• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Sign in to follow this  
Infinite

Como Lidar Com o Fundamentalismo Religioso?

Recommended Posts

Olá, boa tarde a todos. Estou sofrendo um pouco por causa do fundamentalismo religioso de uma pessoa querida e próxima. Minha dúvida é: como apresentar a um fundamentalista religioso que o pensamento espiritualista é mais "válido" do que os dogmas que ele acredita? Porque o espiritualismo é "superior"? Como entra a questão dos implantes como os capacetes astrais? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 03/04/2017 at 14:17, Infinite disse:

Olá, boa tarde a todos. Estou sofrendo um pouco por causa do fundamentalismo religioso de uma pessoa querida e próxima. Minha dúvida é: como apresentar a um fundamentalista religioso que o pensamento espiritualista é mais "válido" do que os dogmas que ele acredita? 

O problema é que não dá cara, é muito complicado explicar para esse pessoa, pois ela está na bolha ideológica dela (teoria que eu estou desenvolvendo para artigo cientifico).

Pensa bem, uma pessoa que viveu a vida inteira acreditando naquilo, por exemplo, uma pessoa que é fã do Luan Santana (só um exemplo mentiroso, não considere o que vou dizer real, pois é só uma forma de desenhar o raciocinio), daí do nada começa a surgir uma pessoa com documentos reais comprovando que Luan Santana na verdade estuprava fãs depois de cada show em um vídeo, daí você vai pra essa pessoa que é fanática por esse homem e apresenta os documentos e o vídeo que você viu comprovando que ele era um estuprador, obviamente essa pessoa não vai querer acreditar naquilo que você disse, e vai considerar mentira, mesmo com você mostrando os fatos na cara dela, pois ela respira o Luan Santana desde sua pre-adolescência dentro de sua bolha ideológica (apenas uma metáfora pra ilustrar a situação), e na visão moral dela ele não é uma pessoa de fazer isso e que ele é o ídolo perfeito dela, a pessoa que ela mais admira, o anjo dela e etc... Não adianta cara, se isso é apenas com uma fã, imagina com uma pessoa religiosa, que viveu sua vida desde pequena acreditando em tudo aquilo pra chegar alguém e dizer sobre isso, ela vai te considerar macumbeiro, satánico e mentiroso, pois em certos locais que é pregado o envangelhico alguns pastores (inclusive o meu) sempre tenta criar uma situação para dizer que a religião deles é a única, e que quem segue o oposto tá seguindo o satanas sendo ludibriado pelo capeta e etc... Tanto é que eles chamam os exús de demônio em igrejas. Então imagina essa pessoa pensando isso tudo se ela ia se convencer? Muito difícil.

Em 03/04/2017 at 14:17, Infinite disse:

Porque o espiritualismo é "superior"? Como entra a questão dos implantes como os capacetes astrais? 

Agora sobre isso, o problema é que ela não tem um terceiro olho ou clarevidencia para enxergar as coisas do astral, que complica mais ainda a forma de você explicar para ela, pois se ela for uma pessoa sensata e você mostrar para ela o fato na frente dela ela vai começar a rever os conceitos dela, mas e sem ela ter clarevidencia Marlon? como eu faço?

O pior é que nesse caso nem vai adiantar muito, pois hoje em dia com esse fato da "bolha ideológica" as pessoas só escutam o que querem, tanto é que se você falar para esse pessoa sobre isso ela vai jogar tudo no "lixo mental" e ignorar o que você disse.

 

Bem acho que é basicamente isso mesmo.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 03/04/2017 at 14:17, Infinite disse:

Olá, boa tarde a todos. Estou sofrendo um pouco por causa do fundamentalismo religioso de uma pessoa querida e próxima. Minha dúvida é: como apresentar a um fundamentalista religioso que o pensamento espiritualista é mais "válido" do que os dogmas que ele acredita? Porque o espiritualismo é "superior"? Como entra a questão dos implantes como os capacetes astrais? 

Pra começar, não diga e nem insinue que o "pensamento espiritualista"  é mais válido do que os dogmas que ele acredita porque você vai estar sendo muito agresivo se fizer isso, o que geralmente não funciona e tende a piorar as coisas.

De uma forma geral, eu acredito que é melhor respeitar a forma da pessoa pensar. Não se esqueça, cada pessoa tem seu próprio tempo e uma pessoa só irá se interessar por espiritualidade se já estiver na hora, ou seja, é algo natural. A curiosidade começa a surgir e a própria pessoa busca respostas. Caso isso ainda não tenha acontecido com essa pessoa que você conhece e, principalmente levando em consideração que é uma pessoa querida e próxima, não a force. Não violente sua consciência. Seria pior.

Em geral, nada que você possa dizer vai ajudar. O que ajuda nesses casos, não é tentar argumentar com palavras mas com ações. Seja sempre amável, procure compreender. Respeite o tempo dessa pessoa. E aja da forma como um bom espiritualista deve agir. Isso mais do que qualquer outra coisa é que pode ajudar a despertar alguma curiosidade na pessoa: o exemplo. 

Em 03/04/2017 at 14:17, Infinite disse:

Porque o espiritualismo é "superior"?

Ele é superior?...

Se você quer mesmo uma resposta para essa pergunta, eu diria que a melhor resposta é: "Por não se achar superior". Porque qualquer outra é um erro. A verdade é que o espiritualismo só é superior se ele trouxer aquilo que a pessoa precisa naquele momento. Nem todos estão no momento certo para lidarem de forma mais aberta e ampla com a espiritualidade.

Em 03/04/2017 at 14:17, Infinite disse:

Como entra a questão dos implantes como os capacetes astrais? 

Não entra. Se a pessoa possuir algum implante que a impeça de se envolver com espiritualismo e seu mentor permitir isso é porque realmente ainda não está no momento para que ela se envolva com espiritualismo.

Quando irrompe no âmago do ser aquela semente de inquietação que nos impele para a busca pela verdade, não há implante que possa impedir isso pois a consciência é a força mais poderosa que existe, imagem e semelhança de seu criador.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito obrigado pelas respostas amigos Marlon e Iogui. De cara deixo claro que a pessoa em questão é a minha ex-namorada que está sofrendo muito porque quer ficar comigo mas os dogmas da religião dela não permitem. Vejam, não é uma situação simples. A pessoa está sofrendo muito por causa dos seus dogmas. Como estou de fora eu percebo que o padrão no qual ela age é de controle mental. Apenas destacando alguns pontos:

2 horas atrás, marlon00x disse:

O problema é que não dá cara, é muito complicado explicar para esse pessoa, pois ela está na bolha ideológica dela (teoria que eu estou desenvolvendo para artigo cientifico).

Interessante. Desculpe a curiosidade mas é para qual curso?

Citar

Agora sobre isso, o problema é que ela não tem um terceiro olho ou clarevidencia para enxergar as coisas do astral, que complica mais ainda a forma de você explicar para ela, pois se ela for uma pessoa sensata e você mostrar para ela o fato na frente dela ela vai começar a rever os conceitos dela, mas e sem ela ter clarevidencia Marlon? como eu faço?

Então, falei dos implantes mas acho que me expressei mal. Eu quis questionar na linha de raciocínio que o Iogue desenvolveu na resposta dele. 

31 minutos atrás, Iogui disse:

Pra começar, não diga e nem insinue que o "pensamento espiritualista"  é mais válido do que os dogmas que ele acredita porque você vai estar sendo muito agresivo se fizer isso, o que geralmente não funciona e tende a piorar as coisas.

Nunca fiz isso apesar de ela sempre me taxar de prepotente. Eu tenho a visão de que todas as verdades individuais possuem um ponto de validade por mais que se afastem das verdades verificáveis. Tudo não é o Criador? Por essa razão respeito absolutamente a visão dela e as visões dos outros e entendo que toda discussão na qual já me envolvi é uma distorção. 

Citar

De uma forma geral, eu acredito que é melhor respeitar a forma da pessoa pensar. Não se esqueça, cada pessoa tem seu próprio tempo e uma pessoa só irá se interessar por espiritualidade se já estiver na hora, ou seja, é algo natural. A curiosidade começa a surgir e a própria pessoa busca respostas. Caso isso ainda não tenha acontecido com essa pessoa que você conhece e, principalmente levando em consideração que é uma pessoa querida e próxima, não a force. Não violente sua consciência. Seria pior.

A questão da espiritualidade é que toda explicação fora dos dogmas dela é "coisa do diabo". Mesmo que ela não seja enérgica como outras pessoas mais velhas da religião dela com as quais já convivi, o argumento para explicar o invisível sempre será esse.  

Citar

Em geral, nada que você possa dizer vai ajudar. O que ajuda nesses casos, não é tentar argumentar com palavras mas com ações. Seja sempre amável, procure compreender. Respeite o tempo dessa pessoa. E aja da forma como um bom espiritualista deve agir. Isso mais do que qualquer outra coisa é que pode ajudar a despertar alguma curiosidade na pessoa: o exemplo. 

Concordo. Eu sempre me esquivava mas às vezes discussões intermináveis surgiam e eu desistia. 

Citar

Ele é superior?...

Se você quer mesmo uma resposta para essa pergunta, eu diria que a melhor resposta é: "Por não se achar superior". Porque qualquer outra é um erro. A verdade é que o espiritualismo só é superior se ele trouxer aquilo que a pessoa precisa naquele momento. Nem todos estão no momento certo para lidarem de forma mais aberta e ampla com a espiritualidade.

Por isso coloquei entre aspas. Não me referia ao aspecto filosófico e moral do espiritualismo. Mesmo que não exista verdade absoluta nessa dimensão, vamos pensar em um simples exemplo: a reencarnação é real? Como o entendimento disso pode ser comparado a quem acredita em perdição eterna e uma única morte? O que isso tem a acrescentar?  

Citar

Não entra. Se a pessoa possuir algum implante que a impeça de se envolver com espiritualismo e seu mentor permitir isso é porque realmente ainda não está no momento para que ela se envolva com espiritualismo.

Olha Iogui, eu acho que existem casos e casos. O mentor não vai impedir a pessoa de entrar em uma religião fundamentalista. Assim como também não vai impedi-la de abaixar a frequência e passar a ser obsediada. Creio que tenha muito a ver com o livre-arbítrio e a origem do assédio. Se for uma ataque "gratuito" a importância do menor é vital. Já se a pessoa se prestou aquilo o livre-arbítrio dela é soberano não? Pelo menos é assim que eu penso. É aí que entra a questão desses implantes como os capacetes astrais. 

Citar

Quando irrompe no âmago do ser aquela semente de inquietação que nos impele para a busca pela verdade, não há implante que possa impedir isso pois a consciência é a força mais poderosa que existe, imagem e semelhança de seu criador.

Concordo. Mas imagino como seria sem esses implantes, se seria mais fácil ver além. E olha, uma coisa que você falou que concordo. Às vezes aquela visão é a visão que a pessoa precisa para viver. Talvez não suportassem a verdade. Já me peguei sofrendo não só por ela mas por todos ao meu redor. Em como será o choque ao desencarnar e perceber que estão vivos e viveram acreditando em algo irreal. Claro que é algo passageiro e uma catálise de aprendizado mas mesmo assim eu sofro bastante às vezes com isso. Enfim, muito obrigado amigos!

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, Infinite disse:

Interessante. Desculpe a curiosidade mas é para qual curso?

O curso é de matemática licenciatura kkkkkkkk. Mas isso é pra artigo cientifico de filosofia, é um novo conceito de moral que eu estou desenvolvendo com minha professora de didática 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this