• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'mediunidade'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 7 results

  1. Boa tarde a todos, Não costumo postar nada aqui mas acompanho as discussões de longa data. Segundo as casas espiritas e centros de umbanda, e mediuns que encontrei pelo caminho, tenho mediunidade ostensiva e posso desenvolver inúmeras habilidades. Gostaria de trabalhar mas não me identifico com nenhuma das casas (umbanda e espírita), assim integralmente, pois admiro o trabalho de ambas. Comecei a estudar viagem astral há alguns anos, com algumas pausas, quando eu foco no estudo minha saída é facilitada e algumas vezes tenho lucidez sobre estar "ajudando" no astral mas ainda há muito ruído. No momento faço yoga, pratico meditação e tento levar meu dia a dia com consciência. Gostaria de saber de vocês novos caminhos para praticar a mediunidade ostensiva fora as "casas comuns". As vezes eu sinto que tenho repercusões negativas por não praticar aqui no físico. Obrigada! Lelê
  2. É a primeira vez que falo sobre isso com alguém fora meus amigos próximos, eu tenho visto e tido experiências estranhas desde o meu nascimento. Mesmo que eu queria falar sobre todas as diversas coisas que eu já vi durante a minha vida, eu estou fazendo esse relato para focar em 1 acontecimento em especial. Eu não sei como denominar essas experiências mas elas ocorrem sempre da mesma forma. Em sua grande maioria, é quando eu tento tirar um cochilo a tarde. Primeiro meu corpo começa a se sentir dormente e eu começo a entrar em transe mas acordo com um susto.(Em sua maioria é um grito ou alguém me sacudindo) Depois eu sinto meus olhos pesando demais, de tal forma que eu tenho que fazer forças para abrir, e quando abro, já estou alucinando, pelo menos é assim que eu chamo as coisas até o momento, alucinações. Eu já vi mulheres, fetos em frascos espalhados pelo meu quarto e várias outras coisas, é bem diferente de paralisia do sono(que eu já tive milhares de vezes também), porque eu nao cheguei nem a dormir. O fato que eu quero relatar aconteceu faz 6 dias, foi o mesmo processo dos outros então eu ja estava preparada para o que fosse acontecer, e quando eu abri os olhos, eu vi um homem deitado ao meu lado, eu estava de lado tbm entao consegui ver todos os seus traços, eu sentia ele respirando porque minha perna estava encostada perto dele, mas o que mais me deixou confusa foi o fato que o rosto dele estava tiltando, como se nao conseguisse ficar na forma física por muito tempo, e ele me falava várias coisas numa língua que eu não consegui entender. Fiquei nisso por uns 10 minutos, olhando pra ele e tentando entender o que ele falava, até que respirei fundo, fechei os olhos de novo e quando abri, ele não estava mais lá. Preciso de ajuda para saber se estou realmente só alucinando ou se tem algo que eu preciso fazer no mundo astral.
  3. Oi povo! Eu sempre senti as energias, mas eu não sabia o que era. Com o tempo fui percebendo que quando eu entrava em um lugar denso eu sentia meu corpo tremer, vibrar. Eatudando agora praticas projetivas, o Saulo fala que quando está fora do corpo e ele vai enfrentar uma situação difícil ele entra em E.V. Então a pergunta é? Será que esta vibração que sinto é tipo um EV? Mas eu sinto no dia a dia acordada.
  4. Esse som foi desenvolvido ao longo de um ano pelo espanhol Joaquin Piquer, com o auxilio de um engenheiro e músicos mexicanos. Método semelhante ao usado por médicos no tratamento de pessoas com pedras nos rins, através da vibração do som. Essa é uma das três entrevistas e a mais importante: Podem acessar o restante das entrevistas buscando por RIMBEL35 no youtube e fazer o download do som acessando o seguinte endereço: https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://elblogdejoaquinpiquer.blogspot.com/&ved=0ahUKEwiFuc7vvaXTAhUBCpAKHSSCCF4QFggbMAA&usg=AFQjCNFIUzklOQhgpKvDHG5kJsrOoz8Vkg&sig2=n9O9kZGj7zr3M9OheuXwBw Em determinado momento dessa entrevista Joaquin cita os efeitos após algum tempo de uso. Me chamou a atenção o som semelhante a musica clássica que as pessoas relatam ter ouvido, inclusive ele e sua mulher, me lembro de ter ouvido o mesmo som, mas antes de fazer uso desse aúdio. Estava sentado na cama e do nada, durante alguns segundos, passo a escutar um som muito bonito que lembrava a música clássica, mas não sabia de onde vinha (onde eu moro as pessoas só escutam funk e sertanejo, quem iria escutar musica clássica e no "último" volume!). Bem espero que gostem, após algum tempo de uso, poste aqui sua experiencia. Até..
  5. Michelle novembro 11 r Bom pessoal, hoje eu assisti a alguns videos da Meire e em um deles ela fala sobre mediunidade e incorporação. Vi q o Saulo tbm fez um faq q fala sobre o assunto, mas ainda n assisti. Ao assistir ao video dela, me veio uma dúvida na cabeça... Minha dúvida é o seguinte. Vamos supor que eu estaja desenvolvendo minha mediunidade e comece a perceber q posso incorporar (não sei explicar isso mt bem pq eu nunca passei por issoe n sou meduim ostensivo). Sempre tomando cuidado pra manter a sintonia alta e tals, mas sem frequentar lugar algum. Quais são os risco de desenvolver a mediunidade dessa forma (em casa) comparando a um centro, por exemplo? Se tudo é sintonia, se você conseguir manter a sua em uma determinada faixa, você incorporara uma entidade compatível. Não sei se isso é viagem minha, mas pela lógica não vejo necessidade de vc se associar a algum lugar pra desenvolver e incorporar entidades benéficas, já q vc conseguiria se mantendo em uma determinada faixa.
  6. Salve salve galera, um grande abraço para todos dispostos a ajudar sempre aqui no site. Gratidão imensa !! Boa tarde, Pessoal , Estou praticando as técnicas do Estado Vibracional a dois meses seguidos já. E nessa semana percebi que nao estou sentido minhas energias, nada nada. Bem gostaria de saber o que pode esta ocorrendo, poderia ser excesso de treino? Vampirismo ?. Obs: Estou tranquilo, sem estresse, sem cansaço mental, ou até mesmo fisico. Bem o fato deu estar preocupado, é devido mal sentir meu chacra frontal , que e muito sensivel, mal estar pulsando, algo que faço com muita tranquilidade, até mesmo na rua. Bem a outra duvida é a respeito da mediunidade, bem eu ja fui convidado pra desenvolver no centro espirita. A questao é, desenvolvendo minha mediunidade eu irei ter facilidade em mover ou controlar minhas energias ? Oque vcs fariam no meu lugar ? Obrigado desde já !!!
  7. Pessoal Boa noite! Sou da área da educação e iniciei um curso de interpretação em Libras. Hoje me chamou a atenção na aula, o fato de que muitas comunidades de surdos nascem dentro de espaços religiosos. E existem comunidades de surdos dentro de centros de Umbanda, Candomblé e Espiritismo. Gostaria de saber se alguém aqui frequenta algum centro que tem surdos e se existe algo nesse sentido, da interpretação em Libras. Outra dúvida que surgiu, foi como os médiuns surdos ou mudos lidam com a questão da mediunidade. E se for mediunidade de incorporação, não tem como acontecer a psicofonia (em mudos), então qual seriam as alternativas para tratar a mediunidade? Os médiuns surdos "ouvem" algo do mundo espiritual? Bom, se alguém aqui souber algo em torno desse tema, por favor me ajude a desconstruir. Se alguém também conhecer centros no Rio de janeiro que trabalhem com comunidade de surdos me informem. Pretendo estudar essa questão, de como os surdos trabalham com os chakras das mãos, sempre em funcionamento em razão da linguagem de sinais, e como ocorre a movimentação de energias de comunicação no chakra laríngeo. Se vocês tiverem também alguma sugestão de material para estuda me digam. Grata!