Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Um longo dia!!!


Fulvio
 Share

Recommended Posts

"O relato é grande, desculpem."

O dia foi bem tenso.

Tivémos um susto logo pela manhã com um pequeno problema com minha esposa. Esperamos que seja apenas um PRESTA ATENÇÃO.

Fomos para o hospital e enquanto ela fazia os exames, voltei pra casa para almoçar, responder alguns e-mails do trabalho e retornar para o hospital.

Na volta cometi um acidente assustador. Atropelei um carroceiro que erroneamente descia a rua na contra mão. Não o vi pois um carro tampava a visão. Graças a Deus foi apenas um susto, ele apenas ralou os pés. O carro amassou bem, mas de tudo foi o que menos importou.

De tudo que aconteceu me chateou muito as atitudes das pessoas na rua em seus carros. Preocupadas apenas com o seu umbigo, buzinavam e xingavam. Me senti muito mal ao ser hostilizado por dois homens em um carro. Cheguei inclusive a desejar mal, nao de coração, mas por raiva, por estar inconformado pela atitude.

Em contrapartida, tem aqueles que olham por você, estão ao seu lado. Deste, posso citar algumas pessoas que mal posso reconhecer o rosto, devido ao nervoso no momento e meu antigo barbeiro, o Pacheco. Cortava meu cabelo quando eu era criança. Estava lá, ao meu lado e me deu o suporte necessário. Apenas a presença ao lado ja foi reconfortante.

Tudo bem.

Cheguei no hospital totalmente zonzo e fui de encontro com minha esposa, assustada com tudo que estava acontecendo com ela e ainda tive que conversar sobre mais este probleminha. Ela, abençoada que é, como sempre proferiu palavras sábias. Sou abençoado.

Agora ela esta internada, para exames de rotina.

Dormi esta noite com ela, dia 20/04 para 21/04, ao menos tentamos dormir. De duas em duas horas, alguém entrava no quarto, exames de rotina, o que facilitou minha consciência ficar ligada durante o sono.

Estava um pouco receoso de sair em um hospital, mas sentia ao mesmo tempo uma paz presente, certamente pelo trabalho dos espíritos que trabalhavam naquele local.

No meio da noite sinto minhas energias indo de um lado pro outro, até que eu consiga saltar do corpo.

Sentia alguém ao meu lado, sua presença, mas não o via.

Levantei no quarto e vi minha esposa deitada. Fui em direção à porta sem perder tempo, não queria perder a oportunidade de andar pelo hospital.

Estranhei a grade na primeira porta. A abri rapidamente e em seguida a porta. Uma escada em caracol que não existia la e escutava passos, alguém descendo ela. Não pensei duas vezes em abrir a segunda grade e porta para sair do quarto.

La fora, várias pessoas. algumas sorriam, outras de jalecos brancos corriam pelos corredores. Via muitas crianças, livros, salas antigas. Muito movimento. Mal conseguia entender tudo aquilo. Andei por um tempo tentando assimilar tudo, mas em vão. Lembro de flashs e volto ao corpo.

Ainda em EV, caio ao lado do corpo. Estou mais denso, mais pesado e me esforço pra levantar e tentar sair de perto do corpo.

A mesma grade fechada. Abri-a e em seguida a porta. A mesma escada e os passos.

Desta vez, escuto uma voz. Uma senhora.

-Ja estou indo, tenha calma.

Dou uma passo pra tras e volto ao quarto. Ela esta com um uniforme antigo de enfermeira, mas mal consigo enxergar seu rosto, há um certo bloqueio.

Ela tenta me tocar, mas instintivamente eu não deixo.

Grito:

- Deixe-me ver suas mãos e seu rosto!

Ela faz força pra me agarrar mas não deixo.

Em determinado momento ela desiste de lutar comigo e sobe correndo, como se estivesse assustada e sobe as escadas.

Decido investigar, mal sinto medo, não estou só e as atitudes não são minhas.

Subo a escada e a senhora antes vestida de branco, esta com vestimentas pretas. Lembro de cabelos brancos, pele bem enrrugada. Ela cambaleia pelo local em meio a peças antigas, lúgubres.

Ela busca algo em uma mesa, debrussada e derrubando tudo. Vou de encontro a ela e grito:

-Aqui você não causará mais mal a nenhum paciente!

Agarro suas mãos impedindo que o artefato que esta nas mãos seja utilizado contra mim.

De minhas mãos, uma luz azul escura sai e ilumina sua face. Seus olhos se arregalam e ela grita, se transformando em uma massa disforme, colocação nude, vejo veias avermelhadas.

Com destreza incomum trabalho esta massa em minhas mãos até lançá-la por uma das enúmeras janelas do local.

Olho esta massa disforme caindo em um líquido lá embaixo. O local é assustador, parece uma cidade industrial abandonada, em meio a ácidos e outros líquidos corrosivos e nocivos.

Sua textura é grossa, gases esverdeados pairam no ar.

Vejo a massa disformes dissolver em meio à toda aquela imundisse ao mesmo tempo que os líquidos começam a borbulhar e subir, cobrindo toda aquela cidade morta.

De relance vejo a presença de um rapaz, mas é algo que acontece muito rápido.

A todo momento, sinto uma presença maior.

Estou calmo, seguro e com a consciência como a muito não tive em projeções.

Olho pelo local. Peças antigas, esqueletos de animais. As peças me lembram um filme de terror. Relógios, violinos, vasos, peças medievais, dignas de um castelo antigo.

Tenho pouco tempo analisando estas peças até voltar ao corpo.

Sinto um EV ainda e quero sair novamente do corpo para poder estudar mais o local, mas de imediato escuto uma voz atrás de mim:

-Ja chega!

O EV some no mesmo instante e sinto meu nariz tampar, o que faz com eu eu me mova para melhor respirar.

O que aconteceu?

Quem era aquela senhora?

Não sei dizer.

Espero que tudo esteja bem, que o trabalho necessário tenha sido realizado e que nada de errado aconteça a mim, minha família, minha esposa, amigos...e que sim, o hospital esteja bem.

Hoje passarei mais uma noite lá.

Espero ter nova experiência e que sim, possa ajudar aqueles que buscam ajuda, que aprenderam com seus erros, a aqueles que merecem realmente.

Paz e Luz.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...