• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Mônica_M

Depois de algumas projeções involuntárias... Muito estudo pela frente

Recommended Posts

Olá a todos!

O texto será um pouco longo, aproveito para contar como começou, alguns relatos e algumas dúvidas, caso alguém se identifique ou  queira comentar, agradeço.

Na minha adolescência tive minha primeira catalepsia, senti alguém se aproximar de mim, escutei falar algo ao meu ouvido, quase morri de medo e nunca mais dormi de luz apagada na vida. Ocorreram outras do mesmo estilo até que depois de buscar informação descobri o que estava acontecendo. Eu nunca fiz exercícios ou técnicas para fazer viagem astral, nem queria pois nem sabia que isso existia. Simplesmente acontecia e é assim até hoje. 

Estava deitada quando escutei um forte som de serra elétrica na cabeça, levantei brava pensando quem seria o louco de usar uma serra elétrica na madrugada, cheguei na sala, vi meu irmão assistindo TV, lhe fiz uma pergunta e ele nada de responder, nem me deu bola, quando de repente "acordei" na cama, porta fechada, nem lembrava de ter voltado por ela. Levantei fui na sala e ele estava lá assistindo TV e jurava que não tinha me visto. Nesta época seguiram-se várias catalepsias, horríveis sensações, primeiro um amortecimento, vibração, pensei varias vezes que estava sendo eletrocutada ( que deve ser o EV) a paralisia e uma sensação forte de que "alguém" me puxava para fora e eu fazia a maior força do mundo para não ir. E nesse vai, não vai eu rezava morrendo de medo, pois sempre sentia algo pegar em mim ou escutava vozes. Minha tia, que é espirita, me falou sobre plano astral, espíritos etc etc... e disse: Vai, deixa acontecer nada de ruim vai acontecer.... Mas não foi bem assim. Eu deixei e... Bom, eu estava em pé ao lado da minha cama, vi meu filho correndo pelo quarto e ao mesmo tempo vi ele deitado na cama. Quando me dei conta havia algumas pessoas no quarto, duas estavam de joelhos rezando, cabeças cobertas por panos, todos brancos como cera e o único que aparecia o rosto me fez uma pergunta que respondi já acordada de volta ao corpo. A sessação foi perturbadora. Não queria mais que acontecesse. Depois novamente a sensação de ser puxada na marra e ao sentir que estava do lado de lá, eu não conseguia me mexer, mas se eu estava já no astral porque eu não levantava? Foi terrível, uma mulher ajoelhada ao meu lado,assoprava em minha barriga, outra me passava um passe na cabeça e outro dançava estalando os dedos ao meu lado, todos brancos como cera, eu queria falar, me mexer, sair dali e nada até que tudo esvaneceu, desta mesma forma foram mais 2 vezes, já vi algo assustador negro e enorme no quarto ao lado outros sempre brancos como cera.

Apenas 3 vezes eu saí do corpo (digo que é sem querer porque quando dou conta já estou em outro plano) de maneira tranquila. Caminhei pela casa, passei por dentro das paredes e portas, testei indo e vindo por elas hehehe que mico, pois eu falava: olha não é que isso é assim mesmo? nossa passei por dentro da parede! imagina quem estava vendo, devia achar a maior graça. Foi boa a sensação, os moveis as vezes estão diferentes, e tem objetos que não pertencem ao lugar, as vezes as portas ou janelas estão abertas e a luz esta sempre acesa.

Na ultima vez foi ruim, pois eu deixei acontecer a saída do corpo, o quarto estava escuro e vi um vulto negro no quarto, lembrei que li que era para desejar luz, mas cada vez que eu dizia: quero luz, me dê luz... eu via uma bolinha de luz na minha mão e alguém apagava, pois digamos que apanhei, pois eu tentava levantar e o ser não deixava, olhei para um espelho e vi uma mulher dentro dele gritando para me assustar, vi meu filho dormindo na cama e eu estava num lado do quarto e depois no outro sem me dar conta de como acontecia. Foi horrível, pois entrei em catalepsia e pouco antes de voltar eu vi e senti um ser negro me prendendo.  Não quero sair do corpo sem saber como não deixar que isso aconteça. Por que as vezes é desta maneira?

Agora estou aqui, estudando sobre esse assunto, lendo relatos, assistindo videos, não sei muito bem por onde começar. Estou vendo sobre defesa, EV , os videos do Saulo e tentando entender o porquê disso estar acontecendo comigo.

Será que todas essas vezes que eu saí do corpo, foi por vontade mas, não dei conta do fato ou fui retirada do corpo a força?

Muito estudo pela frente para compreender o que é tudo isso e o principal, o porque? 

Obrigada pela leitura e bons estudos!

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite, Mônica! Eu não tenho o conhecimento necessário para responder às suas dúvidas, é melhor deixar para os mais experientes. Mas trouxe o link do tópico abaixo para que vc verifique, caso for lhe ajudar:

 

Além disso, trouxe também o link de um vídeo de hoje do Saulo, que tem informações importantes sobre catalepsia. Caso vc já tenha visto este vídeo, peço desculpas por estar lhe trazendo novamente:

 

Um grande abraço! :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Monica, sue problema parece ser apenas o medo.

Tudo que relata são apenas situações comuns amplificadas ou distorcidas pelo medo. Barulho estranhos, de serra eletrica, presenças no quarto isntomar de entrada no estado projetivo)  tudo normal. Aparência estranha dos seres  em geral é resultado de falhas de percepção,(tipos muito brancos, trnasparentes, ou vultos escuros, ou reflexo no espelho embaçado, ou com forma diferente)  bem como problemas de movimento após sair (peso, falta de força, paralisia...relacionado com percepção, dupla, estar perto do corpo e sentir ele ali deitado, imóvel,sonolência percebida como fraqueza, etc)  sentir-se puxado por algum ser misterioso, que não se vê, masque é muito frote (apenas ser puxado de volta a corpo pelo cordão de prata e detectar a presença do corpo como algum outro ser), asism como detectar presença asustadora invisívle perto da cama enquanto se está na catalesia (presença do próprio corpo astral  a pouca distância, com a mente física ainda acrodada, animais ou crianças  próximas ou andando sobre a cama (ilusões da catalepsia).

Nada disso é assustador, nada disso é para você pensar "porque as vezes é assim?" .É como  ovento, as vezes venta, as vezes não.Ventas não é sinal de perigo nem nada dessas coisas listadas são. São como interferência em rádio, são só "problemas de sinal", problemas de percepção. Não deixe o medo ler esses "problemas de sinal" como se fossem indicativos de algo perigoso, para não amplificar ainda mais a dificuldade. Sempre considere isso como "falhas de equipamento". Se viu algum vulto escuro, não pense "ah, ELE é um ser maligno!" pense "porque EU  não estou enxergando direito esse sujeito?" Deseje ver a aparência dele claramente. Se sente uma fraqueza, não pense "ai ,deve ter alguem me sugando!", pense "porque EU não estou acessando minha energia direito? Use o EV para estimular, volte o ao corpo, faça novo  EV e levante, agora com mais energia e visão melhor, etc..

Essa coisas nebulosas, sinistras, confusas, são sempre falhas de processo, de funcionamento mesmo, porque se você encontrar um ser que seja negativo, e VOCÊ ESTIVER FUNCIONANDO BEM, verá ele tão claramente como vê as pessoas do físico. Todas as impressões nebulosas, sombrias, difusas, não são frutos da natureza do ser ou do ambiente,  mas apenas da sua percepção que está com dificuldades técnicas, e por isso não vale a pena interpretá-las como ruins ou negativas,

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 horas atrás, Cintia Fly disse:

Boa noite, Mônica! Eu não tenho o conhecimento necessário para responder às suas dúvidas, é melhor deixar para os mais experientes. Mas trouxe o link do tópico abaixo para que vc verifique, caso for lhe ajudar:

 

 

Obrigada pelo link Cintia! Foi muito bom, pois acabou me ajudando em outra questão. Eu li todo o tópico e nesta leitura tive um Insight que foi muito importante. por isso acredito que compartilhar informações por mais banais que possam parecer sempre acabam por ajudar e neste caso você me ajudou em outra questão. Obrigada.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, sandrofabres disse:

Monica, sue problema parece ser apenas o medo.

Essa coisas nebulosas, sinistras, confusas, são sempre falhas de processo, de funcionamento mesmo, porque se você encontrar um ser que seja negativo, e VOCÊ ESTIVER FUNCIONANDO BEM, verá ele tão claramente como vê as pessoas do físico. Todas as impressões nebulosas, sombrias, difusas, não são frutos da natureza do ser ou do ambiente,  mas apenas da sua percepção que está com dificuldades técnicas, e por isso não vale a pena interpretá-las como ruins ou negativas,

Então Sandrofabres, concordo com o que escreveu. Realmente o medo é uma questão forte que devo trabalhar. Tanto que se eu ficar no escuro para dormir podes ter certeza que "isso" acontece. Estou lendo sobre formas pensamento, estado  hipnagógico e aos poucos vou me familiarizando e aprendendo. O que realmente me assusta é que não consigo me portar com lucidez ou como você comentou são as dificuldades técnicas de percepção. Certa vez eu fui conversar com esses seres brancos rs e ele segurou minha mão e me levou para fora de casa, mas era um vale e não a cidade que eu estava vendo. Como eu ainda não entendo o porque disso estar acontecendo comigo e o que eu devo fazer fora do corpo, me assusto, pois não sei como me portar, ou ajudar ou aprender, já que mesmo eu conversando antes com meu protetor eu não o vejo nem o escuto. Hoje foi diferente, não foi uma projeção, mas não era um sonho, não sei explicar,,, vi um homem em pé ao meu lado, normal como se fosse alguém ali, estava muito bravo, me encarava, eu sei que o conheço, mas nunca o vi, eu conversei com ele, sei que discuti, mas ao acordar eu não consegui "segurar" as lembranças mesmo forçando elas se foram. Não sei se era meu obsessor, mas... desta vez não era um ser branco. O meu medo vem dessas situações. mas agora decidi estudar, entender e quem sabe conseguir transformar essa oportunidade em algo útil. obrigada por responder.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Mônica_M disse:

e ele segurou minha mão e me levou para fora de casa, mas era um vale e não a cidade que eu estava vendo. Como eu ainda não entendo o porque disso estar acontecendo comigo e o que eu devo fazer fora do corpo

Se te serve de consolo, eu também nunca soube. Eles não explicam nada. Muitas vzes comigo funcionou assim:

 

- acordo de repente de um sonho, quando alguém (espírito), passa pela porta do quarto e vem na minha direção. (não tenho medo, então as vezes finjo que não estou percebendo, só para ver o que vão fazer.). Estou vendo eles, mesmo que eu esteja deitado de bruços.

- chegam peto da cama e param, como se esperassem eu me resolver. Nesse momento eu percebo que havia algum tipo de combinação, mas não lebmro do que. É como se fosse algo marcado dias ante, e trabalho definido e  hora marcada. Levanto do corpo, o sujeito se vira para sair do quarto e sei que devo segui-lo, pois o trabalho nos aguarda.

- ao air do quarto, já não é minha casa, é outro ambiente, em que os dois entramos. Ele para e eu continuo, então o ultrapasso e ele  some do meu campo de visão .

-  Observo o ambiente, as pessoas, e penso "mas que diabos estou fazendo aqui????". Não tem ninguém sofrendo, ninguém necessitado de ajuda aparentemente....mas as vezes surge uma outro outra situação, enquanto ando por ali, e acabo tendo que tomar decisões, que podem envolver retirar todos dali, por algum motivo.

- Só após acordar, registrar e analisar, percebo que quando ultrapassei o cara com quem eu ia, ele deve ter ficado atras de mim, dando suporte, talvez intuindo decisões, porque mai de uma vez, se eu pensava algo do tipo "on de estou?" ou "parece não ter ninguém aqui", costuma ouvir mentalmente um tipo de resposta, como se estivesse sempre conectado a alguém para fazer aquilo.

Só que ali na hora, a gente as vezes está tão espantado pela absoluta falta de compreensão do como, porque, o que vou fazer, que não reparar que as coisas segue um rumo natural. Eu já acho que eles não explicam nada porque muita coisa já foi conversada, e ali , no estado projetado, o nível de consciência que levamos para passear no astral é o nível da vigília, que se atrapalha com detalhes bobos. Então eles não nos dão conversa mesmo. As vezes, se não tiver nada para fazer, até dá para bater um papo, mas quando há trabalho, esse lance de levarem você para algum lugar, não é comum ter papo, é só ação.

Agora, claro...a gente só torce não estar sendo levado pra uma roubada, kkkkk mas o único jeito de descobrir é indo ver "qualé que é o babado", ehehe.

Mas sério....projetar-se é fácil, comparado com ENTENDER o que acontece.

 

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.