• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Essa resposta depende de quem pergunta.

1- Para quem tem pressa, não quer aprender sobre nada, quer só “fazer esse troço de uma vez”:
Baixe a técnica completa 3 do Saulo, que é uma técnica em áudio, e todas as noites deite 1h mais cedo, bote os fones de ouvido e fique fazendo o que ele diz no áudio.
http://www.viagemastral.com/site/category/tecnicas/page/2/

Durante o dia vá escutando os áudios do curso.

http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17292-curso-básico/

O curso não ensina COMO se projetar, mas vai falar de muitas coisas que acontecem com os projetores.


Outra opção é baixar o pdf do Raduga e seguir apenas o capítulo inicial “Deixe seu corpo dentro de 3 dias”:
https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsX3FYSUJRWVZlUWc/view?usp=sharing
Tem um tópico sobre ele:




2- Para quem precisa entender um pouco o que está tentando fazer, baixe o meu pdf, são só 10 paginas de umas poucas explicações e algumas técnicas.
Postei o link dele na minha apresentação:
http://viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17031-apresentação-de-sandrofabres/&do=findComment&comment=74007


3- Para quem precisa mais explicações resolvi reunir aqui alguns dos textos sobre os fundamentos necessários para aprender a se projetar.

  • Like 11
  • Thanks 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

FUNDAMENTO 1: O RELAXAMENTO

(texto do Robert Bruce, do livro Astral Dynamics)

RELAXAMENTO FÍSICO PROFUNDO


Relaxamento físico profundo é uma habilidade projetiva essencial que precisa ser cuidadosamente aprendida e praticada. Dos milhares de problemas projetivos sobre os quais sou consultado, a falta de relaxamento adequado é o responsável pela grande maioria.

O estado de transe, definido como "corpo adormecido + mente acordada” pode ser atingido sem que exista um nível profundo de relaxamento físico suficiente para permitir que uma projeção ocorra. Seu corpo físico pode conter tensões musculares, mesmo quando dormindo ou em estados alterados. Mas um estado alterado em que as áreas do corpo estão tensas não permitirá a geração completa do duplo projetável de tempo real. Isto pode resultar na geração apenas parcial do duplo projetável, e portanto uma enorme frustração.

De certa forma podemos dizer que o duplo projetável de tempo real é gerado a partir da “substância do corpo físico”, da “carne e ossos”. Portanto, TODO o corpo físico deve estar em um estado de profundo relaxamento para que TODO o corpo astral de tempo real seja gerado.

Relaxamento físico profundo é um fundamento que é necessário dominar. Sem isso dominar isso a projeção astral consciente não é facilmente realizável. Muito mais tempo e esforço devem ser gastos na aprendizagem do relaxamento físico profundo do que no treino de qualquer outra habilidade projetiva.

POSTURA E CONFORTO

Sono atrasado é um problema generalizado no mundo moderno. Isso pode causar problemas e interferir com sua habilidade para se manter acordado durante as sessões de relaxamento profundo. É melhor deixar para fazer exercícios de relaxamento profundo quando você está bem descansado e mentalmente alerta. Não pratique esses exercícios imediatamente após refeições pesadas, pois isso irá promover sono em vez de relaxamento. Tomar um banho antes vai ajudar a renová-lo você. Realizar exercícios de relaxamento na posição sentada também irão ajudar a resistir a tendência para adormecer. A posição sentada é recomendada para todos os exercícios de treino energético e de fundamentos projetivos.

Use roupas folgadas, confortáveis e tenha os pés descalços ou meias frouxas. Comece sentado em uma cadeira com um bom suporte para as costas e braços. Você pode usar uma poltrona, mas se você perceber que está cochilando rapidamente, mude para uma cadeira de jantar sem apoio de cabeça.

Se você não usar o apoio de cabeça, mais atenção deverá ser dada para equilibrar sua cabeça. É possível usar uma cama, mas adormecer será um grande problema. Se você precisa usar uma cama, deite de costas e mantenha os antebraços verticais acima da cama, com os cotovelos apoiados no colchão. Ou apoie-se em vários travesseiros, como se estivesse prestes a jantar na cama. Faça o que for necessário para impedir-se de cair no sono durante os exercícios.


A boa postura ajuda o relaxamento físico. Não permita que seu corpo se despenque . Se você começar com uma boa postura, o seu corpo vai ficar confortável e equilibrado. Se a sua postura não for boa de início, quando seus músculos relaxarem profundamente, seu corpo vai ceder. Isto pode causar desconfortos na coluna vertebral e articulações, bem como problemas de circulação. Use almofadas de apoio para se certificar-se de que seu corpo não despenque. Posições de meditação sentada e de lótus também são boas para este trabalho.


A cabeça deve estar equilibrada e não se deve permitir que caia. Feche os olhos e deixe sua cabeça e pescoço relaxarem. Mova sua cabeça para trás lentamente e em algum momento você vai encontrar um ponto de equilíbrio natural. Esta é a posição perfeita para a sua cabeça. A posição da cabeça equilibrada ajuda a mantê-lo acordado e concentrado. Se você adormecer, sua cabeça vai cair e trazê-lo de volta à consciência. Uma vez que você tem alguma prática de equilibrar seu corpo e trabalhar em profundo relaxamento físico, você pode usar qualquer coisa, até mesmo uma cadeira de jantar de madeira, de encosto reto e rígido. Se você tiver bom equilíbrio e postura, você pode relaxar a um nível profundo em qualquer situação.


Dores causadas pelo relaxamento: Se você não está acostumado a um profundo relaxamento você vai descobrir seu corpo dolorido depois de uma sessão de treino. Este é apenas um problema temporário. Isso acontece porque seu corpo físico está caindo no sono enquanto você estiver ereto, e sua carne pende dos ossos de forma diferente do que está habituado. Seu corpo não está acostumado a isso, e assim tendões e músculos esticarão um pouco mais do que o habitual. Isso vai passar depois de alguns dias, se você mantiver o seu treino.

LEVE DESCONFORTO


Aprender a induzir a projeção consciente envolve dominar a habilidade de ficar acordado durante o estado de "mente desperta + corpo adormecido". O segredo para conseguir isso é usar um nível de ligeiro desconforto durante suas sessões de prática e tentativas de projeção. Muitas pessoas entram no estado necessário, e até mesmo produzem sintomas relacionados com a saída projetiva, mas não chegam mais longe do que isso. Eles fazem tudo certo, obtém todas as sensações certas, mas tem dificuldade em lembrar as suas experiências. A maioria das pessoas está treinada de tal maneira que quando seus corpos físicos adormecem, suas mentes também o farão rapidamente. Isto acontece de maneira particularmente rápida em sua própria cama, onde habitualmente apagam em poucos minutos.

Um ligeiro nível de desconforto vai ajudar a mantê-lo acordado e concentrado. Alguma experimentação é necessária para descobrir o que funciona melhor para você. Um Leve desconforto mantém ativa a conexão mente/corpo e ajuda com os processos de transferência da memória projetiva. Assim como você se lembrará muito mais sonhos quando você tiver uma dor de dente ou outra dor que provoca despertares frequentes, o mesmo princípio de leve desconforto se aplica a todos os tipos de projeção, treino de relaxamento profundo e treinos em estados alterados.

Tradicionalmente, a maioria das pessoas pratica projeção de uma cama ou cadeira reclinável. Além do risco de cair no sono, muito conforto diminui a conexão entre o corpo físico e a mente, e os seus corpos sutis. A conexão corpo/mente é muito importante e deve ser mantida ativa para o sucesso das recordações dos trabalhos feitos em estado alterado e projetivo. Por estas razões, é importante evitar a total conforto ao praticar essas técnicas.

Recomendamos que treinos de estados alterados e tentativas de projeção sejam feitos em cadeiras de escritório ou de cozinha, sem o apoio do pescoço, em vez de camas ou cadeiras reclináveis. Usar um nível de ligeiro desconforto ajuda a recordar melhor o que é feito durante os estados alterados . Se você aprender a ficar consciente por sessenta minutos durante as sessões de estado alterado, suas chances de lembrar das projeções irão aumentar.


Além de usar uma cadeira de encosto reto, existem outras maneiras de introduzir um leve desconforto. Por exemplo, na cama coloque uma pequena placa rígida sob seus pés, em vez de uma almofada. Da mesma forma, qualquer um pode experimentar o estado de "mente desperta + corpo adormecido" por alguns momentos durante o estado pré-adormecimento, mantendo suas mãos e antebraços na vertical, com os cotovelos apoiados no colchão. É por isso também que técnicas de meditação de olhos abertos, ou utilizando posições de meditação com as pernas cruzadas, são tão bem sucedidas. Se você precisa usar uma cama, uma placa rígia sob os calcanhares ou cotovelos, etc, podem criar um nível suficiente de leve desconforto, que permita ainda um profundo relaxamento físico/mental. Experimente para descobrir o que funciona melhor para você.

..............................

 

 

 

 

TÉCNICAS

ENRIJECER E RELAXAR GRUPOS MUSCULARES


Uma boa maneira de conseguir profundo relaxamento físico é progressivamente tensionar e relaxar grandes grupos de músculos antagônicos. Isso ajuda a remover os nós de tensão que possam interferir com a saída projetiva. Se você já conhece um método de relaxamento físico, você pode usá-lo. Vá com calma com esse exercício quando você começar a usá-lo. É fácil criar tensão nos músculos e tendões pouco usados se você não está acostumado a este tipo de trabalho, especialmente os músculos do pescoço.

Preste atenção especial na parte de relaxamento. Permita que os seus músculos relaxem totalmente após contraí-los. O objetivo é produzir uma sensação de peso quente e aconchegante no corpo inteiro. Praticar este exercício corretamente irá poupar muito tempo e esforço mais tarde. Com a prática regular, você vai descobri-se alcançando níveis mais profundos de relaxamento físico de forma mais rápida e fácil. Seu corpo vai se tornar treinado em aderir a isso.

Estiramento de corpo inteiro: Antes de iniciar os exercícios seguintes, faça uma respiração longa e profunda, com um bocejo ao esticar seus braços e pernas, e arqueando as costas e pescoço. Em seguida, relaxe e sinta a tensão abandonando seu corpo.

Afirmação: verbalize uma afirmação que expresse o estado de profundo relaxamento do corpo que você deseja alcançar. Ela deve ser no presente, ativa, como se isso já tivesse sido alcançado . "Meu corpo está calmo e relaxado." Repita isso algumas vezes.

Sete Respirações: Sente-se confortavelmente, feche os olhos e relaxe, procurando acomodar-se. Quando estiver pronto, faça sete respirações lentas longas e profundas. Concentre-se em encher seus pulmões completamente, mas de forma confortável, esvaziando-os completamente logo a seguir. Sinta a tensão se esvaindo a cada respiração. Dedique o tempo necessário a essa etapa.
...............................

AQUI EU INTERROMPI O TEXTO DO BRUCE E PEGUEI TEXTOS DE 3 TÉCNICAS DE RELAXAMENTO DIFERENTES DA INTERNET. A TÉCNICA QUE ELE USA NO LIVRO É A DO RELAXAMENTO JACOBSON, MAS ADICIONEI OUTRAS. VOCÊ PODE USAR QUALQUER UMA DELAS, OU OUTRA DE SUA PREFERÊNCIA.

SÓ NÃO CONFUNDA: TÉCNICA DE RELAXAMENTO NÃO É O MESMO QUE BOTAR UMA MUSIQUINHA OU SOM DE MAR , E FICAR ALI PARADO ACHANDO QUE VAI RELAXAR.
TÉCNICA DE RELAXAMENTO É SUA MENTE ATUANDO SOBRE CADA PARTE DO SEU CORPO PARA PROVOCAR O RELAXAMENTO PARTE POR PARTE.


TEXTOS DA INTERNET

RELAXAMENTO JACOBSON)
Contrair ativamente um grupo muscular por 5 segundos e em seguida deixa-lo relaxar por 10 segundos.
1- Mãos e antebraço dominante: Aperta-se o punho
2- Bicepes dominante: Empurra-se o cotovelo contra o braço da cadeira.
3- Mãos e antebraço não dominante: Aperta-se o punho
4- Bicepes não dominante: Empurra-se o cotovelo contra o braço da cadeira.
5- Testa e couro cabeludo: Contrair as sobrancelhas
6- Olhos e nariz: Aperta-se os olhos fechados enrrugando o nariz.
7- Boca e mandíbula: Cerram-se os dentes com os lábios distendidos.
8- Pescoço: Dobra-se para frente até tocar o peito com o queixo, para trás, direita e esquerda.
9- Ombros peitos e costas: Ergue-se os ombros para cima e para trás tentando juntar as omoplatas.
10-Estômago: Encolhe-se contendo a respiração, e solta-se contendo a respiração.
11-Perna e coxa direita: Tentar subir a perna esticando os dedos sem tirar o calcanhar do solo.
12-Panturrilha e pé direito: Dobra-se o pé para cima sem tirar o calcanhar do solo.
13-Perna e coxa esquerda: Tentar subir a perna esticando os dedos sem tirar o calcanhar do solo.
14-Panturrilha e pé esquerdo: Dobra-se o pé para cima sem tirar o calcanhar do solo.
Para aprofundar mais repete-se toda a seqüência, desta vez sem a indução do tensionamento, mas somente o relaxamento dos músculos, que já deverão estar, pelo menos parcialmente, relaxados.
Fonte: http://www.marisapsicologa.com.br/relaxamento.html
.................
RELAXAMENTO AUTÓGENO:
Acomode-se em uma posição bem confortável.
Concentre-se em seu braço direito e sinta-o pesado
Agora, concentre-se em seu braço esquerdo e sinta-o pesado
Os seus braços estão muito pesados
A seguir, concentre-se em sua perna direita e sinta-a pesada
Agora, concentre-se em sua perna esquerda e sinta-a pesada
As suas pernas estão muito pesadas
Sinta tranquilidade
Leve sua atenção para o seu braço direito e sinta o seu braço direito se aquecer
Agora, sinta o seu braço esquerdo se aquecer
Os seus braços estão quentes
A seguir, sinta a sua perna direita se aquecer
Agora, sinta a sua perna esquerda se aquecer
As suas pernas estão quentes
O seu coração está batendo tranquilimente e está ritmado
A sua respiração também está tranquila
Agora, sinta o seu abdome se aquecendo
Concentre-se a seguir em sua testa e sinta uma brisa tocando-a
O seu corpo está completamente relaxado
|Fonte: http://www.centrodeestudos.org/relaxamento-autogeno/


Uma técnica similar a essa, mas que usa uma imaginação com luz e ao invés de apenas comando mentais, é a técnica da luz azul:

Primeiramente devemos nos deitar em uma posição confortável o suficiente para não precisarmos nos mover mais, escolhendo um lugar silencioso, tranqüilo e bem arejado. O quarto de dormir normalmente é o ideal.
Agora fechamos os olhos, nos concentramos e vamos imaginar, ou seja, visualizar com a mente, todo nosso corpo que está deitado, da melhor forma que conseguirmos, dos pés à cabeça.
Depois disso vamos começar a imaginar uma luz azul celeste preenchendo nosso corpo, começando pelos dedos dos pés, preenchendo todo o pé, o tornozelo, as panturrilhas e assim por diante até o topo da cabeça.
Não imagine apenas essa luz apenas revestindo seu corpo, mas sim imagine que ela preenche seu corpo como se ele fosse oco.
Faça a etapa anterior sem pressa e imaginando da melhor forma possível todo esse processo, sentindo o relaxamento de cada músculo por onde passa a luz azul. Ao final da prática o corpo deverá estar totalmente tomado pela luz azul, assim como também totalmente relaxado. Se achar necessário repita todas as etapas novamente.

Fonte: http://www.divinaciencia.com/course/s/c/5-tecnica-de-relaxamento

..................................
( CONTINUAÇÃO DO TEXTO DO BRUCE)

Movendo-se lentamente, verifique a sua postura e reajuste a sua posição de repouso caso necessário, mas sempre mantendo no seu estado relaxado.

Afirmação: verbalize algumas vezes "Meu corpo está calmo e relaxado".

Sete respirações: Faça sete respirações lentas, profundas e longas. Sinta a tensão deixando seu corpo com cada expiração. Sinta seu corpo afundando em sua cadeira ou na cama, ficando mais pesado, mais quente e mais relaxado com cada.

Auto-massagem usando suas mãos imaginárias
A cabeça, o pescoço e os ombros são as áreas mais difíceis do corpo para relaxar profundamente. Use “mãos imaginárias” para massagear a tensão dessas áreas. Basta mover sua consciência para esta área e imaginar/sentir que você está massageando-se.
Leve o tempo que precisar nisso. Sinta suas mãos massageando fundo do seu pescoço e ombros e até em seu crânio. Sinta suas mãos penetrando profundamente dentro dos músculos e tendões e coluna vertebral em seu pescoço e ombros. Sinta toda a tensão deixando seu corpo à medida que vai ficando mais pesado e mais profundamente relaxado.

Depois de ter completado todo o processo de relaxamento, relaxe e se concentre na sua respiração, sentindo como você respirar, enquanto você move suas mãos imaginárias por todo o corpo, em busca de nós de tensão. Memorize todas as áreas que notar estarem apertadas, para focar melhor nelas nas sessões futuras.


Repita todo ou partes deste processo de relaxamento físico, conforme necessário, durante os próximos exercícios. A tensão física é um dos maiores problemas durante as sessões de saída OBE. Então, por favor continue trabalhando para dominar isso. Enfatizando mais uma vez, o relaxamento é a chave para uma projeção bem sucedida.


 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

FUNDAMENTO 2: AQUIETANDO A MENTE

(texto do Robert Bruce, do Astral Dynamics)

Sua mente superficial está sempre ativa enquanto você está acordado. Ela pode ser comparada a uma enorme agenda eletrônica cheia de mensagens e lembretes. Sua função é mantê-lo ciente de tudo o que está acontecendo ao seu redor. Ele vibra constantemente, lembrando, afirmando e reafirmando o óbvio, comentando sobre tudo, para mantê-lo informado. "É um carro na minha garagem? Leite, eu tenho que pegar o leite! Preciso fazer uma revisão no meu carro ! Por que ela falou aquilo noite passada? E o que ela quis dizer com aquele olhar?" etc.

Isso é chamado de diálogo interno, ou “mente de macaco”. Nós realmente não percebemos esses pensamentos e imagens. E eles estão constantemente passando em nossas mentes, e às vezes servem a um propósito útil em nossas vidas diárias. Mas eles são um incômodo e uma barreira quando você está tentando relaxar a mente. É por isso que algumas pessoas podem se concentrar melhor quando escutam música. Música ocupa a mente superficial e reduz o diálogo interno.

Para relaxar profundamente a mente a fim de atingir estados alterados, é necessário silenciar esses diálogos internos. Pensamentos sob forma de palavras são o maior problema. Eles bloqueiam estados alterados e projeções. Sentimentos e as imagens mentais são menos problemáticos. Pensamentos superficiais criam tensões internas, que interferem com o estado "mente acordada + corpo adormecido" necessário para a projeção.

Se você mantiver sua mente em um estado relaxado e limpa, sem palavras ecoando pela mente, você vai começar a escorregar para um estado alterado de consciência dentro de alguns minutos. Mas manter sua mente relaxada e limpa não é uma coisa fácil para a maioria das pessoas a fazer. Isso é uma habilidade que precisa ser aprendida e com a qual você precisa ficar bem familiarizado. Ficará cada vez mais fácil com a prática regular. Os seguintes métodos e exercícios vão ajudar.

EXERCÍCIOS DE RELAXAMENTO MENTAL E CONTROLE DE PENSAMENTOS.

Quando sua mente é mantida silenciosa e livre de palavras, você vai começar a escorregar para um estado alterado de consciência, aproximando-se do estado "mente desperta + corpo adormecido". O processo de respiração pode ser usado para relaxar a mente. A seguir vamos ver a técnica de respiração abdominal:


Respiração abdominal: Para começar, sente-se e relaxe. Desaperte o cinto e conscientemente relaxe o estômago, deixando-o frouxo. Feche os olhos e concentre sua atenção nos músculos do estômago. Sinta essa área expandindo-se e contraindo-se a medida que você respira. Relaxe, fique um tempo só fazendo isso, e torne-se mais consciente dos movimentos e sensações dessa área do corpo a medida que você respira. Respire um pouco mais profundamente do que o habitual, mas sem forçar, apenas expandindo um pouco mais seu abdômen, sentindo-o subindo e descendo a medida que você inspira e expira.

Permaneça apenas observando essa ação respiratória, usando esse foco de atenção para relaxar a mente. Mantenha sua mente sem gerar palavras mentais. Se elas começarem, descarte-os e simplesmente traga de volta sua atenção para sua respiração e movimento do abdômen. Continue pelo tempo que desejar.


Respiração na ponta do nariz: essa é outra maneira de conseguir profundo relaxamento físico e mental. Essa é uma boa alternativa se você ficar entediado com respiração abdominal e precisa de algo diferente para prender sua atenção. Alterne entre estes dois métodos o quanto quiser. Prestar atenção na respiração passando pela ponta do nariz também estimula suavemente o chackra frontal.

Relaxe e feche os olhos. Concentre-se na ponta do seu nariz. Se você precisar de ajuda para focalizar nele, esfregue um pouco a ponta do nariz. Concentre sua consciência corporal na ponta do seu nariz. Sinta o ar que passa por esta área a medida que puxa e solta o ar. Essa é uma sensação física sutil, mas perceptível. Se quaisquer palavras que o pensamento começam em sua mente, descarte-as e volte seu foco novamente para a respiração fluindo na ponta do nariz. Quando você estiver habituado com isso, desloque o seu ponto de consciência corporal para 3cm para fora, e à frente de seu nariz. Isso provocará um pouco mais de estimulação energética, e também pode induzir uma saída projetiva se for feito em um estado profundamente relaxado. Continue pelo tempo que desejar.

Respiração com contagem: Contar suas respirações é boa maneira de relaxar e limpar sua mente, especialmente se você é um novato na meditação, relaxamento profundo, e estados alterados. Sente-se, feche os olhos e relaxe. Comece fazendo dez respirações profundas, longas e lentas. Enquanto conta, prolongue a contagem por toda a expiração. Por exemplo, quando você expirar, prologuen por toda a expiração a palavra “um”,dita mentalmente. Assim: "Uuuuuuuuuuummmmmmmmmm”. Mantenha sua mente limpa durante a próxima inspiração e então na expiração conte (mentalmente) "Dooooooiiiiiiiisssssss”. Continue com a contagem até dez. Então recomece. Tente também uma sessão de contagem de respiração por dez minutos, onde você contará cada respiração corretamente, por exemplo, dez, onze, doze, etc.

Dicas para relaxamento Mental : Enquanto você mantém sua mente relaxada e limpa, os pensamentos superficiais vai tentar aparecer em sua mente. Quando isso acontecer, descarte-os rápida e firmemente. Afaste-os e volte para a sua prática. Tente detê-los antes que eles completem suas mensagens. Com a prática, você será capaz de detectar a pressão dos pensamentos e pará-los antes que eles possam formar palavras em sua mente.


Afirmações: Para silenciar pensamentos e idéias persistentes, dê comandos silenciosos como, "Eu escolho não pensar sobre isso. Eu escolho relaxar minha mente.". E, em seguida, focalize a sua atenção no exercício que você estava fazendo.

Quando você chegar ao estágio em que você pode sentir a pressão de pensamentos tentando iniciar e puder detê-los, então você realmente estará chegando a algum lugar com seus treinos. Exercícios de concentração e de controle de pensamentos devem ser feitos diariamente. Utilize o tempo de viagem, ou de espera, para treinos curtos, e os resultados serão acumulativos. Continue praticando isso e em breve você vai ser capaz de manter a mente relaxada por longos períodos de tempo.

Quando você tiver sucesso em relaxar sua mente e parar os pensamentos verbais, você vai experimentar um profundo silêncio em sua mente. Isso pode parecer um pouco estranho no início. Você sentirá falta de toda aquela atividade mental familiar e tudo vai parecer estranhamente silencioso. Em breve você vai se acostumar com isso, porém, e vai começar a pensar mais profundamente e com maior foco. Logo você estará se perguntandr como foi que você conseguiu sobreviver antes sem isso.

CONCENTRAÇÃO E FOCO

O esforço mental pode gerar tensão física, se você permitir que isso aconteça. O corpo físico está fortemente ligado com os seus processos mentais. Aprender a se concentrar e relaxar ao mesmo tempo é muito parecido com as técnicas de mover as energias sem tensionar os músculos.

Os seguintes exercícios ajudam a melhorar a concentração e foco mental. Eles podem ser feitos a qualquer momento e lugar. Tire partido das viagens e tempos de espera, e outros momentos livres. Basta respirar fundo, relaxar um pouco e começar, em pé ou sentado.

Focar num único objeto: Escolha um objeto, uma árvore, cadeira, imagem, nuvem, gato (qualquer coisa) , e olhar suavemente, mas fixamente para ele. Não se concentre em alguma parte, mas deixe seus olhos olharem com cuidado sobre o todo do objeto. Use a percepção da respiração (respiração abdominal) para manter sua mente livre dos pensamentos verbais. Mantenha seus olhos e testa relaxados. Pratique por uns poucos minutos de cada vez.

Focar num ponto: Escolha um pequeno ponto ou marca em uma parede e se concentre nele. Mantenha sua mente livre de palavras usando a respiração abdominal. (Se você olhar fixamente, um efeito óptico pode fazer a visão escurecer. Pisque para impedir isso, sem quebrar o seu foco.) Mantenha seus olhos e testa relaxados. Pratique por alguns minutos

Retenção de imagem na retina: Relaxe e usar a respiração abdominal para acalmar sua mente. Olhe fixamente para uma fonte de luz suave: a lua, uma vela, uma janela aberta, etc. Olhe com cuidado, mas fixamente para a fonte de luz por mais ou menos trinta segundos, sem mudar o foco. Não se concentre diretamente no objeto ou luz, basta olhar para ele. Em seguida, feche os olhos e rapidamente cubra-os com as palmas das suas mãos. Você verá surgir uma imagem em negativo, do que você estava vendo antes, com os olhos abertos. Mantenha-se atento a essa imagem . Tente fazê-la durar mais tempo cada vez que você repetir isso. Se você usar uma janela aberta, tentar gravar a imagem e todo o cenário visto através da janela, e não apenas a luz. Manipular o foco da sua visão mesmo com as pálpebras fechadas afetará o que você vê na imagem gravada. Maneje esse foco até encontrar aquele que ajuda a reter essa imagem por mais tempo.

Nota: Não olhe para o sol ou qualquer fonte de luz brilhante o suficiente para danificar os olhos. Alguns destes exercícios, se exagerados, podem causar fadiga ocular ou dores de cabeça tensionais. Se isso acontecer, trate-as como você faria normalmente, e consulte o seu médico se a dor persistir.


PENSAMENTOS REPETITIVOS

Problemas com pensamentos repetitivos ocasionalmente surgem durante os exercícios de relaxamento da mente. Uma frase de uma música, um jingle de publicidade, um trecho de verso ou diálogo, preocupações e transtornos, qualquer coisa poderá ficar se repetindo em sua mente sem parar. Este problema frustrante torna difícil fazer qualquer tarefa mental e até mesmo dormir. Se algo assim causar problemas, aqui estão algumas soluções.

Substitua o padrão de pensamento repetitivo por esta afirmação. "Minha mente está relaxada e tranquila." Repita isso em voz alta algumas vezes e depois mais e mais em sua mente. Continue até que você sinta aliviar a pressão daquele pensamento repetitivo. Em seguida, mude para afirmação de "Minha mente está calma e feliz." Diga a nova afirmação em voz alta algumas vezes, e depois repita-a mentalmente. Repita esse procedimento por tanto tempo quanto for necessário. Crie afirmações mais relaxantes, mantendo-as no tempo presente, ativas, e descritivas de uma mente calma, feliz.

Se tudo isso falhar, use fones de ouvido e música para ocupar sua mente e abafar o problema. Durma com fones de ouvido, se necessário. Isso geralmente é apenas um problema temporário.

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

FUNDAMENTO 3: O ESTADO DE TRANSE
( texto do Robert Bruce, fonte: Astral Dynamics)

PARTE 1ATINGINDO UM ESTADO ALTERADO DE CONSCIÊNCIA

Um estado de transe é um estado alterado natural da consciência. É um estado verdadeiramente feliz, confortável, sem stress, e refrescante de ser. Você entra neste estado natural de ser, sempre que o seu corpo físico adormece. Todo mundo experimenta esse estado, mesmo que apenas por alguns momentos, pouco antes de adormecer. As ondas cerebrais experimentadas durante estados alterados pode ser medidas. Elas se relacionam aos diferentes níveis do sono natural. Atingir estados alterados, permanecendo no estado "mente acordada + corpo dormindo" melhora a qualidade do pensamento, proporcionando grande clareza de mente e profundidade de pensamento. Muitas coisas se tornam possíveis durante estados alterados, porque a mente e as suas percepções são expandidos.

Quanto começa a adormecer, você descobre, se observar com atenção, que em algum momento você começa a perder-se entre pensamentos e impressões. Seu corpo começa a parecer pesado e quente e os seus pensamentos tornam-se incoerentes e sem sentido. Isso acontece na fronteira do sono, um pouco antes de perder completamente a coerência e cair no sono. Esta onda de peso quente e acolhedor é o sinal de que você entrou em um estado de transe.

Tão logo o corpo físico tenha adormecido, o centro de consciência que estava desperta transfere-se para o corpo energético expandido, como discutido anteriormente. Isto pode ser visto como um tipo de “projeção interna”. A sensação de peso sentida ao entrar no estado de transe indica que o centro da consciência mudou do seu corpo físico ara o primeiro de seus corpos sutis gerado pelo processo do sono: seu corpo energético expandido.

Tente isto: Enquanto você está caindo no sono, mantenha seus antebraços verticalmente equilibradas com os cotovelos descansando na cama. Isto irá mantê-lo acordado um pouco mais de tempo do que o habitual. Agora, observe o que acontece enquanto você está caindo no sono. Relaxe e use respiração abdominal para manter a mente relaxada e livre de pensamentos verbais. Fazendo isso, você vai experimentar o estado de transe por um tempo consideravelmente mais longo do que o habitual. Você precisa experimentar isso para saber o que se sente, então você irá reconhecê-lo quando acontece durante seus treinos.

Como parte do treinamento para a projeção, é necessário aprender a adormecer seu corpo, permanecendo mentalmente acordado, a fim de entrar em um estado alterado. Isto é um pouco complicado no início, mas é muito fácil de realizar, se você seguir os procedimentos indicados aqui.

Sons inesperados: Se você reagir a sons inesperados durante o trabalho de transe, você pode acabar desenvolvendo respostas automáticas, tornando-se mais cada vez mais facilmente distraído e irritado por eles. Isto pode afetar a sua capacidade de entrar e manter um estado de transe. Algumas pessoas usam a música, ou insistem em condições de silêncio para o trabalho em estado alterado. Mas o silêncio completo é difícil de encontrar no mundo moderno, e essas ferramentas auxiliares podem fazer o seu estado de transe dependente delas. Qualquer dependência de condições de trabalho em estado alterado não é recomendado, uma vez que torna as bases do trabalho em estado alterado inconstantes e sensíveis, ao invés de sólidas e resistentes a interferências.

É bom meditar em silêncio, mas se isso não é possível e surgem distrações, eu recomendo que você tente aceitar os sons que o distraem. Há momentos em que a música é necessário e pode ser útil para mascarar os sons de fundo, mas tente não se tornar dependente da música.

Deixe que os sons inesperados fluam. Use-os para testar suas habilidades de relaxamento. Não fique tenso ou reaja nem se queixe mentalmente deles. Aceite e suporte os sons gentilmente e sem irritação. Olhe para as distrações como inevitáveis, como oportunidades, a medida que as ondas sonoras passam delicadamente sobre você. Os problemas e distrações que elas podem causar durante o trabalho em estado alterado e meditação irão desaparecer progressivamente com o tempo e paciência. Meditadores experientes podem atingir profundos estados alterados em qualquer lugar, mesmo em ambientes muito ruidosos. Essa é uma meta a buscar com seu treino.
....................

DIFERENTES NÍVEIS DE ESTADO TRANSE


Os estados de transe podem ser divididos em três níveis básicos. Eles são os degraus dos estado alterado de consciência, com cada estado permitindo que o próximo surja. As descrições de sintomas a seguir ajudarão a dizer aproximadamente em que nível você se encontra.

TRANSE LEVE: Este é o primeiro nível de transe, semelhante ao estado devaneio. Enquanto relaxa, seu corpo físico começa a parecer quentinho, aconchegante, e letárgico. Você sente uma leve necessidade de dormir. Suas pálpebras ficam pesadas e seus olhos começam a fechar. Uma onda de peso e calor suave se espalha pelo seu corpo. Sua mente fica nebulosa e começa a vagar. Você tem uma certa dificuldade em focar os pensamentos, especialmente se estiver cansado. Padrões de luzes e cores (imagens hipnagógicas) são vistos às vezes durante esse estágio. Flashes de imagens também podem aparecer se você tiver alguma clarividência . Certas cócegas, como se fossem teia de aranha passando, pode ser sentidas nas áreas do rosto e pescoço.

Com isso vem também uma sensação confortável e acolhedora no corpo todo, e uma ligeira dissociação do corpo físico e de seu ambiente circundante. O tempo diminui um pouco e sons parecem ser mais altos e virem de mais longe do que realmente vem. Uma maior clareza mental interior pode ser atingida, desde que a sesnação de cansaço seja controlada e a mente seja mantida acordada. Este é o estado de transe mais frequentemente atingido durante as primeiras meditações. Se este nível de transe for acompanhado por um profundo relaxamento físico, a projeção astral se torna possível.
Este nível de transe, ainda que seja facilmente atingido, também é delicado e facilmente quebrado. Se você precisar se mover, falar, se coçar, ou ajustar a sua posição, faça-o lentamente, e você poderá manter este estado. Se você mantiver este estado durante uns vinte minutos , sua mente será revigorada e você vai perceber que é mais fácil de continuar em direção a níveis mais profundos.



TRANSE MÉDIO: Este é um nível mais profundo, onde algumas sensações tornam-se mais pronunciads. A entrada no nível médio é marcado por uma nova sensação perceptível de peso e uma leve sensação de queda. Elas vem rapidamente, como uma onda quente, pesada, que se espalha sobre você. Elas acabam com sua força e seu corpo físico cai no sono. Esta sensação de queda pode também indicar que uma projeção acaba de ocorrer. Independentemente disso, continue com sua sessão de treino.
Você se torna visivelmente dissociado do seu corpo físico e do seu ambiente. É necessário usar força de votnade para imedir sua mente de adoremcer junto com seu corpo. Sua sensação de passagem do tempo torna-se mais rápida ou mais lento. Se você está cansado, a sensação de passagem do tempo aumenta e uma hora pode parecer apenas alguns minutos. Isso acntece porque você pode estar caindo no sono (tendo blackouts) diversas vezes sem perceber, e/ ou perdendo o contato com alguns blocos de sua memória durante esse período de tempo. Você também pode ter tido projeções durante esse período, mas não ter conseguido recuperar a memórias delas.

Sua sensação da atmosfera ao seu redor muda e a sala em torno de você vai parecer maior e mais vazia. Os sons agora parecem abafados, com uma qualidade distante. É como se uma caixa de papelão tivesse sido colocada sobre sua cabeça.

Você sentirá um leve sensação de cócegas, ao nível dos ossos, em seus braços e pernas, se você movê-los para mudar de posição ou coçar. Algum movimento físico ainda é possível, mas exige mais força de vontade. Sons agudos causam sensações de desconforto no estômago e na região do plexo solar. Eles podem parecer quase como se fossem um golpe físico. A sensibilidade ao som vai diminuir a medida que você ganha experiência com os estados de transe. Seus pensamentos são lentos, mas claros.

Manter sua mente clara e focada é o truque para ficar mentalmente acordado e funcional. Quando você começar a experimentar os estados de transe, você precisa se concentrar, mantendo sua mente acordada, sem permitir-se ficar tenso fisicamente. A posição sentada e sem apoio de cabeça é a recomendada, porque equilibrar sua cabeça vai ajudar a mantê-lo consciente.

As imagens hipnagógicas e visões podem surgir na mente ocasionalmente . Algum movimento REM (movimento rápido dos olhos) pode acontecer esporadicamente. Quando o REM ocorre, fragmentos de imagens oníricas, ocasionalmente invadem a mente. O REM indica que sua mente sonhadora agora também foi ativada. Se os movimentos REM começarem, ignore-os da melhor forma que puder . Eles normalmente aparecem e desaparecem em surtos de alguns minutos de cada vez. O REM faz parecer que os olhos estão vibrando e tremendo sob as pálpebras, o que pode ser uma distração. Se isso se tornar um problema, esfregue suavemente os dedos e polegares de cada mão juntos e faça uma ou duas respirações ligeriamente profundas , alongamento e movendo o corpo ligeiramente, e se reposicionando. Esses movimentos físicos pequenos e muito lentos são geralmente suficientes para parar o REM e a atividade sonhadora, permitindo que o transe contnue.

Você passará a maior parte de seu tempo de treino em algum ponto entre os estados leve e médio de transe. A medida que você ganhar experiência, seu nível natural de transe vai se aprofundar e estabilizar.

TRANSE PROFUNDO : começa com todos os sintomas de um estado transe médio , tornando-se mais pronunciados a medida que você entra nu nível mais profundo. Existem muitas sensações ímpares associadas com estados mais profundos , incluindo todos os já listados nos estados anteriores. Mas eles são mais pronunciados e pode haver umaredução perceptível do calor do corpo e um retardamento do ritmo cardíaco. Também pode haver perda de capacidade de movimento, o que pode se relacionar com a catalepsia ao acordar. Os sintomas do estado de transe profundo pode ser preocupantes se você não sabe o que está acontecendo, mas não é perigoso e não pode fazê-lo nenhum mal, pois trata-se de um estado igual ao do sono profundo. Além disso é difícil entrar em um verdadeiro estado profundo de transe, e a maioria das pessoas não passará por isso acidentalmente.

Se você está preocupado que esteja indo muito fundo num estado de transe, imagine/sinta-se movendo para cima, tome algumas respirações profundas, e mova lentamente a cabeça, boca, dedos e dedos do pé. Isso irá restaurar progressivamente o movimento e reduzir o seu nível de transe. Se você achar que você não pode mover-se absolutamente, você provavelmente está experimentando a catalepsia. Isto significa que você já se projetou, mas perdeu a percepção da experiência devido ao efeito de divisao da consciência, já explicado anteriormente. Neste caso, depois de esperar alguns minutos, concentre-se em mover um único dedão do pé para interromper a projeção. Outra alternativa é simplesmente permitir-se cair no sono. Você vai acordar logo após, sentindo-se bem descansado.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

(texto do Robert Bruce, do livro Astral Dynamics)
 

 PARTE 2: MÉTODOS DE INDUÇÃO AO TRANSE


Eu lembro de como aprendi a induzir o estado de transe há muitos anos. Eu fui apresentado a ele pelos espíritas, no que eles chamam de “círculos de desenvolvimento”. A única instrução que recebi foi: "Robert, apenas relaxe e sente-se calmamente, e entre no silêncio." Eu ficava sentava sozinho e em grupos ,por horas de cada vez, ficando imóvel e ainda esperando algo mágico acontecer. Era como tentar chocar um ovo. A coisa era vista como se acontecesse sozinha. Foi muito frustrante. Vendo pelo lado positivo, eu aprendi muito ao longo dos anos e agora conheço maneiras mais fáceis de alcançar este importante estado alterado.

O truque é relaxar e manter sua mente livre de pensamentos verbais. Pensamentos sob a forma de palavras são o maior problema. Gerar o estado "mente desperta + corpo adormecido", que é o estado de transe adequado para a projeção exige três coisas:

profundo relaxamento físico, uma mente clara, e uma técnica de indução de transe.

1- RELAXAMENTO FÍSICO PROFUNDO: execute uma técnica de relaxamento até que esteja tão relaxado quanto possível

2- MENTE CLARA: permita que sesu pensamentos se aquietem enquanto faz o relaxamento e em seguida limpe sua mente, concentrando-se na respiração abdominal. Libere todos os pensamentos e concentrar-se na sua respiração. (Você vai descobrir que isso é mais fácil se você lidar com quaisquer pensamentos urgentes que sua mente possa lançar neste momento. Memorize quaisquer pensamentos urgentes. Se eles persistirem, pare e anote-os num papel, em seguida, continue com seu exercício.)

3- TÉCNICA PARA INDUÇÃO AO TRANSE : O uso de uma técnica mental que simule sensação corporal de queda acelera o tempo que levaríamos para entrar no estado de transe. Além disso também ajuda a ocupar sua mente, mantendo-a relaxada, livre de pensamentos sob forma de palavras, e o manterá acordado.

Com os métodos que serão apresentados a seguir, use sua imaginação e consciência corporal para construir os cenários de queda e se sentir como se estivesse realmente lá. Imagine isso, ou puxe da memória alguma situação em que fez algo similar. Use essa lembrança para recriar a SENSAÇÃO de executar o ato com sua imaginação. Busque repdozuzir a sensação física de queda, usando sua percepção corporal.

Depois de atingir algum nível de transe, o que é detectado pela sensação de uma onda de peso corporal e calor se esplahando pelo corpo, relaxe e respire devagar e naturalmente. Enquanto isso mantenha sua mente livre de palavras. Acomode-se nesse nível de transe porum tempo. Use a respiração abdominal ou foque sua atenção na or que passa pela ponta do nariz, para ajudar a mantê-lo acordado e concentrado.

Após ter estabilizado nesse nível, execute novamente o exercício mental de queda, para passar a um nível mais profundo de transe .

Eu vou sugerir vários “cenários de queda” . Experimente todos eles e veja se encontra algum que funcione melhor para você. Usar sempre o mesmo cenário ajuda a programar sua mente subconsciente, tornando cada vez mais fácil e mais rápido induzir o estado de transe.

Você não precisa exagerar nos detalhes imaginados dos cenários utilizados. A parede de rocha no poço do elevador, por exemplo, pode ser apenas um borrão vago que se move para cima. Será o movimento descendente, percebido;imaginado por sua consciência corporal, que fará com que você entre no estado de transe. O relaxamento físico profundo e uma técnica mental de queda fazem o truque de enganar sua mente subconsciente para dar início ao processo de cair no sono quanto você na verdade ainda está acordado.

.........................................

CENÁRIO DO ELEVADOR


Imagine que você está em um elevador de mineração, daqueles com as laterais abertas. Sinta a gaiola do elevador começar a se mover para baixo com você nele. Imagine que você pode ver os lados rochosos do poço do elevador passando pelos lados, para cima, a medida que você se move para baixo. SINTA como se estivesse SE MOVENDO PARA BAIXO, usando sua consciência corporal para imitar a sensação. Imagine que as laterais rochosas tem pedras e tijolos irregulares. Veja-as se movendo para cima, a medida que o elevador leva você para baixo... para baixo.... para baixo... Puxe da memória as vezes em que esteve num elevador. Relembre as sensações físicas. Lembre a ligeira sensação de vertigem que provoca em seu estômago quando o elevador começa a se mover para baixo. Recrie esse sentimento com sua consciência corporal. Mantenha-se imaginando e sentindo isso, mantendo o seu corpo físico relaxado e sua mente livre de palavras. Sinta seu corpo se entregando e afundando mais e mais no estado de transe, a media que o elevador dese cada vez mais

CENÁRIO DA ESCADA DE PAREDE


Imagine que você está em uma escada. Recrie as sensações corporais dos movimentos dos braço e pernas. Comece a descer. Mova seus pés e mãos como se estivesse realmente descendo uma escada. OU, imagine que você está segurando nos corrimãos da escada e está descendo apenas com os seus pés. Os lados da escada deslizam facilmente através de suas mãos. Sinta o seu corpo em movimento para baixo da escada. Imagine uma parede rochosa ou parede de tijolos em frente a você, perto da escada. Imagine-a movendo-se para cima a medida que você desce mais e mais para baixo. Sinta-se descendo mais e mais, e afundando cada vez mais no transe, a medida que se move para baixo

CENÁRIO DA ESCADARIA


Imagine que você está no topo de um longo lance de degraus de uma longa escadaria, com paredes de pedra em ambos os lados. Estes degraus são altos, grandes, imponentes, e íngremes. Mova um pé imaginário em sentindo isso com sua consciência coproral, desça o primeiro degrau. Sinta seu corpo se mover para baixo a cada degrau que desce. Enquanto você está se movendo para baixo, imagine que você pode ver a textura das paredes de pedra em ambos os lados se movendo para cima. Continue isso, sentindo-se descer e cair cada vez mais profundamente no estado de transe.

CENÁRIO DA CORDA


Imagine que você está pendurado por uma corda, com vários nós, segurando-se firmemente nela suas pernas estão enroladas em torno dela. Seus braços são fortes e não há nenhuma chance de cair. Mova uma mão imaginaria para baixo, e depois a outra, descendo pela corda e sentindo-a deslizar facilmente entre suas pernas. Veja a corda se movendo para cima e passando perto do seu rosto enquanto você desce. Continue isso, sentindo-se descer, caindo mais fundo no estado de transe a medida que vai descendo.


CENÁRIO DA PENA


Imagine que você é uma pena. Você está suavemente flutuando para baixo, a grande altura nas nuvens. Sinta-se suavemente caindo, e recrie uma sensação de queda em sua consciência corporal. Veja as nuvens se movendo para cima e passando por você enquanto você cai suavemente através delas. Continue isso, sentindo-se flutuando suavemente para baixo e caindo mais profundamente no estado de transe enquanodvia descendo .


CENÁRIO DOS ANÉIS DE FUMAÇA


Este método pode ser feito a partir de qualquer posição, mesmo em pé. Imagine que seus pés estão no centro de um anel de fumaça densa, tão grosso como seu braço. Imagine e sinta este anel de fumaça elevando-se sobre seu corpo e desaparecendo em cima. Imagine mais anéis de fumaça curgindo após o primeiro. Os anéis de fumaça são muito densos e tocam seu corpo. Imagine que você pode senti-los se movendo para cima, roçando sua pele à medida que sobem. Crie essa sensação com a sua consciência corporal. Imagine que você pode ver os anéis de fumaça à medida que passam em frente aos seus olhos. Os anéis de fumaça passam a cada dois segundos mais ou menos. Sinta uma sensação de queda interior à medida que eles sobem pelo seu corpo. Sinta-se cair mais profundamente no estado de transe com cada anel de fumaça.

CENÁRIO GENÉRICO


Imagine qualquer cenário com que você esteja familiarizado, e que envolva mover-se para baixo ou cair. Pode ser qualquer coisa: um escorregador de água, uma corrimão de bombeiros, um salto de pára-quedas, montanhismo, mergulho, qualquer coisa que possa induzir um movimento natural de queda em sua consciência corporal pode ser usado para essa finalidade.

USANDO A MÚSICA PARA INDUZIR O TRANSE


Esta é uma maneira rápida de experimentar um estado alterado. Selecione um trecho de música que tenha múltiplos instrumentos tocando, mas nada de muito pesado. Acione a função repeat. Sente-se e faça algumas respirações profundas, para se aquietar. Concentre a sua audição em apenas um instrumento. Siga-o com sua mente e procure ouvir apenas esse instrumento escolhido. Depois de um minuto ou pouco mais, você vai começar a sentir-se pesado, como se você estivesse caindo em um estado alterado. Essa técnica funciona porque sua mente superficial é mantida ocupada filtrando os outros sons a medida que você se concentrar em apenas m instrumento.

Tenho testado isso com adultos e crianças e todos acharam muito fácil de obter sucesso. Esta é uma ótima maneira de ensinar sobre estados alterados para crianças.

Este método não é muito prático para atingir os níveis mais profundos de transe necessários para uma projeçõa, devido às distrações e respostas emocionais causadas pela música. No entanto, sua simplicidade e acessibilidade justifica experimentá-lo algumas vezes.


USANDO AFIRMAÇÕES


Use uma afirmação para ajudá-lo a atingir estados alterados. Repita-a verbalmente de antemão ou silenciosamente algumas vezes, a medida que você começa o processo de induzir um estado de transe. Quando usado repetidamente, sua mente se tornará programada para entrar no estado de transe quando uma afirmação é usada.
Repita: "Minha mente está desperta enquanto meu corpo adormece." Você também pode repetir mentalmente, "para baixo, para baixo, para baixo... fundo, mais fundo, mais fundo," algumas vezes. Isso é algo que eu faço às vezes para entrar e para ajudar a aprofundar o meu nível de transe. Repita isso em silencio a medida que você vai recriando a sesnação de queda no seu cenário de indução ao transe.

Você pode criar ua própria afirmação para esta finalidade. Mantenha-a simples, ativa, no presente, e com sentido bem concreto. Afirmações devem expressar o que você quer alcançar como se isso já tivesse sido alcançado. No caso de estados alterados, eles devem indicar que você já está profundamente relaxado e em um estado de transe. Quanto mais tempo você usar uma afirmação mais eficaz ela se tornará, pois você se torna inconscientemente programado para agir dessa forma.
Repita em silêncio suas afirmações a qualquer momento durante o transe, quando você quiser ir mais fundo. "Eu caio mais e mais profundamente em transe." Os pensamentos em forma de palavras envolvidos nisso não serão um problema, desde que eles não sejam em demasia.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

(texto do Robert Bruce, do livro Astral Dynamics)
 

PARTE 3: PROBLEMAS COMUNS COM O TRANSE


Os seguintes problemas relacionados com o transe afetam algumas pessoas mais do que a outras. Não há porque esperar qu ocorram, mas devemos conhecê-los e saber como enfrentá-los caso eles se tornem um problema

ADORMECER DURANTE TRANSE


Apagar durante as tentatvivas é um problema comum. Isso geralmente é causado por um déficit de sono. Embora você possa se sentir bem, você provavelmente não está dormindo o suficiente. Se você tem um déficit de sono, você geralmente não terá quaisquer problemas com relaxamento profundo ou para entrar no estado de transe, porque você está exausto. Isso ajuda , mas você terá dificuldade para ficar acordado durante o estado de transe. Vai faltar energia mental e você tenderá a cair de sono pdurante a maiorparte de sua sessão de transe. O tempo parecerá ter passado muiot rápido durante a sua sessão de meditação em transe, porque você dormiu durante a maior parte deste tempo.

Muitas pessoas, quando meditam, descobrem que suas meditações terminam naturalmente após um determinado período de tempo. Eles se lembram do início e de sentirem-se bem por um tempo, antes de voltarem à Terra cerca de uma hora mais tarde, sentindo-se bem revigoradas. Depois de entrar no estado de transe, elas simplesmente tiveram um cochilo agradável. Aumentar ligeriamente seu nível desconforto vai ajudar. Outra solução é dormir mais. Além disso, tente alterar o tempo de sua sessão para quando você estará menos cansado, como logo pela manhã, quando você está revgorado de uma noite de sono.

Treinos em estados alterados e tentativas de projeção são geralmente melhor realizados quando feitos no início da manhã, porque você tem mais energia mental, ao contrário do final do dia.

Cochilo prévio: Tirar uma soneca no início da sua sessão de prática pode ajudar. Isso é conveniente e economiza tempo. Use uma cadeira, inicie a sua sessão, e realizar o seu treino de energias ou outros exercícios. Em seguida, use um método de indução de transe. Quando fizer isso, permita-se cair no sono. Você está sentado e assim você não vai tirar uma soneca por muito tempo. Então, quando você começar a acordar, agarre-se ao estado de transe em que se encontra e continue a partir daí. Mova-se em câmera lenta se você tiver que reposicionar seu corpo.

Se você está cansado demais para fazer qualquer coisa, tire um cochilo em uma cadeira no início da sua sessão, antes de fazer o resto. Então quando acordar, faça como anterormnete expicado. Isso lhe dará a energia mental que você precisa para completar a sua sessão de treinos.

Desconforto leve também ajuda. Varie o seu nível de desconforto para que você não cochile por muito tempo. Se você dorme por muito tempo mesmo em uma cadeira ou poltrona, tente uma cadeira mais dura, e sem nenhum apoio de cabeça. Deixe-a cair sobre seu peito, e então cochile. Você poderá dormir por dez minutos ou pouco mais antes de despertar novamente. Então, mantenha-se no seu estado de transe, ajuste o seu corpo em câmara lenta, e continue com sua sessão de transe.
 


INCAPACIDADE PARA ENTRAR NO ESTADO DE TRANSE



Uma incapacidade para entrar no estado de transe é geralmente causada por um nível insuficiente de relaxamento físico profundo ou uma mente superficial hiperativa que não aceita ficar quieta. Quaisquer que sejam os seus problemas de transe, identifique seus pontos fracos e trabalhe nas soluções. Releia as seções sobre relaxamento e sobre dominar a mente , e repita os exercícios necessários até que esses problemas sejam atenuados.

Treinar, treinar, treinar é o meu melhor conselho. Se você treinou todos os exercícios desta seção sobre transe , mas achar que você ainda não consegue entrar em estado de transe, não desista. Volte ao início e repita os exercícios anteriores com um pouco mais de dedicação. Seja paciente com você mesmo e não se apresse. Algumas pessoas acham o trabalho em estados alterados fácil, enquanto outros acham que é difícil. Todo mundo pode fazer isso se eles aprendem as habilidades necessárias e praticam regularmente.

CAINDO EM TRANSE MUITO FACILMENTE


Cair em transe muito facilmente é um efeito colateral ocasional do trabalho de desenvolvimento, ou de um déficit de sono. Se as pessoas investem muito tempo em estados de transe, eles podem escorregar para dentro deles muito facilmente. As pessoas com essa tendência podem encontrar-se acidentalmente entrando em transe muitas vezes por dia. Se isso não for controlado, pode causar dissociação da realidade, resultando em problemas sociais e psicológicos. Portanto, não é uma algo saudável a fazer. Algumas pessoas pensam que essa condição demonstra seu progresso espiritual, ou que eles são especiais de alguma forma. Só o que essa condição demonstra é uma falta de auto-controle.
Um déficit de sono vai agravar este problema. Se você é propenso a cair acidentalmente em estados de transe, esteja ciente disto e fique atento, especialmente nos momentos em que isso é mais provável de ocorrer, por exemplo, enquanto dirige, assistindo TV, esperando, etc. Esteja pronto para lutar contra isso no momento em que você sentir esse estado chegando. Levante-se e movimentar-se, beba um copo de água, etc. Se o problema persistir, faça uma pausa nos treinos em estados alterados e na meditação. Tire algum tempo para recuperar o atraso em seu sono e se concentrar na vida física e suas atividades mundanas por um tempo. Retorne ao treino em estado alterados somente quando essa condição for corrigida e você tiver mais autocontrole.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

(texto do Robert Bruce, Astral Dynamics)

PREPARATIVOS PARA PROJEÇÃO


Desencadear o reflexo da projeção não é tão difícil como normalmente se pensa. É uma questão de estar com o corpo físico profundamente relaxado, limpar a mente de pensamentos sob forma de palavras, entrar em um estado de transe ( mente acordada + corpo dormindo ), e, em seguida, desencadear o reflexo de projeção com uma técnica de separação. A maioria das pessoas consegue chegar até esse ponto, quando a saída projetiva é acionada. O que acontecerá a partir desse momento depende de auto-controle, atitude e planejamento inteligente.

O ESTADO DE TRANSE E RELAXAMENTO FÍSICO PROFUNDO

A maioria das pessoas que falham na projeção ou têm problemas com a obtenção e / ou manutenção de um estado de transe estável, ou não atingiram o nível de relaxamento físico profundo necessário para permitir uma saída consciente.

É possível entrar no estado de transe, sem ter um profundo nível de relaxamento físico suficiente para permitir uma projeção consciente de tempo-real, assim como é possível dormir com dor e tensão muscular, e até mesmo com ossos quebrados. Mas, embora seja possível dormir desse jeito, qualquer tensão física irá causar problemas durante uma saída consciente. Muitas pessoas parecem se apressar com os exercícios de relaxamento. Esse é o motivo porque muitas vezes eles podem alcançar um estado de transe com bastante facilidade. Eles também estão compreensivelmente interessados em ter projeções. Mas a simples falta de um relaxamento físico profundo arruinará essa possibilidade. Repetindo mais uma vez:

A falta de profundo relaxamento físico é o maior obstáculo para alcançar uma projeção consciente.

Há uma razão pela qual o relaxamento físico profundo é tão necessário. O duplo de tempo real é gerado a partir da energia etérica. Tipos mais elevados de projeção, incluindo aquelas com saída pelo forntal ou pelo chacrka da coroa, envolvem mais da mente e por isso não possuem requisitos tão rigorosos quanto ao relaxamento profundo. E todas as projeções induzidas a partir do estado de vigíla envolvem a geração de um duplo em tempo-real, pelo menos no início. Com um maior desenvolvimento e experiência projetiva, o corpo de energia evolui e essa necessidade estrita de relaxamento profundo diminui.

Eu vivo dizendo às pessoas: "O segredo para a projeção é relaxamento físico profundo ". Um nível de transe de leve a médio, combinado com um profundo relaxamento físico é a melhor combinação para obter uma projeção atral bem sucedida

Um nível mais leve de transe do que a maioria das pessoas geralmente conseguem atingir durante as tentativas de projeção permite um melhor foco e clareza. Isto torna mais fácil a saída e proporciona um melhor controle durante e depois da saída EFC. Muitas pessoas entram muito profundamente no estado de transe, muitas vezes por causa de um déficit de sono. Um nível médio de transe com um profundo nível de relaxamento físico é o melhor.

O REFLEXO PROJETIVO

Quando o equilíbrio entre corpo físico e corpo energético-expandido atinge um ponto crítico, acontece um ‘evento energético” que eu chamo de “reflexo da projetivo”. Esse reflexo provoca a geração e projecção externa do duplo de tempo-real.

O primeiro requisito é a consciência refletir-se no corpo energético expandido, o que acontece quando o corpo físico adormece ou entra em um estado de transe. No dia a dia esse processo de cair no sono tira do cenário a consciência de vigília. Com a mente consciente fora do caminho, a geração e projeção do “duplo de tempo real” ocorre de forma suave e rapida, sem ser notada no início do processo do sono. O reflexo projetivo nesse caso, desencadeado naturalmente pelo sono, não causa sensações de saída que possam despertar os dorminhocos.

Se a mente acordada se mantém acordada por muito tempo, em um estado profundamente relaxado e em transe, o reflexo projetivo também ocorrerá naturalmente em algum momento. Mas você também pode desencadear esse reflexo com uma técnica de separação. Uma vez desencadeado, o reflexo projeivo faz com que o resto do processo de saida do corpo astral seja automático, e até difícil de ser parado.

PRESSÃO DE SEPARAÇÃO

Para encorajar a que o mecanismo de projeção natural seja acionado, para se projetar conscientemente fora do corpo, é necessário transferir um ponto de consciência corporal para fora dos limites do corpo físico, e mantê-lo lá. Isto deve ser feito com força suficiente e durante tempo suficiente para provocar o reflexo projetivo. Todas as técnicas de projeção mudam sua consciência corporal para algum ponto fora do corpo físico, de uma forma ou de outra. Tanto faz se você está tentando alcanbçar as vibrações (método do Monroe) ou imaginando-se como estando em outro lugar, uma mudança da posição da consciência corporal está envolvida. Quanto mais forte for esta ação, mais pressão de separação será exercida, e mais rapidamente e facilmente o reflexo projetivo será acionado.

As técnicas de ‘imaginação tátil” podem imitar qualquer ação do corpo físico, tanto dentro como fora dos limites do corpo físico. Quanto mais simples a ação, mais fácil será focar nela, e mais forte serão os seus efeitos. Ações que envolvem mão e braços são as mais fáceis, e portanto, as que geram efeito mais forte.

A maioria das técnicas de meditação e de indução ao transe também exercem alguma pressão de separação sobre o duplo projetável. Seja qual for a técnica, todas elas foram concebidas para induzir algum tipo de movimento interno da consciência corporal para longe do corpo físico, por exemplo, um dos cenários de queda que sugerimos para induzir ao transe. Mas essas ações são, no entanto, geralmente o inverso das que são usadas para as técnicas de projeção.

AS VIBRAÇÕES

As famosas “vibrações” são as sensação projetivas mais conhecida, mas eles não são a causa real da projeção. As vibrações são um sintoma da atividade do corpo energetico associado à geração e projeção interna do corpo astral a partir da “substância” do corpo físico. Quando o corpo & mente físicos e corpo energético estão no estado apropriado, o corpo energético gera internamente o seu corpo astral projetável, como preparação para sua projeção para fora do corpo.

Este processo provoca uma grande atividade do corpo energético. Se a pessoa está dormindo, esta atividade é tão leve que passa despercebida. Mas se a mente da pessoa está acordada, no entanto, surge um cenário diferente.

A presença da consciência desperta “apimenta” o funcionamento de um processo natural que é muito sutil . Quando a mente está acordada, muitos conflitos energéticos internos aparecem e as sensações energéticas podem, portanto, tornar-se muito mais fortes. Vibrações de corpo inteiro que se sentem como vibrações físicas reais inundam o corpo físico. A intensidade da vibração varia de um leve zumbido interno, similar a uma sensaçao de corrente elétrica, até vibrações do nível de um terremoto.

No entanto, apesar de as vibrações poderem ser fortemente sentidas no corpo físico, não há vibrações físicas detectáveis presentes. Isso é porque elas não estão acontecendo ao seu corpo, num sentido físico. Vibrações e todas as outras sensações projetivas são sentidos de unicamente dentro do duplo projetável , enquanto ele está sendo gerado e projetado. Todas as sensações projetivas são portanto, sensações da energia sutil de corpo. E o estudo dessas sensações nos diz muito sobre o que está acontecendo durante os eventos relacionados às projeções.

Muitas vezes, esse sintomas começam bem antes da projeção. As vibrações muitas vezes ocorrem apenas em algumas partes do corpo físico. Logicamente, isso indica que apenas aquelas partes do duplo projectável estão sendo geradas. Por exemplo, se apenas as pernas estão vibrando, então apenas as pernas do duplo projetáveis estarão sendo geradas naquele momento. Os projetores muitas vezes sentem os seus braços ou pernas flutuando soltos e movendo-se livremente, fora dos limites de seus corpos físicos. Quando isso acontece é porque apenas aquelas partes do corpo físico alcançaram o estado pfodundamente relaxado e energeticamente excitado o suficiente para uma projeção ocorrer. As partes do corpo que não estão vibrando e não estão flutuando soltas não estão ainda prontas para projeção. O mais provável é que isso seja devido à tensão física ainda presente nessas áreas.

Muitas pessoas encontram-se presas a uma parte de seu corpo físico durante a saída OBE. Ela poderia ser a cabeça, estômago, uma mão ou um pé. Se elas tentarem forçar a separação, eles muitas vezes experimentam dor e desconforto na área presa.
(...)
..............................................................................................FIM DOS TEXTOS DO BRUCE.......................................................................

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

FUNDAMENTO 4: TÉCNICAS DE SEPARAÇÃO

Bom, agora eu tenho que tirar o Bruce de cena, porque na hora de explicar como fazer, acho ele muito enrolado, eheheh. Eu mesmo, quando li as duas ediçoes do Astral Dynamics continuei sem saber bem onde estava a parte da projeçao propriamente dita, porque a gente se perde com tanta explicação.
Então nessa parte mais prática mesmo da projeção, vou eu mesmo explicar a partir da minha experiência projetiva.



SE VOCE ESTÁ NO ESTADO MENTAL ADEQUADO, QUE É O TRANSE, você está num estado altamente sugestionável, e por isso diversas técnicas podem funcionar para forçar a separação entre seu corpo astral e seu corpo físico DESDE QUE:

- AS CONDIÇÕES DE RELAXAMENTO SEJAM ADEQUADAS

- AS CONDIÇÕES ENERGÉTICAS TENHAM JÁ SIDO SATISFEITAS

Em geral as condições energéticas cuidam de si mesmas, ou seja, seu corpo cuidará disso automaticamente. Mas caso você seja um daqueles que fica “preso” o corpo quando tenta se projetar, Preso pela cintura, cabeça, ou preso pelo corpo todo, em catalepsia, convém incorporar à sua rotina diária o treino com as energias, mesmo que seja em algum outro horário do dia. Para isso pode usar a técnica completa 3, do Saulo, ou seguir a rotina que é explicada no livro do Bruce que eu traduzi.
http://viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/&do=findComment&comment=74035
Caso queira incorporá-la na sua rotina projetiva, faça após o relaxamento, ou faça apenas uma estimulação energética básica, como a OLVE, por 5 minutos.

Então uma sessão de prática projetiva ficaria assim:

1- Técnica de relaxamento (mínimo de 5 minutos)

2- Técnica energética ( opcional)

3- Concentração na respiração (mínimo 5 minutos)

4- Indução ao transe (mínimo de 5 minutos ou até sentir os sinais de entrada no transe)

5- Técnica de separação ( mínimo de 5 minutos)


Se não funcionou, volte ao passo 1 e rapidamente examine com sua atenção seu corpo para ver se não criou novas tensões ao usar as técnicas de separação, então volte a executar o passo 3 por pelo menos 5 minutos, e então tente uma técnica de separação novamente. Fique repetindo esses ciclos por quanto tempo quiser , mas reserve 2h para uma tentativa de projeção. A menos que você já esteja muito sonolento quando for iniciar, dificilmente conseguirá uma saída em menos de 40 minutos, contando desde o momento em que deitou para iniciar a sessão.

Como os fundamentos todos já foram explicados, usando os textos do Bruce, vamos agora falar das técnicas de separação propriamente ditas.



Você está onde você “se sente presente”. Como regra geral no estado de vigília em geral nossa sensação de “estou aqui” coincide com o espaço/local que o corpo ocupa , exceto nos casso de “distúrbios mentais”, mediunismo, uso de drogas, etc.

Na projeção consciente nós queremos fazer nosso “estou aqui” vagar por aí sem precisar ficar preso ao corpo, já que ele, coitado, precisa dormir por algumas horas todas as noites, ,ou não nos agüenta.

Portanto, a essência das técnicas de separação é convencer sua cosnciêcia de que ela está em outro local, ou pode se deslocar sem que necessariamente precise do corpo físico para isso.

Para atingir esse objetivo você precisa “apagar” o GPS da consciência, ou seja, você tenta desligar os sinais que avisam para ela onde está o corpo físico, seus braços, pernas, cabeça. Assim, quando ela tentar se mover, não irá ativar o corpo físico e portanto tentará de deslocar de outra maneira.

Por isso primeiro fazemos o relaxamento, para “incapacitar” o corpo à responder aos comandos conscientes a menos que seja usado algum esforço. Feito isso, quando você está num estado de transe, por estar sugestionável, ao usar técnicas que criam ilusão de posição ou movimentos, sua mente acredita nelas com mais facilidade, e assim pode acabar agindo de acordo com elas, esquecendo que precisaria de um corpo físico e usando o corpo que está “ativo” no momento, que é o corpo astral.

Quase todas as técnicas de separação costumam pertencer a algum destes  2 tipos:

1- ALVO MENTAL

2- MOVIMENTO CORPORAL

.....................................

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

1-ALVO MENTAL

No caso de uma técnica de alvo mental você se imagina, EM PRIMEIRA PESSOA, presente em algum outro local diferente daquele que seu corpo físico ocupa.

( Ou seja, você recria, com sua imaginação, algo similar ao que enxerga, em termos de movimentos, quando joga um "game em primeira pessoa". )

É importante que para isso use o máximo realismo possível, envolvendo o máximo de sentidos que puder. Por que? Ora, você anestesiou os cinco sentidos do corpo físico através do relaxamento. Agora precisa criar cinco sentidos de forma vívida e realista no corpo que você estará usando, para convencer seu sentido de eu “estou aqui” de que você está lá, no ambiente-alvo, e não na sua cama, no seu quarto. Se estiver no estado mental de transe, isso não será tão difícil, pela sugestionabilidade hipnótica que esse estado gera.

Exemplos de alvo mental: imaginar-se presente em outra sala da sua casa, da casa de outra pessoa que você conheça em detalhes (casa da mãe , irmãos, ambiente de trabalho), ambiente de algum filme ou fotografia.

Quando você se imaginar presente em outro local, seja qual for, imagine-se andando por ali, circulando pelo ambiente e virando muitas vezes à esquerda, direita, ao invés de andar apenas em linha reta. Mudanças freqüentes de direção exigem mais da sua atenção porque cada vez que virar para um lado ou outro, precisa mudar toda posição do cenário que o cerca, o que é difícil de fazer sem prestar atenção, como faria caso se deslocasse apenas em linha reta.



Essa necessidade de prestar muita atenção ao que está fazendo é o que fará sua consciência esquecer do corpo na cama, e acreditar que está lá no local. Procure contornar mesas, cadeiras, pegar objetos na mão e examinar seus detalhes, cheirar, tocar e sentir a textura, ouvir e sentir seus passos no chão.

Obs: Caso o alvo mental seja um local de filme ou foto há o risco maior de você se projetar para uma ilusão mental, caindo num sonho lúcido, já que você não sabe como são aqueles locais, apenas “imagina”, a julgar pela imagem do filme ou foto. Não é que esse risco não exista caso você estja usando como alvo um local que você conhece, pois a sugestionabilidade do estado de transe pode sim criar um sonho lúcido com um local conhecido seu, mas o risco é maior se você não possui uma memória sensorial e energética do local-alvo. Portanto, ao se focar nesse local, como ele só “existe” na sua mente, já que seus sentidos nunca obtiveram informação direta desse local, você pode acabar se transferindo para esse “local mental”, e não para o algo físico. Mas o que importa nessa fase inicial é treinar para transferir sua consciência para um local diferente daquele que seu corpo físico ocupa, já que isso é o que define a “projeção”. Se esse local é no físico, em outra dimensão, ou imaginário, neste momento isso não importa. São detalhes que você terá que ir refinando, ajustando com sua prática, durante os anos.

Esse alvo mental pode ser também um roteiro. Por exemplo, se você todo os dias caminha para o trabalho seguindo uma rota bem conhecida sua, imagine-se fazendo esse trajeto novamente, passo a passo e olhando os detalhes da rua, as casas, os toldos, as placas, as pessoas passando. Tente recriar o que você enxergaria caso estivesse de fato ali, fazendo isso.
Ou pode, por exemplo, ir numa lojinha de presentes, daquelas que tem pequenas estatuetas ou objetos decorativos complexos e cheios de detalhes, escolher algo que você gostou e levar para casa. Chegando lá você não abre o pacote. Deixa para abri-lo quando for tentar se projetar.

Quando for fazer isso, abra o pacote logo antes de deitar, examine um pouco os detalhes do objeto, mas não tudo. Então coloque esse objeto ou em outro lugar da casa, ou no seu quarto a uns 3 m de distância da cama, numa estante ou cômoda do quarto.

Você usará esse objeto como alvo mental. Vai se imaginar em frente ao objeto, olhando para ele, tentando rever os detalhes que percebeu, e tentando detectar mais. Na sua imaginação você pega o objeto na mão, sente, com o tato, a textura e o peso dele, mexe ele na sua mão e sente a leveza aspereza, as curvas, etc. Permita-se absorver-se nesse processo de observação do objeto com o máximo de atenção.

Se você colocou o objeto dentro do quarto perto da cama, quando a técnica começa a funcionar você pode sentir nitidamente o corpo astral sair flutuando, paralisado, do corpo físico, sendo atraído “magneticamente” até a posição que o corpo imaginado está parado e examinando o objeto. Seu corpo astral irá lentamente adequar a posição para imitar a posição corporal do corpo imaginado, dobrando braços e perna até que ambos estejam na mesma posição, e então encaixará no corpo imaginado. Isso acontece bem devagar, o que permite perfeita observação se todo o processo.

image

No meu caso eu diria que leva uns 5 segundos entra a saída do corpo astral até o encaixe no corpo imaginado. Até esse momento você estava apenas imaginando estar em pé a 3m da sua cama, segurando o objeto. Esse “corpo imaginário não tem sensação de realidade alguma, não se compara com a experiência da projeção. Mesmo assim você estava sentindo o processo de flutuação do corpo astral e seu direcionamento para a posição-alvo. Quando esse encaixe acontece, repentinamente tudo deixa de ser imaginação e você agora sim está lá, parado, na posição imaginada, com o mesmo realismo que se estivesse fisicamente presente ali.

Mas se colocou o objeto em outro quarto da casa, tanto faz se está no quarto ao lado, no pátio da casa, ou a 50 km, o processo de transferência será instantâneo, o que é rápido demais para você poder observar as etapas. Então o que acontece é que num dado momento você está apenas imaginando tudo...então sente uma vertigem rápida, uma sensação no estômago, similar aquela que sentimos quando o elevador se mexe, a cena imaginada toda estremece, repentinamente surge um “fluxo”, como se você estivesse descendo num “escorregador”, e então, num piscar de olhos, você está lá, em pé, no seu local-alvo, como estaria se estivesse presente fisicamente. Tudo muito sólido. Pode olhar seu corpo suas mãos e tudo está perfeitamente concreto (embora isso seja ilusório, porque se olhar algum espelho vai notar que não tem reflexo, ou a imagem é borrada, enfim. Mas digo isso para você saber que não é “impressão vaga, imaginária”. É sensação indistingüível de estar presente, em corpo físico, no local desejado.

Usar um alvo mental parece gerar uma “pressão de atração”, sua consciência, que está com os sentidos do corpo físico anestesiados, parece ser atraída pelos sentidos realistas que você cria com a imaginação, e sua sensação de “estou aqui” é atraída para onde esses sentidos de posição, tato, visão,... indicam que a realidade está ocorrendo.
Obviamente qualquer coisa pode ser usado como alvo, inclusive uma pessoa. O que determina a eficácia desse tipo de técnica é sua capacidade de recriar o alvo com máximo realismo, e também se você está num nível de transe suficiente para se deixar sugestionar por isso. Mas, além do nível de transe, como vocês viram pela descrição que fiz, seu corpo astral será “arrancado’ do físico, portanto, se algo no relaxamento não estiver bom, seu corpo astral não se soltará. E também é provável que se suas energias te deixam colado ao corpo, essa técnica também não funcione, porque o magnetismo gerado pela sua imaginação pode não ser forte o suficiente para vender a “cola energética” que te mantém preso ao corpo físico. Portanto, para que uma técnica simples como essa funcione, todas as etapas preparatórias para a projeção precisam ter sido satisfeitas: relaxamento, adequado, nível adequado de transe, e condições energéticas que permitam separação do corpo astral.

.........................................
DICA: ESSA TÉCNICA FUNCIONA BEM SE VOCÊ E DAQUELES QUE ENTRE EM CATALEPSIA E NAO CONSEGUE DEIXAR SEU CORPO POR SENTIR-SE GRUDADO

  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

2-MOVIMENTO CORPORAL

Como vimos, fazer a consciência acreditar que está em outro local induz a separação da consciência, levando para esse local, nua espécie de teletransporte instantâneo, por pura força de atração magnética que o foco da atenção da consciência, em outro local do espaço, é capaz de produzir. O “como chegar” lá não importa.

Mas você também pode induzir a separação focando no “como”, ou seja, no processo de separação propriamente dito.

Após ter atingido um relaxamento e um nível de transe adequados, você tenta gerar um movimento corporal mas de uma forma sutil, meio física, meio mental, sem focar totalmente no corpo físico.

Ou seja, com o relaxamento você reduziu muito, MAS NÃO COMPLETAMENTE, a capacidade do seu corpo responder a um desejo de se mover. Então, ao tentar se mover, você não quer gerar uma força suficiente para que seu corpo semi-apagado se mova, quer usar apenas alguma força, que faça mover o corpo astral que deve estar pronto para a ação e só esperando os comando da consciência.

Os movimentos que você vai tentar fazer são similares, em termos d sensação, ao que faria se estivesse embaixo d’água, ou num ambiente sem gravidade.

Após achar que atingiu o estado adequado, basta tentar sentar na cama, ou rolar de lado, devagar, como se não quisesse acordar um tigre deitado do seu lado na cama. Se estiver pronto para a separação, vai notar claramente que seu corpo astral, ou seja, o ÚNICO CORPO QUE VOCE PODE MOVER COM ESSE NÍVEL DE ESFORÇO, descola de alguma coisa, como se você retirasse aquela película do celular novinho em folha, ou se retirasse a pele de um ovo. Esse “coisa” da qual você descola, é seu corpo físico.

Eu preferi escrever dessa forma porque noto aqui no fórum que as pessoas as vezes não entendem um conceito fundamental: elas estão tentando imaginar SEU corpo astral saindo DELES, como se o corpo astral fosse “ o outro”.
Você pensa em VOCE MESMO saindo de ALGO, porque o “outro”, nesse caso, será o seu corpo físico.


Você não pode, por exemplo, ficar deitado no seu corpo físico e imaginado que SEU corpo astral uma fumacinha, sai de você..porque ONDE ESTÁ a consciência que observa isso? Está no corpo físico, observando a “fumacinha”...portanto, ao imaginar desse jeito a fumacinha não será você né?

Você tem que imaginar que VOCÊ É A FUMACINHA que sai de algo....e aos poucos sente SEU CORPO sendo formado, ali flutuando no meio do quarto. O “ele”, a “coisa” , “objeto” é o que ficou no colchão, porque VOCÊ é “aquilo que sai”.

Então agente fala assim: “movi minha mão astral”, que é para o pessoal entender, mas o que aconteceu é que “movi minha mão”, porque naquel momento sua mão astral ´a única mão viva, a mão física é como se fosse um pedaço da cama, inerte, não está “disponível” para ver movida. Portanto, “mover sua mão astral” não é um ato “imaginativo”, em que você imagina “alguma mão ali se movendo”, você vai mover SUA MÃO MESMO, mas vai fazer isso suavemente para que apenas sua mão astral obedeça. Porque se você usar mais força, ou se não relaxou o suficiente, será sua mão física que se moverá.

Portanto, quando tudo corre bem você só percebe UM corpo ativo, funcionando, e é esse ÚNICO CORPO que você move. Em vigília seu único corpo percebido é o físico. Quando você está pronto para se projetar, novamente você só tem UM CORPO para mover, que é seu corpo astral, o outro sumiu. Por isso a gente diz “levante da cama como quem levanta fisicamente”, porque depois que você está solto basta isso. E é por isso que tem gente que levanta para ir no banheiro e quando volta para cama descobre que tem um homem deitado ao lado da esposa dele, ehehehe. Ou seja, seu próprio corpo ali. O cara moveu o ÚNICO corpo que poderia mover, porque o outro estava “fora de combate”. Por isso sempre que levantamos no meio da noite convém testar. Mas claro que quando o processo ainda não está completo, você pode estar com o corpo astral já ativo e o físico ainda não desativado e aí pode sentir quatro braços e quatro pernas. Num caso assim mova os membros astrais, claro .

Então as técnicas de separação que envolvem movimento corporal são executadas EM PRIMEIRA PESSOA, ou seja, você move o ÚNICO CORPO que você tem, não algum outro corpo (a não ser que note quatro mãos quatro pernas, duas cabeças), com o objetivo de sair de onde está.

O corpo astral é bem mais fácil de mover do que o corpo físico, quase como se fosse um tipo de corpo por controle remoto, em que você decide começar um movimento e ele já sai fazendo. Por exemplo, você começa a rolar para o lado na cama, e ele rola muito fácil, fácil demais para um corpo que está ali imóvel há mais de 1h e que estaria pesado e difícil de mexer. Você pode inclusive girar no outro sentido, mudando a cabeça para a posição dos pés, tão facilmente quando gira uma agulha de bússola. É pela facilidade de movimento que você nota que está movendo o corpo certo. Se for muito difícil em geral é porque você está tentando mover o corpo errado ,o corpo físico. E claro, algumas vezes você começa certo mas termina errado:

Já me aconteceu umas 3 vezes de eu chegar a quase terminar de sentar na cama com o corpo astral quando meu corpo físico levantou a cabeça do travesseiro para vir atrás, o que interrompeu minha saída. Mas em geral usar as técnicas de separação é um processo simples: você tenta se mover sem fazer muito esforço, algo como 50-70% do esforço que faria se fosse se mover com o corpo físico. Se o movimento acontecer, é porque você está movendo o corpo astral. Claro que isso é mais difícil de detectar se você tentar mover as mãos, porque elas sempre são fáceis de mover. Mas pense em termos de braços ou tronco, não de mãos, porque após um bom relaxamento os braços pesam muito, e o tronco então, nem se fala. Então se conseguir sentar ou rolar na cama facilmente, o corpo que está usando é o corpo astral. E se conseguir levantar seus braços em direção ao teto sem quase esforço, também há boas chances de que sejam os braços astrais que você moveu. Mas Essa regra não funciona se pensar assim “movi meus dedos da mão facilmente, então é a mão astral” Aí não vale, porque até quem está em catalepsia consegue mover os dedos (caso lembre de fazer isso) e assim quebrar a catalepsia.

Como seu objetivo é sair de onde está, ou seja, sair de dentro do corpo, as técnicas de movimento corporal podem ser:

ATOS DIRETOS:

- sentar na cama
- levantar da cama
- rolar para fora da cama, até cair dela
- esticar os braços e agarrar algo.


Nessa última, pode esticar até o forro do quarto, ou até algum objeto distante, como a maçaneta da porta, do quarto, e puxar com força para arrancar o resto do seu corpo astral de dentro do corpo físico. Seus braços astrais vão estivar até agarrar o que você deseja. Não se preocupe com ideais do tipo “mas como minha mão astral vai agarrar a maçaneta, se ela é física e minha mão não é?”. Isso não importa, use as ilusões do astral a seu favor, feche a mão querendo agarrar que tudo se comportará como sendo sólido o suficiente para funcionar.


ATOS INDIRETOS:

- E.V
- gangorra
- rede
-natação
- levitação
- afundamento
- técnica da corda


O EV é uma técnica que serve tanto como técnica de separação, quanto como sinal de que é hora de tentar algo mais forte.


Se o EV for bem acelerado você pode ser ejetado, em corpo astral, para fora do corpo físico, não repentinamente, mas quanto mais acelera, mais flutua, até descolar completamente.Aqui falo sobre como prolongar o EV:

Se não descolar, mas sentir as energias bem fortes, então tente algum dos outros métodos, para forçar a separação.

Gangorra e rede são técnica em que você imagina que está deitado não numa cama, imóvel, mas numa gangorra ou numa rede, que estão embalando. Se notar o embalo, aumente eles até que te joguem para fora do corpo. No caso da gangorra basta imaginá-la embalando até você ficar em pé. Não necessariamente quando começar a enxergar estará em pé no seu quarto. Na da rede, embalando até te arremessar para um dos lados, onde você pousa em pé.
Na levitação basta imaginar que você flutua, e logo seu corpo astral sobe, como se fosse um balão de Hélio. Mas depois de subir queira atravessar o forro e sair acima do telhado, ou então após subir cerca de 1m da cama, continue flutuando para um dos lados até de afastar uns 3m, para você poder pousar não muito perto do corpo, ou pode ser puxado de volta.
Na técnica de afundamento, você imagina-se afundando no colchão e saindo embaixo da cama, no chão. Ou se mora em apartamento, já atravesse a laje e vai se ver flutuando no teto do apartamento do andar debaixo. Se escolher essa rota, sai rápido dali, como se fosse um ladrão que foi descoberto. Voe imediatamente em direção a primeira janela que enxergar, porque a sensação interna de estar invadindo a privacidade de alguém pode te puxar rapidamente de volta, quase como se fosse um susto. Então saia ainda que esse alerta de puxe.

Na técnica da corda você imagina uma corda pendendo do teto até seu peito, caso esteja deitado de barriga para cima.
image
(desenho do livro astral dynamics)

É meio óbvio,mas as vezes o pessoal de atrapalha com esses detalhes, então é bom esclarecer:
Se estiver de lado, imagine-a estendida paralelamente ao chão, e vindo até seu peito.
image

Imagine que estende seus braços e pega essa corda, e vai puxando a si mesmo por ela. Não precisa chegar até o teto cão demore sem funcionar. Não foque no “onde você está indo”, mas na sensação física de puxar a corda, na força que suas costas, ombros braços e mão tem que fazer.

Não precisa imaginar cenário algum, é como se você estivesse num pendurado por uma corda num poço escuro, sem enxergar nada. Só o que te diz que você está se movendo são seus movimentos corporais. Foque sua atenção nesses movimentos, que quando a técnica funcionar, primeiro você sente suas mãos segurando a corda, sente que é uma corda grossa, vê que não é ilusão, que ela está bem firme, e aí você puxa um pouco e nota que ela está com a outra ponta de fato presa em algum lugar, então você SE PUXA por ela, e quando faz isso, a escuridão começa a se dissipar, você começa a enxergar o quarto, ainda as escuras, e sente que está saindo de dentro de algo, como se você fosse uma banana saindo de dentro da casca, na marra, ehehhe.

Quando surge a visão, você ainda estará fazendo os movimentos de puxar a corda, pode estar até sentindo ela nas mãos, mas raramente a estará vendo. Comigo eu só continuei enxergando a corda, mesmo após largá-la, duas vezes. Das outras vezes ela nunca estava lá, embora eu a sentisse nas mãos enquanto ainda estava terminando de sair da cama.


Como essas técnicas pedem um certo realismo, seu corpo pode ativar pequenas tensões enquanto tenta que elas funcionem.
Por isso, se após uns minutos elas não tiverem funcionado, como eu falei antes examine seu corpo com sua atenção , para ver se não precisa repetir um relaxamento rapidinho, e recomece.

E se dormirem na tentativa, quando acordarem, a primeira coisa a fazer é pular direto para as técnicas de separação. Somente se elas não funcionarem, você retoma mais atrás, em alguma das etapas anteriores.


E o mesmo vale para todos os pequenos acordares da noite:
Acordou? Execute uma técnica de separação.

Ficou uns minutos tentando e não funcionou? Fique prestando atenção na respiração e quando notar algum estranho (um formigamento, uma leve vertigem...) aplique uma técnica de separação

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

E para quem quer entender as etapas do que acontece na projeção, o Robert Bruce explica no seu livro o que ele conseguiu investigar sobre essas etapas todas.
A visão dele é um tanto diferente da tradicional, mais baseada na investigação pessoal mesmo, o que sempre pode ser um tanto limitado se a pessoa não tem uma boa formação geral sobre o tema, já que qualquer excentricidade imaginativa pode ser vista como a única verdade, porque "veio da prática" (como se os livros contendo o resultado da prática dos outros fosse 'mera teoria').

Mas apesar de um tanto diferente, é bem detalhada, o que fornece muito material para investigação pessoal.
Vale a pena dar uma olhada, para quem ainda não conhece:

http://viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/&do=findComment&comment=74008

Share this post


Link to post
Share on other sites
  • Fenomenal Sandro!
    Este com certeza é o tópico mais importante do fórum, pra quem quer se projetar mesmo.
    Passei muito tempo pesquisando técnicas de projecao, e nunca achava nenhuma boa. Os autores geralmente passam as coisas de forma incompleta. Por exemplo, o Waldo Vieira no Projeciologia dá várias técnicas de separacao, mas só uma de relaxamento e nao fala nada sobre o estado de transe, entre o início do relaxamento e a separacao. Outros autores também focam muito nas técnicas de separacao e falam muito pouco sobre o relaxamento, a concentracao e o transe. As coisas só comecaram a ficar um pouco mais claras pra mim depois que eu li o The Phase do Raduga, mas mesmo assim ainda faltava algo.
    O Robert Bruce é o cara! O único que vi até agora explicar tudo bem completo, do início ao fim. Se bem que ainda acho que dá pra melhorar...rsrs. Mas além de ele se o cara que passa a técnica projetiva mais completa, também é o único que explica o fenomeno da divisao da consciencia. Enfim, ele é o cara! hehehe
    Mas todo o processo de projecao, passo a passo, está aqui. Só precisamos treinar...que é o mais difícil!
    Eu estava conseguindo quase sempre chegar no transe leve, ou estado hipnagógico. Agora nao estou conseguindo mais. Tem sido difícil limpar a mente ultimamente.
    Também tenho tido dificuldades em relaxar totalmente o corpo, porque sempre a musculatura dos olhos teima em se manter tensa. Eu relaxo o corpo inteiro, mas quando aparece um pensamento na cabeca, os olhos se tensionam, como se quisessem focar em algo que está à minha frente. To apanhando pra manter os olhos relaxados e desfocados, o que pra mim é o que dá a sensacao de queda indutora de transe que o Robert Bruce fala.
    Com os olhos fechados, se há um pensamento na cabeca, os olhos focam algo na minha frente e a musculatura tensiona. Se eu vou levando o foco para cada vez mais longe de mim, bem rápido, até relaxar a musculatura dos olhos, mantendo-os desfocados, isso causa a sensacao de queda indutora do transe. Além do que os músculos dos olhos sao os últimos que teimam em nao relaxar tao fácil. Pra voces também é assim?
    Quais os músculos ou grupos de músculos que voces tem mais dificuldade de manter relaxados?
     
     
     
  • Eu as vezes descubro tensão atrás das orelhas, nuca e língua, eheheh.
     
     
  • Atrás das orelhas? rsrs...caramba!
    Eu comecei a reparar mais na língua, e é verdade, às vezes tenho tensao na língua e nao tinha reparado antes.
    O que está sendo um problema grave no momento, é que faco o relaxamento em decúbito dorsal. Aí, quando comeco a entrar no transe, comeco a roncar um pouco, ou dá um desconforto insuportável no nariz e faringe, associado à apnéia. É coisa da posicao mesmo. Vou ter que arrumar um daqueles travesseiro triangulares, pra ficar inclinado, pois nao estou conseguindo superar esse problema.
     
  • Isso me acontece ate em caderia reclinada, a garganta despenca exatamente no momento que retiro a cabeca astral da cabeça fisica, dá vontade de chicotear o corpo físico.
    Por isso só me projeto de lado ou de bruços. Mas para praticar o relaxamento, faço de barriga para cima mesmo.
     
  • Dahora sandro , grupo viagem astral formando projetores .
     
  •  
    Tenho tentado o relaxamento de lado, mas não consigo chegar perto do transe nessa posição. Pelo menos ainda. Não sei...parece que o peso do corpo fica apoiado numa área menor, gerando maior pressão, e isso me atrapalha. Deitado de barriga pra cima, parece que o peso se distribui melhor e eu me sinto mais "leve". Mas os roncos estão destruindo meu avanço. Vou tentar mais de lado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

(para completar os aspectos práticos deste tópico, vou colar aqui algumas partes daquele meu pdf que recomendei no início do tópico, com algumas adições/alterações)


DURANTE A PROJEÇÃO


Uma vez que tenha conseguido sair do corpo:

Afaste-se do quarto imediatamente, para evitar ser puxado de volta.

Se ao deixar a cama cair, sob um peso absurdo, ou fraqueza isso indica que seu corpo ainda está acordado. Volte a ele ( apenas pensando nele), fique concentrado na respiração por mais 1 minuto, no máximo, e tente nova saída. Também caso esteja já projetado (ou meramente sonhando) e note alguma fraqueza estranha em algum membro, como pernas, isso indica que aquelas partes do corpo físico estão despertas, e as vezes se movendo na cama, não é nada especial, “ataques”, “vampirismo”, nada disso. Não “viaje” procurando uma agressor escondido em algum canto, porque sua mente irá criá-lo, e aí fica pior. ( o dia que você acordar e “pegar em flagrante” seu corpo físico movendo aquelas partes que, em astral você sentia “fracas”, “pesadas”, vai entender o que digo, eheheh)

As técnicas abaixo vão ajudar seus deslocamentos e duração da experiência, mas no início você precisará aplicar repetidamente as mesmas técnicas para que funcionem e possa se manter o maior tempo possível projetado.

1- NÃO FIQUE PARADO, permaneça em movimento e sempre procure prestar atenção em tudo. Se andar pela rua, note as casas, as cores das paredes, se há mais gente na rua, se é dia ou noite, se há nuvens, se há luz, mas nunca pare para se deter muito me algo. Sempre siga emendando um interesse ao outro. Caso esteja numa rua e precise atravessar um longo trecho, vá roçando a mão pelas paredes, sentindo sua textura, porque se ao fizer isso vai acordar antes de percorrer 10 m. Se não há nada de diferente para olhar, tente agarrar objetos, moldá-los, procure ter algo na mão, para sentir-lhe a textura.

2- PARA SE DESLOCAR HÁ VÁRIAS OPÇÕES: pode voar, mas isso pode fazer você acordar inesperadamente no início, até se habituar com o reflexo de medo de altura. Uma opção menos problemática é pular, dando saltos gigantes. Ou flutuar, e para isso basta desejar, e você sobe uns centímetros. Então pode “sentar no ar”, assumir uma posição como a de lótus, e ficar se deslocando por onde quer, flutuando. Isso ajuda a não deixar você esquecer que não está no físico, porque mantém sua atenção no ato de flutuar. Mude de direção constantemente, evitando grandes deslocamentos em linha reta, mas se precisar fazê-lo, suba em telhados, corra pela rua.

A IDÉIA É MANTER SUA ATENÇÃO FOCADA 100% NO QUE ESTÁ FAZENDO, se relaxar e entrar no estado “dããã...que legal” como quem caminha pelo campo, sua atenção relaxa. Mantenha-se fazendo coisas diferentes do que você faria aqui, pois se fizer algo normal, razoável, pode ficar preso pela fantasia de um sonho e depois esquecer completamente que tudo começou numa projeção astral, ou, se nada interessante captar sua atenção, fatalmente acordará em menos de 10 segundos. Caso precise ficar parado num local, observando algo, como por exemplo ouvindo alguma palestra, mantenha-se agarrando alguma coisa do astral, a cadeira em que está, uma árvore um marco de porta, ou até na roupa da pessoa que está ali falando com você. Depois que já estiver bem “fixado” nesse estado, essa necessidade diminui.

3- PROBLEMAS COM O MOVIMENTO: Em geral é como mover seu corpo físico, mas as vezes algumas pessoas tem problemas para manter-se grudadas ao chão para poderem caminhar, ou afundam nele. Sua INTENÇÃO regula isso. Sem pensar sobre o problema, apenas levanta da cama e saia caminhando. Se estiver flutuando no meio do quarto, apenas deseje descer e ficar com os pés no chão, e seu corpo astral obedece. Se estiver afundando deseje subir até o nível do chão. Mas se ficar flutuando, seu deslocamento será meio atrapalhado, similar a um balão, que nem sempre vai para onde se quer, ainda mais al fazer curvas. Para tentar voar, tente flutuar, ou seja, sair do chão devagar e ir subindo. Se tentar simplesmente pular de um telhado, o hábito de pensar que vai cair pode te fazer cair mesmo. Não vai se machucar, mas vai interromper a experiência. Para flutuar, tente focalizar num ponto elevado e tentar dar um “Zoom”, pensando apenas que quer chegar naquele seu “alvo”. Vai começar a flutuar lentamente e vai acelerar. Mas seu movimento pode ser como de um surfista, não necessariamente em linha reta, e haverá problemas de muita derrapagem nas curvas...

Para voar, sua visão regula o movimento, o que pode ser um problema. Você olha para cima, porque quer voar até o topo de um prédio...e começa a sair do chão...então após subir uns 6m você olha para baixo e...acaba descendo. Você vai para onde estiver olhando. Então se resolver atravessar a cidade voando, ao olhar para baixo porque algum ponto chamou sua atenção, você vai acabar descendo ali mesmo que não seja sua intenção. Então, por exemplo, para voar para as estrelas ou Lua, crie um “alvo” com suas mãos, para que não te deixe ver nada além do alvo ( portanto traga as mãos um pouco mais para perto do rosto do que aparece na foto, até que elas bloqueiem sua visão dos arredores do alvo.


image

 

4- EM AMBIENTES FECHADOS: Bom, nossa mente pregará muitas peças ao projetor, esteja pronto para adaptar-se rapidamente, não se deixando cair nessas pegadinhas. Para sair de um ambiente pode sair como faria no físico: meta a mão na maçaneta da porta e a abra normalmente, porque a porta que você vê, assim como seu quarto, não são físicos, são “cópias” astrais. Não pense “ai, sou um fantasma, como vou pegar a maçaneta?”. Esqueça isso, apenas abra a porta, CASO DESEJE.

Mas se a porta não abre, por algum motivo (talvez sua mão esteja atravessando ela mesmo, mas talvez a porta esteja “trancada”), atravesse-a, sempre TENDO EM MENTE que seu corpo é imaterial, e nada pode prendê-lo. Se algo parecer prendê-lo, insiste mentalmente “isso é uma ilusão!!”, e faça força para sair do outro lado, focando sua atenção NO OUTRO LADO. O que te deixa preso é focar sua atenção nas SENSAÇÕES DE ATRAVESSAR. Você não deve prestar atenção nessas sensações, mas no início isso é inevitável , devido a nossa curiosidade, e por isso alguns principiantes ficam presos na parede, porta, o que for. Se ficar preso, parta do princípio que você é o Hulk, e saia dali arrancando tudo mesmo. Vai notar que grades de ferro, janelas, portas de vidro, tudo será “arrancado do lugar” quando você passa, como que desencaixado dos marcos, sem no entanto quebrar. É um resultado curioso de observar. Paredes costuma oferecer resistência similar a de atravessar um colchão de espuma, vidros parecem bolhas de sabão com resistência de uma luva cirúrgica.

Para atravessar obstáculo não leve a mão até ele e fique olhando, porque vai te parecer tudo 100% sólido. Você vai achar que está no físico, e não projetado, e vai deitar novamente, eheheh

Apoie as mãos no obstáculo/parede, então baixe a cabeça, encoste o topo da cabeça no obstáculo, e empurre a cabeça através da parede, como se ela fosse um colchão, e vai notar que ela cede e sua cabeça sai para o outro lado, te permitindo observar o que ambiente que existe lá fora. Preste atenção nele. Agora, se você trouxer a cabeça de volta para o ambiente em que está, e empurrá-la novamente para fora, em geral verá outro ambiente agora, diferente do que viu antes, e um novo ambiente a cada vez que botar sua cabeça para fora...Nem sempre, mas se testar verá que isso acontece algumas vezes, o que mostrar como atravessar obstáculos nos joga, a cada travessia, em outras faixas do astral diferentes daquela em que estamos logo ao sair do corpo, a menos que você tenha um alvo definido antes de executar a travessia.


Para uma travessia rápida e sem resistências, lembre o que você vai encontrar do outro lado, caso esteja na sua casa, e o obstáculo como que se desmaterializada e medida que você passa por ele. Pode usar isso para se transportar para outro local imediatamente, como será explicado mais adiante no item 6.



5- DURANTE OS PRIMEIROS 2 MINUTOS TALVEZ, OLHE PARA AS PRÓPRIAS MÃOS DE 10 EM 10 SEGUNDOS, quando elas começarem a derreter, pare de olhar e siga adiante. Isso ajuda a nos estabilizar no astral. Ou faça a OLVE, começando já rápido, de 1 em 1 minuto.

6- SE A VISÃO ESTIVER TURVA quando sair do corpo, COMANDE “ MAIS CLAREZA, MAIS CLAREZA, MAIS CLAREZA”, e verá que a cada comando e visão fica mais nítida. Não tente “forçar os olhos” para ver melhor, ou acabará abrindo os olhos do físico e interromperá a experiência. Para evitar que os olhos físicos abram quando você tentar enxerga melhor, é preferível dormir de máscara. Outra opção que funciona para corrigir a visão é fazer a OLVE.

7- TENTE NÃO TOCAR NEM SER TOCADO (evite qualquer esbarrão por mais leve que seja) pelas pessoas até que já tenha se projetado algumas dezenas de vezes, porque ao tocar trocamos energias, e se quem nos toca tem menos energia que nós, essa pequena perda pode ser suficiente para perdermos a consciência em astral e voltarmos para o corpo ou ser pegos por um sonho. Mas depois você aprende a controlar isso e poderá tocar normalmente.

8- AO ENCONTRAR UM OBSTÁCULO, uma parede, um telhado, uma porta, por exemplo, pode usá-lo para tentar ir a outro lugar. Por exemplo, se encontrar parede ou uma porta fechada pode mentalizar e repetir para si mesmo: “ao atravessar esta porta estarei em tal local(tente lembrar do que você conhece do local, mas não é imprescindível para que funcione. Muitas vezes basta uma afirmação de que estará em tal local quando sair do outro lado) ”. Mas cuidado, logo que atravessá-la pode estar de novo num estado tão instável quanto estava logo que saiu do corpo, pode ter novamente uma visão difusa, ou sentir a mente um tanto oscilante. Terá que tentar estabilizar-se novamente, prestando forte atenção nas coisas ao redor, tocando objetos, olhando para as mãos a cada 10 segundos, correndo de um lugar a outro, fazendo EV. Mas claro que isso não acontece se você apenas ABRIR a porta, só acontece se atravessá-la. Esteja sempre preparado para, ao sair do outro lado estar com a visão borrada, rapidamente reestabilizar, pedindo “mais clareza” ou olhar suas mãos e esfregá-las, ou acordará em menos de 5 segundos.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

DEPOIS DA PROJEÇÃO


Ao acordar da projeção, não se mexa, não abra os olhos, e fique tentando relembrar tudo o que aconteceu. Tente notar se sente uma energia se espalhando pelo corpo, similar ao EV, mas mais suave, como um arrepio. Isso é algo que só ocorre quando voltamos de uma projeção, o sonho comum não produz esse efeito. Segundo Waldo Vieira, isso se deve ao fato de o o corpo astral absorve energias melhor enquanto está fora, e absorve tanto mais quanto mais tempo fica fora, ou quanto mais distante viajou. Você vai notar que quanto mais durou uma projeção, mais dura esse estado vibratório.

Se nada de interessante aconteceu durante a projeção, e não merece registro, (por exemplo, se só conseguiu chegar até a porta do quarto e foi puxado de volta) esse é o momento em que você pode sair IMEDIATAMENTE e ter outras projeções sucessivas, 3, 6, 10.

Mas as memórias das primeiras experiências irão apagar. Em geral, se eu tiver 8-10 projeções sucessivas, as primeiras 4-5 irão apagar.) Para fazer isso basta, tão logo você se veja de volta ao corpo, vindo de sonho ou projeção, acelerar as vibrações que você sente ao retornar. Ou seja, sente algum formigamento? Use a OLVE para intensificá-la, mas não comece devagar, já iniciei num ritmo de uns 4 ciclos por segundo, porque suas energias estão já bem soltas quando você acabou de acordar e ainda está sentindo um formigamento. Quando sentir que ele ficou bem forte, como fruto da OLVE, basta levantar devagar da cama, ou usar uma das técnicas de separação, já explicadas.

________________________________________________________


Caso queria ficar no corpo e registrar a memória da experiência, siga os passos abaixo, para uma recuperaçãobem nítida da memória:

1- repasse a memória do ocorrido pelo menos 3 vezes antes de se mexer,

2- agora mexa uma mão levemente, e recapitule tudo de novo.

3- Se nada se perdeu, agora mexa um braço, e recapitule tudo de novo. Se algo pareceu evaporar da memória, fique recapitulando repetidas vezes antes de tentar um novo movimento.

4- Se toda a memória parece estável, mexa uma perna e recapitule,

5- Se está tudo ok, abra os olhos e recapitule.

6- Se continua tudo bem, sente com cuidado na cama, recapitulando ENQUANTO ESTÁ SE SENTANDO. Uma vez sentado, recapitule de novo.

7- E se tudo estiver ok, levante-se, recapitule,

8- Acenda a luz, recapitule,

9- E então comece a anotar a experiência.


Caso tenha um gravador ao lado da cama, pode começar a gravar antes da etapa de abrir os olhos. Grave umas poucas frases que resumem a experiência ou destacam algum ponto importante, isso será suficiente para que sua memória volte toda quando escutar a gravação pela manhã.
_____________________________________

NO CASO DE UMA EXPERIÊNCIA LONGA, COM MAIS DE 40 MINUTOS, você precisa fazer a recuperação rápida de tres blocos simultanemaente (alternar rapidamente entre eles.)

Ou seja, supondo que sua experiencia fosse uma lista de eventos, de A até Z, sendo A a saída do corpo ,e Z a reentrada. Para facilitar a explicação, vamos representar  a experiência completa em blocos de memória (blocos de letras coloridos)

...................A-B-C-D-E     -F-G-    H-I-J-K-L-M-N-O    -P-Q-R-    S-T-U-V-W-X-Y-Z
PRIORIDADE:---------------2------------------------------------------- 3-----------------------------------------------------------1-----------------
DIREÇÃO :----------------A ---> E -----------------------------------H-->O-------------------------------------------Z-->S  ---------------------


1- rememore tudo que puder, rapidamente, desde o momento de entrou no corpo até onde lembra, para trás, ou seja, de Z até S, por exemplo.
Z--Y---X---T--S

2- agora pare e relembre o momento que saiu do corpo e avance até algum ponto do meio da experiencia, por exemplo:
A--B--C--D--E

3- agora pare e rememore de algum ponto do meio, por exemplo de H até O

H--L--M--N--O

Agora tente volte e rememore o ponto final de Z a S, mas tente buscar o que veio antes, de O a S, e ver se gerou um bloco ininterrupto.
E em seguida, sem perder tempo, rememore novamente o que aconteceu no início, de A até E, e tente lembrar o que veio depois, o que havia de F até H.
Isso completa a memória de A a Z|.

Agora mantenha sua memória fazendo isso , rememore o bloco do fim, o bloco do inicio o bloco do meio, faça isso várias vezes, enquanto executa o procedimento descrito de 1 a 9

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fiz uma compilação desse tópico + Texto de 12 páginas do Sandro + Parte I do livro do Michael Raduga, para facilitar o estudo do assunto. Primeiramente fiz para uso individual, mas resolvi compartilhar. Se o Sandro não autorizar, pode excluir esse post :D

https://drive.google.com/file/d/0BwgWPtoleSPKLVZ0YkNHQlFEdEE/view?usp=sharing

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, estou começando a tenta a viagem astral, quando meu corpo pesou, eu continuei acordada, conciente, mas teve um momento depois que pareceu que estava, escorregando de um lado pro outro, em sentido horário, mas não consegui sai, do corpo. Por favor Sandro, me ajuda a compleender o que ocorreu?. Obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, marcela disse:

meu corpo pesou, eu continuei acordada, conciente

Entrada no estado de transe...

12 horas atrás, marcela disse:

um momento depois que pareceu que estava, escorregando de um lado pro outro

Início de processo de separação

12 horas atrás, marcela disse:

mas não consegui sai, do corpo

As vezes nas primeiras vezes podemos ter saídas confusas, brupta,s ou ficar preso por alguma parte. Mas depis normaliza. Nma situação em que você perceba um desencontro entre o astral e o físoc, espere para ver se vai termianr fora. Se não se separar complemtnaete assim sem fazer nada, entao interfira:

- mova o corpo astral como você moveria o físico, se consegue senti-lo

- faça o a OLVE, para forçar maior separação entre os dois corpos, porque isso pode completar o processo que está te mantendo presa:

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem tentei usar a técnica completa 3 do Saulo. Mas como eu havia bebido bastante líquido de madrugada, no meio do exercício me deu vontade de ir ao banheiro. Fui e comecei novamente desde o começo o exercício. Quando chegou na parte do EV, novamente senti vontade de urinar e fui ao banheiro, e aí desisti de começar novamente. Percebi que o zumbido no ouvido tava mais alto que o normal e persistiu por um bom tempo. Hoje tentarei de novo, mas tenho umas dúvidas:

Se eu interromper o exercício, eu devo começá-lo desde o começo, certo?

Tem algum problema fazer de dia, quando estiver sem sono, ou fazer quando estiver com muito sono por não ter dormido? Ou o ideal é fazer antes de dormir, quando se está com um sono normal? E a claridade atrapalha? É melhor fazer no escuro?

Em qual posição devo ficar? Deitado de barriga pra cima? Ou tanto faz?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem...não fui eu que "inventei" essa técnica mas vou dar a minha opinião na mesma. ;-)

A "técnica completa" é composta por vários exercícios. Começa com relaxamento, passa pela exteriorização/absorção de energias, algum trabalho sobre os chakras e acaba com uma técnica para projecção astral (não faço há algum tempo mas creio que é isso).

Qualquer desses exercícios podem ser feitos independentemente uns dos outros dependendo do objectivo. Convém sempre relaxar um pouco antes de executar qualquer exercício do género para obter melhores resultados, portanto se interromper, relaxe e siga.

Se estiver com sono penso que não vale a pena tentar pois você vai adormecer antes de terminar. :) Durma um bocado e faça quando acordar. ;)

Quanto à posição, pela minha experiência diria que o ideal é fazer a técnica de "barriga para cima". No final se sentir algum desconforto adopte a posição normal para dormir e tente manter a lucidez para não "apagar".

Claridade... bem...pode atrapalhar e pode ajudar. Se estiver com muito sono a claridade vai evitar que adormeça mas pode ser cansativo. Se tiver que levantar cedo não aconselho. Porém se tiver bastante tempo para ficar tentando durante a noite é uma boa maneira de não apagar. Vai depender de pessoa para pessoa mas se tentar esta última hipótese prepare-se para uns sonhos bem estranhos. :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, farrapohumano disse:

Se eu interromper o exercício, eu devo começá-lo desde o começo, certo?

É como  o albaman explicou, essa técnica tem várias coisas misturadas, a técnica projetiva mesmo é o que vem no final, "ir dormir imaginando que está deitado numa gangorra".

Tudo que veio antes foi apenas preparação. E são diversas etapas: um vago relaxamento inicial, depois a estimualção de cada chacrka. Pode parar num chackra e quando voltar do banheiro, siga de onde parou. Depois tem emissão, tem absorção...tem ev. Cada uma dessas é uma coisa diferente, pode parar entre uma e outra, e continuar quando voltar, caso esteja bem acordado. Mas essa técnica dura apenas 1h, então ir no banheiro uma vez antes de iniciar deveria te permiir terminar a técnica. Então você pode ir no banheiro outra vez, e ao deitar fique na etapa da gangorra:

 

14 horas atrás, farrapohumano disse:

1) Tem algum problema fazer de dia, quando estiver sem sono,

2) ou fazer quando estiver com muito sono por não ter dormido? Ou o ideal é fazer antes de dormir, quando se está com um sono normal?

3) E a claridade atrapalha? É melhor fazer no escuro?

4) Em qual posição devo ficar? Deitado de barriga pra cima? Ou tanto faz?

1) nunca há "problema". Pode fazer quando quiser, mas se estiver muiot acordado , quando chega na parte da gangorra dificilmente vai conseguir entrar em sonolência. Servirá como treino energético igual, você aproveita a preparaçaõ, mas pode não conseguir fazer a projeção mesmo, porque precisa certa sonolência para a projeção acontecer.

2) vai apagar muito rápido! Já teve vezes que me ACORDEI, quando o Saulo disse "imagine agora uma luz pulsando nos joelhos, kkkk, para voc~e ver como o cara apaga rápido!

3) Melhor escuro total, melhor máscara de dormir, aí você pode fazer a´te numa sala ensolarada:

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-753136982-mascara-para-dormir-3d-com-tampo-de-ouvido-tapa-olhos-_JM

4) Na posição que você não apaga muito rápido. Como a posição de barriga para cima não é bom para dormir pesado, só para cochiladas leves, todo mundo costuma usá-la para projeção, porque é a posição "que ninguém consegue dormir direito". Só que depois de treinar bastante, você consegue. Já deite para me projetar nessa posição lá pelas 23h, apaguei e acordei as 3:30, apaguei direto! Foi quando parei de usá-la porque perdeu a utilidade. Então se você nota que "dorme bem gostoso" deitado sobre o lado esquerdo, para se projetar deite sobre  o lado direito. Se dorme rápido de bruços, para se projetar deite de barriga para cima. Não pode escolher uma posição que seja TÃO estranha que não te permita relaxar, nem uma posição que seja tão confortável que você apague rapidamente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas respostas, pessoal.

Confesso que tenho dificuldade em fazer os exercícios. Eu me distraio muito facilmente e algumas coisas é difícil visualizar. Por exemplo, quando eu for fazer a técnica da gangorra, eu devo procurar sentir meu corpo fisicamente se inclinando, ou basta eu visualizar mentalmente meu corpo subindo e descendo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que é que você sentiria caso isso estivesse de fato acontecendo? Sua imaginação consegue lhe responder isso. Será que se você estivesse  deitado numa gangorra, com a cabeça subindo e os pés descendo, depois a cabeça descendo e os pés subindo, mesmo estando de olho fechados, ai achar que estava deitado na cama parada? Não né? Você sentiria algo, um conjunto de sintomas que te informariam o que estava ocorrendo com seu corpo, mesmo sem ver nada.

Recrie esses sintomas, para que imite a realidade é simples assim. Sempre, em todas as técnicas que você precisa usar a imaginação para simular algo, você precisa criar TUDO necessário para que aquilo pareça 100% real. 

Tudo que exige concentração é difícil para nós, não treinamos concentração na sociedade, tudo que nos cerca quer nos distrair janelas pop-up, cartazes coloridos,anúncios de ofertas, tecnologias. É difícil para todos. Portanto, use as técnicas como treino de concentração mesmo, que uma hora funciona.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.