• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
sandrofabres

Cordão de ligação astral ( autor: Adriano)

Recommended Posts

Cordão de ligação astral

 
Olá a todos.

Me separei de algumas pessoas com as quais mantinha amizade, frequentavam minha casa, saiamos juntos, éramos amigos. Porém por motivos pessoais decidi me afastar e também mudei de casa, embora no mesmo bairro. Acontece que venho sonhando constantemente com duas dessas pessoas, e o sonho é sempre repetido, mudando somente alguns elementos. No sonho eles vem a minha casa sem eu convidar e no sonho eu penso: tanto que eu quis me afastar dessas pessoas e vai começar tudo de novo. É sempre uma sensação muito ruim de volta a um passado que não desejo mais. Percebi que logo no início quando mudei as coisas viviam quebrando dentro de casa, de copos a eletrodomésticos, mas talvez isso não esteja relacionado. O que quero saber é se existe uma técnica que eu possa fazer para cortar a ligação astral que eu tive com tais pessoas. Eu li que mesmo depois que nos separamos de alguém, essa pessoa pode continuar nos mandando pensamentos, bons ou ruins. Se alguém puder me ajudar agradeço.

Share this post


Link to post
Share on other sites
  •  
    Te sim, é bem comum na internet. Tenho isto de um livro, as versões de intenret podem ser um pouco diferentes entre si também.

    ...........................
    Cordões

    Mencionei diversas vezes o conceito de cordões de energia ao longo deste livro, e agora gostaria de explicar o que são e como removê-los. Simples de colocar, os cordões têm a finalidade de requisitar a atenção das pessoas. São linhas de energia, seme­lhantes a cordões ou correntes que penetram em um ou mais chakras para nos conectar com outra pessoa.


    E uma prática comum entre seres humanos e, num nível mais primário, entre animais e humanos. As amarrações ocorrem o tempo todo. Os cordões são passados constantemente do cha­kra de uma pessoa para a outra, sem que elas se dêem conta disso. Num nível superficial é algo positivo, porque ajuda os indivíduos a se relacionarem uns com os outros, evitando que se sintam isolados.
    Entretanto, se levado a extremos pode ser muito destrutivo, a ponto de um indivíduo poder controlar o outro. Se uma pessoa possui muitos cordões, ela está operando parcial­mente com a energia de outra pessoa (influência), mais do que com a própria.


    Lembre-se, não existem vítimas. Um cordão não nos pode ser imposto. Não somos obrigados a receber cordões, a menos que o desejemos em algum nível. Para dançar um tango são necessárias duas pessoas! Portanto, as perguntas que devemos nos fazer, quando somos amarrados, são:

    Queremos manter esse cordão? Se não o quero, até que ponto fui responsável por ele ter se instalado em mim? Em qual das “imagens" ele entrou?


    Talvez queiramos manter alguns cordões por certo tempo, visto serem inofensivos e não absorverem nossa energia. Um exemplo de amarração positiva é a que ocorre entre dois aman­tes, no segundo e quarto chakras. O segundo chakra provoca atração sexual e o quarto envolve o coração e está relacionado ao amor. Da mesma maneira, o cordão do primeiro chakra entre
    a mãe e o bebê é positivo e deve permanecer, pois a criança depen­de da mãe para sobreviver durante os dois primeiros anos de vida. Até os animais de estimação tendem a amarrar-se em
    nós. Sei que meu amado gato me “pegou” inúmeras vezes; eu estava chegando ao supermercado, quando de repente senti que deveria lhe comprar ração, embora soubesse que ele tinha o suficiente em casa. Esses são exemplos inofensivos de amarrações, e nos permitem manter relacionamentos.


    Há outros exemplos de cordões mais ameaçadores, que con­trolam e manipulam. Estes foram
    discutidos anteriormente e podem ser encontrados no capítulo sobre Problemas de Saúde Física, Mental e Emocional, e no capítulo Uma Visão Geral do Sistema dos Chakras. Esses cordões você terá a necessidade de remover, e aqui estão as técnicas que podem ser utilizadas para essa finalidade.


    Removendo os cordões

    Você pode ver, visualizar, perceber ou sentir os cordões na aura e nos chakras, passando lentamente as mãos ao longo deles. Enquanto investiga seu campo energético, pode notar uma dife- rença de temperatura, alta ou baixa; sentir um espessamento da energia; sentir calor ou pulsação na mão, ou apenas ter a intuição de que foi amarrado. Tudo isso são indicações de um bloqueio de energia ou de um cordão bloqueando sua energia.
    Ouça sua voz interior; você vai desenvolver seu próprio conjunto de sinais o qual lhe indicará onde está o desequilíbrio.


    Um cordão pode ser grande ou pequeno; grosso ou fino; fácil ou difícil de remover. Não existem regras estabelecidas. Entre­tanto, a melhor orientação é ser delicado ao removê-los, se não quiser abrir um buraco em sua aura ou no seu chakra. A maior parte dos cordões escorrega para fora.
    Comece, localizando-o. Coloque a mão no local onde imagina que o cordão esteja.
    Imagi­ne (visualize) o cordão e, iniciando em sua pele, torça-o com cuidado para o lado puxando-o para fora com a mão (ou visualize a mão fazendo isso). Dê um nó na extremidade do cordão e jogue-o fora (talvez numa rosa colocada fora da sua aura), e devolva a energia ao seu dono. Coloque sua mão sobre a região do cordão anterior e visualize-a enchendo-se de energia cósmica dourada a fim de suavizá-la e curá-la.

    Se o cordão for teimoso, pergunte quem é seu dono, ou mentalmente acompanhe-o a partir da aura, até ver, visualizar ou sentir quem é a pessoa que o enviou a você. Quando tiver reme­tido o cordão de volta ao seu dono, agradeça-lhe por seu interesse, porém informe que não deseja ser
    amarrado. Se essa pessoa quer relacionar-se com você, diga-lhe que o faça no plano físico, consciente, em lugar de comunicar-se pelo plano astral.

    .................................

    FONTE: "O BE-A-BA DA CHAKRATERAPIA- Principios e exercicios praticos"- Deedre Diemer. Editora Agora.
    ...........................................................

    Não posso atestar o funcionamento porque nunca fiz, mas uma pessoa que se sentiu muito apegada a mim, vendo que aquilo a faria sofrer, resolveu fazer, e...pasmem...eu senti.

    Lembro que estava vendo TV e de repente senti uma emoção de ruptura, tristeza, como se eu estivesse perdendo uma pessoa amada...prestei atenção na TV e não havia nada ali relacionado a isso...mas ligado a essa emoção, eu lembrava da tal pessoa. Só que da minha parte éramos apenas amigos, não vi sentido naquela sensação de perda tão forte que senti repentinamente. Olhei no relógio e eram 21:55. E quando aquilo desligou, fiquei bem instantaneamente. Olhei novamente no relógio e eram 22h. No dia seguinte perguntei o que ela estava faznedo entre 21:55 e 22h, e então ela me contou.
    Só então eu soube desse negócio, pena que não tenho o link da técnica que ela usou.

    Mas, fica o alerta: talvez as pessoas de quem você quer se afastar sintam algo, e reajam de acordo. No meu caso era essa pessoa que estava muito apegada a mim, mas se a pessoa de quem você quiser se afastar for quem está apegado, e provável que eles tentem te procurar mais intensamente, para reforçar esse link de alguma forma, e você talvez precise ficar repetindo isos diariamente, até sentir que houve melhora

Share this post


Link to post
Share on other sites
  • Agradecido Sandro

    Já me afastei dessas pessoas fisicamente, ficam vindo em mimha casa em sonhos, toda semana. Eu vi algumas técnicas na internet, porém não acredito em tudo que leio por ai. A ténica era a seguinte: visualizar que está segurando uma espada flamejante em sua mão ( a espada de miguel arcanjo) então você desce a espada na sua frente e pronuncia: Eu ordeno pelo poder da espada de S Miguel arcanjo, que o fio astral que me une a tal pessoa ( pronuncia o nome) seja rompido agora, e que nenhum pensamento meu chegue até ela, e que nenhum pensamento dela chegue até mim. Que assim seja.
    Não me senti a vontade pra realizar a técnica.

    Namastê.
  •  
    Legal usar técnicas para otimizar o processo, contudo a tua conduta logo a mudança do pensamento, sentimento e energia enfim seu processo de magnetismo que gera o afastamento real... Fui vinculando a colegas que faziam uso de maconha que também usavam, faz mais de seis anos e ainda, vira e mexe vou em umas festinhas com eles no astral, hahah logo carissímo é um processo gradativo a natureza não da saltos, criamos vínculos que só o tempo e a mudança interna da conta... Enfim são as minhas vivências e forças e leis que vi na prática, mas procure também ferramentas que lhe sejam úteis. Forte abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.