• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
onirico

Limpeza com médium de umbanda/quimbanda

Recommended Posts

Olá amigos!

Gostaria de pedir  uma opinião refente a uma consulta que tive com um médium de umbanda/quimbanda.

Antes de falar sobre a consulta, que levou mais de 2 horas, vou contar um pouquinho da minha estória para contextualização. (Segue no parágrafo abaixo, separado, para que quem não tiver paciência possa pular e ir direto a dúvida)

Citar

Ano passado me mudei para uma capital e fui morar numa república, junto com alguns amigos. Sempre fui muito reservado e achava que ainda não tinha realmente "curtido a vida". Então lá resolvi "aproveitar". Sai em muitas festas, bebi bastante, conheci várias mulheres e comecei a fumar maconha diariamente e usar bala/doce algumas vezes, bem raramente. Até ai tudo bem, estava feliz. Foi então que conheci uma mulher e nos envolvemos profundamente, apesar da relação ter sido desde o princípio bem destrutiva. Nos gostávamos mas não havia confiança, ficávamos com outras pessoas e sempre ouvi dos meus amigos que ela não prestava (que era fácil, não vou dizer o termo que usavam). Partindo pro finalmente, terminamos em meio a um turbilhão de sentimentos negativos, traições e etc. Tratei ela muito mal e cheguei a persegui-la desesperado. Após esse episódio, não consegui me relacionar sexualmente com outras mulheres, em todas as tentativas tive ejaculação precoce, do tipo que é só começar o ato e já termina. Além disso minha vida se tornou um inferno, passei por um surto psicótico, coisa pesada, diversas ilusões paranoicas com conteúdo tão perverso que prefiro omitir. Debilitado, voltei a morar com meus pais para me recuperar. E aqui estou hoje.

O que aconteceu é que uma ex minha, anterior a essa experiência, resolveu me procurar e estamos saindo novamente. Porém ainda estou com o problema da ejaculação precoce e com depressão e ela, com o intuito de me ajudar, me apresentou ao referido médium.

Durante a consulta ele acertou várias coisas, o que me inspirou uma certa confiança. Conversa vai, conversa vem, ele diz que a minha ex (a da estória até onde entendi) fez um trabalho pra mim para que eu não tivesse mais sucesso na vida sexual (broxasse e afins). De acordo com ele, ela contratou um homem, que fez o seguinte ritual: pegou uma maria mole, colocou meu nome dentro e enfiou no cú de uma galinha preta e a matou, isso em um cemitério, no túmulo de um "viado" morto (foram suas palavras).

Entendido o problema ele ofereceu uma limpeza que consistiria em matar um galo, pegar seu pênis, fazer não lembro o que, e molhar meu pênis com o sangue.
Tudo isso não vai sair de graça e  o preço é algo em torno de R$1000. E segundo ele, é terminar e ir pro motel. Isso vai tirar todas as coisas ruins que tem em mim e etc.

O que vocês acham de tudo isso?
Ele parece ser uma pessoa boa e acertou muitas coisas durante as 2h de consulta e minha ex diz que ele a ajudou muito com os problemas que ela passou.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pode até ser verdade, mas espírito não precisa de dinheiro,, então quando cobram, você sabe que está lidando com um encarnado de caráter no mínimo duvidoso, que avia acabar te cobrando IPVA do seu corpo, ou seja, se você paga isso agora,  abre brecha para tod ano ele dizer que você tem que RENOVAR, ou o problema volta.

O melhor é JAMAIS , em caso algum, colaborar com pessoas que cobram por trabalhos espirituais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas e o ritual que ele propôs? Envolvendo sangue. Eu questionei se isso era de acordo com a vontade de Deus e ele disse que sim, falou que sangue é vida e que ajuda e etc. Não tem risco disso ser magia negra?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto ao preço, ele justificou que teria gastos com os preparativos, com taxi e com os materiais. É claro que não justifica todo esse valor. Estou pensando em negociar algo mais justo caso eu vá fazer. Mas ainda tenho dúvidas..

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Quantoa  ser magia negra, bom, nunca vi nada que usasse sangue que não fosse magia negra. Só os praticantes dessas magias negras é que alegam que não é isso, eheheh. Entao você tem o sangue, o dinheiro, e alto ainda...e nem sabe se o que ele falou é verdade, porque essas caras são médiuns, e tem jinto com eles espíritos que podem olhar em você , na sua aura, e ver coisas da sua vida. Ai eles falam esses detalhes para você saber que ele não e um charlatão. Você pega confiança. Porém, não é porque as coisas qur ele te disse sobre você são verdadeiras, que a outra informaçao, AQUELA QUE GERARÁ GANHO FINANCEIRO PARA ELE, COM PROVAVEL RENOVAÇAO ANUAL, seja também verdaderia. Procure a soluçao para seu probçena em grupos de umbanda que não usem sangue, simples assim. Se tiver que pagar por algo, sera coisas que voce mesmo vai comprar e levar para eles, para que eles nao tenham custos por sua causa. Mas isso não e  o mesmo que cobrar.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, @onirico, eu sou médium e já trabalhei no Candomblé/Umbanda por cerca de 20 anos.  

Embora eu não mais pertença nem à Umbanda e nem ao Candomblé, tive alguma vivência com isso. Vou falar apenas baseado em minha opinião mas embasado no conhecimento que adquiri e de tudo que vivenciei.

Esse ritual mencionado é magia negra.

Isso não significa que não vá funcionar mas, ao menos eu penso que não é o melhor caminho.

O problema que você tem é de cunho emocional e pode ter componentes enérgicos e obsessivos também mas, não necessariamente. Pode ter sido feito algum trabalho contra você?... Sim, pode. Mas muitos médiuns de umbanda e de candomblé tendem a atrelar tudo que é problema à trabalhos de macumbaria e feitiçaria.

A sugestão que eu te dou é que você procure algum lugar espiritual que possua algum tipo de tratamento mais "energético" e menos material, por exemplo, passe em casa espírita, tratamento de reiki, etc. E, paralelo a isso, vá a um psicologo porque, com toda, certeza existe algum bloquei psicológico que você esta gerando (sob influência externa ou não).

Se você tiver afinidade com a Umbanda ou o Candomblé, ou o que mencionei acima não funcionar, vá a um terreiro de Candomblé ou Umbanda que dê preferencia em seus trabalhos a tratamentos com ervas, sacudimentos de ervas, banhos, chás, passe de caboclo, etc. Normalmente não indico esta como primeira opção porque, pessoalmente, considero difícil encontrar uma casa de Candomblé ou Umbanda realmente séria embora elas existam e sejam muito boas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Iogui! Obrigado pela resposta!

Entendi o seu receio. Mas vou fazer o seguinte, minha namorada vai conversar essa semana com o médium e ver o que ele tem a dizer e também pra saber mais detalhes. Fomos convidados também a participar de uma atividade na casa, para conhecer, nesse sábado.

Estou realmente precisando de uma ajuda. Já me consulto com um psiquiatra e realizo terapias naturais como acupuntura e auricoloterapia, porém o problema persiste.

Você sendo médium, é possível saber alguma coisa sobre a minha situação, caso eu lhe passe alguns detalhes? Se não for encomodo é claro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, onirico disse:

Oi Iogui! Obrigado pela resposta!

Entendi o seu receio. Mas vou fazer o seguinte, minha namorada vai conversar essa semana com o médium e ver o que ele tem a dizer e também pra saber mais detalhes. Fomos convidados também a participar de uma atividade na casa, para conhecer, nesse sábado.

Estou realmente precisando de uma ajuda. Já me consulto com um psiquiatra e realizo terapias naturais como acupuntura e auricoloterapia, porém o problema persiste.

Você sendo médium, é possível saber alguma coisa sobre a minha situação, caso eu lhe passe alguns detalhes? Se não for encomodo é claro.

@onirico, me desculpe mas eu já não atuo mais como medium e já nem frequento mais lugar algum. De qualquer forma acredito que existam lugares confiáveis onde você poderia ir e obter ajuda sem ter que recorrer à magia negra e tenho certeza que há uma solução para o seu caso que talvez não seja tão imediata como lhe prometeram mas que não te faça se envolver com coisas que talvez não sejam assim tão corretas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então, me corrijam se eu estiver errado, mas o problema de você buscar esse tipo de solução é q vc vai se endividar, os R$ 1.000,00 é o de menos, o problema é a relação q vc vai criar com as entidades que vão fazer esse favorzinho pra ti, elas irão voltar em algum momento pra passar isso na sua cara e tentar te coagir a fazer o q elas querem. Você vai resolver uma problema e arrumar um centena de outros, não necessariamente nessa experiência física, mas cedo ou tarde isso vai bater na sua porta. Magia negra é isso, vc paga o "médium" com dinheiro e os espíritos envolvidos com uma dívida moral a qual vc será coagido a pagar em algum momento futuro da sua existência.

A decisão é só sua, escolha com sabedoria.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exatamente Nino!

O médium que executa será cobrado e quem pediu também.

Muitas pessoas que estão em busca de ajuda, por desconhecimento acabam se submetendo a certos trabalhos sem saber realmente aonde estão se metendo....

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Conversei com o médium e o trabalho ficou por R$400.

Inclui uma limpeza, que vou fazer esse sábado, que consiste de um banho de ervas, passes e etc.
O trabalho mais pesado ficou para outro dia (envolvendo o pênis do galo). Não será cobrado a mais, está incluso no pacote. (Vou pensar até lá)

Como falei fui convidado a participar do "culto" (não sei como se chama) e vou lá nesse sábado. Começa as 22h e vai madrugada a dentro. Pelo que soube umbanda trabalha até meia-noite e quimbanda depois da meia-noite.

Alguém ai sabe mais sobre quimbanda?
Pelo que pesquisei eles trabalham com energias mais densas, os Exus (demônios), porém gostaria de saber se esses trabalhos são necessariamente destinados ao mal. Imagino que exista alguma razão para isso, como por exemplo, o fato desses espíritos estarem mais ligados a vida terrena, carnal e serem mais poderosos para resolver problemas materiais.

O médium que conheci diz não fazer trabalhos para o mau e parece ser uma boa pessoa. Vou continuar a convivência, daquele jeito, com um pé na frente e outro atrás e tirar essas dúvidas diretamente com ele.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem muitos tipos de quimbanda, algumas são praticamente magistica só trabalham no desenvolvimento da pessoa e na magia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 02/06/2016 at 17:30, onirico disse:

Como falei fui convidado a participar do "culto" (não sei como se chama) (...)

No Candomblé, costumávamos chamar de "toque".

Em 02/06/2016 at 17:30, onirico disse:

Pelo que soube umbanda trabalha até meia-noite e quimbanda depois da meia-noite.

Só se for nessa casa que você vai porque isso não é regra. No Candomblé, normalmente os toques começam lá pelas 20 ou 21 horas e seguem madrugada adentro, muitas vezes terminando apenas lá pelas 5 horas da manhã. Em alguns dias de festa, podem terminar só lá pelo meio dia do outro dia principalmente festa de exu catiço.

Xirê de santo não demora tanto podendo terminar entre 2 ou 3 horas da manhã mas isso varia.

Em 02/06/2016 at 17:30, onirico disse:

(...) Exus (demônios) (...)

Exus não são demônios. Isso é completamente errado e segue uma visão preconceituosa que começou na época dos primeiros contatos do homem branco com seu olhar de mentalidade católica limitado e cheio de dogmas da época com os povos africanos e sua cultura.

Existem dois tipos de Exu:

O Exu Santo ou Exu Orixá cultuado no Candomblé:

Exu.png.gif  

E o Exu catiço junto com sua contraparte feminina a Pomba-gira, cultuados tanto no Candomblé quanto na Umbanda:

exu.jpg

 

Exu catiço são espíritos de vibração mais densa que atuam majoritariamente em entrecruzamentos energéticos como guardiões. Eles são como se fossem a polícia do astral. Geralmente foram quando vivos, homens ou mulheres muito ruins que não tinham pudor em matar, dados a jogos, bebidas, noitadas e etc. que, depois de morrerem e passarem algum tempo sofrendo em regiões trevosas ou abissais, se arrependem de seus atos e recebem oportunidade para trabalhar em busca de evolução espiritual.

Já o Exu santo é uma entidade que não é boa nem má, é uma força da natureza ligada a terra e muito temida por pregar muitas peças de mau gosto, associada ao símbolo fálico de sua ferramenta o Ogó e relacionada a sexualidade. É o mensageiro dos orixás e quem responde no jogo de búzios.

Esses links explicam um pouco sobre Exú tanto na Umbanda quanto no Candomblé:

https://ocandomble.com/2009/09/02/exu-no-candomble-e-na-umbanda/

http://verdadeumbandista.blogspot.com.br/2010/04/lebaras.html

E aqui segue um documentário muito interessante sobre o culto de Exu no Brasil chamado Dança das Cabaças:

 

Se você realmente quer se envolver, procure se informar, conhecer.

Importante: Em lugares sérios, Exu não trabalha para o mal, amarração, e outros tipos de feitiçaria de baixo nível, embora sendo uma figura controversa conversadeira, brincalhona e sem pudor.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pela explicação @Iogui!

Fui numa festa de Nação.
Estou conhecendo ainda a religião.
Lá tinha muita comida, mães e pais de santo de tudo que é lugar e uma sala onde ficou rolando um batuque e eles dançaram a noite inteira.
Foi uma experiência bem interessante.

A limpeza foi um banho de ervas e depois um ritual que ele ficou esfregando uns pacotes com algum tipo de comida por mim. Passou um punhado de velas vermelhas tbm.

Vou procurar me informar melhor! Valeu!

Share this post


Link to post
Share on other sites
46 minutos atrás, onirico disse:

ele ficou esfregando uns pacotes com algum tipo de comida por mim.

Sabe que descrevendo dessa forma não tem como não parecer ridículo. A gente fica imaginando um pacote com “frango frito e salada de maionese” sendo esfregado no corpo do rapaz, eheheh.

Olha, não sei como funciona no candomblé, mas normalmente como a gente acumula certas energias densas na aura, fruto dos própiros pensamentos e emoções tóxicas, além de contaminação de energia dos outros, em locais públicos como cinemas, cemitérios, hospitais, ônibus, baladas, etc...é um método de limpeza tradicional passar substâncias pelo corpo, que tenham propriedades absorventes ou corrosivas em relação a esses depostos de energia suja. Então se usa um simples copo com água ou algum cristal,  (porque substâncias cristalinas tem a propriedade  natural de absorverem energias, motivo pelo qual a água dentor da geladeira se não estiver tampada pega cheiro de tudo.), ou se usa alguma planta fedorenta, como arruda, pelo efeito corrosivo do enxofre que geralmente plantas fedorentas possuem. Pode-se fazer também defumação com enxofre. Outra opção é passar pelo corpo coisas pontudas, porque é da natureza das cargas elétricas se acumular nas pontas dos objetos. Então passam-se pontar metálicas, como facas tesouras ou espadas, ou talvez uma planta como “espada de são Jorge” faça essa função.

 

Evidentemente cada tradição conhece um conjunto de substâncias naturais que contenham as propriedades desejadas, e num ambiente mais ligado a natureza, ainda se somam às propriedades das plantas físicas, o poderes dos elementais daquela planta. Talvez vegetais que são raízes, como cenoura, batata, mandioca, possam cumprir uma função dessas, como bloco de absorção de energia,s porque seu papel na natureza já é absorver coisas, justamente por serem raízes, tem que ver...

 

Portanto, “passar sacos de comida pelo corpo” seria provavelmente um jeito de fazer essa limpeza, mas descrito dessa maneira, fica engraçado, ehehehe.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, sandrofabres disse:

 

Sabe que descrevendo dessa forma não tem como não parecer ridículo. A gente fica imaginando um pacote com “frango frito e salada de maionese” sendo esfregado no corpo do rapaz, eheheh.

Olha, não sei como funciona no candomblé, mas normalmente como a gente acumula certas energias densas na aura, fruto dos própiros pensamentos e emoções tóxicas, além de contaminação de energia dos outros, em locais públicos como cinemas, cemitérios, hospitais, ônibus, baladas, etc...é um método de limpeza tradicional passar substâncias pelo corpo, que tenham propriedades absorventes ou corrosivas em relação a esses depostos de energia suja. Então se usa um simples copo com água ou algum cristal,  (porque substâncias cristalinas tem a propriedade  natural de absorverem energias, motivo pelo qual a água dentor da geladeira se não estiver tampada pega cheiro de tudo.), ou se usa alguma planta fedorenta, como arruda, pelo efeito corrosivo do enxofre que geralmente plantas fedorentas possuem. Pode-se fazer também defumação com enxofre. Outra opção é passar pelo corpo coisas pontudas, porque é da natureza das cargas elétricas se acumular nas pontas dos objetos. Então passam-se pontar metálicas, como facas tesouras ou espadas, ou talvez uma planta como “espada de são Jorge” faça essa função.

 

Evidentemente cada tradição conhece um conjunto de substâncias naturais que contenham as propriedades desejadas, e num ambiente mais ligado a natureza, ainda se somam às propriedades das plantas físicas, o poderes dos elementais daquela planta. Talvez vegetais que são raízes, como cenoura, batata, mandioca, possam cumprir uma função dessas, como bloco de absorção de energia,s porque seu papel na natureza já é absorver coisas, justamente por serem raízes, tem que ver...

 

Portanto, “passar sacos de comida pelo corpo” seria provavelmente um jeito de fazer essa limpeza, mas descrito dessa maneira, fica engraçado, ehehehe.

 

Hahaha... Na verdade, não devem ter sido "pacotes" literalmente. Geralmente são punhados de coisas que se passa pelo corpo da pessoa. No Candomblé usa-se muitos elementos materiais. E quando o ebó é feito por quem conhece, posso garantir que a lista de ingredientes costuma ser grande e se você for sensitivo como eu, é possivel sentir suas energias sendo mexidas conforme o pai de santo vai passando os ingredientes.

Normalmente após o ebó a pessoa tem que tomar um banho de abô que é feito com uma mistura de ervas que são masseradas e ficam guardadas em um porrão de barro até apodrecer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 27/05/2016 at 19:58, sandrofabres disse:

Pode até ser verdade, mas espírito não precisa de dinheiro,, então quando cobram, você sabe que está lidando com um encarnado de caráter no mínimo duvidoso, que avia acabar te cobrando IPVA do seu corpo, ou seja, se você paga isso agora,  abre brecha para tod ano ele dizer que você tem que RENOVAR, ou o problema volta.

O melhor é JAMAIS , em caso algum, colaborar com pessoas que cobram por trabalhos espirituais.

@sandrofabres entao a questao do candomble/umbanda é bem mais tensa do que eu supunha...rapaz...nao teve UMA , ate hoje, que eu fui, que nao cobrava

os trais trabalhos de Ebo ( oferenda pra exu)

entao , teoricamente, 90% das casas de candomble / exu nao sao "corretas" ?

sei la. Com todo o respeito, eu apesar de ter frequentado alguma sessoes de candomble e umbanda como visitante, nao

sou simpatizante de ambos. Sentia algo muito pesado, energias pesadas, ( nao necessariamente ruins, so pra esclarecer ! )

Talvez tenha a ver com meu parco conhecimento de candomble/ umbanda.

e a epoca que eu fiz tais visitas, eram bem novinho e nao tinha uma visao mais generalista da questao espiritual.

Mas esse lance de oferendas com comidas, animais, sangue.....isso sempre me deixou com um pé atras....alias, com o corpo todo atras.

Um amigo de um colega uma vez jogou buzios pra mim....acertou bastante coisa...( o que voce disse a  respeito de alguma entidade ler nossa aura no momento e passar a cola pro medium, concordo plenamente, e ja me falaram que é assim mesmo que funciona)

enfim o medium que jogou buzios pra mim queria por que queria  que eu fizesse o tal Ebó...pra ter uma melhora geral na vida e abrir caminhos..

deu um valor x, que eu nem achei caro, seriam so os materiais mesmo que seriam gastos...

Nao fiz nem pelo valor, mas por lembrar que certos "negocios" fechados aqui no fisico podem ter serias consequencias no astral.

Fica  dica....respeito porem nao faria....

ótimo topico para refletir sobre o tema.... ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Mas isso são dicas, diretrizes. Numa sociedade capitalista as pessoas se sentem no direito de cobrar por informaçoes/ opinioes, chamado " consultoria". É um problema da sociedade humana, que empesteia o pensamento de muita gente honesta PARA OS PADROES DA HONESTIDADE CAPITALISTA. Entao nao da para duzer que o pai de santo é necessariamente pilantran porque cobra, ainda mais se cobra COMPROVADAMENTE apenas o preço de custo. Mas acho que quando NÓS, CONSUMIDORES DO PRODUTO ESPIRITUAL, NOS RECUSAMOS A CONTRIBUIR COM DETERMINADAS POSTURAS, fica maus fácil PARA NÓS, separar joio do trigo. Mas apenas como regra geral, o cara pode.cobrar 3 mil reais por uma reza, porque ele acha que as rezas dele resolvem tudo, e nem por isso estar fazendo magia negra, nem precisar renovar todo ano. Mas.... Acho que seria exceçao.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal... só uma observação... É comum a cobrança de trabalhos no Candomblé mesmo nos lugares sérios. Aliás... muitas vezes isso faz parte do ritual e é costume que já veio assim da África nos cultos ao orixá feitos lá ancestralmente.

Inclusive, esse é um dos motivos que me fizeram sair do Candomblé. Eu até entendo os motivos por cobrarem mas, de forma geral não concordo com os valores cobrados pois acho excludente e pra mim a coisa tinha que ser "casa de caridade" de fato. E pra mim, caridade não deve ser cobrada. Nesse aspecto acho que a Umbanda está na frente pois há muito mais tendas de Umbanda que não cobram nada.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Observação: Em minha opinião, o fato de se cobrar pelos rituais no Candomblé é fator determinante para a existência de tanta safadeza no Candomblé porque essa prática atrai aproveitadores e ajuda a despertar a ganância dos praticantes.

Eu já disse isso em outro tópico e volto a afirmar aqui: de cada 10 terreiros de Candomblé, 1 é realmente sério e os outros 9 não valem a pena.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Iogui disse:

Observação: Em minha opinião, o fato de se cobrar pelos rituais no Candomblé é fator determinante para a existência de tanta safadeza no Candomblé porque essa prática atrai aproveitadores e ajuda a despertar a ganância dos praticantes.

Eu já disse isso em outro tópico e volto a afirmar aqui: de cada 10 terreiros de Candomblé, 1 é realmente sério e os outros 9 não valem a pena.

Iogui, é o que ja ouvi de muita gente seria, por isso eu tenho tanta reticencias com esses cultos africanos.

Tem muita gente picareta e muita gente mal intencionada. E nos sabemos que ninguem vai num centro kardecista pra fazer 

"amarracao" ou  magia pesada, ne ? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.