• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
astral155

medo de desenvolver a clarividência

Recommended Posts

Eae pessoal! lembram de mim? faz um tempão que eu não venho no fórum, mas voltei a me interessar por projeção e esses assuntos, agr chega de enrolação:

eu tenho interesse por clarividencia, e até queria desenvolver, mas, eu tenho medo, mas não é de espíritos, e sim de eu confundir com uma pessoa encarnada e conversar com ela na rua e acharem que eu sou louco!

a dúvida é: se eu desenvolver a clarividencia eu vou poder escolher quando ver ou não? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi, Astral155! Tentei encontrar em O Livro dos Médiuns uma resposta mais direta para a sua pergunta, mas a coisa mais próxima que encontrei foi o trecho abaixo:

"A faculdade consiste na possibilidade, senão permanente, pelo menos muito frequente de ver qualquer Espírito que se apresente, ainda que seja absolutamente estranho ao vidente. A posse desta faculdade é o que constitui, propriamente falando, o médium vidente. Entre esses médiuns, alguns há que só vêem os Espíritos evocados e cuja descrição podem fazer com exatidão minuciosa. Descrevem-lhes, com as menores particularidades, os gestos, a expressão da fisionomia, os traços do semblante, as vestes e, até, os sentimentos de que parecem animados. Outros há em quem a faculdade da vidência é ainda mais ampla: vêem toda a população espírita ambiente a se mover em todos os sentidos, cuidando, poder-se-ia dizer, de seus afazeres."

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Rodrigo Medeiros diz que através da vontade se pode "ligar" e "desligar" a clarividência assim como sintonizar a frequência que se quer ver. Penso que isso seja bastante difícil e requeira muita prática. O próprio Chico Xavier muitas vezes não distinguia entre os espíritos encarnados e desencarnados. Vejam este video a partir do min. 12.00

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que eu sei de conviver com clairividentes o máximo que dá para fazer é tentar não prestar atenção. Mas em geral eles estão semrpe vendo algo. As vezes voce está conversando com a pessoa, ali, e a conversa é interrompida porque eles viram alguém desencarnado chegar na sala. Ou seja, mesmo estando prestando atenção em algo físico, são interrompidos por algo não físico que surge de repente. Não é nada sutil, portanto. Esse é o problema...depois de acionar essas percepções é bem provável que tenha que conviver com elas sempre.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Complicado... parece ótimo ter clarividencia, mas tenho medo, não diria medo mas sim receio...

Imagina, eu conversando com a parede e todo mundo olhando kkkk

É até meio perigoso, vai que sou internado ou fiquem achando que sou louco :?

vou estudar mais sobre o assunto, alguém aí recomenda algum livro, blog, artigo, etc em que eu possa estudar clarividencia? (sou bem iniciante)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não existe quase material realmente prático sobre isso. Este é o melhor que conheço:

https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsZ005aHpIX2g5VVk/view?usp=sharing

Tinha entrevistas com o autor no youtube, da TVcomplexis, que é a TV do grupo do Waldo. Mas sumiu tudo. Vai ver o autor foi expulso do grupo, ou preso por algum crime, e aí os parcerias fingem que não conhecem mais, ehhee

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, astral155 disse:

vou estudar mais sobre o assunto, alguém aí recomenda algum livro, blog, artigo, etc em que eu possa estudar clarividencia? (sou bem iniciante)

Oi, Astral155! Além dos ótimos materiais que foram citados, me lembrei de um vídeo maravilhoso do Saulo, que traz algumas dicas para quem é iniciante no estudo da clarividência:

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, sandrofabres disse:

Não existe quase material realmente prático sobre isso. Este é o melhor que conheço:

https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsZ005aHpIX2g5VVk/view?usp=sharing

Tinha entrevistas com o autor no youtube, da TVcomplexis, que é a TV do grupo do Waldo. Mas sumiu tudo. Vai ver o autor foi expulso do grupo, ou preso por algum crime, e aí os parcerias fingem que não conhecem mais, ehhee

Ou foi internado por falar com as paredes. :lol:

Esta também é dos melhores que conheço. Tenho por aqui alguns mas são demasiado teóricos e pouco práticos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 horas atrás, sandrofabres disse:

Não existe quase material realmente prático sobre isso. Este é o melhor que conheço:

https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsZ005aHpIX2g5VVk/view?usp=sharing

Tinha entrevistas com o autor no youtube, da TVcomplexis, que é a TV do grupo do Waldo. Mas sumiu tudo. Vai ver o autor foi expulso do grupo, ou preso por algum crime, e aí os parcerias fingem que não conhecem mais, ehhee

Eita!

Comecei a ler o Livro do Rodrigo Medeiros ontem. Faz um tempinho que comprei, mas somente agora me animei.

Confesso que também tenho receio...mas vou ler o livro até o final e ver se me animo a tentar alguma técnica.

Lembro que quando "descobri" os vídeos do Saulo, também não botei muita fé...daí um belo dia tentei um EV...e para meu pavor deu certo e me projetei na primeira tentativa...ehehehe, (quase tive um treco), mas clarividência deve ser meio tenso. :blink:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Este documnetário é muiot bom, para quem não viu vale a pena ver todo, sobre a vida do Divaldo, como surgiu a mediunidade neel etc.

Mas o que eles contam aqui, a partir dos 19:55, é que deixa a gente cabreiro de desenvolver essas coisas e pagar mico de maluco, ehehhe:

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Toda clarividência se dá por órgãos não físicos (por meio do chakra frontal). Não é possível enchergar algo não físico com um olho físico. Portanto esse caso 1 a que você se refere não é possível.

O que eu acho que você pode estar confundindo é algum tipo de clarividência mais intuitiva e, portanto, mais sutil com uma clarividência mais aberta e prevalente (caso de alguns médiuns de mediunidade mais ostensiva) mas as duas se dão por meio do chakra frontal e não dos olhos físicos que não possuem a capacidade de enchergar partículas tão sutis como as das matérias não físicas (da dimener para frente).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Normalmente se usa o termo  "clarividência etérica" para aqueles casos em que a pessoa vê aura, chackras, bloqueios, e também.o fantasma da vovó sentado na cadeira de balanço. A clarividência astral verá o rosto da vovó fora do contexto do ambiente físico, ou no ambiente astral em que ela está. Ambas não são percepções com o olho físico, mas a clarividência etérica é a que gera confusão.

O líder daquele meu grupo de desobsessão, quando tinha 14 anos, viu um sujeito esquisito seguindo ele na rua, apressou o passo e o cara também apressou. Quando ele chegou em casa ficou aliviado, até que viu o cara que o seguia atravessar a parede, o que lhe deu um belo susto, eheheh. Foi o primieiro contato com o primeiro mentor dele, que se apresentou e explicou o que eles fariam juntos. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Citar

 

(...)

A clarividência é um modo de percepção visual extrafísica. É independente do soma, cérebro e olhos físicos.

A clarividência é também independente de forças físicas como campos elétricos, campos magnéticos, campo gravitacional, ou qualquer das forças básicas conhecidas da natureza física.

Esta independência ao corpo físico pode ser comprovada através de experiencia pessoal: é possível observar a aura de uma pessoa durante uma experiencia fora do corpo. Já que o psicossoma (corpo astral) não é físico e continua a existir mesmo depois da morte do soma, conclui-se que a clarividência é independente do corpo biológicos.

A clarividência pode ser experimentada na ausência completa de qualquer fonte de luz visível, ativada e desativada diretamente através da vontade, dispensando até mesmo técnicas e procedimentos.

Além disso a clarividência não requer equipamentos, incenso, cristais, amuletos, ou materiais específicos. basta que se dedique mais atenção para esse mode de percepção no dia a dia.

Rezas, mantras e rituais também não são condições necessárias para a visão extrafísica.

(...)

 

Clarividência - Rodrigo Medeiros

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou trabalhando a abertura do terceiro olho, e confesso que tenho visto algumas coisas... Essa semana estava no quintal de casa, atrás de casa tem um parque... Eu estava divagando sobre algumas coisas e de repente vi se iluminar no parque um pé de lírios... A noite as luzes do parque ficam apagadas... E não tem um pé de lírios... Fiquei olhando pro parque, esfreguei os olhos e continuava vendo aquilo... Aí do nada a luz se apagou... 

Tenho visto vultos tbm caminhando pela casa... Não tenho medo, mas confesso que às vezes me assusto pq me pega de surpresa...

Ou coisas como acordar no meio da noite e o cavalinho de brinquedo estar balançando sozinho...

Não tive nenhum problema até agora de falar com as paredes pois as percepções foram visuais e não auditivas até agora... Mas vai que começa, né? Kkkkkkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enquanto forem apenas sensações visuais e se limitar a apanhar alguns sustos, talvez não tenha muito mal. Se começar a desenvolver a sensibilidade energética a coisa pode piorar.

Dou um exemplo: você começa a sentir-se deprimida, angustiada, com medo; outras vezes alegre, cheia de energia, feliz da vida. No inicio você vai pensar que todas essas sensações são suas e começa a pensar que algo de errado se passa consigo quando na verdade são influências vindas do exterior, energias que você vai captando aqui e ali.

Você pode estar muito alegre e de repente sentir-se como se o mundo fosse acabar sem motivo aparente. Se você não estiver preparada para lidar com isso pode ser muito mau.

Desenvolver a percepção sensorial não é totalmente isento de riscos como muitos pensam. Ninguém morre mas lá que sofre, sofre. :wacko:

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com certeza ----CITAÇÕES COM ARROBA COLOCAM SUA POSTAGEM SOB MODERAÇÃO. EVITE USÁ-LAS------albaman a gente capta muito... Mas eu já convivo com esse problema, sinto a energia de tudo... Sinto a maldade nas intenções das pessoas... E fico bem mal com isso, a pessoa não me fez nada e fica sem entender pq me afasto dela, mas é pq sinto as energias ruins e não consigo ficar perto... E aí vai explicar isso pra pessoa? Não dá...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Citar

Eu também faço isso, se sinto energias ruins nas pessoas, falsidade, mentira, hipocrisia, mesmo se não é dirigida a mim, mas aos outros, eu me afasto. Não explico nada, só me afasto. E também pessoas que bebem, usam drogas, andam em más companhias, ou mesmo apenas têm a vibração mais baixa, eu me afasto. Aprendi isso na marra, porque antes eu ficava "pegando" tudo que é encosto e coisa ruim, porque não filtrava minhas companhias, meus amigos e os lugares que eu ia.

Hoje, eu não frequento balada, não frequento bares, raramente vou a festas, não vou a cemitérios, evito aglomerações e simplesmente não convivo com certas pessoas, para o meu próprio bem. Sabe aqueles "amigos" que fazem dos seus ouvidos penico e despejam todos os seus problemas em cima de vc? Além de drenarem sua energia, ainda podem te fazer ficar mal por dias.

Já terminei namoro, já cortei amizades, já virei a cara sem explicação, porque aprendi a pensar no meu bem estar primeiro. O que adianta eu servir de lixeira para as energias negativas das pessoas? Isso não serve de nada, primeiro, porque elas jamais vão mudar este padrão de comportamento se tiver sempre alguém no qual elas possam descarregar seus lixos. Segundo, se eu estiver mal, eu não consigo ajudar a mim mesma, e assim, vou ser inútil para os outros. Então, médium (aliás, não só médium, mas todos) tem que ser muito cuidadoso mesmo com o tipo de companhia que anda, o tipo de lugar que vai e os tipos de pensamentos e sentimentos que mantém.

Filtrem tudo, e sem remorsos! Não tem essa de "ficar mal" porque rejeitou alguém. Vc tem que estar em primeiro lugar, sempre, se vc não cuidar das suas energias, ninguém pode cuidar delas por vc, não. E com as suas energias ruins, sua vida vai por água abaixo. Claro que as pessoas "normais" também captam energia, mas médium quando capta energia, vira um lixo. Eu já entrei em depressão profunda por causa dessas coisas, e quase me suicidei, por não saber me cuidar bem. Fica aí o alerta.

Sim, não fico com remorso, mas as pessoas vem me procurar e perguntar pq sumi... Invento alguma desculpa, mas sou péssima mentindo, me engasgo toda Kkkkkkkkk... 

Mas é exatamente isso, às vezes a maldade nem é comigo que fazem, mas sinto lá no fundo da minha alma... A energia pesada... Difícil explicar... E se a pessoa faz com os outros, pode ser que um dia faça comigo tbm...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Citar

Não entendi a diferença, Sandro... A clarividência etérica não é astral também?

Hummmmm.....

Olha, a clarividência astral tem mais a ver com significados do que com aparência. Na clarividência astral, usando o exemplo da vovó, você pode, ao fechar os olhos, enxergar o rosto da vovó sorrindo, talvez sem nada mais entorno, ou então um cenário bonito florido...ou vê-la com rosto assutado, com medo, numa paisagem sinistra, escura, dependendo onde ela está.  Então você dirá que está vendo a  "vovó ". mas..ela está ali na sua sala, ou vocês es~tao conectadas de alguma maneira?

Já na visão etérica você pode ver alguém no sofá da sala, e não sabe quem é só quando se aproximar mais verá que é a vovó, sentada ALI. A visão etérica se relaciona com coisas que estão no local propriamente dito, já a visão astral não. Então se você tem um obsessor na sala com você, ao fazer um banimento você o expulsa do local. Mas talvez porque vocês tem uma conexão mais profunda, ainda possa ver o rosto dele, porque se alguma forma ele tem conexão com você, só não estará mais ali na sala, se alguém vem e examina clarividentemtne, , não verá ele ali na sala ou na casa, ainda que você possa  vê-lo pela visão astral, porque ele pode estar lá no fundão do umbral, te xingando, e você capta isso. A clarividência etérica é uma forma bem baixa de detecção, que não costuma trazer nenhuma informação a mais além da captaçaõ da forma. Por isso mesmo é a mais sujeita a erros.

E também quando se vê as coisas de forma simbólica, você está tendo uma visão astral. Alguém pode se concentrar em outrem e ver um morcego. É sua clarividência astral te dizendo que o cara é um vampirão. Se for visão etérica você só verá a aparencia dele mesmo, não terá esse dado a mais para mostrar quem o cara é na verdade. É "meio por aí".

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

É a visão tradicional em escolas ocultistas. Tanto que as técnicas sao diferentes. A técnica para desenvolver visão etérica envolve algo similar a um treino de sensibilidade à imagens posteriores na retina:

 

enquanto que o treino de clarividencia astral envolve observar imagens que surgem na mente, quando voce se concentra em algum simbolo, palavra , pessoa. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sandro, dentro dessa definição que vc deu, a visão dos lírios que tive outro dia foi etérica? Ou entendi mal?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que sim. O problema numa situaçao dessas é que em outra faixa pode existir algo ali. Digamos que fosse um prédio. Você está ali olhando a praça e então vê surgir um prédio de 5 andares. Nesse caso seria visão astral porque você estaria sintonizando uma faixa do astral em que aquela praça não existe, existe só o prédio.

Isto, por exemplo, é visão astral (no início, e logo se converte em projeção),  porque a cena não está, de fato, acontecendo dentro do apartamento, embora esteja sendo vista a partir do apartamento:

 

Mas se esse pé de lírio é uma manifestação de uma semente que talvez já esteja ali, é etérica. Se é uma visão de futuro, algo que será plantado ali, é clarividência astral, ehehe. Aí tudo começa a enredar.

Usando exemplos mais branco-e-preto fica mais fácil:

se você vê um animal morto que ainda não começou a se decompor, mas enxerga larvas fantasmas andando pelo corpo dele, isso é visão etérica, não é astral. Se está olhando para uma parede lisa e abre um portal ali,  e lá dentro você paisagens e seres andando, eles não estão na sua sala não, portanto é visão astral, não etérica.

Essa discussão só faz sentido para uma aplicação, pelo que entendo:

- quanto tem um espírito perto de você, é ele que está na sua casa, ou é você que está conectado com ele no umbral?

Porque se é na sua casa, um banimento (limpeza, expulsão ,exorcismo) resolve. Mas se é você que está conectada com ele,  você é quem tem que melhorar sua sintonia para não ir parar lá no meio dos caras (mesmo em vigília)

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Entendi... Não sabia que era tão complexo assim... Nossa, tô sem fôlego aqui pensando em várias coisas que já vi... No mínimo tenho muita coisa pra analisar e repensar sobre tudo... Obrigada pelo esclarecimento, como sempre de muita ajuda!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.