• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'paralisia do sono'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 11 results

  1. Boa noite. Estava sumido do fórum e decide voltar hoje prezados pra mais uma vez tentar achar uma solução com ajudas de todos vocês. rs Galera vou resumir tudo que passei e to passando no momento . Comecei a praticar as viagens astrais a mais ou menos uns 2 anos . No inicio estava muito empolgado. fiz varias viagens , ativeis os chacras , aprimorei as tecnicas de saidas minhas. Consegui chegar a ter controle de sair nos dias que queria e tava feliz. O problema que estou tendo é que desses dois anos e até hoje estou sendo perturbado por espíritos durante o sono, eles conseguem me induzir a catalpesia projetiva todas as noites, perdi as forças de praticar a viagem astral, não consigo mais fazer nada, ja tentei de tudo, tudo mesmo.. pra falar verdade eu ja tinha desistido desde 1 ano atrás. Volto meia vejo os relatos e as experiencias astrais e me da vontade de voltar e começar fazer trabalhos espirituais que nem o saulo , wagner, moises etc... mais praticamente não tenho chance nenhuma de desfrutar das projeções pq a pertubação e continua, eu tambem parei de trabalhar os chacras pq quanto mais ativos eles ficam mais chances tenho de ter as catalepsias e consequentemente os ataques decorridos. Volto e meia quero voltar , mais so de lembrar que se eu começar mexer as energias vou fica mais sensivel ainda durante o sono e mais desdobramentos vou ter eu ja perco as forças... todas as noites tenho pelo menos 1 desdobramento, ja cheguei a ter ate 4 á 5 paralisia causadas por influencias desses espíritos, não sem o que fazer. Ja chegou a ponto de afetar meu dia a dia, ha dias que não consigo cumprir com meu horários de trabalho devido a falta de descanso durante a noite. Existe solução ? Preciso desabafar, serio mesmo, estou em um buraco....
  2. Boa tarde, amigos! Tive uma experiência curiosa nesta noite. Tentarei ser breve no relato. Meu dia começou com sintonia meio negativa, já que eu tinha me desentendido com uma pessoa próxima e essa situação estava rondando meus pensamentos. Fui limpando os pensamentos durante a manhã e me acertei com a pessoa, resolvendo o problema e cessando os pensamentos repetitivos. O resto do dia foi tranquilo e com a sintonia boa, sem pensamentos negativos. Por voltar das 18h30, assisti um vídeo do Waldo Vieira sobre controle de bioenergias. Fiquei pensando naquilo, em como chegar nesse ponto de ter total ciência de como as bioenergias funcionam, sobre como seria a sensação de ser alvo de uma exteriorização ou quando alguém tenta interiorizar a nossa energia e etc. Ao me deitar, as 22h, minha nova estava assistindo uma série que tinhas umas bruxas lá, com aparência clássica das bruxas de contos de fadas. Não me importei com isto, até pq é uma série boba... E tenho exercitado para não ficar impressionados com formas distorcidas ou dantescas. Após ela terminar de assistir, eu passei a assistir uma série que aborda o culto do Osho nos EUA. Ou seja, bem diferente do que o que ela estava assistindo. Pois bem, enquanto eu assistia, fiz uma MBE curta, de uns 5 minutos e, logo após, fui dormir. Ao acordar pela manhã, lembro-me de ter tido uma experiência peculiar. Acordei em catalepsia, sentindo o EV no corpo e vi uma velha ao meu lado, quase debruçada no meu corpo. Eu estava em decúbito dorsal. Ela tinha a aparência da bruxa da série que minha noiva assistia. Assim que a percebi, me assustei. Ela percebeu e imediatamente me acalmou dizendo "calma, não precisa ter medo". Rapidamente, a visão de uma velha bruxa se desfez, mas eu não conseguia mais focar nos detalhes do rosto dela. Então ela me disse "você não queria saber como funciona as energias? Vou te mostrar" e então ela impôs as duas mãos sobre mim. Perguntou se eu estava sentindo algo, e eu disse que não. Ela pediu para eu prestar atenção. Então senti como se as mãos dela fossem um ímã e meu corpo também, mas de polos iguais, dando aquela sensação de repelimento magnético. Confirmei que senti isso e ela disse "agora vou mudar". Senti como se fôssemos imãs de polos diferentes, sentindo uma atração magnética. Após isso, ela disse "pronto, agora você sabe. Vou tirar você daí, vamos dar uma volta". Não tenho nenhuma rememoração do resto. Quando penso nessa experiência e nessa mulher, sinto uns arrepios que acredito ser sinalética energética. Não sei se era assediador algum tipo de amigo espiritual. Fiquei receoso, apesar de que na hora, depois que ela me acalmou, não senti medo dela. As questões são: as sensações energéticas quando nos somos alvo de uma exteriorização/interiozacao se assemelham ao que relatei? Será que era um assediador ou um amigo espiritual? Obrigado!
  3. Companheiros, gostaria de tirar uma duvida sobre certo ocasião. Determinada noite acordei em uma certa paralisia, consciente senti o meu corpo totalmente paralisado (o que já aconteceu em outro momento), mas desta vez senti todo meu corpo esquentar muito, principalmente a o lóbulo da orelha direita, onde senti uma temperatura ainda maior. Outro fato que agrega ao relato é que estava com olhos fechados (não conseguia abrir) mais sentia uma aura circular laranja que surgia como um ponto e aumentava envolvendo todo o corpo, como se fosse ondas De certo modo, mesmo sentido o corpo quente não gerou incomodo, pelo contrário, me senti reconfortado. mas pelo medo do desconhecido e somada ao desespero de não conseguir mover o corpo, não quis me manter nesse estado . Minha duvida é o seguinte. O que pode ter acontecido? poderia esta em uma situação de ser amparado por mentores ou de algum contato com plano astral? ou pode ter sido apenas uma alucinação? sou inexperiente no assunto espiritual como um todo e por isso não soube interpretar e entender a situação ocorrida.
  4. Boa tarde, Eu nunca tive projeção astral, pelo menos não conscientemente... Eu sempre tive sonhos bem realistas, sonhos lúcidos e alucinações do sono... Faz anos que eu tenho paralisia do sono, mas cerca de um ano eu comecei a ter junto da paralisia a sensação de meu corpo estar em transe, em meio a uma ventania... eu sinto meu corpo vibrar mas meu corpo físico não se mexe, é uma sensação muito poderosa, eu sinto o vento batendo no meu corpo, eu ouço o som do vento batendo nos meus ouvidos... Algumas vezes nessas paralisias com essa sensação eu senti a presença de seres perto de mim, eu não podia ver... até porque eu estava com a cabeça paralisada, mas eu sentia... É como se eu tivesse a caminho de ir para outro mundo e essa ventania fosse a transição. Por medo do que poderia me acontecer eu nunca me permiti, pois nunca relaxei nessas situações... a respiração fica muito difícil, o desespero me domina. Para vocês que se projetam, isso que acontece comigo é um caminho para a projeção? Portanto devo relaxar e me permitir?
  5. Olá, Desejo um ótimo dia a todos. Então, eu já me projetei antes. Porém o maior obstáculo que encontro é justamente fazer o corpo adormecer enquanto a consciência não perde a lucidez, causando a catalepsia. Eu sei que muitos projetores, não passam pela paralisia do sono, mas eu só consigo assim: Adormece o corpo>catalepsia> viagem astral, sem perder a consciência. Nunca consegui pular esse processo. É o meu jeito. Existem algumas vezes que eu tenho que ficar quase a noite inteira acordado para entrar em catalepsia, isso se eu consigo fazer o milagre de não dormir. Vocês tem alguma dica? Quando o barulho da pineal fica muito forte, ou quando acordo de madrugada( tenho a tendência de acordar às 3:00) a viagem astral é muito facilitada. E isso porque a paralisia do sono fica bem mais fácil. Mas acho que isso é uma muleta,certo? Conheci um amigo, que pratica bastante, ele consegue se concentrar e entrar em catalepsia em uns 15 minutos. Eu não consigo me concentrar nem relaxar o suficiente eu acho... O que vocês fazem para entrar em catalepsia? É só a pratica ou tem alguma dica?
  6. Boa noite a todos,tenho 18 anos e fiquei balançado com minha última paralisia e então vim aqui buscar algum tipo de ajuda.Já tive várias paralisias do sono(não sei se é esse o nome certo) nas primeiras vezes fiquei bastante assustado e mal conseguia enxergar e me mover,com o passar do tempo fui aprendendo a melhorar a visão e a me mover,em todas as vezes que tive sempre foi assustador pois via sempre uma sombra perto de mim e ficava apavorado,queria saber pq sempre quando tenho não é algo bom?Sempre esse sentimento de medo e essa sombra,talvez pq não consigo mudar minha vibração e acabo ficando com medo dando força a essa coisa? Noite passada tive e foi a primeira vez que a sombra era de uma mulher,eu fiquei apavorado,rezava,pedia desculpa,perguntava o que ela queria,até que nos fomos parar numa casa do nd,ela veio andando em minha direção e eu consegui ver seu rosto com uma faixa nos olhos e ensanguentada.Pq sempre quando tenho acaba ocorrendo essas coisas assustadoras? Obs:Teve uma única vez que foi tranquilo,consegui sair do meu quarto pela janela voando,mas logo em seguida perdi a consciência. Nenhuma dessas vezes foi algo induzido, sempre natural
  7. Boa noite! Sou novo aqui no fórum então queria começar contando um pouco das minhas experiências. Tenho hj 21 anos, mas desde os 11/12, eu comecei a ter episódios de "paralisia do sono", que fui entender o que era só aos 15/16 assistindo um episódio de Arquivos Extraterrestres. Desde então já tive centenas de vezes, aquela sensação de terror e desespero, quando vc acorda e tá paralisado na cama, então eu começo a sentir um choque ou vibração pelo corpo, vejo uns flashes com imagens aleatórias (com olho fechado) e escuto coisas bizarras. Algumas dessas experiências foram assustadoras, pq já ouvi gritos, já senti presenças, já escutei um "ser" gritando comigo muito bravo em uma língua q eu não entendia nada, e ele chegou bem perto de mim. Mas nunca cheguei a "ver" nada, só barulhos e sensações (acho q pq tenho MUITO medo, já vi quando era criança uma menina azul brilhante na porta do meu quarto). Tive outras experiências menos intensas, mais quietas, algumas em q eu sentia meus braços, pernas, cabeça meio "soltos" como se não houvesse gravidade, já senti uma mão segurar na minha, já me senti afundando na cama. Teve tb algumas poucas vezes em q realmente tive uma experiência fora do corpo e q consegui me lembrar. Uma vez foi no natal de 2013, já era umas 9 da manhã, eu ainda tava na cama daquele jeito meio dormindo/acordado, quando eu senti um leve choque subindo na nuca. Fiquei esperando pra ver oq acontecia, e então escutei dentro da minha cabeça um agudo como se fosse som de metal vibrando, "piimmmmmm", e me senti muito estranho. Nessa hora meus braços e tronco pareciam estar levitando, e quando vi estava em pé no quarto. Olhei pra cama e me vi deitado, na hora já entendi oq tinha acontecido, mas fiquei bem eufórico. O quarto tava meio escuro, mas dava pra ver a luz vindo debaixo da porta, e a primeira coisa q eu tentei fazer foi atravessar a porta. Dps disso eu acordei, lembrando do episódio como se fosse um sonho. Agora começa minha dúvida, o grande problema disso tudo é q sempre acontece de forma involuntária e inesperada. Já tentei algumas vezes meditações guiadas e áudios pra viagem astral, mas sempre perco a paciência depois de meia hora ou acabo dormindo. Também sou péssimo com aquelas técnicas de "imaginar uma bola de luz etc", sempre acho q estou fazendo errado e nunca vai dar certo. Gostaria da ajuda de alguém q talvez passou pelo mesmo q eu e conseguiu sair do corpo de forma voluntária e consciente, qualquer ajuda que seja. Já tentei me acalmar e esperar pra ver oq acontecia, ou me imaginar girando ou flutundo durante as paralisias mas nunca tive sucesso, nunca sinto q estou no controle do q tá acontecendo. Tb já notei q quando acordo muito cedo, levanto pra fazer alguma coisa e depois volto a dormir facilita um pouco pra acontecer a paralisia. Obrigado!
  8. Olá a todos, bom eu tenho paralisia do sono há um tempo já (com uma frequência mediana). E recentemente tive paralisia durante um sono da tarde (ainda não consegui a projeção consciente), então tentei aproveitar a paralisia pra tentar forçar uma possivel saida (eu até acho que deu certo mas não estava querendo abrir os olhos) e foi quando ouvi uma falando meu nome várias vezes e me cutucando (senti até uma cosquinha) e não era ninguém de casa! E quando abri o olho vi tipo uma fumaça branca e a visão distorcida, eu consegui sair do corpo e não me dei conta talvez, enfim. O que isso pode significar? Mentor tentando comunicação? Algum tipo de espirito?
  9. Olá, eu sou iniciante e estou praticando técnicas para projeção. E nessas 4 tentativas, uma delas eu senti o estado vibracional (só que depois um barulho me tirou a atenção e fodeu tudo.) E nessa hora senti como se estivesse saindo mas voltei logo em seguida devido ao barulho. Tenho tido essas sensações de quase projeção nas tentativas, estou no caminho certo? Obs: Antes de ter conhecimento da projeção já tive várias paralisias do sono, e tenho tentado fazer experiencias com ela.
  10. Certa vez, lembro-me de estar deitado em meu quarto com a luz apagada ouvindo música no meu rádio portátil quando olhei para o lado esquerdo e numa fração de segundos vi um homem negro, vestido de branco, e fumando uma espécie de charuto em cima de mim, da ponta do fumo saía luzes coloridas que lembravam um pequeno arco-íris, porém, tão logo o vi ele desapareceu. Alguns anos mais tarde, contei esta experiência para uma médium amiga minha que trabalha em um grupo de apometria do qual eu fazia parte e segundo ela, era um preto-velho dando um passe em mim. Confesso que sempre achei estranho os terreiros de umbanda darem passe usando ervas, defumações e cigarros, no entanto, depois desta experiência percebi que as energias podem ser trabalhadas de diversas formas, embora eu não me sinta muito a vontade com este tipo de técnica. Em outra ocasião, tive a paralisia do sono e durante a experiência senti uma presença feminina ao lado da minha cama, mesmo sem poder vê-la, podia sentir uma energia afro, uma espécie de axé que lhe acompanhava e logo entendi se tratar de uma preta-velha. Em seguida ela falou: "Eu vim desfazer algo que foi feito pra você, e tudo na tua vida vai melhorar daqui pra frente", nem bem tinha acabado de ouvir tamanha benção, acordei. O que a entidade havia me falado aconteceu: eu estava a anos tendo muita dificuldade para conseguir alguns objetivos, que por mais que eu me esforçasse eu não conseguia, parecia que algo me travava, e depois daquela noite as coisas foram diferentes. Gostaria de expressar aqui a minha gratidão e o meu testemunho da prova de força destes seres abnegados e iluminados.
  11. Certa noite tive uma catalepsia projetiva e vi sete espíritos encapuzados entrando em meu quarto, estavam vestidos de preto e ficaram um ao lado do outro olhando para mim, formando uma espécie de “escadinha” em ralação ao tamanho, sendo o primeiro da fila - da esquerda para a direita o maior deles. Quando os vi, simplesmente falei mentalmente: “Eu proclamo minha fé em Deus”. Ao que o primeiro da fila me respondeu sem verbalizar, apenas pelo pensamento, como se sua voz falasse dentro de mim: “Nós sabemos disso, é por isso que estamos aqui”. Dito isto, foram embora atravessando a parede na direção da janela. Em seguida voltei para o corpo. Esta experiência ocorreu durante a minha adolescência, não lembro a data, mas foi numa fase em que eu estava buscando compreender e estudar a espiritualidade, hoje percebo que era uma espécie de assédio para tentar me desviar do caminho.