• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Krishnarupa

Sonho lucido vs projeção astral

Recommended Posts

Amigos,

Venho estudando sobre projeção astral há alguns meses e experimentado técnicas. Até hoje tive 5 ou 6 experiências que na verdade consegui despertar dentro do sonho e a partir dai agir conscientemente. Minha dúvida é quanto a diferença entre sonho lucido e projeção astral, já que decolar consciente do corpo é algo que ainda não consigo fazer.

Sempre que dormimos nosso corpo astral se desprende e sai de perto do corpo físico ou não necessariamente? Podem acontecer experiencias de sonhos mentais com o corpo astral também "dormindo" próximo ao corpo físico?

Gostaria de entender melhor a diferença.

E outra pergunta. Caso sejam coisas diferentes... estando num sonho lúcido é possível sair para o astral?

Este é o link do relato da última experiencia de sonho lucido que tive... viewtopic.php?f=3&t=19973

Se alguém puder me ajudar a interpretar melhor a experiencia eu agradeço muito!

Obrigado e grande abraço a todos,

Krishnarupa das

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa é a “pergunta de 1 milhão de dólares”, porque há várias respostas fáceis e claras nos livros sobre o tema, mas quando acontece com você, na maioria das vezes não é algo tão fácil de definir.

A gente define SONHO como uma fantasia. “Sonho lúcido”, portanto, é uma fantasia na qual você está consciente de estar sonhando.

Mas o plano astral é maleável a ação da mente, logo, quando projetado,o ambiente ao redor pode sofrer influência criativa da mente, gerando uma fantasia ao seu redor. Então você pode ter levantado do corpo em astral, mas logo em seguida ficar cercado por suas fantasias, que aparecerão em torno de você como se fossem uma verdadeira experiência astral, e então as fronterias entre uma experiência e outra de dissolvem.

Um exemplo de sonho lúcido “puro”:

Você deita , relaxa e fica concentrado num cenário imaginário. Você define que está deitado em um ambiente em campo aberto, e que logo a sua frente há um castelo medieval, e que lá dentro você vai encontrar Merlin e conversar com ele sobre algo que te interesse. Fica concentrado nisso, visualizando isso tudo. Caso seja bem sucedido, em um dado momento essa fantasia se realiza, e voce está lá, sabendo que se trata de um sonho lúcido porque...afinal...você criou aquele ambiente. Você sabe que ele não existe, imaginou o castelo num bom número de detalhes (e o subconsciente completa o resto).

Não resta dúvida que se trata de m sonho lúcido, mas não é uma coisa muito fácil de fazer. Eu fazia isso seguidamente quando criança, até uns 10 anos, quando então perdi essa capacidade, e só a muito custo consigo isso hoje em dia a ultima vez foi há 20 anos atrás .

Mas como classificar uma experiência em que você vai tentar se projetar num algo mental? Você escolhe ir na casa de um amigo, ou até as pirâmides do Egito, por exemplo (os autores de livros de projeção adoram dizer que você pode visitar qualquer LUGAR da terra né?) , se concentra no lugar onde quer estar, visualizando ele...e num dado momento você está lá. Eu já fui 3 vezes ao meu local de trabalho a noite, usando esse método. Então você pensa: “consegui! Estou aqui porjetado!”

Mas o método ‘e o mesmo: concentrar-se no local onde você quer ir, quanto mais intensa for sua visualização, mais rápido é o seu sucesso. Mas e aí? Você está lá projetado, ou você apenas criou um cenário imaginado usando um cenário real como referência? Como saber se não se trata de um sonho lúcido nesse caso? Para mim, a única resposta possível e confiável é tentar obter uma comprovação, um informação sobre o local que possa ser checada depois. Isso no caso em que você estava controlando o alvo, porque se você tem um blackout e de repente acorda em algum lugar desconhecido, já em astral, como vemos nas experiências do Waldo, no Projeções da consciência, em que ele desperta “e algum lugar do Rio de Janeiro”, aí ferrou, pode ser qualquer coisa...

Alguns autores, como o Robert Bruce, definem algumas características que separariam claramente uma experiência da outra, mas aí você acaba tendo que aceitar que é de fato assim. Uma das principais, a meu ver, é que um sonho lúcido todas as leis da física estão valendo, ou seja, você não pode voar, não pode atravessar paredes, se morder seu dedo ele dói como se fosse real, e até sangra. Para mim isso FAZ SENTIDO, porque todos sabemos que os sonhos são uma imitação perfeita da realidade, ‘e exatamente por isso que eles “nos pegam”. Em geral só percebemos que estamos sonhando quando notamos algo impossível acontecendo, como um carro flutuando, ou um animal falando...

Isso parece indicar que sonhos lúcidos de fato seriam MAIS REALISTAS que a projeção, que sempre tem um “quê” de diferente.

Mas como você pode criar seus sonhos se quiser, tenho minhas dúvidas se você não poderia criar uma situação em que você possa voar, e desrespeitar todas as leis da física. Me parece bem possível...

..........................

Como eu não tenho mais sonhos lúcidos, ou seja, depois de cair num sonho eu raramente percebo que estou sonhando, nunca pude testar a técnica que o Bruce ensina para sair do sonho lúcido e cair numa projeção : ele recomenda que você se deixe cair de costas no chão, sem aparar a queda . Isso leva em muitos casos, segundo ele, a que o cenário tod do sonho se dissolva, e você repentinamente se veja flutuando pouco acima do seu corpo, ou no quarto. Então a partir daí você está numa projecao, e segue sua experiênciaa partir desse ponto.

Ele também explica, assim como muitos autores-projetores, que quando sonhando a gente está projetado flutuando a poucos centímetros do corpo, e o sonho é apenas uma fantasia que acontece dentro da mente. Logo, se você sonha que está cavalgando, você está flutuando perto do corpo e o cenário da cavalgada e o próprio cavalo só existem na sua mente, você não está cavalgando um cavalo astral. Isso parece corroborar a técnica dele, que diz que se você se deixa cair, essa perturbação rompe o cenário do sonho e você se vê perto do corpo ( que provavelmente era onde você estava todo o tempo, já que estava sonhando, “capicce”?

Só que quem já se projetou sabe que algumas vezes você cruza com “sonâmbulos astrais”, pessoas que vagam a esmo, com um olhar distante, que se você pegar e sacudi-las, elas at’e meio que dão uma acordada, AS VEZES, mas voltam a “apagar’ logo em seguida, isso quando acordam...Então essas pessoas estão de fato projetadas, mas mesmo assim estão sonhando, pois não te enxergam verdadeiramente, a mente delas est’a funcionando em outro plano, não muito diferente do que fazemos em vigília, não é verdade?

Então, olha, essas divisões são confusas. Enquanto a gente não se projeta, parece que há distinções claras, que tudo está bem explicadinho pelo Waldo, pelo Bruce, pelo Buhlman, por todos esses “especialisatas”. , ma quando você começa a se projetar com certa regularidade, o bicho pega.

Acho que você pode usar essas linhas básicas que expliquei para tentar iniciar alguma diferenciação, mas depois vai ter que ir refinando isso, testando melhor as coisas para ver se chega numa resposta que te satisfaça.

Para mim só há duas experiências claras e inconfundíveis:

- ambiente de sonho que VOCÊ criou, que você sabe que não existe me nenhum lugar da terra, esse É SONHO

- a experiência que você conseguiu obter uma comprovação posterior do que você viu, essa É PROJEÇÃO.

O resto, para mim, é experiência suspeita, quanto a saber exatamente do que se trata. Mas outras pessoas obviamente terão outros critérios.

Nem coloco a questão LUCIDEZ aqui. Para mim lucidez é saber que você está fora do corpo, que não tem como se ferir, que pode atravessar objetos sólidos sem medo, que não precisa temer perseguidores, sentir quanto tempo ainda tem para permanecer fora do corpo.... .

O Saulo, num os FAQS, deixa essa questão da lucidez meio em aberto, porque há outros fatores, já que você poderia estar lúcido, mas perder as memórias da experiência na reentrada, e ficando tudo meio borrado, deduzir que não estava lúcido. Então para mim “lucidez” nem dá para usar como critério, se eu não estiver consciente desses pormenores todos que listei acima, já classifico como sonho e nem registro nos meus relatos, porque

mesmo sabendo tudo isso, que para mim significa lucidez total, ainda se vê coisas estranhas que te fazem desconfiar que sua mente pode estar te pregando peças, ou seja, que pode ter algum grau de sonho enfiado no meio.

Então: divirta-se tentando descascar esse abacaxi. Faz muitos meses que discuto isso privadamente com o Danielamorc, e a única conclusão a que chegamos é que nenhuma dessas distinções parece la' muito sólida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sandro meu mundo desabou ao ler esse post, tudo que eu sei sobre projeção vs sonho lúcido praticamente caiu por terra :?

Vou tomar banho e quando voltar vamos discutir isso, tenho alguns pontos para frizar e quem sabe a gente chega numa conclusão :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na minha cabeça é assim:

A dimensão astral é moldável pela mente; quando sonhamos o nosso estado de consciência não é 100%, assim ficamos com pensamentos bem vagos. Quando temos sonhos lúcidos, despertamos nossa consciência no astral, só que estamos no mundo criado pela nossa mente inconsciente.

Já quando saímos do corpo nosso inconsciente não cria nenhum mundo astral, mas sempre nos deparamos com criações mentais de outros ou nós mesmos.

Toda vez que saí em VA tava acordado só que muito relaxado, com a consciência alterada mas sem sono algum, provavelmente em alpha.

Já nos sonhos lúcidos dormi normalmente e quando me deparo com algo estranho no sonho meu raciocínio é ativado e começo a recobrar 100% de consciência.

Por exemplo esses dias atrás tava olhando o céu no meu sonho, e tinha 3 luas... Eu pensei What hell? que diabo é isso! na hora as luas sumiram e viraram naves...

Descobri que tava sonhando.

O Melhor mesmo para sair em VA e ta bem disposto sem sono e relaxado. :ugeek:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que eu aprendi, seria assim:

Sonho lúcido: Você é o rei. Você comanda, cria, desfaz o que quer, se quiser sair voando você consegue, o mundo (que você criou) é seu e você faz o que quer nele, se quiser criar uma planta no chão é só imaginar que consegue.

Projeção astral: Você está num mundo (numa dimensão, eu diria) criada por outros, tentar mudar algo como uma paisagem ia ser difícil.

- ambiente de sonho que VOCÊ criou, que você sabe que não existe me nenhum lugar da terra, esse É SONHO

E se outra consciência tivesse criado? Podemos cair num lugar onde outra consciência criou e achar que é sonho só porque não faz sentido ou não existe? Se bem que ninguém foi à todos os lugares do planeta (físicos e astrais) então entra a questão da comprovação, olhar detalhes, nomes etc e pesquisar se existe ou existiu tal lugar.

- a experiência que você conseguiu obter uma comprovação posterior do que você viu, essa É PROJEÇÃO.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pelo que eu aprendi, seria assim:

Sonho lúcido: Você é o rei. Você comanda, cria, desfaz o que quer, se quiser sair voando você consegue, o mundo (que você criou) é seu e você faz o que quer nele, se quiser criar uma planta no chão é só imaginar que consegue.

Projeção astral: Você está num mundo (numa dimensão, eu diria) criada por outros, tentar mudar algo como uma paisagem ia ser difícil.

Verdade, essa é uma outra distinção que se usa. Parte-se do princípio que como o sonho é sua criação mental, você pode fazer e desfazer a vontade, o que faz sentido. Já o mundo astral, por não ser coisa da sua mente, não poderia sofrer essa alteração, já que ele “existe’ por si mesmo.

O problema nessa abordagem, é que tem um negocinho chamado “energia” né?. E outro negócio que todo mundo fala: plasmagem.

Ou seja, o plano astral é suscetível de ser influenciado pela mente, você mesmo diz logo depois: “E se outra consciência tivesse criado?”. O grande problema da comprovação é justamente porque os seres do astral criam suas casas, suas ruas, e ele sofre influencia também das consciências encarnadas.

Então , se você pensar bem, vai ver que pode manipular o astral. Bom, mas será difícil...só que isso depende de sua energia né? Então um dia você:

- se projeta e altera as coisas... e fica aquela dúvida: alterei porque estou com mais energia hoje, e por isso foi fácil? Ou alteei porque isto é apenas um sonho lúcido?

- desperta dentro de um sonho, mas não consegue alterar as coisas. Está com alguma dificuldade energética, ou de concentração , ou não é um sonho, é uma projeção?

Outra regra, em relação as coisas que você encontra PROJETADO serem criações da sua mente ou não, é quando você encontra uma pessoa, por exemplo, imaginar ela fazer o contrario do que ela está fazendo. Se ela se alterar e fizer o que você espera, então essa figura seria criação da sua mente, mas se não se alterar, seria real. Mas novamente, isso depende da sua habilidade, não é mesmo? Você pode não conseguir das primeiras vezes, até por não conseguir saber exatamente como fazer isso, e vai deduzir que é real. Depois você aprende a fazer direito, e então vai concluir acertadamente que aquilo era criação da sua mente. Mas .... tem a questão da influencia de uns seres sobre os outros, e sobre o ambiente. Será que podemos ficar tranqüilos que se você vê um militar todo sério vindo na sua direção, e você imagina ele dando estrelinha na rua, e ele fizer....será que não foi controle mental seu sobre ele?

E lá no tópico do Gabriel viewtopic.php?f=2&t=18785&hilit=phul&start=15#p87072 eu postei a técnica do Draja, para você conseguir limitar suas projeções ao plano físico, e a essência dela é olhar, perceber as diferenças entre o que você sabe estar lá no físico e o que você está percebendo e IMPOR sobre aquele cenário astral o cenário que você lembra do físico. Resta saber se você está plasmando no ambiente astral o que está na sua memória, ou de fato sintonizando no plano físico. Só a comprovação posterior resolver isso.

Essas coisas todas precisam ser testadas individualmente, porque cada um de nós tem habilidades diferentes e facilidades diferentes para fazer certas coisas, então até que a gente tenha bem claro o que podemos fazer com facilidade, e o que não podemos, acho que esses testas não darão uma resposta definitiva, mas é bom se familiarizar com eles, para assim termos alguma base para COMEÇAR a julgar as experiências .Com o tempo... quem sabe?

Deve ser por isso tudo que o Saulo vive dando a entender que sem os mentores a gente nem se acha no astral, que tem muita coisa....

Mas convém tentarmos aprender né ? Se não a gente fica sempre dependendo deles, ou seja:

Ocupando um mentor que poderia estar fazendo algo mais útil.Quanto mais independentes conseguirmos ser, mais úteis aos próprios mentores, não acham? Garanto que eles preferem ter mais um colega de trabalho, ou pelo mesmo um auxiliar tecnicamente habilitado, que bancarem nossas babas'.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom pessoal, ultimamente estou tendo muito sonhos lúcidos, já tentei de várias maneiras sair para o astral através destes sonhos, mas não sei como fazer isso.

Alguém sabe como sair do sonho lúcido para uma projeção astral?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruce ensina para sair do sonho lúcido e cair numa projeção : ele recomenda que você se deixe cair de costas no chão, sem aparar a queda . Isso leva em muitos casos, segundo ele, a que o cenário tod do sonho se dissolva, e você repentinamente se veja flutuando pouco acima do seu corpo, ou no quarto. Então a partir daí você está numa projecao, e segue sua experiênciaa partir desse ponto.

eu fiz outro testes, como puxar o dedo, pular, dizer que estou lúcido, mudar de plano, mas nada disso resolveu.

vou tentar fazer o teste o Bruce, este ainda não fiz. obrigado Sandro!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Claro, essas coisas que voce cita sao apenas para confirmar que voce nao esta no corpo, elas nao rompem a construcao do sonho.

Como eu disse antes, nao tenho mais sonhos lucidos, entao nao posso atestar a eficacia dessas tecnica, mas neste topico o maxleo estava com o mesmo problema, entre outros, e no final relata como foi quando aplicou. Aqui esta o tópico todo:

viewtopic.php?f=2&t=17089&hilit=ilusoes+mente

E aqui apenas sobre essa tecnica:

viewtopic.php?f=2&t=17108

Outa coisa que voce pode tentar, e que pareceu surtir o mesmo tipo de efeito, e’ o que descrevo aqui:

viewtopic.php?f=2&t=14102&p=78148&hilit=ilusoes+mente#p78148

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.