• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Erlon Vieira

Estado Vibracional

Recommended Posts

Estou pesquisando sobre o estado vibracional. Já ví os vídeos da Nancy e lí alguns relatos sobre o assunto. Tentei algumas vezes fazer a OLVE mas sem muito sucesso. Uma única vez consegui um EV natural, relativamente fraco e bem curto, poucos segundos. Tmb não tentei a OLVE tantas vezes assim, foram mesmo poucas e sei q é a prática q traz resultados. De qqr forma não é essa minha dúvida, minha dúvida é sobre a duração do EV.

Vou relatar como tenho feito pra ver se me explico melhor...

Eu enrolo um pouco durante a OLVE tentando manter a concentração, mas isso é difícil e a mente acaba se dispersando rápido. Depois de enrolar algum tempo eu estabeleço o EV, assim mesmo por vontade própria. Já costumava fazer isso em algumas situações especiais, mas depois da OLVE fica super simples, só q o EV não vem sozinho como descrevem, eu o trago mesmo a força e ele dura apenas alguns momentos.

Já tive EV´s muito fortes. Basta q algum espírito muito negativo chegue perto de mim pra quase me arrancar do corpo. Essas coisas acontecem principalmente na rua, qd não sabemos quem está a nossa volta, e o EV termina tão logo a pessoa saia de perto de mim. Só citei isso pra saberem q já experimentei um EVzão de verdade algumas vezes.

Gente, não sei usar um fórum, portanto se postei minha dúvida no lugar errado peço a gentileza de me explicarem onde eu deveria ter postado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sua dúvida então é sobre a duração dos e.vs?!

Isso vai depender d q tipo ele é. Os involuntários e mecânicos normalmente duram alguns segundos.

Os de projeção já são um pouco mais longo. A duração varia até q teu corpo astral se solte do corpo físico. Nesse processo pode ser q ele dure mais tempo. Eu nunca experimentei um e.v d minutos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Citar

só q o EV não vem sozinho como descrevem, eu o trago mesmo a força e ele dura apenas alguns momentos.

Veja bem, o ESTADO vibracional a gente busca INDUZIR pela técnica da mobilização das energias.

Ele vem szoinho por motivos fora do nosso controle, que são auqeles que você citou.

Em 29/03/2016 at 15:11, Erlon Vieira disse:

Já tive EV´s muito fortes. Basta q algum espírito muito negativo chegue perto de mim pra quase me arrancar do corpo. Essas coisas acontecem principalmente na rua, qd não sabemos quem está a nossa volta, e o EV termina tão logo a pessoa saia de perto de mim.

Mas quando você quer gerar, eel não virá sozinho não, você fica ali no sobe-e-e-desce até que:

1- surgem arrepios que sobem e descem

2- os arrepios ficam mais fortes, mas ainda sobem-e descem ao seu comando

3- você vira um sujeto dentro de uma "bolha de arrepios efervescentes"

Somente o passo 3 é o EV, e quando você chega nisso, você não o controla mais as energias. Ellas atingem seu máximo e dura alguns segundos, digamso que uns 10 segundos e começa a enfraquecer

Nesse ponto, quando voce percebe a prieira redução de velocidade, basta fazer um sobe-e-desce das energias de novo, a OLVE ,e eel já vem para o máximo de intensidade de novo. Então se quiser que o EV udre bastante, toda vez que ele ameaçar reduzir a intensidade, você "bombeia" com a OLVE até ele chegar no máximo, e deixa ele "por conta. Começou a reduzir, bombeia de novo....E vai assim ate´uma hora que não vai mais conseguir fazer ele intensificar.

Já fiquei uns 2 minutos fazendo isso, logo no início, quando queria conhecer melhor o EV, mas a idéia é usar o EV para sair do corpo né? No entanto, caso você note que não sai ( na verdade algumas pessoas geram EVs mas não saem, porque ainda faltam outros pr-requisitos talvez) , pelo menos gerar o EV e mante-lo por um tempo vai servir de limpeza energética geral, vale a pena fazer e esticar sau duração ,se você está conseguindo gerá-lo com frequencia.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
2 horas atrás, sandrofabres disse:

1- surgem arrepios que sobem e descem

2- os arrepios ficam mais fortes, mas ainda sobem-e descem ao seu comando

3- você vira um sujeto dentro de uma "bolha de arrepios efervescentes"

 

Consigo me auto-arrupiar sempre que quero a qualquer momento do dia, os arrepios surgem na minha nuca e em algum lugar no interior da parte de trás do meio peito, coluna vertical acho, dai seguem sendo emanados e caminhando por todo o meu corpo ate desaparecerem nas extremidades de minhas pernas e braços, todos os pêlos do meu corpo sobem freneticamente quando a onda passa. Já cansei de pesquisar e nunca encontrei explicação para isso ate o dia em que me ocorreu algo terrível, ao deitar comecei a disparar constantemente estes arrepios e fiquei assim durante muito tempo, no outro dia tive febre de 39° passei mal terrivelmente, quase fui internado a força pela minha ex-namorada, (atual esposa) ela comprou vários remédios mas nada adiantava, entramos em desespero, fiquei muito fraco, sentia que iria desfalecer, foi quando clamei por ajuda divina e obtive em pensamentos a seguinte resposta: ( "Os humanos nascem com terríveis doenças ocultas em seus corpos, porem seu campo de força, "áurea"  lhes protege constantemente impedindo que estas doenças se manifestem, você descarregou seu campo de força e uma doença se manifestou, porem assim que o sol se por, assim que escurecer seu campo de força se restabelecerá e a doença sessará "), contei isso para minha ex e ela riu de mim, queria me internar, no entanto assim que o sol se pós, assim que a noite chegou e o céu escureceu, senti uma fome terrível, meu apite voltou, me alimentei e como se por um milagre comecei a me sentir forte novamente, levantei da cama e já podia andar normalmente, fiquei ainda um pouco fraco toda aquela noite mas no dia seguinte eu estava 100% curado como se nada houvesse me acontecido. Minha ex ficou espantada e estarrecida e daquele dia em diante começou a acreditar nas palavras amigas que ouço as vezes no interior de minha mente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 01/04/2016 at 14:44, sandrofabres disse:

Você fica ali no sobe-e-e-desce até que:

1- surgem arrepios que sobem e descem

2- os arrepios ficam mais fortes, mas ainda sobem-e descem ao seu comando

3- você vira um sujeito dentro de uma "bolha de arrepios efervescentes"

Somente o passo 3 é o EV, e quando você chega nisso, você não o controla mais as energias. Elas atingem seu máximo e dura alguns segundos, digamos que uns 10 segundos e começam a enfraquecer.

Nesse ponto, quando voce percebe a primeira redução de velocidade (no vídeo, aos 1'18") basta fazer um sobe-e-desce das energias de novo, a OLVE ,e ele já vem para o máximo de intensidade de novo.

Então se quiser que o EV dure bastante, toda vez que ele ameaçar reduzir a intensidade, você "bombeia" com a OLVE até ele chegar no máximo, e deixa ele "por conta. Começou a reduzir, bombeia de novo....E vai assim ate´uma hora que não vai mais conseguir fazer ele intensificar.

Já fiquei uns 2 minutos fazendo isso, logo no início, quando queria conhecer melhor o EV, mas a idéia é usar o EV para sair do corpo né? No entendo, caso você note que não sai ( na verdade algumas pessoas geram EVs mas não saem, porque ainda faltam outros pr-requisitos talvez) , pelo menos gerar o EV e mante-lo por um tempo vai servir de limpeza energética geral, vale a pena fazer e esticar sua duração ,se você está conseguindo gerá-lo com frequencia.

Pessoal, me perguntaram agora ha pouco sobre isso de novo, então editei aquele vídeo da MBE, para demonstrar visualmente o que expliquei acima:

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

@sandrofabres,

O @Iogui me indicou este post hehehe.

@Erlon Vieira estou na mesma situação que você rs.

Minha intenção é prolongar o E.V, por enquanto ele esta durando apenas poucos segundos.

Irei estimular com as "bombadas" de energia para prolonga-lo. Postarei os resultados em breve.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Consegui prolongar o E.V com a orientação do @sandrofabres

Me senti dentro de uma panela de água fervendo hehehhehe..

MAS fico apenas nisso, algo está impedindo meu desprendimento...

Consigo chegar a picos de E.V ...3..4 vezes, depois eles se tornam menos intensos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, a "bateria" gasta a partir de um certo ponto, eheheh.

A questão é que ou você gera um EV forte o suficiente forçar a flutuar...

Ou você usa uma técnica de separação , logo após induzir o EV ( embora as vezes ele surja, caso ainda não tenha sido usado, POR CAUSA da técnica de separação)

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, sandrofabres disse:

É, a "bateria" gasta a partir de um certo ponto, eheheh.

A questão é que ou você gera um EV forte o suficiente forçar a flutuar...

Ou você usa uma técnica de separação , logo após induzir o EV ( embora as vezes ele surja, caso ainda não tenha sido usado, POR CAUSA da técnica de separação)

 

 

Verdade, você tinha mencionado o lance da "bateria" heheheh, realmente é assim.

É engraçado que desde quando conheci o fórum, li varias vezes os tópicos sugeridos para iniciantes rs.

Parece que sempre aparece uma coisa nova, caraca hahhahaha.

Vou testar técnicas de separação específicas.

A semanas atrás estava em testes realizando alguns testes de separação, após o produndo relaxamento do corpo (após 40..50 minutos) tentando apenas movimentar braços e pernas do corpo astral, mas não avancei muito além disso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah, lembrei de um detalhe.

Pratiquei o Alvo Mental.

Sinto vibrações intensas quando começo a imaginar como seria minha visão, andando pela casa, projeto, tento visualizar meu corpo deitado de um ponto especifico do quarto, a partir dai caminhando pela casa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exato, por isso eu disse que a técnica de separação as vezes gera o EV. As vezes apenas rememorar o sonho do qual você recém acordou já começa a gerar o EV (porque se você ficar focando na memória do sonho , vira alvo mental, e  pode voltar para ele) . Também a técnica da corda faz isso.

Isso tudo não sofreu adições, eu já trouxe do fórum anterior. Acho que só acrescentei ali o vídeo do EV, porque notei esses dias que não tinha. Só que quando você não tem prática, lê tudo e percebe muito pouco que está cheio de informaçoes práticas cai naquela "pegadinha" da preguiç,a de achar que é só teoria só porque tem muita letrinha junta, kkk. A medida que vai passando pelas experiências, ao reler ali você enxerga detalhes e explicações práticas que antes não tinha percebido.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
40 minutos atrás, sandrofabres disse:

Exato, por isso eu disse que a técnica de separação as vezes gera o EV. As vezes apenas rememorar o sonho do qual você recém acordou já começa a gerar o EV (porque se você ficar focando na memória do sonho , vira alvo mental, e  pode voltar para ele) . Também a técnica da corda faz isso.

Isso tudo não sofreu adições, eu já trouxe do fórum anterior. Acho que só acrescentei ali o vídeo do EV, porque notei esses dias que não tinha. Só que quando você não tem prática, lê tudo e percebe muito pouco que está cheio de informaçoes práticas cai naquela "pegadinha" da preguiç,a de achar que é só teoria só porque tem muita letrinha junta, kkk. A medida que vai passando pelas experiências, ao reler ali você enxerga detalhes e explicações práticas que antes não tinha percebido.

 

É exatamente isso!

Cai na pegadinha algumas vezes rs.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.