• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'pai'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 2 results

  1. Já comentei em outro post sobre minha dificuldade em conseguir sintonia com o meu falecido pai para pelo menos um "oi". Questionava e achava estranho receber mensagens de outros parentes e conhecidos mas nunca do meu pai. Um dos motivos deve ser o efeito que causa. Acho até que esse tipo de aproximação é evitada lá no plano espiritual pois gera um abalo energético na família. O evento ocorreu em partes. Na primeira noite ouvi, bem perto do meu ouvido, a voz do meu pai dizendo: "Mande um beijão para a fulana.". Ele citou um apelido que praticamente ninguém conhece e transmiti o recado para a pessoa que no caso é a minha mãe. Ela ficou super emocionada mas seu frágil equilíbrio orgânico sofreu um grande abalo e ela passou super mal por uns 2 dias. Eu me senti muito fraco também e senti uma grande necessidade de beber muita água. Na segunda parte do evento, fiquei lúcido numa espécie de "festa" com várias pessoas. Era um encontro bem bacana e divertido. Algumas pessoas me chamaram para bater papo e brincavam comigo dizendo que estava com baixa sintonia. Mesmo assim me tratavam bem. Algumas dessas pessoas começaram a me parecer familiares e falavam de como eu era quando criança e de algumas artes que aprontava. hehehe. De repente, virei para o lado e vi meu pai ali. Estava bem mais novo aparentando uns 30 anos mas com o mesmo papo de sempre. Conversamos muito e rimos bastante. Falou que sentia muito mas que não podia me dar dica de nada pois isso nos prejudicaria. Falou dos meus filhos e disse que ele não fica ali nesse ambiente mas fora trazido pois ainda não tem muita prática. Acordei super feliz e realizado. Esse tipo de contato deve gerar uma oscilação muito grande pois foi uma semana bem complicada.
  2. Olá pessoal. Eu costumo fazer alguns trabalhos de amparo durante minhas técnicas e já atendi muita gente e parentes muito próximos logo após o desencarne. O que me deixa pensativo é que apesar dessa "conexão" com a tarefa do amparo em si, eu nunca recebi nenhuma mensagem ou obtive sucesso na aproximação do meu falecido pai. Será que ele não quer me ver, não aceita amparo (fumante) ou os mentores bloquearam o acesso?