• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Ola pessoal, gostaria o que vcs acham de exu, ja li algumas coisa a respeito, que ele é um espirito que fez mto o mal mas que encontrou seu caminho e está fazendo o bem para conseguir evoluir, mas alguns dizem que ele faz o mal tambem, alguem pode me dizer algo a respeito ?

obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Antes de dissertarmos sobre estes humildes trabalhadores espirituais, que não medem esforços para minorar o sofrimento humano, necessário se faz buscar a etimologia (origem) do nome Exu, assunto que tem encontrado vasto campos de discussões.

São hierarquicamente organizados e realizam tarefas atinentes à sua faixa vibratória.

São os elementos de execução e auxiliares dos Orixás, Guias e Protetores, tendo, entre outras tarefas, a de serem as sentinelas das casas de Umbanda, de policiarem o baixo astral e anularem trabalhos de baixa magia.

Ao contrário do que pensam alguns, têm noção exata de Bem e Mal.

São justos, ajudando a cada um segundo ordens superiores e merecimento daquele que pede auxílio.

São os Exus que freiam as ações malévolas dos obsessores que atormentam os humanos no dia-a-dia.

Os Exus são espíritos que, como nós, buscam a evolução, a elevação, empenhando-se o mais que podem para aplicarem as diretrizes traçadas pelo Mestre Jesus.

É bem verdade que em seu estágio hierárquico inicial os Exus ainda têm um comportamento às vezes instável, cabendo aos verdadeiros umbandistas o dever de não deixar que se desvirtuem de seu avanço espiritual.

Porém, nada que justifique serem rotulados de crituras fantasmagóricas, horrendas e repugnantes.

Isso tudo eu retirei de um site q eu adoro... umbanda on line

* De qualquer forma amigo, os Exus estão tb evoluindo, eles tem o "poder" de transitar em varias faixas vibratórias sem saírem de lá obsediados ,sabe? Eles sabem liddar com tudo isso, porém o mal na verdade não são eles que fazem e sim um outro tipo de esírito q se passa por ele, e o presidente(medium ) de u ma casa não percebe ou não quer perceber...Mas eles são muito legais, vá à uma casa séria de umbanda, UMBANDA, aí você poderá tirar suas próprias conclusões. Eu particurlamente gosto muito, assim como dos outros que se entitulam, caboclos e pretos-velhos, ,como eu te falei, uma casa legal, e o médium querendo realmente servir, é tudo muito bonito...

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
que ele é um espirito que fez mto o mal mas que encontrou seu caminho

Diante de uma hipótese espiritualista, o "exu" não seria uma pessoa desencarnada? Isto é, estão chamando de exu a qualqer um que apareça acoplado em um médium?

Acho estranho quando os umbandistas falam de entidades como se fossem semi-deuses, com características próprias e eternas, a ponto de dizer "exu é assim". É o mesmo que dizer "internauta é assim", e com isso querer explicar todos os internautas, como se fossem não humanos com individualidades, mas um ser imutável com características próprias, quase um Apolo, uma Afrodite, que são sempre os mesmos, não mudam, e têm uma história oficial, diferente da individualidade nossa.

Ao meu ver, e não sou de nenhuma religião, "exu" é como andam chamando algum desencarnado que se manifesta através de um médium.

O que pensas?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Johnper, infelizmente acontece isso mesmo.. Mas é de se compreender que eles recebem essas nomenclaturas devido o estilo de manifestação. Assim como as pomba-giras, tranca-rua, preto-vei, 7 flecha etc. É a forma como ele aborda e se manifesta que leva a ele ser chamado assim. Infelizmente, em algumas linhas espiritualistas, eles eternizam e praticamente divinizam esses espíritos como você disse.

Orion555, pela minha experiência, digo que o Exu não é bom nem ruim, ele é um meio termo. Já participei de mesas onde um Exu se dizia o protetor e realmente "protegia" e "ajudava" aquele grupo de pessoas. Como já presenciei, num terrero, um Exu dizendo que iria acabar com a vida de uma pessoa pois ela "mexeu" com um protegido. Esses espíritos promovem os passes, curas com energias mais densas provindas de comidas, bebidas, tabaco etc.

Da mesma forma são "as" pomba-giras, elas tem uma energia tão densa que promovem uma ótima cura e inúmeros efeitos físicos benéficos, dependendo do médium que esteja incorporado. Mas também fazem amarras, reviram a vida da pessoa etc.

Esses espíritos que trabalham nesses linhas espirituais tem seus próprios códigos de ética. Vou dar um exemplo prático disso.

Um parente meu é médium de incorporação e sempre que ele vem me visitar, fazemos algumas sessões de dessassédio na casa e outras de efeito físico para mandar bastante energia aos familiares e afins. O espírito que incorpora nela é um caboclo sete flechas que tem tanto domínio energético que ele antes de incorporar você já sente a presença. Bom, esses dias batendo um papo sobre a vida extrafísica desse espírito, perguntei se ele já fez trabalhos para o mal das outras pessoas. Ele me disse da seguinte forma: "Aqui, na cavala, eu só faço o bem pois conheço ela e ela não tem pensamento ruim. Já no terrero com fulano, eu trabalho pros dois lados". Daí eu perguntei o motivo daquilo, ele disse que era pois ainda precisava de sensações físicas como cigarro, bebida, comida etc. E que pra ele era indiferente fazer o bem ou o mal, "é apenas energia".

À partir disso, percebemos o quanto somos humanos e o quanto ELES são humanos, propensos a errar, acertar, fazer o bem e o mal. Não diferem nenhum pouco de nós, exceto pela ausência de corpo físico deles.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então pelo jeito vai de acordo com o local e o espirito em si para dizer se ele faz só o bem ou não.

Tem um centro aqui perto de casa, qualquer coisa comento aqui.

Obrigado pelas respostas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não acredito que uma entidade que conheça a luz, e que proteja vários locais, não somente centro espiritas e centros de umbanda até mesmo uma Igreja Catolica, seja capaz de fazer o mal para uma pessoa, mas como foi dito no processo evolutivo de um exu, talves um exu recentemente iniciado, mas quem sabe você indo em um Centro de Umbanda serio e conversando diretamente com um Exu, a explicação seria mais razoavel.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, sou de família Umbandista por um lado e Candomblecista do outro, acho que posso pelo menos ajudar um tiquinho...rs

Só não me manifestei antes porque não havia visto o tópico.

Existe o EXU ORIXÁ e o EXU ENTIDADE.

O Exu Orixá é cultuado dentro do Candomblé e é uma força da Natureza, considerado por muitos uma forma...digamos...de "Força Elemental".

Já o Exu Entidade é geralmente cultuado dentro da Umbanda, e ele é um Humano desencarnado que devido a seus atos e seus conhecimentos se tornou entidade ao passar a vibrar e pactuar com uma falange.

Existem também uma categoria de seres do Astral chamada KIUMBAS, que são seres com poder semelhante ao de um EXU, que se passa por EXU para fazer maldades.

O Exu que incorpora geralmente é um representante da Falange. Exemplo: Existe o EXU Tranca-Rua (Bem famoso e poderoso). O chefe da falange geralmente não incorpora em nenhum médium, deixando essa responsabilidade para um representante de sua falange. O Ser que se manifesta vem com o nome do chefe da falange, já que ele o representa e está sob suas ordens.

Geralmente a falange é de seres muito semelhantes em relação a história da última encarnação e personalidade, sendo assim, quase todos da mesma falange são muito parecidos, tendo essas famosas características que as pessoas falam, além de serem doutrinados a manifestar-se o mais semelhante possível ao líder da falange, com "assinaturas" físicas e energéticas também semelhantes.

EXUS não são maus, mas vibram em energia mais densa, podendo muitas vezes "fazer o mal pelo bem", muitas vezes chamado de justiça. Maltratar, fazer injustiças e etc não são atos de EXUS, e sim de KIUMBAS.

Os Exus são muito necessários tanto na Umbanda como em inúmeras atividades espiritualistas, exatamente por serem do bem e estarem vibrando em sintonia com a maioria dos seres de pouca luz e das áreas mais densas do astral, auxiliando assim o buscador sincero e com boa intenções, podendo defende-lo, protege-lo e limpa-lo de energias negativas.

Muitos possuem a proteção de ALGUNS Exus sem mesmo saber ou seguir as linhas, pois a existência e missão deles se expande além dos domínios da prória religião, e sim de toda a humanidade.

Apesar de ser um Humano desencarnado, ele está longe de ser um humano comum.

Espero ter ajudado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou falar da minha experiência que tive na Umbanda.

Os Exus são entidades muito Humanas próximas a nós e trabalham com energias mais densas.

Tinha uma Pomba Gira (Maria Molambo)que conversava muito cmg e dizia que era minha amiga.

TUDO DEPENDE DA ORIENTAÇÃO DA CASA,E DA EVOLUÇÃO DO MÉDIUM,ISSO É A VERDADE.

EXU tem uma magnetismo -energia vitalizadora.Você se sente todo energizado quando incorpora ele.

POMBA GIRA tem um magnetismo estimulador.Esse "estimulo" é percebido como uma certa sensualidade.Ela "mexe" no chacra sexual(não no chacra Básico)o que ativa algo da Kundalini do sensitivo.Por isso que o médium põe a mão nos quadris.Falo isso por experiência própria.Nâo é que elas "rebolem" como se vê em certos médiuns.Aquilo mais parece um "Onda" subindo no corpo energético do que rebolado propriamente dito.

Os Umbandistas são EM GERAL MUITO IGORANTES QUANTO AO PAPEL DESSA ENTIDADE.Isso por culpa principalmente de dois fatores:

1-Falta de Estudo,Questionamento e Observação

2-Nossa "cultura Cristã".Que "ENXERGA" Força,virilidade,sensualidade,vitalidade como atributos DEMONIACOS.Por isso Exu virou no "popular" umbandista Espírito Ruim e Pomba Gira espírito de prostituta.Pura distorção da Moral católica-cristã de nossa SOCIEDADE.

ACREDITO que o médium tem o Exu e pomba-gira que afinizam com ele.E o médium é responsável pelo direcionamento das Energias deles.De forma ética ou não.Eles evoluem junto com o médium.

Exus e Pomba Giras são trabalhadores da Luz para as SOMBRAS.Ao contrário de Amparadores que vivem nas Esferas ou Dimensões Sutis.

..........

Uma vez eu fiz um Trabalho de Magia(Hoje tenho mais PRUDÊNCIA nessas "COISAS")E posteriarmente incorporei (Dei psicofonia,como você queira chamar)a Pomba Gira de Energias de Cemitérios.Depois conhecendo o magnetismo de espiritos sofredores,parapsicoticos e outros e mentores ,CARA essas entidades tinham uma Bioenergia-magnetismo muito diferente de Espiritos Humanos Comuns.Ou seja os Guias de Umbanda através de suas linhas MEXEM COM ENERGIAS DIFERENTES.

.....................

Eu estava fazendo o Curso de Educação Mediunica da Federação Espírita.Mais resolvi parar porque não me adequo muito à Dinamica Esirita.Vou continuar meu Curso no Espaço da Espiritualidade Independente aqui em Sampa,dirigido pelo Luis Gasparetto,porque ele trabalha tanto com Mentores ,como com os "Guardiões".

Aliás ,só um aviso,as casas de Umbanda estão parando de chamar esses espiritos de Exu e Pomba -gira e sim de Guardiões que é mais correto.

Essa é minha experiência nesse Campo.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Recomendo a leitura do livro "Legião", do Robson Pinheiro, que fala bastante sobre exus, pombas-giras, etc.

Os exus são como uma "polícia astral", responsáveis por "colocar a mão na massa", lidando com seres mais densos, como obsessores ou espíritos a serviços do mal (como kiumbas, espíritos a serviço dos Magos Negros, etc).

Exu não se presta a trabalhar para prejudicar ninguém. Como já foi dito aqui, muitas vezes os kiumbas (esses sim, fazem qualquer serviço em troca do "pagamento" que pedem) se fazem passar por exus.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo pouco que entendo do assunto, entendo que é um título conquistado por merecimento. Seria um espírito em evolução, como nós, fazendo um traabalho e crescendo com ele, aprendendo, etc. :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho muito difícil rotularmos algo de bom ou ruim, principalmente até termos um gral de consciencia. Nós sempre vemos e entendemos tudo de acordo com nossos conceitos, preconceitos e experiências de vidas. Além do mais,¨a água é boa em seu lugar, o fogo é bom em seu lugar¨. Em um tsuname ou em um incendio, o que são?

Nada além do amor

Share this post


Link to post
Share on other sites
Acho muito difícil rotularmos algo de bom ou ruim, principalmente até termos um gral de consciencia. Nós sempre vemos e entendemos tudo de acordo com nossos conceitos, preconceitos e experiências de vidas. Além do mais,¨a água é boa em seu lugar, o fogo é bom em seu lugar¨. Em um tsuname ou em um incendio, o que são?

Nada além do amor

Acho isso discutível. No caso da comparação entre exus e quiumbas, creio que dá, sim, para fazer uma distinção entre "bem" e "mal", tendo como parâmetro que "bom" é aquilo que contribui para a evolução e "mau" é o que contribui para a estagnação.

Exus são espíritos de luz, que trabalham para ajudar, para tirar do sofrimento, para proteger. Já os quiumbas são seres mercenários, que fazem qualquer coisa em troca de "pagamento". São eles os responsáveis pelos trabalhos de magia negra.

Creio que, em alguns casos, a distinção entre "bem" e "mal" se faz de forma bem clara.

Share this post


Link to post
Share on other sites

OS EXUS são GUARDIÕES

Das entidades de umbanda Exu é que mais polêmica e discussão geram entre curiosos e até mesmo integrantes dos Cultos de Umbanda.

Para começar diremos que EXU NÃO É:

Uma entidade trevosa que realiza desejos escusos. Exu não tem nada a ver com as imagens comercializadas. Não é vingativo, violento e cruel. Não usa capa vermelha ou preta. Não tem "pé" de bode. Não é todo vermelho. Não tem rabo e nem chifres. Não come galinha ou carnes cruas. Nem bebem até deixar seus "cavalos" sem condições de andar.

Não negamos que existem entidades que se apresentam ou sejam até mais horrendas do que as imagens de mau gosto encontrado nas casas de artigos religioso, mas estas entidades com toda certeza não são Exus.

Exu, na realidade é guardião da Luz para as Sombras, e das Sombras para as Trevas, e é ele que COMBATE às entidades que possuem as formas mais horrendas e esquisitas. Estes seres ainda encravados no mal são os chamados KIUMBAS e são violentos, vingativos e cruéis.

http://www.paijoaquimdearuanda.com.br/page_6.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem gente vou dar minha opinião, Exu, classe de espíritos especializada, como se fossem soldados. Como já li, alguns que estagiam na matéria nas forças armadas, podem ao desencarnarem ocupar esta função. Agora também tem muito espírito se auto denominando Exu. Então, nome ou título não importa. O que importa são as atitudes e a mensagem que passa. E isto vale pra encarnados também.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só pra afirmar e corroborar algumas coisas ditas aqui, eu já fui em centros de umbanda, e estou lendo "Os senhores da escuridão", o segundo livro da trilogia do Robson Pinheiro (Legião, Senhores da escuridão e A marca da besta), os "exus" que fazem tanto o bem como o mal dos outros por energia são os famosos quiumbas (ou kiumbas, eu não sei ao certo), quanto aos exus de verdade, se alguém pede algum "favor" para o mal, ele simplesmente se desliga da conversa ou abre espaço para outro espírito se você insistir demais, eles não compactuam com esse tipo de pensamento.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 19/12/2011 at 09:41, pseudo-pseudal disse:

pela minha experiência, digo que o Exu não é bom nem ruim, ele é um meio termo. Já participei de mesas onde um Exu se dizia o protetor e realmente "protegia" e "ajudava" aquele grupo de pessoas. Como já presenciei, num terrero, um Exu dizendo que iria acabar com a vida de uma pessoa pois ela "mexeu" com um protegido. Bom, esses dias batendo um papo sobre a vida extrafísica desse espírito, perguntei se ele já fez trabalhos para o mal das outras pessoas. Ele me disse da seguinte forma: "Aqui, na cavala, eu só faço o bem pois conheço ela e ela não tem pensamento ruim. Já no terrero com fulano, eu trabalho pros dois lados". Daí eu perguntei o motivo daquilo, ele disse que era pois ainda precisava de sensações físicas como cigarro, bebida, comida etc. E que pra ele era indiferente fazer o bem ou o mal, "é apenas energia".

À partir disso, percebemos o quanto somos humanos e o quanto ELES são humanos, propensos a errar, acertar, fazer o bem e o mal. Não diferem nenhum pouco de nós, exceto pela ausência de corpo físico deles.

98% dos mediuns de umbanda sao lucidos, ou seja, durante a incorporaçao ve, ouve, e lembram de tudo, tem tb os semi-concientes que lembram somente alguns momentos e os inconcientes que sao raros e provavelmente se vc conhecer um seria uma seria velho.

Pelo fato de um medium ser conciente ele pode sim inflenciar sua incorporaçao, por isso o medium tem que ter um equilibrio sobre o fato de que esta no local para praticar a caridade.

E para mim eh inadimissivel exu ameaçar alguem, p mim concerteza esse medium esta misturando seus sentimentos pela pessoa que fez algo p ela.

Exu, caboclo ou qualquer entidade não usa a bebida ou cigarro para sentir as sensaçôes fisicas, eles manipupam as energias que emanam desses elementos, eles nao usam o cigarro e a bebida por prazer como nos usamos.

A diferença entre nos e eles eh que nos temos sim um corpo, mas eles manipulam energias diversas tanto no astral quanto no mundo material.

 

Edited by Priscila bittencourt
Por que citei o comentario antes de eu dar minha opiniao.obrigada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gente,

Se a pessoa não decidir Incorporar mais o Exu e sair da Umbanda ou Candomblé, ele (a) poderia apenas dizer que não gostaria de trabalhar com eles ?

Se forem espíritos de luz, aceitarão a decisão do seu protegido. 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, Ashram disse:

Gente,

Se a pessoa não decidir Incorporar mais o Exu e sair da Umbanda ou Candomblé, ele (a) poderia apenas dizer que não gostaria de trabalhar com eles ?

Se forem espíritos de luz, aceitarão a decisão do seu protegido. 

 

 

Eu deixei de frequentar o Candomblé há uns 3 ou 4 anos atrás e, com isso, deixei de incorporar Exu ou qualquer outro catiço pois esse tipo de coisa tem que ser feito direito e não em casa de qualquer jeito. E nunca tive problemas com isso.

Foi uma escolha minha e eles conhecem meus motivos pois foram os primeiros a quem comuniquei minha decisão.

Espíritos evoluídos que fazem um trabalho sério nunca vão forçar ninguém a nada. Não importa se são Exu, Caboclo, Preto velho ou qualquer outra linha.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.