• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Olá! Tudo de bom para todos.
Pessoal vocês lembram daquela reportagem sobre Fenômenos Parapsíquicos no "Fantástico" - 1978

É sempre bom assistir, outra vez, alguns vídeos antigos.
Um abraço a todos.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Experimentos cientificos feitos com Uri Geller, pelo Instituo Stanford, que depois permitiram a aprovação do Projeto Stargate, que por 20 anos usou paranormais para investigar algo militares durante a Guerra Fria:

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

(Respondendo a um comentário de outro tópico)

http://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/18918-meu-histórico-ufológico/&do=findComment&comment=87459

Rodrigo, James Randi "não existe" . É um leigo incapaz de fazer a analise crítica dos experimentos prduzidos pelos cientistas da Stanford. Como todo cético ele tira conclusões apressadas sobre falhas eventuais. Ninguém com noção de ciência leva Randi a sério. Se quer saber do Uri Geller procure resultados dos cinetistas que o testaram, não de leigos como o Randi, embora ele seja profissional da farsa ( mágica). A falha do raciocínio dessa gente é semprr a mesma: se eu imito com farsa o que voce faz, então o que você faz é farsa. É uma conclusão completamente  irracional.

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, sandrofabres disse:

Rodrigo, James Randi "não existe" . É um leigo incapaz de fazer a analise crítica dos experimentos prduzidos pelos cientistas da Stanford. Como todo cético ele tira conclusões apressadas sobre falhas eventuais. Ninguém com noção de ciência leva Randi a sério. Se quer saber do Uri Geller procure resultados dos cinetistas que o testaram, não de leigos como o Randi, embora ele seja profissional da farsa ( mágica). A falha do raciocínio dessa gente é semprr a mesma: se eu imito com farsa o que voce faz, então o que você faz é farsa. É uma conclusão completamente  irracional.

 

Ele treinou dois discípulos para realizarem os mesmos "testes científicos" que o Uri Geller passou. Por quatro anos os seus alunos ludibriaram cientistas e a imprensa americana, até que o Randi achou que seria o momento oportuno de revelar a verdade.

Ele não apenas reproduziu os truques do Uri, como em uma oportunidade demonstrou que este não conseguiria realizar certo procedimento caso os seus “equipamentos de trabalho” fossem trocados.

Sandro, há ocasiões em que evadir-se de prontamente tomar um partido pode ser a melhor decisão, isso também vale para questões de ordem política e econômica. James Randi  infelizmente passou uma vida inteira sem enxergar muito desse mundo, assim como a maioria da população desse planeta, que provavelmente desencarnará sem o fazê-lo.

Contudo, isso não garante legitimidade automática a qualquer um que se utiliza de componentes espirituais para ratificar seus embustes. Julgar alguns elementos da vida com tanta parcialidade pode ser nocivo em muitos níveis...

 Assista ao documentário, dê uma chance ao novo (por mais assustador que pareça).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rodrigo, ehehhe, eu convivo com paranormais, eu sei portanto que céticos são estúpidos, por definição. Não tem como eu ser assutado por um ignorante, porque um cético é só isso, alguém que não detém o conhecimento sobre aquilo. Não confunda as coisas, é essa falta de raciocínio dos céticos que leva  à conclusões sempre falhas. Eu já vi essas coisas do Randi, o  raciocínio dele é de criança. Como eu disse, você ser capaz de executa uma frade não prova que o fenômeno dou otru é falso, não tem valor nenhum isso. Um pêssego de plástico não prova que pêssegos reais não existem.

Além disso, a "falha" que o Randi alega já acontecia durante os próprios testes feitos pelo instituo, se você ver a filmagem do teste , verá que muitas vezes ele alega não estar seguro de que conseguiria, e então esses resultados nem faziam parte da amostra estatística depois. Quanto a "seu materiais", se você conseguir encontrar uma afirmação dos pesquisadores de Stanford, que o Uri Geller levava seus próprios materiais para os testes da Stanford, ao invés de usar os do laboratório, aí você tem um ponto.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como eu já disse esses testes não provam nada. Os alunos do Randi também conseguiram passar por eles.

Novamente eu peço, assista ao documentário completo, mágicos podem enganar qualquer um, não importa quem você seja. Tem na Netflix.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rodrigo, eu sou imune a esse besteirol dos céticos, porque, como te disse, eu convivo com isso . 

Eu estou até revendo aqui o trechinho que voce postou, porque eu ja tinha visto lá em 2012, e percebido que não mostram nada de útil, mas estou revendo, só para o caso de ter deixar passar algo.

Você caiu no conto do vigário cético, ehehe. Como funciona a lógica deles?

1- alguém alega ter dons paranormais

2- pra a alegação ser aceita cientificamente, todas as outras explicações precisam ser eliminadas

3- o cético cria uma explicação qualquer, e em casos especiais e BEM CONTROLADOS POR ELES, ele reproduzem o efeito

4- está anulada a premissa principal, porque conseguiram reproduzir o mesmo efeito usando outra explicação, fraude.

 

Mas isso não prova que é fraude, isso apenas anula a prova da alegação inicial. Volta-se ao status "não comprovado", não é igual ao status "fraude".

Então os testes usados tem que ser reelaborados, para impedir aquela possibilidade de fraude e o baile segue.

É só isso, não tem NADA aí, tem apenas "levantar dúvida razoável". Isso não é nem vagamente similar a provar uma fraude. E se ler os links que postei, ate sobre os documentos da CIA, verá que isso não foi feito para brincar, os resultados cientificos, permitiram criar um projeto para usar a visão remota para espionagem, Um projeto que durou 20 anos, que treinou equipes grandes para fazer isso.  Hoje em dia é possível inclusive usar os mesmo métodos desenvolvidos pela CIA, para gerar esses resultados através de protocolos de treino. Tudo isso é furto das pesquisas feitas com o Uri Geller, o Ingo Swan, etc. Você viu o vídeo dos testes? Eu postei lá nm dos link do GVA.

A questão é:

esses céticos trabalham (são instrumento por trás dos panos, quero dizer, não que seja escolha consciente, exceto  o Padre Quevedo, que só aceita paranormalidade dentro da igreja católica, esse pelo menos assume )  para o catolicismo  aquele verdadeiro Império das trevas, o bom e velho Império Romano,  que se apropriou do cristianismo no ano 300 e depois gerou as caças às bruxas na idade média, para reprimir ao máximo qualquer tipo de manifestação paranormal que não ocorresse dentro das fileiras católicas. Os céticos tradicionais são só a versão amadoristicamente  científica disso, mas que não tem valor algum na ciência, só na cultura pop. Eles focam sua artilharia sempre nos paranormais, e nunca ou raramente nos ditos "milagres católicos", para preservar o "monopólio milagreiro".

A única função realmente útil dessa turma é porque em geral paranormal sério nunca busca popularidade, trabalham "abaixo do radar". Então, de certa forma, isso cria uma linha divisória, porque pode-se dizer sem MUITO  medo de errar, que se o cara busca grana ou fama com suas exibições, é bem provável que esteja disposto a fazer qualquer coisa por isso. É a "alma capitalista" né? Então o percentual de pilantras entre os famosos deve ser alto mesmo e os céticos prestam algum serviço de utilidade pública ao descobrirem DE FATO algum fraudador. Mas isso não é o mesmo que apenas levantar dúvida razoável imitando um fenômeno através de fraude. Igualar uma coisa a outra  é tentar   iludir gente que não presta atenção à irracionalidade dessas conclusões .

Share this post


Link to post
Share on other sites

Você percebe que a recíproca é verdadeira? O intuito do Randi não é demonstrar que o sobrenatural não existe, mas sim que aquilo que o Uri e vários outros fazem é possível de ser replicado facilmente com truques básicos de mágica mesmo em um ambiente controlado cercado por cientistas.

No mais, eu não cheguei à conclusão de que o Uri era um grande mentiroso apenas em função de um documentário, mas sim através de linguagem corporal, que é uma área que eu estudo há muito tempo.  Aliás, quem tiver interesse nesse tema eu recomendo a leitura de dois livros: “O Corpo fala” de Roland Tompakow e a “Linguagem das Emoções” de Paul Ekman, ambos podem ser encontrados em pdf na internet.

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 minutos atrás, Rodrigosg disse:

Você percebe que a recíproca é verdadeira? O intuito do Randi não é demonstrar que o sobrenatural não existe, mas sim que aquilo que o Uri e vários outros fazem é possível de ser replicado facilmente com truques básicos de mágica mesmo em um ambiente controlado cercado por cientistas.

Você acha que a opinião de alguém que nem cientista é (Randi), é mais valiosa que relatórios oficiais da CIA? Mesmo que pudessem replicar perfeitamente através de mágica o que Geller fazia, os EUA jamais gastariam milhões em um projeto sem que houvesse nenhuma evidência forte das habilidades do Geller. É preciso ver os dois lados sem excessos. 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Infinite disse:

Você acha que a opinião de alguém que nem cientista é (Randi), é mais valiosa que relatórios oficiais da CIA? Mesmo que pudessem replicar perfeitamente através de mágica o que Geller fazia, os EUA jamais gastariam milhões em um projeto sem que houvesse nenhuma evidência forte das habilidades do Geller. É preciso ver os dois lados sem excessos. 

 

 

Bem, felizmente não foi isso que eu disse.

Como eu relatei acima, qualquer mágico treinado pode fazer as mesma coisas que ele fez, e James Randi provou isso. Basta assistir ao documentário inteiro, e não trechos e vídeos aleatórios no youtube, acredito que essa seja a forma válida de "ver os dois lados".

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Rodrigosg disse:

Você percebe que a recíproca é verdadeira? O intuito do Randi não é demonstrar que o sobrenatural não existe, mas sim que aquilo que o Uri e vários outros fazem é possível de ser replicado facilmente com truques básicos de mágica mesmo em um ambiente controlado cercado por cientistas.

Sim, quanto a isso não vejo problema , o problema é FANTASIAR PARA A CONCLUSÃO SEGUINTE, que o cara seja fraude porque eles replicaram. Isso é OUTRO MUNDO em termos de conclusões.

No momento em que eles alegam que nunca conseguiram "não replicar por truque algo que algum paranormal apresentou", e daí concluem que portanto nenhum paranormal provou ser real,  eles dão esse "salto de fé" nas conclusões, e pisam na casaca de banana da racionalidade. Mas eles não ligam, porque trata-se de uma campanha em favor de um credo, e mesmo que eles não façam a afirmação literal, ela é perfeitamente captada pelos "adeptos", como este tipo de sujeito,  que parece de fato acreditar que  "   a ciência nem sequer perde tempo com este tipo de bobagem". :https://universoracionalista.org/a-melhor-prova-de-que-fenomenos-paranormais-nao-existem/

Ou seja, o tipo de gente que dá atenção ao Randi são pessoas que em geral trocam o bom e velho conhecimento, no caso sobre a pesquisa paranormal, pela "religião do ceticismo", que aplicam somente ao que os deixa desconfortáveis. São céticos de fachada, na verdade.

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 minutos atrás, Rodrigosg disse:

Como eu relatei acima, qualquer mágico treinado pode fazer as mesma coisas que ele fez,

Não discordei disso mas o problema é que isso não prova que o Geller era uma fraude. Nenhum "mágico treinado" enganaria o governo americano, a CIA, etc.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, sandrofabres disse:

Sim, quanto a isso não vejo problema , o problema é FANTASIAR PARA A CONCLUSÃO SEGUINTE, que o cara seja fraude porque eles replicaram. Isso é OUTRO MUNDO em termos de conclusões.

No momento em que eles alegam que nunca conseguiram "não replicar por truque algo que algum paranormal apresentou", e daí concluem que portanto nenhum paranormal provou ser real,  eles dão esse "salto de fé" nas conclusões, e pisam na casaca de banana da racionalidade. Mas eles não ligam, porque trata-se de uma campanha em favor de um credo, e mesmo que eles não façam a afirmação literal, ela é perfeitamente captada pelos "adeptos", como este tipo de sujeito,  que parece de fato acreditar que  "   a ciência nem sequer perde tempo com este tipo de bobagem". :https://universoracionalista.org/a-melhor-prova-de-que-fenomenos-paranormais-nao-existem/

Ou seja, o tipo de gente que dá atenção ao Randi são pessoas que em geral trocam o bom e velho conhecimento, no caso sobre a pesquisa paranormal, pela "religião do ceticismo", que aplicam somente ao que os deixa desconfortáveis. São céticos de fachada, na verdade.

 

 

 

 

Se você assistir ao documentário, verá que o Randi não nega nada, não o confunda com seus asseclas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Infinite disse:

Não discordei disso mas o problema é que isso não prova que o Geller era uma fraude. Nenhum "mágico treinado" enganaria o governo americano, a CIA, etc.

 

Sim, enganaria, e esse é o problema.

Novamente eu peço, assista ao documentário hahahha

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, Infinite disse:

OK. É seu livre-arbítrio acreditar nisso. Vou respeitar sua opinião. 

Mas não é minha opinião, James Randi também conseguiu isso através dos seus alunos.

Assista ao documentário que o Sandro linkou.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Rodrigosg disse:

Mas não é minha opinião, James Randi também conseguiu isso através dos seus alunos.

A sua opinião é supor que alguém faria os EUA gastarem R$ 20 milhões de dólares sendo apenas um "mágico treinado". Eu concordo que é possível replicar muitas coisas das habilidades paranormais mas é óbvio que a primeira coisa que os cientistas da CIA fizeram foi testá-lo sob condições TOTALMENTE controladas por eles. Teria-se que atribuir uma inocência ímpar a cientistas que deixassem o Uri Geller usar equipamentos próprios sem o mínimo de supervisão, critérios e metodologia científica. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Infinite disse:

A sua opinião é supor que alguém faria os EUA gastarem R$ 20 milhões de dólares sendo apenas um "mágico treinado". Eu concordo que é possível replicar muitas coisas das habilidades paranormais mas é óbvio que a primeira coisa que os cientistas da CIA fizeram foi testá-lo sob condições TOTALMENTE controladas por eles. Teria-se que atribuir uma inocência ímpar a cientistas que deixassem o Uri Geller usar equipamentos próprios sem o mínimo de supervisão, critérios e metodologia científica. 

 

Não, você não entendeu. O Uri não usou equipamentos próprios, assim como os dois alunos do Randi também não usaram hahahah

Sério, assista ao documentário.

Share this post


Link to post
Share on other sites

De fato a questão de enganaria ou não já é uma alegações diferente.

E se o sujeito contrata enganadores e engana um time cientifico específico, ele prova que é possível enganar aquele time. Se conseguiria com outros times, é outro papo, claro, mas dá para entender a lógica, ok. Isso tem lá sua utilidade, para ajudar os cientistas e ficarem alertas sobre isso.

Só que ainda assim não permite tirar conclusões negativas sobre o Uri Geller, permite apenas manter a dúvida em aberto. Porque  então o Randi escreveu um livro dom  título "A verdade sobre Uri Geller" é um desafio à lógica. É diferente, por exemplo, se uma câmera oculta pega o cara tirando uma colher sua do bolso para substituir pela outra, do laboratório (sendo que o Uri Geller não foi testado oficialmente nisso, já que a meta dos testes era outra mesmo, como recentemente foi revelado com a liberação dos documentos secretos da CIA), aí sim fica provado que o cara fraudou NO TESTE EM QUE A FRAUDE FOI FILMADA,  e levantaria dúvida sobre os outros. É "outro departamento".

Mas até nessa área os céticos costuma ter problemas. O praranormal filmado "coça as coisas" levando a mão embaixo da mesa, fora da câmera, e já concluem que ali ele pegou trocou... De fato ele PODE  ter feito, TEVE CHANCE DE.... em casos de filmagens como essa, É bem diferente de dizer que ELE FEZ. Mas o pessoal costuma ser atrapalhado para analisar esse tipo de coisa.

Eu já posso imaginar a "qualidade" do documentário, se fugir do nível do que os céticos produzem, já será uma milagre, porque em pouco mais de 30 anos que perco meu tempo com céticos, nunca vi nada que não fosse raciocínio torto. Vamos ver se esse não será mais do mesmo. Vou ver se consigo baixar amanha.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.