• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Cleverson.Pompeu

Dificudade em voltar ao corpo.

Recommended Posts

Bom dia amigo Saulo, bom dia amigos do GVA,

Minha dúvida é sobre um fato curioso, na manhã deste dia 22/06/2012 estava fora do meu corpo, a alguns metros de casa, para ser exato na rua, a saída não foi induzida, na realidade dormí como uma pedra, cansado da quinta-feira exaustiva que tive no serviço.

Por volta das 03:00 da manhã fui despertado por uma pessoa, não conhecia e conhecia ao mesmo tempo, pois nem liguei deste desconhecido me acordar, já estava longe do corpo, e saimos para a rua, que estava tumultuada, muito barulho, gente gritando e tudo mais, assim como a veste dele era branca, tinha muitos outros com a mesma veste tentando acalmar estas pessoas. Tirando o relato que não é o foco, depois de todo este atendimento que parece ter passado horas e horas.

Eu disse para ele " - Amigo, parece que to perdendo a lucidês, vou acordar a qualquer momento..." Ele acenou e quando acenou, minha lucidêz sumiu.

Fui tragado para um cenário de filme, correndo de samurais e lá vai pedrinhas, e disse:

"- Puts, agora é onirismo rsrs, e falei, bora Cleverson acordar!"

Concentrei no meu corpo, e acordei, normal, expreguissei e levantei da cama, normal, ao tocar a porta minha mão atravessou... " - Oxi, ainda to projetado, quero acordar" E concentrei denovo no corpo, acordei denovo.

"- Agora acordei" Levantei, abri a porta, fui ao banheiro lavar o rosto, não conseguia sentir a agua. "-Cara, ainda não acordei, que coisa, quero acordar.."

Comecei a ficar apreensivo, então pensei alguma coisa está errada... No banheiro mesmo, fechei os olhos e fiz o processo inverso da projeção, concentrando no físico querendo acoplar novamente. E funcionou, levantei, fiz os testes e estava mesmo acordado.

Pesquisei e não achei relato parecido, ou algo do gênero, o que pode ter ocorrido? Será que usei energia de mais?

Estranho acordar três vezes, me sentí num looping...

Abraços!

Cleverson Pompeu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo o Robert Bruce, voce so pode sair ou entrar quando o corpo esta em leve transe, na fronteira do adormecer e do acordar. Se o corpo dormir para valer voce nao consegue entrar de volta, tem que esperar ele acordar. Nao sei se isso e verdade ou nao, mas ja me ocorreu de acordar de um sonho e apenas ter tempo de dar uma inpirada, e senti um presenca correndo na minha direcao e pulando sobre mim direto sobre o plexo solar, com toda a forca, meu corpo se sobresssaltou, e senti o EV se espalhar por tudo, o que e um sinal de que o corpo astral voltara. Ja senti isso mas 4 vezes sempre acordando de um sonho. nao de uma projecao.

o Robert Bruce recomenda uma entrada DRAMATICA nesses casos, para tentar gravar a memoria astral na consciencia fisica que estava sonhando, e em geral tem a memoria mais forte, devido ao acesso direto ao cerebro. Entao vai ver que me eu astral ficou bloqueado fora e quando o corpo acordou, resolveu partir para a ignorancia e entrar de sola para ver se resolvia (eu de fato semrpe lembro de tudo o que li enquanto estou projetado, e fico testando coisas lidas, posso ter lembrado disso e tentado salvar a memoria da experiencia, mas nao adiantou.

Traduzi a visao do Robert Bruce sobre essa questao neste topico:

viewtopic.php?f=2&t=14128&start=15

Share this post


Link to post
Share on other sites

Po mano eu me matando pra sair e vc querendo voltar? rsrs

Muito legal sua experiencia, mas na minha opiniao, nem volta, vai viajar, conhecer novos lugares e ajudar quem precisa.

Se puder passar em casa pra me tirar eu agradeceria muito!

Mas realmente deve ter dado um desespero em.

Se acontecer novamente posta pra gente ficar sabendo, e n esquece de passar em casa!

Abraços,

Share this post


Link to post
Share on other sites

Logo que comecei a projetar, quando ainda era criança, ficava apavorada porque não conseguia voltar. Já no início dos meus 20 e poucos, passei a ter mais tranquilidade, mas ainda muito medo. Numa ocasião, um amparador me levou até a presença de uma mulher que me mostrou um lugar que não conhecia mas que seria meu futuro lar, 14 anos depois. Naquela vez, eu fiquei tão impressionada em tentar lembrar que tive dificuldades em retornar ao corpo. Ela pôs a mão em minha testa e disse que eu não me preocupasse em lembrar, mas que apenas me concentrasse. Contudo, eu queria lembrar, queria muito. E aquela foi a vez que mais tive dificuldades para retornar.

Agora, nos últimos anos, eu tive duas dessas situações de projetar, achar que voltei ao corpo, mas ainda continuar projetada. Então, adotei para mim, uma maneira de saber se estou "acordada" ou não. A primeira coisa que faço quando desconfio que estou projetada, porque é tão real que me deixa confusa, é passar a mão nos olhos. Se eu sentir os olhos físicos fechados e ainda assim continuar enxergando, eu sei que estou projetada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Kkkk,,eu faço isso também as vezes. Durmo de venda nos olhos. Ai se de repente abre a visão a noite, e fico vendo tudo, bate a duvida se dormi sem máscara, se não é um dia da semana a noite mas um cochilo de dia no fim de semana né? .. Entao eu levo a mão ao rosto e... toco na máscara. É como se ela tivesse ficado transparente... aí tam´bem já sei que levei a mão ASTRAL ao rosto e não a física né? Mas ao levar ao mão ao rosto e me deparar com algo fofo ali cobrin os olhos sue que ela está no lugar   cobrindo o rosto. Entao levanto do corpo, porque sei que o corpo já apagou.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse mundo astral é muito complexo.... Nos relatos dos livros tudo parece tão organizado e coerente, mas nos meus é tudo diferente. As pessoas que encontro, converso, o plano onde elas estão, ou para onde ou sou "puxada", é um quebra-cabeças gigantesco. Até tento ser disciplinada, anotando tudo, sempre que possível, mas quando releio coisas de décadas atrás, ainda faltam muitos elos e "porquês".... A grande dificuldade para quem se projeta é encontrar pessoas que possam dar um pouco de respostas, porque todo mundo está na mesma situação! kkkkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exato. Eu vi isso logo que comecei. Resumindo: o cara tem cem projeções, umas 6 ou 8  tem alguma lógica . Tem mais umas cem, tem mais umas 6-8. Alguns anos depois le escreve um lvro ensinado as pessas a se projetarem, com as téccnicas qu ele aplicou, ok. E coloca lá uns 30 relatos. Você lê e pensa "que legal!!!, queor fazer!"

Mas não sabe que ele precisou umas 400 projeções para poder ter 30 relatos decentes para colocar no livro. Você acha que ele selecionou só alguns, dentro muitos legais. Mas  o grosso do material é impossível de entender.

Não é que seja caótico, é só que é como descer de paraquedas em algum lugar qualquer do planeta. Você:

-não sabe onde está,

-não sabe porque foi parar ali e não em um lugar diferente,

-não sabe se aquelas pessoas tem alguma sintonia com você e por isso foi parar lá,

-não sabe se é para fazer algo ali,

-não sabe  o que tem na volta,

-não sabe se tem que procurar algo ou alguém, ou apenas observar,

-e as vezes a turma te conhece, você a´te sabe que conhece eles mas não lembra de onde... um caos!!!

 

Uma vez eu atravessei a parede do apartamento, e desci até o térreo, que era um pátio interno do supermercado que tinha la embaixo.. mas ao chegar lá não era mais, isso. Curiosamente pousei exatamente em frente a porta de uma casa, que estava aberta. A janela também estava aberta e lá dentro vi uma moça de uns catorze anos

Ela me viu e gritou lá para dentro da casa "Mããe, o Sandro!", para avisar que eu tinha chegado (ué, e por acaso eu tinha desejado ou planejado ir lá? Não, eu só pousei ali...)

Então perguntei a ela, admirado por saber meu nome:

- Você me conhece?

- Sim, mas de outro universo ainda, não deste

( Ela não estava falando de universos paralelos, a idéia que ela quis dizer foi "de outro Mahanvantara", ou seja,  nos conhecemos antes do atual big bang que gerou este universo físico)

- Ahhhh sim, entendo

Enquanto eu esperava a mãe dela vir, ela me disse

"Tenho um recado importante (das equipes)  para você",

e levou a mão à boca, como quem vai cochichar, mas estávamos distantes um do outro por uns 3 metros, pois ela ainda estava atrás da janela, eu do lado de fora da casa.  Então eu prestei atenção no que ela ia falar e....só via o rosto falando a boca se mexendo, mas o som eu não ouvia direito entrava tudo distorcido.

Acordei sem que minha mente consciente soubesse o que ela falou. Suponho que o recado era tão importante que foi dado direto ao subconsciente, kkkkk. Mas suponho, não sei, e talvez nunca descubra.

Não sei quem é a moça, nem a mãe dela, nem porque fui parar naquela casa, mas sei que estavam ligados a uma equipe de trabalho da qual participo. Outras vezes ja me projetei e saí do quarto em direção a sala... mas a sala virou uma rua, de um bairro, onde eu apressadamente tentava localizar uma dessas colegas, antes que a projeçao fosse interrompida e não conseguisse falar com ela.  Mas quando deitei meu plano nao era esse, tão logo levantei do corpo eu sabia "preciso falar com a Márcia urgente!"  (Não conheço nem em vigília nenhuma márcia)

Uma vez eu sai andando pela rua, encontrei o que parecia ser um camelódromo, entrei ali, cheio de gente passando para cá e para lá, e parei para observar. Não sabia como fui parar ali, não tem isso na minha rua. Então notei que saiu de trás de mim um cara e parou ao meu lado, um pouco atras apenas:

- A gente sabe que você não está entendendo nada, mas um dia vai entender, não se preocupe

Ali na hora eu sabia/sentia que ele era um tipo de protetor, que me acompanha para "qualquer eventualidade". Na hora isso parece algo muito natural, mas  aí você volta para  corpo e pensa:

 - De onde eu o conheço???? 

Podia ter perguntado algo sobre ele sobre o ambiente, que me ajudasse a entender.

Mas se você reparar nos relatos do Waldo , no Projeções da consciência, também é assim, com o agravante de que na maioria das vezes ele só despertava já lá, em "algum lugar do RJ" , nem eram projeçoes de levantar do corpo e tomar uma decisão  de ir para cá ou para lá.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fico mais aliviada em saber que não é apenas eu que fico confusa com tudo! É exatamente isso que você relatou! De cada 100 projeções, 5 - 6 parecem fazer sentido! Essa que você comentou sobre te reconhecerem e chamarem pelo teu nome, comigo também aconteceu. Mas, por outro nome, "Silvaninha". Esse é o nome pelo qual eles me chamam, então, acabei adotando. Foi numa ocasião em que saí do corpo e senti a visão completamente nublada e o corpo ligeiramente pesado. Passei a mão nos olhos físicos para testar, estava mesmo desdobrada, mas com a visão turva. Pensei: "quero ficar em pé", e fiquei uns 30cm do chão, na posição vertical. Mas, a visão continuava turva, apenas conseguia ver bem quando olhava para o piso imediatamente abaixo de mim. Pensei "Por que não consigo ver?", me sentia como um zumbi, e até o corpo projetado parecia disforme, esgazeado. Então uma voz de um homem, que eu não conseguia enxergar, me disse para ter calma e não me assustar. Ele tocou no meu braço, senti meu corpo astral tomando forma, e depois foi me conduzindo em direção a porta do meu quarto. Neste momento as dimensões começaram a se fundir e eu passei para uma outra, lentamente. A visão começou a melhorar e o corpo foi ficando mais leve, mas eu ainda me sentia um zumbi. Aos poucos uma grande sala foi surgindo, eu ia volitando suavemente dirigida por ele. Um grupo de mais ou menos 10 pessoas me aguardavam, e começaram a dizer "Ela está chegando!". Alguns batiam palmas, e eu os escutei. Quando cheguei cerca de 4 m deles, eu reconheci cada um daqueles rostos, e bateu uma saudade imensa que me fez correr e abraçar apertado todos eles. A maioria eram mulheres, uma criança, e o homem que me conduziu. Eles me abraçavam e me chamavam pelo nome de Silvaninha, que acabei adotando. Eu sabia que o tempo era muito curto, e que nem poderíamos conversar. Aquilo me pareceu mais um "prêmio por bom comportamento", sabe? Algo como "você se comportou bem, agora poderá rever algumas pessoas que deixou pra trás". Voltei ao corpo chorando e uma saudade sem fim no peito. Conhecia cada um deles, mas quando voltei, não sabia de onde, apenas sabia que os conhecia e queria vê-los novamente. Agora, sabe-se lá quando...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

ja aconteceu algo parecido comigo:

fui dormir e percebi que estava sonhando, tentei acordar, achei que tinha acordado e me levantei, eu simplesmente "senti" n sei como, mas eu só sabia que estava sonhando então tentei voltar e voltei denovo, e de novo e de novo, fiz isso umas 6 vezes pra acordar. 

outra vez eu percebi que estava sonhando e tentei acordar, mas n tava conseguindo, dps de um esforço eu fiquei em catalepsia e dps de mais um esforço consegui me mexer

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Normalmente quando me projeto  estou deitado de lado com o braços cruzados sobre o peito ( abraçando uma pequena almofada que uso ali).  Bem como as vezes estou de bruços e pernas cruzadas. Então não me parece que posiçoes do corpo interfiram nisso

 Mas se alguém te agarrar la no astral, ou se voce agarra alguém ou algum objeto, isso dificulta o retorno. Essa é  ate uma tecnica que se usa para evitar voltar por acidente bem no meio de  uma coisa  importante, uma aula, um treino,etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.