• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Fly.1978

Sentimentos de mágoa, rancor, ódio...e suas consequências

Recommended Posts

Prezados.

Boa noite. Creio que meu maior desafio no estagio atual, será o de superar os sentimentos de mágoa, rancor, e ódio que sinto por algumas pessoas que me prejudicaram

ou me trataram mal. Sei que melhorei muito em relaçao a isso, busquei na leitura , nas preces ajuda pra superar tais sentimentos. BEm sabemos a péssima energia e vibração

que isso atrai, abrindo brecha pra muitos "seres" invisíveis virem pentelhar/causar problemas.

Sou uma pessoa honesta, e que nunca fiz nada de mal contra ninguem, essa é a minha índole. Mas uma pessoa espeficicamente, sinto ser meu maior inimigo, uma pessoa que

me prejudicou e me humilhou demais, e infelizmente é parente consanguineo ( irmão) apesar de eu já nao considera-lo mais nada meu.

Desavenças familiares levaram a esse ponto, e cortamos relações ha 13 anos. Nao ha possibilidade de reconciliação. Só de ve-lo na casa da minha mae, ate um tempo atras, eu ja ficava

completamente transtornado. Nossa ligaçao psiquica é ( deve ser, com certeza) pessima ! Mas eu já melhorei muito, antes até MORTO eu queria ve-lo, HOJE  nao mais, sei que  isso so seria prejudicial a mim. Bem, eu iniciei ha 4 dias a serie de 21 dias de limpeza espiritual do ARcanjo Miguel, e nao senti nada de diferente, talvez por estar no começo, mas me concentro bem quando estou recitando.  A presença dessa pessoa me causa um asco generalizado, ele tem um astral pesadíssimo, não é uma pessoa de bom caráter, nao é um bom filho, trata mal minha mae, é um pai ausente, nao parece ter amor pelos filhos dele, trai a esposa com zilhoes de amantes e tem muitos inimigos. Péssimo irmao, nem preciso falar ne ? Com certeza ele deve andar com um "esquadrão" de entidades coladas nele....

Além dessa limpeza espiritual dos 21 dias, voces me indicam mais alguma coisa ? Preciso minimizar o maximo de impacto que este cara possa causar na minha pessoa, mas infelizmente ainda temos um elo, que é minha mãe, uma senhora já bem idosa....

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O melhor remédio para a mágoa, o rancor e o ódio é o perdão.

Ao guardar mágoa, rancor ou ódio por alguém, você está se ligando mais ainda a essa pessoa. É tipo uma cola espiritual. Você cria um elo com essa pessoa que vai sendo alimentado e mantido por essa energia negativa gerada por esse tipo de pensamento. E esse elo pode ser até mesmo visto em plano astral como um cordão.

Eu sei que é difícil, ainda mais sendo seu irmão mas o melhor a fazer é perdoa-lo sincera e incondicionalmente. 

Perdoar não é se submeter ou se deixar ser feito de bobo. Você tem todo o direito de evitar ser agredido mas não guarde rancor, mágoa ou ódio de ninguém.

Minha sugestão é que você procure substituir esses sentimentos negativos por pensamentos positivos. Pelo desejo sincero de que ele caia em si, de que se torne uma pessoa melhor e, sobretudo, de que seja feliz. 

Procure diariamente direcionar pensamentos positivos para esta pessoa e substitua sua mágoa por compaixão pela pessoa que está mergulhada em ignorância já que a maldade, a leviandade não passa disso: ignorância.

E não se esqueça nunca que, se vocês nasceram juntos como irmãos existe algum motivo para isso. Pois nada acontece se não tiver que ser. O acaso não existe.

Obs.: Se você souber fazer isso. Isso vai minimizar o impacto que essa pessoa possa causar em você.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, isso é difícil. Eu não convivo com "pessoas-problema", então não sei como seria passar uma vida nisso.

A meu ver perdão  é FRUTO NATURAL do sumiço do ATOR que praticava os atos condenáveis, não é uma decisão que você possa tomar sozinho em relação a alguém que ainda comete um conjunto de atos que testemunham quem ele AINDA é. É o esqueminha do  “Vai, e não peques mais

JESUS.png

Porque o delinqüente contumaz só tem papo produtivo com a Lei, não com o confessor, eheheh.

Me parece que a única opção viável com pessoas problemáticas é manter distância, para não reforçar esses conflitos.

Mas é aquilo: karma.

Pelo que compreendo, quando você já tem condições de afastar-se da pessoa-problema, é porque seu carma já te permitiu né? Se insistir em continuar perto quando já está liberada, está por  sua própria conta e risco, arriscando-se a gerar novas cargas cármicas  e a virar manchete nas páginas policiais. Mas se você não tem como sair (filhos jovens sustentados pelos pais, alguém inválido que você precise cuidar...) aí tem que tentar administrar do melhor jeito a convivência, porque já indica que você está presa a algo porque precisa resolver aquilo.

.......................

Bom, mas tem uma coisa que você pode fazer para amenizar, porque resolver não vai, enquanto o praticante de atos errados não mudar.

Quando nos relacionamos com as pessoas, não as vemos como uma câmera enxerga um objeto, vemos também a representação mental que temos delas, em geral sobrepostas à pessoa. Por isso se diz que o apaixonado não vê direito, mas não é só o apaixonado não.

Uma vez que você tenha se relacionado com alguém, uma simples conversinha, quilo já gera um “rascunho” da pessoa na sua mente. Você tenta classificá-la, entendê-la, e preenche os brancos com suas próprias projeções psicológicas (seus medos , anseios ).

Como  o tempo de convivência (família, casamento, trabalho) isso dificulta muito que você consiga enxergar a pessoa como ela é, de modo que mesmo após ela ter mudado (embora as pessoas raramente mudem ) você continuará a enxergando como ela era antes, porque você não a vê, você vê a imagem mental/emocional que criou dela.

Isso é uma daquelas coisas que dificulta muito o relacionamento após anos de convívio, porque você passa a reagir de forma codicionada ao que você já sabe que aquela pessoa pensa e sente quando diz uma simples palavrinha inicial na frase, ehehe.

E aí você retira dessa pessoa a chance de ela de fato emendar-se e tentar ser diferente, porque você está sempre olhando para o passado dela, não para o momento atual, pois a representação mental  é formada por anos e anos de dados acumulados, os dados recentes, de mudança, não tem peso ainda para alterar esse “personagem” que você enxerga.

 

Então uma coisa que você pode TENTAR, para ver se melhora, é uma prática meditativa/imaginativa.

 

- Sente, faça um relaxamento, como se fosse se projetar, mas por uns 10 minutinhos apenas

- depois concentre-se na respiração....como se fosse se projetar...por uns 5 minutos

- então traga a sua tela mental a imagem dessa pessoa. Isso vai te gerar a reação emocional correspondente, mas tente ficar meio “distante”, fazer a coisa meio que “friamente”, mas não completamente friamente. Você só não quer é ser DOMINADA pelas emoções que a lembrança dessa pessoa te trás.

- mas preste atenção num detalhe: você não está visualizando a pessoa, sua intenção é visualizar a IMAGEM da pessoa. Exemplo: você tem uma amiga que acha muito legal, achava que ela tinha um sorriso sincero, um olhar amigo...então hoje ela te disse algo que você não gostou. Então você agora olha para ela e não consegue mais simpatizar, pensa, “como me enganei tanto? aquele sorriso é cínico, aquele olhar é frio!”. Então se fosse fazer essa téccnia com essa amiga, traga a imagem do rosto dela com o sorriso cínio e olhar frio, é sobre essa “fotografia mental” que você quer trabalhar, não é sobre a pessoa propriamente dita!

- então visaulizando essa figura, trate-a como se fosse uma fotografia, não uma pessoa. E lentamente queime a fotografia. Visualizar uma pessoa queimando é diferente de visualizar uma foto queimando né? Começa a queimar pelas beiradas, como se fosse uma foto de papel mesmo, e as chames avançam e destroem tudo, ficando apenas a escuridão da sua mente. Se quiser lembrar de outras cenas, outras fotos das quais lembra o rosto, ou gestos, ou movimentos corporais que te irritam nele, faça isso com essas imagens também. E certamente você precisará repetir isso várias vezes para melhorar signficativamente, mas já deve notar alguma melhora após uma sessão de prática.

 

O problema é que isso RESOLVE TOTALMENTE só se você aplicar essa técnica dentro de poucas horas após ter notado uma alteração negativa na forma como via a pessoa. Se deixar passar mais tempo, se dormir com isso, no dia seguinte já não vai se resolver em uma só sessão, vai precisar muitas, porque logo que uma representação mental negativa é formada ela ainda é pouco resistente e pode ser dissipada facilmente com outra ação mental sobre ela. Mas depois de “dormir com ela”, digamos assim, uma parte da sua psique será “capturada” por ela, e o que era apenas uma imagem mental, vira um “eu”, uma plasmagem com algum grau de vida própria, um robozinho digamos assim, mas com uma parte sua dentro dela, e aí fica tão resistente quanto um ser artificial.

Por isso eu te digo que resolver não vai, mas vai amenizar suas reações a ele. E claro, se numa visita de família, ele fizer algo novo, que vai reforçar o padrão que você já conhece dele, faça a prática com essa nova imagem, não vá dormir sem fazer isso, para evitar reforçar o problema.

O dia que ele virar uma pessoa de bem , aí você pensa em perdoá-lo. Mas confiança se conquista, 20 anos fazendo m... exigem X anos andando na linha, como demonstração de que mudou. Antes disso nem vale a pena, a galinha não vai ir passear com a raposa só porque ela recentemente alega que virou vegetariana né? Demora até perder o bafo de carniça, ehehehe

 

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha... eu achei bem legal a dica do Sandro mas ainda sou a favor do perdoai 70x7 vezes.

Porque no momento que você for capaz de perdoar instantaneamente, nada poderá te atingir. 

Obs.: Não confundir "perdoar" com "submeter-se" ou "não se defender" ou "se deixar lesar".

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

@sandrofabres valeu mesmo, vou anotar esta técnica e tentar coloca-la em prática.

Eu penso também que raramente as pessoas mudam. uma parcela ínfima. Este sujeito que citei no topico, pelo que conheco dele, nao muda nao...rs.

De maneira genérica, as pessoas que mudam (intrinsicamente), geralmente são por motivos bem específicos como traumas, acidentes, morte, doença, extase religioso e afins.

Durante minha vida , ja presenciei alguns casos assim. Mas vejam, a mudança ocorreu por fatores externos, alheios a vontade propria da pessoa !

Bom.....Nao vejo a hora de me ver liberto deste ser. MInha unica conexao com esta criatura é minha mae, que é idosa e necessita de mim + - por perto...Muita coisa ja nao faz mais sozinha. Mas creio que apos a "passagem" dela, poderei finalmente seguir meu rumo, longe desse cara. Perdão pra ele....nao estou preparado ainda, preciso evoluir muito ainda pra chegar a este ponto.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 18/05/2016 at 17:53, Iogui disse:

Olha... eu achei bem legal a dica do Sandro mas ainda sou a favor do perdoai 70x7 vezes.

Porque no momento que você for capaz de perdoar instantaneamente, nada poderá te atingir. 

Obs.: Não confundir "perdoar" com "submeter-se" ou "não se defender" ou "se deixar lesar".

Logui concordo contigo, para mim nao existe exercício melhor que a prática do perdão, do amor e da gratidão, não é um exercício facil mas quando se consegue é libertador! e não ha mal que resista...!

Paz e luz

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em quinta-feira, 19 de maio de 2016 at 20:50, Dio.Castro disse:

@sandrofabres valeu mesmo, vou anotar esta técnica e tentar coloca-la em prática.

Eu penso também que raramente as pessoas mudam. uma parcela ínfima. Este sujeito que citei no topico, pelo que conheco dele, nao muda nao...rs.

De maneira genérica, as pessoas que mudam (intrinsicamente), geralmente são por motivos bem específicos como traumas, acidentes, morte, doença, extase religioso e afins.

Durante minha vida , ja presenciei alguns casos assim. Mas vejam, a mudança ocorreu por fatores externos, alheios a vontade propria da pessoa !

Bom.....Nao vejo a hora de me ver liberto deste ser. MInha unica conexao com esta criatura é minha mae, que é idosa e necessita de mim + - por perto...Muita coisa ja nao faz mais sozinha. Mas creio que apos a "passagem" dela, poderei finalmente seguir meu rumo, longe desse cara. Perdão pra ele....nao estou preparado ainda, preciso evoluir muito ainda pra chegar a este ponto.

 

@Dio.Castro entendo vc e passo por situação semelhantes, assim como muitos.

eu sempre me fazia mal me perguntando o pq a pessoa age assim,mas isso só nos faz sofrer mais.

eu li uns textos na internet e na doutrina espírita que dizem o seguinte e me trouxe um certo alívio, o texto dizia, creio q foi retirado do livro dos espíritos, não sei dizer, dizia q temos nossa família carnal e a família espiritual, carnal seriam os parentes de sangue e espiritual aqueles amigos q são mais q irmãos; dizia q somos inseridos nesta família carnal por conta de nossa jornada evolutiva como espírito; pesquisa no google sobre família espiritual x família carnal.

realmente guardar magoa faz muito mal, para nós.

aconselho a perdoar e a deixar ele aprender com a vida.

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 18 de maio de 2016 at 10:52, sandrofabres disse:

Uma vez que você tenha se relacionado com alguém, uma simples conversinha, quilo já gera um “rascunho” da pessoa na sua mente. Você tenta classificá-la, entendê-la, e preenche os brancos com suas próprias projeções psicológicas (seus medos , anseios ).

Exatamente isso que acontece.

Em 18 de maio de 2016 at 10:52, sandrofabres disse:

- mas preste atenção num detalhe: você não está visualizando a pessoa, sua intenção é visualizar a IMAGEM da pessoa. Exemplo: você tem uma amiga que acha muito legal, achava que ela tinha um sorriso sincero, um olhar amigo...então hoje ela te disse algo que você não gostou. Então você agora olha para ela e não consegue mais simpatizar, pensa, “como me enganei tanto? aquele sorriso é cínico, aquele olhar é frio!”

Isso aconteceu comigo recentemente, fiz uma regressão a todas as atitudes que foram tomadas anterior ao que foi revelado em um certo de dia, e muitas coisas começaram a fazer sentido. 

No caso, descobrir que a menina em si, era de acordo com N situações das mais diversas possíveis apenas para não ser diferente da maioria ou da pessoa individualmente. Quando ouvi da mesma a confissão do ato, me veio um filme na cabeça e me perguntei se todas as situações eram por vontade própria ou apenas para ser ''descolada''.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

@bandeirapvh eu  ja fui kardecista, algumas coisas da doutrina espirita ainda aproveito. outras, nao mais.

eu nao considero laços sanguineos mais importantes do que laços sentimentais. Tenho amigos que sao como irmãos, e tenho irmão de sangue que nao considero absolutamente nada, um estranho total...claro que tem o lance karmico e tal... mas se depender de perdoar certas pessoas, vou ficar em "looping" e nunca vou sair da TErra, kkk 

brincadeira...mas sei la, eu nao consigo perdoar ainda nao....quem sabe daqui uns anos, ou mais uma meia duzia de encarnaçoes ? rs...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, Dio.Castro disse:

@bandeirapvh eu  ja fui kardecista, algumas coisas da doutrina espirita ainda aproveito. outras, nao mais.

eu nao considero laços sanguineos mais importantes do que laços sentimentais. Tenho amigos que sao como irmãos, e tenho irmão de sangue que nao considero absolutamente nada, um estranho total...claro que tem o lance karmico e tal... mas se depender de perdoar certas pessoas, vou ficar em "looping" e nunca vou sair da TErra, kkk 

brincadeira...mas sei la, eu nao consigo perdoar ainda nao....quem sabe daqui uns anos, ou mais uma meia duzia de encarnaçoes ? rs...

O tempo resolve qualquer coisa, meu amigo. Nada fica imune à passagem do tempo.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

boa noite, aqui desejo compartilhar minha humilde opinião. Até hoje eu me lembro de ter convivido com tres pessoas-problemas, como disse nosso amigo, não é tarefa nada fácil, no momento em acontecem os enfrentamentos, rixas etc. não necessitamos pensar em em perdoar, pois isso demora um bom tempo. Nos piores momentos tento buscar a calma, analisar tudo da forma mais racional possível, pensar que nenhum convívio é para sempre, sendo bom ou ruim.... Tudo passa, as pessoas passam, essas situações um dia serão apenas lembrança, agora, sobre perdão eu não consigo sintetizar o que realmente seria, isso foge da minha compreensão, talvez seja um pouco do que escrevi,,, 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra mim a questão do perdão é simplesmente olhar a situação que ocorreu, tirar uma lição dela e tentar não repeti-la. Não ficar remoendo aquilo e nem tentando se vingar...

Eu mudei mt mh forma de ver a família. Pra mim, família é vc quem faz. Acho um erro vc ficar "preso" a certas circunstâncias por causa da sua família (mãe,  pai, irmãos,  avós,  etc). Infelizmente temos que encarnar e cair num ninho desses, rs. Mas isso não quer dizer que vc tenha obrigação com nenhum deles. Simplesmente tenho gratidão pela mh família,  como teria (e tenho) com qlqr outra pessoa que me ajuda/ajudou em diferentes fases da vida.  

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá a todos, vou deixar meu relato pessoal referente a esse tema.

 

A alguns anos treino algumas técnicas energéticas e aos poucos vou fazendo alguns testes que me vem a mente.

No início desse ano comecei a fazer alguns testes dando comando ao corpo para ver se ele respondia, aos poucos comecei a sentir algumas repercussões.

Eu começava com exercício de respiração e concentração tentando sentir minhas energias, então escolhia um tipo de sentimento, ("raiva" por exemplo) e eu começava a dar um comando em pensamento ao corpo, "corpo... elimine a energia da raiva guardada em você" e ia repetindo calmamente, como se meu comando chegasse ao corpo em forma de sentimento, e ia repetindo e repetindo, alternando algumas palavras, mas com o mesmo sentido, e em uns 3 a 5 minutos o corpo começava como se tivesse um pequeno EV, um pequeno efervescimento, como quando colocamos uma pastilha efervescente no copo de água, só que bem leve, e as vezes, pequenas contrações em algum nervo.

Fui testando com outros sentimentos, como medo, decepção, cobrança e outros.

Não sou um profundo conhecedor, mas tinha a impressão que os estados alterados de sentimento geravam energia que de alguma forma determinava tipo de assinatura energética, ou até mesmo determinados tipos de densificação energética e talvez até sentimentos ou ações de outras vidas, cheguei até a pensar que possivelmente até mesmo acontecimentos relacionados a passagem pelo umbral, mente fértil se questionando (era o que eu estava achando, posso estar profundamente enganado sobre tudo)

Entao fiz testes também em relação a cura física dando alguns comandos ao corpo, e tive alguns resultados, realmente pude notar que algo aconteceu, um dos resultados foi mais claro, na ocasião eu estava a uma semana com o intestino peso, coisa que geralmente não tenho problemas. Então dessa vez fiz o exercício antes de dormir, quando acordei no outro dia, estava curado, aliás, estava mais que perfeito?

Na ocasião, cheguei a conclusão que realmente o corpo funciona como um equipamento eletrônico, um computador orgânico, que atendia aos comandos, então pensei, "e se eu testar com o corpo astral?"

Então fiz um teste... desta vez tentei me concentrar no corpo físico e no corpo astral e disse calmamente e repetindo várias vezes com sentimento, algo mais ou menos com essas palavras: "Corpo físico e corpo astral, elimine quaisquer aparelhos astrais, implantes extrafísicas ou chips, e fui repetindo.. então em um determinado momento tive uns arrepios, e minha coluna começou a ter espasmos mais fortes do que o normal, dessa vez a repercussão foi diferente, eu até cheguei  pensar, "o que que está acontecendo?" então apaguei...

Depois disso passei algumas semanas com um espasmo na pálpebra inferior, um nervinho ficava pulando, fiquei preocupado durante esses dias, eu pensava, "o que foi que eu fiz", mas de repente sumiu.

Em relação aos sentimentos, e a cada vez que dava certo eu me sentia cada vez mais leve, os pensamentos pareciam estar mais limpos

Isso foi fantástico!

A conclusão que cheguei foi que, não posso garantir que tenha sido realmente o corpo, apesar de ele sempre ter me respondido de algum modo, eu estava indo pela lógica de que o processo estava sendo de maneira mecânica pela força da vontade e sempre acreditando que ia dar certo, assim como limpamos nossa casa, ou lavamos nossa roupa, colocamos a mão na massa.

As repercussões que senti foram mais fortes nas primeiras vezes, depois de algumas vezes, eu tentava limpar a raiva por exemplo é não conseguia sentir, no meu entendimento era porque podia se sentir melhor quando havia um excesso daquele sentimento.

Fiz algumas pesquisas e não encontrei informações relacionadas a maneira que citei acima

Se alguém tentar essa técnica e conseguir algum resultado, ficarei feliz em ter contribuído 

Gratidão a todos

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa Noite! Estou fazendo terapia há cerca de 1 ano e aprendi algo que tem me ajudado muito nesse sentido.

Quando você pensa na pessoa e sente algo muito ruim (como no seu relato), não tente fugir, esquecer ou encobrir, permita-se sentir com toda intensidade.  

Deixa que todas as emoções e sentimentos se revelem, venham à tona, te inundem, e observa a origem e o modo como eles agem no teu corpo e na tua mente. Percebe qual a parcela dos teus julgamentos são excessos cometidos pelo pensamento condicionado (por exemplo: ele te fez mal (isso é uma situação), o que ele faz e como ele age com as outras pessoas (é outra situação), mas você somatiza tudo isso, toma como pessoal e o teu julgamento não separa as estações, dessa forma o sentimento parece muito pior e maior do que ele realmente é).

Se coloque na situação como uma pessoa resignada, que não tem o poder de mudar as circunstâncias, simplesmente aceite aquilo que é. Isso em essência é meditação.

Cada vez que você realizar esse exercício, a tua raiva vai se esgotando gradualmente, é como se você "gastasse" essas sensações e em seguida vem a aceitação, que ocorre naturalmente. 

Tomara que isso possa servir para te ajudar tanto quanto me ajudou. Abs.

  

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Riper disse:

fiquei preocupado durante esses dias, eu pensava, "o que foi que eu fiz"...

neurocientista-analisa-o-proprio-cerebro

 

Ahahhahahah,

É, mas não é brinquedo não. . É fácil dizer qeu certas coisas "funcionam" quando você não sente nada mais nítido. Mas quando sente, percebe que aquilo que funciona, gera efeitos, logo....se fro feito errado, pode gerar danos. Só o que não funciona não tem perigos, ehhehe.

 

Muito bom seu depoimento, até porque é algo bem prático, que qualquer um que sinta necessidade pode testar.

Em geral, pelo que sabemos, sentimentos, pelo menos os fortes, estão ligados a bloqueios energéticos. Ou seja, você passa por uma situação que te machuca emocionalmente, isso afeta um chackra. Para se proteger, assim como criamos calos e cicatrizes físicas, criaremos um bloqueio energético em torno daquela manifestação energética da emoção criamso um "cisto", para "proteger" aquele chackra de ser "machucado de novo" por aquela emoção. É como  o corpo físico faz criando uma cápsula para isolar um corpo estranho invasor (espinho, fragmento de bala, etc) , de modo que ele não entre em contato com o corpo.

Psicologicamente falando nos "endurecemos para não sermos magoados outra vez".

E quando alguém passa por um processo de limpeza, uma terapia energética, Reiki, por exemplo, caso aquele bloqueio seja dissolvido, a emoção que o gerou vem a tona novamente, por é comum algumas pessoas chorarem ao receber cura energética. As vezes elas podem lembrar do que gerou o problema, vem a tona uma memória esquecida, na forma de visões. Outras vezes vem somente a emoção.

No seu caso parece que você fez o trabalho inverso: pedindo para se livrar da certas emoções negativas, seu corpo foi lá e acelerou as energias para expulsar as energias estagnadas correspondentes àquelas emoções, talvez bloqueios....talvez cordões de ligaçao emocional com as pessoas que te causaram essas emoções, enfim...

É o que me pareceu pela sua descrição.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em quinta-feira, 9 de junho de 2016 at 00:07, Anelise disse:

Boa Noite! Estou fazendo terapia há cerca de 1 ano e aprendi algo que tem me ajudado muito nesse sentido.

Quando você pensa na pessoa e sente algo muito ruim (como no seu relato), não tente fugir, esquecer ou encobrir, permita-se sentir com toda intensidade.  

Deixa que todas as emoções e sentimentos se revelem, venham à tona, te inundem, e observa a origem e o modo como eles agem no teu corpo e na tua mente. Percebe qual a parcela dos teus julgamentos são excessos cometidos pelo pensamento condicionado (por exemplo: ele te fez mal (isso é uma situação), o que ele faz e como ele age com as outras pessoas (é outra situação), mas você somatiza tudo isso, toma como pessoal e o teu julgamento não separa as estações, dessa forma o sentimento parece muito pior e maior do que ele realmente é).

Se coloque na situação como uma pessoa resignada, que não tem o poder de mudar as circunstâncias, simplesmente aceite aquilo que é. Isso em essência é meditação.

Cada vez que você realizar esse exercício, a tua raiva vai se esgotando gradualmente, é como se você "gastasse" essas sensações e em seguida vem a aceitação, que ocorre naturalmente. 

Tomara que isso possa servir para te ajudar tanto quanto me ajudou. Abs.

  

 

@Anelise essa técnica é semelhante à utilizada nos tratamentos de ansiedade e síndrome do pânico nas terapias cognitivas comportamentais, onde vc identifica os pensamentos distorcidos; esses pensamentos q induzem as sensações; mas com a identificação as sensações diminuem mesmo, obrigado pela dica, vou testar.

gostei da dica do @riper tb, mas quando me encontro perto de uma pessoa "desagradável" eu tento trabalhar as energias mas não consigo; certa vez até falei pra própria pessoa que o ambiente estava carregado kkk, eu estava tentando exteriorizar uma energia boa, geralmente sinto e faço pelo chakra frontal, mas nessa ocasião não conseguia sentir nada no chakra por mais que tentasse.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, me desculpe eu sei que o tópico é antigo, mas eu vi uma imagem que achei que devia postar. Eu sei que nao tenho nada a ver com isso, e que nao é da minha conta, mas uma vez eu percebi que o outro nao sofria pela minha magoa. Ele nao recebia nada por mais magoas eu guardasse, e que a unica pessoa que sofria com isso era eu.

A outra pessoa estava lá, na dela, vivendo normalmente.

No meu caso o que me ajuda a perdoar é compaixao, a pessoa nao passou pelas mesmas coisas que eu, nao teve as mesmas chances, ou nao soube enxergar oportunidades, etc. Fique grato por ser quem voce é, conseguir enxergar o que o outro nao vê. Não somos todos em evolução? 

 

quando-vocc3aa-nc3a3o-perdoa-o-prisionei

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 16/05/2016 at 22:06, Fly.1978 disse:

Além dessa limpeza espiritual dos 21 dias, vocês me indicam mais alguma coisa ? Preciso minimizar o máximo de impacto que este cara possa causar na minha pessoa, mas infelizmente ainda temos um elo, que é minha mãe, uma senhora já bem idosa....

 

 

Olá, tudo bem? Espero que sua mágoa tenha diminuído e que você tenha encontrado auxilio.

Bom, o tópico é antigo e mesmo sendo um pouco fora do tema, viagem astral, vejo a importância do mesmo, sempre tem alguém que poderá ler e usar o aprendizado. Me vejo nas suas palavras e nos mesmos equívocos que cometi e ainda cometo. Me atentei a sua última frase e me chamou atenção as palavras que marquei: "preciso" e "este cara". Sim, você precisa, e este cara é VOCÊ, Desculpa o choque mas eu mesma o levei há alguns anos atras quando me vitimizei no centro a procura de ajuda e depois de desabafar tudo, simplesmente a resposta: minha cara é você a culpada, pratique o perdão, o autoperdão e se livre da mágoa. Curto, direto e devastador. Eu? a que sofri sou culpada? eu que sou boa e sou a culpada? me poupe. Não vou me estender, porque se faz necessário um estudo completo. Resumo concordando com o que que muitos falaram e pensam. Só existe uma única forma de você se livrar do que você esta sentindo, perdoar. Quem perdoa não liberta o outro, liberta a si mesmo, e depois não fica vagando e assustando os viajantes astrais rs. brincadeiras a parte. Se você já foi kardecista sabe do que estou falando, não é o fato de você atrair seres inferiores, ficar doente, o fato é que você não irá evoluir se você não colocar em prática o que você é, ou acredita ser.

Perdoar é o ato mais nobre que Deus ensinou porque Ele faz isso o tempo inteiro. Se você odeia seu irmão, você não é digno de Mim. Sinto muito mas você voltará a ficar do lado dele e será mais difícil, ou quando você desencarnar vai ficar com ele ou pior ficará vagando por aí, porque o que você sente por ele é seu. Você tem a ESCOLHA de odiar, se vingar, falar mal, não ajudar, e isso só faz mal a você. Seu irmão pode te ofender, mas você escolhe carregar a ofensa.  Já se perguntou sinceramente porque você odeia ele? você foi prejudicado por ele, será que você não se fez merecedor? São palavras que no primeiro momento não tem lógica e parecem rudes, mas te digo com muito amor e sinceridade, são verdadeiras. Experiencia própria e comprovada. Bons livros e palestras de reforma intima te ajudarão a entender, porque me alongaria demais aqui. O fato é que a frase mais importante que me disseram e que me ajuda a mudar e entender é: tudo que você odeia em alguém é porque você é, se não é , é porque ou a lei não permite ou você tem medo ou não teve oportunidade. Me choquei quando ouvi, quase morri no meu tratamento de choque rs. mas é a pura verdade. Para sermos como Jesus ensinou, precisamos perdoar, ter compaixão, tolerância. Faço minhas as palavras da Luiza acima "a pessoa não passou pelas mesmas coisas que eu, não teve as mesmas chances, ou não soube enxergar oportunidades, etc. Fique grato por ser quem você é, conseguir enxergar o que o outro não vê. Não somos todos em evolução?"  Porque seu irmão é assim? será que ele não é a prova que Deus colocou na sua mão para você ter a oportunidade de praticar o que já aprendeu? será que seu irmão não precisa de ajuda para não ser amanhã uma alma perdida? Deus ama você mas ama seu irmão de igual maneira.

Você perguntou o que você pode fazer. ORAR, por ele e por você, para que Deus te auxilie nessa questão. Não é atoa que vocês estão juntos nessa vida.

Para não fugir muito do fórum: percebo que muitas pessoas fazem viagens astrais e vão auxiliar as almas, os seres, os espíritos que estão vagando presos aqui, me impressionou muito o relato do Wagner Borges https://www.ippb.org.br/wagner/textos-selecionados/o-projetor-azul-e-dourado-i-ii-iii-iv-v-vi-e-vii  Projetor azul e dourado V, um auxilio que ele fez, me fez pensar que o primeiro passo começa aqui mesmo no plano físico debaixo do nosso próprio teto, não podemos deixar que nossos irmãos vão parar nessas cavernas. Desculpa o texto longo, não quis dar lição de moral, pelo contrário te entendo e passo por situação semelhante, você pediu ajuda e dei o meu pitaco. 

Livros: Tudo sobre reforma intima

Videos: Rossandro Klinjey - Divaldo - padre Léo.

Paz e luz!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu estava vendo, no vídeo abaixo do Divaldo, situação de mágoa e perdão em nossa relação com desencarnados também. Achei muito interessante na parte que fica aos 2:25 do vídeo, em que ele fala sobre o perdão da interferência de desencarnados em nossa vida, quando somos nós que estamos em posição de pedir perdão:

 

 

Considero bastante interessante essa inversão e a aplicação dela não é fácil.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 6/8/2016 at 22:24, riper disse:

Olá a todos, vou deixar meu relato pessoal referente a esse tema.

 

A alguns anos treino algumas técnicas energéticas e aos poucos vou fazendo alguns testes que me vem a mente.

No início desse ano comecei a fazer alguns testes dando comando ao corpo para ver se ele respondia, aos poucos comecei a sentir algumas repercussões.

Eu começava com exercício de respiração e concentração tentando sentir minhas energias, então escolhia um tipo de sentimento, ("raiva" por exemplo) e eu começava a dar um comando em pensamento ao corpo, "corpo... elimine a energia da raiva guardada em você" e ia repetindo calmamente, como se meu comando chegasse ao corpo em forma de sentimento, e ia repetindo e repetindo, alternando algumas palavras, mas com o mesmo sentido, e em uns 3 a 5 minutos o corpo começava como se tivesse um pequeno EV, um pequeno efervescimento, como quando colocamos uma pastilha efervescente no copo de água, só que bem leve, e as vezes, pequenas contrações em algum nervo.

Fui testando com outros sentimentos, como medo, decepção, cobrança e outros.

Não sou um profundo conhecedor, mas tinha a impressão que os estados alterados de sentimento geravam energia que de alguma forma determinava tipo de assinatura energética, ou até mesmo determinados tipos de densificação energética e talvez até sentimentos ou ações de outras vidas, cheguei até a pensar que possivelmente até mesmo acontecimentos relacionados a passagem pelo umbral, mente fértil se questionando (era o que eu estava achando, posso estar profundamente enganado sobre tudo)

Entao fiz testes também em relação a cura física dando alguns comandos ao corpo, e tive alguns resultados, realmente pude notar que algo aconteceu, um dos resultados foi mais claro, na ocasião eu estava a uma semana com o intestino peso, coisa que geralmente não tenho problemas. Então dessa vez fiz o exercício antes de dormir, quando acordei no outro dia, estava curado, aliás, estava mais que perfeito?

Na ocasião, cheguei a conclusão que realmente o corpo funciona como um equipamento eletrônico, um computador orgânico, que atendia aos comandos, então pensei, "e se eu testar com o corpo astral?"

Então fiz um teste... desta vez tentei me concentrar no corpo físico e no corpo astral e disse calmamente e repetindo várias vezes com sentimento, algo mais ou menos com essas palavras: "Corpo físico e corpo astral, elimine quaisquer aparelhos astrais, implantes extrafísicas ou chips, e fui repetindo.. então em um determinado momento tive uns arrepios, e minha coluna começou a ter espasmos mais fortes do que o normal, dessa vez a repercussão foi diferente, eu até cheguei  pensar, "o que que está acontecendo?" então apaguei...

Depois disso passei algumas semanas com um espasmo na pálpebra inferior, um nervinho ficava pulando, fiquei preocupado durante esses dias, eu pensava, "o que foi que eu fiz", mas de repente sumiu.

Em relação aos sentimentos, e a cada vez que dava certo eu me sentia cada vez mais leve, os pensamentos pareciam estar mais limpos

Isso foi fantástico!

A conclusão que cheguei foi que, não posso garantir que tenha sido realmente o corpo, apesar de ele sempre ter me respondido de algum modo, eu estava indo pela lógica de que o processo estava sendo de maneira mecânica pela força da vontade e sempre acreditando que ia dar certo, assim como limpamos nossa casa, ou lavamos nossa roupa, colocamos a mão na massa.

As repercussões que senti foram mais fortes nas primeiras vezes, depois de algumas vezes, eu tentava limpar a raiva por exemplo é não conseguia sentir, no meu entendimento era porque podia se sentir melhor quando havia um excesso daquele sentimento.

Fiz algumas pesquisas e não encontrei informações relacionadas a maneira que citei acima

Se alguém tentar essa técnica e conseguir algum resultado, ficarei feliz em ter contribuído 

Gratidão a todos

Sou cheio de alergias, muitas pessoas dizem que é energia de raiva acumulada, que pode ser dessa ou de outras vidas, agora sou um pouquinho mais calmo mas antigamente eu tinha ataques de raiva o tempo todo!

como exatamente são esses exercicios que você fazia? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Se você puder , te recomendo várias consultas ou terapias espirituais para saber o cerne do problema - se ambos estão nesse mesmo barco da encarnação é porque tem algo de grave para resolver .  Assim foi comigo , amigo .  

Amigo , já passei pela mesma coisa , não posso dizer que é mais grave ou menos grave que tua situação .  Mas entendi o problema depois de saber que eu também já fiz tolices em vidas passadas.  O mal que hoje recebemos pode ser um reflexo do ocorrido anteriormente.  Mas isso não é motivo para se sentir culpado ou mal humorado consigo mesmo.  Se o problema não for resolvido nessa vida, inevitavelmente será passado para a próxima vida , e etc . 

Se puder fazer uma regressão , faça . Se puder fazer terapias , faça também .  E se puder mudar de casa , te recomendo ; para tocar a vida em frente . Não tem coisa pior que se sentir infeliz dentro casa com pessoas que te fazem se sentir  mal, e não poder sair de casa por falta de dinheiro - é um planeta demonìaco, mas as coisas são assim . Perdoar é uma virtude que vamos aprendendo ao longo do tempo .  Fica firme , um passo de cada , muita paz a você ( e a todos).

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tudo no corpo são somatizações de processos inconscientes. Por isso, qualquer sintoma físico tem explicação - assim como a alergia "sob a pele", introjetada.

Pela minha experiência, "ordenar" ao corpo que se desfaça da raiva tende a tornar-se apenas um comando mental que vc se dá, mas com resultados incertos porque não se estudou, não conhece as causas e engrenagens que move esta raiva: quando ela ocorre? o que a dispara? que tipo de comportamento dos outros ativa este mecanismo?

Todos temos CAMADAS E MAIS CAMADAS de condicionamentos negativos, traumas e todo tipo de lixo mental/emocional - originados em outras vidas, e repetidos constantemente nesta. É neste lixo que encontramos as causa verdadeiras de estarmos aqui, no SAMSARA. Isso é o que também chamamos INCONSCIÊNCIA ESPIRITUAL.

Se fosse simples ou fácil se livrar disso, todo mundo já tava iluminado...

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.