Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Saulo pode estar errado...capítulo 2


Recommended Posts

Sandro não me entenda mal, quando eu uso metáforas e analogias eu merefiro à maioria da população da Terra.

Se você levar para o lado pessoal, veja abaixo:

Sandro disse:

Faco musculacao em casa, e faco ha 10 anos. Nunca passei mais de 15 dias sem treinar. Tenho esteira, Eliptico e Remo, para trabalho aerobico. E sempre fiz

Você quebra toda minha linha de raciocínio.

Eu poderia usar pelo menos umas 10 analogias que passariam a mesma idéia. Mas peqguei uma em que não se aplica para você. E daí??? Num importa...

Eu realmente acredito que esse negócio de gratuíto ou não é cultural. Onde julgamos primeiro o cara que cobra.

Tem também...

-Ah, eu não dou esmola, pois o Mendigo vai comprar pinga...

-Ah, quem é rico vai pro inferno. E pobre vai para céu ( segundo afirma um Evangélico amigo meu)

No resto eu concrdo com você.

Link to comment
Share on other sites

Junior,

Suas críticas procedem, de fato, há limitações e ninguém, nem o próprio autor nega tal fato de que as vezes fala bobagem e que não é melhor que ninguém.

A questão que eu vejo e que muitos já disseram nesse tópico é: Criticar por criticar não agrega nada, apenas demonstra uma pseudo-superioridade em alguns assuntos. Digo pseudo pois você só criticou, se tivesse contribuído, orientado o caminho correto para as limitações do Saulo, poderia ser considerado superioridade de conhecimento sim, não foi o caso. Se quer fazer uma crítica, que seja uma crítica embasada, ou seja, uma crítica onde você fala que fulano errou em X e o correto seria X + Y.

Se não, sabe o que fica parecendo? Que você está com inveja do trabalho dele e quer jogar lama de alguma forma. Acredito que não seja essa a intenção, mas superficialmente foi isso que ficou em evidência.

Você explicitou algumas temáticas que ele peca em conhecimento e em abordagem nos videos, certo?

Foram:

Comportamento/Consciência,

EGO,

Proéxis.

Pois bem, por que não cria uma didática e explica para nós seu conhecimento nessas áreas? Garanto-lhe que seria muito mais feliz fazer isso à apenas melar o trabalho alheio e não estou entrando no mérito de discutir se é de graça ou não, isso é indiferente nesse contexto.

Algo que eu sempre elogiei no IVA é a capacidade de nivelamento do conhecimento sobre o extrafísico. O cara vem pra cá crú e sai com o básico sobre várias áreas. À partir daí, cada um que vai se virando para conseguir aprofundar na temática que achar melhor, se quer proéxis, procure a instituição que trabalha com isso http://www.apexinternacional.org/site/ e por aí vai. O que não pode ocorrer é querer que o IVA mude o foco dele por causa de uns (minoria). O próprio lema é, "espiritualidade com simplicidade", está explícito que a missão é simplificar assuntos, ou seja, colocar "todas" as temáticas da espiritualidade num patamar onde todos possam assimilar conhecimento. Se quer aprofundar (complicar), o IVA não é esse local. No entanto, existe o GVA, esse fórum de discussões democrático que gera discussões tanto superficiais, dos que estão iniciando os estudos, quanto profundas, dos que já tem um pouco mais de bagagem.

E apenas atiçando você, caso queira aumentar o nível, desenvolva um verbete para a enciclopédia da consciência e vá à tertúlia defende-lo!

Abraços

Você tem toda razão..

E tudo que você me pede pra fazer é muito coerente.

Mas, para vigiar minhas energias eu optei em ser muito

cuidadoso e ser repetitivo e redundante de certa forma me aborrece.

Portanto se você procurar bem você vai encontrar meus argumentos e dou os caminhos também para quem quiser usufluir do conhecimento obtido.

Agora, qual é o problema em criticar????

R.: A palavra "crítica" soa negativo. Analise o trabalho de um crítico de cinema.

O legal é que o Saulo num tá nem aí pra tudo isso e está aberto pra críticas, sugestões, etc.

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Agora, qual é o problema em criticar????

R.: A palavra "crítica" soa negativo. Analise o trabalho de um crítico de cinema.

Não há problema em criticar! Pelo contrário, criticar é um exercício mental incrível e nos faz capaz de discernir o que é abobrinha e o que não é. O ponto que eu coloquei e reforço é: Quando se faz uma crítica mental, não é necessário embasar pois você já sabe seus argumentos. Já quando você constrói uma crítica e expõe ao público (seja qual for), é necessário que você argumente à respeito dessa crítica e, preferencialmente, se for uma crítica destrutiva, ajude a construir depois de destruir. Precisamos entender quais são suas premissas, suas bases conceituais, seus preâmbulos. Se não, acontece o que aconteceu ao ler sua crítica há algumas partes do trabalho do Saulo. "Muito superficial aqui.. pouco conhecimento ali", compreende? É necessário que você nos exponha o que você entende por superficial no que tange o assunto X e o que você acha que é muito conhecimento no assunto Y. À partir daí, podemos ter noção se o que você fala tem ou não haver com a realidade.

Para quem está iniciando, a noção de proéxis que o Saulo passa é mais do que superficial, beira a complexidade extrema. Pra quem nunca fez algum exercício de reflexão, falar em reforma íntima pode parecer o cão chupando manga. Já pra quem estuda há alguns anos e/ou teve contato com mais autores, perceberá que isso é o básico do básico.

Eu nem dou bola para críticos profissionais, a maioria deles só faz a crítica por fazer, não há embasamento a não ser a cabeça dele (achismo/especulação). E mesmo os que fazem uma crítica embasada (como são os bons), raríssimos dizem qual o caminho correto a ser seguido. Tanto é que se um crítico "famoso" fala mal do seu empreendimento, pode ter certeza que você vai perder uma boa clientela. Isso não aconteceria se o mesmo ao fazer uma crítica mostrasse qual é o caminho das pedras, o caminho para que essa crítica destrutiva vire uma oportunidade de crescimento.

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Agora, qual é o problema em criticar????

R.: A palavra "crítica" soa negativo. Analise o trabalho de um crítico de cinema.

Não há problema em criticar! Pelo contrário, criticar é um exercício mental incrível e nos faz capaz de discernir o que é abobrinha e o que não é. O ponto que eu coloquei e reforço é: Quando se faz uma crítica mental, não é necessário embasar pois você já sabe seus argumentos. Já quando você constrói uma crítica e expõe ao público (seja qual for), é necessário que você argumente à respeito dessa crítica e, preferencialmente, se for uma crítica destrutiva, ajude a construir depois de destruir. Precisamos entender quais são suas premissas, suas bases conceituais, seus preâmbulos. Se não, acontece o que aconteceu ao ler sua crítica há algumas partes do trabalho do Saulo. "Muito superficial aqui.. pouco conhecimento ali", compreende? É necessário que você nos exponha o que você entende por superficial no que tange o assunto X e o que você acha que é muito conhecimento no assunto Y. À partir daí, podemos ter noção se o que você fala tem ou não haver com a realidade.

Para quem está iniciando, a noção de proéxis que o Saulo passa é mais do que superficial, beira a complexidade extrema. Pra quem nunca fez algum exercício de reflexão, falar em reforma íntima pode parecer o cão chupando manga. Já pra quem estuda há alguns anos e/ou teve contato com mais autores, perceberá que isso é o básico do básico.

Eu nem dou bola para críticos profissionais, a maioria deles só faz a crítica por fazer, não há embasamento a não ser a cabeça dele (achismo/especulação). E mesmo os que fazem uma crítica embasada (como são os bons), raríssimos dizem qual o caminho correto a ser seguido. Tanto é que se um crítico "famoso" fala mal do seu empreendimento, pode ter certeza que você vai perder uma boa clientela. Isso não aconteceria se o mesmo ao fazer uma crítica mostrasse qual é o caminho das pedras, o caminho para que essa crítica destrutiva vire uma oportunidade de crescimento.

Abraços

Bom! novamente eu fiz a crítica e sim dei os caminhos ( era só você dar uma procurada melhor )..

Novamente...

A idéis é se tornar "AMOR" um exercício pra isso você precisa "ESTAR NO AQUI E AGORA", quando você está no aqui e agora você é Feliz e é AMOR...

O que isso tem a ver com o assunto dos áudios e vídeos..

Sabe quando você pega a Bandeirantes e vai de Sao Paulo à Campinas, e ao chegar lá você tem a impressão convícta que foi Muito Rápido comparado com a vez anterior????

Você dirigiu o tempo todo com aquela "cara de paisagem"...

Você na maioria do percurso "Não estava lá"...

Você ao ver um filme pela segunda vez, observa coisas que passaram batidas pela primeira vez,etc.

Resumindo você não estava lá...

Fazemos isso o tempo todo... fugimos da realidade que está diante do nosso nariz...

OS FAQS:

FAQ 101: Definição imatura do EGO. Conclui-se que pessoa sem EGO é uma AMEBA.

FAQ 123: Falou-se de PROEX. Se a PROEX é feita por uma consciência muito evoluída, logo essa consciência não é emocional e nem possui EGO, logo a consciência é uma AMEBA. tá certo isso???

Uma das fontes dos meus estudos estão aqui, vale à pena você conferir e tirar suas próprias conclusões ( não acredite em mim )

http://www.centrodeestudos.org/loja2/cd ... stras.html

Eu não quero entrar nos detalhes disso novamente, pois a primeira vez que tentei foi muito desgastante... 1% dos frequentadores deste fórum entenderam o que eu disse e passamos a nos relacionar pelo privado. O restante basicamente pediram a minha expulsão do fórum...

Sabe aquele Muleke gordinho e Ruim de Bola??? mas eles só deixam ele jogar pois ele é o dono da Bola... mais ou menos assim...

Se você discordar com as "regras" da casa. Vá embora!!!

Espero que entendam meus motivos. Por não insistir mais nas minhas defesas.

Se quiser saber mais discutimos pelo privado.

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...