• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
rafaelbr91

Tópico Oficial para Apresentações

Recommended Posts

Ola para todos, conheci o site através do google, estudo Viagem Astral ha pouco tempo, não tenho muitas lembranças de minhas viagens astrais, e sempre que percebo que estou conseguindo me assusto ou fico eufórico de mais e desperto, más com paciência uma hora eu consigo rs.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal!

Conheci o fórum através dos FAQS de Saulo, os quais, por sinal, estou 'devorando' dia a dia..rs

Na verdade, sempre fui fascinado por esses assuntos relacionados à espiritualidade, sempre quis ter uma experiência fora do corpo, no entanto, o máximo que cheguei nas 3 vezes que experienciei, foi ao que parece, a catalepsia projetiva(sempre de bruços...).

Confesso que estou numa fase de buscar mais a aceitação, a paciência,'devagar e sempre', percebo que nas duas últimas semanas tenho apresentado maior bem estar; estabeleci uma rotina agradável de buscar meditar, entrando em contato com visualização de energias(banho energético etc), e não é que já percebo uma qualidade diferenciada na maneira de estar no mundo e lidar com as situações?. É aquela coisa né? se não conseguir ter as tão sonhadas projeções, pelo menos estou usufruindo de outras sutilezas energéticas benéficas que fazem manter o foco... ;)

Grande abraço a todos!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá a todos,

Sou um programador de 35 anos, casado e com 3 filhos. Tive formação religiosa na igreja católica apostólica romana, da qual participei ativamente desde a minha infância, sendo coroinha dos 7 aos 10 anos e logo em seguida tendo me engajado em grupos de adolescente e de jovens.

Quando eu tinha 13 anos, tive minha primeira e única projeção plenamente consciente. Como meu conhecimento sobre espiritualidade nesta época era praticamente nulo, pensei que estivesse morrendo, e com o susto voltei ao corpo fisico.

Nessa época também tomei conhecimento da existência de espíritos, pois soube que pessoas muito próximas a mim eram adeptas à macumba. Presenciei inclusive uma destas pessoas incorporada por um espírito inferior dentro de sua casa!

Ainda diante desse fato permaneci cego para a espiritualidade, porém, os acontecimentos do dia a dia (crimes contra crianças indefesas, pessoas se vendendo para conseguir se alimentar,jovens mortos no mundo do crime, etc) me abalavam demais, e eu não me conformava com o triste destino reservado a essas pessoas (dentro da minha visão católica, e com os ensinamentos ali recebidos).

Eu era muito ativo na igreja, atuando como coordenador de Grupo de Jovens, e procurávamos converter nossa fé em obras, sempre buscando auxiliar pessoas da comunidade através de diversos meios. Com a chegada da juventude, passei também a questionar e discordar de muitas coisas dentro da igreja, como enxerguei muita hipocrisia e falta de abertura para falar de assuntos polêmicos, me afastei da igreja. Eu estava então com 18 anos.

Me casei, passei a me dedicar a minha formação profissional, tive dois filhos. No trabalho ouvi novamente falar sobre espiritismo, e novamente não dei a mínima atenção.

Porém surgiu um momento de grande tribulação na minha vida, algo que abalou profundamente minha vida pessoal, e precisei fazer imenso esforço para que não atrapalhasse minha vida profissional.

Eu precisava me distrair, e procurei refúgio em um livro para não ficar pensando nas coisas que me faziam sofrer, neste momento, como se fosse por "encanto", comprei um livro espírita sem me dar conta de que era um livro deste gênero (pois se eu soubesse, não compraria, pois no fundo tinha medo).

A leitura deste livro, me fez um bem imenso, compreendi muitas coisas, e esta compreensão permitiu que eu me libertasse da minha dor, e passei a me interessar pelos assuntos relacionados à espiritualidade, e compreendi algumas coisas que aconteciam comigo.

A catalepsia foi uma das coisas que compreendi, ocorria comigo com bastante frequência (e eu sempre ficava em pânico, pois me sentia preso dentro do corpo sem conseguir me mexer ou mesmo falar ou gritar), mesmo sem eu aplicar nenhuma técnica.

Passei a viver uma época de calmaria, de crescimento profissional e intelectual, e de agitada vida social, com isto deixei novamente a espiritualidade relegada a segundo plano.

Tem um ditado que diz que Nunca é tão fácil se errar como quando se julga estar certo!, e o excesso de segurança aliado a invigilância me remeteram novamente de encontro a momentos muito difíceis.

Sei que para ter uma projeção saudável, é indispensável que estejamos em harmonia consigo próprio e com as pessoas com as quais convivemos, então neste momento desejo mais é estudar mesmo, pois qdo eu me sentir pronto e for novamente agraciado com a possibilidade de efetuar projeções desejo estar bem preparado.

Paz e luz a todos!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, Gregório, seja bem vindo! :hug

Muito legal sua aprensentação! Gostaria de tirar 2 pontos dela:

1 - Seria bom ler seus relatos, e se tiver alguma dúvida quanto a eles, é só postar aqui viewforum.php?f=2, tenho certeza que alguém vai tirar suas dúvidas. Se não tiver dúvidas nos relatos (o que eu duvido :lol: ), pode postar aqui viewforum.php?f=3

2 - Qual seria o nome do livro que você leu?

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

O caminho das pessoas no curso de diferentes religiões é mesmo algo interessante :)

Uma mesma filosofia pode libertar a uma pessoa, enquanto aprisiona uma segunda. Todas religiões, de certa forma, me parecem uma representação da verdade, embora variem na riqueza de detalhes e em quais detalhes se permitem ou não representar.

É como um desenho de corpo humano. Uma criança ou um adulto pouco atento pode desenhar um homem palito, o que não deixa de representar uma verdade, que seria um humano. Por outro lado, existem Michelangelos e daVincis, que representam algo com maior perfeição e, ainda, podemos contar com relevos e desenhos egípcios, que limitavam-se a representar as pessoas numa perspectiva não realista sem nem por isso dar menos ênfase ao “humano” na representação.

O que mais se vê em centros espíritas são pessoas que deixaram pra trás o catolicismo, protestantismo ou alguma outra religião, encontrando agora “toda” a verdade mas, no fim das contas, é apenas uma nova visualização da verdade – talvez mais ampla, mas nem por isso carente de maiores detalhes.

Tenho bastante contato com o espiritismo, embora também estude outras abordagens espirituais, exatamente por saber que cada uma delas consegue andar até certo ponto, para então sempre deparar-se com o desconhecido, que acaba tomando forma de “proibido”. A federação espírita no Brasil, por exemplo, desaconselha leitura de Rochester e Ramatis, entretanto são literatura de inestimável valor (em minha opinião).

É uma caminhada e, certamente, das mais incríveis.

Seja bem vindo, Gregório!

Share this post


Link to post
Share on other sites

amigo geralmente nós somos assim , procuramos olhar para dentro nas horas de dificuldades, ai lembramos da espiritualidade, mas assim que as coisas se acalmam voltamos a nossa rotina e nos afastamos, então devemos ter uma constancia nos estudos espirituais o que é muito dificil para nós mas essencial para o desenvolvimento espiritual, também fiquei 15 anos afastado e voltei ano passado mas agora tenho conciencia que nunca mais irei me afastar do caminho, pois mesmo longe dos estudos sempre senti que faltava algo em meu coração, até que tive coragem e voltei aos estudos e vi que esse é o nosso real objetivo de existencia nesse planeta, buscar nosso ser verdadeiro, descobrir a verdade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

OII pessoal, faz uns dias q estou no site, mas vi só agora que poderia me apresentar.. kk

Então o que me levou a esse site foram os cursos do Saulo, o incrível q os cursos eu encontrei em um outro site.. Bom ver como tá se espalhando..

O que me interessou foi saber que existia Viagem Astral, queria saber como se fazia, acabei ouvindo os cursos que citava bastante a GVA, decidi entrar e fiquei surpresa quanta gente tem que se interessa por esse assunto. Espero poder trocar muitas experiências com vocês

Desde já muito obrigada!

Abraços ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas boas vindas!!

Amanda, o primeiro livro com abordagem espírita que li foi Ninguém é de ninguém da Zíbia Gasparetto.

O papel desde livro foi despertar em mim a consciência para uma verdade que fui encontrar após terminar a leitura do mesmo e passar a estudar sobre o espiritismo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal do GVA,

Por motivos de Bug no login do GVA, tentei de tudo os admin até o próprio Saulo mas fui obrigado a criar uma nova conta.

Meu antigo nome de usuário era Igor gouveia.

Abraço a todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Olá pessoal do GVA,

Por motivos de Bug no login do GVA, tentei de tudo os admin até o próprio Saulo mas fui obrigado a criar uma nova conta.

Meu antigo nome de usuário era Igor gouveia.

Abraço a todos.

Que bug? O que houve?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.