• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
sandrofabres

O conceito espiritual influencia na projeção? (autor: Hnerique)

Recommended Posts

O conceito espiritual influencia na projeção?

 
Uma coisa notei à uma diferença gritante entre alguns relatos de projeção, por exemplo uma pessoa ligada ao espiritismo sempre fala que foi fazer um resgate, geralmente sai proximo de espíritos que estão esperando ele sair. E quando é uma pessoa que o faz mas não tem ligação com esse lado espiritual a coisa é bem diferente, o relato se dá de outras formas não relata tantos ataques, nem mentores, e as vezes nem relata nada disso, o processo se dá de forma mais egoista, com experiências muito particulares. Ai me pergunto o por que disso, será que a pessoa está só sonhando, a pessoa está mistificando, ou a necessidade de se sentir especial, O por que disso ser dessa forma, alguem já observou esse fato? Por que quem é espirita por exemplo já tem uma boa noção de como é o plano espiritual, e na minha visão, acho que qualquer um que ande no plano espiritual sempre vai encontrar mais ou menos as mesmas coisas e sofrer os mesmos ataques ou contato com seres do Plano espiritual. Agradeço desde já.

Share this post


Link to post
Share on other sites
 
  • Também noto isso.
    Úma coisa que sempre recomendo a quem quer se projetar, é ler autores estrangeiros, como Buhlman, Monroe, Bruce, Muldoon, Raduga, Peterson, Aardema, ou Rick Stack.

    Não existe em autores estrangeiros o problemas relatados pelo pessoal daqui que em geral tem essa cultura formada no espiritismo, e que fica achando que vai se projetar para lugares sombrios, pesados, vai ter obsessor de plantão esperando para te agarrar do pescoço, etc.. ou até a catalepsia, outra cosia que é rara, mas que as pessoas parecem relacionar à projeção como se fosse arroz e feijão.
    Por isso é importante nunca deixar-se prender por conceitos de apenas uma "escola/visão/doutrina"" sobre isso, ou sobre nada aliás. A pessoa logo acha que só o que ela faz (porque só aprendeu daquele jeito) é que está certo, e que os outros estão apenas tendo uma "falsa experiência"
    (se o assunto é religião, trata-se de falsa religião, se o assunto é esporte, trata-se de técnica ou método incorreto, se o assunto for projeção a falsa experiência é rotulada de sonho, etc.)

    Independente de quem tenha a verdade nisso, acho muito mais útil para o principiante evitar os conceitos místicos religiosos relacionados à projeção, porque isso parece também evitar boa parte das dificuldades de que muitos se queixam.

    Eu por exemplo, quando cheguei no GVA, em 2012, já tinha me projetado mais de cem vezes e achei estranho como o pessoal aqui relatava "peso", problemas de visão, catalepsia, nenhum desses sintomas eu experimentei. Tive que "pedir para experimentar" alguns, para poder também aprender como solucioná-los.
  •  
    Salve irmãos, lúcido seu questionamento Henrique, apesar de ter crescido em família católica acabei indo frequentar aos 18 anos um centro kardequiano por busca própria pois acessava muitas coisas , e mesmo quando era criança minhas projeções eram bem trash, meio pesadas então isso é bem relativo, mas vou tentar delinear uma causa que notei em minhas vivências.
    Atualmente sou universalista, e minhas projeções atualmente mesclam segundo minha época de interesse... Por exemplo houve uma época, que me dedicava a estar apto em amparar, até cheguei a fazer alguns, mas pouco com isso comecei a criar metas, como ver o cordão de prata entrar em árvore voar o mais alto que puder, mapear a vizinhança... Enfim, quando me dedicava ao amparo era mais acessado por espíritos, por exemplo fazendo as técnicas vinha pessoas no meu quarto, quando comecei a ficar depois mais "técnico" para pesquisa não encerrou de todo mas diminuiu, estou sintetizando só para lhe dar uma visão...
    Tudo meu caro é magnetismo, se quer se útil na condição de doar, é provável que role mais assédios mesmo, se quer pesquisar ou curiosidade as coisas ficam mais tranquilas, é lógico que pode acontecer do projetos ser "bitolado" em sua crença e acabar "deformando" a experiência, porém creio que é mais uma questão do foco que dá em suas projeções. Forte abraço!
  •  
    Caro irmão wellington como vc também sou universalista e concordo com vc pelo que estou observando o projetor parece ser levado a sua área de interesse. o engraçado é ele nem ver o que acontece dentro de seu próprio lá. Parece que a frequência que ele sai do corpo é tão diferente que ele nem vê os espíritos que que possam estar dentro de sua casa. Observei isso em alguns relatos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
  • Pois é Henrique, mas como não existe uma só frequência, não faz sentido as pessoas taxarem quem sai numa frequência como tendo uma projeção real, e quem ai na outra como tendo uma fantasia. No fundo é só você quem está no seu próprio lar, porque o espírito pode não estar nem vendo sua casa, ele pode estar vendo apenas frequencia que ele habita, qu para ele é outro ambiente que fica nas mesmas coordenadas espaciais que sua casa, como os diversos andares de um prédio ficam todos sobre o mesmo terreno.
    É como este relato do Roger, em sintonais diferentes ele percebia cosias diferentes, num mesmo local DO ASTRAL:
    http://viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=74048

    Uma vez eu levantei do corpo e fui sair de casa, e notei um cara, atras do guarda-roupas, olhando em direção a cama (olhando para o meu corpo, parecia, ehehe)

    Parei ao lado dele, como quem diz "tá olhando o que mané?", mas ele não me via. Eu o via como se ele fosse de vidro , ou uma márca ´dagua, e creio que por isso ele também não percebeu que eu estava ao lado dele, observando ELE.

    Resolvi trazê-lo para a frequência em que eu estava, e ele foi ganhando densidade, e se assustando um pouco com aquilo.
    Quando ele ficou bem materializado PARA MIM, perguntei:

    -O que você está fazendo aí?
    - E ele disse que estava interessado nos livros, e apontou para um ponto meio ao lado da cama

    De fato, eu tinha ao lado da cama, sobre o craido mudo, uma pilha de livros de projeção astral, espalhado por ali, para que a imagem das capas me lembrasse o que eu devia fazer ao deitar.
    Só então eu reparei que aquele "olhando apara a cama" não era exatamente "olhando o meu corpo", mas um pouco para o lado memso.
    Então deixei ele dali e fui embora aproveitar minha projeção.
  •  
    O comentário não foi como crítica ou desconfiando da projeção alheia, só estou achando curioso como o que nos move do lado de cá também influência do lado de lá. como nossa mente é complexa mesmo sendo tão limitada.

    Mais uma vez Obrigado
  •  
    É uma lástima né?
    Por isso EU não dou muita importância para aquele papinho de "não precisa acreditar em religiões, nem misticismos, basta ter suas próprias experiências", porque suas experiências reforçarão suas crenças, ou não estaria cheio de casos assim:

    0.jpg

    (Um relato desses pode ser mentira, claro, mas eu nem acho necessário apelar para esse tipo de negativa)

    Tem clarividentes no meio desse pessoal, nem todos são meros "crentes de banco". Assim como os clarividentes de outros grupos de crenças, eles enxergam aquilo que se encaixa no que acreditam, ( se o assunto for a crença deles claro, porque não sendo, eles tem "percepções-padrão"). Conheci uma moça que foi evangélica (católica carismática depois evangélica ) , e num desses grupos eles tinham até aulas separadas, com o pessoal que tinha "dons", para fazer o ajuste fino, treinaram em grupo as percepções e aprenderam a descartar o que era fantasia do que era real, e o instrutor era um clarividente mais experiente. Uma vez ela me ligou e descreveu o que eu acabara de fazer, e que roupa estava vestindo (moramos em cidades diferentes).

    Já estive em contato privado com os envolvidos num caso ( de um grupo esotérico) em que um grupo de projetores foi enganado por um sujeito, que os tirava do corpo, em grupo, e os levava para reuniões no astral, em que até Jesus e outros estavam presente....E eles acreditaram no que "experienciaram", porque afinal todo mundo voltava para o corpo, lembrando da mesma experiência. É o tipo de experiência difícil de ignorar né? Mais "inquestionável" talvez do que a do vídeo acima, porque não foi só uma pessoa, mas um grupo de uns 4 ou 5 que pela manhã lembravam da mesma experiência.

    Mas esqueceram de levar em conta que ANTES de terem essas experiências eles já estavam "caindo na conversa" desse sujeito, impressionados com ele, só faltava "comprovar por si mesmo", o que veio em seguida, "numa bandeja", ehehe.

    A coisa cresceu, os rumos de um grupo a nível nacional foram alterados por causa disso, até que a casa caiu, porque esse grupo percebeu, pelo caráter EM VIGÍLIA do sujeito (que fez coisas a ponto de gerar processo criminal) , que aquelas experiências astrais não tinham como respaldar aquela pessoa. Mas o engano todo foi sustentado por uns 2 anos e arrastou algumas centenas de pessoas nisso.

    Só que claro, um engodo nesse nível precisa um sujeito QUERENDO enganar o grupo, criando, talvez por hipnose em astral, toda a experiência.

    Nós aqui, cada um buscando nossas experiências pequeninas não devemos atrair esse tipo de picareta, a menos , claro, que o cara comece a ter delírios de querer fundar grupos e tal...porque aí vai atrair mesmo.
    Quando o pessoal do outro lado nota que algum encarnado atrai outros em grande quantidade, ele se interessará em estimular o desenvolvimento daquele sujeito, porque se interessa pelo "estoque de comida" energética que um grupo exclusivo significa para ele. Por isso cada grupo tem seus "amparadores" que ajudarão a ter "suas próprias experiências", que claro, confirmarão a crença daquele grupo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

  • xero
    xero Postagens: 45
    O ego é um gênio. Tirando a parte da fantasia do ego que as vezes aplaca sua loucura com a sensação de estar fazendo algo não egoísta, fica a questão da profundidade, na superfície só encontramos as coisas do dia a dia, nossas preocupações, conceitos morais héticos e religiosos, mas se o viajante vai um pouco mais fundo essas coisas nada significam, são mundos totalmente alheios a loucura coletiva da humanidade.
    Particularmente acredito que: por ser a verdade dura de ser aceita a humanidade se refugiou na negativa criando em sua atmosfera um mundo de fantasias.
    Os viajantes se deparam com duas dificuldades enormes, uma é esta atmosfera sedutora e a outra a estranheza da verdade.
  • Um amigo, um amigo mesmo, não é conceito meu e isso é o que ele pensava antes de ir, que: há um limite matemático para a acumulação de uma certa substância que a humanidade produz, que quando este limite extrapola ha um reajuste natural por parte do universo, aí é um Deus nos acuda. mas segundo ele a tragédia maior é não percebermos esse envolvimento e continuarmos nossas vidas como se nada tivesse para acontecer.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.