• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Sign in to follow this  
Alexandre Du Bocage

Exteriorização, Absorção e EV - Fatos e Dúvidas.

Recommended Posts

Gostaria de compartilhar algumas coisas com vocês e ver se temos algo em comum.

Exteriorizar energia é a manobra mais fácil para mim. Apenas usando a intenção, consigo sentir, ao exteriorizar, meu corpo mais leve: fica muito fácil e bom dormir assim, além de ajudar no relaxamento. Já na Absorção eu sinto o corpo mais denso. Pergunta: Vocês exteriorizam e absorvem por todo o corpo, ou com as mãos? Em algumas experiências notei que através dos centros de energia você sente melhor a energia entrando e saindo. Outra pergunta: Por quanto tempo vocês ficam exteriorizando e absorvendo? Comigo faço apenas alguns segundos, 1 minuto no máximo.

Sobre o EV, nas minhas tentativas de chegar ao EV, sinto como se tivesse uma fina corrente de energia pelo corpo, subindo e descendo. Utilizo involuntariamente os olhos para fazer esse ir e vir, e no máximo o que eu consigo é uma sinalética de tremor nas pernas ou nas mãos, em algumas ocasiões. Pergunta: Que dicas vocês me dariam pra potencializar minhas energias?

O Feedback de vocês é muito importante para mim, pois diariamente tento fazer o E.V. e não consigo. Mas a cada tentativa existe alguma sensação nova que aparece, e eu anoto no meu caderno. Seja pequenos sensações energizantes em algumas áreas (pernas, braços), seja apenas a sensação da energia indo e descendo, mas sem sensação energizante alguma.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, Alexandre Du Bocage disse:

Sobre o EV, nas minhas tentativas de chegar ao EV, sinto como se tivesse uma fina corrente de energia pelo corpo, subindo e descendo. Utilizo involuntariamente os olhos para fazer esse ir e vir, e no máximo o que eu consigo é uma sinalética de tremor nas pernas ou nas mãos, em algumas ocasiões. Pergunta: Que dicas vocês me dariam pra potencializar minhas energias?

Alexandre, eu possuo a mesma dúvida e a tive exatamente ontem, quando estava mechendo as energias; como potencializar o EV?

No meu caso eu sinto a sinalética do EV pelo corpo todo, as vezes com mais potência e as vezes menos. Com o uso da mão consigo sentir mais facilmente, inclusive dos mastigadores, me faz vibrar mais forte, mas na visualização eu me perco e as vezes nem consigo senti-lo.

Se alguém tiver alguma dica, seria de grande valor.

Valeeeu! ?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

boa tarde.bem Alexandre ,segundo a Nanci realmente é a qualidade da olve ,a quantidade de energia ,o tempo empregado que se nao me engano pelo menos uns 40 minutos e mais alguns fatores por ela mencionados que agora nao me recordo q irao t prpoporcionar um estimulo no ev.

antes de ler o livro achava muito facil fazer a olve,mas nao é tao simples vc conseguir mover uma grande quantidade de energia passando por todo o corpo aumentado gradativamente a velocidade com qualidade sem se desconcentrar q particularmente acho mais dificil

sobre exteriorizacao de energia ,uso a tecnica 3 do Saulo ,5 minutos de exteriorizacao e 5 minutos de absorcao por todo o corpo ambos,so tive duas experiencias bem fortes de ev apos fazer a tecnica 3 em que apos finalizar e virar para o lado com intencao de dormir entrei involuntariamente em ev,mas hj acredito q tive um certo patrocinio nesta duas experiencias .hj meus evs so consigo pela tecnica indireta e estao bem mais fracos ,inclusive estou  com recesso de desdobramento

Pedro ,nao entendi a parte do uso das maos e dos mastigadores

abc

obs.A Nanci trivellato tem um livro so sobre ev,pra quem estivr interessado no assunto é uma abordagem bem completa

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Alexandre. Como vai?
Então. Quanto às técnicas de absorção e exteriorização, já tive várias fases de percepção, diferentes níveis de intensidade. Inclusive hoje ainda tenho dias melhores e piores. Em geral, a tendência é que sozinho (fora da prática grupal) nós tenhamos menos sensibilidade ou percepção da intensidade. Mas ainda assim é fundamental a tentativa diária. O que posso aconselhar é que você aumente o tempo de doação e de absorção, e faça isso mais vezes ao dia. Com o cuidado básico de não absorver energia alheia da rua e tal, mas estando em casa poderia fazer isso o dia todo, inclusive, exteriorizando mais e mais, estaria limpando e blindando sua casa.
A ideia é exteriorizar por todo o corpo, entendendo que é o campo completo (aura) que está emanando a energia e não uma parte do corpo ou algum chacra. Mas existem as técnicas de exteriorização chacra por chacra, que é muito útil para aprender a senti-los e a limpá-los. Naturalmente, existe uma sensação de maior intensidade de doação pelas mãos em algumas pessoas. Eu sou uma dessas. Indiferente de eu estar com as mãos encostadas nas pernas ou como estiver, sinto uma torrente de energia mais forte saindo por elas, inclusive quando utilizo-as, sinto que potencializa a doação. Já aconteceu também de num trabalho energético grupal eu perceber que os primeiros segundos de exteriorização com as mãos impostas para frente, mandaram tudo que precisava ser doado, senti o banho de energia do amparo, a energia passando por mim e saindo densificada pelas mãos, e em poucos segundos, nem adiantaria ficar tentando doar, foi tudo num bloco só.
Sobre as percepções, elas são particulares e peculiares. Pra mim a doação é como se eu fosse um ar condicionado, sinto cada poro com uma certa energia estática, e uma sensação de "arzinho" saindo do corpo, uma espécie de imã ao contrário. Já na absorção é o inverso, uma sucção lenta, densa e as vezes mais vibratória (mas sou bem menos sensível e funcional na absorção).

A questão do EV é realmente de treinar muito, muito, muito. É difícil nos condicionarmos a tentar o EV o dia todo (como é indicado), eu sinceramente só lembro dele no banho e na hora de dormir. Acho que o mínimo seria fazer uma mobilização de manhã ainda na cama, uma pela tarde,  uma na cama a noite e uma no banho (sempre aproveite a energia da água para desassimilar e limpar). EV mesmo é raro de alcançar, desejo muito um dia chegar na instalação semiautomática do EV, por hora o que faço é mover as energias com intensão e lucidez buscando limpar o campo e instalar o EV. Sei bem o que é um verdadeiro EV por dois motivos, 1 - EV patrocinado (acordar durante a madrugada em intenso estado de ev numa pós projeção) e outra pela experiência que comentei no tópico do Serenão aqui do fórum. São minhas referências de intensidade, e sei que não cheguei nem perto nas minhas tentativas pessoais e sem ajuda externa. Mas chegarei lá. É uma das metas desse ano: Emagrecer, dominar o EV, ter mais dinheiro. Hahaha, vamos lá né.

Ah e pra finalizar. Nanci Trivellato é top para estudar o EV, ajuda muito, mas o material do IIPC também, vale muito a pena. Siga firme e bons estudos e práticas.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this