Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Chico Xavier era Doente Mental


Recommended Posts

quanto a questão do video, eu não conseguiria dizer de forma mais simples e clara do que como o pseudo-pseudal colocou, então eu me limitarei a repetir suas palavras.

Ele contém informações validas e que tiveram ao mínimo um tempo de pesquisa, ou seja, o cara se embasou pra falar o que falou. A questão ali é que ele cometeu um erro amador que foi julgar com base em evidências superficiais. 1 Eletro não é capaz de provar definitivamente que qualquer pessoa tem alguma anormalidade. 1 eletro, nesse caso, serviria de base para futuras pesquisas e aprofundamento. Já nas outras afirmativas dele sobre as fraudes, não posso questionar fatos. Houveram fraudes, admitidas por ambas as partes e por alguns que viviam nos bastidores. Se isso invalida todo o trabalho, é uma questão que vale a pena ser discutida em outra ocasião. Na minha opinião, tudo vale a pena ser aproveitado, o que não prestar, joga-se fora. Simples assim.
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 60
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

eu respeito a opinião de vcs, mas eu discordo dos dois.

eu acho que a emoção deve ser anulada em qualquer discussão, pois qualquer uma delas, principalmente as negativas nublam a nossa mente, atrapalha o raciocinio limpo, na verdade, nem atrapalha, impede mesmo.

eu penso que é importante racionalizar tudo.

Esse é o maior absurdo que ouvi...rsrsrs

Racionalizar tudo é nos tornar robôs. Frios, calculistas...

Vide Hitler, Napoleão...

Isso está muito longe de ser bom.

Agora veja os exemplos de evolução que temos: Jesus e Buda. Sentimentos nobres e evoluídos. Não são sentimentos do astral, mas são sentimentos.

Isso está muito longe de ser ruim.

Até porque, das duas maiores virtudes conhecidas pelo homem, uma delas é "emocional" e a outra é "racional": AMOR e SABEDORIA. Já dizia Buda meu amigo: Equilibrio! Esse é o caminho.

...eu to cansado de ver pessoas negarem fatos só pq elas vieram de modo agressivo, e daí que vieram de modo agressivo, fato é fato e acabou.

Sim, nunca ouviu o termo "perdeu a razão"? É assim mesmo...nada na vida tem que ser IMPOSTO por alguém. É necessário ARGUMENTAR e é necessário SABER ARGUMENTAR, senão vira anarquia.

E me desculpe, não foi o caso do autor do vídeo não...

Não sei aonde vocês viram argumentos ali. Eu vi insinuações, deduções e acusações sem fundamentos.

vc não acha estranho que o modo como a informação é passada possa mudar a sua visão da realidade?

a informação é a mesma, mas se ela for boazinha eu vou concluir X, se ela vier agressiva eu vou concluir Y.

isso é um modo de autocorrupção.

Discordo mais uma vez. O Ser Humano não é só racional nem só emocional. É o equilibrio.

A aceitação de qualquer coisa dentro de humanas requer duas etapas: A racional e a emocional. Não saber lidar com alguma dessas partes é anular parte do conteúdo.

é por isso que eu acho importante superar essa influencia emocional, não importa de que modo vem a critica, o que importa é o que ela diz.

Nada deve ser imposto. Ninguém é detentor da razão absoluta. Não é porque ela acredita que seus argumentos são válidos, que eles são realmente válidos.

Muitas pessoas que pensam assim acham que é valido matar uma dezena de pessoas em prol de salvar milhões. Racionalmente isso é válido. O que nos impede é a pitada dos sentimentos.

pois é, eu não disse que era facil.

alias, nesse caso, alguem com mais cosmovisão sentiria pena e compaixão ao inves de raiva e dor.

Sim: Evolução natural.

Mas existe algo muito importante: Não é só a evolução pessoal que conta. Existe a evolução coletiva. E como a maioria esmagadora é ignorante, ataques assim não devem ser estimulados ou tolerados, e sim combatidos, pois compromete uma possível evolução de MUITOS.

Discordar é normal, argumentar é válido, desde que tenha CONTEÚDO para tal. Para mim, dizer "Chico era doente mental porque um eletro deu resultados anormais" é ignorância, estupidez. Mas para uma pessoa com pouco DISCERNIMENTO, pode parecer sábio.

como vc concorda com isso que ele disse e discorda de mim?

eu acho que nós estamos enxergando a palavra imaturidade de forma diferente.

brincar é perda de tempo mesmo, é outra expressão de imaturidade.

aí vc diz, ah mas é só uma criança.

aí eu digo, sim, por isso que ela é imatura, com o tempo ela vai crescer e amadurecer.

eu não estou julgando a criança não, cada criança tem seu tempo, mas se ela já tem consciencia que está perdendo muito tempo brincando ela pode pegar um livro pra ler de vez enquando, isso não vai prejudicar o crescimento dela não, pelo contrario, será muito bom.

nós não precisamos queimar etapas, mas podemos e é muito bom pra nós mesmo.

todos somos imaturos, todos nós, inclusive vc e eu.

não vem me dizer que vc não é imaturo pq vc não precisa queimar etapas, é imaturo sim e acabou :twisted: , nosso modelo é o serenão, ou jesus, ou buda tanto faz, se vc não é como o seu modelo então vc é imaturo. nós somos :hug .

eu só falei a respeito da imaturiodade da ofensa para nos esforçarmos, tentarmos queimar algumas etapas, mas vc parece que levou esse papo de imaturida mais a serio do que deveria.

talvez eu devesse retirar a palavra imaturidade, para evitar essas coisas, apartir de agora vou dizer que se sentir ofendido é ruim, é negativo, é falta de cosmovisão, é algo que deve ser superado.

Ai quem confundiu foi você. O conceito de maturidade utilizado aqui é para os padrões atuais da sociedade, e para padrões até mesmo bastante acima, se ofender com um desrespeito é natural.

Deve ser superado? Não diria isso...diria que vai ser superado naturalmente a medida que evoluímos, mas vejo essa etapa muuuuuuuuuuuito longe, e nem creio que dentro de uma camada carnal sejamos capazes de superar. Mas está errado? Não. Está em desacordo com algo? Não. Alguém evoluído deu exemplo do contrário? Não.

Link to comment
Share on other sites

eu respeito a opinião de vcs, mas eu discordo dos dois.

eu acho que a emoção deve ser anulada em qualquer discussão, pois qualquer uma delas, principalmente as negativas nublam a nossa mente, atrapalha o raciocinio limpo, na verdade, nem atrapalha, impede mesmo.

eu penso que é importante racionalizar tudo.

Splinter, não consigo acreditar na consistência dos teus argumentos, concordo com o Gangrielrj. Você acha mesmo que suprimir qualquer forma de emoção (emoção, não de paixão) irá trazer algum avanço? Acha que a racionalidade é o único elemento que deve ser levado em conta? Não creio.

eu to cansado de ver pessoas negarem fatos só pq elas vieram de modo agressivo, e daí que vieram de modo agressivo, fato é fato e acabou.

Negar fato é uma coisa que nós NÃO fizemos de modo algum. Apenas colocamos o fato como "suspeito", visto não haver provas dele. O que estamos discutindo aqui é a agressividade do fato, que ao final é o que menos importa (concordo contigo neste ponto), portanto peço novamente: mudemos de foco.

vc não acha estranho que o modo como a informação é passada possa mudar a sua visão da realidade?

a informação é a mesma, mas se ela for boazinha eu vou concluir X, se ela vier agressiva eu vou concluir Y.

isso é um modo de autocorrupção.

O fato da pessoa concluir coisas diferentes da maneira que a informação é passada é, também, um problema do emissor da informação, e não apenas do receptor. E não dizemos, em momento algum, que pelo indivíduo ser agressivo as informações sejam falsas, afirmo isso novamente.

Ainda tem mais: O mundo é recheado, lotado, abarrotado e entupido de pessoas ignorantes. Você tem idéia de como é difícil conseguir tocar nas emoções dessas pessoas? Como é difícil passar lições de moral e ética para pessoas imbecis?

Discordo dos argumentos do splinter, mas acho que a forma que ele aborda as coisas é mais respeitosa. Sinceramente, meu amigo, acha que está agindo de uma forma ao menos caridosa de chamar as pessoas de "imbecis" simplesmente por serem ignorantes em um determinado ponto de sua existência? Como podes tu garantir que não fora assim em existências passadas? Gostaria tu de ser chamado de imbecil por alguém que supostamente soubesse mais do que você?

Agora sim, percebo que passamos da fuga ao tema para o desrespeito, uma visão fechada e agressiva dos fatos. Splinter, percebe a nebulosidade de informações? A informação chega, e nós entendemos, mas pela agressividade e maneira enérgica fica difícil chegar a um consenso. Funciona como um projeto de Lei, por exemplo, votado aos berros e agressões: dificilmente se chegará a um consenso, seja por ofensas, seja por dificuldade de chegar a uma conclusão, que é exatamente o que está acontecendo aqui.

A discussão sobre a natureza da elevação moral do ofendido estava interessante, até partir pra um campo de ofensa ao próximo e agressões. Espero que o tópico mude de rumo.

Link to comment
Share on other sites

Discordo dos argumentos do splinter, mas acho que a forma que ele aborda as coisas é mais respeitosa. Sinceramente, meu amigo, acha que está agindo de uma forma ao menos caridosa de chamar as pessoas de "imbecis" simplesmente por serem ignorantes em um determinado ponto de sua existência? Como podes tu garantir que não fora assim em existências passadas? Gostaria tu de ser chamado de imbecil por alguém que supostamente soubesse mais do que você?

Agora sim, percebo que passamos da fuga ao tema para o desrespeito, uma visão fechada e agressiva dos fatos. Splinter, percebe a nebulosidade de informações? A informação chega, e nós entendemos, mas pela agressividade e maneira enérgica fica difícil chegar a um consenso. Funciona como um projeto de Lei, por exemplo, votado aos berros e agressões: dificilmente se chegará a um consenso, seja por ofensas, seja por dificuldade de chegar a uma conclusão, que é exatamente o que está acontecendo aqui.

Entendo que não concorde com meu comportamento, e digo: Sim, com toda a certeza já fui até mais imbecil do que a grande massa.

Mas o termo utilizado por mim (imbecil) não é referente a um assunto específico. Eu uso o termo quando no CONJUNTO não tem praticamente NADA que se aproveite.

É uma ofensa? Infelizmente é...Mas é o único adjetivo que encontro no momento para o tipo de pessoa na qual me referia. Se você tiver algum mais apropriado, por favor, me indique o termo.

A discussão sobre a natureza da elevação moral do ofendido estava interessante, até partir pra um campo de ofensa ao próximo e agressões. Espero que o tópico mude de rumo.

Olha, eu tenho uma forma de agir muito peculiar, e as vezes extremamente mal compreendida.

Eu o respeito na mesma medida que você me respeitar. Se você colocar uma vírgula de desrespeito no seu comportamento, eu coloco outra no meu. Simples assim.

Agora pergunto: Ofendi alguém aqui com este comentário? Acho que aqui no fórum não existem pessoas do nível que mencionei...mas infelizmente, fora daqui é maioria. Pessoas fúteis, vazias, ignorantes e que não sabem distinguir pau de pedra, que batem palma pra ignorância e vaiam sabedoria.

Massacram pessoas boas e idolatram pessoas cruéis. Não possuem um pingo de compaixão, amor, empatia...nada! Desculpe, mas essas pessoas só vão receber o que há de pior em mim (exceto em situações em que baixem a guarda e peçam ajuda).

Desculpe mais uma vez, mas não sou a favor de receber fezes e dar flores em troca.

Nós só sabemos a intensidade da dor quando sentimos ela. Se toda vez que eu te beliscasse, você fizesse o mesmo, uma hora eu iria parar, porque veria o quanto dói.

Mesma coisa para pessoas como o autor do vídeo que deu origem ao tópico. Tolerância pra quem é tolerante.

...dificuldade de chegar a uma conclusão...

E precisa? Eu acho que só de debater, ver opiniões contrárias, possíveis argumentos, pontos de vista diferentes e receber material para futuras meditações sobre a vida já é suficiente. Acho até inclusive que esse é o objetivo, pois conclusão, cada um terá a sua.

Link to comment
Share on other sites

Mas pelo menos serviu de exemplo do quanto argumentar de forma ofensiva pode ser prejudicial para o andamento da discussão...huhauahuahuahauhauahua :lol:

Só para ilustrar: "O imbecil é caracterizado por sujeitar-se facilmente às sugestões, podendo constituir-se em perigo para outrem, por conta disso: se sugestionado para o mal, não têm os freios morais para questionar."

Fonte: Wikipedia

- Qualquer semelhança com o povão não é mera coincidência... :lol:

Link to comment
Share on other sites

Entendo que não concorde com meu comportamento, e digo: Sim, com toda a certeza já fui até mais imbecil do que a grande massa.

Mas o termo utilizado por mim (imbecil) não é referente a um assunto específico. Eu uso o termo quando no CONJUNTO não tem praticamente NADA que se aproveite.

Ainda sim não muda o teor do argumento. Chamar o povo de imbecil ainda é uma forma rude de abordagem, em mesmo grau da abordagem do criador do tópico. Não estou buscando te moralizar, mas apenas tentando acertar as coisas no tópico.

É uma ofensa? Infelizmente é...Mas é o único adjetivo que encontro no momento para o tipo de pessoa na qual me referia. Se você tiver algum mais apropriado, por favor, me indique o termo.

Encontrará termos mais apropriados a partir do momento que buscar reformular o entendimento e compreensão para com o próximo. Tu mesmo já reconhece que talvez já fora mais ignorante que a grande maioria, e posso te dizer com certeza que, mesmo sem as normas básicas de educação, não gostaria se alguém te chamasse (ou aos seus pares) de imbecil.

Agora pergunto: Ofendi alguém aqui com este comentário? Acho que aqui no fórum não existem pessoas do nível que mencionei...mas infelizmente, fora daqui é maioria. Pessoas fúteis, vazias, ignorantes e que não sabem distinguir pau de pedra, que batem palma pra ignorância e vaiam sabedoria.

Ora, todos aqui concordam com isso (principalmente com os adjetivos que você usou, bem melhores agora).

Massacram pessoas boas e idolatram pessoas cruéis. Não possuem um pingo de compaixão, amor, empatia...nada! Desculpe, mas essas pessoas só vão receber o que há de pior em mim (exceto em situações em que baixem a guarda e peçam ajuda).

Desculpe mais uma vez, mas não sou a favor de receber fezes e dar flores em troca.

E alguém seria a favor disso? A verdade é que você não deve ser gentil e amoroso com quem é rude e fútil, mas buscar afastar-se e compreender o próximo na medida das suas limitações, em vez de criticar. Daí o retorno é imediato: não se cria vínculos agressivos com os que ainda não possuem boa compreensão.

Nós só sabemos a intensidade da dor quando sentimos ela. Se toda vez que eu te beliscasse, você fizesse o mesmo, uma hora eu iria parar, porque veria o quanto dói.

Isso poderia abrir portas para outros tipos de conduta, a exemplo de eu dar uma pedrada em alguém porque ela me atirou uma pedra, daí ela veria o quanto dói. Isso resolve algo? Não estou dizendo para não fazer nada, mas essa é a melhor forma de agir?.

E precisa? Eu acho que só de debater, ver opiniões contrárias, possíveis argumentos, pontos de vista diferentes e receber material para futuras meditações sobre a vida já é suficiente. Acho até inclusive que esse é o objetivo, pois conclusão, cada um terá a sua.

Usei o termo errado: não estamos tendo dificuldade de chegar a uma conclusão, estamos tendo dificuldade de elaborar CONCEITOS BÁSICOS de diálogo, não conseguimos nem definir a origem de uma palavra e os seus efeitos morais (ofensa). Há modos melhores de dialogar.

O problema é que por vezes pensamos que a nossa retórica, a nossa forma de abordagem, é assim e pronto (imutável), só porque "eu sou assim", "esse é o meu jeito".

Como já vi com MUITOS outros por aqui e dialoguei, não são poucos os que acusaram ser "incompreendidos" pelo que falam. Ora, o problema está apenas no efeito? Não tem nada a ver com a causa? Eu mesmo já tive discussões acaloradas de temas complicados com muita gente aqui, e nunca sequer me ofenderam... agora, a recíproca sempre foi verdadeira, nunca coloco sequer uma retórica agressiva em meus comentários, e isso com certeza reflete-se no meu modo de falar e agir no dia a dia, sendo o fórum um "treinamento".

A incompreensão, como eu disse para o splinter, pode ser também um problema do emissor.

Link to comment
Share on other sites

Ainda sim não muda o teor do argumento. Chamar o povo de imbecil ainda é uma forma rude de abordagem, em mesmo grau da abordagem do criador do tópico. Não estou buscando te moralizar, mas apenas tentando acertar as coisas no tópico.

...

Encontrará termos mais apropriados a partir do momento que buscar reformular o entendimento e compreensão para com o próximo. Tu mesmo já reconhece que talvez já fora mais ignorante que a grande maioria, e posso te dizer com certeza que, mesmo sem as normas básicas de educação, não gostaria se alguém te chamasse (ou aos seus pares) de imbecil.

É, realmente você parece ser uma pessoa com a moral melhor que a minha.

Eu prefiro não poupar os lobos, para não sacrificar as ovelhas.

E o mesmo vale para mim e para as pessoas que são queridas por mim. Caso cheguem ao nível das pessoas que mencionei, não vejo nada de doloroso para mim se elas forem chamadas assim. Se são imbecis, o termo é esse... =/

Ofenderia sim, se não fossem.

Entenda que não me refiro a defeitos e a pequenos focos de ignorância, pois todos temos em menor ou maior grau, mas a um conjunto amplo de defeitos isento de qualidades básicas.

Continuo achando que o termo mais apropriado para resumir é esse, senão vou ter que usar muitas palavras como: Ignorante, fútil, vazio, cruel e etc toda vez que for falar disso... =/

O problema é que por vezes pensamos que a nossa retórica, a nossa forma de abordagem, é assim e pronto (imutável), só porque "eu sou assim", "esse é o meu jeito".

De forma alguma! Caso algo me convença de que estou errado, vou procurar mudar meu comportamento sim. Mas infelizmente já fui muito compreensivo, muito "bonzinho" e já acariciei muita cabeça de cão raivoso...e terminei mordido. =/

Hoje prefiro agir assim como eu disse: Tolerante com os tolerantes, e raivoso com os raivosos.

Link to comment
Share on other sites

É, realmente você parece ser uma pessoa com a moral melhor que a minha.

Eu prefiro não poupar os lobos, para não sacrificar as ovelhas.

E o mesmo vale para mim e para as pessoas que são queridas por mim. Caso cheguem ao nível das pessoas que mencionei, não vejo nada de doloroso para mim se elas forem chamadas assim. Se são imbecis, o termo é esse... =/

Ofenderia sim, se não fossem.

Entenda que não me refiro a defeitos e a pequenos focos de ignorância, pois todos temos em menor ou maior grau, mas a um conjunto amplo de defeitos isento de qualidades básicas.

Continuo achando que o termo mais apropriado para resumir é esse, senão vou ter que usar muitas palavras como: Ignorante, fútil, vazio, cruel e etc toda vez que for falar disso... =/

Moral melhor que a sua? Que nada! Ainda faço cada besteira que acho que ficarias impressionado! :D

Aliás, falar é mais fácil que fazer. Embora eu tente melhorar, ainda falho bastante nesse aspecto e em muitos outros.

Quanto ao termo utilizado, temos sempre que buscar não apenas o significado da palavra no dicionário, pois que em uma conversa no dia a dia nós podemos causar um mau retorno (feedback) dos nossos comentários. O que importa nesse caso é analisar a acepção popular de certas palavras (como imbecil ou tapado, por exemplo), que certamente são acepções bem mais ofensivas que o próprio significado delas.

Se começarmos a buscar um modo mais eficiente de escrita, logo teremos um modo mais eficiente de pensamento, evoluindo para a fala e depois para a ação. Ou seja: o simples ato de buscar se expressar de forma mais "suave" e "compreensiva", por assim dizer, pode ter grandes efeitos na nossa constituição moral.

Mas esse é um caminho longo. :D

Link to comment
Share on other sites

Acha que a racionalidade é o único elemento que deve ser levado em conta? Não creio.

sim, é isso que eu acho, a emoção altera a nossa visão da realidade, ela distorce as informações, eu não vejo outra solução para esse problema senão esse.

agora eu não disse suprimir, eu disse superar, no sentido de sobrepairar, estar acima, não deixar que as emoções influencie nossa visão, nossa opinião, nossa conclusão.

eu to cansado de ver pessoas negarem fatos só pq elas vieram de modo agressivo, e daí que vieram de modo agressivo, fato é fato e acabou

Negar fato é uma coisa que nós NÃO fizemos de modo algum.

foi só um exemplo, para clarear a ideia, não falei isso pensando em ninguem especifico.

O fato da pessoa concluir coisas diferentes da maneira que a informação é passada é, também, um problema do emissor da informação, e não apenas do receptor. E não dizemos, em momento algum, que pelo indivíduo ser agressivo as informações sejam falsas, afirmo isso novamente.

é verdade sim, sem duvida nenhuma o emissor tem um problema, mas se nós nos influenciamos pelo problema dele então tbm temos um problema. a emoção nos influencia no modo de fazer vermos o que gostariamos de ver, e não o que de fato é, em outras palavras, a emoção nos leva a autocorrupção.

superar as influencias das emoções, sobreparaira-las, racionalizar as informações, eu não vejo outra solução.

Link to comment
Share on other sites

Quanto ao termo utilizado, temos sempre que buscar não apenas o significado da palavra no dicionário, pois que em uma conversa no dia a dia nós podemos causar um mau retorno (feedback) dos nossos comentários. O que importa nesse caso é analisar a acepção popular de certas palavras (como imbecil ou tapado, por exemplo), que certamente são acepções bem mais ofensivas que o próprio significado delas.

pois é, eu não devia ter usado a palavra "imaturo", e grangelrj não deveria ter usado o "imbecil", isso teria facilitado bastante essa discussão.

como elopes disse, o caminho é longo, então sejamos compreensivos uns com os outros. :drinks

Link to comment
Share on other sites

não existe equilibrio nesse caso, se for influenciado é autocorrupção, se não for então sobrepairou o processo, não tem como ser e não ser influenciado ao mesmo tempo, ou foi ou não foi.

Mas ai é porque você está seguindo a premissa de que o racional é mais importante que o emocional...

Na verdade eles possuem a mesma importância. Por isso a necessidade do equilíbrio.

Quando perdemos a razão por permitir que os sentimentos superem, nos tornamos coléricos, agressivos e etc...

E quando perdemos os sentimentos por permitir que a razão supere, nos tornamos frios, desumanos e repulsivos, para não dizer robotizados.

Mesma importância para ambos.

Mas você tem todo o direito de ser como desejar ser...mas acho que em algum momento você vai perceber a falta que o sentimento faz na tomada de inúmeras decisões comportamentais.

Link to comment
Share on other sites

@miguelsoul

É bem disso que eu to falando, olha só o "Miguelsoul" nem me conhece e já decidiu o que eu sou...

Eu sou engenheiro quimico e minha esposa é médica, discutimos muito este tipo de assunto num nível muito alto, como você mesmo disse "cientificamente"..

Mas eu concordo com você numa coisa! Quando eu disse controlar energias e você disse "que eu senti emocões e não raiva ou ódio,etc.." Pra mim meu amigo vc num explicou nada!!! é como os cientistas definem a fotossíntese ( não se sabe o mecanismo das reações que ocorrem no âmbito global).

Eu vou tentar explicar pra vc em algumas linhas o que eu venho estudando há 18 anos já ( e confesso que ainda estou engatinhando...).

Considere que Sentimentos e Emoções são coisas totalmente diferentes, e por analogia pra explicar meu raciocício pense que o ódio=1 e o amor=10...

Agora considere que as emocões estão nos 3 chacras mais baixos, onde se encontra o ódio, raiva, malidiscência,etc..

E nos chacras mais altos, por exemplo o cardíaco encontra-se o amor, carinho, caridade, continuidade,etc...

Digamos agora por exemplo que sua consciênia está engatinhando nos primeiros raios do chacra cardíaco, portanto vc "É", uma consciencia que já saiu dos processos emocionais ( aliás só reencarna quem tem processos emocionais para serem resolvidos..)

Agora por algum motivo vc xingou um cara no trânsito...Pronto! Vc acabou de gerar energias emocionais de qualidade 1,2,3 ou 4 sei lá....

Uma vez que vc gera, vc absorve um pouco pra vc e devolve para o ambiente também... Eu poderia escrever muito mais sobre isso, como disse são anos de pesquisas...

Quanto ao que vc disse que talvez eu num saiba a diferença de sonho, sonho-lúcio e projeção...

Eu só posso dizer que a projeção astral SÓ SABE QUEM JÁ TEVE!!! Pra quem num teve eu nem perco meu tempo em explicar....( mas eu explico para pessoas mente abertas e desarmadas ).

lembrando que essa é a minha verdade e ninguém tem que acreditar.

Obrigado

Primeiro, você não está tentando controlar suas "energias", você está tentando controlar suas emoções (algo provado cientificamente)!

Segundo, você não disse o "porque" você sentiu raiva, mas acredito que seja pelo fato dele ter feito uma colocação na qual você não conseguiu achar uma explicação. E se for uma Farsa? Você já viu algum espírito, que não seja em uma Projeção? O que faz você acreditar que você saiu de seu corpo? Poderia ter sido apenas um Sonho Lúcido! Você talvez diga que você estava em um nível de consciência acima do normal, este "nível de consciência" acima de normal, também já foi explicado cientificamente, pela Psicologia. Apenas um tipo de Expectativa que é criada no Consciente da pessoa e que mais tarde consegue ultrapassar as barreiras do nosso nível crítico (Lógica do cérebro) afetando nossas emoções, para que acreditemos que realmente estávamos fora do corpo, quando na verdade foi apenas uma ilusão que seu próprio Subconsciente criou para fazer você acreditar que saiu do corpo!

Link to comment
Share on other sites

É sobre estas coisas que eu gosto de debater. Estes "Chacras", qual o sentido nisto? Você acreditar que é possível gerar energias por algo que você nunca viu? E não que o nosso próprio cérebro poderia ter criado ou 'Ancorado' aquelas emoções?

Bem, desculpe caso eu tenha ofendido alguém defendendo as minhas Teorias. (Este é um fórum de Debate)! E obrigado por terem deixado postar minhas opiniões.

Link to comment
Share on other sites

Os Chacras podem ser vistos sim por pessoas que são Clarividentes. Quem não é Clarividente pode senti-lo!!!

O fato de você meu amigo não vê-lo!!! não significa que eles não existem.....Você vê frenquências de rádio? TV? WIRELESS? BLUETOOTH? acredito que não! Mas te garanto que existem...

A pessoa desencarna quando o chacra cardíaco deixa de funcionar ( não gera mais energia ).

Só geramos energia porque temos um corpo físico para retirar energia. Um espírito não tem corpo físico para tirar energia, por isso eles assediam...

É sobre estas coisas que eu gosto de debater. Estes "Chacras", qual o sentido nisto? Você acreditar que é possível gerar energias por algo que você nunca viu? E não que o nosso próprio cérebro poderia ter criado ou 'Ancorado' aquelas emoções?

Bem, desculpe caso eu tenha ofendido alguém defendendo as minhas Teorias. (Este é um fórum de Debate)! E obrigado por terem deixado postar minhas opiniões.

Link to comment
Share on other sites

Os Chacras podem ser vistos sim por pessoas que são Clarividentes. Quem não é Clarividente pode senti-lo!!!

O fato de você meu amigo não vê-lo!!! não significa que eles não existem.....Você vê frenquências de rádio? TV? WIRELESS? BLUETOOTH? acredito que não! Mas te garanto que existem...

A pessoa desencarna quando o chacra cardíaco deixa de funcionar ( não gera mais energia ).

Só geramos energia porque temos um corpo físico para retirar energia. Um espírito não tem corpo físico para tirar energia, por isso eles assediam...

É sobre estas coisas que eu gosto de debater. Estes "Chacras", qual o sentido nisto? Você acreditar que é possível gerar energias por algo que você nunca viu? E não que o nosso próprio cérebro poderia ter criado ou 'Ancorado' aquelas emoções?

Bem, desculpe caso eu tenha ofendido alguém defendendo as minhas Teorias. (Este é um fórum de Debate)! E obrigado por terem deixado postar minhas opiniões.

Agora prove isto cientificamente! Usando Fatos! Dizem que Psicologia é o estudo, tanto da alma quanto do cérebro. Mas a Espiritualidade NUNCA será uma fonte confiável de estudo! É o Freud X Jung, de novo!

Link to comment
Share on other sites

Agora prove isto cientificamente! Usando Fatos! Dizem que Psicologia é o estudo, tanto da alma quanto do cérebro. Mas a Espiritualidade NUNCA será uma fonte confiável de estudo! É o Freud X Jung, de novo!

Muito "cuidado" com o que tu afirmas, meu caro. O fato de não conseguirmos analisar fenômenos inexplicáveis da espiritualidade não quer dizer que ela é incompatível com a ciência, mas tão somente que não alcançamos determinado grau de depuração sensorial e investigativa.

Ora, a bioenergia e o magnetismo energético já são comprovações basilares da ciência... não são estas as principais formas de expressão dos fenômenos espirituais? Certamente que sim. O que ainda nos impede de associar uma coisa a outra é a ausência sensorial e os "pré-julgamentos do cientista", que, por vezes, nega-se a tentar associar um ao outro.

Não limite teus próprios argumentos. Ao dizer que algo NUNCA vai ocorrer, coloca a ti mesmo em suscetibilidade para um dia, muito provavelmente, se enganar redondamente, além de se fechar para novos horizontes investigativos.

Link to comment
Share on other sites

Os Chacras podem ser vistos sim por pessoas que são Clarividentes. Quem não é Clarividente pode senti-lo!!!

O fato de você meu amigo não vê-lo!!! não significa que eles não existem.....Você vê frenquências de rádio? TV? WIRELESS? BLUETOOTH? acredito que não! Mas te garanto que existem...

A pessoa desencarna quando o chacra cardíaco deixa de funcionar ( não gera mais energia ).

Só geramos energia porque temos um corpo físico para retirar energia. Um espírito não tem corpo físico para tirar energia, por isso eles assediam...

É sobre estas coisas que eu gosto de debater. Estes "Chacras", qual o sentido nisto? Você acreditar que é possível gerar energias por algo que você nunca viu? E não que o nosso próprio cérebro poderia ter criado ou 'Ancorado' aquelas emoções?

Bem, desculpe caso eu tenha ofendido alguém defendendo as minhas Teorias. (Este é um fórum de Debate)! E obrigado por terem deixado postar minhas opiniões.

Agora prove isto cientificamente! Usando Fatos! Dizem que Psicologia é o estudo, tanto da alma quanto do cérebro. Mas a Espiritualidade NUNCA será uma fonte confiável de estudo! É o Freud X Jung, de novo!

Cara! eu num tenho que provar nada!! Você acredita naquilo que você quiser. E outra, se você num tem a mente aberta, está perdendo tempo neste forum. Vai estudar, vai pesquisar, vai crescer. Acredite naquilo que é coerente pra você e seja feliz.

Se vc precisa de prova científica comece pesquisando esse cientista aqui: Semyon Davidovich Kirlian.

Link to comment
Share on other sites

Minha Teria é "Ilusões de Grandeza" ou "Trantorno de Personalidade Esquizotípica"! Mas nunca se sabe!

Desde que você fundamente de forma lógica a teoria (coisa que você não fez) não há problema.

Pesquisa no Google!

Lógica? O tópico é sobre um cara que conversa com espíritos e você quer lógica?

Link to comment
Share on other sites

miguelsoul, eu acho que vc deveria enfatizar o "mas nunca se sabe" do seu penultimo post.

vc tem feito sua propria pesquisa ou só pesquisou no google e escolheu sua teoria preferida?

tem feito as tecnicas energeticas?

tem feito as tecnicas projetivas?

vc já sente a energia?

tem anotado as experiencias, as sensações, e avaliado seus avanços?

Link to comment
Share on other sites

Pesquisa no Google!

Se você está apresentando uma teoria em um caso concreto, você é que deve fundamentar, meu amigo. Não basta dizer que é algo e pronto, do contrário, seus argumentos ficam fracos.

Lógica? O tópico é sobre um cara que conversa com espíritos e você quer lógica?

Sim.

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share


×
×
  • Create New...