• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'chi kung'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 3 results

  1. Pessoal, uma das sugestões que quero deixar aqui é sobre o Chi Kung. Vou copiar um texto aqui de um site sobre isso, para quem não conhece nada tem uma primeira noção, mas os materiais postados aqui são apenas para apresentar essas coisas, as pessoas deveriam pesqusiar mais sobre o tema que lhe interessar, já que o foco do GVA não é ensinar isso. Chi Kung O Chi Kung (QiGong) é uma prática terapêutica em que se realizam exercícios que combinam movimento suave e respiração controlada, e na qual a atenção e a visualização do praticante estão concentradas nas várias partes do corpo, de modo a alterar o fluxo de energia. Chi Kung significa literalmente “energia” (Chi ou Qi) e “habilidade, treino” (Kung ou Gong), ou seja, treino e desenvolvimento da energia (do corpo humano). Durante milénios, o Chi Kung foi conhecido por outros nomes – Dao Yin ou Nei Gong, entre outros – e estava frequentemente ligado à prática das artes marciais, de sistemas esotéricos de meditação e desenvolvimento espiritual e de sistemas de medicina preventiva. Semelhante a outras práticas bioenergéticas ocidentais, o que diferencia o Chi Kung é que está profundamente ligado às teorias da Medicina Tradicional Chinesa, ou seja, utiliza a teoria dos meridianos e pontos de acupunctura, da circulação de energia e outros conceitos, para exercitar o corpo e a mente – aliás, do ponto de vista da Medicina Chinesa é impossível dissociar mente e corpo. Assim, quando um praticante está a fazer um exercício de Chi Kung está a manipular a energia do seu corpo de acordo com estes princípios. O Chi Kung é um tipo holístico de exercício, muito diferente dos sistemas de exercício e ginástica modernos que apenas endereçam os componentes exteriores do nosso corpo, músculos e capacidade cardiovascular, muitas vezes correndo o risco de criar outros problemas (de articulações, postura, de esgotamento dos órgãos e assim por diante). No Chi Kung todos os sistemas do corpo são exercitados: os órgãos internos são suavemente massajados, as circulações de sangue e linfa são estimuladas, a capacidade respiratória é suavemente expandida e melhorada, as articulações são exercitadas de modo saudável, e assim por diante, ao mesmo tempo que o envolvimento mental do praticante representa um outro nível de exercício, com enormes benefícios a nível do relaxamento, da lateralidade do cérebro e da concentração. Todos estes benefícios fazem com que o Chi Kung seja um maravilhoso sistema de prevenção das doenças. Nalguns casos, e acompanhado por um instrutor competente de Chi Kung, o praticante poderá completar a sua prática com exercícios que tratem especificamente os seus problemas. Para que o Chi Kung seja verdadeiramente eficiente na manutenção da saúde e no combate ao stress, deve, no entanto, ser praticado regularmente, de preferência todos os dias, para ir fortificando o corpo progressiva e suavemente. O praticante deve primeiro procurar aprender um sistema completo. Geralmente estes sistemas são constituídos por uma série de exercícios, cada um dos quais deve ser feito durante uma série de repetições. Uma vez que o praticante tenha atingido um grau de habilidade razoável com estes exercícios, poderá começar a explorar outros aspectos do Chi Kung. Mestre Xuan Wu Fonte: https://caminho-natural.org/chi-kung/ ......................... Dicas de livros: Chi Gung. Autora: L. Carnie Esses livros estão esgotados mas podem ser encontrados na "estantevirtual".
  2. Gente, eu upei no meu dropbox a execução das 24 formas, simplificadas, Tai chi. É o vídeo mais prático e útil que achei, a visão é de costas então é perfeito para acompanhar os movimentos enquanto assiste. Na quinta/sexta vez vocês já estarão executando da maneira correta. A dica é reduzir a velocidade de reprodução do vídeo, ai fica mais fácil. https://www.dropbox.com/s/5c21j3ld8p2isdp/3 - Posture Back View.avi?dl=0
  3. Boa noite amigos. Não achei um tópico específico sobre o tema e acredito ser esta uma técnica muito interessante para ajudar no desenvolvimento do Estado Vibracional (EV). Aprendi ela conversando com uma professora de conscienciologia e depois descobri se tratar de uma manobra comumente utilizada também nos cursos. Apesar da conscienciologia levar muito a sério essa questão de não depender de muletas para alcançar os estados de auto domínio, abrem algumas exceções. Entre elas essa manobra energética pinçada das práticas do chi kung. O chi kung mesmo eu conheço pouco, sei que se trata de uma variedade do Tai chi chuan, também relacionada ao Qi gong. Em algumas fontes diz-se que são a mesma coisa, os três nomes. Essa manobra na verdade não é seguida a risca na conscienciologia, ela é mais complexa do que apresentada pelos professores que me ensinaram e infelizmente não encontrei nenhum video específico sobre isso no youtube, por se tratar de um dos movimentos dentre centenas deles. Mas vou tentar explicar através da escrita como funciona essa prática. Eles chamam de EV mecânico também exatamente por ser uma versão analógica, manual, do EV. A lógica interna (ou seja, a questão das energias) você vai movimentar igual. O que muda é que fará isso com o auxílio de suas mãos, arrastando esse bloco de energia pelo corpo. Mas o ideal ao meu ver é não faze-lo de uma forma tão vazia e simples. Já que estamos utilizando uma manobra ritualistica, milenar, chinesa, de auto nível, que façamos direito! Em pé, ereto e relaxado, mantenha-se numa postura firme no chão (naquela postura bem caracteristica japonesa de inicio de movimento) As pernas um pouco abertas, joelhos levemente flexionados, mais ou menos assim: Mas as mãos não precisam ficar estendidas nem nada assim. Prefiro mante-las bem proximas ao corpo, seguindo o movimento do fluxo energético. Estabelecido essa postura e "sentido" a conexão com a terra (ajuda muito puxar energia da terra), você inicia o movimento com as mãos na altura do órgão sexual, subirá lentamente próximo ao corpo (como se cada palma da mão carregasse um pouco de água e não pudesse deixa-la cair), mas imaginando que está erguendo esse bloco de energia, esse scaner por todo seu corpo, subindo até mais ou menos a altura do peitoral. O movimento se limita do sexo ao peito, mas apenas fisicamente, pois energéticamente você estará puxando energia da planta dos pés ao topo da cabeça. Junto com a subida das mãos, você faz uma intensa inspiração, de preferencia pela boca, puxando o ar entre os dentes, com pouca entrada, assim o movimento sobre lento, junto com o ar entrando lento. Ao chegar no peito (e a energia no topo da cabeça) comece o movimento de descida. Agora a mão vira as palmas para baixo, sempre próximas ao corpo, como se estivesse empurrando uma barra invisível, e com isso você empurra o bloco energético novamente em direção aos pés, sempre lento e agora com expiração tambem pela boca, soltando bem devagar por apenas um pequeno espaço da boca. Faça esse movimento todo com muita intenção, juntando energia das raizes do seu ser. Concentrado e atento, perceba qualquer indício de calafrio, formigamento, sensação de água ou frio, etc. Isso é um indício de percepção energética. A questão da velocidade não é importante nessa prática, ela é o básico, para treinar e desenferrujar nossas energias. O ideal é faze-la diáriamente, no começo do dia, no meio do dia e antes de dormir. Fazer no banho embaixo duma ducha forte e mais fria do que quente ajuda muito na soltura energética e também na percepção. Espero que tenham compreendido mais ou menos, caso não, vamos conversando!