• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
zen

livros da Escola Clairvision

Recommended Posts

A escola, atualmente radicada nos EUA, foi fundada por Samuel Sagan, um médico natural da França.

No site -  http://clairvision.org/ - existem 2 livros disponíveis na integra em português (em breve um terceiro sobre parasitas energéticos que ajudei a traduzir).

As técnicas descritas - especialmente as dedicadas a abertura da visão interior - são simples e altamente funcionais.

Tenho o material em DOC, posso enviar por email.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá @zen estou terminando a leitura do livro sobre parasitas (tema que sempre me chamou atenção). Não sabia que foi alguém do fórum que traduziu. Quando terminar vou postar algumas impressões sobre. 

 

Obrigada! 🙏

Share this post


Link to post
Share on other sites

No livro sobre parasitas o autor diz que essas entidades, as que vemos como aparições em locais mal assombrados por exemplo, seriam fragmentos do corpo astral de algum desencarnado, e que um desencarnado jamais ficaria ali perdido. E inclusive os parasitas, que ele também chama de entidades, seriam também esses fragmentos astrais. Por exemplo, um avô seu que desencarna e depois te aparece numa com aspecto raivoso, esse que aparece depois não seria o seu avô e sim um fragmento do corpo astral dele, especificamente o fragmento da personalidade raivosa. Se for isso mesmo, já era dificil explicar as experiências no astral, agora essa explicação me deixou mais confuso. Numa projeção o obsessor que aparece é só um desses fragmentos e não a propria pessoa/consciência?

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 horas atrás, bandeirapvh disse:

No livro sobre parasitas o autor diz que essas entidades, as que vemos como aparições em locais mal assombrados por exemplo, seriam fragmentos do corpo astral de algum desencarnado

Acho complicado tentar reduzir todos as entidades dos planos internos a um ou outro fenômeno. O que conheço parecido com isso que ele fala são os cascões astrais e as sombras que são corpos etéricos ou astrais abandonados e que por alguma razão podem ser animados temporariamente, seja involuntariamente ou voluntariamente (através de magia negra). Pelo o que já li, as assombrações geralmente são entidades que ainda estão usando o corpo etérico (porque estão muito presas à vida física ou estão absorvendo energia dos outros para se manterem integradas) e portanto se tornam susceptíveis a aparecerem temporariamente por estarem em uma baixa vibração. 

20 horas atrás, bandeirapvh disse:

Numa projeção o obsessor que aparece é só um desses fragmentos e não a propria pessoa/consciência?

Creio que o obsessor seja uma entidade que ainda está habitando o corpo astral.

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, bandeirapvh disse:

Numa projeção o obsessor que aparece é só um desses fragmentos e não a propria pessoa/consciência?

Resumindo, enquanto estamos encarnados temos o corpo biológico, quando desencarnamos, morremos, perdemos o corpo biológico, mas continuamos com o corpo astral, psicossoma, perispírito, são alguns dos nomes, e com esse corpo astral, nos manifestamos em outras dimensões não físicas.

- Quando vemos algum espirito, quando estamos em viagem astral, geralmente são espiritos não encarnados mais, e portanto não tem mais o corpo biológico, e existe a chance de vermos outros projetores que estejam fora de seus corpos fisicos assim como nós.

- o corpo espiritual, ou corpo astral, pode se transfigurar, seja pela passagem do tempo, quando o espirito esta a muito tempo sem reencarnar, seja por vontade do próprio espirito, quando o mesmo tem inteligência e tecnica para isso, por isso vemos espiritos com aparências e de todas as formas, sejam como monstros, belas mulheres, belos homens, diabo, anjos,e por ai vai.

Existem no astral, larvas astrais, eu particularmente ja vi várias, existem espiritos que se transfiguram para nos enganar, para nos seduzir, eu ja tive vários encontros assim. Mas existem sim animais no astral, também ja os vi em várias ocasiões. Não creio que partes de nossa essencia fiquem gravitando por ai, nossa personalidade ou outras partes. Somos formados por vários corpos, e todos esses corpos de manifestação estão bem unidos, pelo corpo energético, ou energossoma ou duplo etéreo, como chamam os Kardecistas.

Ao ter contato com espiritos no astral, eu particularmente não confio em ninguem, claro, se eu estiver com lucidez, se estiver sem, o que é normal kkkk sempre somos enganados. Mas se voce estiver fora do corpo e com lucidez, não atenda, não acredite em ninguem, e não se sinta obrigado a atender mentor, amparador, guia nenhum. Os vídeos do curso do Saulo são muito bons para explicar e falar sobre mentores e espiritos.

https://www.youtube.com/watch?v=YTA95CTCNKk&list=PL4i5CG-o3OoGrwn6h8THrmS5BRf5tfAku&index=10

e

https://www.youtube.com/watch?v=Vwp02dDyj3k

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas respostas.

Só mais um complemento. Sobre a o desercarne.

Pela teoria do autor do livro, quando desencarnamos o corpo astral se desprende quase completamente do ego (que é a consciência/o ser), e esse corpo astral se divide em varios fragmentos. A pessoa fica confusa porque ve uma parte sua, por exemplo, aquela parte que sabia tocar piano ir embora no astral, bem como aquela parte que sabia alemão. E fica somente uma pequena porcentagem do corpo astral ainda colada ao ego, que é o que irá reencarnar. Daí ele tira a explicação de porque não lembramos o que eramos na vida anterior. Porque a maior parte se perdeu no astral, se foram com os fragmentos do corpo astral.

E como eu já havia dito acima, algums desses fragmentos, que nao sao o ser, se tornam parasitas ou “assombrações”.

Só postei a duvida porque me senti um ignorante (na conclusão que tive das minhas experiências), quando li o autor dizer que estamos lidando com fragmentos do corpo astral de alguma consciência e não com as próprias consciências. Isso mudaria todas as experiências, projeções e episodios de clarividência. Não concordo com essa linha de raciocínio do autor, apesar de que pelo que parece ele é clarividente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
58 minutos atrás, bandeirapvh disse:

Só postei a duvida porque me senti um ignorante (na conclusão que tive das minhas experiências), quando li o autor dizer que estamos lidando com fragmentos do corpo astral de alguma consciência e não com as próprias consciências. Isso mudaria todas as experiências, projeções e episodios de clarividência. Não concordo com essa linha de raciocínio do autor, apesar de que pelo que parece ele é clarividente.

É, até as variadas escolas divergem sobre os detalhes do pós-morte. Sugiro a leitura desse tópico: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/18504-cadeia-dos-ordenados/

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

@bandeirapvh conclui a leitura na semana passada e esse trecho dos fragmentos (astrais) também me intrigou. Eu não tinha lido em nenhum lugar sobre essa visão. Será que é uma linha mais oriental de ver? Dos parasitas já conhecia as tais formas grotestescas, de insetos ou outras criaturas, que andam pelo seu corpo astral ele fala dessas também. 

Aproveitando vou postar as impressões que tive do livro.

O autor cita que a maioria dos casos de possessão são desses fragmentos, que faziam parte de seres que desencarnaram (ou não, no caso da placenta, dos cordões...). O mais interessante para mim é esses fragmentos terem personalidade. Foi algo novo mas fez bastante sentido. Em outros casos o autor cita a obsessão por seres conscientes também, mas a taxa seria bem pouca e também pelos elementais (bem curioso).

Eu fiquei imaginando se os processos de desobsessão espirita e de umbanda seria coerentes para extrair essas tais entidades. No caso ele cita como importante no processo de extração um vínculo com os guias astrais... então estaria tudo certo, são seres mais instruídos...

Também fiquei intrigada sobre o efeito da movimentação energética sobre essas entidades. Teria algum efeito o auto desassédio? E que problemão hein, muitos vão desencarnar com isso e nem vão saber a origem de um tal tormento.

Um trecho no qual ele fala sobre como as pessoas contrairam aquilo foi bem enfática, haviam portas e janelas abertas. Ele não descorre muito sobre elevação moral mas nós já vimos muito sobre a importância em variadas fontes.

Gostei bastante do autor, a próxima leitura vai ser "o despertar da força interior"... Peguei o Legião do Robson Pinheiro agora, e por acaso cita bastante casos de parasitismo (Apesar de seguir a linha de romance).

 

Edited by Estrela

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, Estrela disse:

@bandeirapvh conclui a leitura na semana passada e esse trecho dos fragmentos (astrais) também me intrigou. Eu não tinha lido em nenhum lugar sobre essa visão.

 

Pois é, terminei de ler também. Ele resume tudo a fragmentos do corpo astral. Também fiquei intrigado sobre os elementais assediarem, só vi ele falar isso.

Aí eu me questiono se me incomodei porque ele mexeu no meu sistema de crenças. Mas a questão é que a maioria dos outros autores dao outra explicação.

Eu tambem notei, ele nao fala nada sobre mudança de sintonia. Eu ate procurei no livro porque me poderia ser util, mas ele diz que sempre precisa de um terceiro pra tirar.

Eu gostei de algumas explicações, por exemplo, sobre a cremação e usar roupas brancas pelos hindus. Achei bastante interessante.

Uma hora vou ter que ler esse livro “legiao”, rs. Esse livro despertar acho que já li, se for um que trata de desenvolver a clarividência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, bandeirapvh said:

Uma hora vou ter que ler esse livro “legiao”, rs. Esse livro despertar acho que já li, se for um que trata de desenvolver a clarividência.

Errei é Despertar da Visão... e não da "força" mas acho que você entendeu qual é. Rs

Pois é, gostaria de ler outros autores explanando sobre. Se bem que ele tem ligação com a espiritualidade/cultura oriental. Como ele cita a India e algo da China também.

Dos livros do Robson sempre tive curiosidade. No link que o @Infinite postou acima tem um comentário do Sandro dizendo que é bom ler esses livros rápidos pela sintonia. Eu nem me atentei hehe, vou acelerar a leitura.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.