• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Olá pessoal, bom, hoje dia 06/08/2016 tive uma experiência, e pela nitidez em que eu me encontrava na situação, acho que posso dizer que eu estava de fato em projeção astral, mas como a experiência aconteceu em uma espécie de ''despertar'' durante o sono, então não posso afirmar com 100% de certeza de que tudo não se tratou de um sonho lúcido, mas mesmo assim, vamos lá! Ah, e se preparem, pois eu costumo ser detalhista no que descrevo, então provávelmente o relato vai ser grande rsrs

Obs: Deixei as minhas dúvidas em negrito para ficar mais fácil de vocês identificarem! :D

Tudo começou em um sonho comum, em que eu estava em uma espécie de favela, correndo, fugindo de algo ou de alguém, até que quando me dei por conta, estava em minha casa, na sala de estar, e eu ainda estava com uma sensação de perseguição, como se eu tivesse sendo vigiado, corri, passei pela cozinha, e quando eu vi, estava deitado em minha cama, só que minha cama não era em minha casa, era em uma casa que não conheço (pelo menos não no físico) e tinham pessoas que eu não conhecia também ali.

Estranhei a situação e então eu acordei de novo já ocorreu outras vezes comigo e aqui lanço a primeira pergunta, alguém sabe me dizer o por que de ocorrer esses repentinos ''despertares'' dentro do sono? ) , dessa vez em minha cama e em meu quarto (vou considerar que a experiência se iniciou aqui e anteriormente era apenas um sonho), como se eu tivesse acordado, aliás, eu pensei que realmente tivesse acordado, fiquei um tempo deitado, rádio estava ligado, assim como no físico, o que deu ainda mais impressão de que eu estava acordado!

Fiquei um tempo deitado na cama e escutando a música que tocava no rádio, quando ouvi um amigo meu me chamando, (meu quarto tem uma janela, quando ele me chama pra gente ir andar por ai, eu abro a janela e o atendo), me levantei e fui abrir a janela, só que parei no meio do caminho, olhei para janela, estava aberta, eu o ouvia chamando-me, só que de um jeito esquisito, meio sombrio, então percebi que tinha alguma coisa estranha no ar, não estava normal, então recuei, fui para trás pois não queria ir na janela para ver, senti que tinha algo estranho, me abaixei para eu não ser visto através da janela, e algo estranho aconteceu, vi meu amigo aparecendo pela janela, só pela cabeça, só que isso no físico seria impossível no físico, pois ele estava em um angulo reto na janela, ou seja sua cabeça estava aparecendo no meio da janela, e naquele lugar onde ele estava, o chão é bem la embaixo, pois é uma escadaria neste local, ou seja, então ele só poderia estar ali se estive-se voando, me escondo meio detrás da cama, ele deu uma passada de olhos pelo quarto, e foi ''andando'' para o lado esquerdo da janela, fiquei um tempo parado para ver se ele não iria voltar, e fui olhar se ele ainda estava na janela,.

Fui me aproximando bem de vagar e olhei para fora, não tinha ninguém lá fora, me voltei para o quarto, vi minha vó deitada na cama (ela dorme no mesmo quarto que eu,em uma cama paralela a minha) fui até ela, e gritei: '' Isso não é real né vó? Não é real! '' (não querendo dizer que não é real, e sim que eu não estava no que as pessoas consideram real, ou seja, o plano físico), ela não disse nada, parecia que nem me notava, continuei indagando ela, ela parecia que não me via, me afastei, olhei ao redor, me toquei, toquei objetos, tudo parecia tão real, tão sólido, mas algo em mim, por alguma razão, eu sabia que não era o plano físico, e respondi para mim mesmo:  ''Sim, isso é real, eu estou em uma projeção astral!", fui andando em direção ao corredor, e deu uma queda de lucides, lembrei de olhar para as mãos e o fiz, as chacoalhei, a lucidez subiu bastante, ficou bem parecida com a que tenho agora enquanto escrevo.

Fui andando até a sala, antes, ao passar pela cozinha, meu gato me acompanhou, chegamos até a sala, e pensei em atravessar a parede da sala e simplesmente sair, mas não conseguia, era como se a parde fosse dura como aqui no físico, então neste momento duvidei se realmente eu estava em uma projeção astral, comecei a achar que na verdade eu estava acordado mesmo, só que ai meu gato disse que não, isso mesmo, o meu gato falou comigo, quero dizer, óbvio que não era me gato, e sim provavelmente alguém se plasmando como ele (e por que e para que este ser fez isto?), estranhei a situação mas pude confirmar que eu realmente não estava no físico, ''meu gato'' disse para eu me concentrar, e esquecer que aquilo era uma porta, simplesmente passar por ela, tentei, tentei, mas não consegui, era sólida como concreto (já atravessei paredes outras vezes, por que desta vez eu não consegui?)

Minha vó veio até mim, me pegou pelo braço e fomos andando pela casa, o gato veio logo atrás, passamos pelo quarto e vi minha vó deitada lá, acorda ainda, percebi então que aquela não era minha vó, o que me deixou ainda mais confuso, quando chegamos até a lavanderia ela desapareceu, o gato ainda estava comigo, fui até lá frente onde se localiza a janela, só que ela estava meio diferente, percebi isso mais não liguei muito, subi no tanque (pois o tanque fica em frente a janela), me deu um receio de meu peso acabar cedendo o tanque, mais lembrei que isso não era possível haha

ouvi, ou pensei, não me lembro muito bem, uma sugestão para olhar as mãos novamente para não acabar acordando, porém como pensei que como eu estava ''tocando'' as coisas isso iria de alguma forma me manter lá, e de certa forma isso ajudou mesmo. Tentei novamente atravessar as mãos pela parede, mas não ia, isso se deve ao fato de eu estar observando minhas mãos enquanto fazia isso? causa uma espécie de bloqueio?

Enquanto eu tentava, meu gato subiu em cima da maquina de lavar (que fica logo antes do tanque, onde eu estava) e começou a morder meu braço, não entendi isso, o afastei para trás, mas ele continuava a me morder, como se estive me chamando a atenção (tendo em questão o que vem a seguir, será que ele estava tentando me alertar/impedir/puxar para trás?), ouvi meu amigo me chamando de novo, daquele mesmo jeito estranho, fiquei meio sem saber o que fazer, pensei em me esconder atrás da maquia de lavar, mas não pude agir a tempo, pois me ele apareceu ali na janelinha e me viu, tentei correr, ele a atravessou, corri, chegando na cozinha ele estava lá, me olhava com um sorriso na cara, e um olhar meio estranho, como se estivesse zombando de mim, deu uma leve risada, quis acordar, forcei para acordar, mas não consegui eu disse para ele ir embora, ele não quis me ouvir,ameaçou ir para cima de mim, fiquei com raiva, não consegui me conter e parti para cima dele, ele ficou caído no chão, dei vários socos na cara dele, ele não reagiu, e simplesmente desapareceu, fiquei arrependido (pois eu conheço esse amigo desde criança, e eu nunca briguei com ele, mesmo as vezes em que fiquei bravo, apenas me afastava, então nunca algo parecido ocorreu no físico, nem nunca sonhei com algo assim). Quem ou o que fez isso? Era de fato meu amigo? E por que fez isso? Por que não reagiu quando lhe bati? E principalmente, por que estava me perseguindo?

Fiquei um tempo ajoelhado no chão, com remorso de não ter me controlado, e em seguida acordei. Vi minha vó deitada assim como havia visto antes, na mesma posição, na realidade, tudo estava exatamente como eu havia visto na projeção, o que me fez pensar que eu ainda poderia estar projetado, fui até minha vó, conversei um pouco com ela, e então percebi que eu realmente havia acordado, olhei a cozinha, a luz do sol estava passando pela janela do mesmo modo que estava antes, na projeção, tudo estava bem parecido.

Fui na sala, minha mãe estava lá, sentada no sofá, só que na projeção ela não esta, por que eu consegui enxergar minha vó, e minha mãe não? Lembro-me também que quando eu levantei da cama, lá no inicio da projeção, eu não vi meu corpo, na verdade, até hoje eu nunca vi meu corpo em todas as possíveis projeções que tive, por que isso?

 

Me desculpem por lhes fazer ler tanto (apesar de eu saber que muitos não vão ler tudo,de fato rsrs), quem puder, por favor respondam as duvidas que destaquei.

Grato, paz e luz a todos :)

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vixi, um monte de coisa. Olha, essas pessoas que aparecem nas experiências raramente são elas mesmas, o gato já te mostrou isso, eheeheh. As vezes esse pessoal faz isso para não te assustar, ou é sua mente que distorce, é impossível saber o porquê. Seu amigo provavelmente não era ele, mas algum gozador do astral, que aproveitou para te assustar e se diverti com isso. As vezes a aparência de X lembra vagamente y, entção sua mente altera rpidamente a aparência de x e a torna Y, se você estiver atento, percebe isso. Mas é mais fácil quando acontece usando atores de TV ou cinema, porque aí você tem certeza de que não pode ser o fulano.

Quanto a ver sua avó deitada na cama, não deve ter visto o corpo físico dela, assim como não viu o da sua mãe, mas deve ter visto o corpo astral dela deitado ali, porque isso acontece também, muitas vezes a gente está querendo se projetar, já estamos soltos, mas não percebemos, e ficamos deitado em corpo astral a cama, vivendo sonhos "cerebrais" ao invés de projeção.

DYanbi.jpg

 

Sua mãe estava acordada no sofá, então você não percebeu nada dela, sua avó estava deitada, deve ter gerado uma ou mais cópias projetáveis (que terão vibração acima do físico, e você viu uma delas na cama, e depois aquela ou outra cópia veio até você, ou algum amigo plasmado de sua avó para não te assustar, a mesma explicação para o gato, aliás).

A dificuldade de atravessar objetos sólidos é uma ilusão visual, na maioria das vezes (outras vezes tem a ver com o lastro energético que você esteja naquela projeção específica). Quando você OLHA PARA as coisas do astral, elas te parecerão sólidas demais para o que você quer, atravessá-las, esticá-las, plasmar coisas. Por isso o Raduga no livro dele usa a técnica de abertura de porta para você se teletransportar para outros lugares, é iportante que você NÃO VEJA a atual realidade, para que possa SUBSTITUI-LA POR OUTRA, caso contrário sua mente não acetia muito bem o que você quer fazer, ehehe.

Então para atravessar paredes e portas não use as mãos, porque ao olhar para elas e para a parede, a ilusão de solidezv ai te enganar, por isso o gato tentou fazer você não usar as mãos. Aqui no item 4 eu explico como fazer:

Também o teste do dedo tende a falhar por causa disso, porque você está atentamente olhando para a "solidez" dele. O ideal é olhar para algum ponto no ar uns 2xm a frente da ponta do dedo, onde você quer que  ponta do dedo alcance, e puxar como quem pega a ponta de uma "rede de dormir" no gancho da parede.

Mas esses falsos despertares, de a pessoa acordar de um sonho e achar que agora sim está no físico, só poss0 entender como sendo a cópia mais perto do físico acordando, mas como ela ainda não está no físico mesmo, enxerga o ambiente similar a ele e se engana. Pela explicação no tópico do Bruce você vê que a cópia astral propriamente dita é que experimenta a projeçao nos planos das faixas mais acima, e dos sonhos. Uma vez que você acorde deles, o normal é acordar no físico, mas as vezes o que acorda é um dos duplos que ficou deitado na cama, embora seu corpo físico ainda esteja dormindo, então ^como você está vibracionalemtne muito perto da zona física, enxerga tudo no seu quarto como sendo igual ou quase igual ao físico, e acha que acordou de verdade. O que aconteceu foi que saiu de uma experiencia numa zona mais alta ( ou se um sonho)  para uma zona mais próxima ao físico, só isso.

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.