• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'passado'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 4 results

  1. Nas últimas semanas eu estive passando por uma situação curiosa. Tenho me recordado de sonhos bem antigos meus, de forma totalmente aleatória. Sonhos com muitos anos, que eu nem me recordava mais e nem sequer havia anotado (eu possui um diário de sonhos há alguns anos) vêm a minha mente em momentos sem nenhuma relação a experiência passada. Posso dizer seguramente que está acontecendo quase todos os dias, e está me intrigando. Alguém saberia dizer o que isso significa, isto é, se isto realmente significa alguma coisa ou se há algo por trás disso?
  2. Oi gente, gostaria de compartilhar com vcs um sonho que eu tive, que foi muito marcante pra mim. Acho que pode ter sido uma lembrança de outra vida, mas gostaria de ouvir a opinião de vcs! Aconteceu quando eu tinha 13 anos... No sonho eu estava conversando com uma senhora em uma casa. Ela estava muito irritada. A casa estava escura com poucos focos de luz. Ela usava um vestido de época roxo e um pequeno chapéu da mesma cor.... Ela subiu as escadarias da casa e entrou em um quarto. Começou a gritar com uma outra mulher lá dentro... eu fiquei um pouco perturbada com a briga e resolvi esperar essa senhora na rua. A porta da casa dava direto pra calçada, estávamos no centro da cidade (Não sei qual cidade ou país). Olhei pro céu e vi uma lua cheia. A rua também estava pouco iluminada, a luz da lua prevalecia... só conseguia escutar essa senhora gritando que queria o dinheiro dela e que a mulher teria q pagar de um jeito ou de outro. A senhora desceu as escadas e me entregou um pedaço de veludo azul marinho. Eu abri e havia um colar maravilhoso lá dentro, com pedras enormes que, a luz da lua cheia e o veludo juntos, deixavam o brilho das pedras meio azulado. Eram muito brilhantes. Nesse momento observando essas pedras eu meio que comecei a "acordar", tudo ficou mais claro e eu sabia que estava em outra época sendo outra pessoa. A senhora me dizia pra guardar a joias comigo: "Você viu só... ela estava escondendo um colar desses nessa casa velha. Achou que me enganaria. Mas eu sempre consigo meu dinheiro" Eu achava horrível a arrogância dessa senhora e sabia que ela era muito má... Mas eu era trabalhava pra ela... Me senti confusa e enquanto ela falava, eu fui guardar as joias comigo e percebi que estava usando um colete preto. Eu era um homem... um homem de uns 50 anos... Comecei a me olhar, olhar para minhas mãos, meu corpo, eu usava colete, casaco, aqueles relógios de bolso com corrente, sapato... roupas tipo meio do século XIX. Eu era um empregado pessoal dessa senhora.. como se fosse um "mordomo"... algo do tipo... Imaginem só a minha surpresa. E essa senhora continuou falando comigo. Notando meu ar de reprovação, ela disse uma frase com ironia na voz, mas que foi pontual: "É uma pena que a sua esposa esteja tão doente em seu leito de morte". Quando ela disse isso, senti uma coisa estranha, minha visão ficou turva, era como se eu voasse muito rápido. Foram flashes... Me vi na frente de uma casa... dentro da casa subindo as escadas... abrindo a porta do quarto... sentando na beirada de uma cama... Na penumbra vi uma mulher deitada. Não podia ver seu rosto direito, estava escuro... só me lembro dos seus olhos verdes (como se só eles estivessem iluminados) e dos cabelos cacheados pretos. Ele era mais nova que eu, Tinha seus 30 e poucos no máximo! Ela me dizia que estava morrendo e que eu deveria deixa-la partir... que eu teria que aceitar. Acho que ela estava com alguma doença pulmonar. Eu dizia com um desespero contido na voz "vc não pode me deixar". E ela insistia com voz bem baixa que não aguentava mais o sofrimento e que estava partindo e não tinha nada que eu pudesse fazer. "vc tem que aceitar, me deixar partir" " não se desespere"... Eu comecei a chorar, uma angústia muito forte dentro de mim.. e eu só repetia: " eu te amo, vc não pode me deixa aqui, vc não pode morrer".... com o desespero, acabei acordando... Eu acordei chorando muito... ainda sentindo aquele desespero, aquele sentimento de perda, como se a pessoa que eu mais amava tivesse morrido... Logo essa angústia toda foi passando... Mas ainda assim fiquei bem triste e confusa por uns dias. Sentindo um vazio... Ainda me emociono quando lembro. Nunca soube quem era essa mulher ou o nome dela. Não acho que seja alguém que eu conheça nessa vida. Hoje em dia eu tenho um namorado, eu o amo muito, estamos há 7 anos juntos. Mas acho que nunca vou sentir tanto amor por alguém quanto o que eu senti nesse sonho, por essa mulher. E isso é bem estranho e confuso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Queria muito saber o que aconteceu, quem era essa mulher, esse espírito, onde ela está? será que reencarnou? ... Acho que saberia se fosse alguém que eu conheço nessa vida. Será... talvez? Se é uma outra vida... por que eu lembrei disso? se só me deixou confusa e triste... Qual o objetivo dessa rememoração aos meus 13 anos de idade? Por que acessei essa memória? Enfim, deixem a opinião de vcs!!! Obrigada! Muita luz!
  3. 25 de Janeiro de 2015 Possível ida ao passado durante projeção Olá, amigos. O relato que vou contar agora é bem confuso e deixo claro que eu mesmo desconfio do mesmo. Não teria como não pensar assim pois, apesar de sair do corpo, eu sou cético, desconfio de muitas experiências que já tive, estou sempre fazendo questionamentos comigo mesmo e é isso que me mantém firme no projeto, a sinceridade da busca e divulgação das informações. A esposa já estava dormindo enquanto eu estava no celular ouvindo um tutorial sobre Eve Online, um game sobre o universo que ando jogando ultimamente. Durante o vídeo que assistia senti um pouco de sono e resolvi fazer uma técnica projetiva. De barriga pra cima fiquei movimentando as energias e captando informações, imagens que chegavam na mente. Senti energias calmas, talvez por estar numa boa sintonia e ter tido um dia calmo. Fui sentindo a consciência querendo apagar, corpo cansado do dia e fui deixando o corpo apagar até não ter mais controle da consciência e perder o foco. Não sei em qual momento começou, pois perdi a noção de tempo, mas em algum momento eu me vi sentado e muito lúcido numa sala toda branca. Algumas pessoas passavam e outras duas conversavam comigo, explicavam o que iria ser feito, não vou me lembrar de tudo, mas segue a parte que dá e as palavras não são exatamente como foram ditas: “Saulo, para fazer isso é preciso pensar forte, acreditar e praticamente se tornar um ator num nível alto, você precisa entrar nesta cena que te mostraremos para que seja possível. O tempo se molda à forma que pensamos, cada pequena parte do teu corpo responderá e automaticamente será direcionado ao lugar que você conseguir se transportar mentalmente.” (Sim, essa coisa parece filme de ficção científica, pense numa maconha moída estragada profissional, mas foi exatamente isso que eles me falaram). E eu me via conseguindo lembrar ou pensar? Em alguma coisa que eu conhecia. Agora não sei se foi sugerida por eles, ou se eu voltava para uma vida que eu já vivi, agora, se eu voltei automaticamente já fiz parte daquilo, vira um paradoxo! Forcei a mente de tal maneira que simplesmente me vi no passado. Numa casa antiga bem grande. Eu estava sozinho. Quando voltei senti grande solidão. Não voltei com a imagem de agora, voltei num ponto como se eu já estivesse voltado há pelo menos uns 20 anos, como se me lembrasse do tempo que já estava lá, eu simplesmente havia recuperado tanto uma memória de vida lá como também me lembrava do futuro. Dei alguns passos pela casa e vi um cachorrinho branco. Bem pequeno ele me adorava e eu a ele. Era muito apegado a ele, acho que para cobrir a solidão que sentia, mas, naquele momento ele pulou em mim como se não me visse há muito tempo! Eu durante a estadia ali, sabia que havia voltado, me lembrava da vida que tinha no futuro, que tinha saído do corpo e voltado no passado por um mecanismo que eu não entendia, sabia que estava com um cachorrinho que não existia mais no tempo de onde vim, mas ao mesmo tempo pensei: Será que isso tudo não é uma projeção do meu inconsciente para me avisar algo? E pensei: Vou ficar lúcido dentro disso, pois, acho que posso tirar algum proveito. Fui até a porta e percebi que estava com roupa de frio, era um lugar bem frio, deveria estar perto de zero graus. Várias pessoas andavam com roupas antigas pela rua, como a minha que usava. Eu era alguém com alguma condição financeira, pois, a casa, a roupa, o cachorrinho bem cuidado. Mas foi aí que entrou a parte mais confusa da história: Vi que algumas pessoas estavam me seguindo, com máquinas de tirar fotos bem antigas, tentavam registrar aquele momento. A viagem foi tamanha que pensei: Como eles sabem que vim do futuro? Quem são eles, por que me perseguem? Até que abri os olhos de novo na sala com os dois rapazes que falaram: Você voltou, não conseguiu ver tudo, deveria ter ido até a reunião, teria sido importante. E quando eles falaram aquilo eu meio que me lembrei ou captei os pensamentos deles e consegui ver um lugar com pessoas fazendo uma reunião em que eu participei! E então um deles falou: Volte ao corpo! E abri os olhos na mesma hora. Fiquei parado na cama pensando na loucura que tinha acabado de viver, uma coisa totalmente fora de tudo que já havia lido ou visto. Como assim voltei? Isso pode ter sido um retorno magnético ou será que voltei mesmo? As imagens eram fortes, a saudade do cachorrinho, a sensação firme de um lugar que “parece” que já vivi, que já passei. Que foi isso tudo? Se foi no mínimo algo no meu inconsciente, alguns indícios, alguma informação pendente ou para ser analisada, o que seria isso? Amigos, não peço que levem em consideração o que escrevi, só estou dividindo por achar importante deixar registrado esse relato. Daqui a pouco já não conseguirei sentir e lembrar do mesmo jeito e talvez alguém possa ler e se identificar, talvez… Enfim, essa foi a experiência que tive essa noite. Estranha, mas assim são as viagens astrais, vão além do que podemos captar, entender e sempre trazem alguma coisa para o nosso complementar interno! Boas viagens para vocês também! PS : Relutei em pensar em divulgar, devido algum tipo de vergonha dessas coisas que chegam, algumas acho que devem ficar guardadas para a gente somente, mas, um outro lado meu diz que deve ser divulgado.
  4. Já é de muito tempo que observo uma mudança temporal quando estou fora do corpo. Hoje mesmo saí e verifiquei que a minha casa estava como era há 19 - 18 anos atrás, bem como a rua, não havia muitas casas como existem hoje, e o extenso matagal que existia aqui é o cenário que sempre encontro nas projeções. Será que existe alguma explicação para o fato das minhas projeções sempre estarem conectadas a essa frequência do passado?