Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Qual a melhor técnica para despertar a consciência durante o sonho?


Recommended Posts

Entendi. O problema é que dificilmente me lembro disso durante os sonhos... Só consigo fazer projeção astral quando fico consciente durante a saída do corpo, nunca quando já estou fora dele. Apenas uma vez consegui despertar a consciência no meio de um sonho, quando percebi que havia algo na parede que não era para estar lá (e mesmo assim fui puxada de volta para o corpo na mesma hora, por causa do susto ao me dar conta disso, rs).

Descobri há algum tempo, no site abaixo, duas técnicas para despertar a consciência durante o sonho, mas elas não deram certo comigo:

http://www.divinaciencia.com/course/s/c/7-tecnica-do-saltinho

Link to comment
Share on other sites

Kkkk, sei como é. Ultimamente eu tenho ficado mais lúcida no meio dos sonhos. Mas as vzs acontece de ficar consciente na saída do corpo (que prefiro).

É questão de percepção mesmo que vc adquiri com o tempo e práticas. Uma outra vez eu estava sonhando. Estava na sala, sentada no sofá batendo altos papos com alguém. Daí em determinado momento eu estranhei isso, olhei pra cara da pessoa e perguntei quem era ele (fiquei lúcida). O cara pulou em cima de mim, me atacou (e eu nem fiz nada heim) e eu voltei pro corpo, hahaha.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Kkkk! Estou aprendendo cada vez mais a ver essas coisas com a naturalidade que vc vê, um dia chego lá! As conversas que estou tendo neste forum são as primeiras conversas que estou tendo sobre projeção com naturalidade.

A minha primeira saída consciente do corpo foi há mais ou menos um ano (antes eu vivia tendo paralisias do sono e não sabia o que fazer com elas). Desde então, quando eu tentava conversar sobre isso com as pessoas do meu ciclo de convivência (inclusive as espiritualistas), todas falavam que era melhor eu evitar essas experiências, que isso é só pra médiuns experientes, bla, bla, bla... Ainda bem que aqui no fórum estou conseguindo me livrar desses tabus sobre VA. 

Além de estar ouvindo o curso básico, estou lendo o livro "Escola de Viagens Fora do Corpo Um Guia Prático", de Michael Raduga, e descobri uma coisa interessante sobre as técnicas indiretas. Descobri que a consciência do sonho pode surgir como "um efeito colateral ocasionado pela execução dos ciclos de técnicas indiretas nos despertares. Este efeito secundário é bastante comum." Gostei de saber sobre esse efeito colateral! Vou começar a aplicar essas técnicas indiretas, e vou seguir seus conselhos para conseguir ficar consciente no meio dos sonhos. :)

Link to comment
Share on other sites

Em 04/02/2017 at 08:18, Cintia Fly disse:

Além das técnicas que existem pra sairmos do corpo com lucidez, qual a melhor técnica que existe para percebermos a projeção quando já estamos fora do corpo, durante o sonho?

Para saber se você está projetada, puxe o seu dedo indicador, provavelmente ele irá esticar... :-) 

Em relação a estar em um sonho e ativar a lucides, acredito que a experiencia e técnicas de movimentação de energia podem auxiliar..

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 04/02/2017 at 22:31, MichelleA disse:

Kkkk, sei como é. Ultimamente eu tenho ficado mais lúcida no meio dos sonhos. Mas as vzs acontece de ficar consciente na saída do corpo (que prefiro).

É questão de percepção mesmo que vc adquiri com o tempo e práticas. Uma outra vez eu estava sonhando. Estava na sala, sentada no sofá batendo altos papos com alguém. Daí em determinado momento eu estranhei isso, olhei pra cara da pessoa e perguntei quem era ele (fiquei lúcida). O cara pulou em cima de mim, me atacou (e eu nem fiz nada heim) e eu voltei pro corpo, hahaha.

Por que você nao deu um Hadouken nesse ser pestilento ? hahahahaha 

Link to comment
Share on other sites

Na verdade existem sim técnicas. Mas de modo semelhante a projeção astral elas funcionam melhor quando você saca o mecanismo por trás das técnicas reparando o que elas tem de comum. Existem inclusive também semelhança com técnicas projetivas diretas que no caso do sonho lúcido chamam de indução. E tem técnicas indiretas, que no caso do sonho lúcido eu chamo de gatilhos. 

Mas o primeiro passo é você se organizar pra dormir (todo dia na mesma hora), usar de afirmação da vontade antes de deitar "agora irei dormir, estarei consciente e me lembrarei de todos os meus sonhos", e por fim acordar e permanecer imóvel por alguns minutos tentando se lembrar do sonho e em seguida já anote o que lembrou. Faça isso todos os dias. Após um mês você vai notar melhora sensível na rememoração. Vai perceber que tem por volta de 5 sonhos por noite. Depois desse ponto (os primeiros 30 dias) é que vai partir pro uso de técnicas. É alias um caminho fantástico não só pelo fato de se conseguir patir em projeção dai, mas porque o sonho lucido em si é útil, alem do fato de que o sonho é uma linguagem subconsciente... Vale a pena prestar atenção no que os simbolos te dizem.

Não estou em casa hoje, estou pelo celular, mas amanhã posto pra você pelo menos um nome de livro sobre o tema e comento uma ou duas técnicas. Se eu esquecer pode mandar inbox puxando minha orelha. :P

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

8 minutos atrás, Cristaldo disse:

Na verdade existem sim técnicas. Mas de modo semelhante a projeção astral elas funcionam melhor quando você saca o mecanismo por trás das técnicas reparando o que elas tem de comum. Existem inclusive também semelhança com técnicas projetivas diretas que no caso do sonho lúcido chamam de indução. E tem técnicas indiretas, que no caso do sonho lúcido eu chamo de gatilhos. 

Mas o primeiro passo é você se organizar pra dormir (todo dia na mesma hora), usar de afirmação da vontade antes de deitar "agora irei dormir, estarei consciente e me lembrarei de todos os meus sonhos", e por fim acordar e permanecer imóvel por alguns minutos tentando se lembrar do sonho e em seguida já anote o que lembrou. Faça isso todos os dias. Após um mês você vai notar melhora sensível na rememoração. Vai perceber que tem por volta de 5 sonhos por noite. Depois desse ponto (os primeiros 30 dias) é que vai partir pro uso de técnicas. É alias um caminho fantástico não só pelo fato de se conseguir patir em projeção dai, mas porque o sonho lucido em si é útil, alem do fato de que o sonho é uma linguagem subconsciente... Vale a pena prestar atenção no que os simbolos te dizem.

Não estou em casa hoje, estou pelo celular, mas amanhã posto pra você pelo menos um nome de livro sobre o tema e comento uma ou duas técnicas. Se eu esquecer pode mandar inbox puxando minha orelha. :P

To curioso para saber essas técnicas, porque muitas vezes eu percebo que estou sonhando, sei disso, mas não consigo ficar consciente... 

Link to comment
Share on other sites

Obrigada pelas dicas, pessoal!

Bruno, essa técnica de puxar o dedo eu havia aprendido em um curso, só que eu já havia desanimado dela porque acabava me esquecendo de aplicá-la. Mas a sua dica agora me ajudou a reforçar a lembrança dessa técnica, então vai ser mais fácil eu me lembrar de usá-la!

Cristaldo, aguardarei ansiosamente pelas técnicas! E vou começar a anotar os sonhos ao acordar. Realmente, eu não havia atentado para isso, que o sonho é importante não só pela possibilidade de lucidez, mas também pela linguagem subconsciente que ele traz. Vou ficar atenta agora!

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Eu fiz uma combinação de várias e tive experiencias desde a primeira noite, mas depois parou.

São todas muito boas, ainda mais se usadas juntas.

 

Só lembrando que o INTERESSE também conta. Se os mentores perceberem um forte e genuíno interesse, podem facilmente "patrocinar" uma experiência.

E lembrando também: se não der certo, não é porque a técnica é ruim. Muitas vezes o nosso estado emocional não nos deixa sair com lucidez e rememorar. As vezes é melhor ficar sem sair mesmo.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Interessante o que vc falou. Realmente as coisas têm o tempo certo para acontecer. Obrigada por essa importante constatação! Acredito que as experiências fora do corpo não dependem só das técnicas e da vontade do praticante, pois deve ser necessário haver também disponibilidade espiritual para isso.

Link to comment
Share on other sites

Sobre livros, eu queria recomendar mais de um, mas eu simplesmente não encontrei aqui o livro que eu queria indicar, vou indicar um que eu não gosto tanto por conta do título deles que é bem enganador rs... se chama "Sonhos lúcidos em 30 dias" de Keith Haray, mas você difícilmente vai realmente conseguir um resultado legal em 30 dias. Na minha opinião 30 dias é o prazo pra você começar a se lembrar dos sonhos. Mas no livro tem dicas base pra ter sonhos lúcidos, mas eu vou passar aqui o geral, e vocês vão ver que não há nada de novo sobre a terra. :P

Mnemônica é a chave aqui, porque veja bem, o problema não é o fato de que nós não temos consciência durante os sonhos. O prolema é que nós também estamos "dormindo" no nosso tempo acordados. Você deve criar o hábito de fazer "testes de realidade" tantas vezes quanto possível durante o dia (vou explicar o que são esses testes mais a frente). Pra isso você pode usar alarmes no relógio ou celular pra te lembrar de fazer os testes (inclusive já vi que existem apps pra conhos lúcidos que tem essa como função principal, no fim a coisa é simples). OU o que é mais difícil a princípio mas que funciona muito bem porque vira um hábito mais facilmente, é você agregar o teste de realidade a algo que você vê, ou a algum hábito seu, é o que eu chamo de gatilho. "Toda vez que eu tomar água", "toda vez que eu passar por uma porta", "toda vez que eu olhar o meu celular", eu farei um teste de realidade... isso é um gatilho consciencial, através de um hábito comum.
Note que é mais fácil fazer com alarmes, do que com gatilhos, como eu disse. Mas é legal tentar fazer as duas coisas, porque o que se deve é agregar os testes de realidade durante o seu dia. E o fato deles não estarem agregados significa que não estamos conscientes, de modo geral. Esse é o motivo de acontecerem coisas extraordinárias nos sonhos e não nos darmos conta de que é um sonho.

Os tais "testes de realidade" que falei são algumas verificações que podemos fazer pois os nossos sonhos tem alguns "bugs" em relação a realidade diária e podemos usar isso a nosso favor para perceber que estamos sonhando. A idéia principal aqui é CRIAR UM ESTADO DE QUESTIONAMENTO DA REALIDADE que começa com uma pergunta simples e sincera a si mesmo "eu estou sonhando agora ?". Ao fazer a pergunta olhe a sua volta, pense onde você está e como chegou até ali (normalmente num sonho você não vai conseguir se lembrar como se lembra quando acordado), conte a si mesmo a história do seu dia até aquele ponto: "eu acordei, tomei um café comendo pão com manteiga e uma maça, assisti o jornal, sai de casa, falei com o porteiro, peguei o onibus/carro/moto/bicileta (...)". É difícil em um sonho que você não se perca nesse processo, mas tudo isso vem com a prática, e a prática vem do estado de acordado, ao longo de dias.
Outros testes de realidade incluem tentar ler letras pequenas (como de um livro), leia, e olhe pra outro lugar, pense no que leu, e volte ao mesmo lugar, leia de novo. Frequentemente em um sonho as letras mudam de lugar, muda o que está escrito, ou ainda, fica tudo em branco!
Se você tem o hábito de usar relógio, especialmente digital, vai acontecer o mesmo com ele.
Regular a luz do ambiente também não é possível, busque um interruptor, acenda e apague, a luz continua a mesma!
Esses são os principais que lembrei, eu aconselho a manter esse estado de questionamento porque frequentemente você precisa fazer mais de um teste pra se convencer, e você pode obter resultados parciais que te deixam em duvida, então quanto mais se questionar melhor.
E aí quando tiver "quase certeza" que é um sonho, pode tentar coisas mais ousadas como dar pulos cada vez mais altos, o fato é que você vai juntar evidências de que está em sonho.

Tem outros técnicas mais complicadas, inclusive de indução a partir do estado acordado, mas eu acho melhor manter a coisa simples por aqui. Porque imagino que já causou certo estranhamento por talvez poder parecer que é difícil, alguem pode dizer "mas eu nem lembro dos meus sonhos"... Aí volta na primeira resposta que dei aqui no tópico, e notem que há um encadeamento funcional na coisa.
1) Aumentar as memórias de sonhos (cuidando do sono, e com um diário de sonhos e afirmação).
Pois aumentando a memória aumenta o reconhecimento de padrões diferentes de consciência, e melhora a própria consciência nesses estados.
2) Mnemônica.
Pois aumenta os gatilhos pra um estado de consciência ativo, não sentido de rato fugindo do gato que temos no dia-a-dia stressante rs, mas no sentido de estar presente nas suas ações diárias. Pra que num sonho esteja presente.
3) Teste de realidade.
Estando presente na sua ação (e isso é um tipo de yoga), você precisa apenas questionar aquilo que sua mente te apresenta.

Bem, acho que falei o mais importante.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Seus conselhos me lembraram de um trecho que li em um texto de Samael Aun Weor:

"É impossível estar despertos nos Mundos Superiores se aqui neste mundo celular, físico, material, o aspirante está dormido. Quem quiser despertar a consciência nos mundos internos, deve despertar aqui e agora, neste mundo denso. 
Se o aspirante não despertou consciência aqui neste mundo físico, muito menos nos mundos superiores. 
Quem desperta consciência aqui e agora, desperta em todas as partes."

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Cristaldo disse:

Sobre livros, eu queria recomendar mais de um, mas eu simplesmente não encontrei aqui o livro que eu queria indicar, vou indicar um que eu não gosto tanto por conta do título deles que é bem enganador rs... se chama "Sonhos lúcidos em 30 dias" de Keith Haray, mas você difícilmente vai realmente conseguir um resultado legal em 30 dias. Na minha opinião 30 dias é o prazo pra você começar a se lembrar dos sonhos. Mas no livro tem dicas base pra ter sonhos lúcidos, mas eu vou passar aqui o geral, e vocês vão ver que não há nada de novo sobre a terra. :P

Mnemônica é a chave aqui, porque veja bem, o problema não é o fato de que nós não temos consciência durante os sonhos. O prolema é que nós também estamos "dormindo" no nosso tempo acordados. Você deve criar o hábito de fazer "testes de realidade" tantas vezes quanto possível durante o dia (vou explicar o que são esses testes mais a frente). Pra isso você pode usar alarmes no relógio ou celular pra te lembrar de fazer os testes (inclusive já vi que existem apps pra conhos lúcidos que tem essa como função principal, no fim a coisa é simples). OU o que é mais difícil a princípio mas que funciona muito bem porque vira um hábito mais facilmente, é você agregar o teste de realidade a algo que você vê, ou a algum hábito seu, é o que eu chamo de gatilho. "Toda vez que eu tomar água", "toda vez que eu passar por uma porta", "toda vez que eu olhar o meu celular", eu farei um teste de realidade... isso é um gatilho consciencial, através de um hábito comum.
Note que é mais fácil fazer com alarmes, do que com gatilhos, como eu disse. Mas é legal tentar fazer as duas coisas, porque o que se deve é agregar os testes de realidade durante o seu dia. E o fato deles não estarem agregados significa que não estamos conscientes, de modo geral. Esse é o motivo de acontecerem coisas extraordinárias nos sonhos e não nos darmos conta de que é um sonho.

Os tais "testes de realidade" que falei são algumas verificações que podemos fazer pois os nossos sonhos tem alguns "bugs" em relação a realidade diária e podemos usar isso a nosso favor para perceber que estamos sonhando. A idéia principal aqui é CRIAR UM ESTADO DE QUESTIONAMENTO DA REALIDADE que começa com uma pergunta simples e sincera a si mesmo "eu estou sonhando agora ?". Ao fazer a pergunta olhe a sua volta, pense onde você está e como chegou até ali (normalmente num sonho você não vai conseguir se lembrar como se lembra quando acordado), conte a si mesmo a história do seu dia até aquele ponto: "eu acordei, tomei um café comendo pão com manteiga e uma maça, assisti o jornal, sai de casa, falei com o porteiro, peguei o onibus/carro/moto/bicileta (...)". É difícil em um sonho que você não se perca nesse processo, mas tudo isso vem com a prática, e a prática vem do estado de acordado, ao longo de dias.
Outros testes de realidade incluem tentar ler letras pequenas (como de um livro), leia, e olhe pra outro lugar, pense no que leu, e volte ao mesmo lugar, leia de novo. Frequentemente em um sonho as letras mudam de lugar, muda o que está escrito, ou ainda, fica tudo em branco!
Se você tem o hábito de usar relógio, especialmente digital, vai acontecer o mesmo com ele.
Regular a luz do ambiente também não é possível, busque um interruptor, acenda e apague, a luz continua a mesma!
Esses são os principais que lembrei, eu aconselho a manter esse estado de questionamento porque frequentemente você precisa fazer mais de um teste pra se convencer, e você pode obter resultados parciais que te deixam em duvida, então quanto mais se questionar melhor.
E aí quando tiver "quase certeza" que é um sonho, pode tentar coisas mais ousadas como dar pulos cada vez mais altos, o fato é que você vai juntar evidências de que está em sonho.

Tem outros técnicas mais complicadas, inclusive de indução a partir do estado acordado, mas eu acho melhor manter a coisa simples por aqui. Porque imagino que já causou certo estranhamento por talvez poder parecer que é difícil, alguem pode dizer "mas eu nem lembro dos meus sonhos"... Aí volta na primeira resposta que dei aqui no tópico, e notem que há um encadeamento funcional na coisa.
1) Aumentar as memórias de sonhos (cuidando do sono, e com um diário de sonhos e afirmação).
Pois aumentando a memória aumenta o reconhecimento de padrões diferentes de consciência, e melhora a própria consciência nesses estados.
2) Mnemônica.
Pois aumenta os gatilhos pra um estado de consciência ativo, não sentido de rato fugindo do gato que temos no dia-a-dia stressante rs, mas no sentido de estar presente nas suas ações diárias. Pra que num sonho esteja presente.
3) Teste de realidade.
Estando presente na sua ação (e isso é um tipo de yoga), você precisa apenas questionar aquilo que sua mente te apresenta.

Bem, acho que falei o mais importante.

Cristaldo, eu tenho em media de 2 a 5 sonhos por noite e me lembro de todos eles, em alguns momentos eu consigo raciocinar dentro do sonho e sacar que estou sonhando, por exemplo : Nossa como aquela pessoa está levantando um carro!?!?!??!.. AAAA isso é sonho.

E continuo a dormir, porém sem que eu consiga acionar 100% a lucides e ter a possibilidade de fazer oq quiser dentro do sonho, é como se fosse uma história continua, que eu sei que é uma história, mas que eu não posso mudar os fatos.... 

Você conhece alguma forma de acionar essa lucides ?

Link to comment
Share on other sites

On 10/2/2017 at 11:55 AM, IIIBRUNO said:

E continuo a dormir, porém sem que eu consiga acionar 100% a lucides

Sua resposta está aí! Você tem rememoração, e até consegue momentos de alguma lucidez, mas não alcança um nível de lucidez suficientemente alto OU perde a concentração. Algo como "caramba, isso é muito estranho, eu só posso estar sonhando... 1, 2, 3... olha se não é o Fulano ali do outro lado da rua, mas como ele tá gordo" rsrsrs. MAS você já está num ponto legal, você tem memórias dos seus sonhos, eu SEMPRE aconselho anotar porque te permite lembrar de mais detalhes, e te permite voltar num sonho que você teve dias atrás, ou notar certos padrões que se depender só da sua memória pode demorar a notar, ou sequer vir a notar.

E aí entra, porque é tão importante os "testes de realidade" que eu falei ? Porque eles te acostumam a além de prestar atenção em coisas estranhas, quando essas coisas acontecerem você vai ter um hábito relacionado a isso (que criou repetindo durante o seu dia desperto).. e por isso que o teste tem que durar, para que você por várias vezes seguidas se perceba sonhando e mantenha o foco naquilo. Esses fenômenos da consciência, são interessantes, porque não basta que você perceba que está sonhando, mas mantenha a capacidade de "observar" os seus pensamentos sem estar sempre seguindo eles, e isso é faz parte do que chamei de estar presente na ação. Nossa mente tem o vício de pensar, e nós encadeamos um pensamentos atrás do outro conectando assuntos numa tagarelice interna sem fim ! Uma forma de lutar contra essa tagarelice que te faz perder a lucidez nos sonhos é ter os teste como hábito, e que seus testes durem um tempo razoável onde você se observa e se questiona sem se deviar, sem se deixar distrair. Claro que... práticas dos oito membros da yoga vão te ajudar a regular essas funções da mente aí. Mas primeiro as coisas primárias... incorpore os testes de realidade no dia a dia. Essa é a resposta !

Mesmo quando se toma consciência completa durante o sonho (ou em projeção) e se aproveita por um tempo dessa lucidez, você corre o risco de perder a lucidez por distração, ou por conta dos seus pensamentos, paixões, isso é fruto de uma mente destreinada. Mas dá pra treinar, até falei como. :)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

13 minutos atrás, Cristaldo disse:

Sua resposta está aí! Você tem rememoração, e até consegue momentos de alguma lucidez, mas não alcança um nível de lucidez suficientemente alto OU perde a concentração. Algo como "caramba, isso é muito estranho, eu só posso estar sonhando... 1, 2, 3... olha se não é o Fulano ali do outro lado da rua, mas como ele tá gordo" rsrsrs. MAS você já está num ponto legal, você tem memórias dos seus sonhos, eu SEMPRE aconselho anotar porque te permite lembrar de mais detalhes, e te permite voltar num sonho que você teve dias atrás, ou notar certos padrões que se depender só da sua memória pode demorar a notar, ou sequer vir a notar.

E aí entra, porque é tão importante os "testes de realidade" que eu falei ? Porque eles te acostumam a além de prestar atenção em coisas estranhas, quando essas coisas acontecerem você vai ter um hábito relacionado a isso (que criou repetindo durante o seu dia desperto).. e por isso que o teste tem que durar, para que você por várias vezes seguidas se perceba sonhando e mantenha o foco naquilo. Esses fenômenos da consciência, são interessantes, porque não basta que você perceba que está sonhando, mas mantenha a capacidade de "observar" os seus pensamentos sem estar sempre seguindo eles, e isso é faz parte do que chamei de estar presente na ação. Nossa mente tem o vício de pensar, e nós encadeamos um pensamentos atrás do outro conectando assuntos numa tagarelice interna sem fim ! Uma forma de lutar contra essa tagarelice que te faz perder a lucidez nos sonhos é ter os teste como hábito, e que seus testes durem um tempo razoável onde você se observa e se questiona sem se deviar, sem se deixar distrair. Claro que... práticas dos oito membros da yoga vão te ajudar a regular essas funções da mente aí. Mas primeiro as coisas primárias... incorpore os testes de realidade no dia a dia. Essa é a resposta !

Mesmo quando se toma consciência completa durante o sonho (ou em projeção) e se aproveita por um tempo dessa lucidez, você corre o risco de perder a lucidez por distração, ou por conta dos seus pensamentos, paixões, isso é fruto de uma mente destreinada. Mas dá pra treinar, até falei como. :)

Eu por já faço esses testes de realidade como habito no dia-a-dia, as vezes até viajo um pouco  quando os faço.. hehe 

Sinto que está faltando pouco para "ativar" a lucides nos sonhos, pois quando sonho é como se eu estivesse vivendo em uma dimensão em que as coisas acontecem diferentes, em que um simples pensamento me faz viajar milhares de Km, uma vontade me faz voar, mas nada disso é como e na hora que eu desejo, simplesmente acontece, é como eu falei na msg acima, eu poucas vezes consegui controlar os movimentos, apenas compreendo e raciocínio com a situação e o sonho me carrega, sem que eu possa parar de correr, ou escolher o que falar para as "pessoas" que participam. O que eu busco é "acordar" nesses sonhos semi lúcidos.

Link to comment
Share on other sites

Gostei, Cristaldo! Achei muito importante esse toque de lutar contra a tagarelice interior.

21 minutos atrás, IIIBRUNO disse:

O que eu busco é "acordar" nesses sonhos semi lúcidos.

Assim como Bruno, eu busco "acordar" nesses sonhos semi lúcidos. No caso eu pretendo usar essa lucidez como um "passaporte" para a viagem astral (não sei se isso é possível). Porque, quando tive lucidez no sonho, ele se desfez e eu voltei para o meu quarto. Acho que daria tempo de evitar a volta para o corpo porque ela aconteceu bem lentamente. Na época que isso aconteceu, só me deixei voltar por medo. Mas acho que hoje eu sairia correndo do quarto para permanecer projetada.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...