• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Mcdonalds é muito gostoso.

Porém, burgerking é mais saboroso.

Bob's tem um tempero diferente, gostoso também.

Pizza de bacon é muito bom.

Churrasco é sagrado.

E ainda da pra fazer viagem astral e magia :mrgreen:

Universo é perfeito, non?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Exemplo simples: existem no mundo, algumas dezenas de casos conhecidos de pessoas que não são infectadas pelo vírus HIV, ainda que diretamente expostas a ele.Pois bem, dentro da experiência pessoal desses indivíduos, se participassem de um debate sobre o assunto, diriam que fazer sexo sem preservativos, usar seringas usadas, fazer transfusão de sangue de doadores infectados, NÃO representa risco de contaminação.

Essa é a verdade delas, dentro da experiência pessoal delas.

E A VERDADE PESSOAL do outro grupo e que contamina. Qual verdade PESSOAL VOCE ESCOLHE?

A que tiver mais pessoas do seu lado,claro, porque te permitira SUPOR algo aplicavel a voce.

Novamente trocando de tema:

No caso do deitar de bruços para se projetar, por exemplo. Durante muito tempo ( na passado longinquo de decadas atras) se acreditou que não podia. Na gnose, onde meu colegas instrutores ensinavam essa bobagem, eu ficava doido com eles. Os caras ainda usavam “a lógica” para dizer que o cara se projetar para o baixo astral. O que era isso? Uma generalização maluca!

- você afirma que se eu faço A o resultado é B. Basta que uma única pessoa obtenha um resultado diferente, e sua teoria está furada, porque você generalizou.

Eu me projetava e ainda me projeto de bruços de vez em quando, logo, a teoria que REJEITA a projeção de bruços fica 100% furada. Pode-se alegar supostas dificuldades energéticas, suposto bloqueio NÃO-IMPEDITIVO de chakras, blábláblá,(nada disso eu notei, entao EU rejeito, mas nao descarto totalmente que ALGUEM possa ser afetado) tudo isso pode ser discutido, mas não pode afirmar que NÃO PODE SE PROJETAR DE BRUÇOS.

.................

Aí você corrige sua teoria: Se você faz A, há uma boa probabilidade de que obtenha o resultado B.

Ah bom, então se eu não obtiver o mesmo resultado sua teoria não será invalidada, porque você não generalizou. Então nesse caso você se protege me acusando de exceção, e fica tudo bem. Mas ao afirmar que havia uma boa probabilidade, você deveria pelo menos ter uma idéia de repetibilidade embutida na sua teoria.

E que tem a repetibilidade neste caso? O vegetarianismo,porque embora a populacao vegerariana seja minoria no mundo, e a unica que se expande, pois ele tem crescido porque aparentamente há repetibilidade nos resultados alegados, sejam de saúde, ética, energias, espiritualidade. Tanto que surgem tópicos como este, porque o grau de repetibilidade é tão grande a tanto tempo que tem neguinho que chega ao ponto de achar que só vai conseguir ALGUM tipo de evolução se virar vegetariano, o que , obviamente, é uma distorção.

E o mesmo fenomeno que leva as pessoas a criarem topicos com a pergunta: PRECISA SER ESPIRITA PARA SE PROJETAR?

Porque perguntam isso? Porque entre pessoas que reconhecem, estudam e praticam algo ligado a espiritualidade pratica, os resultados serao mais comuns, e no Brasil o espiritas sao o maior grupo a fazer isso.

Ou seja, e o grande numero de resultados de uma determinada escolha que induz o incauto a generalizacao.

Realmente eu acho muito difícil que cada vez mais pessoas consigam vencer o comodismo operacional e social do consumo de carne e optem pela dificuldade operacional e social que representa se manter vegetariano, se não estivessem constatando EM MASSA resultados positivos. Podemos alegar modismos e idiotizaçao mundial também, mas essas coisas só funcionam quando te levam a uma forma de viver mais relaxada. Não tem modismo e idiotização que leve o ser humano e escolher uma forma mais difícil e disciplinada de viver, só o MEDO ou a CONSCIÊNCIA conseguem essa façanha.

Creio que por isso os vegetarianos generalizem ao pensar que essa e a melhor opção para todos, porque já se vê hoje que não são sucessos isolados. Logo, claro que não podemos generalizar afirmando que todos ficaram melhores, porque se 1 não ficar, furou, mas não faz sentido minimizar uma experiência coletiva da humanidade, que tem crescido há décadas, como se fossem apenas “sucessos pontuais”.

E quanto ao Wagner Borges, afinal: Ele virou vegetariano e tempos depois ele diz que isso nao afetou nada, ou ele nunca virou e so diz que nao afeta?

E para que nao me tomem por radical nesse ponto ( os "mestres" que mais admirei nesta existencia foram O Krishnamurit, vegetariano; o Gurdjieff, que devia comer carne, porque alem disos fumava charutos, bebia, e andava com prostitutas (nao sei se "pegava", mas desfilava com elas), e a Dion Fortune, que era carnivora.

Mas eu perdoo a ignorancia deles, tadinhos, ehehhheheehe ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
É lógico que vou defender.

Se você for num fórum que debate MacDonald's VS Bob's, uns vão dizer "Mac é melhor" e outros "É melhor pra você, e você faz disso uma verdade absoluta. E olha que eu nem tentei comer seu Maclanche Feliz pra falar se é ou não o que você diz". :lol:

Se você for num fórum de debate entre Windows VS Linux, vai ter os "Windows é melhor pq é mais compativel com quase tudo" e "Linux é melhor não tem bugs quase e é infinitamente mais seguro".

Da mesma forma que pra mim você está errado em dizer que comer carne não atrapalha (cujo assunto eu sei por experiência própria e consulta com outros adeptos), você acha errado alguém defender a homofobia (já que muitos nunca experimentaram o outro lado da coisa e ficam só no achismo), ou até aqueles que defendem o vegetarianismo, só se baseando pelas opiniões dos grandes figuras, quando tem vários exemplos aqui mesmo no fórum de pessoas que podem afirmar com unhas e dentes que não comer carne ajuda pra caramba. Mas como humildade em você não parece estar tão presente como você diz, prefere negar aos que tentam mostrar o lado bom pro nosso colega que criou o tópico, mostrando o vegetarianismo como algo provavelmente ruim, inatural e que provavelmente causaria sérios transtornos psíquicos/físicos, que não passa da sua opinião formada pelos "especialistas" autores de livros (que na maioria comem carne). Mas obviamente isso não quer dizer que se aplique à todos, e nem vou tentar jogar isso na sua cara a cada resposta, mesmo você não dizendo "minha verdade é absoluta" ;)

Quero deixar bem claro que não tenho preconceito algum, só citei o homossexualismo por ser uma causa que eu e você escolhemos defender, temos ela em comum (sou lésbica e tenho namorada).

1- Eu não disse que "comer carne não atrapalha", eu disse que não há verdades universais e que cada caso é um caso. Você, se utilizando da sua já conhecida má fé e falta de respeito, está tentando imputar a mim características suas: se achar o dono da verdade. Eu não afirmo que é bom nem que é ruim, ao contrário de você que quer convencer todo mundo que pelo fato de ser assim pra você, será assim para o resto do universo. A minha posição, e vou repetir pela enésima vez, é: cada caso é um caso.

2- eu não acho que seja ruim ser vegetariano... eu não acho que seja errado... eu não acho que seja prejudicial, antinatural e muito menos que causa qualquer tipo de transtorno. Mas não acho que seja obrigatório, não acho que represente um grau de evolução superior, e nem que será bom para 100% das pessoas que tentarem aderir. Repetindo pela enésima-primeira vez: cada caso é um caso.

O cerne da nossa discordância reside no seguinte: você quer dizer que vegetarianismo SEMPRE é bom, que SEMPRE ajuda na projeção, que SEMPRE é positivo, etc, enquanto eu, por outro lado, estou dizendo que existem opiniões e posicionamentos que mostram o contrário. Portanto, querer estabelecer UMA verdade é, no mínimo, pretensão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E A VERDADE PESSOAL do outro grupo e que contamina. Qual verdade PESSOAL VOCE ESCOLHE?

A que tiver mais pessoas do seu lado,claro, porque te permitira SUPOR algo aplicavel a voce.

Não precisa escolher uma verdade pessoal. Há que saber que existem posicionamentos diversos e, munido de informações, verificar qual teoria se aplica a si mesmo, a partir de seus valores, necessidades, hábitos, etc. Eu não preciso optar por ficar defendendo cegamente um lado apenas porque eu concordo com ele. Posso simplesmente aproveitar o melhor de cada posicionamento e ter minhas próprias conclusões, se assim julgar que me é conveniente.

E quanto ao Wagner Borges, afinal: Ele virou vegetariano e tempos depois ele diz que isso nao afetou nada, ou ele nunca virou e so diz que nao afeta?

Ele tentou ser vegetariano durante um tempo, e não se sentiu bem. Voltou a comer carne, mas hoje come bem pouco e apenas carne branca. No entanto, afirma que no tocante às projeções não houve diferença alguma entre o período em que comia muita carne, o período que não comia, e agora, que come apenas um pouco. Ele diz que nunca mudou nada, para ele.

Realmente eu acho muito difícil que cada vez mais pessoas consigam vencer o comodismo operacional e social do consumo de carne e optem pela dificuldade operacional e social que representa se manter vegetariano, se não estivessem constatando EM MASSA resultados positivos. Podemos alegar modismos e idiotizaçao mundial também, mas essas coisas só funcionam quando te levam a uma forma de viver mais relaxada. Não tem modismo e idiotização que leve o ser humano e escolher uma forma mais difícil e disciplinada de viver, só o MEDO ou a CONSCIÊNCIA conseguem essa façanha.

E podemos alegar: não quero, para mim não é prioridade, não tem apelo junto aos meus valores, não sinto vontade, etc, etc, etc... assim como também há pessoas que não se sensibilizam por outras causas, sejam ambientais, humanas, espirituais, políticas, sociais, etc.

O ponto principal aqui é que os vegetarianos xiitas, como vocês, querem enfiar goela abaixo de 100% da população que a adoção da prática vegetariana não é apenas positiva, como também desejável, respeitável e obrigatória para pessoas “que tem coração”, para pessoas “que respeitam os animais”, etc. Se baseiam em chantagens emocionais para tentar pixar pessoas que consomem carne de “acomodadas”, ou “preguiçosas”, ou “involuídas”, ou “ignorantes”, ou “más”, entre outras acusações comuns (como você acabou de fazer na sua “piadinha” em relação aos mestres, aliás, a piadinha é bem ilustrativa com relação ao radicalismo presente nas opiniões de vegetarianos radicais). Vocês querem forçar o mundo a viver de acordo com os seus valores, pois não admitem a possibilidade de seus valores não estarem CEM POR CENTO corretos.

Creio que por isso os vegetarianos generalizem ao pensar que essa e a melhor opção para todos, porque já se vê hoje que não são sucessos isolados. Logo, claro que não podemos generalizar afirmando que todos ficaram melhores, porque se 1 não ficar, furou, mas não faz sentido minimizar uma experiência coletiva da humanidade, que tem crescido há décadas, como se fossem apenas “sucessos pontuais”.

Não é por isso, não. Até porque a maioria dos vegetarianos não tem acesso a números e pesquisas a esse respeito, e nem se interessam. Os que fazem esse tipo de generalização, o fazem porque são radicais. Assim como, por exemplo, outros grupos radicais também o fazem. O ponto aqui é muito mais uma questão de defender um posicionamento pessoal, como forma de autodefesa do que propriamente um debate acerca do (in)sucesso de uma ideologia como processo global.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ele tentou ser vegetariano durante um tempo, e não se sentiu bem. Voltou a comer carne, mas hoje come bem pouco e apenas carne branca. No entanto, afirma que no tocante às projeções não houve diferença alguma entre o período em que comia muita carne, o período que não comia, e agora, que come apenas um pouco. Ele diz que nunca mudou nada, para ele.

Bom, entao agora sim temos um caso concreto de alguem experiente em projecoa e portanto mais do que habilitado a dar uma opiniao. Bom saber! O interessante e que eu tinha detectado esse "x" nele. Nao sei o que e' esse "x", mas tinha percebido algo diferente. Pelo menos esse 'x' nao fez diferenca para a projecao.

como você acabou de fazer na sua “piadinha” em relação aos mestres, aliás, a piadinha é bem ilustrativa com relação ao radicalismo presente nas opiniões de vegetarianos radicais

Bom, nao vamos culpar os vegetarianos por isso. A maioria das pessoas na area da espiritualidade treme se de pensar em ser visto como "julgando" os outros e sempre tenta se qsquivar dessa acusacao, embora a maioria sempre esteja agindo assim.

Eu nunca fui desse time, e espero nunca ser. Sempre fui JUIZ sim, minha vida toda, em tudo o que faco. Nao me incomodo de julgar e apontar o dedo, porque nao me incomodo de ser julgado.

Nunca me incomodei de ser julgado, porque eu me garanto mesmo.

Quanto a maioria dos vegetarianos nao terem acesso a esses numeros, voce esta certo, agem como uma seita, e isso foi o que atrasou por quase 20 anos eu virar vegetariano, porque nao gostava dessa atitude e reagia no sentido contrario. Se eu soubesse que eles estavam falando serio, mesmo sem terem muita base para se justificarem, teria virado mais cedo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vendo esse tema e as opiniões diversas, penso como perdemos tempo procurando pêlo em ovo...

Eu sou vegetariano, mas concordo com o Alisson. Vegetariano é chato mesmo, a maioria é arrogante e se acha melhor que a maioria dos mortais ( num to generalizando ).

Eu acho mais fácil comer carne do que explicar pra pessoa que te ofereceu os motivos que fizeram você se tornar vegetariano.

Tem vegetarianos aqui nesse FAQ que tem sérios problemas emocionais e de relacionamento ( que deixam os chacras todos desconfigurados ) assim como carnívoros que são muito coerentes...

Está novamente muito claro que a evolução é realmente um caminho individual... Eu não carrego ninguém e não quero que ninguém me carregue.

A pessoa muito evoluída já nem possui mais o PALADAR, portanto nem sente mais os prazeres de uma PICANHA.

Eu tenho novamente que sitar que conhecimento é caminho sem volta.

Eu seria um hipócrita se eu comece carne, após ter assistido o documentário completo: A CARNE É FRACA.

Mas isso sou eu!! Conheço pessoas que assistiram o documentário e não enxergaram a mensagem passada ( MECANISMO DE NEGAÇÃO ). A pessoa usa esse mecanismo ( totalmente natural ) para poder continuar, só isso.

Não significa que eu sou melhor que um Não-Vegetariano, entendem?

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

É lógico que vou defender.

Se você for num fórum que debate MacDonald's VS Bob's, uns vão dizer "Mac é melhor" e outros "É melhor pra você, e você faz disso uma verdade absoluta. E olha que eu nem tentei comer seu Maclanche Feliz pra falar se é ou não o que você diz". :lol:

Se você for num fórum de debate entre Windows VS Linux, vai ter os "Windows é melhor pq é mais compativel com quase tudo" e "Linux é melhor não tem bugs quase e é infinitamente mais seguro".

Da mesma forma que pra mim você está errado em dizer que comer carne não atrapalha (cujo assunto eu sei por experiência própria e consulta com outros adeptos), você acha errado alguém defender a homofobia (já que muitos nunca experimentaram o outro lado da coisa e ficam só no achismo), ou até aqueles que defendem o vegetarianismo, só se baseando pelas opiniões dos grandes figuras, quando tem vários exemplos aqui mesmo no fórum de pessoas que podem afirmar com unhas e dentes que não comer carne ajuda pra caramba. Mas como humildade em você não parece estar tão presente como você diz, prefere negar aos que tentam mostrar o lado bom pro nosso colega que criou o tópico, mostrando o vegetarianismo como algo provavelmente ruim, inatural e que provavelmente causaria sérios transtornos psíquicos/físicos, que não passa da sua opinião formada pelos "especialistas" autores de livros (que na maioria comem carne). Mas obviamente isso não quer dizer que se aplique à todos, e nem vou tentar jogar isso na sua cara a cada resposta, mesmo você não dizendo "minha verdade é absoluta" ;)

Quero deixar bem claro que não tenho preconceito algum, só citei o homossexualismo por ser uma causa que eu e você escolhemos defender, temos ela em comum (sou lésbica e tenho namorada).

1- Eu não disse que "comer carne não atrapalha", eu disse que não há verdades universais e que cada caso é um caso. Você, se utilizando da sua já conhecida má fé e falta de respeito, está tentando imputar a mim características suas: se achar o dono da verdade. Eu não afirmo que é bom nem que é ruim, ao contrário de você que quer convencer todo mundo que pelo fato de ser assim pra você, será assim para o resto do universo. A minha posição, e vou repetir pela enésima vez, é: cada caso é um caso.

2- eu não acho que seja ruim ser vegetariano... eu não acho que seja errado... eu não acho que seja prejudicial, antinatural e muito menos que causa qualquer tipo de transtorno. Mas não acho que seja obrigatório, não acho que represente um grau de evolução superior, e nem que será bom para 100% das pessoas que tentarem aderir. Repetindo pela enésima-primeira vez: cada caso é um caso.

O cerne da nossa discordância reside no seguinte: você quer dizer que vegetarianismo SEMPRE é bom, que SEMPRE ajuda na projeção, que SEMPRE é positivo, etc, enquanto eu, por outro lado, estou dizendo que existem opiniões e posicionamentos que mostram o contrário. Portanto, querer estabelecer UMA verdade é, no mínimo, pretensão.

Se você ver bem esse tópico, o único que tenta impor é você. Até a 3ª página era "seria forçado pra mim Toquinha" e "tudo bem Alisson entendo, se não faz bem não o faça", ou acho importante lutar pela causa, atrapalha as energias etc" mas na quarta página você já veio dizendo

Se tornar vegetariano não é um item obrigatório na evolução.
e vem dizer que eu imponho MINHAS verdades, ou até
Ou seja, essa história de que quem não se torna vegetariano é porque "não quer evoluir" é balela. A evolução tem vários caminhos. Impor um caminho único, impor valores pessoais a terceiros, é meramente uma atuação do ego.
E quem tava tentando impor algo? Estávamos discutindo a repercussão do vegetarianismo e você "não, não atrapalha". E é lógico que não é item obrigatório na evolução, ninguém falou que é, só falamos que é um passo enorme na evolução, temos vários caminhos pra escolher, mas se pararmos de comer carne avançaremos mais depressa.

Aí que começaram as acusações isso é coisa SUA, SEUS valores blá blá blá sendo que eu já havia deixado claro A MINHA OPINIÃO à respeito de tal assunto, como as coisas funcionam comigo e com outros vegetarianos e algumas opiniões espíritas.

Você me parece que tem uma autoconfiança baixíssima pois toda a vez que alguém fala algo que não se encaixa numa causa que você escolheu lutar você sempre vem com os mesmos papos "isso é de cada um, tem gente que não quer ser vegetariano, não é uma obrigação evolucional, Wagner falou isso e aquilo etc" o que é ÓBVIO e indiscutível, mas você fala sempre a mesma coisa. Se eu criar um tópico pedindo "A+B atrapalha?" é capaz de você vir "não, li lá com fulano que não, não sei se é verdade, mas estou dizendo que é pois ele estuda há tantos anos e a opinião dele é mais válida do que a outra majoritariedade que alega que sim" ou "não tenho interesse em saber" quando na verdade eu teria criado um tópico não pra saber se você passaria mal apenas se apoiando em achismo mas ouvir de quem já testou algumas das possibilidades que fazem ou não A afetar o conjunto com B.

Sem falar que eu, o Sandro, o Junior e o Gabriel estávamos discutindo se atrapalha ou não, e você vem "não, não atrapalha" como se já tivesse testado, sempre meio que se ofendendo quando alguém contraria algo que você fala e partindo "não, seria assim ou assado comigo" ou "isso é coisa SUA, você tenta impor", e sobre um tema que você nem se quer se deu o luxo de tentar antes de falar algo e desvirtuando textos para autodefesa e autopromoção de suas ideias.

Discutir se parar de comer carne é obrigatório ou não na evolução é uma coisa, mas vir falando que não sem nem mostrar argumentos pra isso é outra. Sem falar que você vive desvirtuando o que eu digo, como:

Ainda assim, eu não disse que o vegetarianismo não representa uma evolução. Eu disse que a urgência de se tornar vegetariano como algo obrigatório para a evolução é sua (e de todos os vegetarianos militantes) opinião. E mantenho.

E nem eu disse que é, era parte de uma citação espírita. Você só assumiu que era coisa minha, como sempre faz, e parece que sempre vai fazer :roll: Eu não me tornei vegetariana pensando em evoluir mais rapidamente, só fiz isso por amor. E antes que você venha com o mesmo papo de sempre, SIM, ESSA É MINHA OPINIÃO, não quer dizer que todos os vegetarianos pensam igual à mim, não precisa dizer isso novamente pela milésima vez.

O fato de estar n'O Livro dos Espíritos não significa que isso seja verdade. Significa que é o posicionamento do Espiritismo, apenas.

Novamente procurando chifre em cavalo. Ninguém disse que estar lá é sinônimo da verdade, agora sim se aplica "isso é coisa SUA". Apenas havia citado pra defender uma ideia ;)

Sabe Alisson, cansei. Ficar discutindo não leva a lugar algum, pode falar o que quiser agora eu não ligo. Pode falar que falei algo, mas quem ler o tópico verá a veracidade dos seus comentários.

Tenha um bom dia

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se você ver bem esse tópico, o único que tenta impor é você. Até a 3ª página era "seria forçado pra mim Toquinha" e "tudo bem Alisson entendo, se não faz bem não o faça", ou acho importante lutar pela causa, atrapalha as energias etc" mas na quarta página você já veio dizendo

Se tornar vegetariano não é um item obrigatório na evolução.
e vem dizer que eu imponho MINHAS verdades, ou até
Ou seja, essa história de que quem não se torna vegetariano é porque "não quer evoluir" é balela. A evolução tem vários caminhos. Impor um caminho único, impor valores pessoais a terceiros, é meramente uma atuação do ego.
E quem tava tentando impor algo?

Claro que você não estava tentando impor. CLA-RO!!! Dizer que eu não podia falar do assunto, pois não o conhecia... dizer que "atrapalha sim" e que eu estava tentando contrariar quem SABE sobre o assunto.

Imagina, Toquinha... vc foi super relax e nada impositiva. Foi uma lady. Até fiquei impressionado com tanta humildade e respeito pela opinião alheia.

Estávamos discutindo a repercussão do vegetarianismo e você "não, não atrapalha". E é lógico que não é item obrigatório na evolução, ninguém falou que é, só falamos que é um passo enorme na evolução, temos vários caminhos pra escolher, mas se pararmos de comer carne avançaremos mais depressa.

Nem na hora de se explicar, você abandona a arrogância. Releia essa postagem acima, está aí DE NOVO: você dizendo que o vegetarianismo é, SIM, algo que vai fazer a pessoa evoluir mais rápido. Não percebe o grau de pretensão dessa afirmação? Com excessão de suas convicções pessoais, quem te garante a veracidade dessa afirmação?

Aí que começaram as acusações isso é coisa SUA, SEUS valores blá blá blá sendo que eu já havia deixado claro A MINHA OPINIÃO à respeito de tal assunto, como as coisas funcionam comigo e com outros vegetarianos e algumas opiniões espíritas.

Ah, tá, agora dizer "comer carna atrapalha sim, eu sei e você não, então não pode falar", é opinião?

Você me parece que tem uma autoconfiança baixíssima pois toda a vez que alguém fala algo que não se encaixa numa causa que você escolheu lutar você sempre vem com os mesmos papos "isso é de cada um, tem gente que não quer ser vegetariano, não é uma obrigação evolucional, Wagner falou isso e aquilo etc" o que é ÓBVIO e indiscutível, mas você fala sempre a mesma coisa.

Se a pessoa não consegue entender, é preciso repetir. Eu, ao contrário de você, não quero impor verdades únicas. Você é que quer enfiar pela goela abaixo do mundo toda a "nobreza" da postura vegetariana. Você está defendendo sua opção como se dela dependesse a sua vida.

É até estranho uma pessoa com uma postura tão arrogante acusar um terceiro de autoconfiança baixa. Quem vem tentando se afirmar como portador de uma característica evolucionária superior aqui, não sou eu.

Se eu criar um tópico pedindo "A+B atrapalha?" é capaz de você vir "não, li lá com fulano que não, não sei se é verdade, mas estou dizendo que é pois ele estuda há tantos anos e a opinião dele é mais válida do que a outra majoritariedade que alega que sim" ou "não tenho interesse em saber" quando na verdade eu teria criado um tópico não pra saber se você passaria mal apenas se apoiando em achismo mas ouvir de quem já testou algumas das possibilidades que fazem ou não A afetar o conjunto com B.

Sem falar que eu, o Sandro, o Junior e o Gabriel estávamos discutindo se atrapalha ou não, e você vem "não, não atrapalha" como se já tivesse testado, sempre meio que se ofendendo quando alguém contraria algo que você fala e partindo "não, seria assim ou assado comigo" ou "isso é coisa SUA, você tenta impor", e sobre um tema que você nem se quer se deu o luxo de tentar antes de falar algo e desvirtuando textos para autodefesa e autopromoção de suas ideias.

De novo essa ladainha de "você não tentou, você não sabe, blá blá blá"? Nossa, Toquinha, vai continuar insistindo num argumento tão pífio?

Discutir se parar de comer carne é obrigatório ou não na evolução é uma coisa, mas vir falando que não sem nem mostrar argumentos pra isso é outra. Sem falar que você vive desvirtuando o que eu digo, como:
Ainda assim, eu não disse que o vegetarianismo não representa uma evolução. Eu disse que a urgência de se tornar vegetariano como algo obrigatório para a evolução é sua (e de todos os vegetarianos militantes) opinião. E mantenho.
E nem eu disse que é, era parte de uma citação espírita. Você só assumiu que era coisa minha, como sempre faz, e parece que sempre vai fazer :roll: Eu não me tornei vegetariana pensando em evoluir mais rapidamente, só fiz isso por amor. E antes que você venha com o mesmo papo de sempre, SIM, ESSA É MINHA OPINIÃO, não quer dizer que todos os vegetarianos pensam igual à mim, não precisa dizer isso novamente pela milésima vez.
O fato de estar n'O Livro dos Espíritos não significa que isso seja verdade. Significa que é o posicionamento do Espiritismo, apenas.

Novamente procurando chifre em cavalo. Ninguém disse que estar lá é sinônimo da verdade, agora sim se aplica "isso é coisa SUA". Apenas havia citado pra defender uma ideia ;)

rs, gente... que coisa primária. Isso se chama "debate", ou "discussão". Explicando: se você discorda com alguém em um debate e essa pessoa apresenta um argumento do qual você discorda, você contra-argumentará. Portanto, você trouxe um trecho do Livro dos Espíritos para argumentar a favor do vegetarianismo, eu contra-argumentei dizendo que essa era uma visão apenas espírita. Agora, se você não aguenta que alguém contrarie suas posições, o que faz num fórum de discussões?

Sabe Alisson, cansei. Ficar discutindo não leva a lugar algum, pode falar o que quiser agora eu não ligo. Pode falar que falei algo, mas quem ler o tópico verá a veracidade dos seus comentários.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou postar aqui uns videos do Waldo sobre o tema.Ele nao apoia nenhum lado, fica indo daqui para la e de la para ca, mas pode ajudar com alguma coisa, para quem se interessa.

So' notem o que e' uma deducao absurda, no segundo video ele fala que teve probleams de memoria, e atribuiu isso a carne. Minha memoria tem aumentando a um ritmo realmente infernal de uns 5 anos para ca, e sou vegetariano ha 12.

Entao vou atribuir ao vegetarianismo,eheheheh, e olha que nao consumo soja, ehehehehe. Mediuns tem uma pessima memoria, pelo menos todos que eu conheco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

...faltou mencionar que a "carne em si" na verdade não tem gosto nenhum.

Substâncias que causam prazer/dependência:

-Sal;

-Gordura;

-Açucar;

(obs.: tem mais um milhão de moléculas que causam dependências, mas vamos nos focar nessas que existem na nossa cozinha)

Se você pegar uma carne que possui mínimo de gordura, por exemplo: frango.

RECEITA DE FRANGO SEM TEMPERO

Dá uma fervida nela, depois de ferver bem você coloca ela na chapa/grelha e quando estiver ao ponto vc experimenta...

O gosto deve ser muito semelhante ao ISOPOR.rsrsrs

Pode-se fazer o mesmo com uma picanha, mas como disse acima a gordura ( que possui ligações duplas de carbono, portanto de difícil quebra molecular pelo nosso metabolismo) é que dá o sabor à picanha. Na verdade o processo é todo ilusório. Exagerando um pouco diria que é um Vício.

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

rs... a questão não é sobre MIM, tampouco sobre se eu gosto de comer churrasco, ou se devo parar ou não. O assunto é sobre o benefício/necessidade ou não de se tornar vegetariano para todo mundo.

Como as pessoas gostam de partir para o pessoal, cruzes, rs...

E quem disse que preciso tratar disso nessa ou em outra vida? Talvez eu possa passar todas as minhas encarnações e nunca me tornar vegetariano, ué.

:P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em fato, ate os vegetais tem consciência, então você continua se alimentando de corpos que tem consciência. Plantas, vegetais, animais... o que comer vai dar no mesmo.

So vivendo de luz mesmo, mas se tratando que isso e´ natural, não vejo nada de evolução ou involução espiritual nisto.

Agora quando eu jejuo antes de rituais ou praticas de espiritualidade, sim ajuda...e afinal...Metatron me recomendou a jejuar para estas coisas e não foi por tradição/dogma/besteira/o que for...

Vou e´ assar uma picanha maravilhosa na churrasqueira mesmo e ser feliz haha

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caramba Sandro, me quebra-se com esse texto de ramatis rsrsrs.

Tenho que tomar jeito, não sei como rsrsrs !!

Eu dei uma evolução em 2012, para quem não comia legumes e verduras, comecei a comer, mas só quando almoço em casa(vez perdida),depois por "necessidade" comecei só a comer carne branca, mas ainda sim quero ir mais longe e ficar sem comer,mas desse jeito vou cortar 80% dos pratos(fora de casa e vou da muito trabalho em casa...).Fora que eu nao gosto de salada do tipo vinagrete(tomate,cebola...), e meu almoço vai ficar muito pobre só com arroz,feijao e pure :(

Compartilhe ai algumas dicas de preferencia para quem leva almoço de casa para o trabalho, de quem janta as vezes socialmente e para não "escandalizar" as pessoas.

*Veja bem, jesus comenta com seus apostolos que quando eles estiverem visitando as cidades e se hospedarem na casa de alguem, comam o que estiver na mesa nem mais nem menos(entendi que é para não ter "frescura",nem dá trabalho)é isso que eu quero dizer com escandalizar.*

obs:Grato pela postagem do trecho do filme the little Buda !

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu dei uma evolução em 2012, para quem não comia legumes e verduras, comecei a comer, mas só quando almoço em casa(vez perdida),depois por "necessidade" comecei só a comer carne branca,

A questão toda e que se você tomar uma atitude que sinta como sacrificante, não vai permanecer nela. E como dieta de emagrecimento, todas funcionam, mas se você sai delas e volta aos hábitos antigos, engorda de novo. Quando se pensa em mudança na vida, (dieta, exercícios fisicos, casamento, filhos e ate animais de estimação ) já tem que se perguntar: estou pronto para passar o resto da vida fazendo isso? Se não esta, é melhor adiar a mudança .

Eu pelo menos, uso esse raciocínio em tudo, porque eu não dou para trás em nada, não por orgulho, mas para me obrigar a ser responsável com minhas decisões mesmo.

Então sou amarrado para dar o primeiro passo nas coisas, mas uma vez dado, já era.

Uma coisa que te aconselho, porque já vi muita gente se auto-enganando nisso: esse papo de parar devagar com a carne é auto-enganação. Quem diz que vai parar devagar não para nunca. Ainda não conheci o primeiro cara que passou a comer só carne branca e finalmente parou com a carne. Não existe "carne branca", existe carne, quimicamente, energeticamente estruturalmente.

Tenho amigos que por conviver comigo (o pessoal adora se deixar influenciar por quem convive com eles) resolveram que também queriam ser vegetarianos, e fizeram esse raciocínio tolo, de ficar só na carne branca. Ja conheço eles há mais de 10 anos e eles ainda estão comendo carne branca, eheheheh.

A questão e' que se você tirar a carne (toda carne que vem da morte de um animal, o que inclui gelatina, embutidos, mas não inclui ovos nem derivados do leite) seu sistema energético muda rapidamente e você logo REJEITA CARNE naturalmente, instintivamente, não fica "tentado", como os carnívoros acreditam. Mas se você segue comendo carne, disfarçada de "carne branca", você de fato nunca muda o sistema energético , então ficara sempre desejando o quadro completo ( a vermelha) e permanece sempre no mesmo estado energético .

Eu não virei vegetariano porque quis, eu fiz um teste de ficar 21 dias sem carne, e comemorei o fim do período indo a uma galeteria, mas aí já era tarde , tudo em mim mudou, ate o paladar, e que ja nao conseguia mais reconhecer o sabor de antes, e desenvolvi um certo nojo pelo cheiro, pelos ambientes energeticos de restaurantes, e quando vejo um pedaço de carne num prato (ceias de familia no natal), e' como ver as "pessoas comendo pneus e se deliciando". Acho engraçado, mas lembro que quando eu comia carne, achava essas explicacoes todas muito bobas (inclusive esse texto do Ramatis, que eu ja conhecia).

Parar com a carne te traz uma mudança de consciência , que obviamente, quem não parou não consegue entender, então vem com aquee papinho de “não querer fazer nada radical”. “Radical” é o nome que você dá para tudo aquilo que você não está disposto a fazer devido ao SEU ESTADO ATUAL, não devido ao ato em si.

Então , apos essa mudança, muita coisa que você achava que eram só conceitos, teorias, manias, se torna obvia, e você percebe a cegueira de quem ainda come carne, porque lembra da sua cegueira quando comia. E' uma experiência muito diferente de mudança alimentar. Eu passei 18 meses no Viver de luz, e quando voltei a comer, não estranhei os vegetais. Passei só 21 dias sem comer carne, e nao teve jeito de voltar a come-la, porque me parecia estar tentando comer "coisas que não é de comer, totalmente antinatural".

Mas como eu disse: quem fez a transição entende, quem não fez, não vai ver sentido algum nisso que eu falo.

Agora, é bom você ler o tópico todo. O Alisson, por exemplo, conta que o Wagner Borges tentou e não se acertou. Tenho minha própria opinião sobre isso, mas por respeito, não vou me expressar. Mas é um fato que as pessoas são diferentes, ‘e muito difícil saber, por exemplo, se uma pessoa é obesa porque é malandra, de corpo preguiçoso e mente fraca, ou se porque ela tem um corpo mais difícil de lidar, e não sabemos quais guerras emocionais internas ela enfrenta quando resolve disciplinar seu corpo.

O meu sempre foi totalmente obediente, desde criança ele nunca me perturbou com instintos de fome e sede, e os sinais fisiológicos simplesmente desligam se eu não quero satisfazê-los, nunca tive que “lutar” com meu corpo. Uma vez fui até que viajar e já estava na parada do Ônibus quando percebi que estava de bexiga cheia. Pensei: ok, faço no ônibus. Mas entrando no ônibus, não gostei da idéia. Então viajei, fiz o que tinha que fazer, e voltei para minha cidade só entao esvaziando a bexiga. Entre eu sair de casa e perceber que a bexiga estava cheia, e o momento de descarrega-la, passaram-se 11 horas, e eu não senti e momento algum a necessidade de urinar, não tive que “controlar” nada, apenas em cada opção (entrar no ônibus, chegar na rodoviaria, entrar no ônibus de volta) eu decidia que não iria urinar ali, e a sensação de bexiga cheia desligava.

Então as vees eu escuto as pessoas falando que isto “ é difícil...aquilo é uma tentação...isto é radical..meu corpo precisa de café. /açúcar/ carne......” e para mim elas estão falando grego.

Então tem que ver em que perfil você se enquadra. Se seu “corpo” dita as regras da sua vida, talvez seja melhor fazer mudanças graduais mesmo, ou você vai entrar numa queda de braço com um inimigo mais forte que você.

Ou comece a mostrar a ele quem é que manda. Eu vejo meu corpo como um animal de estimação. Acho interessante o conceito de ensina-lo a “deitar, rolar, fingir de morto, buscar o jornal”, mas tem gente que não tem um corpo “de cachorro”, tem “corpo de gato”, que não aprende truque algum e só quer mimos, comida boa, e cama quentinha.

Mas até os gatos tem salvação, não conhece aquela piada do gato e do paino?

Um cara pediu a um amigo que o ajudasse a mudar o piano para o andar de cima, e o amigo prometeu ajudar, mas no dia marcado, deu preguiça.

Uma semana depois o amigo foi lá ajudar, e o piano já estava no andar de cima. Ele perguntou:

- Como você conseguiu fazer isso sozinho?

- Ah..bem, fiz o gato puxar escada acima

- Mas como ele conseguiu fazer isso!!?

- É, foi difícil, tive que usar o chicote....

Compartilhe ai algumas dicas de preferência para quem leva almoço de casa para o trabalho, de quem janta as vezes socialmente e para não "escandalizar" as pessoas.

*Veja bem, jesus comenta com seus apostolos que quando eles estiverem visitando as cidades e se hospedarem na casa de alguem, comam o que estiver na mesa nem mais nem menos(entendi que é para não ter "frescura",nem dá trabalho)é isso que eu quero dizer com escandalizar.*

Claro, mas isso é política de quem busca seguidores, por isso não se pose ecandalizar. Enquanto eu fui instrutor gnostico eu me preocupava com isso, porque nesse caso a gene representa algo maior. Tambem quando atuei como porfessor de ensino medio eu tinha mais cuidado, porque adolescentes sofrem muiita infleuncia do professor, temso que ter cuidado. Mas ja de alguns anos para ca represento apenas a mim mesmo, e nao convivo com pessoas de menso de 24 anos.

Alem disso, por personalidade, não sou naturalmente "desse tipo", então não sou a pessoa mais indicada para te sugerir estratégias desse estilo. Vivemos num mundo em que temos que tolerar as vulgaridades nas vestimentas, na música, no transito, ninguém te respeita se você é minoria em algo, então, quando se trata da minha alimentação ou da minha casa, que é meu espaço privado, sou um TIRANO. Evito comer na casa dos outros, e se comem na minha casa, azar, não entra carne na minha casa. Quem não gostar, que saia correndo. Mas não me incomoda sentar a mesa com as pessoas comendo carne a minha volta, a única coisa que exijo é que não se pode misturar os talheres se servir. E também, quem não gostar, não tem problema, não como nada e pronto.

Comida para o trabalho? Tudo que voce levaria normalmente, apenas não coloque carne. Não há mistério, não precisa se atolar de soja, que tem a mesma QUANTIDADE de proteína que feijão, e combinado com o arroz, combina todos os aminoácidos necessários. Quando eu comia durante o dia, como trabalho num ambiente distante, num laboratório da universidade que fica praia, eu so levava um saco de leite em pó e de extrato de soja, e so adicionava água quando queria, porque naquela época eu estava adicionando massa muscular e tinha que comer de 3 em 3h. mas uma vez tendo chegado onde eu queria, já faz 4 anos que só como a noite, então não tenho mais essa preocupação de levar comida para o trabalho.

E restaurantes? Coma em restaurantes VEGAN, porque restaurantes vegetarianos as vezes tem peixe e frango, então não adianta, daqui a pouco tem uma travessa ou uma colher que entrou em contato com a carne, e depois que estiver em casa você poderá notar fortes alterações de humor ou energia e não vai saber de onde veio isso.

E leia rótulos: há Yogurtes com gelatina, sorvetes com gelatina, molho inglês e mesmo panetones que contém extrato de carne...

Mas se tentar descobrir tudo isso de uma só vez, vai te parecer muito complicado. Leva meses, as ezes um ano, ate você descobrir todas as atitudes qu tem que tomar para evitar a carne, já que a indústria da carne e do açúcar são bastante agressivas e metem seus produtos em tudo., você de fato nunca muda o sistema energético , então ficara sempre desejando o quadro completo ( a vermelha) e permanece sempre no mesmo estado energético .

Eu não virei vegetariano porque quis, eu fiz um teste de ficar 21 dias sem carne, e comemorei o fim do período indo a uma galeteria, mas aí já era tarde , tudo em mim mudou, ate o paladar, e que ja nao conseguia mais reconhecer o sabor de antes, e desenvolvi um certo nojo pelo cheiro, pelos ambientes energeticos de restaurantes, e quando vejo um pedaço de carne num prato (ceias de familia no natal), e' como ver as

Share this post


Link to post
Share on other sites
Olhe que coisa sagrada, não profanem o churrasco com ideias vegetarianas. A ira de Deus deve cair sobre vocês!

E' sagrado mesmo. Os povos antigos, como os romanos e gregos, so comiam a carne dos animais que eram sacrificados aos "deuses".

O soldado romano se alimentava basicamente de pao e legumes, e ha registro de terem feito greve quando so lhes deram carne.

Mas claro, o pao naquela epoca era INTEGRAL MESMO, nao esse integral de hoje em dia, que tem no maximo 19% de farinha integral, uma farsa completa.

Quando os romanos precisavam de um exercito de malucos ferozes, contratavam os barbaros, que eram vistos com desprezo justamente porque eram comedores de carne, mas para a guerra eram uteis, ja que se comportavam como bestas selvagens.

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.