• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
sandrofabres

Doação de Sangue e Órgãos e Karma (autor: lukynhas)

Recommended Posts

Doação de Sangue e Órgãos e Karma

 
lukynhas
 
 
Bem pessoal. Como sabemos perdemos o antigo fórum que tinha discussões muito ricas em diversos assuntos. Com o intuito de promover novas discussões estou pensando em pegar assuntos antigos e ir criando tópicos para que os novos usuários o também possam opinar. Eu acho importante que certos assuntos (principalmente os polêmicos) sejam sempre discutidos. Sobre o tópico. Eu já estudei um pouco sobre isso e aparentemente ao doar sangue você se liga karmicamente à pessoa que recebe e isso pode influenciar em sua vida. Por exemplo, doar medula, uma ação que à primeira vista parece das mais nobres e que teoricamente deveria acumular dharma, pode prejudicar o doador ? Qual a opinião de vocês ?

Share this post


Link to post
Share on other sites



  • Uma coisa que acho que não se deve confundir quando se toca em assuntos assim ( polêmicas que só existem porque atingimos um estágio de conhecimento que nos permite fazer certas coisas, antes impossíveis ) são informações “naturais” com informações “culturais”. Ou seja, não confundir o que é fixo, absoluto, com o que é variável, relativo a cada época ou região.

    De um lado, não importa o quanto o pensamento das pessoas mude de época para época, respiramos pelos pulmões, não pelos rins. Enxergamos pelos olhos, não pelas orelhas, e assim por diante. É um fato natural, nenhuma atitude “moderna” muda isso, nenhum “avanço de conceitos”, etc. Mas quantas coisas mais são assim e desconhecemos? Será que isso se aplica somente ao corpo? A sociedade, por dar muita atenção à ciência, que é materialista, comporta-se como se tudo fosse opcional, mas quanto menos se sabe, mais opções, mais “liberdade” as pessoas acreditam ter, como os antigos que achavam que podiam navegar até a borda do mundo e então cair dele. Não sabiam que estavam presos nesta esfera chamada terra, e que portanto só havia uma opção: andar em círculos.

    Por outro lado, usa-se o rótulo de “fato natural” para que as pessoas não questionem traduções culturais tão entranhadas, que tentam, há séculos, se fazer passar por fatos da natureza, quando são mera tradição cultural, ou seja, as invenções da mente racional, sempre limitada à época, região, paradigmas. Os conceitos ligados aos papéis sociais de “homem” e “mulher” são um bom exemplo disso, e na boca dos conservadores culturais/políticos rende muita discussão.

    Sem perceber essas armadilhas, a pessoa cairá facilmente vítima de uma das duas formas de opinar, a da tradição, que se pega na repetição ( “ Sempre foi assim desde que o mundo é mundo”), ou das modinhas (“Agora somos mais ‘esclarecidos’ e pensamos diferente, temos que mudar ao sociedade nesse aspecto”)


    Pelo que se sabe no campo esotérico/espiritualista, o corpo físico é um veículo de manifestação/ expressão na dimensão física. Ele é MOLDADO pelo corpo etérico, que é formado antes, e é o modelo organizacional do físico, ou seja, é como uma forma, um DNA energético que vai determinar as características que seu corpo físico terá. Logo, cada célula é uma pecinha de um quebra-cabeças, possui uma memória que a encaixa no todo.
    O que determina muita coisa nesse corpo, são aspectos psicológicos, relacionados também ao carma. Ou seja, quando uma pessoa tem determinadas características psicológicas muito intensas, elas tendem a desequilibrar partes do corpo etérico, e mais tarde, ao gerar o novo corpo etérico, isso gera uma “falha”, que corresponderá a um defeito de nascença relacionado àquela característica psicológica.

    A Dion Fortune diz em seus livro que quando uma pessoa NASCE com um defeito físico, ela está a pelo menos 3 vidas insistindo em repetir um mesmo padrão psicológico doentio, até que chega uma hora que aquilo afeta o corpo. Mas a Dion é só uma de várias fontes sobre isso. Basciamente todo mundo na área espiritualista sabe:

    problemas físicos de nascença=efeito do carma

    Alguns alegarão que podem ser algo que a pessoa escolheu passar para....
    Que seja, mas o ponto é:

    Parece que seu corpo físico foi PROGRAMADO especificamente para a SUA experiência de vida. Outras pessoas terão outra programação e por isso tem outros corpos, com outros “dados” presentes nas suas células.

    Daí surge o problema:

    Pegar uma peça (sangue ou órgãos) e colocar em outro equipamento (corpo) que tem outra “programação” não vai gerar cruzamento de informações? O problema da rejeição em transplantes parece apontar para isso. Mas parece que há formas de ir contornando isso. Será que a peça recebida, o órgão, terá sua “memória” etérica/cármica resetada ao ser introduzida num novo corpo físico etérico com outra programação?

    E outro detalhe: um dos maiores problemas com suicídio é que o sujeito desencarna num momento em que seu corpo etérico ainda não esgotou sua carga, o que dificulta muito a vida “além-túmulo” do suicida. Como será que isso fica quando seu corpo já apodreceu, mas um órgão seu continuará vivo ainda por, talvez, mais 50 anos?

    E no caso do sangue? É uma antiga tradição a idéia de “pactos de sangue” que uniria as pessoas ( te com entidades desencarnadas) num nível muito mais profundo do que o nível físico. Como fica a transfusão de sangue num caso assim né?

    Óbvio que cada doutrina terá suas respostas. Para o materialismo trata-se apenas de “trocar um pneu” , mas o materialismo não é uma referência válida, pelo que ele DESCONHECE sobre a vida espiritual, ou seja: TUDO.


    Como fui instrutor gnóstico um tempo, posso dizer que a gnose é bem clara nesse sentido: troca de peças (órgãos ou sangue) geraria cruzamento cármico.
    (Mas sexo também gera,então não sei bem até que ponto isso é um problema tão sério, eheheh.) Por isso éramos aconselhados a só fazer isso, caso precisássemos, dentro do grupo familiar, porque na família o carma já é compartilhado mesmo. E se alguém fosse doar sangue, que o fizesse diretamente, para a pessoa em questão, não para colocar num banco de sangue que depois será doado sabe-se lá para quem. Mas isso era a “regra geral”, porque havia um conceito acima desse:

    “Lei superior transcende a lei inferior”

    Ou seja, em determinadas situações em que a pessoa é movida por um profundo amor, para salvar outrem, como a Lei do Amor está acima dessas leis menores, como a do carma, ela poderia anular esses efeitos de cruzamento cármico.
    Obviamente isso não se aplica a você ir lá friamente num banco de sangue, ficar doando seu sangue num saquinho enquanto, sei lá... mexe no celular?

    Me disseram que quando uma pessoa doa um órgão ou parte do órgão em vida, para outro, não há rejeição, ou a rejeição é mínima. Já quando é peça que pegam de corpo morto (portanto não consultado sobre a doação), há muito mais rejeição. Não sei se essa informação é real ou lenda urbana, mas se for real pode confirmar essa da "Lei superior..", porque a gente sabe, também, que o processo de desencarne envolve o trabalho de técnicos do astral especializados nisso. Talvez eles "mexam os pauzinhos" quando a coisa é motivada por um sentimento maior, ao invés de mero automatismo gerado por um cadastro num sistema de doadores

    Bom, deixo o espaço agora para aos conhecedores de outras escolas/doutrinas, que podem pensar de forma oposta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

  • Amigo lukynhas, apenas complementando o excelente texto aqui postado do amigo sandro, por experiência própria, posso afirmar que quando a doação é feita em vida e por livre e espontânea vontade, é extremamente válida. Quando chego no Hemocentro, a enfermeira pergunta se a doação é voluntária ou para alguém em especial, sempre digo que é para o próximo que necessita deste auxílio.

    Faço isto com a maior entrega e amor ao próximo. Sem nunca querer algo em troca ou notoriedade para tanto. Se isto é colocar em risco o receptor ou o próprio doador, então onde está a benevolência e espírito colaborativo E, por outro lado, acredito que as energias cósmicas são sempre a favor da doação, guardadas as devidas proporções, porque na maioria das vezes se quer fazer a boa ação, supõe-se o altruísmo em querer ajudar e proporcionar ao próximo um pouco mais de boa saúde e a chance de vencer a moléstia que lhe acossa. Não acredito em maus fluídos, energia ruim, que possa causar prejuízo tanto para quem doa como para quem recebe.

    Grande abraço. Luz, muita Luz!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tudo que é vivo é uma soma de energia, matéria e informação (esta ultima, responsável pela organização do conjunto).

Partindo por este ponto, podemos entender que todas as nossas células contem informação - e se formos entender que "tal como acima, é abaixo", toda pequena parte do nosso corpo contem as informações do todo (e o DNA é uma minúscula prova disso).

Um câncer, por exemplo, é uma célula com informação distorcida e autodestrutiva.

Existe um livro do Gregg Braden chamado "Efeito Isaias" que menciona a seguinte experiência: um voluntario doa uma pequena amostra de DNA e é submetido a diversos tipos de emoções. Quando as cenas que ele assistiam eram boas, o DNA se expandia. Quando eram negativas, o DNA encolhia (note que a amostra estava fora do corpo dele!). Descontentes com o resultado, os cientistas começam a leva-lo a distâncias cada vez maiores da amostra, e desistem de insistir quando, mesmo a 80km entre o doador e a amostra, o DNA dele continua refletindo em tempo real as suas emoções.

Agora, o que acontece quando dou um beijo e troco saliva com alguém? Eu troco leucócitos (células de defesa do corpo), com MEU DNA e MINHA INFORMAÇÃO.

Quando faço sexo, a troca de fluidos é ainda maior.

E o que diremos do sangue, que sempre foi considerado um veiculo do espirito? (lembremos da Ultima Ceia).

Eu tinha uma amiga muito sensitiva, e que em uma ocasião precisou de cirurgia de emergência e transfusão de sangue. Palavras dela: "foi a pior experiência da minha vida, nunca me senti tão estranha".

Quem ainda não se reconhece com clareza, começa a ter impulsos vindos da outra pessoa (pq uma parte dela está vivendo dentro de vc) e não percebe. Isso forma um spam energético - uma linha cruzada mesmo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem um caso real na minha familia:

Meu pai era policial e precisou de um transplante de cornea, após um tempo conseguiu um doador  a cirurgia foi feita, tudo ok, porém o tempo passou e nda do olho voltar ao normal na verdade, já estava ficando pior além da rejeição a cornea "nova" estava comprometendo o resto do olho mas com sorte outro doador foi encontrado e outra cirurgia foi feita com exito e dessa vez deu td certo sem rejeição. Um tempo depois em um centro kardecista que a minha familia frequenta fomos informados que a primeira cornea foi retirada de um rapaz que após cometer um assalto trocou tiros com a policia e morreu e quando descobriu que a sua cornea iria para um policial ele e outras entidades tentaram fazer com que houvesse a rejeição e a cegueira.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, GSousa disse:

Tem um caso real na minha familia:

Meu pai era policial e precisou de um transplante de cornea, após um tempo conseguiu um doador  a cirurgia foi feita, tudo ok, porém o tempo passou e nda do olho voltar ao normal na verdade, já estava ficando pior além da rejeição a cornea "nova" estava comprometendo o resto do olho mas com sorte outro doador foi encontrado e outra cirurgia foi feita com exito e dessa vez deu td certo sem rejeição. Um tempo depois em um centro kardecista que a minha familia frequenta fomos informados que a primeira cornea foi retirada de um rapaz que após cometer um assalto trocou tiros com a policia e morreu e quando descobriu que a sua cornea iria para um policial ele e outras entidades tentaram fazer com que houvesse a rejeição e a cegueira.

Muito obrigado por compartilhar. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.