• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
cyber2050

Memória e A Reencarnação

Recommended Posts

Como eu disse quando postei os vídeos eu não concordo com a visão do autor e só postei o conteúdo a título de curiosidade pois creio que as vezes é bom observar todos os pontos de vista sobre uma questão. Aliás, muita gente está indo na onda dessa visão que naturalmente é uma repaginada da antiga teoria do Demiurgo Corrompido. O maior problema desse pensamento é isentar as pessoas dos erros e transformar o Karma em uma ferramenta artificial e não uma consequência natural do Princípio universal da causa e efeito. Não nego a existência de Agendas Ocultas e Negativas no planeta mas reencarnação, karma e o esquecimento como ferramentas de controle e escravidão tornariam as existências da Fraternidade Branca e da Confederação Galáctica irrelevantes para nós. Mas de certa forma sabemos que não é assim, a Luz é hierarquicamente organizada e não permitiria esse tipo de coisa que ele prega. Destaco certa frase dele em que foi dito que o Eu-Superior "faz cagadas". Em minha humilde opinião esse tipo de coisa é está muito distante da realidade. Não vou negar a possibilidade de seres elevados "errarem" porque sem distorções apenas o Infinito o é. O problema é um encarnado questionar as diretrizes que o Eu-Superior segue. Seria como um cego de nascença questionar as escolhas de alguém baseadas em cores particulares. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

(A JULGAR PELOS TÍTULOS DOS VÍDEOS, E PELOS TEMAS, JÁ QUE NÃO OS VI) esse tipo de cara, como outros que gostam dessa abordagem,  explicam espiritualidade como se fosse política, como se dependesse das pessoas serem convencidas de algo, ou optarem por algo, para que os processo aconteçam, ou que "descobrindo algo", uma revelação sre o que está pro trás disto ou daquilo, elas evitarão alguma coisa. É uma piada.

É como dizer que são os ETs aquáticos que geram a chuva para nos dominar. Ok, supondo que eu acredite nisso, como eu faço para parar de chover no planeta todo e assim "libertar a humanidade" ????

Share this post


Link to post
Share on other sites
34 minutos atrás, sandrofabres disse:

É como dizer que são os ETs aquáticos que geram a chuva para nos dominar. Ok, supondo que eu acredite nisso, como eu faço para parar de chover no planeta todo e assim "libertar a humanidade" ????

Segundo ele o Karma e a reencarnação são ferramentas de manipulação e escravidão. No momento da morte a pessoa seria "anestesiada" pela luz no fim do túnel e apareceriam então as entidades dizendo que a pessoa teria pendências a resolver e que teria que reencarnar. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, sandrofabres disse:

(A JULGAR PELOS TÍTULOS DOS VÍDEOS, E PELOS TEMAS, JÁ QUE NÃO OS VI) esse tipo de cara, como outros que gostam dessa abordagem,  explicam espiritualidade como se fosse política, como se dependesse das pessoas serem convencidas de algo, ou optarem por algo, para que os processo aconteçam, ou que "descobrindo algo", uma revelação sre o que está pro trás disto ou daquilo, elas evitarão alguma coisa. É uma piada.

É como dizer que são os ETs aquáticos que geram a chuva para nos dominar. Ok, supondo que eu acredite nisso, como eu faço para parar de chover no planeta todo e assim "libertar a humanidade" ????

Sandro, não é a sabedoria escutar os dois lados? Pois se há uma refutação tem que ser ouvida, ué. Fatos, fenômenos, independem da parcialidade das pessoas, o principio para se realizar qualquer pesquisa é justamente pesquisar o objeto sem contamina-lo.

E na boa, muitos videos que apoiam a ideia da reencarnação vendem a teoria como uma "revelação" também e "como se dependesse das pessoas serem convencidas de algo" como se fosse política. Não é por isso que pessoas que discordam dela deixam de pesquisar o assunto. Além de que a teoria da reencaranção quando utilizada sem uma definição explicita, ou seja no uso popular, gera muita confusão, pois o que se deve pesqusar é a fonte original da idéia da reencarnação, e há pesquisadores que dizem da possibilidade da teoria real apontar para uma reencarnação de ATRIBUTOS e não da PESSOA em si. 

Libertar a humanidade, para começar quem disse que ela tem que ser libertada? Tem que ter uma premissa oculta nessa idéia, e essa premissa parte de uma "fé" então essa pergunta também tem respado na fé, e a resposta vai variar. Para quem acredita é Cristão sabe muito bem que o humano não vai "libertar humanidade" alguma, quem faz isso é DEUS. (E o mesmo é o que os espiritualistas fazem, respondem conforme sua fé e evidencias, fatos.

A revelação do Cristianismo é fato histórico. Enquanto que essas teorias new age de chakras, podem ter sofrido muito tipo de interpretação, pois existem diversas "escolas". De certo, tem que ir as mais antigas para checar a interpretação mais correta, e o que pode se constatar é justamente da possibilidade do que o que reencarna são os atributos por exemplo (Luiz Gonzaga de Carvalho https://www.youtube.com/watch?v=vuU_rwgIsSo)

Por isso, não aceitar uma refutação sem ao menos te-la escutado não é recomendável.

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cyber, alguém bloqueou de ser ouvida? Mas  que ninguém se iluda achando que qualquer coisa pode ser dita sem "refutação". Abriu a boca, está sujeito a ser contrariado, é da vida!

A comparação com política é simples: se todo mundo vai numa direção  política, espera-se um resultado X, se vai na outra, resultado y.  Os resultado para o coletivo depende de as pessoas serem convencidas a seguir um caminho ou outro, e por isos se justifica que uns tentem convencer os outros, já que o resultado das escolhas  afeta todos.

Já em assuntos de espiritualidade isso não depende desses fatores, você pode convencer toda a populaçao mundial de que existe reencarnação, ou de que nao existe. Independente de elas estarem convencidas ou não,  o que existe e o que não existe não mudará, nem para o coletivo, nem para o indivíduo. É disso que estou falando.

 

1 hora atrás, cyber2050 disse:

Para quem acredita é Cristão sabe muito bem que o humano não vai "libertar humanidade" alguma, quem faz isso é DEUS.

Você entendeu que tem que falar isso para quem criam vídeos dizendo "acordem! a humanidade está sendo enganada!! Estão enganando vocês com esse papo de....(a sua escolha)....",  não para mim né?

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Infinite disse:

Segundo ele o Karma e a reencarnação são ferramentas de manipulação e escravidão. No momento da morte a pessoa seria "anestesiada" pela luz no fim do túnel e apareceriam então as entidades dizendo que a pessoa teria pendências a resolver e que teria que reencarnar. 

E então ele ensina como não se deixar ser "anestesiado pela luz" e como se livrar dessas entidades que aparecem, e como ir para o lugar que ele acha correto após desencarnar???

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 10/02/2017 at 11:01, sandrofabres disse:

E então ele ensina como não se deixar ser "anestesiado pela luz" e como se livrar dessas entidades que aparecem, e como ir para o lugar que ele acha correto após desencarnar???

Terminei o vídeo (não consegui passar do primeiro por causa do meu terceiro ponto abaixo). Eu deveria ter feito antes pois é a mesma conversa que já ouvi em outras ocasiões ou seja, a moderna releitura do "Demiurgo Corrompido":

- O planeta é uma prisão espiritual reptiliana;

- o ciclo reencarnatório é uma ferramenta de controle annunaki-reptiliana que visa aprisionar espíritos em um ciclo kármico sem fim;

- Mestres Ascensionados e Fraternidade Branca são aliens negativos se passando por bons.

A visão dele resumidamente é a seguinte: os "vilões" são annunaki-reptilianos. Quando a pessoa morre aparecerão entidades (poderá ser Jesus, Buda, etc. dependendo das crenças religiosas da pessoa) lhes falando das coisas erradas cometidas em vida e convencendo a pessoa a reencarnar para pagar por isso. Segundo ele o espírito passa por um portal e encarna em um bebê. O cerne do argumento é criticar o esquecimento e que seria injusto pagar dívidas que não se lembra que tem. Com isso, um ciclo reencarnatório e kármico vai se tornando uma bola de neve.

COMO SE LIVRAR DISSO TUDO? É bem simples. ESCOLHER NÃO ENCARNAR. Segundo ele após a morte a consciência da entidade se expande e se ele se negar a encarnar estará livre do ciclo. A maioria não o faz porque não estão despertos mas senão presos a dogmas de religiões diversas e crenças limitantes. 

************

EU não concordo com essa visão por duas simples razões:

Primeiro, que o universo seria injusto se Hitler decidisse tocar o terror aqui e chegasse no lado de lá e mandasse: "Bem, fiz o que fiz e agora é hora de volta ao lar, #partiu voltar pro Eu-Superior". 

Segundo, que criticar e difamar os Mestres Ascensionados é discurso da Loja Negra (não estou de forma alguma acusando o autor disso). Eu nunca estive diante de um Mestre mas pelas palavras das mensagens é possível perceber a orientação de quem as proferiu. Tudo aquilo que se foca em INTEGRAÇÃO, AMOR E ALTRUÍSMO EM PROL DOS OUTROS é positivo. Já uma CRÍTICA CONSTANTE a tudo, PESSIMISMO, CAMINHO FÁCIL e NEGATIVISMO é retórica niista negativa.

Obs.: Pô, eu aqui me esforçando pra tentar evoluir além dessa dimensão e não sabia que era tão fácil quanto escolher ir ao buteco da esquina kkkk. 

Essa é minha humilde opinião. 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Honeymoon
Em 09/02/2017 at 23:20, Infinite disse:

Como eu disse quando postei os vídeos eu não concordo com a visão do autor e só postei o conteúdo a título de curiosidade pois creio que as vezes é bom observar todos os pontos de vista sobre uma questão. Aliás, muita gente está indo na onda dessa visão que naturalmente é uma repaginada da antiga teoria do Demiurgo Corrompido. O maior problema desse pensamento é isentar as pessoas dos erros e transformar o Karma em uma ferramenta artificial e não uma consequência natural do Princípio universal da causa e efeito. Não nego a existência de Agendas Ocultas e Negativas no planeta mas reencarnação, karma e o esquecimento como ferramentas de controle e escravidão tornariam as existências da Fraternidade Branca e da Confederação Galáctica irrelevantes para nós. Mas de certa forma sabemos que não é assim, a Luz é hierarquicamente organizada e não permitiria esse tipo de coisa que ele prega. Destaco certa frase dele em que foi dito que o Eu-Superior "faz cagadas". Em minha humilde opinião esse tipo de coisa é está muito distante da realidade. Não vou negar a possibilidade de seres elevados "errarem" porque sem distorções apenas o Infinito o é. O problema é um encarnado questionar as diretrizes que o Eu-Superior segue. Seria como um cego de nascença questionar as escolhas de alguém baseadas em cores particulares. 

Olá Infinite, desculpe, é que eu passei batida no comentário, você havia escrito "não compactuo de sua visão" e eu fui direto assistir aos vídeos desse sujeito e logo em seguida já postei sem retornar ao seu comentário inicial.
Mas me pareceu que ele não entende que viemos aqui com um propósito e que somos nós que pedimos para estar aqui. Poxa, a Terra tem atualmente cerca de 7 bilhões de habitantes e já ouvi por aí que há cerca de 140 bilhões de espíritos na fila para encarnar na 3ª dimensão. Quanta ingratidão desse sujeito! Ele parecia ter pressa para sair dessa dimensão e prá quê? Em que lugar melhor ele ia se enfiar sem um propósito existêncial claro? Será que ele é tão bom que não necessita de uma escola como a nossa? Eu sempre tive um tanto de memória do entre-vidas pois as acessava mais na minha infância. Nunca me vi obrigada por ninguém a reencarnar, eu vim porque quis estar junto de almas que eu reconhecia. Recentemente, descobri que o meu primeiro propósito de estar aqui era estudar o poder criativo das pessoas, especialmente para a música ao piano. Eu fui atraída pelo som do piano, uma música clássica foi a minha isca.  
Eu não teria a menor pressa de sair da 3ª dimensão, acho que toda experiência, cármica ou não cármica, é válida. Ele não deve estar gostando de pagar as contas após uma fila de banco, deve ser isso.:-)

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Caroline disse:

Olá Infinite, desculpe, é que eu passei batida no comentário, você havia escrito "não compactuo de sua visão" e eu fui direto assistir aos vídeos desse sujeito e logo em seguida já postei sem retornar ao seu comentário inicial.

Que isso. Não esquenta. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 minutos atrás, Infinite disse:

- O planeta é uma prisão espiritual reptiliana;

- o ciclo reencarnatório é uma ferramenta de controle annunaki-reptiliana que visa aprisionar espíritos em um ciclo kármico sem fim;

- Mestres Ascensionados e Fraternidade Branca são aliens negativos se passando por bons.

.

COMO SE LIVRAR DISSO TUDO? É bem simples. ESCOLHER NÃO ENCARNAR. Segundo ele após a morte a consciência da entidade se expande e se ele se negar a encarnar estará livre do ciclo. A maioria não o faz porque não estão despertos mas senão presos a dogmas de religiões diversas e crenças limitantes. 

 

Pois é. Para quem não entende, vou explicar meu problema com essas idéias.

O que QUALQUER PESSOA fala sobre essas coisas do pós-mortem PODE SER VERDADE OU NÃO. Realmente não há como ninguém escolher se é a visão cristã, budista, espírita, "reptiliana", que é a correta. Até porque a essência desse tipo de argumento é sempre a mesma, "sempre te ensinaram errado, eu é que estou ensinando certo".

Não há base alguma para alguém decidir qualquer coisa, é mera questão e ceticismo/crença. Em nada difere de visões do tipo "há apenas uma vida, e depois o juízo". Acredita quem quiser, não é MAIS nem MENOS lógico.  E mesmo que tivesse alguma lógica, não quer dizer que fosse real.

Agora, ESCOLHER NÃO ENCARNAR, eu mesmo escolho isso agora, em vida, não vejo a menor graça na encarnação, não tem nada aqui de interessante. Porém, a consciência da gente projetado já é , por padrão, uns 20% maior do que aqui de vigília, e aí as coisas, critérios, juízos de valor, mudam bastante. Desencarnado definitivamente deve mudar mais ainda. Então não sei o que vou pensar ou dizer após o desencarne, tenho um "instinto de missionário" que acho que me coloca em repetidas frias, mas....quem sabe isso muda uma hora? A questão é que se a pessoa tem a opção de encarnar ou não, e essa decisão é tomada em estado de  de "sono", não tem o que fazer , o cara estaria indefeso. Não vai ser vendo esses vídeos aqui que o cara  vai despertar lá, ehheh. Se funcionasse assim bastaria ver vídeos sobre projeção astral para você despertar em astral, kkkkk. Precisa trabalho psicológico para isso.

No livro tibetano dos mortos já se fala isso, há um monte de "armadilhas" que te prendem ao processo encarnatório, porque são situações que devido ao seu estado inteiror, emocional, te imantam, seja por atração, seja por medo. Mas não é por dizer "não quero" que você escapa disso, é por ter desenvolvido uma condiçao interior que faz com que você não caia mesmo em certas situações. É similar as pegadinhas da projeção, vem alguém ali que ifnge ser seu parente e pede um abraço, e você abraç...pimba! Caiu na armadilha astral. Paraficar imune a isso precisa  trabalho que se faz EM VIDA, não é informaçao, é TRABALHO INTERIOR.

Então no frigir dos ovos, é muita lenga-lenga para o que todo mundo sabe há milênios:

quem ESTÁ EM CONDIÇÃO INTERIOR de poder escolher não reencarnar, escolhe se quer ou não. Quem não está, acaba ficando aprisionado nas armadilhas de fascinação do plano da matéria.

Sempre foi assim, nenhum estudo resolve isso, saber disso por vídeos não acrescenta nada, FAZER REFORMA INTERIOR é o que te faz ficar imune a isso. E aí o que menos importa é quem são as entidades que aparecem né? Se você tem consciência para decidir o que é melhor para você, vai escolher. Se não tem, a escolha não está na sua mão mesmo.

É nesse sentido minha nóia com esses caras, que vem com uma teoria esdrúxula ( talvez não mais exdrúxula do que as outras, admito), mas que não acrescenta nada, na prática,  em termos de solução do alegado problema.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas Sandro, o maior problema dessa visão dele ao meu ver é que ele dá a entender que não tem nada positivo "gerenciando" o plano espiritual da Terra mas só reptilianos. Essa questão do pós-morte como vimos em um tópico recente divide opiniões. Realmente, não duvido que existam grupos que façam a pessoa ficar reencarnando para continuar no controle deles. Mas tem que estar na mesma SINTONIA que eles. O problema é ele usar a exceção como regra. Eu sempre parto do princípio da justiça divina. O universo seria injusto se esse sistema fosse possível. Essas armadilhas são laços karmicos e pactos, coisas veladas no conhecimento esotérico como você disse. Mas o que ele propõe foge totalmente desse escopo. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Infinite disse:

não duvido que existam grupos que façam a pessoa ficar reencarnando para continuar no controle deles

ACHO que não podem haver CERTOS grupos. ME PARECE que ou o processo encarnatório é todo regido por quem de fato gerencia o destino da raça humana, exatamnete por ser algo importante, e aí só podem ser forças do Bem.. ou então TODOS são negativos, como ele parece entender. .Porque não parece fazer sentido que algo tão importante possa estar sujeito a pequenos escapes do controle assim.

Além disso, quem está no astrl está preso a faixa de frequência que consegue acessar, não está livre leve e solto, fora de controle. Podem ser sequestrados, escravizados, enviados a missões, viram exércitos subjugados por entidades mais poderosas. Muito do trabalho dos grupos de apometria é libertar esse pessoal. Então alguém achar que encarnar é o que te mantém sob controle de grupos é estar bem desinformado, o controle pode ser exercido em todo o umbral.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A minha crença sobre esse assunto está baseada nas duas questões abaixo, de O Livro dos Espíritos:

....................

"332. Pode o Espírito apressar ou retardar o momento da sua reencarnação?

'Pode apressá-lo, atraindo-o por um desejo ardente. Pode igualmente distanciá-lo, recuando diante da prova, pois entre os Espíritos também há covardes e indiferentes. Nenhum, porém, assim procede impunemente, visto que sofre por isso, como aquele que recusa o remédio capaz de curá-lo.'

333. Se se considerasse bastante feliz, numa condição mediana entre os Espíritos errantes e, conseguintemente, não ambicionasse elevar-se, poderia um Espírito prolongar indefinidamente esse estado?

'Indefinidamente, não. Cedo ou tarde, o Espírito sente a necessidade de progredir. Todos têm que se elevar; esse o destino de todos.'”

........................

Mas, como ainda sou uma aprendiz bem iniciante, vou acompanhar este tópico, para refletir no que mais posso aprender sobre esse assunto. :C

Share this post


Link to post
Share on other sites

A questão é que cada membro desse forum tem influencias externas e para se discutir isso teria que olhar apenas para o campo lógico dentre os limites da linguagem humana, pois se não fica apenas uma salada de frutas.

Então o que interessa primeiro a saber é de que reencarnação cada um de nós está falando?

O problema é que quando eu criei esse tópico eu não sabia de algumas coisas que são requisitos minimos para se discutir esse assunto. Que é entender que o fenômeno é visto de diferentes maneiras inclusive dentro das próprias tradições.

E que quando chega a alguns argumentos do conhecimento popular (= senso comum) ele fica ainda mais sem forma.

Ou seja, para se estudar isso, teríamos é que estar falando da mesma coisa. Pegar no núcleo mesmo, nas tradições mais antigas possíveis.

 

E em relação a reencarnação descrita no filme nosso lar/Kardecismo por exemplo, parece ter sido sim refutada se aplicar o que o estudioso Luiz Gonzaga de Carvalho diz em seus videos, porém o Kardecismo é uma imposição de informação, um relato, pelo que entendi. Então, por isso mesmo que quando se abre espaço para desconfiança, naturalmente, como em qualquer coisa que se impõe, encontra-se diversas possibilidades em relação as raízes do relato e do próprio conteúdo.

 

Pelo que entendi no kardecismo há uma investigação pessoal e não uma coleção histórica de diversas pessoas e escritos, esse é um dos problemas; pois uma pessoa pode ser parcial mesmo que tenha entrevistado outras

 

Reencarnação se existe ou não, pode ser. Mas Reencarnçar e Perder a memória para um propósito benigno? isso é que tem que ser questionado, e principalmente se é isso mesmo que proporam quando falaram de reencarnação pela primeira vez.

 

Quando vejo o relato do ET Karran, que ele diz que no planeta deles eles não perdem a memória e que aqui na Terra isso acontece devido a um Acidente... E depois vê o que o Kardecismo fala que é um mecanismo espiritual, encontrasse muitos contra argumentos dentro do próprio assunto. O que leva racionalmente a desconfiança.

Share this post


Link to post
Share on other sites
45 minutos atrás, cyber2050 disse:

A questão é que cada membro desse forum tem influencias externas e para se discutir isso teria que olhar apenas para o campo lógico dentre os limites da linguagem humana, pois se não fica apenas uma salada de frutas.

Olha Cyber, realmente é um assunto que parece ser um pouco nebuloso em certos aspectos. Existem visões que divergem muito não só sobre a reencarnação mas sobre outros conceitos como por exemplo o que ocorre no estado pós-morte ou entre vidas. Falando de MIM e em como EU vejo essa questão. Primeiro eu tento como você disse usar de lógica e pragmatismo:

I - Existem pesquisas que indicam grandes probabilidades da reencarnação ser real. Junta-se a isso a pessoas que se dizem lembrar de ser outra pessoa e conhecer detalhes da vida da mesma de uma forma tão detalhada que a hipótese de acaso é que seria absurda. Alguns podem evocar a teoria da holomemória (que particularmente creio ser real pois tudo que existe é uma coisa só que se manifesta fragmentada para que as partes individualizadas da divindade possam ter suas experiências) para justificar isso mas existem também casos onde há marcas de nascença nos locais exatos onde a pessoa da vida anterior foi ferida. O quero dizer com isso é que ao meu ver a reencarnação é real e que não faltam evidências para apontar isso. 

II - Eu creio em Deus e creio que Ele é justo em tudo que faz. Não acredito de forma alguma em injustiça pois tudo é tão organizado que a injustiça não caberia junto à ordem do universo. O que quero dizer com isso é que independente de se ter ou não uma visão reencarnacionista seria absurdo pensar que as pessoas nascem em condições diferentes por acaso ou porque Deus quis. Junta-se a isso os gênios que na flor da idade já tem aptidões fora do normal em certas áreas como se já tivessem feito aquilo centenas ou milhares de vezes. A partir do momento que tomo como hipótese a existência da reencarnação eu também creio que as condições da vida atual são consequências da vida anterior. Podemos pois concluir também que o esquecimento é real. 

Se Deus é justo é impossível que a reencarnação não seja justa. Ou então teríamos que crer que esse universo é o universo de um Demiurgo Corrompido (como os antigos gnósticos acreditavam) mas mesmo que isso seja verdade o Infinito está acima disso tudo e mais uma vez insisto: ele é justo em tudo que faz. Como o Sandro disse se a luz gerencia tudo (e isso é verdade senão esse planeta já teria entrado em colapso) não tem como a reencarnação ser algo negativo. 

O único ponto que ao meu ver precisamos discutir (após ter aceito a existência e as consequências da reencarnação), é qual o seu propósito especifico. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Infinite disse:

II - Eu creio em Deus e creio que Ele é justo em tudo que faz. Não acredito de forma alguma em injustiça pois tudo é tão organizado que a injustiça não caberia junto à ordem do universo. O que quero dizer com isso é que independente de se ter ou não uma visão reencarnacionista seria absurdo pensar que as pessoas nascem em condições diferentes por acaso ou porque Deus quis. Junta-se a isso os gênios que na flor da idade já tem aptidões fora do normal em certas áreas como se já tivessem feito aquilo centenas ou milhares de vezes. A partir do momento que tomo como hipótese a existência da reencarnação eu também creio que as condições da vida atual são consequências da vida anterior. Podemos pois concluir também que o esquecimento é real. 

Do I ponto que você levantou, realmente bem útil para essa discussão, essas pesquisas, que mostram que alguma coisa tem, e talvez por isso mesmo que exista tantas teorias, só que essas teorias são modernas e, pelo que sei até agora, elas não tem as ferramentas necessárias para saber se desde o que "se repete"/ o "design"/ o padrão até a memórias de outras vidas em uma pessoa são algum tipo de fenômeno de transferência de informação desconhecido¹ ou se é a própria pessoa².

Vamos olhas bem, e notar o seguinte:

¹Que se for algum tipo de transferência, então, acho, que a premissa básica é que existe uma espécie de conexão ou modo de conectar entre humanos. Resultando que ISSO NÃO IMPLICA NECESSARIAMENTE que O RECEPTOR ou COPIADOR ou SEMELHANTE (chamerei assim, não que a pessoa seja inteiramente desse tipo, mas sim da característica em especifico) É O MESMO QUE O QUE TINHA A CARACTERISTICA ANTERIORMENTE. Isso só significa que ALGO SE REPETIU, mas olha para o universo e veja quantas padrões se repetem, NO CASO DA MEMÓRIA a natureza da MENTE é que tem que ser descoberta , ou do copiador: todos estão sendo influenciados e influenciando na sociedade, do semelhante: existem pessoas parecidas, com marcas parecidas, e não necessariamete precisam ser parentes (exemplo básico: cor da pele), é COMUM existir pessoas parecidas por fatores genéticos, gostos e etc... 

² Só que do ponto ll que levantou, você deixou claro que é a sua crença, mas eu te pergunto até que ponto você admite a historia dEle no mundo humano? Pois os fatos históricos da revelação do Cristianismo são fatos históricos de uma REVELAÇÃO,da história da presença do Criador na terra, juntamente com a PRÓPRIA COMUNICAÇÃO sobre ELE PRÓPRIO (como ele é, qual a sua vontade sobre os humanos etc..) para com os humanos, para conhecer algo implica em observar o algo DENTRO DA REALIDADE e não uma imaginação (NÃO REAL, SIMULAÇÃO) abstrata de acordo com vontade particular do observador com referencia em um algo, pois se não o algo deixa de ser algo e torna-se apenas uma referência. O que quero dizer é que esse ponto ll que apresentou, já foi esclarecido HÁ MUITO TEMPO: Tanto o justo (exemplo: dons) quanto coisas desagradáveis aos olhos dos homens dentro de seus limites VEM POR UM PROPÓSITO, mas não devido a obras dos homens E SIM POR:

 Efésios 2:8-9: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.”

Por isso parece que a idéia de reencarnação para justificar coisas boas ou desagradavéis dentre a visão limitada dos humanos, é uma uma justificação nula. 

Além é claro, não pode esquecer de que que o PECADO DO HOMEM É QUE CAUSA O MAL, E a principio ADÃO E EVA estavam no PARAÍSO, saíram de lá por uma ESCOLHA... E Somos DESCENDENTES DESTES horas, mas POR AMOR do CRIADOR, nos foi dada a OPORTUNIDADE DE VOLTAR, MAS O MUNDO DOS HOMENS ATUAL NÃO É O PARAÍSO:

 Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

1 João 2:15

Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.

 Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.

 Não são do mundo, como eu do mundo não sou.

João 17:14-16

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.

1 João 5:19

Conclusão: O MALIGNO está no mundo, e nada tem a ver com justiça ou injustiça dos homens (a não ser quando se trata de PECADOS, que o próprio humano escolhe, mas há coisas que o humano convive por estar no mundo e não por causa de suas obras (Exemplo: genética, doenças, etc..), é pois que simplesmente o mundo onde está o maligno NÃO É O PARAÍSO, o PARAÍSO é sagrado, como pode querer querer que um lugar que há pecadores seja igual ao paraíso? Veja só, um criança com problemas genéticos que foi salva por DEUS vai para o paraíso, isso me parece bem justo, não precisa-se da justificação da reencarnação, pois ela não justifica o que foi revelado.

MAIS UMA VEZ:  Efésios 2:8-9: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.”

 

Agora para quem nega a história, quer delimitar o Criador a apenas  a desejos  particulares (sim, pois como PERFEITO, ele provavelmente tem todas as características desejadas benignas por um humano e MUITO MAIS)ou não admite os escritos como a revelação. Então,  CONSEQUENTEMENTE, PERDE-SE a ideia DO PROPÓSITO do PARAÍSO, e o que ENTÃO ACONTECE COM A idéia da REENCARNAÇÃO?

R: DÁ NO MESMO, CONTINUA SEM SENTIDO, veja só, se por um ELA É NULA (no sentido "RESETAR" a vida e voltar ao mundo como OUTRA PESSOA, pois se existe um PARAÍSO a se chegar, e se quem anunciou a existência dele, disse que não é pelas obras que vamos chegar lá...)[ficando apenas em pé, a possibilidade de CARATERISTICAS voltar ao mundo]. POR ESSA ELA É MAIS NULA AINDA! Pois SE não há um lugar a se chegar OU SE para se chegar a esse lugar se deve as obras O QUE ISSO SIGNIFICA?

DUMA VISÃO DE UM MECANISMO (no caso de quem não acredita das explicações das sagradas escrituras) BENIGNO:

1º Que não tem sentido APAGAR A MEMÓRIA (pois se está claro que em ambos os casos deve haver uma MUDANÇA (de algum tipo) DA PESSOA [ pois se não, nesse caso, não apagaria a memória] POIS VAI APAGAR A PESSOA em SI! pois se a pessoa deixa de se indentificar como X e passa a se identificar como Y, então significa que pessoa = y e não X (não mais). O que dentro de um mecanismo BENIGNO isso seria MALIGNO, pois estaria impondo que a existencia de uma pessoa é NULA, então quer dizer, o tal mecanismo (se existisse) não quer SALVAR quer ELIMINAR (por mais estranho que isso possa parecer, pois foi ele que criou o que eliminou, mas como nessa teoria é de natureza impositiva consequentemente não há CHANCE de Se ARREPENDER e MELHORAR DE FORMA CONSCIENTE, bem semelhante a um MUNDO que jaz no MALIGNO não? e que felizmente no Cristianismo já deixou bem claro que :

 

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.

1 João 5:19

 

Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.

 Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.

 Não são do mundo, como eu do mundo não sou.

João 17:14-16

 

 Efésios 2:8-9: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.”

).

 

Continuando:

O que é algo (apagar a memória) que além de sem sentido, anti-cristão, anti-vida, é algo DITADOR. Naturalmente chega-se então a essas teorias de conspiração, simplesmente pelo fato de não aceitarem ou desconhecerem a história do CRIADOR atuando na historia humana e discutirem ideias imaginarias e parciais de um criador de realidades particulares (simulação egoista, imaginação).

2º E QUE NÃO TEM SENTIDO RETORNAR A TERRA como OUTRA PESSOA, pois se não há um ponto de partida ou/e nem um ponto para se chegar, ou seja é um caminho infinito, NÃO HÁ PORQUE TER X reencarnações, pois se é assim desde o principio (Já que estamos lidando com a teoria da criação) significa que ESTAMOS REENCARNANDO INFINITAMENTE, o que implicaria que uma vida por si não tem sentido, pois ainda infinitas (ou algo próximo a isso) a ser vivido, o que POR FIM LEVA A TEORIAS MATERIALISTAS, até chegar no ateísmo INCONSCIENTE, o que implica que o mundo seira algo ROBÓTICO e sem significado NO MINIMO sem significado para a vida humana.

 

Bom pessoal, deixo aí o alerta, e entender uma coisa:

As escolas clássicas REAIS que falam da reencarnação, muito provavelmente tem uma explicação muito mais SIMBÓLICA do que o que teorias new age e investigações parciais espalham por aí, o conhecimento é feito de camadas na sociedade e niveis de formas, quanto mais próximo do núcleo mais perto da fonte, quanto mais longe mais misturado ele fica, lembrem-se disso

 

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, cyber2050 disse:

E em relação a reencarnação descrita no filme nosso lar/Kardecismo por exemplo, parece ter sido sim refutada se aplicar o que o estudioso Luiz Gonzaga de Carvalho diz em seus videos, porém o Kardecismo é uma imposição de informação, um relato, pelo que entendi. Então, por isso mesmo que quando se abre espaço para desconfiança, naturalmente, como em qualquer coisa que se impõe, encontra-se diversas possibilidades em relação as raízes do relato e do próprio conteúdo.

 

Pelo que entendi no kardecismo há uma investigação pessoal e não uma coleção histórica de diversas pessoas e escritos, esse é um dos problemas; pois uma pessoa pode ser parcial mesmo que tenha entrevistado outras

Eu não sei se entendi direito o que você quis dizer aqui cyber mas me parece que você está equivocado em relação ao espiritismo tal como ele foi proposto por Kardec.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, cyber2050 disse:

 Efésios 2:8-9: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.”

Por isso parece que a idéia de reencarnação para justificar coisas boas ou desagradavéis dentre a visão limitada dos humanos, é uma uma justificação nula. 

Pegando só uma das referências, porque vale para todas:

Então baseado na crença X, a crença Y tem justificaçao nula? Ora,o  problema é que justamente quem optou pela crença Y o fez porque considera a crença X um tanto tola.

X e Y se anulam mutuamente, do ponto de vista de quem olha isso de fora.

Quando as pessoas aprendem a perceber o quanto nossos processos ditos racionais são viciados por "pressupostos & subentendidos" culturais, que nada mais são do que acordos tácitos para aceitação de crenças entre os membros de um dado grupo  ( "Partindo da premissa  que..";  "Sabemos que isto leva àquilo,  portanto...."., “segundo a religião ...”), fica evidente que discussões do tipo “isto é/não é  lógico” “isto é justo/injusto” são apenas um jogo de entretenimento mental.

É um jogo capaz de achar muitas "respostas", porém  apenas respostas auto-valorativas, ou seja, respostas que só são válidas dentro do sistema isolado de idéias que foi usado, e que só respaldam os pressuposotos iniciais, que na origem, são sempre limitados pela crença comum daquele grupo. Outros grupos que.não.compartilham dos mesmos pressuçostos de fé não tem identidade alguma com os crtéios citados, nem enxergam neles  lógica ou racionalidade alguma.

As vezes as coisas são enunciadas assim " ja que deus...então", " já que a lei da evolução não admite....". Ora, e quem cutucou no ombro de Deus e lhe perguntou o que ele pessoalmente acha? (precisa ser religioso para achar que a bíblia expressa isso)  O que é a "lei da evolução" se não um enunciado teórico, uma invenção humana, que só pode ser usada como referência por crentes dela, que em nada diferem de outros crentes?

Aqui tratamos da rencarnação pela versão popular e até "científica", no sentido de que se as pessoas lembram de ter vivido vidas anteriores ( e isso é confirmado em uns poucos milhares de casos). Então a conclusão primeira e natural, como se faz com qualquer racionalização, é portanto de que esses dados confirmam a teoria.

É bem simples de entender essa conclusão, e em geral só quem já tem apego a outros pressupostos teóricos ou filosóficos é que vai tentar fugir dessa conclusão para fazê-la se adequar a outras possibilidades, porque já decidiu de antemão que precisa encaixar os dados em outra teoria, ou rejeitá-los caso não consiga.

E o mais curioso é que em geral essas teorias serão muito mais abstratas que a principal e nao podem apresentar a seu favor nenhum tipo de indício que possa ao menos sugerir que sejam interpretações melhores.

É para confirmar esssas outras teorias que falta instrumental, já que elas fogem do concreto para o especulativo. A teoria principal tem evidências a seu favor, e para isso não precisa instrumental.  Questionar as evidências sim precisa muito mais base além de mrero " poderia ser isto, poderia ser aquilo".

 

Os indícios que essas visões "negadoras de evidências" invocam costumam ser apenas autoridade , dúvida razoável ou tradição, o que não os qualifica como indícios, na verdade.

Obviamente todos damos ouvidos às autoridades que preferimos, e à tradição que preferimos, a cultura humana é feita assim. Mas exatamente por isso não tem valor algum opor uma tradição à outra, a coisa mais “imparcial”, se é que isso existe, é tentar manter-se focado as evidências, para não perder tempo debatendo as fantasias que apoiam ambos os lados das opiniões.

É como alguém comentou aqui, já nem sei se neste tópico, de crianças alegando lembrarem de ser animais. Uma lembrança é um lembrança, pode não deixar feliz aqueles que elaboraram todo um edificio lógico para dizer que isso não é possível, mas ainda assim é um DADO, não um CONCEITO.

Dados servem para revisar conceitos, não são os conceitos que devem forçar os dados, porque nesse caso é imposição da fé ( seja religiosa ou científica) sobre a realidade concreta.

OBVIAMENTE QUALQUER DADO PODE SER INTERPRETADO DE DIVERSAS MANEIRAS, é aí que reside o problema. Mas alguém achar que as interpretações mais abstratas são mais verdadeiras do que as mais diretas e literais exigiria  pré-escolha:

-eu creio em X, esta evidência nega minha crença, então  preciso dar um jeito de arranjar algumas outras opções para explicar esse "dado fora da curva", ou terei que aceitar que minha crença pode ser falha.

Sério, isso se faz até na ciência!

Claro que ninguém é bobo ( espera-se) a ponto de achar que tudo sempre é aquilo que PARECE ser, ou ainda acreditaríamos que o sol gira em torno da terra né? Mas quem opta por contrariar as evidências terá o ônus de remar muito. Galileu conseguiu, talvez outros consigam, mas no campo espiritual essa adequação das evidências a uma visão diferente e muito específica costuma ser uma conquista pessoal que nunca gerará conclusões cujo valor possa ser reconhecido por um grupo que não fez a mesma trajetória do postulante.

Toda explicação para as massas são mais literais, e em geral essas são o que a sociedade enxerga como sendo “a fonte”. Toda explicação para grupos de " iniciados" (definidos aqui como gente que já aprendeu o básico e agora especula outras respostas alternativas) costuma ter um certo grau de "fuga da interpretação mais óbvia",  tanto faz se na ciência ou na espiritualidade. E é isso que gerou perseguições no passado, em ambos os ramos.

O que as pessoas esquecem é que há uma trajetória nisso, e o roteiro do aprendizado costuma ser feito indo literal para o abstrato. Ficar preso na fase inicial, literal, como fazem as religiões, impede o sujeito de avançar no seu próprio sistema de crenças, assim como tentar começar o aprendizado pelo abstrato especulativo costuma impedir que ele compreenda as bases, o que o deixará confuso por boa parte da vida.

Então aqui, num fórum público com o GVA, a gente se refere à reencarnação como as massas entendem. Maiores especulações filosóficas acabam tendo que ser tratadas em grupos de crenças específicas, os budistas relacionando isso com seus livros sagrados, os kardecistas com os livros do kardec, os cristãos com a bíblia. Fora desses grupos de crenças muito específicas não faz nenhum sentido usar interpretações que não sejam baseadas em dados, porque parecerão fábulas para os demais.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

"fábulas" tais que trouxe todas as noções das fábulas modernas, incluindo aberrações criativas mas que na raiz derivam de algo bom e que em si já se explicou. Não é uma questão de crença, é questão histórica.

 

Confundir que a revelação foi arquitedada por invencionisses parciais para poder ser capaz de comparar com as invencionices modernas, confundirá-se-á pois as modernas encontra-se fundamentadas em raizes na história de um povo. 

 

Enquanto que essas raizes por si só claras o suficiente para que o homem ponha-se no devido lugar e busque a salvação, santificação, iluminação NESSA VIDA,  por isso são ditas como revelação, novidade, a grande promessa, esperança, enfim.. O propósito da vida humana, afinal, dentre milhares de espécies animais, somos pensantes por algum motivo.

No caso dos estudos cientificos que citou

Não há nada de cientifico em alegar que uma pessoa "RESETA" sua existencia para voltar ao ponto de ignorancia novamente para alguma espécie de EVOLUÇÃO, alegar que uma pessoa nasceu com uma mesma marca que outra é um fato mas isso não significa nada, inclusive há pessoas que tem mesmas marcas de nascença e ambas vivem na mesma época, tempo e espaço, ou seja, não há nada ainda que evidencie que uma pessoa REENCARNE no sentido poupular da palavra. Mesmo que isso aconteça por algum mistério divino, não quer dizer que é regra geral, e muito menos que a ciência será capaz de descobrir isso, afinal como ele vai verificar que é a mesma pessoa se ainda não existe tecnologia que detecta alguma essência particular oculta do homem que transcende a carne? (Aliás, mesmo que tal essência exista, se o homem esquece de sua história, ele não mais pode continuar ser quem era)A ciência ainda não sabe do que se dá além da carne, então o que resta é a historia humana, o que milhares de pessoas falaram e regitraram por anos, pessoas que nem se quer se conheciam, e preveram e cumpriram profecias, é isso que resta ao humano para verificar a sua história espiritual (além é claro, de buscar o contato direto com o Criador)

Achar que tudo isso foi "tramado" por um grupo de religiosos não é muito diferente de achar que há uma conspiração na reencarnação, no fim, o que me parece de fato conspiração é essa negação da história humana, das tradições originais, para se apegar a deturpações das próprias tradições originais e modifcar de acordo com vontades temporais que nada ajudam na santificação, que nem mesmo os misticos do passado se propunham a fazer: querer negar a realidade e criar uma realidade sagrada particular com parametros modernos, sendo que a história sagrada, a verdade, está "COLADA" com a realidade Material e Espiritual e  mental, a realidade é uma coisa só, negar ela por capricho moderno parece fuga. Origem é Origem.

 E curiosamente, temos aí as grandes fontes da espiritualidade da qual tudo se deriva, mas para ser utilizado como ligação com o criador (real) e não como matéria prima para deturpações do homem moderno com suas vontades ocultas de afirmarem-se deuses, sendo que são meras criaturas amadas por seu Criador e que podem se unir a Ele mas não SUBSTITUI-LO, pois afinal... são filhos, derivados, não origem.

Relativizar, falando que nenhuma escritura histórica importa, então aplique o mesmo para a reencarnação, afinal, vem dos conceitos antigos. Por fim, chegar-se-á a ateismo, ou seja, ao ceptismo total e quando parcial parecerá mais  idéia de criar deuses ou algum deus por questões parciais que nada tem a ver com a realidade humana real, ou querer dizer que o Criador não se envolve com as criações, o que seria ignorar parcialmente a historia espiritual humana, milagres, aparições, pronunciamentos, revelações, e etc..

Share this post


Link to post
Share on other sites
Citar

 

Claro que ninguém é bobo ( espera-se) a ponto de achar que tudo sempre é aquilo que PARECE ser, ou ainda acreditaríamos que o sol gira em torno da terra né? Mas quem opta por contrariar as evidências terá o ônus de remar muito. Galileu conseguiu, talvez outros consigam, mas no campo espiritual essa adequação das evidências a uma visão diferente e muito específica costuma ser uma conquista pessoal que nunca gerará conclusões cujo valor possa ser reconhecido por um grupo que não fez a mesma trajetória do postulante.

Toda explicação para as massas são mais literais, e em geral essas são o que a sociedade enxerga como sendo “a fonte”. Toda explicação para grupos de " iniciados" (definidos aqui como gente que já aprendeu o básico e agora especula outras respostas alternativas) costuma ter um certo grau de "fuga da interpretação mais óbvia",  tanto faz se na ciência ou na espiritualidade. E é isso que gerou perseguições no passado, em ambos os ramos.

O que as pessoas esquecem é que há uma trajetória nisso, e o roteiro do aprendizado costuma ser feito indo literal para o abstrato. Ficar preso na fase inicial, literal, como fazem as religiões, impede o sujeito de avançar no seu próprio sistema de crenças, assim como tentar começar o aprendizado pelo abstrato especulativo costuma impedir que ele compreenda as bases, o que o deixará confuso por boa parte da vida.

Então aqui, num fórum público com o GVA, a gente se refere à reencarnação como as massas entendem. Maiores especulações filosóficas acabam tendo que ser tratadas em grupos de crenças específicas, os budistas relacionando isso com seus livros sagrados, os kardecistas com os livros do kardec, os cristãos com a bíblia. Fora desses grupos de crenças muito específicas não faz nenhum sentido usar interpretações que não sejam baseadas em dados, porque parecerão fábulas para os demais.

Concordo, Sandro se preferir pode fechar o tópico, acabei que devido ao termo "espiritualidade" criei muitos tópicos envolvendo assuntos de cunho religioso, só que agora  percebo que não é a melhor forma de utilizar esse forum.

Agradeço a todos que postaram nesse tópico expondo suas opiniões. Acho que boa parte do forum já participou desse tópico. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Livro contendo relatos de criançaa que lembram da vida anterior:

O amor me trouxe de volta.pdf

Livro el inglés contendo relatos de pessoas que lembravam como tinham morrido na vida anterior e no final fotografias de marcas de nascenca que estao nos mesmos lugares das lesoes fatais da vida anterior do sujeito:

Where Reincarnation and Biology Intersect by Ian Stevenson (z-lib.org).pdf

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.