• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'conhecimento'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 4 results

  1. "Havia deitado no colchão ao quarto ao lado após almoçar. A casa estava agitada, meus pais estavam almoçando e a conversa tomava conta da casa. Durante o descanso comecei a sentir os efeitos da catalepsia projetiva, aproveitei para tentar me projetar. Comecei a fazer o exercício da contagem, e não demorou muito para os primeiros efeitos virem a tona. Sentia medo, algo que sabia que devia controlar para me projetar, controlei-o. A seguir senti o vórtex de energia como um vento muito forte zunindo em meus ouvidos, portanto, comecei o exercício da entrada lenta na piscina de água, exercício este que foi a porta para a projeção. Comecei a sentir que o exercício estava surtindo efeito, sentia minha alma se levantando, e devido a minha posição na cama, senti meu corpo astral girando na horizontal para que eu ficasse virado para cima. Senti então minha alma ser levantado pelos pés (os pés iam pra cima guiando o resto do corpo). Quando vi estava projetado (ou em um sonho lúcido, não sei ao certo). Flutuava pelo universo, vários letreiros passavam por mim, assim como no inicio de filmes, porém não conseguia lê-los completamente, o único que consegui ler e me impactou foi o seguinte: “Até quando você ira se importar tanto com o que pensam de você?”. Após isso estava flutuando pelo universo, passando por vários planetas, um deles um planeta alaranjado, muito parecido com marte, foi onde estacionei. Um professor me explicava sobre composição da matéria, descrevendo os componentes que precediam o tetraedro formado por carbono e hidrogênio, e também exemplificava como funcionava a eletrolise. Nesse momento minha atenção se desviava, devido ao barulho presente dentro de casa, fato este que dificultava o mestre a me passar os conhecimentos, que percebia os momentos nos quais eu me distraia e parava a explicação esperando a volta da minha atenção. Não demorou muito para minha mãe entrar no quarto e foi então que voltei ao corpo e acordei." Queria saber se isso foi realmente uma projeção, pois não me vi andando dentro de casa, não estava com 100% de minha lucidez, e não controlava muito o que fazia, apenas assistia as aulas desse professor. Não foi esta a primeira vez que tive experiencias assim, onde algum guia, ou mestre, não sei, me ensinava coisas. E sempre são no universo, ou em planetas ou no espaço.
  2. Meu nome e Nagib de Paula Sahb Novaes, sou casada nasci em 1966, minha primeira experiência eu tinha em torno de 17 anos, morávamos em uma casa estilo barracão, construção simples e não tinha forro de teto, minha mãe plantou uma espécie de trepadeira que se alastrou pelo telhado, nesta ocasião morávamos eu mais quatros irmãos e meus pais, era um adolescente normal como qualquer outro com uma vida agitada, estudava no período da manhã e à tarde vivia na rua com amigos, em uma determinada madrugada acordei e ao me virar vi meu corpo na cama, na hora achei um pouco estranho e comecei a andar pela casa, eu traspassava pelas paredes como se ela não existissem, fiquei com receio e vi meus pais deitados na cama, neste momento me assustei e fiquei acima do telhado da casa na altura da minha cintura e percebi que era a minha casa pois reconheci as plantas que minha mãe plantou estava por cima da casa, voltei imediatamente para o corpo e percebi que não estava dormindo, que realmente estava consciente de tudo que havia acontecido ali comigo, fiquei muito ansioso para amanhecer o dia para contar o que aconteceu comigo para minha família, fique um pouco frustrado com a reação de todos, meus irmão começaram a me criticar e dizendo que estava ficando louco, minha mãe como e muito religiosa me disse que eu tinha que procurar uma igreja e rezar muito, naquele tempo não se ouvia falar nada a respeito deste assunto, então comecei a duvidar da minha experiência a ponto de afirmar o que aconteceu não passou de um pesadelo, passou pouco mais de uma semana aconteceu novamente, mas desta vez eu esta deitado e comecei a sentir uma força estranha que mais parecia que meu corpo está descolando um do outro, fiquei com medo e não fui mais adiante, no outro dia tive a mesma sensação e me desprendi do medo e fiquei observando meu corpo na cama e resolvi ir para frente da minha casa e pude ver nitidamente a fachada da casa, o medo tomou conta e abri os olhos e percebi que estava na minha cama, novamente tentei comentar a experiência com meus familiares e todo firmaram com a mesma opinião anterior de que isto era apenas um sonho, mais adiante aconteceu novamente, desta vez eu já não tinha tanto medo e viajei por uma floresta, nesta vigem eu estava literalmente flutuando e não tinha barreiras, passava por dentro de muitas arvores até que me deparei com uma com um tronco muito grande, neste momento retornei para meu quarto, o tempo foi passando e encontrei com um senhor que que dizia me conhecer a muitos anos atrás, afirmou que em outra encarnação éramos amigos, como estava deslumbrado com tudo aquilo comecei a segui-lo e fazer alguns mantras que ele havia me passado, entrei pra Rosas Cruzes por influência dele, na intenção de ter respostas para tudo que estava acontecendo comigo, mais uma vez a frustação tomou conta da situação e resolvi a para com tudo aquilo, todas as vezes que a sensação começava eu levantava e não deixava mais acontecer, o tempo passou rápido hoje estou mais velho e me casei, tenho três filhas e a pouco tempo em uma conversa amistosa tocaram neste assunto, mas eu não me importei muito, nesta semana( dias de hoje) eu fui dormir mais cedo, por volta de umas 9:00h e acabei acordando as 00:00h, todos ja estavam dormindo e fique rolando na cama de um lado pro outro, isto já eram 3:20h da madrugada quando lembrei do assunto, então comecei a relaxar e tentar fazer o que fazia antes, comecei a me desdobrar conscientemente, não estava conseguindo enxergar direito, parecia que tinha uma máscara com algumas frestas, mas foi clareando e comei a ver nitidamente, flutuei em meio de casas e prédios e me deparei em lugar que mais parecia um Shopping, muito iluminado e com muitas pessoas, então comecei a andar entre elas imaginando que ninguém estava me vendo, pura ilusão, de repente um senhor me abordou e estendeu a mão com um gesto de comprimento, pegou na minha mão e me disse uma palavra da qual não consigo me lembrar, mas assustado perguntei o que aquilo significava, e ele respondeu “ A Mao de Deus” , neste momento voltei imediatamente para o meu quarto, não satisfeito me projetei novamente e aconteceu novamente a sensação da máscara e como percebi que era apenas uma transição aguardei e voltei a enxergar normalmente, então voltei ao mesmo lugar e comecei a me aproximar das pessoal que ali estavam, avistei um grupo de jovens e fiquei cara a cara com um deles, que logo me abordou com uma pergunta, “ e sua primeira vez?” Fiquei assustado na hora pois achava que eles não estavam me vendo e me calei diante da pergunta, mas ele continuou me dizendo que eu voltaria mais vezes ali e me disse que se chamava Redbee, e que eu logo saberia meu nome, neste momento voltei para o corpo. Este e um breve relato da minha experiência, hoje acredito que realmente tudo o que está acontecendo comigo e real e preciso muito de pessoas com entendimento no assunto que possam me ajudar, espero que possam compartilhar.
  3. Pesquisando sobre a palavra "esoterismo" no google, a primeira coisa que retorna é a seguinte definição: É sobre esta ótica que quero discutir o termo esoterismo e a prática tão comum das iniciações neste meio esotérico. Uma doutrina iniciática normalmente costuma adotar a prática das iniciações por alguns motivos distintos: Para restringir o conhecimento de forma que alguns conceitos, práticas ou rituais não sejam livremente veiculadas e que se tenha controle sobre a divulgação destas informações. Para "proteger" o público em geral de ter acesso a certos conhecimentos práticos que, se utilizados de forma mal direcionada podem ser danosos a pessoa que está efetuando a prática ou a outros. Desta forma pretende-se que apenas alguns mais instruídos e sobre tutela adequada tenham acesso a estes conhecimentos por meio da prática iniciática. Porque suas práticas são ilegais ou imorais e poderiam causar certos constrangimentos aos praticantes se viessem a público, desta forma, procura-se ter mais controle sobre a informação por meio do controle aos iniciados. Para exercer controle direto sobre os "iniciados" de forma a manipula-los sobre pretexto de fornecer algum tipo de benefício. O meu objetivo com este tópico é provocar uma reflexão sobre a restrição proposital a certas informações, sobre a encriptação e outras práticas de se esconder ou deixar de veicular certas informações, prática esta que é amplamente difundida por meio dos grupos fechados esotéricos e/ou iniciáticos. A minha opinião pessoal é que o ocultamento de informação é um erro, e deve ser evitado. Estamos no século XXI em um mundo globalizado onde facilmente se intercambia informação com qualquer parte do planeta por meio da internet por exemplo. Se a informação que se pretende veicular é ruim ou danosa e não oferece benefícios ela não deveria ser veiculada de forma alguma, caso contrário ela não deveria ficar restrita mas ser amplamente divulgada para que todos tenham a possibilidade de se beneficiar dela. Fechar a informação em um grupo esotérico ou restringi-la a apenas alguns iniciados é algo ruim. Eu reconheço que houve um período no história em que você poderia ser perseguido, ameaçado, torturado ou morto (ou todas estas juntas!) por conta de veicular certos tipos de conhecimento o que não convinha a uma certa camada dominante da sociedade. Mas (com algumas exceções de lugares que ainda vivem como na idade média) isso mudou e já não é necessário se esconder simplesmente por acreditar em conceitos como a vida após a morte ou temas como viajem astral, por exemplo. E não estou me referindo apenas ao período da inquisição ou ao ocidente não, refiro-me também a perseguições políticas e restrições diversas que poderiam ocorrer de diversas formas ao redor do mundo. Mas hoje os tempos são outros. Por outro lado, reconheço que há motivos válidos sendo argumentados por aqueles que defendem alguns tipos de iniciações (e portanto, certos tipos de restrição ao conhecimento), embora ache questionável a prática de restringir o conhecimento seja por qual motivo for. Enfim, gostaria de saber outras opiniões sobre o assunto e se quiserem citar casos específicos que invalidem de alguma forma a argumentação acima ou acrescente algo, seria interessante também.
  4. EU estou aqui , por que vejo muita coisa, mas nao sei se e bom ruim, nao endentifico se sao espiritos ou real, pois as veses andando na rua auguem acena pra mim me comprimenta , da tixal, e ai eu comprimento ou respondo o xal. e se auguem tiver perto de mim e ve eu acenando. fala que foi elisete eu falo aquele senhor me comprimento a pessoa fala nao tem nimquem la . ai vejo que so eu vi. o que eles fala comigo so quardo as lembrança do que fizemos nao me lembro do que falamos. entao busco aqui conhecimento, controle da situaçao, saber o que e real ou nao, se e uma coisa boa ou nao , o que querem . aprender a saber o qaue faser