Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Vegetarianismo


Recommended Posts

Eu discordo, foi mostrado de maneira muito simples o caminho do meio.

Eu acho muito complicado ser 100% LVX, mas não é lá aqueles desafios ser 100% NOX.

Estudando Cabala da pra ver que o caminho do meio é bastante equilibrado e não exatamente este meio termo ai ou seria impossivel chegar ao Tiphareth.

Link to comment
Share on other sites

Legal esse debate sobre o caminho do meio...

Uma vez um amigo meu aí do Rio de Janeiro me disse:

-Se você fizer pela metade você será um fracassado..

Ele aprendeu isso nesses congressos de final de semana em Hotel Fazenda para executivos e blá, blá, blá...

Essa frase também faz parte da minha vida... Sempre que eu separo os lixos da minha casa... eu lembro dessa frase...

Eu concordo com o que o Sandrofabres disse... Respeito que o Gabriel discorde ( talvez porque ele ainda baseia-se em crenças ou rituais como a Cabala)...

Penso também que nossa consciência ainda flutua muito nos chacras mais baixos ( 80% da população da Terra ) que inclue a >>>>PREGUIÇA.

Uma grande maioria está migrando a consciência para os primeiros raios do chakra cardíaco...

É muito mais fácil fazer o esforço "MEIA BOCA", não precisamos pensar muito... Pois já viemos repetindo isso por milhares de reeencarnações,etc...

Link to comment
Share on other sites

Sandro meu amigo, te considero pra caramba, pelos seus comentários te acho uma pessoa muito inteligente e espiritual, mas quando falo do caminho do meio, vc deve saber. E que no inicio quando queremos fazer uma mudança na nossa vida, por insegurança, nos passamos do amor ao ódio por medo de voltar que eramos antes. Veja o exemplo dos ex fumantes a maioria detesta o cheiro de cigarro, ate passa mal, venhamos e convenhamos o cheiro não e tão terrível assim, nunca fumei, mas não me incomodo tanto com o cheiro de cigarro. Desde pequeno aprendi a gostar do cheiro de carne, quando resolvi parar de comer, tomei esta decisão e segui em frente, no começo não foi tão fácil, tive muitas tentações. E teve até um período que voltei a comer frango e peixe, pois não aguentava mais o cheiro do único restaurante vegetariano que frequentava. Mas depois me conscientizei e voltei ao meu propósito. Hoje vc me encontra em Self service da vida comendo uma comida, que muitos acham sem graça. Mas acho que nisto tem uma grande gloria em abandonar umas vantagens da matéria por outras do espírito.

Link to comment
Share on other sites

Se tornar vegetariano não é um item obrigatório na evolução. Temos que lidar, ao longo de nossa existência, com centenas de questões a serem trabalhadas. Ninguém, em uma vida, vai conseguir trabalhar todas. Cada um escolhe suas prioridades, de acordo com sua personalidade, seus valores e suas necessidades no momento.

Ou seja, essa história de que quem não se torna vegetariano é porque "não quer evoluir" é balela. A evolução tem vários caminhos. Impor um caminho único, impor valores pessoais a terceiros, é meramente uma atuação do ego.

Link to comment
Share on other sites

Temos que lidar, ao longo de nossa existência, com centenas de questões a serem trabalhadas. Ninguém, em uma vida, vai conseguir trabalhar todas.

PERFEITO ALISSON! APLAUSOS! HA MUITAS OUTRAS COISAS INTERNALIZADAS DENTRO DE NOS QUE PRECISAM DE FAXINA!

EU MESMO ACHO QUE O MACHISMO E A ATITUDE CAPITALISTA,( QUE NA ESSENCIA SE BASEIA APENAS EM PRODUZIR DIFERENCAS DE CLASSES PARA O FAVORECIMENTO DE UMA MINORIA) SAO VENENOS EVOLUTIVOS MUITO PIORES, POIS ALIMENTAM VARIOS TIPOS DE EXPLORACAO AO PROXIMO, VERDADERIAS REDES IDEOLOGICAS QUE SE ENTRECRUZAM, CRIANDO E REFORCANDO DIFERENCAS IMAGINARIAS QUE FAVORECEM APENAS A QUEM AS CRIA.

QUASE NAO SE FALA NISSO QUANDO SE FALA EM EVOLUCAO, COMO SE RELACOES NA SOCIEDADE E POLITICA ESTIVESSEM DISSOCIADAS DE ESPIRITUALIDADE, MAS CADA UM LIDA COM O QUE PODE...

A GENTE APALPA NOSSA PSICOLOGIA E VE O QUE ESTA MAIS SALIENTE E APLAINA....DEPOIS EXAMINA DE NOVO E DESCOBRE OUTRAS COISAS. SE TENTAR FAZER DE TUDO VAI CAIR VITIMA DA AUTO-SABOTAGEM: O CARA NAO FAZ NADA PORQUE O TAMANHO DA TAREFA O DEPRIME, E ABANDONA TUDO SE SENTINDO PESSIMO.

.........................

Klayser, o que fiz NAQUELA MENSAGEM foi so para chamar atencao para o jogo de palavras.

Voce, a meu ver, caiu nisso quando deduziu que nojo de carne e o oposto do prazer, e que caminho do meio seria desapego. Eu entrei no seu jogo e trouxe uma lista de situacoes para mostrar que o meio e' extremamente prejudicial em varias areas.

Mas nos dois casos, o seu e o meu, ha apenas jogo de palavras.

O Caminho do meio e algo que precisa ser analisado caso a caso, classificar isto como um extremo e aquilo como o extremo oposto, deduzindo o meio, e' simplista e nao fornece subsidio para decisoes pessoais serias. Tem que analisar com mais profundidade, a nivel pessoal, atitude por atitude.

Por exemplo: o cara come carne adoidado, entao percebe (ou acredita) que isso tem algo negativo, e resolve reduzir o consumo para ver como se sente. Reduzir e' uma atitude que parece mediana, enquanto que cortar totalmente parece radical. Por outro lado, dar um passo na direcao da reducao e' um passo unidirecional, nao fica no meio termo ,ele se decide e avanca numa direcao so.

Se voce olha para a reducao, pensa em MODERACAO, mas se voce olha para a DIRECAO DA MUDANCA, ELA E' DEFINIDA, NAO E MEDIANA, O CARA ESCOLHEU DIREITA AO INVES DE ESQUERDA, nao houve meio termo nisso. O progresso NESSA DIRECAO podera ser GRADATIVO, mas isso nao implica que nao houve uma decisao especifica que te tirou DO MEIO.

Outro exemplo de como as plavras distorcem as cosias: muita gente que eu conheco fica com a lenga-lenga de "quero virar vegetariano", porque sao macacos imitativos. Basta saber que alguem faz algo diferente, e dizem querer fazer....mas nao fazem, porque no fundo eles nao querem, desejam apenas se sentir "incluidos em algo", mas inclusoa envole atitudes, nao intencao. Ai os caras vem com a desculpa:

Ah, mas vou cortar devagarinho, porque: "cortar tudo de vez e radicalimos, e' tudo que e' radical e' ruim"

E eu respondo: "Claro, exatamente por pensar assim que eu virei vegetariano! Acho que chegar ao ponto matar um animal apenas para a gente sentir um saborzinho e um tremendo radicalismo."

Entao tem que ter cuidado na hora analisar as atitudes atraves das definicoes e conceitos. E' tudo muito mais complicado que isso, mas por se prenderem apenas as palavras, as pessoas ficam eternamente meio maconheiras, meio adulteras, meio mentirosas, usando a desculpa de "caminho do meio".

Qualquer um sabe que os mentores, por exemplo, sentem cheiros desagradaveis em nos em funcao dos nossos habitos. Entao eles ja foram para o extremo oposto e por isso estao errados? Nao e assim que funciona.

Uma vez que voce perceba o EXTREMO ABSURDO de uma pratica voce vai sim REJEITA-LA COM FORCA, como rejeitamos estupro, escravidao, pedofilia e assassinato. Nao ha nem pode haver meio termo nisso, e uma conciencia que nao se revote com praticas que ele sente serem absrudas, e uma consciencia adormecida ainda NAQUELE ASPECTO.

Mas isso vale para tudo,nao so assassinato, estupros.... o fato de muita gente ainda nao ter percebido o barbarismo aviltante que e' a escravidao animal pela raca humana nao transforma esse ato em algo que voce possa enxergar de forma moderada. O ato nao e' nada moderado, logo, a reacao tambem nao pode ser. Leia a autobiografia do Gandhi, por exemplo, e veja o que um cara aparentemtne tao moderado pensava disso.

A gente fala de forma moderada para nao desrespeitar o colega que ainda nao ter percepcao para ver o peso terrivel disso para a humanidade, mas agimos assim por educacao apenas.

Link to comment
Share on other sites

Puxa Sandro, nisto concordo totalmente com vc, só que a maioria das pessoas acho que ainda não conseguem ver desta maneira. Acho que seria como impor uma lei para uma tribo de canibais parar de comer humanos, para eles e natural.

Exato, nao se pode impor. A rejeicao do consumo de carne sera natural ao meu ver. O vegetariasnimo esta crescendo barbaramente, o Brasil mesmo e' o pais no qual o mercado (sempre a droga do capitalismo metido em tudo)vegetariano de produtos e restaurantes mais cresce no mundo, ja deu ate no "pequenas empresas grande negocios". Somando-se a isso as epidemias que tem dado nos animais, como a gripe do frango, a vaca-louca, e mais recentemtne a H1N1, ligada ao porco, com mais um ou dois seculos o pessoal vai se dar conta que "criacao em massa" de animais ( alias, ate mesmo de vegetais, como as monoculturas. Essas taticas alimentares estao mudando em todas as areas, por questoes ambientais) , seja para que motivo for, e' uma pratica altamente insalubre para a especie humana e para o planeta.

A natureza detesta aglomerados e reage violentamente contra isso, com pestes.

Entao, para nao morrerem, provavelemtne a humanidade deve abandonar essas praticas, e ai teremos um monte de gente mudando de vibracao juntas, um salto quantico de consciencia coletiva, sem pregacoes ou doutrinas, uma mudanca natural. Mas por enquanto ainda e coisa de minoria,apenas 20% da humanidade, variando de pais para pais.

E sobre Budha ter tentado e nao ter conseguido viver de luz, se e que essa estoria e verdadeira....essas coisas eram mais dificies antes, e mais facies hojeem dia, porque um ou outro sujeito fazendo, essa experiencia vai meio que sendo internalizada no inconsciente coletivo da nossa especie, e fica mais facil para os futuros animais (no caso nos) fazerem. O que no passado so uma grande alma pdoeria realizar, hoje esta ao alcance de muitos. E por isso que as antigas escolas esotericas colocacam tanta importancia na disciplina e estudos, e tudo era dificil e coplicado, requeredno anos de estudo e preparacao, e hoje os metodos "new age" parecem coisa de bobo aos olhos os pessoal mais tradicionalista: e' que depois que os primeiros desbravaram o terreno, agora fica tudo mais facil mesmo. E por isso o pessoal de hoje acha erroneamente que o pessoal de antigamente complicava demais era tudo "muito esoterico" "muito mistico", nu tom depreciativo. Era outra epoca gente, o planeta estava em outra vibracao, nossos corpos eram mais brutos, tudo era mais dificil de manipular.

Link to comment
Share on other sites

Se tornar vegetariano não é um item obrigatório na evolução. Temos que lidar, ao longo de nossa existência, com centenas de questões a serem trabalhadas. Ninguém, em uma vida, vai conseguir trabalhar todas. Cada um escolhe suas prioridades, de acordo com sua personalidade, seus valores e suas necessidades no momento.

Ou seja, essa história de que quem não se torna vegetariano é porque "não quer evoluir" é balela. A evolução tem vários caminhos. Impor um caminho único, impor valores pessoais a terceiros, é meramente uma atuação do ego.

Talvez não seja uma obrigação evolucional mesmo (embora eu acredite que todos passaremos por aqueles países onde não se come carne), mas com certeza será um grande passo na evolução, um adiantamento incrível com enormes recompensas, maiores que muitas que podemos imaginar, muito maior até que projeção, já que de 5000 pessoas que se interessam por isso, acho que uma ou duas se projetam diariamente, tem energias aguçadas boa sintonia com o amparo diário.

527055_418975878137773_1538176220_n.jpg

-----------------------------------------------------------

http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/ ... Itemid=103

Link to comment
Share on other sites

Talvez não seja uma obrigação evolucional mesmo (embora eu acredite que todos passaremos por aqueles países onde não se come carne), mas com certeza será um grande passo na evolução, um adiantamento incrível com enormes recompensas, maiores que muitas que podemos imaginar, muito maior até que projeção, já que de 5000 pessoas que se interessam por isso, acho que uma ou duas se projetam diariamente, tem energias aguçadas boa sintonia com o amparo diário.

Essa é uma opinião sua, Toquinha, baseada nos SEUS valores, e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância, até porque você é claramente uma militante dessa causa.

Outras pessoas, com outros tipos de militância e valores, vão colocar trocentos pontos como sendo infinitamente mais importantes que esse, devido também aos valores DELES e ao que ELES julgam importante.

O importante é respeitar. Acho o vegetarianismo válido, acho bonito e importante. Mas não é o primeiro, nem o segundo e nem o terceiro item da minha lista de prioridades. Já a sua lista é outra, a partir do que você julga mais urgente para a sua evolução.

Link to comment
Share on other sites

Essa é uma opinião sua, Toquinha, baseada nos SEUS valores, e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância, até porque você é claramente uma militante dessa causa.

Outras pessoas, com outros tipos de militância e valores, vão colocar trocentos pontos como sendo infinitamente mais importantes que esse, devido também aos valores DELES e ao que ELES julgam importante.

O importante é respeitar. Acho o vegetarianismo válido, acho bonito e importante. Mas não é o primeiro, nem o segundo e nem o terceiro item da minha lista de prioridades. Já a sua lista é outra, a partir do que você julga mais urgente para a sua evolução.

Na questão da evolução não é minha opinião, só vou citar aqui

Vamos agora analisar o outro lado da questão, fazendo coro com Kardec, na pergunta 724 e ouvirmos o que têm a dizer os Espíritos superiores:

“Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?

- Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil.por isso é que qualificamos de hipócritas os que apenas aparentemente se privam de alguma coisa.”

Não sou uma militante, não saio fazendo passeatas na frente do MacDonalds nem encho o saco de todos que comem carne, estou apenas debatendo um assunto com você, e cá entre nós, não precisa haver exaltação de sua parte, por mais que tenha sido mínima. Podemos debater isso de forma sadia. Da mesma maneira que eu disse "mas com certeza será um grande passo na evolução, um adiantamento incrível com enormes recompensas" você poderia responder algo do tipo "é vendo por esse lado você pode estar certo", ao invés de "isso é coisa SUA, coisa que VOCÊ acredita", parecendo aquelas pessoas que quando não querem ouvir uma coisa que sabem estar erradas tapam os ouvidos e ficam falando "lalalalalalalalala". Se essa não é a sua causa não tem nem por que vir aqui debater com pessoas que realmente sabem que carne é um baita peso na projeção em certo grau.

Link to comment
Share on other sites

Talvez não seja uma obrigação evolucional mesmo (embora eu acredite que todos passaremos por aqueles países onde não se come carne), mas com certeza será um grande passo na evolução, um adiantamento incrível com enormes recompensas, maiores que muitas que podemos imaginar, muito maior até que projeção, já que de 5000 pessoas que se interessam por isso, acho que uma ou duas se projetam diariamente, tem energias aguçadas boa sintonia com o amparo diário.

Essa é uma opinião sua, Toquinha, baseada nos SEUS valores, e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância, até porque você é claramente uma militante dessa causa.

Outras pessoas, com outros tipos de militância e valores, vão colocar trocentos pontos como sendo infinitamente mais importantes que esse, devido também aos valores DELES e ao que ELES julgam importante.

O importante é respeitar. Acho o vegetarianismo válido, acho bonito e importante. Mas não é o primeiro, nem o segundo e nem o terceiro item da minha lista de prioridades. Já a sua lista é outra, a partir do que você julga mais urgente para a sua evolução.

Olá Alisson, concordo com você... Na página 3 eu praticamente disse isso que você pensa no meu depoimento...

...4-Outro Mito: é pensar que as pessoas que são vegetarianas são "melhores" que as "não-vegetarianas".

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Na questão da evolução não é minha opinião, só vou citar aqui

Vamos agora analisar o outro lado da questão, fazendo coro com Kardec, na pergunta 724 e ouvirmos o que têm a dizer os Espíritos superiores:

O fato de estar n'O Livro dos Espíritos não significa que isso seja verdade. Significa que é o posicionamento do Espiritismo, apenas.

Ainda assim, eu não disse que o vegetarianismo não representa uma evolução. Eu disse que a urgência de se tornar vegetariano como algo obrigatório para a evolução é sua (e de todos os vegetarianos militantes) opinião. E mantenho.

Não sou uma militante, não saio fazendo passeatas na frente do MacDonalds nem encho o saco de todos que comem carne,

Existem vários tipos de militância. Defender apaixonadamente um tema na internet, por exemplo, é um dos tipos.

estou apenas debatendo um assunto com você, e cá entre nós, não precisa haver exaltação de sua parte, por mais que tenha sido mínima.

Não houve exaltação alguma da minha parte. Eu apenas pontuei que a obrigatoriedade do vegetarianismo é uma questão de foro pessoal, não obrigatório.

Podemos debater isso de forma sadia.

Bom, até agora eu achava que isso estava acontecendo.

Da mesma maneira que eu disse "mas com certeza será um grande passo na evolução, um adiantamento incrível com enormes recompensas" você poderia responder algo do tipo "é vendo por esse lado você pode estar certo", ao invés de "isso é coisa SUA, coisa que VOCÊ acredita",

As letras maiúsculas foram apenas uma forma de enfatizar as palavras, também poderia ser através de sublinhamento, negrito, etc. E eu não disse que concordo com você nesse ponto, porque não é isso que eu queria dizer, oras, rs...

parecendo aquelas pessoas que quando não querem ouvir uma coisa que sabem estar erradas tapam os ouvidos e ficam falando "lalalalalalalalala".

hmmmm... que argumentação bacana, Toquinha. Estou impressionado.

Se essa não é a sua causa não tem nem por que vir aqui debater com pessoas que realmente sabem que carne é um baita peso na projeção em certo grau.

E no final, a dona da verdade se manifestou: pessoas que SABEM, rs... ou seja, vocês SABEM, né? Nós, que não somos vegetarianos, "não sabemos". Humildade mandou lembranças. ;)

E, além disso, eu não sabia que o tópico estava fechado apenas para quem defende a causa vegetariana. Desculpe pela minha ousadia em achar que o assunto era aberto para quem discorda também.

Beijocas.

Link to comment
Share on other sites

O fato de estar n'O Livro dos Espíritos não significa que isso seja verdade. Significa que é o posicionamento do Espiritismo, apenas.

E eu nem disse que era, só respondi sua afirmação que "o vegetarianismo é algo evolutivo SOMENTE PRA MIM, baseadas em meus valores etc, o qual não é.

Existem vários tipos de militância. Defender apaixonadamente um tema na internet, por exemplo, é um dos tipos.

Não. Defender que eu acho Bob's melhor que MacDonal's não é militância.

Não houve exaltação alguma da minha parte. Eu apenas pontuei que a obrigatoriedade do vegetarianismo é uma questão de foro pessoal, não obrigatório.

Realmente é difícil entonar e interpretar entonações somente por textos. Mesmo assim pra mim pareceu que surgiu uma exaltação.

Bom, até agora eu achava que isso estava acontecendo.

Em também rsrsrsrs Se ainda está, peço desculpas

As letras maiúsculas foram apenas uma forma de enfatizar as palavras, também poderia ser através de sublinhamento, negrito, etc. E eu não disse que concordo com você nesse ponto, porque não é isso que eu queria dizer, oras, rs...

:lol:

hmmmm... que argumentação bacana, Toquinha. Estou impressionado.

Lembrei da minha irmã que quando não queria passar remédio no machucado causado por uma queda ficou desse jeito :D

E no final, a dona da verdade se manifestou: pessoas que SABEM, rs... ou seja, vocês SABEM, né? Nós, que não somos vegetarianos, "não sabemos". Humildade mandou lembranças.

E, além disso, eu não sabia que o tópico estava fechado apenas para quem defende a causa vegetariana. Desculpe pela minha ousadia em achar que o assunto era aberto para quem discorda também.

Beijocas.

Alisson espero que você não esteja se fazendo de vítima. Você veio afirmar "carne não atrapalha" quando na verdade você só está repetindo o que ouviu em palestras ou leu em algum livro. Eu sei o quanto atrapalha, quando eu comia carne tive 2 projeções só (treinando pra isso, claro) e quando parei de comer, é coisa de fazer a técnica e já sair. Sem falar nas energias que ficam mais fáceis de movimentar, sentir e fazer o que bem entender com elas.

E o tópico não está fechado para vegetarianos, mas vir aqui falar algo que você não sabe é meio que ignorância ao meu ver. Eu não vou num tópico sobre mecânica discutir com mecânicos se A é melhor que B quando de fato não sei quase nada sobre o assunto, no máximo eu passaria uma imagem de imaturidade.

E beijos pra você também!!! *--* hehehehehe

Link to comment
Share on other sites

E eu nem disse que era, só respondi sua afirmação que "o vegetarianismo é algo evolutivo SOMENTE PRA MIM, baseadas em meus valores etc, o qual não é.

Eu não disse "somente" pra você. Eu disse que essa é a sua opinião (obviamente compartilhada por várias outras pessoas), mas que não é uma verdade incontestável. É uma opinião, assim como também é a minha.

Não. Defender que eu acho Bob's melhor que MacDonal's não é militância.

Defender o vegetarianismo como ferramenta evolutiva obrigatória, renegando opiniões contrárias, é, sim, uma forma de militância.

Alisson espero que você não esteja se fazendo de vítima. Você veio afirmar "carne não atrapalha" quando na verdade você só está repetindo o que ouviu em palestras ou leu em algum livro.

Não estou me fazendo de vítima. Você, no post anterior, falou que eu não deveria vir aqui nesse tópico, pois eu não sei sobre o assunto, enquanto vocês SABEM. Além do mais, é interessante a forma como você acaba de desprezar a transmissão de conhecimentos via livros ou palestras, outorgando à experiência pessoal um status de verdade universal. Cientistas ficariam maravilhados com essa opinião.

Eu sei o quanto atrapalha, quando eu comia carne tive 2 projeções só (treinando pra isso, claro) e quando parei de comer, é coisa de fazer a técnica e já sair. Sem falar nas energias que ficam mais fáceis de movimentar, sentir e fazer o que bem entender com elas.

Você sabe o quanto atrapalha para você. O quanto atrapalha no seu caso. Qualquer estudioso sério de viagens astrais sabe que cada caso é um caso. Se fosse igual para todos, todo mundo responderia igualmente às mesmas técnicas e teria o mesmo grau de dificuldade, ou de facilidade, para atingir resultados. Para você, comer carne atrapalha, mas o seu exemplo não quer dizer que o todo o universo seja igual.

E o tópico não está fechado para vegetarianos, mas vir aqui falar algo que você não sabe é meio que ignorância ao meu ver.

Pois é, para você ver como opinião é um troço que varia. Pra mim, ignorância é se achar o dono da verdade. Você continua repetindo que eu não sei, e que você sabe. Continua achando que você possui a verdade e que eu não sei do que estou falando. Isso, na minha humilde opinião, além de ignorância me parece um sintoma de autoestima frágil. Quem precisa ficar se afirmando "estou certo" o tempo todo, geralmente tem problemas com autoconfiança e autoestima.

Eu não vou num tópico sobre mecânica discutir com mecânicos se A é melhor que B quando de fato não sei quase nada sobre o assunto, no máximo eu passaria uma imagem de imaturidade.

hmmm... ou seja, só pode falar sobre vegetarianismo quem é vegetariano... só pode falar sobre política quem é político... só pode falar sobre música quem é músico... só pode falar sobre comida quem é cozinheiro... PARABÉNS, TOQUINHA! Essa foi genial. ;)

E beijos pra você também!!! *--*hehehehehe

Outros mil pra ti. =)

Link to comment
Share on other sites

Eu não disse "somente" pra você. Eu disse que essa é a sua opinião (obviamente compartilhada por várias outras pessoas), mas que não é uma verdade incontestável. É uma opinião, assim como também é a minha.

É, disse sim, não tente se desmentir agora mocinho :lol:

Essa é uma opinião sua, Toquinha, baseada nos SEUS valores, e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância, até porque você é claramente uma militante dessa causa.
Defender o vegetarianismo como ferramenta evolutiva obrigatória, renegando opiniões contrárias, é, sim, uma forma de militância.

Eu somente dei minha opinião, eu disse "embora eu ACHE que seja obrigatório, e sei que tem recompensas", não disse "é isso e pronto" ;)

Talvez não seja uma obrigação evolucional mesmo (embora eu acredite que todos passaremos por aqueles países onde não se come carne), mas com certeza será um grande passo na evolução, um adiantamento incrível com enormes recompensas
Não estou me fazendo de vítima. Você, no post anterior, falou que eu não deveria vir aqui nesse tópico, pois eu não sei sobre o assunto, enquanto vocês SABEM. Além do mais, é interessante a forma como você acaba de desprezar a transmissão de conhecimentos via livros ou palestras, outorgando à experiência pessoal um status de verdade universal. Cientistas ficariam maravilhados com essa opinião.

Não disse que não deveria vir aqui, todos tem o direito de debater, mas querer teimar se carne atrapalha com quem já parou de comer há anos é teimosia desnecessária. E não estou menosprezando o ensinamento dos livros, mas você vem falar de uma água que você ainda nem provou ;)

Você sabe o quanto atrapalha para você. O quanto atrapalha no seu caso. Qualquer estudioso sério de viagens astrais sabe que cada caso é um caso. Se fosse igual para todos, todo mundo responderia igualmente às mesmas técnicas e teria o mesmo grau de dificuldade, ou de facilidade, para atingir resultados. Para você, comer carne atrapalha, mas o seu exemplo não quer dizer que o todo o universo seja igual.

Novamente dizendo que eu só falo por mim, um erro. Fale com qualquer vegetariano antes e depois de parar de comer carne, sobre o ganho de facilidade de movimentação de energias, ou sobre a facilidade de projetar, OK? rs

Pois é, para você ver como opinião é um troço que varia. Pra mim, ignorância é se achar o dono da verdade. Você continua repetindo que eu não sei, e que você sabe. Continua achando que você possui a verdade e que eu não sei do que estou falando. Isso, na minha humilde opinião, além de ignorância me parece um sintoma de autoestima frágil. Quem precisa ficar se afirmando "estou certo" o tempo todo, geralmente tem problemas com autoconfiança e autoestima.

No contexto desse assunto, Alisso, não disse "você não sabe de nada do que fala". Na questão da carne você não sabe mesmo, não tem como negar. Só depois que você parar de comer como experiência poderá falar que sabe se atrapalha ou não pra você. Baixa estima não é dizer que eu sei de algo por experiência, mas sim teimar que mesmo não sabendo realmente sobre o assunto você ainda achar que sabe algo sobre ele.

hmmm... ou seja, só pode falar sobre vegetarianismo quem é vegetariano... só pode falar sobre política quem é político... só pode falar sobre música quem é músico... só pode falar sobre comida quem é cozinheiro... PARABÉNS, TOQUINHA! Essa foi genial.

Não foi isso que eu disse, acho que você precisa voltar pra escola e aprender um pouco sobre concordância. Está claro que você está desvirtuando o contexto da coisa. Vou tentar chegar ao ponto de quase desenhar aqui dizendo que "eu não sei de mecânica, por isso não me meto com mecânicos se A é melhor que B, pois eu não sei, e eles sim" ou "sou música e uma professora de inglês veio teimar que existem 8 notas musicais e não 7". Se ainda não ficou claro eu só lamento.

Link to comment
Share on other sites

Eu não disse "somente" pra você. Eu disse que essa é a sua opinião (obviamente compartilhada por várias outras pessoas), mas que não é uma verdade incontestável. É uma opinião, assim como também é a minha.

É, disse sim, não tente se desmentir agora mocinho :lol:

Essa é uma opinião sua, Toquinha, baseada nos SEUS valores, e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância, até porque você é claramente uma militante dessa causa.

Encontre, nesse meu post aí, onde eu disse "opinião APENAS sua", please, rs....

Eu somente dei minha opinião, eu disse "embora eu ACHE que seja obrigatório, e sei que tem recompensas", não disse "é isso e pronto" ;)

Vem dizendo, constantemente, que você "sabe" e que eu não sei. Post após post, o tempo todo.

Não disse que não deveria vir aqui, todos tem o direito de debater, mas querer teimar se carne atrapalha com quem já parou de comer há anos é teimosia desnecessária. E não estou menosprezando o ensinamento dos livros, mas você vem falar de uma água que você ainda nem provou ;)

E por falar em teimosia, você continua se comportando como se TODOS OS SERES HUMANOS possuíssem o mesmo metabolismo, os mesmos bloqueios energéticos, etc. Toquinha, eu não estou falando DE MIM. Ao contrário de você, eu não acho que o mundo gire ao redor do meu umbigo. Você é que quer impor uma verdade como universal, se baseando na sua experiência pessoal.

Novamente dizendo que eu só falo por mim, um erro. Fale com qualquer vegetariano antes e depois de parar de comer carne, sobre o ganho de facilidade de movimentação de energias, ou sobre a facilidade de projetar, OK? rs

Fale com qualquer estudioso sério sobre o assunto. Sem ofensas, mas entre a sua opinião e a do Wagner Borges, que pratica e estuda Projeção Astral há mais de 30 anos, eu acho que a dele tem mais credibilidade. Sorry.

No contexto desse assunto, Alisso, não disse "você não sabe de nada do que fala". Na questão da carne você não sabe mesmo, não tem como negar. Só depois que você parar de comer como experiência poderá falar que sabe se atrapalha ou não pra você. Baixa estima não é dizer que eu sei de algo por experiência, mas sim teimar que mesmo não sabendo realmente sobre o assunto você ainda achar que sabe algo sobre ele.

Repito: eu não estou falando se atrapalha ou não atrapalha PRA MIM. Estou falando o óbvio: energias, metabolismos, bloqueios psicológicos, emocionais, etc, VARIAM DE PESSOA PRA PESSOA. Você, no entanto, quer aplicar a mesma fórmula para todo mundo, apenas porque isso funcionou para você e para outros vegetarianos com quem você conversou.

Não foi isso que eu disse, acho que você precisa voltar pra escola e aprender um pouco sobre concordância. Está claro que você está desvirtuando o contexto da coisa.

Isso não tem nada a ver com "concordância", Toquinha. Acho que você quis dizer "compreensão de textos", certo? Será que sou eu mesmo que preciso voltar para a escola? rs...

Vou tentar chegar ao ponto de quase desenhar aqui dizendo que "eu não sei de mecânica, por isso não me meto com mecânicos se A é melhor que B, pois eu não sei, e eles sim" ou "sou música e uma professora de inglês veio teimar que existem 8 notas musicais e não 7". Se ainda não ficou claro eu só lamento.

Então lamente, porque repetiu a mesma coisa. Você está querendo dizer que o fato de eu não ser vegetariano me desqualifica a falar sobre os efeitos do vegetarianismo no corpo de alguém. Repito: bobagem. Isso é desqualificar todo o conhecimento acumulado sobre o assunto é dar credibilidade apenas à experiência pessoal.

Repito: representantes da ciência ficariam maravilhados.

rs...

Link to comment
Share on other sites

Vamos falar de forma mais geral, para ver se a questão fica mais clara.

Alguém pergunta num fórum se adotar a alteração comportamental X traz benefícios na área Z

- Pessoas que não fizeram a alteração opinarão

- Pessoas que fizeram a alteração opinarão

Humanamente todos tem direito a uma opinião, claro. Mas quem faz a pergunta obviamente não fez essa alteração ou fez ha pouco tempo, ou não teria perguntado, e o que ele de fato quer saber é quais mudanças alguem notou ao adotar isso.

Me parece sim que a pergunta seja direcionada mais a quem fez essa transição do que a quem não fez, porém não unicamente a eles, claro.

Agora vejamos:

- Quem fez essa transição sabe do que está falando, porque viveu anos na posição A e mudou para a posição B. Conhece os dois lados, e sabe portanto quais diferenças aconteceram ou nao.

- Quem não fez essa transição não sabe do que está falando, porque conhece apenas a posição A. Só conhece um lado da coisa, logo, não sabe se de fato existirá alguma diferença caso essa transição fosse feita, ou se essa diferença seria significativa.

Ficará limitado a crenças, em geral preso a crenças de outros e mais OUTROS QUE TAMBEM NAO FIZERAM essa transição, formando todos juntos então um grupo de apoio formado por pessoas que não conhecem os dois lados do problema. O fato de um sujeito ser um grande maratonista mesmo correndo com uma mochila de 10kg nas costas e afirmar que a mochila não o afeta, não significa que ele saiba como seria seu desempenho ao jogar fora a mochila: só vai saber o que está falando quando jogar fora a mochila e comparar o desempenho antes e depois.

Enquanto não fizer isso ELE NAO SABE O QUE FALA, seus troféus ganhos correndo com mochila não lhe dão competência para fazer afirmações sobre como é correr sem mochila.

Então, todos temos sim direito a uma opinião, mas obviamente as pessoas que não passaram pelos dois lados do problema ficam em certa desvantagem, porque infelizmente opinam sobre algo que de fato desconhecem. E falando de ciencia.....é exatamente por isso que a ciência vive revendo suas posições ( eufemismo para: “vive descobrindo a toda hora que errou”): porque ela afirma muitas coisas sem as conhecer de fato, muitas conclusões e teorias não são resultantes de pesquisa experimental, e portanto precisam a todo momento serem revistos.

Link to comment
Share on other sites

Meu deus acho que se pudermos nunca vamos parar de debater eheheh

Encontre, nesse meu post aí, onde eu disse "opinião APENAS sua", please, rs....

Está ali em cima. "Isso é uma opinião sua, baseada nos SEUS valores e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância".

Vem dizendo, constantemente, que você "sabe" e que eu não sei. Post após post, o tempo todo.

E é porque eu realmente sei, e reafirmo quantas vezes forem necessárias: Carne dificulta as práticas energéticas e projetivas. Quer contrariar? Pare de comer e nos diga ;)

E por falar em teimosia, você continua se comportando como se TODOS OS SERES HUMANOS possuíssem o mesmo metabolismo, os mesmos bloqueios energéticos, etc. Toquinha, eu não estou falando DE MIM. Ao contrário de você, eu não acho que o mundo gire ao redor do meu umbigo. Você é que quer impor uma verdade como universal, se baseando na sua experiência pessoal.

Cite o post que eu disse algo assim? No máximo eu posso ter dito "todos que pararam de comer carne notaram uma facilidade maior energética e projetiva".

Fale com qualquer estudioso sério sobre o assunto. Sem ofensas, mas entre a sua opinião e a do Wagner Borges, que pratica e estuda Projeção Astral há mais de 30 anos, eu acho que a dele tem mais credibilidade. Sorry.

E você vai crer na palavra dele como verdade absoluta universal e que todos tem o mesmo metabolismo que ele? :roll:

Repito: eu não estou falando se atrapalha ou não atrapalha PRA MIM. Estou falando o óbvio: energias, metabolismos, bloqueios psicológicos, emocionais, etc, VARIAM DE PESSOA PRA PESSOA. Você, no entanto, quer aplicar a mesma fórmula para todo mundo, apenas porque isso funcionou para você e para outros vegetarianos com quem você conversou.

Infelizmente está e não está ao mesmo tempo, e tive que revirar o tópico com pressa pra achar:

Eu, por exemplo, se parar de comer carne, será forçado e antinatural e certamente não me fará bem, inclusive no tocante às projeções.

Já parou alguma vez? Se sim, por quanto tempo?

Isso não tem nada a ver com "concordância", Toquinha. Acho que você quis dizer "compreensão de textos", certo? Será que sou eu mesmo que preciso voltar para a escola? rs...

Acho que nós dois precisamos! :lol:

Me equivoquei mesmo, acontece :mrgreen:

Mesmo assim falta muito o que aprender no quesito interpretar mesmo...

Então lamente, porque repetiu a mesma coisa. Você está querendo dizer que o fato de eu não ser vegetariano me desqualifica a falar sobre os efeitos do vegetarianismo no corpo de alguém. Repito: bobagem. Isso é desqualificar todo o conhecimento acumulado sobre o assunto é dar credibilidade apenas à experiência pessoal.

De certa forma você está certo, mas se eu digo "sou vegetariana e digo que muda muito o corpo" mas o livro de tal autor não diz isso, quer dizer que minha opinião deve ser desqualificada só por eu não ser uma pesquisadora que dedica a vida pra isso? :lol:

Repito: representantes da ciência ficariam maravilhados.

Ficariam, aliás nem eles são perfeitos. Julgar nós dois (dois leigos comparados com eles) por uma lupa científica não é a melhor saída rs

Você é que quer impor uma verdade como universal, se baseando na sua experiência pessoal.

Ah é mesmo? EU? hahahahaa

Olhe o que você mesmo disse:

Se tornar vegetariano não é um item obrigatório na evolução.

Okay senhor Pesquisador Alisson ;P

Link to comment
Share on other sites

Vamos falar de forma mais geral, para ver se a questão fica mais clara.

Alguém pergunta num fórum se adotar a alteração comportamental X traz benefícios na área Z

- Pessoas que não fizeram a alteração opinarão

- Pessoas que fizeram a alteração opinarão

Humanamente todos tem direito a uma opinião, claro. Mas quem faz a pergunta obviamente não fez essa alteração ou fez ha pouco tempo, ou não teria perguntado, e o que ele de fato quer saber é quais mudanças alguem notou ao adotar isso.

Me parece sim que a pergunta seja direcionada mais a quem fez essa transição do que a quem não fez, porém não unicamente a eles, claro.

Agora vejamos:

- Quem fez essa transição sabe do que está falando, porque viveu anos na posição A e mudou para a posição B. Conhece os dois lados, e sabe portanto quais diferenças aconteceram ou nao.

- Quem não fez essa transição não sabe do que está falando, porque conhece apenas a posição A. Só conhece um lado da coisa, logo, não sabe se de fato existirá alguma diferença caso essa transição fosse feita, ou se essa diferença seria significativa.

Ficará limitado a crenças, em geral preso a crenças de outros e mais OUTROS QUE TAMBEM NAO FIZERAM essa transição, formando todos juntos então um grupo de apoio formado por pessoas que não conhecem os dois lados do problema. O fato de um sujeito ser um grande maratonista mesmo correndo com uma mochila de 10kg nas costas e afirmar que a mochila não o afeta, não significa que ele saiba como seria seu desempenho ao jogar fora a mochila: só vai saber o que está falando quando jogar fora a mochila e comparar o desempenho antes e depois.

Enquanto não fizer isso ELE NAO SABE O QUE FALA, seus troféus ganhos correndo com mochila não lhe dão competência para fazer afirmações sobre como é correr sem mochila.

Então, todos temos sim direito a uma opinião, mas obviamente as pessoas que não passaram pelos dois lados do problema ficam em certa desvantagem, porque infelizmente opinam sobre algo que de fato desconhecem. E falando de ciencia.....é exatamente por isso que a ciência vive revendo suas posições ( eufemismo para: “vive descobrindo a toda hora que errou”): porque ela afirma muitas coisas sem as conhecer de fato, muitas conclusões e teorias não são resultantes de pesquisa experimental, e portanto precisam a todo momento serem revistos.

Aleluia! Eu tento falar assim mas juro que não consigo! :lol:

Sandro você foi muito coerente como sempre. Eu só quero deixar que acabo nesse tópico com sua opinião, a não ser que o postador original queria tirar mais dúvidas sobre o assunto com gente que realmente sabe o que está falando na questão carne-energias :hug

Link to comment
Share on other sites

Está ali em cima. "Isso é uma opinião sua, baseada nos SEUS valores e nas coisas a que VOCÊ atribui grande importância".

Me mostre, no post, onde eu falei "APENAS nos seus valores, e nas coisas que APENAS você atribui grande importância", please.

E é porque eu realmente sei, e reafirmo quantas vezes forem necessárias: Carne dificulta as práticas energéticas e projetivas. Quer contrariar? Pare de comer e nos diga ;)

Você realmente sabe sobre os efeitos que isso tem sobre o seu organismo. O seu organismo representa a verdade universal sobre todos os outros do planeta?

Cite o post que eu disse algo assim? No máximo eu posso ter dito "todos que pararam de comer carne notaram uma facilidade maior energética e projetiva".

Como assim citar um post? Você está falando isso o tempo todo. Você está fazendo afirmações definitivas sobre a relação entre vegetarianismo e projeções astrais, o tempo todo. Você rejeita totalmente qualquer opinião contrária.

E você vai crer na palavra dele como verdade absoluta universal e que todos tem o mesmo metabolismo que ele? :roll:

rs... mas ele não prega verdades definitivas. E ele nunca falou que todo mundo funciona como o corpo dele. Pelo contrário, ele fala justamente que cada caso é um caso.

Eu não atribuo a ele a verdade universal, de forma alguma. Mas eu atribuo a ele mais conhecimento, mais experiência e mais credibilidade sobre o assunto do que você?

Sim, certamente. =)

Infelizmente está e não está ao mesmo tempo, e tive que revirar o tópico com pressa pra achar:
Eu, por exemplo, se parar de comer carne, será forçado e antinatural e certamente não me fará bem, inclusive no tocante às projeções.

Já parou alguma vez? Se sim, por quanto tempo?

De novo vc querendo personalizar a discussão. Entenda, Toquinha, que não é a forma como EU reagiria, nem a forma como VOCÊ reage, que importa nesse debate. A questão é que você está querendo pregar verdades se baseando na sua experiência pessoal. Isso, cientificamente falando, é ridículo.

Mesmo assim falta muito o que aprender no quesito interpretar mesmo...

Sim, vá em frente. ;-)

De certa forma você está certo, mas se eu digo "sou vegetariana e digo que muda muito o corpo" mas o livro de tal autor não diz isso, quer dizer que minha opinião deve ser desqualificada só por eu não ser uma pesquisadora que dedica a vida pra isso? :lol:

Obviamente a sua opinião sobre os efeitos no seu corpo não deve ser desqualificada. Mas qual são os parâmetros que você usa para fazer afirmações genéricas sobre os efeitos nos corpos de outras pessoas? Como você pode afirmar categoricamente que "facilita a projeção" para mim, se o meu corpo é diferente do seu?

Ficariam, aliás nem eles são perfeitos. Julgar nós dois (dois leigos comparados com eles) por uma lupa científica não é a melhor saída rs

E qual seria a melhor saída? Você diz que o mundo é do jeito que você acha que é, baseando-se em suas experiências pessoais? E eu fazendo o mesmo?

Se o mundo adotasse essa postura, estaríamos na idade da pedra até hoje.

Ah é mesmo? EU? hahahahaa

Olhe o que você mesmo disse:

Se tornar vegetariano não é um item obrigatório na evolução.

Okay senhor Pesquisador Alisson ;P

Bom, caso isso não tenha ficado claro no contexto do meu post, vou reafirmar aqui: trata-se de uma opinião pessoal minha, que pode perfeitamente estar errada.

Sim, eu admito que posso estar errado. Ao contrário de você, que TEM CERTEZA que o vegetarianismo ajuda TODO MUNDO nas projeções. E "ai" de quem discorda.

Engraçado, como você explica que isso não funcione dessa forma para o Wagner Borges, o maior especialista no assunto em todo o país (ao lado do Waldo)??

:*

Link to comment
Share on other sites

E o Sandro, na mesma linha "a minha experiência representa o todo", repete a mesma ladainha egocêntrica da Toquinha, só que tentou florear mais.

Se eu fosse vegetariano isso me outorgaria uma autoridade maior para falar sobre O MEU CASO. Minha possibilidade de falar sobre o assunto de forma ampla e geral, para todas as pessoas, permaneceria o mesmo que tenho agora. E que os vegetarianos também têm.

No fim, isso é apenas mais uma atitude panfletária pró-vegetarianismo, como sempre acontece em fóruns sobre o assunto.

Link to comment
Share on other sites

Se eu fosse vegetariano isso me outorgaria uma autoridade maior para falar sobre O MEU CASO. Minha possibilidade de falar sobre o assunto de forma ampla e geral, para todas as pessoas, permaneceria o mesmo que tenho agora.

Porem, como temos semelhancas de corpos e energias, embora todos sejamos diferentes, a extrapolacao do caso individual e' uma forma legitima de analisar o que PODE funcionar com os demais. Ou nao existira o conceito de AMOSTRAGEM, que e o que tentamos fazer aqui.

Quem precisa chegar a uma conclusão "generalizante" ou não foi quem abriu o tópico. Ele perguntou, e as pessoas vão fazer afirmações baseadas na sua experiência individual apenas, nada mais, ou na falta de experiência individual, e ele é quem vai fazer a generalização ou não a partir das opiniões individuais.

Mas essa generalização poderá não se aplicar a ele, ele só vai descobrir fazendo, não raciocinando, analisando, comparando argumentos. Ele só tem uma “coleta de dados” nas mãos, para ter ALGUMA direção, nada mais.

Agora veja que interessante, se por exemplo, aparecesse um monte de vegetarianos aqui e dissesse: “não, não faz diferença alguma”, o que você pensaria? Se vier um monte de carnívoros e disser “não, não faz diferença alguma”, como botar na balança os dois casos? NAO DA, NEM NESSE TEMA NEM EM NENHUM OUTRO, SAO GRUPOS COM TRAJETORIAS DIFERENTES, MAS nao sao trupo isolados, tipo Esquimos x Indianos, sao o MESMO GRUPO:

ex-carnivoros x atuais carnivoros.

Um grupo andou mais que o outro quando se trata de saber o que afeta ou nao.

Link to comment
Share on other sites

Exemplo simples: existem no mundo, algumas dezenas de casos conhecidos de pessoas que não são infectadas pelo vírus HIV, ainda que diretamente expostas a ele.

Pois bem, dentro da experiência pessoal desses indivíduos, se participassem de um debate sobre o assunto, diriam que fazer sexo sem preservativos, usar seringas usadas, fazer transfusão de sangue de doadores infectados, NÃO representa risco de contaminação.

Essa é a verdade delas, dentro da experiência pessoal delas. Assim sendo, elas poderiam usar seus exemplos como verdades universais, se adotassem a mesma postura que vem sendo adotada aqui nesse tópico.

Experiências pessoais são válidas e importantes, aliás, são necessárias para a definição de padrões. No entanto, especialmente em temas com tantas variáveis como esse, que envolve metabolismo, questões emocionais, psicológicas e espirituais, os resultados podem variar MUITO de pessoa para pessoa. Querer pregar experiências pessoais como verdades absolutas é totalmente impreciso.

Link to comment
Share on other sites

Porem, como temos semelhancas de corpos e energias, embora todos sejamos diferentes, a extrapolacao do caso individual e' uma forma legitima de analisar o que PODE funcionar com os demais. Ou nao existira o conceito de AMOSTRAGEM, que e o que tentamos fazer aqui.

O que "pode" funcionar, sim. E esse aspecto de ser algo "possível" precisa ser deixado bem claro. Caso contrário, será uma informação passada de forma incorreta.

Quem precisa chegar a uma conclusão "generalizante" ou não foi quem abriu o tópico. Ele perguntou, e as pessoas vão fazer afirmações baseadas na sua experiência individual apenas, nada mais, ou na falta de experiência individual, e ele é quem vai fazer a generalização ou não a partir das opiniões individuais.

Sim. Por isso é importante que ele saiba que existem opiniões diversas sobre o assunto. Há os que, como vocês, que dizem que faz diferença, e há os que, como o Wagner Borges, que dizem que não faz.

Mas essa generalização poderá não se aplicar a ele, ele só vai descobrir fazendo, não raciocinando, analisando, comparando argumentos. Ele só tem uma “coleta de dados” nas mãos, para ter ALGUMA direção, nada mais.

Exatamente.

Agora veja que interessante, se por exemplo, aparecesse um monte de vegetarianos aqui e dissesse: “não, não faz diferença alguma”, o que você pensaria? Se vier um monte de carnívoros e disser “não, não faz diferença alguma”, como botar na balança os dois casos? NAO DA, NEM NESSE TEMA NEM EM NENHUM OUTRO, SAO GRUPOS COM TRAJETORIAS DIFERENTES, MAS nao sao trupo isolados, tipo Esquimos x Indianos, sao o MESMO GRUPO:

ex-carnivoros x atuais carnivoros.

Um grupo andou mais que o outro quando se trata de saber o que afeta ou nao.

Andou mais no quesito "experiência pessoal". E experiência pessoal, como o próprio nome já diz, é pessoal, não é universal. Essas pessoas certamente sabem o que melhor se aplica a ELAS. Com relação ao todo, precisam abrir MUITO MAIS a mente para tentar chegar a alguma conclusão.

Link to comment
Share on other sites

É lógico que vou defender.

Se você for num fórum que debate MacDonald's VS Bob's, uns vão dizer "Mac é melhor" e outros "É melhor pra você, e você faz disso uma verdade absoluta. E olha que eu nem tentei comer seu Maclanche Feliz pra falar se é ou não o que você diz". :lol:

Se você for num fórum de debate entre Windows VS Linux, vai ter os "Windows é melhor pq é mais compativel com quase tudo" e "Linux é melhor não tem bugs quase e é infinitamente mais seguro".

Da mesma forma que pra mim você está errado em dizer que comer carne não atrapalha (cujo assunto eu sei por experiência própria e consulta com outros adeptos), você acha errado alguém defender a homofobia (já que muitos nunca experimentaram o outro lado da coisa e ficam só no achismo), ou até aqueles que defendem o vegetarianismo, só se baseando pelas opiniões dos grandes figuras, quando tem vários exemplos aqui mesmo no fórum de pessoas que podem afirmar com unhas e dentes que não comer carne ajuda pra caramba. Mas como humildade em você não parece estar tão presente como você diz, prefere negar aos que tentam mostrar o lado bom pro nosso colega que criou o tópico, mostrando o vegetarianismo como algo provavelmente ruim, inatural e que provavelmente causaria sérios transtornos psíquicos/físicos, que não passa da sua opinião formada pelos "especialistas" autores de livros (que na maioria comem carne). Mas obviamente isso não quer dizer que se aplique à todos, e nem vou tentar jogar isso na sua cara a cada resposta, mesmo você não dizendo "minha verdade é absoluta" ;)

Quero deixar bem claro que não tenho preconceito algum, só citei o homossexualismo por ser uma causa que eu e você escolhemos defender, temos ela em comum (sou lésbica e tenho namorada).

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...