Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Autoregressão


Recommended Posts

Nao sei se tem ou no problemas. Mas tengo um livro+cd do Bruan Weiss, chamado Espelhos do Tempo, de nao me engano, que e sobre regressao. Tem um roteiro para seguir, em forma de texti, mas vem com o cd gravado com esse roteiro. Minga ex esposa pegou o roteiro, olhou. Fez no sofá slu sentada, e dissr ter de visto numa vifa com freira e noutra como soldado nad cruzadas, e lembrou da cena da morte em combate.

Eu editei o cd, aumentei o tempo da pratica, com uma musiquinha de fundo. Se quiseres tentar, pode baixar daqui:

https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wscWsyZUVzZEtCdWs/view?usp=docslist_api

Mas seria bom dar uma lida no livro, acho que tem em pdf na internet.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Olá Michelle, já tive pequenos acessos há fragmentos de vidas passadas, alguns anos atrás tinha vontade de executar uma autoregressão, tive pequenos êxitos, de acessar voluntariamente memórias "ocultas" dessa vida, durante ou após hipnagogia , e involuntariamente acesso a vidas passadas digo fragmentos na volta ao corpo durante ou antes do E.V. E lhe informo, apesar de não ter sido negativo os acessos , e bem singelos, são no aspecto emocional uma bomba, um bolsão energético, no qual não tinha o mínimo de preparo para elaborar, ao assimilar de maneira inteligente ou benéfica, é quase uma "agressão", ao psicossoma digo agressão por ter um variantes PENSENICO, saudades, medos, alegrias, frustrações, muito difícil de processar tudo de maneira linear, é uma oscilação braba, isso eu ainda estava fora do corpo, ao voltar era bem mais tênue.  
Hoje em dia, não tenho a menor vontade, e pessoalmente sei que não tenho o mínimo de preparo, não te digo para fazer, ou não fazer. Mas sim refletir acerca da sua necessidade pelo o intento, apenas curiosidade? Entendimento de algum problema pessoal? Ou familiar? Independente do qual seja o porque, vc pode supera-lo sem a regressão. Entretanto nem sei se é o caso de vc ter vontade, mas por ser algo muito sério, sempre estimo colocar um ponto reflexivo para a pessoa. Forte abraço.

Link to comment
Share on other sites

O Brian Weiss tem vários livros, mas com a técncia acho que só existe esse mesmo:

http://www.saraiva.com.br/os-espelhos-do-tempo-com-cd-col-auto-estima-1800214.html

O texto todos está neste em pdf junto com o link que compartilhei, do googledocs, e o áudio é a gravação disso com música eu só aumentei o tempo de prática, porque o tempo que ele dá é muito curto se você usa o CD ,o original acho que dá uns 5 minutos só na hora que voce penetra nos espelho e deve visitar alguma vida passada. Imagina voce descobrir algo e então vm o narrado e diz "agora está na hora de voltar...", não dá né? ehehheh. Então nessa parte eu deixei um tempo maior, com uma música suave de fundo para a pessao ter tempo suficiente para que algo funcione.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Bom, eu fiz uma varredura na net e não consegui encontrar o pdf de graça. To pensando na possibilidade de comprar o livro mesmo. Mas vou baixar o aúdio @sandrofabres, vlw!

@Wellington eu to levando em consideração isso também. Li vários relatos parecidos com o seu, por isso que alguns indicam ir a um terapeuta. Eu ainda estou pensando no assunto. Queria saber o motivo deu ter medo de altura e uma implicancia familiar, por exemplo. Mas não sei se estou preparada pra lidar com uma emoção muito intensa, apesar deu ter um bom controle emocional. Ao mesmo tempo acho que pra alguém que saí em astral, sujeito a passar por qualquer situação, seja mais fácil lidar com um fato de alguma vida passada.

Vou deixar o carnaval passar e decidir se tento ou não. Não sei se é por causa disso, mas mhs energias estão meio esquisitas, nem me concentrar direito estou conseguindo e como moro no RJ, capital, já viu..

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

@MichelleA sei que sou chato hahah, mas saio e saia do corpo já algum anos antes da vivência, e é uma experiência bem diferente, e minhas saídas geralmente são em áreas densas, logo estou acostumado com assédios, digo hahaha com muitas experiências de irmão perturbados, pois eu minha mãe e minha irmã somos bem sensíveis sendo ambas médiuns ostensivas de incorporaçãoe meu pai usou drogas durante longos anos intensificando os acessos densos , e eu sou mais de percepções extra-sensorias, logo a casa ficava recheada,o que em verdade sou grato pois aprendi muito. 
Sou do Rio também, mas da área serrana, aqui já há uma alteração de energia que dirá no aí.
De qualquer forma mantenha essa maturidade no estudo e na possível prática, quando novo (17anos) era muito imprudente, e queria fazer, ver, sentir, tudo de qualquer jeito relacionado a espiritualidade, não tinha ponderação, mas aprendi do jeito mais difícil que precisamos ter cautela, desculpa ser chato, mas acho muito importante a seriedade no assunto.  Forte abraço, que vc seja iluminada para o caminho mais benéfico. 

Link to comment
Share on other sites

Li o livro e escutei o aúdio 3 vzs. Uma na quarta-feira de cinzas, outra na sexta e outra ontem.

Nas duas primeiras vzs não vi nada, só tive uma sensação de peso no peito e senti meus braços presos. Tbm não consegui ficar escutando o áudio até o final, pq estava mt calor. Já ontem, tbm senti essa sensação de peso no peito e no pescoço. Em determinados momentos apareceram 2 flashs. Em um apareceu uma data, 1881 ou 1887. Mas parecia ser um poema, não deu pra ler, mt mal vi os números. Mas esse flash me deu a impressão de ser algo que já vi por aqui. To achando que é algo que li quando fui a floresta da Tijuca, lá tem uma fonte onde tem escrito alguma coisa referente aquele lugar (não lembro, faz uns 10 anos que fui). O segundo flash foi um desenho de uma rosa.

O que percebi foi que o áudio é praticamente o mesmo pra induzir ao estado de projeção. Tanto que dessa últimas vez eu senti, por 2 vzs, aquela sensação de afundamento. Segurei pra não sair. 

Será que é isso mesmo? Deixar o corpo astral sair pra ter acesso a alguma lembrança?!

Link to comment
Share on other sites

Sim, porque esse tipo de processo sempre envolve as mesams etapadas básicas:

- relaxamento

- algum nivel de transe

- algum processo para induzir algo. Nesse caso, como ele usa uma caminhada imaginarária num local plasmado, seria um tipo de sonho lúcido.

 

O grau de aprofundsameto é que determinará se será uma experiencia de clarividencia, sem sensação de trnasporte ao local alvo, ou se projeção, por voce se sentir lá mesmo. O que não faria sentirod seri gerar uma proejção em que voce começa a flutuar do seu corpo ou se solta e levanta da cama, no seu próprio quarto. Seria um tipo de técnica ao estilo do alvo mental, mas com cenário porejtado para gerar lembranças.

Link to comment
Share on other sites

Dizer que a auto-regressão é perigosa é tão falso como dizer que a "auto-projeção" também é.

Tanto um quanto outro são possíveis, mas tem que persistir.

Já testei com audios e realmente ajudam.

Tem um livro com várias dicas chamado "vidas passadas milagres presentes" que traz vários insights.

Link to comment
Share on other sites

Entendi.

Eu não sei se vou conseguir, acho mais fácil sair em projeção, como normalmente faço quando quero. Por que pra mim o processo que uso pra sair já esta meio que no automático. Ontem eu tive que ficar "segurando" o perespírito senão ia sair como normalmente faço. Bom, da proxima vez vou me deixar ir e vê no que dá. Outra coisa que senti em todas as vzs foi os chakras frontal e coronário pulsarem como "loucos". O frontal pulsava tão forte que parecia que iria abrir os olhos. O laringeo tbm pulsou, mas os dois superiores pulsaram muito mais.

Vou continuar ouvindo e falo os resultados.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
Eu vi esse post de autoregressão e baixei o áudio do Brian Weiss para tentar.  Fiz umas três vezes mas não obtive muitos resultados, acabei dormindo no meio.
 
Ontem foi meio diferente,  quando deitei coloquei o áudio e acabei dormindo no meio como das outras tentativas. Em algum momento lembro de estar sentindo como se estivesse caindo ou afundando. Não lembro de ter acordado e desligado o áudio.
 
às 2:20 da madrugada acordei, levantei e fui ao banheiro, depois deitei novamente. Estava sentindo uma energia legal, senti o corpo pesado mas estava bem lúcido. Quando deitei estava de lado, mas adormeci e mudei para decúbito dorsal. Dali a alguns minutos senti que estava projetando, primeiro senti o braço para fora. Normalmente eu me projeto de lado, como estava em decúbito dorsal e não tinha experiência eu pensei em virar e sair do corpo. Cai para o chão mas foi como se ficasse flutuando próximo ao piso.
 
Pensei em ir para a sala, sai para o corredor e vi um homem careca com uma mancha no rosto. Ele passou por mim mas não falou nada. No corredor estranhei as paredes descascando, a minha casa e a pintura é nova. A sala estava muito diferente, vi vários objetos que não reconheci, a sala estava completamente diferente, uma coisa se destacava muito era um fogão a lenha bem grande num canto . Pensei que podia ser uma figura-pensamento pois minha esposa sempre fala que um dia vai ter uma casa com fogão à lenha pois lembra da casa dos avós dela.
 
Pensei em minha esposa e num segundo ouvi barulhos no corredor e vi ela vindo, mas não a reconheci direito. Ela sentou  no meu colo e reparei que estava com um tipo de curativo no rosto. Estranhei isso mas logo o corpo físico me chamou de volta.
 
Fiquei na dúvida, acho que não foi um regressão e sim uma projessão, mas vou continuar tentando.
 
Link to comment
Share on other sites

Sim, ao que parece foi projeção, mas como você estva procruando por regressao, pode ter dado alguma confusao, porque essas técnicas são "muletas", formas de organizar a experiencia, para não ficar tudo solto, ou a pessao nem teria como ou o que treinar.

Mas nem sempre sai conforme o roteiro da técncia, ehhee.

E algumas vezes, NA PROEJÇÃO, você não sai na sua casa. As vezes o que resto da sau casa é só sua cama, o quarto todo é outro lugar. Quando você levanta da cama e olha para tras, ela some. Outras vezes seu quarto todo é da sua casa, mas logo após passar pela primeira estrutura de passagam (marco de porta, corredor, janela, parede...) você já cai em outro lugar do astral, porque perde rapidamente o lastro etérico e portanto perder a sintonia com o ambiente físico em que mora. 

Logo nas primeiras projeções é meio comum encontrar outra casa no lugar da su.,Após umas poucas, meia dúzia talvez,   isso não ocorre mais, exceto raramente. Então sempre que levanta do corpo está na sua casa, as diferenças em relação ao ambiente físico conhecido  só existirao ao sair dela, quando então notará ouro átio, outra vizinhança, outra rua.

Link to comment
Share on other sites

Eu sigo tentando, mas até agora nada. Na quarta andei procurando algum outro audio, mas os que achei são praticamente a mesma coisa desse. 

Não sei se consigo. Como já disse, to achando bem mais facil ter uma projeçao do que ter acesso a alguma coisa de alguma vida anterior a essa. :razz:

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...