• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
daimonds

Absorção de energias

Recommended Posts

Desde criança noto que tenho capacidade para absorver energias, principalmente de pessoas que sofrem ou já sofreram em algum momento da vida. 
Quando pessoas me contam histórias de sofrimento, pobreza, de grande perda, de doenças que deixaram-nas muito abatidas, eu absorvo aquela tristeza como se ela estivesse presente e fosse minha, e fico com aquilo na cabeça durante dias, semanas, meses...
Estou fazendo um curso na area da saúde e semana passada me deparei com uma paciente com muito sofrimento e quase nao consegui ficar no quarto em que ela se encontrava. Era como se eu sentisse toda a angústia e medo que ela estava sentindo, pois a morte parecia estar mais próxima do que longe. A vontade que eu tive é que chegar até aquela mulher, pegar gentilmente em suas mãos e avisá-la para nao ter medo da morte, para não ter medo de nada, mas obviamente eu nao posso fazer isso! Como vocês lidam com isso? Estou tentando maneiras de tentar bloquear isso para não me prejudicar muito (tenho depressão, atualmente leve e controlada). Enfim.. se alguém puder me dar dicas de como aliviar isso, serei eternamente grata. Abçs

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, o pessoal que sente o mesmo que você pode te dar dicas pessoais sobre isso, eu não posso porque não tenho essa sensibilidade.

O DeRose, no seu livro sobre Chackras e Kundalini, parece sugerir que isso se deva ao sentido de rotação dos chackras:

..............................

Direção em que os chakras devem girar

Os chakras podem girar para a direita (movimento dextrógiro ou horá­rio), denominado dakshinavártena; ou para a esquerda (movimento si- nistrógiro ou anti-horário), denominado vamavártena.

SENTIDO-----------FORÇA--------------EFEITO

horário------------centrifuga------------irradiação

anti-horário -----centripeta-------------captação

Seja para a direita ou para a esquerda, todos os chakras devem girar num mesmo sentido, caso contrário o sistema entra em desequilíbrio neurológico, endócrino e psíquico, abrindo as portas a enfermidades dificilmente diagnosticáveis pela medicina. Há pessoas mal informa­das divulgando que cada chakra deve girar num sentido. Não lhes dê ouvidos. São leigos. Um bom exemplo são as rodas de um automóvel. Se cada roda girar numa direção, você não vai a parte alguma, mas, seguramente, vai danificar o veículo - no caso, seu veículo corporal. No entanto, há bastante gente com essa síndrome, causada pela mescla de diferentes filosofias, religiões, sistemas, linhas, Mestres etc. Por es­se motivo surgiu uma nova profissão: o alinhador de chakras!

Quando o movimento dos chakras é intensificado produz fenômenos, já que há mais energia envolvida. Tanto faz se o sentido é dakshina­vártena ou vamavártena.

O movimento natural é o dextrógiro, com o qual todos nascemos, ex­ceto nos casos em que, por questões genéticas, alguns indivíduos po­dem ter de nascença os chakras girando para a esquerda.

As pessoas que nascem com o movimento dos chakras para a direita, ao longo da vida podem inverter o sentido dos lótus, fazendo-os girar para a esquerda ao dedicar-se a determinadas práticas espirituais, tais como as de mediunidade; ou, também, podem corrigir o sentido, fa­zendo-o voltar ao dextrógiro com a prática de um Yôga legítimo.

Qual dos dois sentidos é o melhor

Depende do que você deseja. Em princípio, nenhum dos dois é melhor do que o outro. Se você faz Yôga, o melhor, aliás, o único possível, é o sentido horário. Caso pratique desenvolvimento mediúnico, precisa do sentido anti-horário.

O sentido sinistrógiro dos chakras gera força centrípeta, portanto de captação. Assim, favorece a mediunidade, a psicografia, a incorporação, etc. A ra­zão é simples. Na mediunidade convém ser uma an­tena captadora de sinais. Não vamos discutir aqui se esses sinais são espíritos, estímulos do inconsciente ou ondas “hertzianas” emitidas por outrem. Seja lá o que for, isso não tem nada a ver com o Yôga.

O sentido dextrógiro dos chakras gera força centrí­fuga, portanto de irradiação. Dessa forma, favorece os fenômenos de paranormalidade que têm mais afi­nidade com o Yôga. No Yôga, tornamo-nos um pólo irradiador de energia, refratário a fenômenos mediú- nicos. Praticando Yôga, jamais seremos permeados, penetrados ou vulnerabilizados por meio algum. Isso nos preserva blindados contra qualquer tipo de com­primento de onda adverso, seja ele emitido pela na­tureza (forças radiestésicas) ou por outras pessoas (inveja, mentalizações, maldições, magia, vudu, ma­cumba, etc.).

É muito importante que isso fique compreendido para que o praticante de Yôga não se sinta inferiorizado exatamente pela qualidade que lhe proporciona proteção. Os espiritualistas são muito sensíveis, às vezes em excesso, e comentam que estão sentindo, vendo ou ouvindo isto e aquilo. Ora, o yôgin não sofre desse tipo de sensibilidade hiperestésica. A sensibilidade do adepto do Yôga manifesta-se de forma diferen­te. No entanto, se ele for desavisado, é capaz de pensar que o outro es­tá mais desenvolvido, o que não é verdade. Pode estar é mais desequi­librado ao ficar, em qualquer circunstância, captando vibrações à revelia, que não lhe serão úteis, até muito pelo contrário. Vamos velia, que não lhe serão úteis, até muito pelo contrário. Vamos exem­plificar.

Imagine que você tem um amigo espiritualista, cujos chakras manifes­tem movimento anti-horário. Vocês dois vão a uma casa noturna, um bar ou uma danceteria, para buscar alguém. Ao sair, aquele seu amigo declara: “Não posso ir a lugares com esse tipo de vibração... Estou passando mal. Não sentiu?”

Você, que pratica Yôga, não sentiu nada, pois tem os chakras girando para a direita e, portanto, está protegido. Coisa ruim você não capta. Aí, pode achar que o outro é o mais evoluído, contudo ocorre justa­mente o contrário.

Vejamos mais um exemplo. Você e seu amigo vão visitar alguém em cuja residência há uma senhora idosa e enferma. Quando vocês saem, ele comenta: “Não gosto de ir a lugares que têm pessoas doentes. Eu sou muito sensível e pego a vibração de sofrimento do local. Preciso ir para casa tomar um banho de descarga, com sal grosso e arruda. Você não está sentindo nada?”

Se já leu este livro ou fez o curso em vídeo, você não se deixará in­fluenciar pela sugestão nas entrelinhas de que seja menos evoluído que o seu amigo. Você lhe dirá, com a maior naturalidade: “Qual na­da. Eu pratico SwáSthya Yôga, tenho muita energia, saúde para dar e vender. Fiquei lá conversando com a velhinha e ela me contou casos maravilhosos da juventude. Diverti-me muito com ela e ela comigo.”

Porém, enquanto vocês dois se retiram, os parentes da senhora enfer­ma comentam: “Já perceberam que quando vem aqui aquele moço que faz SwáSthya Yôga a vovó até melhora?”. Você não nota, mas, por onde anda, vai irradiando força, poder e energia; vai espargindo saú­de, vitalidade, bem-estar e felicidade a todos com quantos trava conta­to. Esse é o efeito dos chakras girando em sentido dakshinavártena.

Como saber qual é o sentido horário

Parece simples. Sentido horário (dakshinavártena) é o sentido dos ponteiros do relógio. Até aqui, todo o mundo entendeu. O problema é que algumas pessoas interpretam que esse movimento deve ser obser­vado ou mentalizado pelo lado de dentro do corpo, mas não é assim. O movimento dos chakras é observado por quem nos olha, da mesma forma como observamos o relógio pelo mostrador e não pelo fundo.

10ulWy.jpg

 

Em sala de aula, quando peço que os alunos me mostrem, com um movimento do polegar sobre o ájna chakra, para que lado devem esti­mular o movimento desse padma, invariavelmente uma parte da turma faz o movimento inverso! Esse engano é tão comum que, neste ponto, você deve interromper a leitura, buscar um relógio analógico que te­nha ponteiro de segundos, colocá-lo diante do intercílio e olhar no es­pelho.

......................

Na Gnose, de onde eu vi, também se considera que esse é o único sentido positivo para os chackras e que inverter isso não é bom. Pode querer tentar usar está técnica para despertar os chackras, fazendo cada um rodar no sentido horário enquanto vocaliza, para ver se isso melhora:

 

Mas tem gente que dá outras explicações sobre o sentido de rotação:

http://www.paijoaquim.com.br/chakras/

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.