• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Sign in to follow this  
Guest

O que motiva o karma de desaparecimento?

Recommended Posts

Guest

Sempre tive essa dúvida: quais são as possibilidades que motivam o karma das pessoas desaparecidas? E quando a família nunca mais vê ou sabe notícias do parente, nem se ele morreu ou fugiu?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest

Todas as noites antes de dormir, ao invés de fazer técnicas para tentar sair do corpo, eu mentalizo que só sairei se for um convite para estudar ou visitar pessoas que queiram falar comigo, eu jamais ficarei forçando a me levarem para tal lugar ou para fazer tal coisa (adotei essa medida para não sair vagando sozinha por aí nem me arriscar em lugares de baixo padrão vibratório).
Ainda assim, ontem, em semi-lucidez, fiquei ouvindo uma consciência próxima a mim enquanto descansava ao redor da minha bolha, e lembrei desta pergunta acima que fiz ao forum do GVA e que não obtive respostas.

A consciência que falava comigo por telepatia contou que no passado (nos anos a.C.) era comum que os líderes e suas famílias comessem e comessem até vomitar para que seus escravos nada tivessem para aproveitar de suas mesas.

Eu olhava para as pessoas que hoje enfrentam a obesidade mórbida e era de cortar o coração de ver como eles comem compulsivamente, gerando diabetes, hipertensão, fora as torturas psicológicas que são submetidos no dia-a-dia. Foi aí que me veio a intuição: pessoas obesas pagam o carma dessas atitudes no passado, pois pertenciam às famílias que tinham o hábito de comer até vomitar para que não sobrasse comida aos escravos e indulgentes.
Só que na questão dos desaparecimentos ainda não obtive pistas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest

Olha Ricardo, eu não gostaria de vivenciar experiência desse tipo para poder entendê-la. É que na verdade eu tive uma pessoa que eu amava muito, cujo pai havia desaparecido quando ela tinha apenas 3 anos de idade. Essa pessoa só foi reencontrá-lo mais de 20 anos depois quando descobriu por acaso que seu pai estava em estado terminal por câncer em um hospital. Foi muito difícil a situação e ela entrou em depressão profunda com a morte de seu pai. Mas eu vejo na TV muitas pessoas a procura de alguém perdido e nunca mais souberam de nada, nem se fugiu, nem se morreu, nem se está vivo e escravizado em outro local, nada de nada, eu sinto angústia por essas pessoas de ver esta situação também.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha Caroline, essa questão ao meu ver é muito complexa. A razão disso é porque "desaparecimento" é algo bem genérico que pode ocorrer por n razões. Creio que não exista uma causa geral que produza um efeito kármico de desaparecimento. Exemplos:

a- individuo desparecido foi morto e o corpo nunca encontrado. É possível que aja alguma "relação" kármica entre o assassino e a vítima. 

b- indivíduo desaparecido simplesmente foi embora porque quis. nesse caso o livre-arbítrio lhe impeliu a ir embora sem mandar notícias ou se despedir. 

c- indivíduo desaparecido foi vítima de abdução (aqui existe um leque enorme não só no desfecho do incidente mas das consequências kármicas dele ter ocorrido). 

Ou seja, é algo muito difícil de dar uma causa geral.  

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Caroline disse:

É um karma mais voltado à família que sofre sem notícias, creio eu.

Você falava pelo ponto de vista da família? Enquanto encarnados aqui os desfechos das redes kármicas e das escolhas de cada sempre produzirão a ilusão do "sofrimento".

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Honeymoon

Fui forçada essa semana a repensar esta minha dúvida de março. Um sofrimento que partia de uma pessoa em desespero, fugindo sem rumo porque não conseguia encarar com fé as suas responsabilidades. Ela parecia testar o afeto das outras pessoas por ela e então sumia num ataque de fúria nos locais de viagem sem avisar nada a ninguém. Causava dor a sua mãe, seu pai, seus amigos e em parte a seus conhecidos, pois não sabia lidar com a realidade. Esse karma esse enigma, esse desamparo o consumia tanto quanto a qualquer um que dele se aproximasse. Nasce de novo para desta vez ver o seu filho partir e sentir as consequências do seu ato. 

Parecia-se com a voz de Chico Xavier a dizer-nos tais coisas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, mesmo sendo meio leigo no assunto, vou dar minha humilde opinião, pois acho a questão do karma algo muito interessante.

Como tudo neste mundo segue uma ordem lógica e perfeita, vide a natureza, com o karma não seria diferente. Várias coisas que acontecem nas nossas vidas, e que podem ou não trazer um impacto emocional muito forte como a partida de um ente querido ou até mesmo um desaparecimento como relatado no post inicial do tópico, seguem uma ordem que dificilmente poderemos entender sem um pouco de reflexão. Nada nessa vida acontece por acaso, é tudo planejado.

Acima citaram o caso de uma pendência kármica, onde em outra vida as pessoas comiam tanto ao ponto de passarem mal, apenas para não ter que dividir com os pobres e sofridos, isso com certeza vai gerar uma pendência kármica, e uma das formas dessa pessoa pagar por essa dívida seria possuir obesidade mórbida como citado, ou também o contrário, ter que passar fome a maior parte do tempo, para que possa se por no lugar de quem também já sofreu por isso.

Mas veja que não necessariamente a pessoa em questão vai pagar a dívida dessa forma, um outro exemplo, alguém que teve qualquer tipo de problema relacionado a cegueira, em outra encarnação ela pode vir cega, ou como a lei kármica é infalível, ela pode vir a cuidar de uma pessoa cega. Duas pessoas que tenham pendências kármicas com relação a cegueira podem vir a participar da mesma família, um sendo pai/mãe e outro o filho, os dois vão aprender com a mesma experiência, a pessoa cega, e a pessoa que vai ter que cuidar por grande parte da vida da pessoa cega, aplica-se o mesmo para os casos de deficiência, onde pessoas ficam dependentes dos seus familiares pelo resto da vida.

Já ouvi uma entidade que trabalha para o bem dizer que em outra encarnação ela foi um capitão do mato, creio que você já deve ter visto em qualquer um desses filmes que retratam a época do Brasil colonial, capitães do mato eram aqueles que cuidavam dos escravos e iam atrás dos mesmos caso fugissem, ficavam responsáveis pela tortura e tudo mais. Ao chegar no plano espiritual deram a opção para que ela escolhesse, se gostaria de trabalhar para a caridade, como forma de espírito e entidade incorporada, ou se ela gostaria de reencarnar mais uma vez na terra, mas, como precisaria pagar sua dívida, encarnaria na pele de um negro escravo para que assim pudesse aprender com seus erros, todos esses detalhes foram dados pela própria entidade.

Em um vídeo do Laércio Fonseca ele cita uma criança, que nasceria na família de um casal de médicos, todos os médicos amigos viviam falando que cuidariam da criança, desde obstetras, pediatras e tudo mais. Chegou na hora do parto, vários médicos ali em volta, dando mais atenção do que o normal para a criança e mesmo assim por um descuido a criança veio a falecer por conta de enforcamento causado pelo cordão umbilical, pensa na desolação da família e dos amigos, segundo o Laércio o médico falava que em anos de trabalho nunca tinha perdido uma criança na vida, 2 anos depois a mesma mulher engravidou, e dessa vez deu a luz a uma criança saudável. Foram atrás do Laércio para saber o que havia acontecido, depois de muito investigar, o Laércio descobriu que o filho que eles tem agora, no vídeo ele diz que a criança já deve estar com uns 20 anos, é a mesma criança que havia morrido no parto há alguns anos atrás. Mas, se é a mesma pessoa, pq não nasceu no primeiro parto? Segundo o Laércio o primeiro corpo havia sofrido uma má formação que não tinha sido detectada em exames e a criança poderia ter deficiências se viesse a nascer com aquele corpo, cientes disso, os mentores espirituais resolveram cancelar a encarnação por um pequeno período, e colocaram o mesmo espírito na criança que veio a nascer 2 anos depois, tudo isso pq o espírito não precisava pagar dívidas kármicas relacionadas aquelas deficiências.

O texto já está ficando bem grande, mas vou dar um último exemplo. Uma tal família não se entendia por nada no mundo, as brigas e desentendimentos entre familiares e parentes eram constantes. Certo dia a mulher dessa família descobre que está grávida, foi uma felicidade só, uma criança delicada nasceria, a família toda se uniu, pararam as brigas, o ambiente familiar melhorou 100%, após alguns anos, a criança começa a ficar doente sem motivos aparentes, e médico nenhum descobria que diabos a criança tinha, em exame nenhum dava sinal do motivo da doença, e o mais estranho, a criança não se incomodava com isso, mesmo lá fraquinha continuava sempre sorrindo e alegre, até que chegou um momento que ela ficou tão fraca que veio a falecer, isso uniu mais ainda a família com o sentimento de perda. Anos depois a família começou a frequentar um centro espírita e vieram a descobrir que a única missão dessa criança aqui na terra, era a de unir essa família, acabar com as brigas e tudo mais.

Esses são alguns exemplos de como a lei kármica pode atuar, agora com relação ao assunto desaparecimento, depende muito do que a pessoa passou na outra vida, e também seus familiares, todos estamos ligados por uma teia que não conseguimos ver.

Antes de encarnarmos já sabemos de todas as adversidades que vamos ter que passar, porém, nos esquecemos de tudo, assim como esquecemos de outras vidas em que já passamos. Quando alguma tragédia vem a acontecer em nossa família, ficamos desolados e sem saber o que fazer, porém tudo faz parte de um script, nada acontece por acaso.

Se duas pessoas precisarão se encontrar nessa vida e resolver suas pendências kármicas, uma pode morar no Brasil e outra no Japão, mas tenha certeza de que o universo vai conspirar para que as duas um dia se encontrem, um dia elas vão precisar resolver essas pendências.

 

Tudo de melhor pra vocês! =)

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Não Conjecturável

“ Existem esses quatro não conjecturáveis em relação aos quais não se devem fazer conjecturas, porque trará loucura e tormento a quem conjecturar a seu respeito. Quais quatro?

“ A extensão búdica dos Budas [ isto é a extensão dos poderes desenvolvidos por um Buda como resultado de tornar-se um Buda] é um não conjecturável sobre o qual não se devem fazer conjecturas, porque trará loucura e tormento a quem conjecturar a seu respeito.

“ A extensão dos jhanas para uma pessoa que está em jhana [ isto é, a extensão dos poderes que podem ser obtidos enquanto se está absorto em jhana]....

“ [A maneira precisa como se desenvolvem] os resultados do kamma...

“ Conjectura acerca [ da origem, etc..] do mundo é um não conjecturável sobre o qual não se devem fazer conjecturas, porque trará loucura e tormento a quem conjecturar a seu respeito.

“ Esses são os quatro não conjecturáveis em relação aos quais não se devem fazer conjecturas, porque trará loucura e tormento a quem conjecturar a seu respeito.

http://www.acessoaoinsight.net/sutta/ANIV.77.php

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Honeymoon

Cada vez que preceitos de religiões nos tolhem a capacidade de buscar uma explicação me causa profundo asco essas reflexões. Estamos num forum de pessoas que buscam espiritualidade, certo? Deixe-nos comentar sem arreio, porque somos como cavalos selvagens e buscamos a nossa sobrevivência na Terra, uma palavra que nos convença, apenas uma palavra.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this