• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Felipe Ruan

Suicidio e assasinato *Não Olhem* hahhaha

Recommended Posts

De acordo com chico xavier, um moço que se mata enforcado, danifica toda sua parte da coluna, e na outra vida ele vem com cadeira de rodas, um cara que se mata com um tiro na cabeça vem na outra vida com problemas neurologicos referentes a parte onde a bala atingiu...

Agora vem a minha duvida :

Se alguem me mata enforcado, eu venho na proxima vida com cadeira de rodas ?Ou se alguem me mata com um tiro na cabeça, na proxima vida eu venho com problemas neurologicos referentes ao local atingido pela bala ?

#instaduvida ahuuhauahhauha... Abraços gente ! *uma questão de se discutir hehe*

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem umas teorias sobre isso mesmo. Quem se corta os pulsos nasce com deficiência nos braços, quem se dá um tiro nasce com retardo mental, quem se atira de um prédio nasce anão etc.. mas acho que varia muito de caso pra caso. Se alguém se mata o carma talvez seja grande mas não quer dizer que tenha relação com o método usado pra tirar a própria vida. Eu penso que existem outras formas de "Punir" quem comete tal ato (além da punição após a morte por suicídio). Posso estar errada mas creio que tem gente passando altos e baixos por causa de muita coisa, acredito que existam mais formas de a pessoa aprender, talvez um abuso quando criança (essa seria a teoria pra quem foi pedófilo e cometeu crime infantil, talvez?), ou ter o pai assassinado (pra quem assassinou na outra vida) etc, mas isso gera muita confusão na minha cabeça, pois, desse modo o mundo seria 100% cármico. Se eu matei, vou ter alguém morto em minha familia, e quem matou vai ter um carma, e quem realizar o carma em relação à pessoa que matou quem matou alguém da minha familia vai ter outro carma e assim vai? Não seria melhor punir todos no plano espiritual e deixar as coisas acontecerem naturalmente sem ter a regra do carma aqui na Terra?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso que o Chco fala nao tem muita raao de ser....a menos que o sujeito reencarnasse com o mesmo corpo eterico, porque o que esiona o corpo fisico pode afetar em parte o corpo eterico. O corpo eterico deveria se extinguir algum tempo (indefinido) apos a morte do corpo fisico, mas se em situacoes de suicidio, POR ALGUMA NECESSIDADE, o cara tiver que voltar rapido e voltar o corpo eterico da vida anterior, isso PODERIA ocorrer sim. Nao se trata de carma, se trata de LESAO GRAVE.

No livro do Ian Stevenson Vinte Casos...:

http://www.livrariacultura.com.br/scrip ... 8059188867

...ou neste, Passeio da Alma:

http://www.livrariacultura.com.br/scrip ... 8059188867

http://www.estantevirtual.com.br/q/paul-roland-alma

..... contam-se casos de um pessoal, acho que nas filipinas, que foi morto numa guerra civil, a golpes de facao, e muitos, para se defenderem dos golpes, usaram as maos, e tiveram os dedos decepados (alem de serem mortos, claro). Entao logo em seguida teve um surto de cirancas nascendo com dedos em toquinhos, e alguns com memoiras de terem sido mortos daquela maneira....

Pode ser...pode ser...mas veja, nao e o rumo natural das coisas.E uma anomalia, talvez resultado de outras anomalias: suicidio, homicidio....

Em tese, quando tudo corre bem, um novo corpo nao deveria ser afetado por lesoes no antigo ja que possuem crpos etericos diferentes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também acho que é possível, mas temos que sempre avaliar cada caso, como o sandro falou, para uma pessoa que reencarna rapidamente e não tem tempo para tirar todas as impressões da última encarnação, é possível vir com problemas na região referente.

Eu queria ter uma lembrança boa, para dizer onde eu li o relato em que um espírito, em todas as encarnações, ele cometeu o mesmo erro, o suicídio, logo ele recebeu uma encarnação onde só conseguia mexer os olhos, tendo toda a sua parte perceptiva e mental preservada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A máxima para Chico, bem como para o espiritismo é: Cada ação gera uma reação.

E cada caso é um caso.

A reação é gerada para a pessoa que pratica a ação. Ainda assim, os casos são estudados para amenizar a reação da ação tomada, visto que há muitos outros fatores que podem aliviar ou piorar as ações que realizamos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Cristiano,

Minha discordância é referênte ao ao que o autor do tópico disse. Em minha opinião não é algo simples assim do tipo:

-> se você se matar assim, você ficará assim.

-> se você se dar um tiro na cabeça, você ficara assim;

Isso seria uma resposta muito simples para algo complexo. Vamos parar e analisar um pouco mais o contexto de uma situação que favorece o suicídio. Como por exemplo:

* Trabalhar em um presídio, amarrotado de obsessores;

* Situações do tipo ou me mato ou morremos os dois;

* Perda de muitos familiares;

* Drogas;

Nada disso justifica um suicídio, mas são premissas que devem ser consideradas. Ou até mesmo as diversas encarnações dessa pessoa na terra, toda a carga por essa pessoa trazida até o momento. Onde quero chegar é que provavelmente isso é algo muito mais complexo do que isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ALGUNS autores fazem uma lisitinha de doencas geradas por certas atitudes, mas isso tem mais a ver com causa e consequencia energetica, tipo:

- muitos abortos=infertilidade na proxima vida (por problemas energeticos gerados pelos muiots abortos, nao pro pinicao por UM ABORTO

- mediunismo com entidades do baixo astral= demencia (por disturbio no corpo mental)

- cancer (excesso e emoces negativas de caarter geral)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Você não pode “participar”!

Se ocorrer de forma acidental, você será amparado e curado naturalmente!

Porém, se de alguma forma, houver a participação das duas partes, o ser humano requererá o juízo do ocorrido, porque o subconsciente não aceita algo sem solução! E ficará questionando todas as possibilidades de resolução! Isto, atrasa a nova jornada evolutiva, fazendo com que fiquemos tentando “resolver” aquele momento!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um dos grandes erros dos estudantes espiritas é o MECANICISMO, isto é, a interpretação puramente mecanica pras leis divinas.

Quem rege essas leis é Deus, não é um computador.

Vou explicar com um exemplo pra vcs entenderem.

Um cara mata outro pra roubar a carteira. Pronto, esse é o crime que gerou um tanto de carma.

Agora quem disse que esse crime necessariamente vai gerar uma punição igualzinha? Não existe isso. Não é um computador que regula o processo karmico, é Deus e o anjo da guarda da pessoa!

No caso do nosso exemplo, o ladrão matou a vitima com um tiro no peito.

Vejamos as possibilidades de reparação karmica seguida de explicações:

1 - o assaltante reencarnado sofre um assalto no qual leva um tiro no peito e morre (esse é a resposta mecanica convencional. Não está descartada. O que estou descartando é a ideia fixa de que so tem essa possibilidade de reparo karmico)).

2 - A vitima reencarnada segue um rumo totalmente diferente da vigança e não quer de jeito nenhum participar da reparação karmica. O assassino fica impune? Não. Ele pode levar uma bala perdida no peito e pagar a divida (isso considerando que ele passou por um encarnação sem aprender sobre o erro que cometeu. Dai a necessidade da lição atraves da dor).

3 - A vitima aprendeu a perdoar e o assassino aprendeu a fazer o bem, aprendeu a amar e até se mantem conectado com seu anjo da guarda e com Deus. A divida ta ali na agulha, com data e hora marcada pra ser cobrada, mas ai o assassino reencarnado,movido pelo bem e pelo amor que aprendeu, toma a livre decisão de ajudar alguem, de fazer o bem sem pedir nada em troca. Salva uma vida, talvez. Isso antes de chegar a data marcada pra cobrança da divida dele. Porque ele haveria de pagar uma divida com sangue, com sofrimento se ele evitou o sofrimento de alguem, se ele curou ou salvou a vida de alguem? As dividas que ele tinha serão debitadas do credito que ele juntou ao fazer boas ações. O karma sera descontado do DHARMA, que é o saldo positivo. Ao final temos que o assassino não sofrerá nadinha. Na pior das hipoteses morrerá de ataque cardiaco...

Deus é justo e vê todas as nossas ações antes de cobrar nossas dividas. Ele vê inclusive as decisões que iremos tomar num futuro proximo e pode retardar um processo karmico dependendo das nossas atitudes de hoje.

a reparação karmica não é mecanica, não é feita por um computador, mas sim por um Deus justo e amoroso.

Essas deformidades karmicas resultantes de suicidio dependem do aprendizado do espirito do lado de lá. Se o espirito passa uns 200 anos no astral se recusando a reconhecer que errou, ai sim ele volta pra terra ainda com bastante sofrimento e cicatrizes... Mas se lá ele reconhece o erro a coisa muda e é possivel uma pessoa ter se suicidado ateando fogo em si mesma e renascer bonitinha da silva.

Nós aprendemos o tempo todo e em toda parte. A escola da vida não é só o mundo fisico.

Espero ter esclarecido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ainda não pude ler todo o tópico mas quero responder a questão da Toquinha sobre o pedófilo.

Essa ideia foge de qualquer sentido lógico de carma. Vejamos.

Segundo estudos psicológicos já famosos e de fácil entendimento, o fator principal que leva uma pessoa a ter desejos sexuais por uma criança é um bloqueio na sua própria sexualidade.

Ou seja, a criança teve algum trauma lá pelos 12, 13, 14 anos... Isso faz com que sua vida continue passando, sua maturidade se desenvolva porém com uma fissura, um bloqueio na questão sexual. Algo nela se perdeu naquele momento do trauma. Ela vai crescer, mas sua sexualidade não vai amadurecer, ela vai continuar desejando e amando pessoas da idade de sua maturidade sexual. 12, 13 e 14 anos...

Isso é muito mais comum de acontecer quando se é abusado. Ou seja, o abusador gera um novo pedófilo para o futuro (SE ESTE NÃO TIVER ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO E EMOCIONAL).

Dessa forma seria impossível crer que o carma de um pedófilo seria que ele viesse a ser abusado na próxima vida, pois isso faria dele um futuro pedófilo!

Agora, volto a ler o tópico ^^

Share this post


Link to post
Share on other sites

..... contam-se casos de um pessoal, acho que nas filipinas, que foi morto numa guerra civil, a golpes de facao, e muitos, para se defenderem dos golpes, usaram as maos, e tiveram os dedos decepados (alem de serem mortos, claro). Entao logo em seguida teve um surto de crianças nascendo com dedos em toquinhos, e alguns com memorias de terem sido mortos daquela maneira....

Não querendo debater contra essa hipótese até por que me parece lógica e bastante interessante Sandro, mas, vale a pena pensar na hipótese dos campos morfogênicos e do Consciente Coletivo. Onde a influência de certas ações tornaram-se cicatrizes no inconsciente de uma comunidade, as vezes passadas de gerações, com tamanha força que poderia gerar resultados físicos. Tal como o fato de que algo tão brutal como a cena dos dedos decepados dos entes queridos terem ficado no inconsciente dos moradores da região, esse fato passado pela informação inconsciente impregnou-se e causou a má formação de dedos nos filhos. Falo isso sem ler essa notícia/matéria, de forma que só estou divagando... Mas penso nessa probabilidade pelo fato de que normalmente uma consciência nem sempre re-encarna no mesmo grupinho familiar da vida passada... Mas como disse, é só divagação :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

..... contam-se casos de um pessoal, acho que nas filipinas, que foi morto numa guerra civil, a golpes de facao, e muitos, para se defenderem dos golpes, usaram as maos, e tiveram os dedos decepados (alem de serem mortos, claro). Entao logo em seguida teve um surto de crianças nascendo com dedos em toquinhos, e alguns com memorias de terem sido mortos daquela maneira....

Não querendo debater contra essa hipótese até por que me parece lógica e bastante interessante Sandro, mas, vale a pena pensar na hipótese dos campos morfogênicos e do Consciente Coletivo. Onde a influência de certas ações tornaram-se cicatrizes no inconsciente de uma comunidade, as vezes passadas de gerações, com tamanha força que poderia gerar resultados físicos. Tal como o fato de que algo tão brutal como a cena dos dedos decepados dos entes queridos terem ficado no inconsciente dos moradores da região, esse fato passado pela informação inconsciente impregnou-se e causou a má formação de dedos nos filhos. Falo isso sem ler essa notícia/matéria, de forma que só estou divagando... Mas penso nessa probabilidade pelo fato de que normalmente uma consciência nem sempre re-encarna no mesmo grupinho familiar da vida passada... Mas como disse, é só divagação :)

Claro! É justamente na hora de afirmar a real causa das coisas que toda a explicação desaba e caímos nas crenças. Concordo com você, e sinceramente acho que boa parte das explicações sobre vida após a vida, reencarnação, céu, inferno, karma, memso vindo de mestres, iluminados ou espíritos....é tudo só um jeito que arranjaram de a gente entender "um pouco". Tipo "na ausência de algo que vocês possam compreender, fiquem com esta explicação aqui".

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tem umas teorias sobre isso mesmo. Quem se corta os pulsos nasce com deficiência nos braços, quem se dá um tiro nasce com retardo mental, quem se atira de um prédio nasce anão etc.. mas acho que varia muito de caso pra caso. Se alguém se mata o carma talvez seja grande mas não quer dizer que tenha relação com o método usado pra tirar a própria vida. Eu penso que existem outras formas de "Punir" quem comete tal ato (além da punição após a morte por suicídio). Posso estar errada mas creio que tem gente passando altos e baixos por causa de muita coisa, acredito que existam mais formas de a pessoa aprender, talvez um abuso quando criança (essa seria a teoria pra quem foi pedófilo e cometeu crime infantil, talvez?), ou ter o pai assassinado (pra quem assassinou na outra vida) etc, mas isso gera muita confusão na minha cabeça, pois, desse modo o mundo seria 100% cármico. Se eu matei, vou ter alguém morto em minha familia, e quem matou vai ter um carma, e quem realizar o carma em relação à pessoa que matou quem matou alguém da minha familia vai ter outro carma e assim vai? Não seria melhor punir todos no plano espiritual e deixar as coisas acontecerem naturalmente sem ter a regra do carma aqui na Terra?

O mundo é 100% cármico de fato! Os carmas são ligações e não são necessariamente ruins, apenas ligações, mas como somos espíritos em desenvolvimento tendemos a ter "maus" carmas, e por isso falamos dele como uma coisa ruim, quando nem sempre é.

Enfim, veja bem, nem todo carma de um assassino se resultará em um homicídio dele ou de alguém em outra vida, exemplo: Hipoteticamente falando eu mato todos vocês, em outra vida, ao invés de morrer por causa de vocês eu volto em uma família que tenha em sua genética alguma doença auto-imune que seja passada para mim, que me faça viver em um hospital vendo todos morrerem, gente louca, doenças, até o fim da minha vida. É um exemplo, eu verei muita morte, mas não necessariamente serei morto por vocês. Entendeu?

Share this post


Link to post
Share on other sites
...O karma sera descontado do DHARMA, que é o saldo positivo...

Com licença, só para quesito de explicação, sem querer ofender MESMO, é que eu já cometi esse mesmo erro, Dharma não está relacionado com Carma nesse sentido. Carma pode ser tanto bom quanto ruim, e Dharma é a missão de vida a pessoa, no caso do seu exemplo, o Dharma do bandido em questão seria mudar sua forma de pensar e agir.

"Darma [...] pode ser considerado como o "Caminho para a Verdade Superior"..."

http://pt.wikipedia.org/wiki/Darma

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, só queria acrescentar uma coisa.

Ex. Temos Hitler: matou (ou mandou matar) milhões de pessoas.

Segundo a versão kármica tradicional vai morrer milhões de vezes assassinado!!! Sem contar que cada um dos outros q matou também...

Ainda existe outra forma, em que após algumas vidas a "pastar", possa vir como um grande cientista que salva milhões de vidas, de forma a equilibrar energeticamente todo o desequilibrio causado.

Pelo menos é "mais fácil" e "rápido".

Pessoalmente acho que "pagar na mesma moeda" é mais para quem tem de compreender e perceber a consequência dos seus atos.

Sem esquecer que existem técnicas, acho, para "queima" de karma, como o as chamas (?) e que por vezes devia acontecer algo "mais pesado", mas que é substituido por algo mais "soft".

Paz e tranquilidade

Daniel

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.