• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
MichelleA

Como ajudar essa pessoa?

Recommended Posts

Olá pessoal!

O que vou relatar agora, aconteceu a poucas horas, durante minha soneca da tarde. Mas pra q a complexidade da história seja entendida, vou relatar bastante coisa, rs. Peço desculpas de cara se o texto ficar muito longo, mas é preciso pra q se entenda.

No terreno onde moro, existem 2 casas. A dos fundos foi a da minha família e a da frente, morava minha avó paterna junto com meu tio paterno. Ambos já falecidos há mais d 5 anos (não sei d fato qts anos tem de falecimento de ambos). 

Desde q eu era pequena mh avó sempre implicava mt comigo. Sei q ela me amava, mas sempre implicava (visto q o neto preferido dela era meu irmão). O motivo dessa implicância eu não sei, só sei q ela enchia a po.. do meu saco desde criança. Talvez eu não fosse a neta q ela sonhou ter (ela só teve filhos e sempre quis filha). Enfim, como ela teve uma educação mt machista, tbm enchia o saco da mh mãe com relação a isso a medida q ia crescendo. Graças a Deus mh mãe é uma mulher bem evoluida, apesar da sua criação machista tbm e sabia tolerar mh avó.

Com o passar dos anos meus pais acabaram se separaram (mh avó ainda era viva e eu ainda morava por aki). Essa época foi horrível pq meu pai q é uma pessoa extremamente difícil de se conviver, ficava caindo na pilha q mh avó na época ficava colocando. A velha ao invés de amenizar a situação colocava mais lenha na fogueira. Então aki se tornou um inferno, literalmente. Daí dps d uns meses saí daki e, meses dps, mh mãe tbm acabou saindo.

Nisso, acabei passando 7 anos longe daki. Período onde meu tio e mh avó vieram a falecer. Nesse período n tive mt contato, pq dps q saí ela foi piorando seu estado. Ela já era uma pessoa q estava mt desgostosa da vida, ate entendo o pq, pelos problemas q ela passou com o outro filho (q era viciado desd adolecente), mas para mim, era insuportável manter contato. A energia dele era mt ruim. Enfim, isso so foi piorando até q meu tio morreu e menos d 1ano dps, ela morreu tbm. E dps q eles morreram tb não conseguia manter contato com meu pai e meu irmão.

Meu pai já foi evangélico, mas em um dado momento se revoltou e largou tudo. Acredito q ele acredita em Deus, mas religião ele não tem. Como ele eh mt materialista, o trabalho sempre foi prioridade na vida dele. As vzs chega a trabalhar mais d 12 hrs por dia. Tudo dele eh relacionado a r$ e posses. Mas embora ele seja assim, sempre foi mt mão de vaca. Vive reclamando da vida, não vê lado bom em nada. Por consequências d trabalhar tanto, vivia stressado. Então quando mh avó estava viva, meu pai a tratava mal (ele tem mania d descontar as raivas e frustaçoes/insatisfações em cima do primeiro FAMILIAR q vê).Quando meu tio e posteriormente mh avó ficaram doentes, ele parece q começou a trabalhar mais. Espécie de fulga. 

Há quase 2 anos atras precisei voltar a morar aki. A primeira coisa q notei foi que meu pai ta bem pior do q era. Todas as manias q mh avó tinha parece q ele incorporou. O pessimismo aumentou consideravelmente. As reclamações. O desgosto pela vida. À implicância cmg. Enfim, varias semelhanças entre eles (mh avó e meu pai). Pra mim ele se tornou uma pessoa completamente infeliz, como ela era. Como atualmente dependo dele, já tive q escutar varias "gracinhas", pra n dizer outra coisa, e tive q envolir a seco. Meu irmão, q sempre viveu aki, tbm já havia passado por isso e mh mãe tbm passou. Até agora venho aguentando firme e levando até de boa, embora as vezes tenha vontade de socar a cara dele.

O fato é q qd vim pra k, comecei a me interessar por v.a. Comecei a ler e pesquisar sobre. Até q em determinado momento tive mh primeira v.a e adivinha qm estava ao lado do meu corpo qd saí?! É....ela mesmo. Mas dps dessa primeira projeção mts coisas de como eu via a vida mudou. Acho q é isso q me faz aguentar as "maluquices" do meu pai. Dps tive outras v.as em q a vi, mas não conseguia falar com ela.

Hj, antes d dormir, fiquei pensando e pedindo pra alguém me ajudar, pq precisava saber o q tava acontecendo (pq a situação ta chegando a um ponto insustentável). Fiz m.b.e. Do nada começo a sentir e.v d projeção, levantei e saí. N consegui passar da porta, rs. Voltei pro corpo e saí d novo. Quando cheguei na sala da mh casa, comecei a voar. Fui pro quintar e tentei voar e foi qd lembrei do pq queria sair em astral (ha uns 3 meses, ou mais, q n tenho uma projeçao). Desci pra casa dela e n vi nd. Qd chegou na sala e olho pra tras, vejo ela fazendo o q sempre fazia qd estava viva. Chamei e conversei com ela. Perguntei o pq dela ainda estar aki. Se ela n sentia falta dos seus familiares. Ela n soube responder. Parece q ela n sabia e ao mesmo tempo sabia q estava morta. No final, ela disse q estava precisando de ajuda. Me deu a impressão d q ela esta presa. Queria perguntar mais coisas, mas voltei pro corpo :/

Bom, eu não faço a mínima ideia de como ajuda-la. Eu faço oração, mas acho q isso não é o suficiente, caso contrario ela n estaria ainda vagando por aki. Alguém tem uma sugestão?!

E outra, é perfeitamente possível ela estar influenciando meu pai a ter essa piora no seu comportamento? Percebo q meu irmão tbm esta indo pro mesmo caminho.

 

vlw pessoal, agradeço quem teve paciência de ler até o fim.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde Michelle, tudo bem?

Eu entendo o que você sente, e isso toca em uma inquietude que eu também tenho. Estudando você vê o Saulo dizendo que quem sabe quem está na hora de ser amparado são os mentores, nós somos muito pequenos e temos um conhecimento muito ínfimo para julgar se um ser deve ser ajudado ou não. Nesse sentido, eu diria que o que você pode fazer é confiar que os amparadores vão ajudá-la no momento certo dela ser ajudada, e nada que agente faça antes desse tempo vai solucionar o problema.

Bom, esse é um pensamento que eu mesmo ainda tenho que aceitar por completo, pois eu mesmo não concordo muito, mas quem sou eu para descordar, correto?

Grande abraço e boa sorte!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sei Felippe q tudo tem sua hora. Só q a situação tava ficando tão preta q pedi ajuda e, por sorte (ou merecimento, sei la) fui atendida. Agora vou aguardar pra ver se há alguma melhora nele e tbm se, nesse meio tempo, consigo sair d novo e encontrar com ela ou alg me dar uma explicação.

Pq só pelo fato da conciex ter falado que precisava de ajuda, abriu o caminho para o pessoal do amparo chegar até ela...

Agora é aguardar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

   Olá MichelleA, é uma situação difícil eu desde criança ouço uma pessoa gritar SOCORROOOO ou ME AJUDAAA!!, isso durante a noite já tem um certo tempo que não ouço. Eu sinceramente não sei o que fazer, já ouvi muitos dizer : acende uma vela de 7 dias, ora por ela.

  Durante um período da minha vida estava muito sensível a ouvir o "além" e muitos espíritos estavam me perturbando neste período era extremamente difícil dormir.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tgo, ressentimento eu não vou arriscar dizer que tinha ou tem de ambos os lados. Nunca parei pra conversar com ele sobre isso. O que eu noto é que ele sente mts saudades e dps q ela morreu, assim cm aconteceu com o pai, ele começou a fazer  tudo o q ela fazia e falava. Por exemplo, mh avó assim q terminava d comer, lava aos pratos, ele começou a fazer isso tb. Mh avó sempre reclamava dos vizinhos, mas nunca falava com eles. Hj ele sempre q pode, consegue arrumar confusão com os vizinhos. As mesmas frases faladas. Um tempo dps q ela morreu, ele fez reformas na casa do jeito q ela queria. Eu vi algumas peças d roupas dela q ele guardou, e ele mesmo disse q quando sente saudades vai lá e abraça. Com relação aos moveis da casa, ele n quis jogar nada fora, pelo contrário. Claro que eu não jogaria tudo fora, mas algumas coisas já teria ido pro lixo. 

Engraçado que vc citou vela. Acendia mt vela pro meu anjo da guarda, mas pra ela nunca me passou pela cabeça (ainda bem). Defumação eu só fiz na casa onde moro. Na casa dela lembro q uma vez taquei amônia em todos os cômodos, coisa que deu uma leve melhorado no ambiente. Mas eu acho defumação um método "perigoso". Pq vc ta meio q expulsando akela pessoa do lugar, no caso da sua própria casa. Eu me colocando no lugar do espírito, iria ficar com mt raiva d quem estivesse fazendo isso.

O maior problema é fazer com q ele aceite essas coisas. Jogar coisas pertencentes a ela fora, mudar sua maneira de pensar e se fosse preciso ia a algum lugar são coisas que eu duvido mt que ele faria. Quando disse lá em cima q ele é uma pessoa extremamente difícil eu não estava exagerando. Sabe aquela pessoa q só te escuta ou te dar créditos quando a m... acontece?!

O que dá pra eu fazer, eu faço. Mas não posso obrigar e nem ficar discutindo com ele, até mesmo pq eu não gosto de discutir com ninguem. Eu as vzs falo alguma coisa, se ele quer escutar ok, senão não perco meu tempo.

Depois dessa projeção as coisas melhoraram. Agora édeixar o tempo passar e ir observando a atitude do meu pai e irmão. E enquanto isso vou rezando pedindo pra ela ser amparada (caso ainda n tenha sido) e pro meu pai tb.

P.s: Uma coisa que esqueci de mencionar lá em cima é que quando vou ao ramatis tomar passe, tenho o costume de colocar o nome de todos lá pra receber orações e irradiações. Todos aki ficam mais tranquilos. Funciona, mas é um paliativo. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.