Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Possuída Durante uma Projeção


Recommended Posts

era uma moça, muito dócil, gentil e meiga. Adorava literatura e tinha como autor predileto o escritor brasileiro Paulo Coelho. Era uma jovem bonita com cabelos castanhos, bem aloirados e dentre todas estas qualidades Juliane tinha um pequeno defeito... Era fascinada por assuntos sobrenaturais, sonhava em realizar uma projeção astral. Ficava encantada com relatos de pessoas que passaram por esta experiência.

Era incrível vê-las narrando às coisas que viam do outro lado, imaginava ser incrível a sensação de flutuar.

Seu irmão Jean achava tudo aquilo estúpido, aqueles livros malucos que só falavam de morte e coisas após a morte. Achava chato Juliane falar sempre naquilo: - Se essa sensação vem quando estamos quase mortos, então por que ela não espera até o seu dia chegar? Aí sim, poderia voar o dia todo.

Jean não entendia como uma pessoa conseguia ficar tão fascinada com a Morte, já que estavam vivos.

Juliane adorava ler livros espíritas que sempre tratavam o assunto com total seriedade, sempre mostrava o relato de alguém ou o estudo de algum cientista.

Em uma de suas pesquisas encontrou um site onde eram divulgadas diversas técnicas, que tornariam possíveis uma real projeção. Ouvia falar dos riscos, mas sempre achou que tudo aquilo não passava de boato ou simplesmente uma lenda urbana.

Encontrou uma técnica bem simples e fácil de ser executada e logo pôs em pratica seu tão sonhado desejo. Nos primeiros dias nunca dava certo, era muito difícil conseguir alcançar o resultado desejado, sempre se desconcentrava e quando fechava os olhos, no lugar de concentrar-se, terminava dormindo.

Houve um dia, já bem tarde da noite, que acordou bem relaxada e lembrou-se de uma técnica muito eficaz, mas que ainda não tinha sido usada por ela.

Resolveu experimentar: Relaxou bastante e logo que sentiu que estava entre o sonho e a razão começou a imaginar-se com um corpo bem leve e livre, começou a levantar-se lentamente, sem olhar para trás evitando ao máximo caso seu corpo estivesse logo ali. Fez o teste que pedia a técnica e deu um leve salto, pronto! Estava flutuando, sentia uma leve e tranqüila sensação, era como se tudo estivesse invólucro a uma paz imensa. Flutuou até os quarto de sua mãe, atravessando pela porta mesmo, como via nos filmes, sua mãe estava lá dormindo serenamente, em seguida foi ao quarto do irmão, que roncava como um trator. Resolveu sair de casa, dar um passeio mais longo, não podia perder esta chance maravilhosa. Na rua a noite era diferente, tudo estava iluminado, como se o mundo estivesse na mais pura onírica fleumática. Flutuou até a praça próxima de casa e viu crianças brincando, pessoas com roupas antigas andavam livremente pelas ruas. Estava achando aquela experiência incrível, mas logo em seguida sentiu uma sensação terrível, como se algo muito ruim estivesse prestes a ocorrer. Imaginou-se em casa e imediatamente apareceu em sua sala, flutuou até seu quarto, mas quando estava tentando atravessar a porta sentiu como se alguém segurasse sua perna, virou-se e olhou para trás e viu um corpo como de uma criança exceto por um detalhe: Ele não tinha cabeça. Aquela visão foi o bastante para deixar Juliane desesperada, tentava em vão libertar-se daquela visão maldita, nessas horas como seria bom se tudo aquilo fosse mesmo mentira, o garoto puxava mais forte; a força do menino parecia um empuxo que a sugava em direção a ele.

Não sabe quanto tempo isso demorou, mas pareceu uma eternidade e quando finalmente o menino a soltou e ela pôde entrar em seu quarto; e quando ela achava que todo aquele pesadelo havia terminado viu uma cena ainda mais assustadora...

Sobre seu corpo havia uma espécie de gato com um rosto fino, ele tinha uma cor meio negra, mas com um aspecto fúlvido, no lugar de suas orelhas havia duas coisas negras e pontiagudas que eram muito semelhantes a chifres. Aquela criatura sinistra pulou para dentro da boca de Juliane, que logo em seguida levantou-se como se tivesse acordado de um longo sono.

Juliane tentava voltar ao seu corpo de todas as maneiras, mas alguma coisa criou uma barreira que a deixava a um metro do seu próprio corpo, tentava, mas não conseguia aproximar-se dele.

A garota que agora estava em seu corpo, tinha os olhos sombrios, e um sorriso sinistro. Ela olhou diretamente para onde encontrava-se a verdadeira Juliane e disse:

- Tenha calma... Brevemente irá voltar, apenas quero fazer uma coisinha rápida.

Juliane Gritava, batia e tentava aproximar-se, mas não conseguia nem chegar próximo ao seu próprio corpo.

O corpo de Juliane foi até a cozinha e tranquilamente escolheu uma faca, a maior delas, olhou para faca como que fascinada vendo seus olhos serem refletidos na lamina. Logo em seguida foi ao quarto do irmão de Juliane, Jean, entrou sorrateiramente e sem desperta-lo do seu sono sereno, cravou-lhe a faca no pescoço, Jean ainda arquejou um pouco tentou defender-se mais Juliane segurava firmemente a faca em seu frágil pescoço.

A verdadeira Juliane assistia tudo àquilo desesperada, gritando clamando, pedindo que ela não fizesse aquilo.

Logo em seguida o corpo de Juliane voltou à cozinha só dessa vez pegou uma marreta, que estava sob a pia e foi em direção ao quarto de sua mãe, ela dormia serenamente, passou a mão em seus cabelos e quando parecia que por um simples momento aquele espírito maligno iria desistir do seu sádico plano, uma marretada foi desferida bem na testa da mãe de Juliane, fazendo um som rouco, como de um pote de barro cheio de água sendo quebrado, a mãe de Juliane tentou levantar-se, mas foi brutalmente esmagada por diversas marretadas desferidas em seu rosto.

Juliane não sabia mais o que fazer começou a orar, pedir a Deus que tudo aquilo parasse, que não mais ferissem sua mãe.

Abriu os olhos e viu que o ser que possuíra seu corpo agora estava lambendo a face desfigurada de sua mãe, como se quisesse provar o sabor daquele ato tão hediondo.

Juliane sentiu-se zonza e apagou, depois de um tempo despertou, ainda era noite, olhou para os lados e o quarto ainda estava escuro, tentou levantar-se e ir até o interruptor, mas sentiu como se houvesse algo viscoso em sua cama. Foi até o interruptor e para seu espanto sua cama estava coberta de sangue.

Queria que tudo o que havia visto fosse apenas um sonho, mas agora via que não. Tudo era real, ela sem querer havia acabado com a vida das pessoas que mais amava.

Correu para rua desesperada gritando como uma louca, os vizinhos acordaram e a ajudaram, logo em seguida viram o cenário grotesco em sua casa.

Chamaram a policia e Juliane deu diversas vezes o mesmo depoimento, mas ninguém jamais acreditou no que ela disse ter ocorrido. Apenas disseram que poderia ter sofrido um acesso de loucura, ou que ela sofria de algum caso raro de sonambulismo.

Hoje ela encontra-se sobre tratamento e mesmo depois de muito tempo ela ainda confirma a mesma história de que era inocente e que seu corpo fora possuído por alguma força maligna.

O que voces acham

do site sobrenatural.org

Link to comment
Share on other sites

auhahuahuahuhuahuahuahuahuhua que ridiculo!!!!!

foi muito podre, não alimente sua mente com asneiras desse tipo cara esses historias malignas servem apenas para encherem nossa mente com imagens ruins e nos causar emoções ruins. Alem de colocar medo nas pessoas que não entendem de viagem astral.

E impossivel um espirito maligno possuir seu corpo quando você sair dele, pois todas as noites nosso corpo astral se desprende, porem não percebemos isso devido ao nosso adormecimento espiritual ou adormecimento da consciencia.

se isso fosse verdade, demonios entrariam no nosso corpo com um simples cochilo a tarde.

Link to comment
Share on other sites

Além do que já falaram, tem o cordão de prata e sua faixa de atuação, logo, impede que qualquer força externa tome conta 100% do corpo, lembrando que em casos de mediunidade, não se tem o corpo 100% tomado, os médiuns ficam em estado consciente ou semi-consciente, sendo que é só uma influência, como se o espírito estivesse "colado" na aura do médium, e não "entra" no corpo...

Logo, história inventada por leigos para assustar os aspirantes à projeção.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...
;) Nossa! Adorei a história, pena que vejo inúmeras baboseiras postadas em seqüência. Bem, Se um corpo pode ser possuído, mesmo com seu dono estando em total consciência, o que nos leva a duvidar que este mesmo corpo não possa ser possuído enquanto o mesmo não estiver dentro dele. Pode ser raro, mas é possível. Quero que vejam que pela lógica existem doenças raras que acometem pessoas, mesmo que a mesma só seja possível dentre um milhão em uma. Espero que abram as mentes e parem de agir de forma auto-fimativa. Se for para postarem asneiras é melhor absterem-se. Tudo é possível, o que determina a finidade das coisas: A Ciência? Ciência não é a Gênese das coisas, apenas o escopo humano de estudos que determina ou busca algo.
Link to comment
Share on other sites

André, uma possessão não acontece assim.

É preciso que a consciência esteja bem apagada, que o duplo etérico esteja bem destruído, e que os corpos estejam bem densos.

E isso não acontece da noite pro dia como na história...Além disso, o site sobrenatural.org não é lá grandes referências... ;)

Fica a dica.

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

:lol::lol: TEm cada um!!!! COmo Rfernades já disse, uma subjugação não pode ocorrer assim , isto leva tempo tem que a ver um afinidade em alto grau, o espirito

obsesor não simples mente escolhe sua vitima deve a ver um sintonia entre eles,

ou fatos de vidas anteriores, não de um dia para outro e também como já foi dito

o estado do ser subjugado deve ser critico... Sendo que está história é era para assustar ou para nois rimos? :? ?!! Devemos antes de preconceber algo nois instruir, a quem ache que somós apenas almas deviadas do susposto caminho de Deus por cremos em certas coisas! Acho que tais pessoas tem todo o direito, mas achar que pode nois instruir ao menos se instrua primeiro para saber quem somós... Este site já é ridiculo pelo nome "sobrenatural", não é porque não conhecemos a ciÊncia de certas coisas que devemos achar que é ALGO sobrenatural... Então amigo agradeço a história mas na boa se vc ficar lendo esse tipo de leitura vc vai por titíca na cabeça!! Muita luz e discernimentOo para toDos NoISs... ;)

Link to comment
Share on other sites

ola, uma coisa que eu realmente queria saber é: qual foi a intençao da autora do topico em vim colocar isso aqui?

Humildadever vc realmente deve uma duvida sincera e veio aqui pedir opinioes sobre um texto que vc nao sabe se é verdadeiro ou nao

ou veio aqui fazer bagunça??.. pq sinceramente pra acreditar num texto desse é preciso nao ter nenhuma noçao de espiritualidade... tá doido..

acho que esse topico deveria ser excluido, qual é a validade disso aqui?

Link to comment
Share on other sites

Se levarmos para o lado científico essa historia é real da seguinte forma:

Essa menina tinha desturbio mental, que seria possivel, matou sua família com uma de suas personalidades enquanto a outra achava estar presenciando a cena, e estava pois as duas eram uma só pessoa.

Aí veio uma pessoa sem conhecimentos e juntou o fato com projeção, só para ficar "sobrenatural".

Link to comment
Share on other sites

Olá!

Concordo com o meu amigo thiago: "Sem comentários"

Apesar de que a garota provavelmente possuía um distúrbio mental que a levou a realizar tal ato e posteriormente fantasiar com uma história. No fundo ela deve sofrer muito com o que fez. Não quero julgá-la.

Mas a história vou julgar: história para projetor dormir..., rs.

Um mito a ser divulgado e a criar medo em projetores desinformados. Imagina o coitado que sai do corpo toda noite sem controlar e sem saber nada. Deve ficar mais que apavorado, perturbado, ao ler uma história dessas.

A possessão não seria possível devido a ligação pelo cordão de prata e por energias que existem entre o perispírito e o corpo físico. Um espírito possuir um corpo e matar pessoas com o corpo para drenar energia lambendo uma matéria que está em outra frequência vibracional, não faz sentido algum, pelo menos para mim.

Muita LUZ e PAZ!

Abraços! ;)

Link to comment
Share on other sites

ASHUASHUASHUSAHUSAHSAUHSAUSAHUSAHUSAHUSAHU :shock:

Cara eu realmente não acreditei nisso, mas que me deu um medo deu sim :lol:

Até pq a gnt lê essas coisas dai quando ta no astral plasmas essas doidera :o só da neguinho perdendo projeção com medo(neguinho= EU) aushuashuahsuhuashuahushaushuahsuhaushuash

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...