• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'dimensões'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 2 results

  1. Postou em Informações gerais De que é feito o psicossoma? Como nós renascemos? Uma consciex renasce quando consegue um acoplamento genético com o feto da gestante intrafísica. Esse acoplamento ocorre devido a ligação genética que a paragenética psicossomática da consciex adquire. Uma consciex pode adquirir uma ligação genética com a matéria intrafísica ou por espontaneidade, logo após sua dessoma, ou por compra de psicossoma, é o caso geralmente das CLs, ou ainda por roubo de psicossoma sendo esse último caso o mais comum a consciexs baratrosféricas. Na baratrósfera, os dois primeiros casos são muito mais raros o que faz valer a primeira lei da evolução intrafísica para as conciexs estéreis. É a lei de dominação que diz toda que toda consciex baratrosférica estéril geneticamente só renasce ao roubar a ligação genética de outra consciex. Como se dá esse roubo? Por englobamento de psicossoma mais conhecido como heterofagia da consciência. Ou seja, sendo mais franco, uma consciex come a outra para poder adquirir sua ligação genética e acoplar-se ao feto da gestante intrafísica. Comer de Mão Cheia é o termo que significa dominar com violência e comer a outra consciex forçando-a a parar de pensenisar. Essa não é uma verpon muito fácil de aceitar. De primeira vista, pode parecer desapontador deparar-se com essa realidade cruel, mas... é a natureza. Ela não tem obrigação te dar conforto espiritual. Vejam bem, a natureza não é cruel, apenas implacavelmente imparcial. Tradicionalmente, desde o início dos tempos os espíritos dos mortos canibalizam-se para poder renascer. Já foi assim com você, já foi assim comigo e tem sido assim com a maior parte da população do planeta. Poucos são os casos de renascimento por Comer de Mão Leve que é o caso da compra de psicossoma, onde a CL faz o englobamento da consciex através de seu mentalssoma. Desta forma, a consciex ingerida mantém sua pensenidade e aos poucos vai perdendo a lucidez. Ela não sofre. Geralmente a ligação genética é mais poderosa nos primeiros meses após a morte (dessoma) da consciência intrafísica. Quanto mais pessoas de uma mesma família intrafísica forem ingeridas por uma consciex maior é a probabilidade dessa consciex renascer, por espontaneidade, no intrafísico. Ao nascermos, podemos nos considerar os mesmo, porém com uma genética diferente. A genética, juntamente com os estímulos do ambiente e as características pensênicas da consciex dominante (a que comeu) formaram sua nova personalidade.O paragenética é a herança de si mesmo, referindo-se ao acúmulo de experiências, aprendizados e tendências capazes de influir na manifestação consciencial de uma vida intrafísica para outra, isso é devido ao registros emocionais nos paragenes do psicossoma. Esses paragenes abrigam toda memória sensorial do ser humano. Fazem parte dos paragenes as características mentais e corporais da consciex, além claro, de sua relação de convivência intrafísica com outras consciências. A relação de convivência com outras consciências é o fator elementar, crucial, que é marcado, através da pensenidade, na paragenética do psicossoma da consciência intrafísica gestante. A paragenética do psicossoma da conciex adquire a ligação genética com a gestante intrafísica correspondente e passa a entrar em estado onírico, é quando começa a interagir com a conscin gestante na dimensão extrafísica troposférica. Essa ligação genética está relacionada a pensenisação inconsciente do psicossoma das gestantes intrafísicas quando elas encontram se em estado onírico. Quando as gestantes candidatas a mãe dormem elas passam a misturar seus paragenes com os paragenes da consciex candidatas ao renascimento. Essa interação onírica multidimensional dos paragenes psicossomáticos não é influenciada exclusivamente pela ligação genética da relação de convivência intrafísica. Uma parte dessa interação é influenciada pela genética corporal da biomassa intrafísica animal que pode não ter nenhuma relação de convivência entre a conscin e a consciex. Curso Intermissivo. A forma de renascer dos intermissivistas é um pouco diferente. Pode acontecer de três formas. Se o intermissivista for um bom investimento evolutivo, fato constatado por sua boas notas no curso intermissivo, ele pode conseguir renascer através da tenepes. A consciex pode, ainda, conseguir ajuda da tenepes se ela tiver bastante dinheiro. Vou tratar como funciona o sistema monetário da dimensão extrafísica em outro post. Funciona assim: O tenepessista junto com o auxílio dos amparadores pode promover a ligação genética com a dimensão intrafísica através da super saturação da água intrafísica vermelha exteriorizada no trabalho energético. Essa super saturação energossomática provoca um acoplamento genético espontâneo em pouco mais de 58 minutos ocasionando um renascimento no intrafísico aleatoriamente. Ou seja, a consciex nasce em algum lugar do planeta de uma hora para outra. Pode-se calcular qual a probabilidade de ela nascer em cada lugar do planeta. Ai vai de acordo com a paragenética do tenepessista. Outra forma também muito usada pelos tenepessistas é assim. Geralmente, eles se organizam para formar o única família coesa. Um grupo de amigos, por exemplo, pode construir seu próprio material paragenético através da junção de seus vários mentalssomas em um psicossoma principal. Eles misturam seus mentalssomas, englobando-se uns aos outros, depois compram uma consciex baratrósferica que possui o principal veio genético com determinada conscin candidata a mãe. Eles deixam essa consciex vulgar na baratrósfera natural seguindo os passos da futura mãe. Essa consciex vai envolver-se pensenicamente com o cotidiano da gestante indo relacionar-se parageneticamente com a mesma quando as duas vão dormir. Elas perdem a lucidez e acabam tendo relação de convivência nos sonhos, na dimensão troposférica glamourosa (que é a dimensão dos sonhos). Um pouco antes do nascimento do feto o grupo de intermissivistas engloba a consciex baratrosférica e adormecem junto a barriga da mãe. Vejam bem, cada consciex mantém sua individualidade ao preservar sua pensenidade na sua respectiva constituição básica. Cada uma ocupa, então, uma parte do psicossoma da consciex vulgar. Elas vão perdendo a lucidez devido a ação dos eletróns hidrogenados projetados da conscin-mãe que têm a característica de promover um amortecimento e alteração do estado de vigília das consciexs. Nessa altura, a ligação genética entre a família de espíritos e o feto já precisa estar alta. Eles, então, desaparecem da dimensão baratrosférica onde habitam os espíritos lúcidos e passam a habitar a dimensão dos sonhos só indo ter lucidez quando surgem como conscins na dimensão intrafísica. Mas o que determina qual vibracidade vai acoplar-se com a hipófise do feto e sumir suas funções visuais e motoras? Duas coisa: aleatoriedade dos pensenes de cada uma junto a um pouco de lucidez. É difícil explicar, mas elas não podem estar nem muito lúcidas nem perder demais a lucidez. A massa critica vermelha que vai assumir o controle da hipófise é a vibracidade que estiver mais lúcida dentre suas irmãs, por isso é que os intermissivistas só englobam a consciex vulgar quando o nascimento está bem próximo. Fazem isso para assumir o controle da hipófise. Toda a massa psicossomática inerte, ou seja as consciexs que não assumiram o controle da hipófise, fica constituindo, então, o paracorpo da conscin. Mas elas ainda têm pensenidade. Só que suas pensenidades são consequência da pensenidade da particularidade que é a massa crítica vermelha. Todas essas consciências reproduzem a pensenidade da particularidade-líder, não tendo porém, a capacidade crítica de tomar decisões por conta própria. Nas palavras do professor Waldo Vieira, " Nós não evoluímos sozinhos". Só pelo o que eu já disse acima podemos perceber que essa afirmação não poderia estar mais correta. Literalmente. Nós não evoluímos sozinhos pois carregamos em média bilhões de outras consciências acumuladas em nosso psicossoma. Essa é nossa verdadeira paragenética. Através da terceira morte nós podemos resgatar a pensenidade e independência das consciências que constituem nosso psicossoma. Tal processo só é possível no patamar evolutivo das CLs. Mas isso é assunto para outro post. O fato é que o microcosmos consciencial de nossa personalidade intrafísica é uma nação de outros seres vivos. Cada ser humano é único, complexo, formado por milhares de características peculiaríssimas. Cada um de nós é uma família de consciexs em evolução sob a liderança de uma massa crítica vermelha. Essa massa crítica vermelha somos nós, a parte do psicossoma que se acoplou a hipófise do feto conquistando o controle das funções visuais e motoras do novo soma. Agora que você, leitor, sabe dessa verpon extraordinária, qual é sua responsabilidade evolutiva frente a sua família consciencial? https://neoverponsarmandoamaral.blogspot.com Divulgação do Site do----Armando Ferreira Do Amaral----
  2. -O ciclos de Big Bang (ou ciclos cosmológicos)- Atualmente, ocorrem ,mais ou menos, em 23 á 23 Bilhões de anos. Podem variar de acordo com a evolução da matéria Cósmica. Em seu princípio ,150 Bilhões de anos atrás, devia ter alguns poucos milhões de anos. Vai desde o surgimento do Primopensene passando pelo Big Bang, criação da dimensão intrafísica, congelamento (expansão máxima) e fim da dimensão intrafísica até o fim da dimensão infernal (fim da energia de pensenidade cósmica) e posterior fim da evolução da material (quando os átomos extrafísicos regridem até se tornarem silício, peristaltina e depois material extrafísica sem qualquer pensenidade, totalmente inerte). -Peristaltina (substância base das fitoenergias, bioenergia dos vegetais)- É a substância primária de caráter recessivo que surge a partir da matéria inerte do ciclo cosmológico anterior. A teoria é que a peristaltina advêm do protopensene (ideia primária, esboço, protótipo, iniciativa) de particularidades do reino vegetal que começam a vibrar com tal morosidade que a passagem do tempo se dá de forma lenta e vagarosa. Essa vibração dá início ao movimento peristáltico (daí o nome da substância peristáltina) que é a ondulação inconsciente e involuntária da matéria. O movimento peristáltico da matéria extrafísica (que antes estava inerte) começa diminuto e acanhado até que vai alcançando maiores proporções que acabam por fazer surgir a aristaltina. -Auristaltina (substância base das energias consciênciais humanas e das bioenergias animais)- É a substância de caráter dominante e taquipsíquico. A aristáltina é a peristáltina mais evoluída cineticamente que, devido as forças de excitação periódicas do movimento peristáltico, acaba adquirindo gravidade e vai aglutinando a peristáltina ao seu redor. A gravidade extrafísica é um fenômeno de atração eletromagnético característico da aristáltina e que têm forte relação com o período que a matéria extrafísica passou inerte. A aristáltina evolui primeiro que a peristáltina residual (que não se aglutina). A peristáltina residual advêm da matéria inerte do ciclo cosmológico anterior e que abriga menor número de particularidades evoluídas adquirindo, portanto, características recessivas ebraguipsíquicas. A aristáltina é a matéria inerte que contém maior quantidade de particularidades evoluídas (humanas e animais) em seu ínfimo fazendo-a ter caráter dominante e fora de série. A quantidade de aristáltina aumenta conforme a quantidade de peristáltina diminui criando uma tensão energético-pensênica que só é quebrada com o surgimento do primopensene. - Primopensene- Segundo o professor Waldo Vieira, o primopensene é o mesmo que a causa primária do Universo ou o primeiro pensamento que foi criado ou composto. Alguns atrelam a ele a ideia de Deus. Eu descobri que ,na realidade, ele apenas é o estopim da reação que vai dar início ao Big Bang. O primopensene é que o primeiro ato de pensenidade e é exercido lamuriosamente pela primeira particularidade a pensenisar. O aumento da quantidade de aristáltina forma uma a tensão energético-pensênica que é proveniente dos instintos básicos das particularidades lúcidas (humanas e animais) do ciclo cosmológico anterior. A densidade da aristáltina motiva as particularidades mais agitadas a manifestar suas características e quebrar a tensão energético-pensênica. A energia extrafísica vai se acumulando até que surge o primopensene, e uma parte dela se expande (a Perestautina) na dimensão extrafísica e outra parte dela (a Auristaltina) é levada para outro nível de densidade dando início a dimensão intrafísica. -Big Bang- Expansão que dá origem ao ciclo cósmico e a dimensão intrafísica. O cosmo estava originalmente muito quente e denso devido formação de aristáltina que só evolui até o surgimento do primopensene. O primopensene faz expandir a peristáltina residual na dimensão extrafísica, poucos instantes depois, ele faz surgir o super átomo de carbono que reagi supercompactando em cadeia toda a aristáltina cósmica. A aristáltica é comprimida e catapultada para outra realidade material (que é a dimensão intrafísica) através do Big Bang. O Big Bang explode criando e expandindo a matéria intrafísica. É no momento do Big Bang que duas dimensões antagônicas são criadas no extrafísico, são elas: o Inferno Natural (do super fluxo de partículas) e a dimensão hermeticamente fechada (da Substância Arquiem). Desde então, na dimensão intrafísica o Big Bang tem se resfriado pela expansão ao estado diluído atual e continua em expansão atualmente. -A matéria intrafísica- Com o Big Bang, uma imensa quantidade de energia foi liberada, a qual, logo em seguida, teve uma evolução inconsciente e aleatória. A distribuição de matéria no cosmos é homogênea em larga escala. Neste cenário, após a inflação oriunda da explosão primordial, resultaram os "Quarks" cujas combinações resultaram nas partículas elementares, suas combinações resultando em átomos, átomos em moléculas, e assim por diante. O surgimento do átomo de carbono é o que marca o ápice da evolução corpuscular da matéria intrafísica. Devido a suas característica únicas ,em suas relações com outros elementos e substâncias, ele é considerado primordial a vida. A vida é um conceito muito amplo e admite diversas definições. Intrafisicamente, pode-se referir ao processo em curso do qual os seres vivos são uma parte; ao espaço de tempo entre a concepção e a morte de um organismo intrafísico; a condição de uma entidade que nasceu e ainda não morreu; e aquilo que faz com que um ser esteja vivo. Os seres vivos intrafísicos são aqueles que nascem, crescem, se reproduzem e morrem na dimensão intrafísica, como os animais (inclusive os hominídeos inteligentes), fungos, plantas, algas, protozoários e bactérias. Os seres intrafísicos não vivos são aqueles inanimados, que não possuem vida, mas que também são parte da natureza, como o ar, a água, o solo e as pedras. Os seres intrafísicos não vivos são a matéria intrafísica inerte. A matéria intrafísica inerte a evolui para fazer parte dos organismos dos seres vivos. CHONPS (ou apenas CHON) é um acrônimo mnemônico para os seis elementos químicos mais frequentes na composição dos seres vivos (ou os quatro mais o carbono é o principal): Carbono(C), Hidrogênio (H), Oxigênio (O), Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Enxofre (S). Estão também entre os mais abundantes de um planeta capaz de dar início e abrigar a vida intrafísica. Os átomos intrafísicos só passam para dimensão extrafísica quando no organismo dos seres vivos. Isso acontece por que os seres vivos intrafísicos podem separar uma parte menos densa de sua matéria supercompactada criando uma duplicata energética capaz de afim de absorver partículas e subpartículas extrafísicas (Conectiks) fundamentais para o resfriamento do seu organismo. O carbono é o átomo chave que possibilita esse processo. Devido a suas características únicas intrafísicas (como tetravalência, entalpia de ligação não muito alta, existem em abundância variedade estrutural e as valências entre o carbono e outros átomos e radicais possuem uma flexibilidade tal que as estruturas tridimensionais podem apresentar muitas formas diferentes, isso significa que as valências do carbono sofrem torções que tornam possíveis a aproximação de muitos grupos reativos) é que o carbono é apto a suportar uma propulsão eletromagnética que o faz ser capaz de esticar-se e separar-se da matéria mais densa levando consigo uma cópia menos densa para outra dimensão. No metabolismo do seres vivos, essa cópia pode arrastar consigo outros elementos para a dimensão extrafísica. A pensenidade do ser vivo é o força da propulsão eletromagnética que estica a matéria fazendo-a sair para outra dimensão a procura de absorção de partículas vivas livres na dimensão extrafísica. As propriedades elásticas do carbono em associação com em substâncias como os ions h+ provenientes da água, o oxigênio e o gás carbônico são os que o faz ser capaz de projetar-se para a dimensão extrafísica. Quanto mais evoluído é o ser vivo maior é a sua capacidade de esticar seus carbonos a fim de projetar-se para o extrafísico. O tempo de intermissão extrafísica também aumenta quanto mais evoluído for esse ser biológico. Depois algum tempo o ser vivo morre e transportada-se (projetada definitivamente) sua vibração pensênica característica (que é ele próprio habitando um veículo muito menos denso) para a dimensão extrafísica. Todo fluxo cósmico da evolução extrafísica é baseada na química dos seres vivos, logo, a Ciência Extrafísica (ou Ciência Verdadeira ,Ciência Espiritual ou Paraciência) é baseada quase exclusivamente em Bioquímica. -Pensene- Segundo o professor Waldo vieira, é a unidade básica de manifestação integrada e integral da consciência em qualquer dimensão e representa a união indissociável do pensamento ou ideia, do sentimento ou emoção e da energia, atitude ou ação, sempre onipresentes. Esse verbete é usado ,na conscienciologia extrafísica do planeta Terra, também para significar um cunho de informação característico de determinado grau de organização da matéria. O pensene exerce a força de ação para a gravidade da matéria extrafísica. A gravidade faz com que a matéria dispersa se aglutine, e que essa matéria aglutinada se mantenha intacta. Nos seres vivos, o pensene é a unidade de representatividade mental singular a determinada particularidade ou ambiente extrafísico. Os pensenes têm papel fundamental na criação do morfopensene que é a unidade de medida da plasmagem de formas extrafísicas criadas pela consciência através dos pensenes focados e repetitivos sobre algo. -Energia consciencial intrafísica ou água extrafísica vermelha (é a água extrafísica que foi metabolizada no corpo dos seres vivos, intrafísicos ou extrafísicos- é hidrogenada e com grandes influências pensenicas - íons hidrogênio, radicais hidroxilas, nutrientes, vitaminas, carboidratos, enzimas, sais minerais, lipídios, ácidos nucleicos ,proteínas, oxigênio, hidrocarbonetos e entre várias outras substâncias). Seu principal valor, para as consciexs, está na presença de íons hidrogênios (que são retirados da água no processo da respiração aeróbica) e de radicais hidroxila (advindos do oxigênio). Devido a esse principal valor a água vermelha têm a característica (quando exteriorizada para conciexs) de fazê-las entrar em estado de sonolência e passividade mental geralmente perdendo a lucidez. - Energia imanente ou água extrafísica branca (fluxo bioquímico livre na atmosfera extrafísica cósmica- nutrientes, vitaminas, carboidratos, enzimas, sais minerais, lipídios, ácidos nucleicos ,proteínas, oxigênio, hidrocarbonetos e entre outras substâncias). Também conster íons hidrogênios e grupos hidroxila , mas na dimensão extrafísica são mais raros e menos densos.Não se restringe a atmosfera dos planetas podendo ser encontrada em todo Cósmos. Energias imanentes são assim chamadas porque são encontradas na natureza, dentre elas as aeroenergias (ar), cosmoenergias (cosmo), fitoenergias (plantas), geoenergias (terra), hidroenergias (água). Na dimensão extrafísica, podem estar na forma fluida, gasosa ou sólida (constitui ,então, a biomassa extrafísica branca). É um dos constituintes do energossoma quando em projetores lúcidos ou em praticantes do (EV estado vibracional). -Energossoma: é constituído pela água extrafísica vermelha, pelo glicerol secretado através da pele intrafísica (vou explicar mais adiante) e pelos paragenes (proveniente da ligação genética do cordão de ouro). -Bioenergias: imanentes e conscienciais-As bioenergias, que também constituem uma das partes indissociáveis do pensene, são divididas em energias conscienciais e imanentes. Em algumas linhas filosóficas elas são conhecidas como chi, prana, ki, orgone. São energias consideradas em sua forma mais primária, livre de informações consciencial densas . Em contrapartida, as energias conscienciais são carregadas de informações. A energia consciencial é a energia imanente empregada pela consciência nas pensenizações e suas manifestações na multidimensionalidade. -Dimensões Naturais- São as dimensões perspectivas da Baratrosférica Geral, o Inferno Natural e a Dimensão Hermeticamente Fechada. -Baratrósfera Geral- Seus cenários são separadas pela distância e estão fortemente ligados a dimensão intrafísica pela pensenidade, pela genética e pelos ciclos de renascimento intrafísicos das consciexs baratrosféricas. É a dimensão extrafísica original do Cosmos sendo assim mais antiga que qualquer dimensão experimental vermelha. Devido a essa característica é melhor firmada geograficamente pois apresenta maior ligação natural com bactérias, protozoários, microaracnídeos, vírus, insetos e outras conciexs primitivas. É a principal criadora das dimensões perspectivas baratrosféricas devido a pensenidade das paratroposfera animais. Após o Big Bang intrafísico duas dimensões naturais surgiram espontaneamente no Cosmos e existem até hoje. É o Inferno Natural e a Dimensão Hermeticamente Fechada. Ela são opostas uma há outra e pouco se sabe sobre elas. Vou falar o conhecimento mais aceito sobre elas. -O Infernal Natural- Produz um fluxo extrafísico de partículas elementares (como elétrons, moléculas ou antiprótons, pósitrons, mésons entre outras) com velocidades altas, geralmente superiores a 1/10000 da velocidade da luz . As partículas sofrem a ação de forças eletromagnéticas, têm altos níveis de energia cinética e são espectralmente dinâmicas. Ela é chamada de infernal pois dá a sensação de calor e aquecimento para as conciexs que nela entram. Porém, ninguém sabe explicar por que esse fenômeno de movimento contínuo acontece. A Teoria mais aceita diz que esse fluxo constante de partículas elementares super aquecidas advém da energia de pensenidade que permeia todo o Cosmos em evolução. Desde o Big Bang esse fluxo têm diminuído e só terá o seu fim no termino do calendário cósmico com o fim da dimensão intrafísica e posteriormente da movimentação da matéria extrafísica. O super aquecimento da Dimensão Infernal Natural pode dilui as características da personalidade de uma conciex devido a exposição a partículas com altas frequências vibracionais. NOTA: Na comunex do planeta Terra existe uma dimensão perceptiva artificial que se chama Inferno Baratrósferico Terrestre. Não se deve confundi-la com a dimensão do Inferno Natural, pois o Inferno Baratrosférico Terrestre (feita de propósito com características baratroféricas) é uma dimensão experimental de cárcere regional que foi criada para silenciar grandes personalidades que questionam a administração geral da dimensão extrafísica (pelos aqui no planeta Terra). Como é uma dimensão perspectiva artificial ele não reside preso a troposfera intrafísica pode ser manipulado de diversas formas. Ele também é usado para comércio extrafísico da Conciexs Livres. -Dimensão Hermeticamente Fechada- É uma dimensão que surgiu em ente posição a dimensão do Inferno Natural. Na Dimensão Hermeticamente Fechada, nada que entra sai sem que troque de lugar com a matéria que estava lá anteriormente. Diferente da dimensão do Inferno Natural, ela é uma dimensão expansível e sem fundo. Isso quer disser que ela pode ser inflada eternamente como em uma dimensão artificial, porém só têm uma entrada/saída. E essa entrada/saída sólida, firme e totalmente fechada criando um ambiente hermético em seu interior. Devido a isso que ela é chamada de Hermeticamente Fechada. Originalmente, ela continha em seu interior apenas uma pequena porção de aristáltina em forma sólida chamada de Substância Arquiem. A Dimensão Hermeticamente Fechada é considerada uma anteposição a dimensão do Inferno Natural devido a característica de tornar tudo que nela entra completamente inerte (devido a sua propriedade hermética). Por isso, ela é considerada perigosa pelas conciexs. Toda consciência extrafísica lúcida que lá entra (deve entrar com alguma quantidade de água extrafísica) acaba consumindo todo o potencial energético da energia imanente e fica sem ter como sair se ninguém do outro lado lhes fornecer alguma matéria para trocar de lugar. Devido a inanição e consciência acaba parando de persenisar totalmente. Eu poderia escrever mais sobre a dimensão Inferno Natural e a Dimensão Hermeticamente Fechada, porém não disponho de tempo para expor aqui todos os meus conhecimentos sobre essas dimensões naturais. - Dimensões Perspectivas- podem ser artificiais ou naturais. São dimensões perspectivas naturais quando dependem do pensene padrão das consciências semilúcidas ( baratrosféricas) que percebem de maneira pessoal e única o cenário extrafísico de seu microcosmos mental. Neste caso, elas costumam abrigar projetores semilúcidos e conciexs baratrosféricas sem discernimento crítico (sem lucidez). Elas são dimensões perspectivas artificiais quando são criadas e administradas por conciexs evoluídas (CLs). São as chamadas dimensões experimentais vermelhas. As dimensões perspectivas são chamadas assim pois podem ocupar um mesmo eixo de coordenadas tridimensional extrafísico sem que aja interação entre elas.