Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Boa pergunta irmão...

Eu não posso falar muito sobre isso pois vi minha aura poucas vezes e nem ligo muito pra isso até, e as poucas vezes que eu vi foram violeta, azul e verde*( *provavelmente por causa do reiki...) mais eu acho que é de pouco em pouco mesmo, movimentando bastante as energias nos chackras e principalmente no frontal que tu deve ter uma visão mais ampla disso! Abraços o/

Link to comment
Share on other sites

Já há um ano que comecei a ver auras «propriamente»...

Eu quando era criança via sempre a branca, mas nem ligava.

Hoje, vejo já de todas as cores mesmo, mas mais comum o cor-de-rosa e o azul, as vezes o verde e o branco, e um pouco o vermelho e o roxo, também são comuns as vezes em que vejo um misturado de energia forte e luminosa verde, roxa e branca, é sempre uma boa experiência :D ...

Há quem diga que isso seja o duplo etérico, eu também acho que é, se ler o livro 'Mãos de Luz', vai ver que a aura é muito mais complexa do que imagina, se bem que agora também consigo distinguir o chackra coronário... :)

Quando estou no centro espírita, parece que vem uma pulsação na minha visão, e começo a ver de uma maneira diferente, e a ver a energia de tudo mesmo, como se tivesse a usar óculos de visão escura, e a ver toda a gente, com uma energia bem carregada e forte :?

Tenho de esperar para ter mais resultados, a gente ta sempre a aprender :hug

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Bom, vou passar a contar mesmo a parte pessoal:

Eu pouco a pouco fui começando a ver a aura...

Tenho um colega de escola meu que também é espirita, e eu desabafo tudo com ele :D

Comecei a ver a aura mais a sério no meu professor de filosofia, ele também é espirita, comecei a ver a aura cor-de-rosa... Fiquei espantado à primeira, não era algo acontecesse todos os dias, e então, o tempo foi passando e eu fui começando a ver a aura melhor, e até nas outras pessoas, e reparei que muda de pessoa para pessoa, tanto que às vezes, vejo mesmo a aura fluida, parece que com rasto, mesmo vívida...

Eu nunca liguei muito a ver a minha própria aura, gosto mais de ver a dos outros...

A mediunidade, ver auras, viagem astral, entre outros, é algo que vai fluindo, pode ter um relance de começo, mas acaba por fluir sempre, nada é nos dado à abundância de uma vez, temos também de nós as irmos explorando, claro que dá aquele impulso de tentar aprender TUDO de uma vez, e ficar CHEIO de alegria com as suas experiências, mas a coisa flui, e você encara as experiências com calma, tudo a seu tempo :)...

Também importa que não se ponha a convencer das suas habilidades, porque quase todas foram-lhe proporcionadas por outras entidades que o procuraram guiar e ajudar a se descobrir...

É muito engraçado nos centros espíritas, você sente-se tão seguro, e os guias que lá estão saberão de tudo de você, e ainda o ajudam no que você precisa, é lá que se pode começar sem nervos nem pressas, a coisa flui lá, para além da grande segurança que lá está, tem o ambiente de paz, e lá as suas manifestações mediúnicas são bem mais ampliadas, que podem abrir portas a diferentes vertentes da mediunidade, tanto lá como fora do centro...

Vá-se informando, se quiser mesmo saber uma boa base, leia o livro 'Mãos de Luz', é muito bom :)

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...