• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
cyber2050

Teoria Carma, perguntar

Recommended Posts

Que eu saiba, o que gera carma são ATOS. Na gnose o Rabolu dizia isso de uma forma bem clara, a meu ver:

- você tem intenção de matar alguém, mas não mata. Vai ganhar carma de assassinato? Claro que não! Também se tem intenção de ajudar, mas não ajuda, não ganha nada. São os ATOS que geram carma.

Então acho que perguntar não tem como gerar problema, embora responder sim, porque dependendo da pergunta, sua resposta pode auxiliar alguém a gerar danos a terceiros, algo que ela não teria condições se você não tivesse explicado algum detalhe.

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

De tudo que já li: depende da questão. Se você tiver a capacidade de visualizar o futuro e questionar algo para alguém sobre esse futuro você estaria violando o livre-arbítrio da pessoa pois todos têm o direito de não saber. Creio que essa violação não passaria totalmente impune. Mas as consequências não seriam algos tão palpáveis não.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo esse exemplo sobre a intenção de matar...

E aquele lance de que o que você pensa pode repercutir no astral? Tinha um post aqui que tinha exemplo sobre você assedir uma bonitinha no ônibus, e que isso poderia ser um estupro no astral, sei lá...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Bom, mas a gnose tem uma visão " legalista" de karma, naquele sentido de haver um Tribunal do Karma, de um iniciado pagar karma em dobro por certos erros, ja que como ele conhece mais, não se admite a desculpa do resto da humanodade, que erra sem consciência. Ou seja, a visão de katma, na gnose, não sr limita a mera "causa e efeito". Já numa visão mais automatizada, de causa e efeito, o que você pensa ou sente repercute em astral, e portanto alg efeito SUTIL existirá em resposta a esse atos SUTIS. Porém, a realidade humana é que nossa mente é toda dominada pelas paixoes animais, não dá para imaginar karma pelo que voce pensa , ou seria melhor exterminar a humanidade, eheheh.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado por esclarecer rs

Eu não costumo me "prender" a karma...

No curso de gnose, o instrutor deu a entender de que tudo que acontece é devido ao karma, algo como se um avião cai e todos morrem, era karma coletivo a ser pago.

Não acho que seja desse jeito. Se eu quero sair na rua agora e dar um tiro na primeira pessoa que eu ver, acredito que acontecerá pq eu quis. Acho que meu "livre arbítrio" foi usado de má fé, ou que exista algum eu aqui muito fdp, não que necessariamente estava tudo destinado para aquela pessoa morrer e eu ser o assassino.

Ainda não tive a oportunidade de ler sim sim sim, então essa questão de karma para mim ainda é bem turva.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há várias coisa nisso: carma individual familiar e planetário.

Mas há ainda a "Lei do acidente", porque quando você vê algum modelo de estrutura do universo, nota que estamos no ponto mais distante da "fonte" . Na Kabala a fonte são os 3 Ain, (Ain, Ain Soph, e Ain Soph Aur), que é um estado/local/zona "pré big-bang". de onde todo o universo conhecido brota.

43bdfdfeff0a675ab86b5805080f9ad0.JPG?ito

 

A primeira manifestção é simbolizada por kether, e dela fluem chockmah e binah. Essas 3 juntas representam o plano mais elevado que está fora da fonte, mas são "emanações", "desdobramentos" ou "divisões" vindo a fonte, onde tudo é fundido e único, o grande UNO, e indo para a parte final Malkuth, onde chegamos a divisão máxima. (abaixo de Malkuth começa outra árvore, que é "umbral abaixo", em que as leis segume duplicando, até os próprios corpos astrais de que vive nas zona mais profundas ficar petrificado, imóvel, pelo excesso de leis)

Então há um afastamento crescente da Ordem, e por isso se introduz a Lei do acidente, quando algumas coisas podem acontecer fora do previsto porque já há caos embutido. devido a distância da fonte. Então uma pessoa que se arrisque em esportes radicais, por exemplo, está se expondo à lei do acidente. Não pode pensar "ah, se não for minha hora não vai me acontecer nada". Já no caso do avião, o que se fala, NA GNOSE, é que as grandes hierarquias, que regulam isso, acabam reunindo as pessoas que tem que passar por aquele tipo de situação e todos võ no mesmo avião que cai. Tanto é que tem gente que escapa embora tenha tentado de todo jeito pegar o tal avião. Nessas questões seria carma mesmo que regula. Quanto ao livre-arbítrio, pra as escolas de quarto caminho, como a gnose ou as escolas do Gurdjieff, isso é algo que não temos, porque só tem livre-arbítrio quem tem vontade (que não é o mesmo que desejo). Vontade á atributo da alma, e nós só temos uma partícula de alma, uma faísca, que é a essência. Ela só pode crescer na medida em que o ego enfraquece, você não pode ter ego e alma juntos, porque o ego é uma estrutura substituta pela falta de alma, é um tipo de "alma artificial". E o ego só tem desejos não vontade, porque vontade é atributo espiritual, e o ego é só a mente fragmntada, uma espécie de robô psicológico que atua por "estímulo-resposta", e portanto não tem iniciativa para nada, é um ser "reativo", e seres reativos não tem livre-arbítro, são marionetes dos estímulos.

Então você pode achar que tem livre arbítrio, pode achar que pode pegar uma arma e ir lá fazer o que quiser, mas aí a arma falha, ou você tropeça e deixa cair, o bem na hora passa um policial, etc...e vai dizer que isso foi acidente, e tal. Tem gente que tenta se suicidar diversas vezes e não consegue, assim como tem uns sujeitos que tentam matar outro, dão tiros, atropelam, depois vão no hospital e ainda tentam exectuar o sujeito..e nada funciona.

http://www.otempo.com.br/cidades/atiradores-invadem-hospital-de-betim-e-tentam-matar-jovem-pela-2%C2%AA-vez-1.1045761

Isso mostra que não é assim, "basta eu querer e vou la e faço", isso é uma ilusão de livre-arbítrio que é gerada porque não temos consciência para identificar outras forças atuando.

É como se fôssemos formigas num jiaridm que acham que podem decidir fazer o formigueiro ali e que só depende da vontade e trabalho delas. Então quando o jardineiro vai lá e desmancha, as formigas não entendem o que ocorreu, atribuem ao "acaso", e se bobear construirão uma ciência materialista das formigas que explicará essas coisas todas pelo acaso, porque não percebem um ser ali, de uma categoria acima da delas,  atuando a decidindo que elas não farão o formigueiro ali, por mais empenho e trabalho organizado que apliquem. Então um dia o jardineiro deixa, e as formigas farão e dirão "viram? é nossa 'vontade' que conseguiu isso, tudo podmeos, basta apeans nos aplicarmos o suficiente".

Você nota essas influências atuando presentes em outros discursos atuais , como a idéia de que o "universo conspira a favor", ou as coisas do "O segredo", ou os "decretos". O fato é que quem testa descobre que muita coisa pode sim lhe cai "do céu", enquanto que outras, não importa o quanto você trabalhe, se empenhe, se dedique por anos, não vai conseguir realizar. A formiguinha não entende o que governa isso, ehehe

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que você falou sobre o avião foi exatamente o que ele disse, até o exemplo sobre as pessoas que não conseguem embarcar oh que sobrevivem milagrosamente ao acidente...

Mas então, não existe nada ao acaso? Se uma coisa da certo ou da errado não depende, na verdade, de nós? Nossa vida já vem com "sim e não" pré fabricados?

Tipo, eu vou construir um carro, demorou uns 2 anos e ele desmontou no primeiro teste. Ou eu não devo fazer esse carro, ou não me empenhei o suficiente... Tento de novo, remonto tudo e tal. Dessa vez deu certo. Já se passaram seis anos e o carro ainda está perfeito. Ou estava tudo destinado para eu conseguir fazer o carro ou eu me empenhei demais!

Não sei se estou conseguindo explicar o que quero, mas usando as formiguinhas, não co como o formigueiro ter caído por acaso? Por elas realmente não terem se empenhado? Qualquer ato na sua vida está seguindo uma lei ditada por uma força maior? Tudo depende do seu esforço, mas o resultado, na verdade, depende do destino? 

Uma criança nasce em uma favela, os pais a obrigam a pedir esmolas no farol, não a deixam ir para a escola. Diversos dias, a criança chegava em casa com pouco ou sem dinheiro. A mãe batia na criança. O pai abusava sexualmente dela. A criança, agora com 9 anos, fugiu para as ruas e passou a viver c alguns mendingos. Se viciou em craque e outras drogas. Era rejeitada pela sociedade. Passou a roubar. Já adulto, se envolveu em crimes maiores. Já matou 4 policiais e um juíz. Foi preso.

Essa história é baseada em fatos reais, e está bem próximo da história verdadeira. Minha mãe é assistente social, e isso é uma história recorrente. Realmente, há pessoa que não tem NENHUMA oportunidade de crescer na vida. O final dessa historia, na maioria dos casos, seria dessa pessoa terminar morta. Nesse caso específico, a pessoa está viva, com uma bela família. O que quero dizer é que todo o sofrimento que essa pessoa recebeu e causou na vida, já estava destinado a acontecer?  A esposa dos policiais já estavam destinadas a vivarem viúvas? Os filhos mereciam perder o pai? É difícil acreditar que nada aconteça ao acaso, que todos realmente devem sofrer...

Acredito que essas pessoas possam estar em processo de involução, no lado esquerdo do samsara. Mas mesmo assim, é muita crueldade ser tudo  destinado a sofrimento para o pagamento de carma...

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, LuizGG disse:

Mas então, não existe nada ao acaso? Se uma coisa da certo ou da errado não depende, na verdade, de nós? Nossa vida já vem com "sim e não" pré fabricados?

Olha, não sou o Sandro mas sobre essa parte eu não me lembro onde li mas quanto mais nos desenvolvemos espiritualmente e nos aproximamos de nossa essência menos estamos a mercê desse "aparente acaso". 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não é "acaso", é resultado de fatores além da compreensão imediata. A explicação do carma é uma dessas explicações, ou seja, atos realizados em vidas anteriores ,que determinam até quem serão suas companhias, e portanto a quais estímulos você estará submetido, que tipo de tentações e fraquezas.

Então o que acontece é que há inúmeros forças atuando dentro de um equilibrio geral de fatores, e quando cai um meteoro bem em cima da sua cabeça, você atribui ao acaso, mas algo houve que você resolveu sair de casa justo naquele horário, etc. Não é seu livre arbítrio que te fez sair de casa justo naquele momento. Com uma consciencia um pouco mais lúcida você sentiria que era melhor ficar em casa, porque de alguma forma sua consciência teria acesso a informaçao do que viria.  Sem consciência vamso apenas vivendo, e somos figurantes governados por um roteiro maior.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Karma em sânscrito significa "ação" ou "ato deliberado".

Dentro desta linha adotada pelo hinduísmo, jainismo, budismo e demais tradições que tiveram base nos Vedas, toda ação gera Karma. Perguntar é uma ação. Pensar é uma ação.

Quando um ato seu gera Karma, esse Karma é positivo ou negativo.

Pensando do ponto de vista energético e empregando aí aquela lei da física que diz que toda ação gera uma reação. Todo pensamento gera uma movimentação energética, ou seja, Karma. Este Karma é positivo quando a intenção é positiva e é negativo quando a intenção é negativa.

Por exemplo, se você pensa mal de alguém, você na verdade, está fazendo mal para este alguém pois o pensamento é criação e é instantaneamente direcionado para seu objetivo, ou seja, se você está pensando mal de uma pessoa, você está enviando uma carga de pensamento negativo contra a aura dessa pessoa. Isso é uma ação. E gera Karma negativo. Pela lei da ação e reação, em algum momento você receberá esta carga negativa em sentido contrário.

Dentro desta ótica. Fazer uma pergunta pode gerar Karma sim. Por exemplo, se em uma situação você estiver se sentindo lesado por uma atitude de outra pessoa e perguntar:

- Você está querendo me ferrar?

Dependendo da sua intensão e intensidade de pensamento nesta pergunta, você pode estar gerando Karma negativo se, por exemplo, você estiver fazendo esta pergunta já em tom acusativo e pensando em revidar. Pois automaticamente, só de pensar em revidar você já está enviando energia negativa para a aura da pessoa.

Agora, se você está num fórum como esse e tiver uma dúvida sobre o que seria projeção astral, você poderia perguntar:

- O que é projeção astral?

Sua intenção pode ser a de simplesmente conhecer o assunto, ou seja, uma intensão positiva de busca de conhecimento que vai gerar Karma positivo, principalmente se tiver alguma outra pessoa lendo que tenha a mesma pergunta e que possa, assim como você, aprender com as respostas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest

Meu mentor me falava certa noite sobre "vindima", ou seja, colher aquilo que você planta, sob muitos aspectos. Eu, quando era mais nova, tinha o hábito de repetir três a quatro vezes ao dia o mesmo LP/CD:-) (sou da época do LP e da fita k7) cantando as músicas e isso era como uma reza para eu passar por aquele sentimento que a letra da canção dizia. Então, minha avó, que tinha mais sensibilidade e morava mais tempo com a gente, me dizia: vira o disco, menina! Na minha fase mais triste eu ouvia sempre as músicas de tenores, que remetem ao drama e ao fim de um relacionamento ou mesmo de uma vida e aquilo vinha como uma vindima ruim, então, uma bela manhã, acordei enlouquecida e arranhei todos os meus LPs e CDs e passei a escutar outros cantores com mensagens legais de crescimento e superação, senti que meu astral melhorou muito.

Desculpe se o que eu disse não parece ter relação direta com a pergunta do tópico, mas é porque eu acredito que aquilo que a gente expressa é o que a gente necessita plantar ou colher, como uma vindima.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Seguindo esse raciocínio, uma pessoa que passa a vida inteira roubando, matando e cometendo outras atrocidades está realmente destinada a fazer tudo isso, certo? E quem sofre, por exemplo, por ter perdido o filho para um desses assassinos, está destinada a sofrer essa perda? 

Não há nenhum jeito de mudar isso? Apesar do assassino estar em processo involutivo, pq destinariam ele a acumular tanto carma? O "trabalho" dessas forças maiores não seria de ajudar?

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, LuizGG disse:

Seguindo esse raciocínio, uma pessoa que passa a vida inteira roubando, matando e cometendo outras atrocidades está realmente destinada a fazer tudo isso, certo?

Não é bem assim, essas coisas (karma, lei da recorrência governam o Ego apenas. Elas não tem poder sobre a essência, que é uma partícula da lama, uma parte nossa que vive na sexta dimensão, a causal, e que fica acima da regência do carma. Então o cara vai sofrer pressão de desejos, instinto e maus pensamento,s para cometer esses atos, mas isso tudo é do ego. Se ele consegue se conectar com sua essência ( o que exige ser capaz de ativar a lembrança de si , um estado similar à "lucidez" na projeçao, ele consegue perceber que aquilo não é adequado, e pode sim resistir a essas pressões. Por isso mesmo até oráculos, como tarô ou I ching, podem prever com mai precisão o futuro de pessoas que são governadas pelo ego, ou seja, praticamente todos. Mas falham ao tentar prever os atos de quem consegue acionar a lembrança de si.

Quanto à forças maiores, ora, quando você vive no ponto baixo do universo, o trabalho das forças maiores é a engrenagem mecanica do universo funcionando, o ser humano sem consciência espiritual é apenas uma engrenagem dessa máquina, e o corpo de alguém que morre, é a comida que alimenta o vermes, que vai gerar adub para plantas, que vai alimentar a vaca, que vai alimentar outros seres humanos. O que tem que ser feito será feito, cabe a cada um no querer ser engrenagem de metas que não lhe interessam do ponto de vista da espiritualidade, porque do ponto de vista do universo mecânico, se você não fizer esse "trabalho sujo" outro ,mens lúcido, será escalado para fazer. Os objetivos das leis da natureza no nosso planeta, o no sistema solar por exemplo,    não são os objetivos do espírito, porque quando a natureza tiver sido extinta, o espírito ainda tem muito a caminhar.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fica mais fácil compreender, ou achar erroneamente que entendi, quando penso que a lei do carma está lá, se você vai ganhar ou perder depende de você, e o que te faz errar é o ego, seguindo essa lei da recorrência, se você quer sair dessa automaticidade depende do seu "nível de consciência" e da sua "busca espiritual".

Essa coisa de destino seria o ego fazendo sempre as mesmas coisas, "vida após vida".

Qual seria o melhor livro da gnose para tentar compreender essas coisas? Os três sim mesmo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eheheheh, é, falar me "melhor livro da gnose" é complicado, porque como livros ( explicar um tema com introdução, desenvolvimento e conclusão) , todos eles são ruins, já que nenhum é "fechado",  costumam ser apenas capítulos sobre temas bem diferentes, encadernados juntos. Mas de fato acho que o Sim, há inferno...S..diabo...e karma é o melhor. No Mistério do Áureo Florescer também tem alguns capítulos tratando disso, do capítulo sobre reencarnação em diante.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Li recentemente o livro "Sim Há Inferno, Sim Há Diabo, Sim Há Carma" e essa questão até que ficou bem desenvolvida e explicada. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem outro aspecto que é o seguinte: as leis espirituais tem consonância com leis da física, a nem uma nem outra são completamente engessadas.

Por exemplo: a lei da gravidade funciona pra todos, mas quando ela se torna uma equação matemática, um avião consegue supera-la (mesmo que por minutos ou horas).

O carma também tem essa fluidez: embora a gente venha com, digamos, algumas instruções em nosso plano de vôo, algumas pausas e modificações vão ocorrendo a medida em que o piloto vai se aprimorando (ou não).

Eu vou relatar uma coisa que aprendi com um amigo que ilustra o processo: anos atrás ele atuava fazendo leitura áurica. Em uma ocasião, foi procurado por um empresario que estava perdendo seus bens aparentemente sem motivo (curioso pq nestas horas as pessoas costumam lembrar de Deus! rs). O cúmulo foi quando um edifício que ele estava construindo, e que estava 30% pronto, desabou!

Este meu amigo fez uma leitura e disse: "Vc está ajudando alguém que não pode ser ajudado, por isso está perdendo seu dinheiro. E se continuar, vai ficar sem nada!" - o cara então levou um susto, pensou um pouco e completou: é verdade, é um sobrinho que está em situação financeira difícil...

Assim que a ajuda ao sobrinho foi suspensa, as perdas pararam de ocorrer (embora ele não tenha recuperado o que perdeu, essa foi a lição).

Algo parecido acontece quando temos um relacionamento com alguém: existe uma troca, que pode gerar bons ou maus frutos (estas são as más influências, ou ainda: dize-me com quem andas e te direi quem és...). Relacionamento afetivo ou sexual então... nem se fala: existem intercambio energético e carmico também (porque nossos impulsos são compartilhados).

O mesmo quando estamos em um grupo-egrégora (espiritual, familiar ou profissional): todos compartilham os resultados de seja lá o que for que façam (egrégora ruim, mesmo espiritual, significa problemas a vista...).

Quando vc faz uma simples pergunta, o vinculo também acontece (embora dure poucos instantes). Mas o que vc vai fazer com a informação que recebeu é definitivo - por isso dizia o Mestre: "não dê pérolas aos porcos... "- porque luz quando é demais também queima!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

UM amigo me mandou este link.

Claro que sempre pode ser "viagem", mas....

Já que o assunto é carma, livre-arbítrio, acidentes, talvez quieram ler:

http://araelmagnus-intermdium.blogspot.com.br/2015/02/resgate-de-auschwitz-na-tragedia-de.html

Para quem não lembra, a tragédia na boate Kiss foi esta:

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/tragedia-incendio-boate-santa-maria/platb/

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.