• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
paulognr

Matadouro de animais

Recommended Posts

Bom dia povo,

hoje 11/09/2012 tive uma experiência um tanto quanto diferente.

Não fiz técnica alguma, apenas deitei e pedi para continuar aprendendo e abrindo a lucidez enquanto projetado.

Como estava muito cansado dormi na hora, mas recobrei a consciência em uma fila de pessoas junto com diversos animais.

Esse animais, em sua maioria eram bois, estavam sendo levados para um grande estábulo, ou algo do gênero, com portas enormes, enquanto os animais entravam no ambiente, todas as pessoas ficavam do lado de fora.

Após todos os animais entrarem, as portas foram fechadas e então começou um baralho de máquinas e logo em seguida os mugidos de dor, agonia e sofrimento.

Nesse momento eu sentia tudo aquilo como se fosse comigo, tentava tampar os ouvidos, mas tudo em vão, e ali eu fiquei por um tempo escutando e sentindo tudo aquilo.

Devo ter perdido a consciência, pois só me recordo de ter pensando em ter acordado, pois umas pessoas me explicavam o motivo de terem me levado até la, que foi o de sentir o que esses animais sentem quando são sacrificados para servirem de comida para nós.

No entanto, eu continuava projetado, pois só acordei realmente as 05:00.

Moral da história, sou carnívoro, e todas essas sensações mexeram muito comigo, sinceramente não sei o que fazer, pois continuar a comer a carne desses animais depois de tudo que senti, vai ser algo complicado.

=/

Share this post


Link to post
Share on other sites
todas essas sensações mexeram muito comigo, sinceramente não sei o que fazer, pois continuar a comer a carne desses animais depois de tudo que senti, vai ser algo complicado.=/

Só você pode decidir o que fazer agora, DEPOIS QUE SENTIU algo sobre isso.

Em geral o carnívoro NÃO SENTE NADA SOBRE ISSO, e protanto, com toda razão eu diria, NÃO SENTE NECESSIDADE DE MUDANÇA.

Acho que a hora para PENSAR SOBRE ISSO É JUSTAMENTE APÓS surgir um conflito desses, não antes, porque antes você só iria encher sua cabeça de argumentos tolos, tentando solucionar a coisa racionalmente, e há tanto argumentos a favor quanto contra, em qualquer área, eu diria.

Aproveite o embalo e leia os tópicos em que conversamos sobre isso:

viewtopic.php?f=2&t=17319&hilit=carne

viewtopic.php?t=13685

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com certeza,

antes o meu pensamento era,

os animais estão aqui pra isso,

no entanto, penso que comercializar isso seja o errado.

Deveria ser como antigamente, apenas para a sobrevivência,

como realizado pelos povos antigos, respeitando a natureza.

Atualmente está tudo corrompido, e acredito que isso seja o problema.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, acredito que se fôssemso seguir as leis da natureza, BESTA CAÇANDO BESTA não poderíamos fazer muito estrago. Mas nos especializamos no nehócio da morte em massa, acho que aí sim os danos se acumulam e os riscos de um rebote aumentam.

Há muitos motivos espirituais e energéticos para o vegetarianismo, mas descartando todos eles, sobram as escolhas de massa, que geram todo o tipo de pestes e doenças (tanto na agricultura quato na pecuária) para tentar eliminar os espécimes mais fracos, que nosso sistema de produção de alimentos em grande escala tenta preservar.

Dos males o menor: as pestes em vegetais não nos atingem da mesma maneira, é mais seguro. Mas creio que um futuro equilibrado em termos de alimentação seria evitar todo o tipo de produção em massa.Há umas opções de agriucultura combinada, que mistura várias espécies de vegetais juntas, e que portanto não produz pragas, mas até o capitalista entender que gasta mais em pesticida do que em perda de lavouras que não sejam monocultura massiva, o sol já terá ficado vermelho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exatamente.

Penso que pra sociedade atual é praticamente impossível mudar esse mode de vida, iria impactar em muita coisa que o capitalismo não iria aceitar.

Ou seja, ou algo realmente "punk" acontece com o mundo, ou estamos condenados a isso até o ponto em que se tornar insustentável, o que acredito não demorar muito.

Share this post


Link to post
Share on other sites

John Michal Greer, um ocultista americano, cita em seu livro Atlantis:

http://www.amazon.com/Atlantis-Ancient- ... r+atlantis

a teoria de um outro cara, cujo nome não lembro, que ve o desenvolvimento das sociedades como ondas, não como linhas, ou seja: o modelo no qual fomos educados a ver nossa sociedade acredtia numa evolução linear, onde as coisas progridem sempre do ponto A até o infinito, avançando sempre. Essa toeria do cara afirma que na verdade o desenvovimento se dá em ondas, e vivemso praticametne o ápice da onde tecnológica, que é toda baseada no petróleo. Com o surgimento da exploração do ptetróleo surigu nossa idade moderna, a industrialização e o crescimento do capitalimo, assim como muitos materiais novos, derivados do petróleo.

Uma vez que o petróleo acabe, o que já está perto, é provável que essa onda desenvolvimentista e poluitiva passe, e voltemos a um nível mais "pré-industrial", porque foi assim que a humanidade viveu nos últimos séculos. Esta sociedade que conhecemos é apenas uma onda que durou 100 anos, é loucura extrapolar que ela de fato continuará seu desenvolvimento após seu principal suporte , o petróleo, acabar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito interessante a sua projeção! Já tentei ser vegetariano, mas não consegui. Aprendi (estudando, e também colocando em prática) que nossa querida dimensão, por ser imensamente densa ainda, necessita de nutrientes também densos para a nutrição e a manutenção da saúde do organismo. É claro que existem pessoas que conseguem, mas para a grande maioria é extremamente difícil ou quase impossível. Em uma das vezes que exclui a carne da minha dieta, eu percebi alguns pontos positivos (como a leveza do corpo e mais paciência para com as pessoas ao meu redor, etc) e pontos negativos (fraqueza, fome com maior frequência, sonolência, preguiça, etc). Claro que outros fatores poderiam ter contribuído para o estabelecimento dessas sensações descritas acima. Atualmente, consegui manter um equilíbrio (acredito eu), reduzi bastante o consumo de carne, sempre que possível substituo a carne vermelha por frango ou peixe e aprendi a fazer orações antes das refeições agradecendo por aquele alimento. Costumo dizer que se dependesse da minha pessoa para sacrificar algum animal para ter a carne como alimento, eu seria forçosamente vegetariano (um pouco hipócrita, mas sincero). Bom, e assim vou vivendo, tentando melhorar a cada dia!! Obrigado pela oportunidade de compartilhar o que sinto sobre esse assunto tão importante. Abraço!!

P.S.: Só para refletir. Chico Xavier não era vegetariano.

Abraço

Kleber

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito interessante e importante essa sua vivência.

E, aí é que está a diferença. Não é você convencendo um grupo imenso de pessoas a assistir um documentário vegetariano para mostra-las que é errado comer carne e forçando isso a partir da exibição de morte e sangue.

No caso você foi amparado para essa situação, foi levado a esse lugar ou a uma "simulação" de um matadouro, para compreender o quão duro é essa realidade. Talvez a mensagem nem seja apenas "não coma carne", talvez seja apenas "tenha consciência do que o consumo de carne causa". A abertura dos para-olhos é o que importa mais.

Só você poderá dizer se é melhor ser vegetariano ou carnívoro para sua própria existência. Eu, particularmente, aconselho a fazer essa experiência. Crie um prazo. Dois meses, 3 meses sem carne e analise o que irá causar em você, tanto na realidade física quanto na extra-física. Comece devagar se precisar. Mas não deixe de experimentar.

Porém, lembre-se, ética, moral e discernimento só funcionam bem com saúde. Não adianta ser um pacífico amarelado sem saúde. Estude a dieta do tipo sanguineo, estude a sua carência pessoal de carne, lembre-se da questão que para amparos e assistências mais densas (a espíritos mais necessitados) necessitamos também de uma energia mais densa.

Boa sorte na auto-pesquisa!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Paulo, faz algum tempo que penso na possibilidade de me tornar vegetariana. Amo muito os animais e só de pensar no sofrimento de qualquer um, eu sofro junto. É meio hipócrita mesmo, eu sei. Há alguns dias já evito a carne vermelha, estou só no frango e peixe, e pretendo dar prioridade sempre ao peixe. Acho que é uma atitude pequena, mas são as pequenas atitudes que, reunidas, se tornam grandes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que sempre somos convidados à mudanças. Acredito que sua experiência o fará pensar muito em relação a sua alimentação.

Tudo na vida é um costume. E temos que ter a consciência do desapego das coisas.

Por que você não tenta deixar a carne de lado?

Verá que há alimentos ótimos, onde nenhum ser vivo tem que sofrer ou morrer, e você não vai passar fome: eu te garanto!

Abraços! :hug

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.