• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Search the Community

Showing results for tags 'tecnicas'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Apresentação
    • Apresentação
    • Regras do Fórum
  • Viagem Astral
    • Dúvidas sobre projeção astral
    • Dúvidas sobre informações gerais
    • Relatos Astrais
    • Chat Viagem Astral
    • Encontro Astral quinzenal dos Projetores.
    • Grupo de Estudos
    • Materiais Educativos do Saulo (em construção)
    • Materiais educativos de outros pesquisadores
    • Mensagens
  • Espiritualidade
    • Desabafos
    • Bom Humor Espiritualista
    • Espiritualismo geral
    • Vibrações e/ou Mentalizações
    • Vídeos / Dicas de Filmes / Áudios
    • Dicas de Livros
    • Bem Estar
  • Dúvidas sobre o GVA(fórum)
    • Dúvidas e Sugestões

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Found 10 results

  1. Gostaria de saber se as técnicas que tenho usado me ajudarão na saída...eu uso a técnica 3 do Saulo e a da clarividência também do Saulo.
  2. Após práticas diárias da técnica completa 3 eu notei mudanças muito interessantes no meu dia a dia que eu achei que valeria a pena compartilhar. Eu notei que não só as minhas energias melhoraram como também o meu relacionamento com as pessoas. Eu sou uma pessoa muito estressada e temperamental, mas depois das práticas eu fui tomado por uma calma e uma sensação de paz que tem me ajudado na minha vida pessoal, por que isso ocorre? Já fazem dias que eu não me estresso com nada e isso é extremamente gratificante já que sentimentos como raiva são tóxicos. Outra coisa que gostaria de compartilhar é que eu também tenho tido muitas paralisias do sono, muitas mesmo. Só esse ano eu tive quatro e elas são bem demoradas. Durante uma de minhas práticas energéticas eu me senti tão leve que parecia que eu iria voar. Enquanto eu caminhava pela casa após a prática parecia que eu iria sair do chão a cada passo. Foi uma sensação maravilhosa, pena que isso só aconteceu uma vez, depois disso eu só tive sensações de grande alivio energético e bem estar, mais nada tão profundo como isso que relatei. Embora eu ainda não tenha me projetado eu continuo praticando apenas para cuidar das energias mesmo pois isso tem me ajudado muito como no caso do estress por exemplo. Enfim pessoal, é isso, se puderem me tirar essas dúvidas eu agradeço muito. Feliz ano novo super atrasado.
  3. Olá galera, recentemente eu criei um post no tópico "RELATOS", perguntando sobre de quais maneiras e técnicas eles (os projetores) se projetam com lucidez.. Quem quiser saber quais maneiras são, acesse e confira algumas explicações e relatos apenas clicando abaixo. Obrigado e boa sorte a todos! Créditos: Galera do tópico "Relatos Astrais"
  4. Bom, essa experiência aconteceu no último sábado (09/06/18). Já havia alguns dias ou cerca de 1 ou 2 meses que eu não me projetava, então na noite anterior da experiência fui ler um pouco sobre o assunto. Minha grande dificuldade na projeção (principalmente quando espontânea) é que elas duram muito pouco. Eu saio do corpo e fico andando no bairro, então não sei se é por uma questão de densidade energética ou falta de concentração (técnicas) para me manter acordado la fora. Sendo assim, eu estava lendo essas dicas aqui para saber o que fazer quando saísse do corpo: http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17033-por-onde-começar/&do=findComment&comment=74045 Além disso, eu coloquei como meta, sair do corpo e ir direto para a casa do meu irmão (ele mora a cerca de 800m da minha casa), até planejei o trajeto que faria (tudo na noite anterior). Dessa forma, utilizei as dicas 1, 2 e 3 do link acima durante a projeção. Segue em baixo o relato: Como na maioria das minhas projeções espontâneas, eu acordo de manhã, vou ao banheiro e depois volto pra cama para o "segundo sono". Logo senti uma pulsação energética na cabeça e me concentrei para que ela se estendesse para todo o corpo (EV?). Quando consegui, tentei a saída. Não senti me descolar do corpo físico, mas saí através da técnica da tela mental (aos poucos o cenário do quarto foi aparecendo na minha tela mental e então já me vi dentro do cenário). Eu mal enxergava com um olho, sendo assim, como indicado, falei com força "mais clareza" repetidamente, e a visão melhorou. Fui em direção a sala repetindo na minha mente a palavra "lucidez" e depois de 10s eu olhei para minhas mãos para tentar me manter consciente (também indicado no tópico acima). Saí de casa e percebi que o céu estava claro, então segui andando em direção a esquina, repetindo essas técnicas que eu estava fazendo. Antes da projeção, na noite anterior, eu havia planejado minha experiência (como citei acima), e assim ficou certo de que em 2 determinados pontos do trajeto até a casa do meu irmão, eu iria realizar a técnica do alvo (também está no link acima). Assim o fiz, quando cheguei em um ponto do trajeto, utilizei a técnica do alvo e rapidamente me movi até o outro ponto (não foi um teleporte, mas foi como se eu tivesse avançado rapidamente), uns 100m a frente. Quando cheguei nesse outro ponto, utilizei a técnica novamente para ir para o terceiro ponto, uns 400m a frente, e novamente consegui. Ao chegar no terceiro, eu seguiria andando até a casa do meu irmão e assim também o fiz. Porém nessa última parte o ambiente começou a pesar e percebi que o ambiente mudou um pouco (possivelmente a lucidez variou) e o céu também mudou de aspecto, ficando escuro. Finalmente, alguém me abordou e começou a brigar comigo. Eu tentei realizar alguma defesa energética ou jogar energia na pessoa, mas não conseguia. Tentei também usar a indução psicológica nele, mas não deu certo. Ficamos num combate físico mesmo, e talvez por trocar energias acabei perdendo totalmente a lucidez, mas pode ser que essa luta já tenha sido uma criação mental, vai saber...
  5. Quando eu estou fazendo a técnica completa 2 eu simplesmente não durmo, mas se eu não faço nada eu durmo facilmente, isso tem acontecido durante este mês, o que pode ser?
  6. Bom dia a todos. Tenho praticado o trabalho de energias (técnica completa 3 e compacta 2), de madrugada, por volta de 2:30 ou 3:00 da manhã em um quarto separado. Maioria das vezes consigo terminar a movimentação de energias sem cochilar ou perder a consciência em nenhum momento. Após terminar esse trabalho, volto para a cama e durmo. Ainda não tive projeções, mas sinto bem o movimento das energias. Minha dúvida é: quando devo aplicar as técnicas projetivas? Após esse trabalho energético? Devo aplicar as técnias logo em seguida da movimentação, no mesmo local aonde trabalhei as energias? Fico agradecido
  7. Olá (tentei pesquisar se já havia algum tópico explicando a técnica) Vendo um sobre experimentos com a lâmpada infravermelha, me ocorreram as seguintes dúvidas: 1 - A técnica que se faz é a de abertura do frontal? 2 – É feito exteriorização das energias densas para tentar uma melhor visualização? 3- A câmera que está filmando é normal ou infravermelho? 4- a câmera é apontada para a pessoa ou para o pano? 5 – tenta olhar para o pano para ver alguma coisa? 6- Também diz que há um estudo sendo feito e disponibilizaria o link futuramente; poderia postar por favor? Muito obrigado e boa tade
  8. Boa noite. Pesquisei no site e não encontrei tópicos sobre minha dúvida. Gostaria de saber se existe alguma contra indicação de fazer a Técnica Completa ou Compacta em locais movimentados como transportes públicos. Eu quase não tenho tempo para faze-las e nas 2 horas de percurso até meu trabalho e as 1h30min até a Faculdade tenho (tentado) fazer a Técnica Completa já que acabei de começar e estou me esforçando para sentir as energias. Percebi que depois que comecei sinto melhor o fluir durante a invocação de Bija Mantras. Minha dúvida maior é se além do vampirismo normal desses ambientes cheio de pessoas, se estou me expondo mais ao trabalhar as energias. Se puderem de ajudar agradeço. Muito obrigada, muito obrigada, muito obrigada.
  9. Olá, meu nome é Lucas e sou iniciante na projeção astral, irei contar tudo desde o inicio. Eu desde os meus 7 anos de idade eu tinha catalepsia projetiva (eu achava isso um horror e com o tempo acabei me acostumando), eu ficava paralisado na cama sem conseguir me mexer e nem falar e junto com essa paralisia vinham as alucinações. Com o tempo, resolvi pesquisar e vi que isso pode ter ligação com a projeção. Por teste, resolvi me deitar na cama de barriga para cima e fazer a técnica me imaginando saindo do corpo e quase que imediato tive um E.V. Mas como eu não tinha conhecimento ainda eu fiquei com medo e resolvi parar, no dia seguinte fui até a casa da minha avó e fui dormir na sala, liguei um incenso e fiz a mesma técnica, o E.V veio novamente mais forte e junto com ele senti que o ambiente estava claro mesmo sabendo que estava escuro antes de me deitar, comecei então a ouvir passos de algo se aproximando de mim, e novamente por causa do medo resolvi "acordar". Comecei a estudar sobre o assunto da viagem astral, desde então comecei a trabalhar as energias, ouvindo todos os cursos disponíveis no site e praticando as técnicas. Com isso, comecei a sentir mais as minhas energias na pulsação, exteriorização e também na absorção, mas quanto tento fazer a técnica do E.V. nada acontece, logo após o termino do áudio, acabo dormindo. O que poder ser isso? Será que não estou trabalhando as energias direito? Alguns relatos: 1) Logo após começar a praticar as energias, teve um dia que me acordei de madrugada com um E.V. muito forte, e quando eu abro meus olhos vejo uma sombra de um homem sentado do lado da minha cama, com o medo resolvi não tentar sair do corpo naquele momento. 2) Em janeiro, fui para a praia e fui dormir com meu sobrinho pequeno, eu resolvi meditar ao lado dele ouvindo o mantra OM, conforme o tempo foi passando comecei a perceber que ele se mexia direto na cama, como se algo tivesse incomodando. Após a meditação resolvi dormir, e me acordei já fora do corpo, mas não muito lucido (ainda não sei se foi sonho ou projeção), corri para longe do corpo conforme o ensinado nos áudios, nem olhei para atrás para ver se via meu corpo, apenas corri para frente, e uma força me trouce de volta ao corpo. Tentei sair novamente e vi que minha barriga estava pressa, após essa tentativa eu acordei (durante esse segunda tentativa, eu vi meu sobrinho dormindo normalmente). 3) Outra vez, eu estava no mesmo quarto na casa da praia, só que sozinho, e eu pratiquei as energias e me acordei no meio da madrugada em catalepsia, tentei fazer a técnica do elevador para sair, mas não tive exito. Obrigado pela atenção.
  10. O Estado Vibracional (ou EV) é uma técnica de domínio energético com múltiplas utilidades que vão desde o desbloqueio dos chacras até a experiência fora do corpo. Segundo a Conscienciologia, é uma das chaves para a evolução e para a vida multidimensional. Segue abaixo 10 dicas resumidas e introdutórias para otimizar a técnica do EV: 1. Faça absorção das energias anteriormente. Antes de começar a prática do EV faça uma intensa absorção energética. Esse procedimento faz o praticante potencializar suas energias de modo expressivo, podendo multiplicar sua capacidade em diversas vezes, e assim qualificando a futura mobilização. Entretanto, não se sinta obrigado a fazer absorções antes de todo trabalho energético mas lembre-se que, eventualmente, é uma ação valiosa. Esse procedimento não precisa demorar muito e pouco tempo de absorção de energia imanente já pode trazer grande diferencial. Você já conseguiu multiplicar seu potencial energético a ponto de fazer EVs de outros níveis? 2. Aumente sua acuidade energética. Quanto maior a sensibilidade energética, melhor tende a ser o próprio domínio. Um modo de ter mais acuidade bioenergética é, por exemplo, durante a circulação, buscar sentir as energias fluindo pelos órgãos e sistemas, passando pelo cérebro e irrompendo pelos músculos. Perceber as cargas energéticas atuando em conjunto com o corpo é um tipo de autocomprovação marcante quanto a realidade além da matéria física. Sentir a energia passando por dentro do corpo te traz algum medo? Fique tranquilo pois as energias não fazem mal e nem possuem contraindicações. O medo da morte é um dos principais bloqueadores do domínio energético. 3. Não utilize artifícios externos. Quando a paciência é curta e a vontade em se desenvolver é grande, muitas pessoas passam pelo conflito de querer avançar mas sem pagar o preço da dedicação e da persistência. Com isso, acabam apelando para “artifícios externos” que supostamente irão compensar a preguiça e as pequenas dificuldades. Evite usar recursos ou “atalhos” na prática do EV como a imaginação, utilização de mantras, evocações espúrias, respiração, movimentos corporais, entre outros. Quanto mais se enraíza os hábitos inadequados mais complicado será ter confiança em si próprio e ser autossuficiente. Certas muletas podem trazer efeitos mais rápidos só que a prática adequada traz resultados mais concretos. 4. Não acostume o EV com o relaxamento. É comum alunos e iniciantes nas experiências energéticas fixarem-se ao escuro, silêncio e no relaxamento físico mais intenso nas práticas. Certos indivíduos acabam se acostumando a essas condições e a circulação energética e o EV tornam-se praticamente sinônimos de relaxamento corproral. Ao depender da descoincidência pelo corpo, como mexer com energia em situação conflituosa? E para fazer a autodefesa? Dessa forma, o melhor é treinar as energias, não se importando com as dificuldades, nas situações mais díspares como em caminhadas, conversando com outros, fazendo atividades esportivas, no chuveiro, entre outros. Ao depender do repouso para instalar o EV há enorme redução de desenvoltura e praticidade. 5. Conduza as energias de modo mais ativo. O princípio básico de aprender a trabalhar as energias de olhos fechados e em ambiente preparado é favorecer a identificação do próprio corpo energético. A primeira ação para ampliar os limites pessoais é fazer tudo com os olhos abertos e por meio da atenção dividida. Ou seja, conduzir as energias de modo mais ativo é sair da imobilidade física para a ativação com naturalidade seja qual for o contexto social ou a dimensão que estiver atuando. Em vez do EV somente com a imobilidade corporal, comece realmente a sentir-se no controle completo do energossoma. Um grande empecilho ao treinamento do EV é fazer intimamente promessas obscuras sem ter estratégias claras. 6. Insista caso sinta algum desconforto. A circulação e o EV são práticas homeostáticas (saudáveis) que não geram nenhum efeito colateral nocivo. Caso ocorra algum mal estar ou sensação desagradável, insista na prática até o final sem desistir ou recuar perante dificuldades ocasionais. Essas sensações geralmente ocorrem em função dos desbloqueios energéticos e dos processos de desassédio. Interromper o trabalho energético por receios ou por outro motivo é sempre a pior escolha perante o autodesenvolvimento. Você não vai se prejudicar ao sentir algum desconforto que eventualmente possa ocorrer. As energias servem, justamente, para limpar e desobstruir as “sujeiras” antigas. Quer evoluir, então insista. 7. Dê atenção especial a concentração energética. Ao começar a concentração energética na cabeça, aglutine o máximo possível a ponto de formar um campo muito intenso. Conseguir formar e controlar altas cargas energéticas é diferencial evolutivo e transcende as sensações vulgares do corpo energético. Um EV avançado é aquele que consegue movimentar todo seu potencial energético, contudo, sem representar grande esforço pessoal ou sem dificuldades costumeiras. Ao longo dos anos, procure fazer uma progressão gradual do seu nível e da intensificação bioenergética. Quais seus maiores feitos utilizando o Estado Vibracional? 8. Acumule mais energia enquanto circula. Por mais que você já tenha feito uma primeira concentração intensa de energia na cabeça, logo no início, um recurso que potencializa a prática é acumular cada vez mais energia enquanto faz a circulação. Essa habilidade permite a expansão das próprias capacidades e a descoberta de novos patamares de competência. Ou seja, aumenta-se cada vez mais o campo energético juntamente com a aceleração, sem perda de força, até o Estado Vibracional em outro grau. Importante ressaltar que esse tipo de capacidade não se desenvolve “da noite para o dia” pois requer tempo e repetições. Qual é o seu EV mais avançado na atual seriéxis? 9. Aprimore a desenvoltura energética. O corpo energético mais avançado tem, ao mesmo tempo, flexibilidade e potência nas manifestações. Ou seja, não adianta ter muita flexibilidade e pouca potência ou tampouco enorme força energética de modo trancado ou de difícil manobra. Dessa forma, se você tem dificuldade em algum desses pontos vale a pena investir nesse aprimoramento pois a união de ambos os itens torna o Estado Vibracional avançado. Para você falta potência, flexibilidade, ambos ou nenhum? O progresso contínuo ocorre quando há produtividade fora da zona de conforto. Há enorme diferencial no potenciômetro energético entre o ser desperto e o Serenão. 10. Não tenha pressa em acelerar as energias. Muitos têm pressa e certa ansiedade de acelerar as energias durante a circulação para entrar logo em Estado Vibracional. O melhor no treinamento é fazer uma aceleração gradual, sem afobação, até a instalação plena do EV. Não adianta querer acelerar muito rápido e com isso desaparecer as sensações energéticas ou ter a percepção de “dissolver” o bolsão energético acumulado. Portanto, faça uma circulação sem pressa, intensa e qualificando a coordenação energética com o passar do tempo. É preciso sentir o EV. Se você “instala” e não sente nada, o melhor é não se iludir e começar de novo. De modo geral, para aperfeiçoar o Estado Vibracional o mais importante é a prática e as autoexperimentações com criticidade. Há muitas pessoas cheias de teoria, por exemplo, que nunca sentiram o próprio chacra. Tenha seu melhor EV como referencial e busque alcançar o mesmo nível a cada trabalho energético independente da situação ou contexto (sem a pressão do “não posso falhar”). Quem vive fazendo “evezinhos” já se diminui perante seus esforços e o EV é um fenômeno muito importante para ser tratado como mero “evezinho”. Entretanto, seja qual for o seu desenvolvimento energético e os seus sucessos íntimos, mantenha sempre a modéstia e a discrição. Quem está se expondo desnecessariamente para os outros está chamando atenção para si mesmo e, portanto, se enganando. Download em PDF do Arquivo: https://docs.google.com/uc?export=download&id=0B0ycac7hvdvCR0ZmOThfSm8tQVk Esse texto traz apenas informações básicas. Estude! Se aprofunde mais no assunto! E não acredite em nada. Experimente! Por Alexandre Pereira. fonte:http://www.consciencialucida.com.br/2014/10/10-dicas-para-otimizar-o-estado.html