• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'clinica'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 5 results

  1. Olá Viajantes, Passei por um típico "dormingo" e, devido a energia predominante na minha cidade, precisei trabalhar as energias no finalzinho da tarde. Depois disso, parece que a soma energética local deu uma adensada ainda mais forte e perdi o foco na busca do equilíbrio. Não conseguia relaxar nem pegar no sono. Tive pequenos sonos e acordei várias vezes durante a noite. Movimentei mais algumas vezes as energias, tentei dar uma "limpada" no ambiente e fiz o Belilim. Mesmo assim, não conseguia dormir. Comecei a ficar naquele estado em que o corpo adormece e você fica ligado (até mesmo ouvindo o ronco hehehe) mas ainda não é catalepsia projetiva. O tempo passa de forma estranha. Lá pelas 5:30 eu acordei mais uma vez e virei de lado para tentar um último sono de descanso. Acordei atrasado quase as 8 e rememorei estar numa sala estranha com outras pessoas e mexendo numas espécies de brinquedos coloridos. Enquanto montávamos algo conversávamos sobre coisas da vida e falei que sou incompatível com a energia da minha cidade. Outros concordaram e falaram mais ou menos a mesma coisa. Uma hora fui colocado numa espécie de cadeira com acabamento macio e fofo. Depois saí dessa cadeira e fui tentar dar uma caminhada. Ainda estava escuro e percebi que se tratava de uma construção com perímetro determinado, ou seja, não podia sair do local. Consegui ver que existia uma praça nos fundos com calçadas e uma estátua de um menino que, para minha mente, rememorei como um skatista ou jogador de baseball. Acredito agora que estava numa clínica devido aos questionamentos que não consegui evitar durante o dia. Acordei atrasado mas bem. Muita paz e luz a todos.
  2. Olá Viajantes, Vou contar dois relatos diretamente relacionados. Aconteceram em duas noites seguidas. Sinto que perdi boa parte da rememoração mas vamos lá: Na primeira noite senti como se fosse induzido a projeção e levado para uma casa confusa. Parecia uma casa cheia de materiais ligados a minha área de formação original (desenho industrial e design gráfico). Tinha pranchetas, réguas, estiletes, canetas nanquim, tintas, muitos papeis, telas, tesouras, borrachas, etc. Nada daquilo fazia sentido e eu estava com a lucidez muito baixa. Queria sair dali. Abri uma cortina e vi outra casa ao lado com mais pessoas e procurava um jeito de fugir. Perda na rememoração. Estou na frente dessa casa conversando com outros "pacientes" e percebo que estou numa área rural. De repente saio correndo querendo fugir dali e chego até o fim dessa estrada de terra secundária onde se encontra com outra estrada mais larga, formando um cruzamento em "T". Logo a frente tem uma grande plantação e lembro de olhar para o céu estrelado. No momento exato que ia começar a ver algo de diferente no ar sou tracionado com força mas sem violência de volta a clinica. Na segunda noite também sou induzido a projeção mas dessa vez estou com a minha família junto. Consigo perceber melhor o lugar e vejo várias casas iguais, áreas de lazer, bosques e um lindo lago iluminado pela lua. Estou muito mais lúcido e adentramos a uma das casas e começamos a ver como são os quartos, a sala, banheiros, a cozinha e uma mesa de jantar cortada ao meio por uma parede (estranho). Ficamos um tempo lutando com a lucidez para tentar entender o que está acontecendo. Vemos enfermeiras passando, outras famílias, médicos e percebo que não estamos no Brasil. Ouvi algo como nas proximidades de uma grande cidade no exterior. Em dado momento aquela parede que dividia a mesa de jantar se ergue percebemos que a nossa casa é conjugada com outra igual e que esta mesa fica precisamente no centro da construção. Fica um clima estranho pois não conhecemos a outra família e eles não falam português. Noto que estão no mesmo estado confuso de lucidez e tentamos manter o ambiente o mais controlável possível. Uma experiência estranha. Vejo alguns bebês com óculos coloridos fazendo procedimentos nas duas famílias e isso gera uma sensação de ternura + estranheza. Difícil relatar com precisão. Tem momentos que a gravidade parece diferente e os objetos e móveis são leves demais. Perda na rememoração. Estou numa conversa com algumas pessoas e percebo um parente falecido entre eles. No meio do papo ganho um pouco mais de lucidez, percebo nitidamente que estou no astral e num ato de esperteza animalesca (que vergonha) faço uma pergunta pessoal sobre o futuro. Eles param a conversa, se entreolham e me transmitem a mensagem de que devo apenas tocar a vida. Perda na rememoração. Retorno suavemente ao corpo. Perguntei mas minha família não se recorda de nada. Paz e luz a todos!
  3. Devo estar passando por algum tratamento pois me vi pela terceira vez no mesmo local onde, em outro relato, me disseram ser sobre Porto Alegre. Agora percebi que trata-se de uma clínica de grandes proporções. Só tenho fragmentos de rememorações, de diálogos com pessoas usando jalecos brancos e com outros "pacientes". Ao andar pelos corredores da clínica, tentava chegar no tal local onde podia ver o rio Guaíba e o super céu do Astral. Consegui mas dessa vez estava vazio e era noite lá também. Voltei para dentro e notei que carregava algo parecido com um suporte de soro. Eu precisava cuidar para não esbarrar nas outras pessoas. Em dado momento, era para eu me reunir com umas 20 pessoas numa sala cheia de cortinas brancas presas ao teto. Todas estavam na mesma situação com seus suportes para soro. Um rapaz e uma moça me chamaram como se já me conhecessem de outras vezes e estavam "guardando o lugar" para mim. Assim que cheguei, as cortinas desceram e fui suavemente voltando para o corpo físico. Acordei exatamente as 6:00. Vou continuar nesse tratamento. Sinto que eu mesmo o solicitei. Paz a todos! ... Obs.: Li uns relatos sobre a "Cidade Espiritual da Fraternidade Branca - sobre Porto Alegre" e muitas informações batem (ruas retas, o super céu, detalhes, etc.). Tomara que eu tenha tido a chance de conhecer.
  4. Relato breve: Acordei por volta das 3 da madrugada para ir ao banheiro e na volta movimentei energias e fiz experimentos de respiração. Logo ao entrar em transe, 3 símbolos orientais surgiram na minha tela mental como se fosse uma imagem de abertura. Não reconheci os símbolos nem consigo reproduzi-los. Fui ganhando lucidez e me vi andando num sistema de transporte similar a um trem. Era muito rápido e moderno. Notei que estava acompanhado por uma pessoa que associei a minha esposa mas não tenho certeza. Essa mulher estava um pouco menos lúcida do que eu e ficamos tentando identificar o local onde estávamos. Via edifícios modernos a uma grande distancia e estávamos passando por bairros habitacionais formados apenas de conjuntos de prédios baixos. Tudo muito limpo, organizado, evoluído mas creio que no umbral. Todas as placas indicativas estavam escritas com caracteres orientais e fiquei com medo de onde iriamos parar e tentava lembrar como tinha chegado alí. Depois de uns 10 minutos, o trem parou num terminal que era o fim da linha e descemos parecendo dois bobos perdidos. Parecendo não, éramos mesmo. hehehe. Senti que deveria andar a diante e caminhamos por uns 10-20 minutos até chegar num local onde eu deveria obter acesso a uma hospedagem (não sei como). Entrei num desses conjuntos de prédios baixos e um pessoal nos recebeu. Era um rapaz, uma moça e uma senhora de idade. Todos orientais. A mulher que estava comigo foi levada pela senhora de idade e não vi mais. Fiquei numa salinha com sofás e cheguei a ver recipientes com alguns tipos de chás. Perguntei (em inglês) para o rapaz onde estava e ele respondeu rindo que era Singapura. Falei que não lembrava de ter ido para lá e ele pediu para que nem tentasse racionalizar a situação ou iria perder a sintonia. Percebi que aquilo ali era uma clínica e estava sendo tratado de algo que não consegui descobrir. Lembro que fazia muito calor e que tinha começado a chover. Falei que sou de uma cidade que faz frio no Brasil, ele deu um sorriso, disse mais alguma coisa que não me lembro e... boooom. Perdi a sintonia e acordei no físico ainda sentido cheiro de chás.
  5. Após movimentar as energias e meditar sobre alguns temas que ando lendo, adormeci e me vi caminhando semi-lúcido (bem pouco) numa rua com um visual de oriente médio. Vi muitas pessoas mas me sentia como uma criança inexperiente. Algumas pessoas me levaram para brincar numa piscina de água límpida com desenhos ligados a thelema. Brinquei bastante naquela água pois me fazia bem. Em um certo momento comecei a ficar mais consciente e olhei para dois senhores que estavam cuidando de mim. Sorriram mas perdi a sintonia. "Despertei" numa espécie de apartamento de uma clínica. O local tinha sala, quarto e cozinha mas era para tratamento. Eu estava junto com uma senhora que não conheço mas tão confusa quanto eu. Tentei olhar pela janela para identificar a localização e vi um céu na cor laranja-violeta além de ter 2 sóis! Um grande e outro um pouco menor. Tinha um monte de antenas de radio telescópio e assim que ganhei um pouco mais de lucidez, apareceram alguns "doutores" que trataram de encerrar a experiência e acordei no físico.