos moderadores.
  17. Bom dia pessoal, pra chegar onde quero relatar tenho que contar tudo. Tenho 23 anos, e comecei a me interessar por VA a pouco tempo ( umas 3 semanas ), porém sempre tive contato com espritualidade através no espiritismo, tenho uma sensibilidade mediunica eu diria que intermediária, pois sinto presença de pessoas, tremo durante a noite e já vi algumas coisas, só que de uns tempos pra cá eu vim me incomodando com isso, sempre rezei e pedi ajuda, ultimamente através de mais estudo eu tenho entrado em contato mais com meu mentor, anjo da guarda etc... pedindo ajuda e proteção. Voltando a falar do que sinto, os tremores vinham me incomodando e as presenças em meu quarto também, fui buscando mais conhecimento e algumas pessoas me falaram coisas diferentes, algumas vezes eu tentei ler o evangelho espirita e senti dores de cabeça fortes( na nuca), fui ao centro na terça feira desta semana e senti dores de cabeça , calor, e isso vem me incomodando. Mesmo sentindo tudo isso , venho estudando mais e mais sobre projeção, espiritualidade, energia , chakras, enfim, tudo relacionado a isso, e com bastante vontade de ter essa experiência e que isso se torne comum em minha vida, porém por estar passando por essa "fase" espiritual, tenho medo de fazer e ter um trauma durante a projeção por não ter conhecimento suficiente para lidar com a situação atual. Ontem eu fiz um exame (endoscopia) e fui para casa do meu pai ( moro com minha mãe ) e estava com sono e resolvi dormir após o almoço, ante de dormir resolvi fazer exercício em aúdio que encontrei no youtube para abertura dos chakras, fiz uma parte e meu pai me atrapalhou durante o exercício e não terminei, desisti do exercício e fui dormir. Antes do sono, fechei os olhos e pedi ao meu mentor para que entrasse em contato comigo( venho sempre pedindo isso ultimamente), após isso me aconcheguei para dormir ( de barriga para baixo, de bruços )como sempre durmo, e sempre consigo ter a noção de quando vou pegando no sono, e fui sentindo uma energia muito grande, como se fosse um choque junto disso um zumbido ao fundo que ia aumenta na mesma intensidade da energia, e foi aumentando, aumentando( O estado vibracional , ou EV), até que parou e eu achei que estivesse acordado. Quando fui levantar, vi 4 mãos , e essa situação me deixou em desespero, hahahaha é até engraçado pensando agora, eu estava de frente para parede, e a unica coisa que estava na minha cabeça era " não vou virar , não vou virar , não vou virar ", pois estava com medo de ver algo ruim, no mesmo momento eu forcei a volta ao meu corpo, e "encaixei" minhas mãos ao meu corpo físico e vim forçando essa "volta", até que entrei em paralisia do sono(catalepsia projetiva). Por já ter ficado muito assim neste estado( catalepsia ) durante minha vida, já desenvolvi uma técnica pra sair e acordar, quando sai eu me mexi e fiquei meio assustado, porém foi o assustado bom entende ? Durante o dia fiquei pensando " nossa, era pra eu ter aproveitado melhor isso!", e vim mentalizando e conversando com meu mentor, e dizendo a ele que foi muito boa a sensação apesar de me deixar surpreso, e que gostaria da ajuda dele para fazer mais vezes. Pois é, foi basicamente isso, nesse dia até dormi de televisão ligada no Timer de noite, pois estava na casa da minha mãe onde sinto aqueles sintomas. Obrigado por lerem tudo, e se tiverem alguma dica, agradeço de coração, quem precisar de algum tipo de ajuda posso tentar ajudar também.
  18. oi. tenho sonhado mais de uma vez com uma casa q e parecida com uma casa de repouso simples.la tem uma arvore bonita fora e quando entro tem quartos com pacientes.uma mulher apareceu na minha frente e estava tao confusa quanto eu. a gente ficava tentando entender pq estava la. outras vezes estou andando nos corredores de um hospital grande com paredes verdes clarinho. tento sair mas não acho saída. varias vezes passo por um enfermeiro que fica numa mesinha cuidando e ele parece que fica nervoso comigo. essa correria dura um bom tempo e vejo salas com aparelhos modernos que não temos ainda aqui e sempre termina como seu eu estivesse sentada numa esteira que leva pra fora para um ambiente que parece um terminal cheio de gente. num desses sonhos eu sai desse terminal e apareci andando nuas ruas escuras de uma cidade aqui perto e acabei descendo uma rua que tinha uma descida assustadora. la embaixo tinha um rapaz com a cabeça sangrando e ele estava de pe dentro de um corrego com uns peixes feios ao redor. me assustei e acordei.
  19. Sempre que faço as tecnicas energeticas para tentar me separar, minha mão fica estranha, tipo como se tivesse outra cópia da minha mão, ela fica pesada, parece que está solta mais não consigo mexer-la, queria saber o que é essa sensação.
  20. No início desse ano de 2017, ao final das férias de ano novo, meu professor de matemática do ensino médio, estava internado em estado grave. Nesse mesmo período de tempo eu tive uma projeção astral lúcida, lembrei cada detalhe. A minha escola tem 2 andares, as salas de aula ficam no segundo andar, exceto uma sala que fica no primeiro, e o segundo andar é somente um corredor que liga todas as salas. Minha projeção começou, eu estava no segundo andar, era de manhã, por volta de umas 8/9 horas da manhã, lembro de cada detalhe, as folhas das árvores balançando, as sombras de cada objeto, entre outras percepções. À minha frente, cerca de uns 2-3 metros de distância estava meu professor de matemática bem feliz e acenando para mim, e então acordei com o meu celular vibrando, por conta das várias notificações de mensagem no WhatsApp, abri meu Whats e as mensagens eram do grupo da minha sala, e estava todo mundo comentando que nosso professor de matemática tinha acabado de morrer. No começo eu acreditava que esse ocorrido era apenas um sonho lúcido, mas hoje em dia acredito que eu realmente estava fora do corpo, pois ele jamais esteve em algum sonho meu, e aconteceu em tempo real, quando eu acordei o clima do tempo era o mesmo da projeção. Essa foi uma projeção simples e bem rápida, mas foi o pontapé inicial dessa minha jornada de estudos e pesquisas, e essa experiência foi muito importante para mim, tanto para o meu desenvolvimento intelectual, quanto espiritual. Espero que tenham gostado deste relato
  21. Sempre sonhei !sou uma jovem sonhadora ,mas desde pequena tenho sonhos premonitórios que me assustam até hoje,mas olhando com outros olhos me sinto honrada por isso,pois ser diferente hoje para mim é legal , me aceitei.Nos últimos anos tenho tido sonhos estranhos! É como se existisse outra realidade ,um outro mundo igual ao nosso, so que surreal, atmosfera fria......escuro..e com acontecimentos sinistros,eu não sabia que existia !mas pesquisando pela internet ouvi falar em relatos que pode existir um mundo sim igual ao nosso mas invertido,essa serie mostra um pouco disso strangers things onde um garoto se perde em outro mundo,no meu caso vou sempre a esse lugar, acabo vendo no futuro,coisas que depois acontecem ,mesmo estando nesse lugar sei que estou no astral ,pois depois de anos pesquisei isso para me entender! Casa rosa,rio de janeiro,um lugar simples mas bem antigo em um interior do rio de janeiro, varias pessoas estavam nessa casa, uma pintura na cozinha me intrigou eram santos..e estava a figura de jesus....eu chamava por ele:- jesus o senhor esta ai??? depois a pintura se tornou real um homem saiu dentro da pintura com vestes brancas e disse -va por ali.ele me mostrou um caminho ,logo sai dali não se que quis dizer........mas o homem era bom senti na hora uma paz, e que caminho era aquele seria pra mim aki ou no astral....depois sumiu ..ficou so o numero da casa rosa .....e acordei !!!! os meus sonhos algumas veses trazem enigmas !tenho muitos relatos.....ate uma corda já vi no meu corpo ....mas a maioria acontece!!e já sei !sempre são com amigos....namordo ou familiares....alguém mais tem sonhos assim? porque temos isso? qual a finalidade de saber ?se as pessoas não vao acreditar nisso. luz para todos
  22. Olá pessoal vou deixa aqui pra vcs o link do meu blog a onde eu coloquei a minha primeira experiencia com a projeção http://espiritualzen.blogspot.com.br/2017/07/minha-primeira-projecao-astral.html
  23. Olá a todos. Bom, na semana passada, da madrugada de domingo para segunda, lá pelas 3 hs da manhã comecei a sentir sensações de desdobramento...alias peço desculpas, pois, ainda estou aprendendo e ainda tenho algumas duvidas reais das diferenças de desdobramento e viagem astral..mas poís bem..aquela sensação da vibração no ouvido, e parecia que estava saindo de lado. Mas na verdade estava com muito sono e não estava muito interessado em realizar essa experiencia, estava mais interessado em dormir mesmo. Mas fiquei na duvida se eu já me encontrava fora do corpo, apesar de achar-me deitado. Nesse instante, pensei, se já me encontro fora do corpo mesmo sabendo que eu estava ainda deitado a cama, pois percebia minha esposa ao lado, comecei a pedir a meu Mentor espiritual que eu estaria disponível a espiritualidade maior, mesmo sabendo de minha pequenez e ignorância, mas estava disposto em aprender nas experiencias fora da matéria. No momento que que elevava meu pensamento até ele..comecei a ver próximo a um móvel um ser sem forma meio que esbranquiçado..quando vi eu pensei...meu Deus isso eu nunca tinha visto, será real?, será do bem ou será do mal, mas nesse momento percebi que esse ser se posicionou próximo a minha esposa, atras da cabeceira da cama..tentava ver com mais clareza seu rosto..mas parece que minha visão estava travada..meus olhos estava paralisados..não conseguia me mexer, só sentia uma sensação estranha. Fiquei com medo..mas lembrava de alguns relatos que li que o medo é nosso inimigo. Tentei me controlar, foi quando percebi que junto a cama havia além do braço de minha esposa um outro braço, alias sentia a mão do ser espiritual. Era uma mão pequena e lisa que se posicionava abaixo da minha e que de certa forma tocava a palma de minha mão esquerda, as vezes fazia uma pequena pressão. Não passou muito tempo senti do meu lado direito se posicionava também outra mão. Achei que ele ia me puxar para cima, mas não, começou a passar a mão na palma de minha mão. Fiquei com muito medo, e sentia uma voz dentro de mim dizendo para que eu não ficasse com medo que estaria ali para me ajudar, nisso fui ficando mais calmo. Logo senti que aquela mão que estava posicionado do lado direito começou a tocar meu rosto. E ao tocar meu rosto voltei a ficar de novo com medo, quando senti, dentro da minha cabeça uma das orações mais belas que já ouvi. O ser pedia ao alto em meu favor, era as vezes uma voz meio que robotizada bem baixinha, as vezes mais fina, as vezes mais grossa. Em quando ele orava sentia seu dedos subindo meu rosto até fazer uma breve pressão entre minhas duas sobrancelhas. Meu coração disparava...Acordei no próprio sono com o coração disparado que com uma sensação muito boa. acordei minha esposa pois precisava contar a ela o ocorrido. Estranho acordar no próprio sonho...Depois que realmente acordei e acordei minha esposa e relatei o que havia acontecido para que as lembranças na manha não se perdesse. . Então foi isso tudo.. Já aconteceu isso de ser tocado com mais alguém? Um abraço a todos
  24. Oi gente, O que vocês acham de se conectar com o mundo astral através de velas ? Vi esse vídeo mas sempre tenho minhas indagações ... Ao meu ver , dependendo da forte intenção que você coloca naquele desejo ou pensene ao Rezar , alguma " malha" astral poderia ser criada com aquela intenção , e por consequência , plasmar no mundo físico , né rsrsrs OU algum espírito mentor poderia redirecionar aquela energia para assistência. Não sei o que se passa do outro lado rsrsrs O lado duro é saber que se a pessoa não tá bem , poderia atrair espíritos sofredores ou da mesma sintonia que a dele. Só mesmo um clarividente para ver e dizer o que se passa. Colocando a frase do Conscienciologia .: " Não acredite em nada . Experimente " , rsrs
  25. Olá a todos, sou Deep Cósmos.. novo aqui no fórum Então, de uns tempos para cá sempre estou tentando manter uma energia positiva, fazendo ev todas as noites, a noite me sinto muito bem em relação as energias... Mas o problema esta quando acordo, me sinto muito pesado e com energias muito pesadas, tento me equilibrar energeticamente antes de ir para o trabalho mas é difícil (trabalho numa panificadora), venho tentando equilibrar o dia todo, mas fico com essas energias desde quando acordo (6:40) até umas 11:00, a partir dai já consigo equilibrar bem e manter um padrão bom... gostaria de saber o que pode ser isso? faz uns 4 dias que já esta acontecendo direto, pode ser obsessão? desde já agradeço