• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'familiares'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 2 results

  1. Relato 02/01/2021 Dormi a tarde no dia anterior, portanto estava bem descansado. Assim que resolvi dormir a noite, sonhei com meu tio falecido, que estava falando comigo ao lado de minha tia. O diálogo foi rápido mas não lembro qual fora a mensagem. Após isto, em meu sonho, resolvi tentar contactar o plano astral para tentar falar com ele novamente e perguntar como estava. Eu resolvi tentar acessar o plano em meu sonho e acordei em um salão, na qual estava muita gente, e muitos já falecidos (ainda era sonho). Neste salão recebi várias cartas de amigos e familiares falecidos. Vi a minha biza vó, e também encontrei familiares encarnados conversando com os desencarnados. Percebi que estava em um lugar de "visita" aos familiares e amigos. Tentei encontrar meu tio, mas nada. A partir daí, acordei projetado em minha antiga casa. Resolvi voar, e fiquei voando por cima de minha cidade, porém a cidade estava diferente, como se fosse outro lugar completamente diferente. Estava voando para tentar encontrar meu tio, e passei por diversos lugares, ruas com árvores, campos de grama, etc. Resolvi tentar me teletransportar para a casa de minha tia afim de ver se ele estava lá. Tentei de tudo mais não consegui. Tentei utilizar o método que o Sandro me passou, de aproveitar uma porta como portal de teleporte, mas não obtive sucesso nem assim. Comecei a acordar de pouco em pouco, e não consegui encontrá-lo. Esta projeção foi marcante, e ao acordar me emocionei inexplicavelmente. Não sei o motivo, mas sinto que meu subconsciente está preocupado com meu tio, e sinto sua falta, apesar de não ter tido tantos contatos assim enquanto ele estava presente aqui na terra. Obrigado, e desejo a todos proteção divina.
  2. Olá, hoje eu vim contar dois sonhos que tive bastante parecidos um com o outro. Faz um tempo em que sonhei eles, mas resolvi contar agora porque os não saem da minha cabeça. Primeiro Sonho Era uma tarde, eu havia chegado da escola e tinha ido dormir no meu quarto pois estava muito cansado. Adormeci rapidamente e "acordei" em pé na porta onde divide a cozinha e a sala, estava bastante escuro. Eu lembro que estava com o celular na mão e de repente minha prima chega do meu lado e começa a me abraçar. Porém, ela me abraçava com uma força que machuca muito. O estranho era que eu não conseguia ver o rosto dela, porque o lugar como eu disse, estava completamente escuro, iluminado apenas pelo celular. Na hora em que ela me abraçou, pedi para que me soltasse, pois estava me machucando. Minha prima fez o que eu pedi, mas logo tornou a me abraçar mais forte do que dá última vez. Segundo sonho No segundo sonho, em vez de ter sido a minha prima, foi com minha avó. Eu estava deitado na cama, o quarto era escuro mas ainda assim dava para ver os móveis. Por algum motivo, me levantei e comecei a chamar por minha avó, enquanto andava até a porta do quarto. Chegando na porta, percebi que minha avó estava escondida, como se estivesse me esperando para assustar. Mas um detalhe me chamou a atenção, ela estava magra e a escuridão tapava o seu rosto. Porém, eu ainda conseguia ver nitidamente as roupas e as cores delas, mesmo no escuro. Quando eu a avistei, ela veio caminhando em minha direção com os braços estendidos, como se fosse me pegar. Nessa hora, eu dei um passo para trás e caí sentado na cama de meu pai ( Pois meu quarto tem duas camas. Uma de casal que é a minha, e outra de solteiro do meu pai). No momento em que caí sentado na cama, meu corpo paralisou completamente. Eu não conseguia gritar e nem me mexer. "Minha avó" ainda continuava se aproximando, quando pensei em gritar, a voz não saiu, mas de algum modo isso assustou a avó, que parou de se aproximar e ficou encostada no guarda roupa me olhando. Nesses dois sonhos, os detalhes que me chamaram a atenção foi que eu não conseguia ver os rostos delas pois a escuridão tapava, mas podia ver as roupas e os móveis, mesmo os locais sendo escuros dentro da minha casa.